You are on page 1of 26

UPP BOREL

07/2014

0

Sumário
1. LOCALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO GERAL ........................................................................................... 2
2. DADOS DEMOGRÁFICOS E ÁREA OCUPADA .......................................................................................... 4
3. INDICADORES SOCIOECONÔMICOS E URBANOS – CENSO 2010 ............................................................ 7
3.1.

SERVIÇOS URBANOS E CONDIÇÃO DE OCUPAÇÃO ............................................................................ 7

3.1.1.

CONDIÇÃO DE OCUPAÇÃO ..................................................................................................... 7

3.1.2

SANEAMENTO BÁSICO (ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO ) ................................................... 8

3.1.3.

LIXO ................................................................................................................................... 11

3.1.4.

ENERGIA ELÉTRICA .............................................................................................................. 12

3.2.

EDUCAÇÃO ................................................................................................................................. 14

3.2.1.

ANALFABETISMO ENTRE CRIANÇAS DE 8 A 9 ANOS DE IDADE .................................................. 14

3.2.2

ANALFABETISMO ENTRE CRIANÇAS DE 10 A 14 ANOS DE IDADE .............................................. 16

3.2.3.

ANALFABETISMO ENTRE PESSOAS COM 15 ANOS OU MAIS DE IDADE ...................................... 18

3.3.

RENDA ....................................................................................................................................... 20

3.3.1.

RENDIMENTO NOMINAL MENSAL DOMICILIAR PER CAPITA DOS DOMICÍLIOS PARTICULARES .... 20

3.3.2.

RENDIMENTO DOS RESPONSÁVEIS PELOS DOMICÍLIOS ................................................................ 22

1

.P. As comunidades do Borel e do Morro da Casa Branca formam um complexo denominado de Complexo do Borel. R. Morro da Casa Branca. Tabela 1 – A. Por sua vez. Bairros e Nome dos Complexos das Comunidades localizadas na UPP Borel – 2013 Área de planejamento Região administrativa VIII . nas Regiões Administrativas 9 – Vila Isabel e 8 – Tijuca. ISP (2013) A UPP Borel é formada por seis comunidades: Borel. A Indiana e o Morro do Bananal são consideradas comunidades isoladas.Informações Básicas 1. A Tabela 1 mostra a localização das comunidades da UPP na Área de Planejamento 2. em processo de implementação ou planejados nas áreas. Morro do Cruz e Buraco Quente. O perímetro da UPP se localiza na divisa de dois bairros: Tijuca e Andaraí.UPP Borel . a Tabela 3 resume os principais programas de urbanização implementados. Morro do Bananal..A. LOCALIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO GERAL Mapa 1 – Limite da UPP Borel. as comunidades do Morro do Cruz e do Buraco Quente formam um segundo complexo denominado de Complexo Morro do Cruz. Indiana. Nesta tabela. foi inserida 2 . das Comunidades que a compõem e das Regiões Administrativas – 2013 Fonte: SABREN/ IPP (2013). o número e o ano do respectivo decreto que regulamenta aquele espaço. Em seguida.Tijuca 2 IX – Vila Isabel Bairros Tijuca Tijuca Tijuca Tijuca Andaraí Andaraí Nome do Complexo Borel Morro do Cruz Comunidades Borel Morro da Casa Branca Morro do Bananal Indiana Morro do Cruz Buraco Quente Fonte: SABREN/ IPP (2013) A Tabela 2 apresenta resumidamente as legislações urbanísticas específicas das áreas. apesar de estarem praticamente conurbadas com o Complexo do Borel.

Morro do Cruz e Buraco Quente) possuem Lei de Área de Especial Interesse Social (AEIS). d) Assentamentos com mais de 500 domicílios Não-Urbanizados. Há também comunidades onde a urbanização ainda está em análise. todas as demais comunidades (Borel. nº 3689 de 24/11/2003 Fonte: SABREN/ IPP (2013) Tabela 3 – Programas de Urbanização e Classificação no Morar Carioca das Comunidades na UPP Borel – 2013 Comunidades Borel Morro da Casa Branca Morro do Bananal Indiana Morro do Cruz Buraco Quente Programas de Urbanização Classificação no Morar Carioca Favela Bairro e PAC Favela Bairro Favela Bairro Favela Bairro Favela Bairro Assentamentos Urbanizados Assentamentos Urbanizados Urbanização em Análise Urbanização em Análise Assentamentos Urbanizados Assentamentos Urbanizados Fonte: IPP (2013) 1 A classificação elaborada para a coordenação do Programa Morar Carioca tem por finalidade dimensionar as ações e os projetos de urbanização a serem implementados. que quatro comunidades estão urbanizadas – por já terem passado anteriormente por obras de urbanização pelo Programa Favela-Bairro e / ou PAC – e que nas outras duas (Indiana e Morro do Bananal) a urbanização está em processo de análise. nº 3689 de 24/11/2003 Lei de Área de Especial Interesse Social (AEIS). nº: 2616 de 16/01/1998 Borel Morro da Casa Branca Morro do Bananal Indiana Morro do Cruz Buraco Quente Resolução de Projeto de Alinhamento (PA). c) Assentamentos com mais de 500 domicílios Parcialmente Urbanizados e. 3 . as comunidades da cidade foram classificadas como urbanizadas ou não-urbanizadas. Tabela 2 – Legislação Urbanística das Comunidades na UPP Borel – 2013 Legislação Urbanística Comunidades Lei de Área de Especial Interesse Social (AEIS). Segundo.uma coluna indicando a categoria da comunidade conforme uma classificação elaborada para a coordenação do 1 programa Morar Carioca da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro . b) Assentamentos entre 100 e 500 domicílios. É de se destacar que há uma ausência de legislações urbanísticas em duas comunidades da UPP: Indiana e Morro do Bananal. Por outro lado. nº: 11390 Lei de Área de Especial Interesse Social (AEIS). as comunidades não-urbanizadas. São quatro categorias a) Pequenos Assentamentos. Por fim. As comunidades Borel e Morro da Casa Branca são assistidas por Resolução de Projeto de Alinhamento (PA). foram classificadas de acordo com o tamanho e o grau de urbanização do complexo que integram. nº 11328 de 25/01/2007 Decreto de Reconhecimento de Logradouros. por serem classificadas como áreas de alto risco. ainda. a comunidade Borel é a única que apresenta Decreto de Reconhecimento de Logradouros. Observa-se na Tabela 3. nº 2647 de 27/05/1998 Resolução de Projeto de Alinhamento (PA). objetos do programa . Primeiramente. Morro da Casa Branca. nº: 27559 Lei de Área de Especial Interesse Social (AEIS).

Domicílios. O Gráfico 1 ilustra a diferença populacional entre as comunidades localizadas na área da UPP. Censo Demográfico (2010) (2) Instituto Pereira Passos (2010) (3) Censo Demográfico IBGE (2010) Fonte: Instituto Pereira Passos. Habitantes por Domicílio.355 414 3. juntas essas três comunidades concentram 89% da população total residente na região (Borel 59%.5).547 2.5 12.98 12.4 Morro da Casa Branca 2.547). seguida pelo Morro do Cruz (419.764 318.6 hab/ha).A. DADOS CENSITÁRIOS 2010: DEMOGRAFIA E ÁREA OCUPADA 2 A Tabela 4 apresenta os dados sobre área.734 3. Área e Densidade Demográfica segundo as Comunidades na UPP Borel.3).530 245.463 110. domicílio. e resultaram da compatibilização do número de domicílios particulares permanentes e de moradores em domicílios particulares permanentes apurados pelo IBGE no Censo Demográfico 2010 com os limites definidos pelo IPP para as favelas. Os dados revelam que a comunidade do Borel é a mais populosa (7.351 142. A densidade demográfica atinge seu pico na comunidade Indiana (660.6 Morro do Cruz 1. R.3 Buraco Quente 176 59 2.09 12. seguida do Morro da Casa Branca (2.43 504.320.0 Morro do Bananal Indiana 887 298 2. foram produzidos resultados estatísticos confiáveis. Casa Branca 20% e Morro do Cruz 10%).427 660. 4 . população.7 Total Rio de Janeiro (3) Fonte: (1) Instituto Pereira Passos. com base em IBGE.634 213.340 2.1.94 570.3 307 75 4.49 353.539) e do Morro do Cruz (1.51 79.146.3) e pelo Morro da Casa Branca (318. Como os limites adotados pelos dois órgãos eram muito próximos no ano de 2010.165 3.811 3. Tijuca.2 6.319 419. com base em IBGE. O Buraco Quente fica no outro extremo e tem a menor densidade demográfica da área (142. Censo Demográfico (2010) 2 As estimativas de população e domicílios aqui apresentadas foram feitas pelo IPP em 2010. R. número de habitantes por domicílio e densidade demográfica nas seis comunidades que formam a UPP Borel.917. Tabela 4 – População.27 32. Vila Isabel e Rio de Janeiro Comunidades População (1) Domicílios (1) Habitantes por Domicílio Área (m²) (2) Densidade demográfica (hab/ha) Borel 7.98 13.446 2.A.539 723 3.025 254.355).

357 160 475 708 91 6.2).070 47.1). os dados apresentados para as comunidades na UPP Borel são os divulgados pelo IBGE tendo como base o Censo Demográfico 2010. Vale ressaltar que a razão entre os sexos é maior na UPP Borel (90) que na R.A. para fins de comparação.440 27% 3.5) e no município do Rio de Janeiro (88.s as pessoas a partir de 65 anos de idade representam 18% e 15% da população (Tijuca e Vila Isabel.007 40% 376 5% 7.1% 53. Tijuca. acima inclusive da média encontrada na R.0 R. na R. a partir deste ponto. R. Tabela 6 – Total e percentual de Crianças. o percentual de pessoas entre 30 e 64 anos de idade das comunidades que formam a UPP Borel (40%) é menor que aquele observado nas R.A. na UPP Borel esse segmento é apenas 5% da população total.815 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100% 91.7% 100% 79.A.7% 52.A.1 91.641 28% 5.0 87.551 2.A.954 26% 2.144 40% 590 5% 12.A.9% 46. Tijuca (21%).1 Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) A Tabela 6 apresenta a população por faixas etárias.A. Vila Isabel (79. considerada um segmento vulnerável da sociedade. As mulheres são maioria em todas as áreas e no geral a diferença entre os sexos atinge 5. As informações para as R.597 1. também é bastante significativa (28%). com destaque para o Morro do Bananal. Vila Isabel (48%) e na cidade do Rio de Janeiro (46%).1% 100% 78.4 90. Vila Isabel e Município do Rio de Janeiro – 2010 Homens Comunidades % Mulheres % Razão de Sexos Total (H/M) x 100 Borel Morro da Casa Branca Morro do Bananal Indiana Morro do Cruz Buraco Quente Total 3.3% 47.6% 7.6% 47. Adultos e Idosos segundo as Comunidades na UPP Borel.539 307 887 1.4% 3.7% 48. Jovens.4 93.7 91.A.5 Rio de Janeiro 46. Vila Isabel (22%) e no município do Rio de Janeiro (24%). Enquanto que nas R.954 1. Tijuca (78. na R. Tabela 5 – Sexo e Razão de Sexos segundo as Comunidades na UPP Borel.A.s Tijuca (48%). R. R.051 41% 65 3% 2. os adultos (entre 30 e 64 anos de idade) e os idosos (65 anos ou mais de idade).2 R. A maior discrepância se refere à parcela idosa da população.2% (47.A.2% 100% 88.745 52.8% 53.355 176 12.s onde a UPP se localiza e para o Rio de Janeiro também estão expostas na tabela. Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Faixa Etária Comunidades 0 a 14 Pessoas Borel 15 a 29 % Pessoas 30 a 64 % Pessoas 65 + % Pessoas Total % Pessoas % 1.4% 52. Vila Isabel 44. Por outro lado.9% 56. A população jovem.A. respectivamente).539 100% Morro do Bananal 110 36% 85 28% 105 34% 7 2% 307 100% Indiana 246 28% 251 28% 349 39% 41 5% 887 100% Morro do Cruz 327 24% 383 28% 555 41% 90 7% 1. os jovens (entre 15 e 29 anos de idade).4% 53. e para o Morro da Casa Branca (30%).182 147 412 647 85 6.A.3% 51. R.A.3% 55.551 100% Morro da Casa Branca 765 30% 658 26% 1.355 100% Buraco Quente 38 22% 50 28% 77 44% 11 6% 176 100% 3.4% de homens e 52.6% 52.6% 46. É importante ressaltar que.4% 47. Tijuca 43.9 86. Tais faixas representam as crianças (entre 0 e 14 anos de idade).815 100% Total RA Tijuca 13% 21% 48% 18% 100% R. onde elas são 36% das pessoas.A Tabela 5 distribui a população por sexo e razão de sexo nas seis comunidades analisadas. Tijuca.A.214 29% 3. Os dados mostram que as crianças representam 27% da população total.6% de mulheres). Vila Isabel 15% 22% 48% 15% 100% Rio de Janeiro 19% 24% 46% 10% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) 5 .

685 1.488 225 362 3. Essa proporção continua igual na faixa entre 15 e 29 anos de idade. R. Vila Isabel – 2010 Comunidades UPP Borel 80+ 75-79 70-74 65-69 60-64 55-59 50-54 45-49 40-44 35-39 30-34 25-29 20-24 15-19 10-14 5-9 0-4 15% Mulheres Homens 10% 5% 0% 5% 10% 15% 6 . a população jovem do Borel é mais significativa que a observada nas R.070 6.A.s.s. Conforme destacado acima.357 Morro do Bananal M 30 a 59 M 48 62 41 44 55 48 3 6 147 160 Indiana 112 134 120 131 146 172 34 38 412 475 Morro do Cruz 163 164 195 188 244 279 45 77 647 708 Buraco Quente 23 15 25 25 32 40 5 11 85 91 1.s em questão. Como se pode constatar. as mulheres são em maior número desde a infância. por isso sua base é mais larga.182 1.641 4. contudo. informação que indica um baixo padrão de envelhecimento nas comunidades em questão. também na UPP Borel uma queda na taxa de natalidade. Tijuca e R.557 354 558 6. Em contrapartida.A.s (Tijuca e Vila Isabel).A.s. usou-se um de 60 anos ou mais de idade.755 1.954 Morro da Casa Branca 354 411 306 352 480 530 42 64 1.815 Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) As pirâmides etárias abaixo (Gráfico 2) têm como objetivo ilustrar em conjunto a distribuição etária da população nas comunidades que formam a UPP Borel e compará-la com as observadas nas VIII e IX R.s é mais “encorpado”. A pirâmide do Borel mostra que a maior parte das pessoas tem entre 10 e 34 anos de idade. a partir dos 35 anos a população (tanto homens. um leve estreitamento nesta parte da pirâmide.745 Total 3.822 912 12.265 2.135 1. quanto mulheres) começa a diminuir.A.A. mas a partir dos 30 anos a diferença aumenta: elas são 53% do total de pessoas entre 30 e 59 anos de idade e 61% da população a partir dos 60 anos de idade.597 3.A.A. indicando. Pode-se perceber.308 1.440 3. isso porque a população entre os 45 e 59 anos de idade é maior que na UPP Borel. Gráfico 2 – Pirâmides Etárias das Comunidades na UPP Borel. é relativamente mais recente na UPP que nas R. porém. o topo da pirâmide da UPP é mais estreito que nas R.766 1. embora a diferença entre os sexos seja pequena até os 14 anos de idade (3% a mais para elas).875 2. A pirâmide da UPP Borel é bastante diferente das pirâmides das duas R.A Tabela 7 mostra o número de homens e de mulheres em cada comunidade segundo 4 faixas etárias. Tabela 7 – Faixa Etária por sexo segundo as Comunidades na UPP Borel – 2010 Faixa Etária / Sexo Comunidades 0 a 14 H 15 a 29 60 + H Total H M H M H M Borel 985 969 1. até chegar a 1% na faixa dos 70 anos.079 1. A divisão por faixa etária se difere da utilizada na Tabela 6.A. Este processo. E o meio das pirâmides das R. Criou-se um recorte etário diferente para a população idosa: ao invés do recorte ser de 65 anos ou mais.

a terceira seção apresenta os dados de renda considerados mais pertinentes para este contexto. de ½ até 1. média superior a observada na R.1. Dados absolutos de pessoas alfabetizadas ou não destes três recortes etários estão também apresentadas por sexo. A segunda seção resume algumas informações censitárias de educação.A. Além disso. No que se refere ao percentual de domicílios alugados. Tijuca.R. calculadas através do cruzamento entre dados de alfabetização da população com os de distintas faixas etárias. sendo que as comunidades Indiana (21%) e Morro da Casa Branca (26%) superam esse percentual. a média da UPP é de 19%. com 93% dos domicílios nessa categoria.A. Tijuca (72%). de ½ até 1. Contudo. são elas: Borel e Buraco Quente. 2. INDICADORES SOCIOECONÔMICOS E URBANOS – CENSO 2010 Este item do Panorama dos Territórios apresenta um conjunto de dados socioeconômicos a respeito do território analisado. Os dados sobre o rendimento mensal domiciliar per capita dos domicílios particulares foram observados de acordo com as seguintes faixas de renda: até 1/8 de salário mínimo. na UPP Borel. quanto a cidade do Rio de Janeiro (22%) têm percentuais mais elevados que a UPP como um 7 . de 10 a 14 anos de idade e maiores de 15 anos.A.Vila Isabel e o município do Rio de Janeiro. A primeira resume um conjunto de informações referentes à infraestrutura e serviços urbanos. Mais concretamente. Como se pode perceber. cedido gratuitamente por terceiros. seja este pelo empregador ou qualquer outra pessoa. alugado. de ¼ até 1/2. Por condição de ocupação entende-se que o domicílio pode ser próprio de um ou mais moradores. Vila Isabel e no município do Rio de Janeiro (ambos com média de 73%). incluiu-se nesta seção a condição de ocupação do domicílio. assim como à condição domiciliar. de 1 até 2. R. ou ainda ocupado por uma forma que não se encaixa em nenhuma das três acima mencionadas. SERVIÇOS URBANOS E CONDIÇÃO DE OCUPAÇÃO 2. de 2 a 3 e de mais de 3 salários mínimos. de 1 a 2 e de mais de 2 salários mínimos. CONDIÇÃO DE OCUPAÇÃO A Tabela 8 apresenta informações sobre Condição de Ocupação nas comunidades que formam a UPP Borel e traz uma comparação com as R. Vila Isabel 80+ 75-79 70-74 65-69 60-64 55-59 50-54 45-49 40-44 35-39 30-34 25-29 20-24 15-19 10-14 5-9 0-4 15% 80+ 75-79 70-74 65-69 60-64 55-59 50-54 45-49 40-44 35-39 30-34 25-29 20-24 15-19 10-14 5-9 0-4 Mulheres Homens 10% 5% 0% 5% 10% 15% 15% Mulheres Homens 10% 5% 0% 5% 10% 15% Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) 2. Tijuca R. as duas com 81% dos domicílios próprios.1.A. através de ocupações. é importante frisar que a classificação dos domicílios nas categorias mencionadas é baseada naquilo que os moradores declararam ao Censo 2010. assim como a serviços de coleta de lixo e de fornecimento de energia elétrica. como por exemplo.A. Os dados estão apresentados em três seções. mesmo que os moradores paguem taxas de conservação. três têm percentuais mais elevados que a média da área. Já os dados que tratam da renda dos responsáveis pelos domicílios e da renda dos responsáveis pelos domicílios segundo o sexo foram analisados em correspondência com outras faixas de renda: até ½ salário mínimo. Por fim. a maioria (79%) dos domicílios se enquadra na categoria próprio.1. de 1/8 até ¼. dentre as comunidades da UPP.s (Tijuca 22% e Vila Isabel 23%). na R. que revelam aspectos considerados de fundamental importância para entender a realidade de cada área. dizem respeito ao acesso dos domicílios localizados nas comunidades à infraestrutura adequada de água e de esgotamento sanitário. e a comunidade Morro do Bananal. Além disso. tanto as R. Optou-se pela delimitação de três faixas etárias: de 8 a 9 anos de idades.A.A. E.

Vila Isabel (98. proveniente de poços. mas duas comunidades têm médias bastante superiores: a comunidade do Borel (6. Não apontam.165 100% 522 72% 187 26% 13 2% 1 0% 723 100% 70 93% 2 3% 3 4% 0 0% 75 100% Indiana 230 77% 63 21% 3 1% 2 1% 298 100% Morro do Cruz 332 80% 79 19% 3 1% 0 0% 414 100% Buraco Quente 48 81% 11 19% 0 0% 0 0% 59 100% 2. Tijuca.2% dos domicílios tem abastecimento de água avaliado como adequado. Vale sublinhar que os dados censitários referem-se apenas à cobertura de abastecimento de água.2%) e a comunidade Morro do Bananal (6. Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Condição de Ocupação Comunidades Próprio Domicílios Borel Alugado % Domicílios Cedido % Domicílios Outros % Domicílios Total % Domicílios % 1. o setor censitário mais crítico (ilustrado em cor mais escura) está localizado na comunidade Borel. seriam necessários dados complementares que remetessem.962 79% 720 19% 49 1% 3 0% 3.7% dos domicílios possuem abastecimento de água considerado adequado. O Mapa 2 ilustra as informações apresentadas acima de acordo com os setores censitários das comunidades localizadas na UPP Borel. 96.8% do total.A. 8 .A. da R. R.A.7%) e do Município (98.A.760 81% 378 17% 27 1% 0 0% 2.todo. à intermitência no fornecimento. Entende-se aqui como abastecimento de água adequado o número total de domicílios cujos moradores declararam que suas residências estavam ligadas à rede geral de água. enquanto que inadequado refere-se àqueles que responderam que seus domicílios têm outras formas de abastecimento.1. Vila Isabel 73% 23% 4% 1% 100% Rio de Janeiro 73% 22% 4% 1% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) 3. O percentual de domicílios na categoria outros é inexpressivo do ponto de vista estatístico. Tijuca esse percentual corresponde a 5% e na R. Para esta finalidade. Na UPP.5%). portanto. que segundo o IBGE pode ser adequado ou inadequado. R. A média da UPP é um pouco inferior à média da R. nas duas R. apenas 8.7%).7%). Vila Isabel e no Município ele é de 4%.734 100% Morro da Casa Branca Morro do Bananal Total R. No que se refere ao percentual de domicílios com abastecimento de água avaliado como inadequado. Tijuca 72% 22% 5% 1% 100% R.2 SANEAMENTO BÁSICO (ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO ) A Tabela 9 apresenta informações sobre abastecimento de água.A. Por último. Neste setor. por exemplo.A. a proporção de domicílios cedidos representa apenas 1% do total da UPP. Tabela 8 – Total e Percentual de Domicílios Particulares Permanentes por Condição de Ocupação segundo as Comunidades UPP Borel.As (Tijuca e Vila Isabel) e no município do Rio de Janeiro.A. rios ou através de caminhões pipa. por exemplo. Tijuca (96. nas comunidades que compõem a UPP Borel. para a qualidade deste serviço. esses somam 3. enquanto que na R. Segundo o mapa. sendo que em três comunidades (Morro da Casa Branca. Indiana e Morro do Cruz) esse percentual atinge 100% dos domicílios.A.

A. se é com banheiro ou sanitário (adequado ou inadequado) ou se é sem banheiro ou sanitário.7% 1.3% 100% Rio de Janeiro 98. Tijuca 96.0% 6.Tabela 9 – Total e Percentual de Domicílios Particulares Permanentes por Forma de Abastecimento de Água segundo as Comunidades na UPP Borel.593 Inadequado % 93. Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Água Comunidades Adequado Domicílios Borel Morro da Casa Branca Morro do Bananal Indiana Morro do Cruz Buraco Quente Total 2.165 723 75 298 414 59 3.A.5% 100% % 100% 100% 100% 100% 100% 100% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) Mapa 2 – Percentual de Domicílios Particulares Permanentes com Acesso a Abastecimento de Água Adequado segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) A Tabela 10 trata do tipo de esgotamento sanitário. O esgotamento é considerado adequado quando é ligado a uma rede geral de 9 .3% 100.7% 3.8% 100.7% 0.2% Domicílios 134 0 5 0 0 2 141 Total % 6.3% 100% R.0% 0. Vila Isabel 98.031 723 70 298 414 57 3.2% 0.0% 96.A.0% 3.0% 93.A.734 R.4% 3. R.5% 1.8% Domicílios 2. Tijuca.6% 96. R.0% 100.

1% 100% R. fossa 3 rudimentar.9%).5% 0 0. R.2% 2. diretamente a rio.0% 298 100% 412 99.5% e 98. A comunidade Morro da Casa Branca apresenta um dos setores censitários mais preocupantes da UPP.0% 723 100% 66 88.1% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) 3 Um problema muito recorrente na coleta destas informações nas comunidades é que a ligação do esgoto dentro do domicílio é feito para uma rede de esgoto (normalmente não oficial).0% 0 0. As demais formas de esgotamento.A.3%. média bastante inferior à observada nas R. Quanto ao percentual de domicílios com banheiro ou sanitário. Vale ressaltar. mas esta. etc. mais adiante desemboca em um valão a céu aberto.A.A. oficial ou não. são consideradas inadequadas . 10 .9% e Vila Isabel 99.7% 0 0. Os dados apontam que na UPP Borel 79.5% 2 0.165 100% 596 82.7% 284 95.9% 3. Vila Isabel 99.954 79.0% 0.s (Tijuca 96.808 83. O Mapa 3 mostra tais dados segundo os setores censitários do IBGE.8% 0.3% 1 1.8% 5 0. que as comunidades Morro do Cruz e Buraco Quente tem percentuais mais elevados que a média da UPP (99.4% 127 17.5% 352 16.3% 0 0.1% 3.2%) e na cidade do Rio de Janeiro como um todo (94. onde 95.9% 5.A. mas com esgotamento sanitário avaliado como inadequado. no qual apenas entre 4% e 12% dos domicílios possuem esgotamento sanitário considerado adequado.6% 0 0.esgoto.0% 100% Rio de Janeiro 94.1% 775 20. com destaque para a comunidade Indiana. Tijuca.A. mesmo sendo um grande problema para a comunidade. R.0% 0. gerando condições insalubres.1% dos domicílios tem banheiro ou sanitário avaliado como adequado. respectivamente). Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Esgotamento Sanitário Com Banheiro ou Sanitário Comunidades Adequado Domicílios Borel Morro da Casa Branca Morro do Bananal Indiana Morro do Cruz Buraco Quente Total Sem Banheiro ou Sanitário Inadequado % Domicílios % Domicílios % Total Domicílios % 1. a uma rede pluvial ou a uma fossa séptica. Portanto.0% 9 12.2% 0. vala.0% 59 100% 2. Tijuca 96.8% do total de domicílios.0% 75 100% 14 4.3% dos domicílios estão nessa categoria.0% 414 100% 58 98. este não é captado pela pesquisa. esse atinge 20. pois o esgotamento é considerado adequado para o domicílio. Tabela 10 – Total e Percentual de Domicílios Particulares Permanentes por Tipo de Esgotamento Sanitário segundo as Comunidades na UPP Borel. no entanto.734 100% R.3% 5 0.

99. ou seja. respectivamente). 98. Vila Isabel e no Município esse percentual ultrapassa os 99% (99.9% dos domicílios tem coleta de lixo avaliada como adequada e em quatro comunidades esse percentual atinge 100% (Morro da Casa Branca. que será esvaziada pelo agente em dias e horários determinados. O Nas R. Segundo os dados ilustrados no mapa.1. 11 .Mapa 3 – Percentual de Domicílios Particulares Permanentes com Acesso a Esgotamento Adequado segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) 3.6% e 99.s Tijuca. um agente da COMLURB passa de porta em porta recolhendo o lixo produzido ou quando é feita indiretamente.A.3%. Indiana. como um terreno baldio.3. quando o indivíduo deposita seu lixo em uma caçamba. um curso d´água ou queimado e enterrado em algum terreno o acesso ao serviço de coleta de lixo é considerado inadequado. um logradouro. Tais setores teriam apenas entre 91% e 96% de cobertura de coleta de lixo. ou seja. aos setores censitários mais preocupantes estão localizados na comunidade Borel. Mapa 4 mostra essas informações segundo os setores censitários do IBGE.9%. Quando o destino do lixo é outro. Na UPP Borel. LIXO A Tabela 11 se refere ao destino do lixo nas áreas que estão sendo analisadas. em média. Morro do Cruz e Buraco Quente). A coleta de lixo é considerada adequada quando é feita diretamente.

4. R.0% 723 100% 74 98.3% 75 100% Indiana 298 100.0% 0 0. eólicas e gerador. na prática. ENERGIA ELÉTRICA A Tabela 12 mostra o total e o percentual de domicílios com energia elétrica proveniente da companhia distribuidora (com medidor e sem medidor).165 100% 723 100.A.A. de outras fontes ou sem energia. Tijuca.9% 40 1.0% 0 0.A. No entanto.6% 0.0% 0 0. sabe-se que a opção outras 12 .126 98. Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Lixo Comunidades Adequado Domicílios Borel Inadequado % Domicílios Total % Domicílios % 2.0% 0 0.8% 2.9% 0.0% 414 100% Buraco Quente 59 100.0% 59 100% 3.1% 100% R.7% 1 1.A. O IBGE considera outras fontes como sendo as fontes de energia solar.1.Tabela 11 – Total e Percentual de Domicílios Particulares Permanentes por Destino do Lixo segundo as Comunidades na UPP Borel.694 98. R.7% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) Mapa 4 .2% 39 1.3% 0. Vila Isabel 99.Percentual de Domicílios Particulares Permanentes com Coleta de Lixo segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) 3.734 100% Morro da Casa Branca Morro do Bananal Total R.1% 3.0% 298 100% Morro do Cruz 414 100.4% 100% Rio de Janeiro 99. Tijuca 99.

Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Energia Elétrica Com Energia de Companhia Distribuidora Comunidades Com Medidor Domicílios Borel % Sem Medidor Domicílios % Com Energia de Outras Fontes Domicílios % Sem Energia Domicílios Total % Domicílios % 1.0% 1. Os dados revelam que na UPP Borel 75.0% 59 100% 2.0% 2.6% 0.0% 0 0.0% 100% Rio de Janeiro 92.7% 36 48.165 100% 518 71.4% dos domicílios tem energia elétrica com medidor. Vila Isabel 90. mas bem próximo do observado na R. R.823 84.A.A. De acordo com o Mapa 5.3% 75 100% Indiana 159 53. superior ao da R.7% 0 0. Tipo de Fonte e Presença de Medidor de Energia Elétrica segundo as Comunidades na UPP Borel. Vila Isabel (2.2% 414 100% Buraco Quente 22 37. visto que neste setor apenas entre 21% e 40% dos domicílios possui energia elétrica e medidor ou relógio. mas sem medidor é elevado na UPP (21.2% 235 10.s Tijuca (97%). ou seja.6% 6.5%) e do município do Rio de Janeiro (92. Apenas uma comunidade da UPP ultrapassa sua média.fontes significa que a energia é proveniente de companhia distribuidora.A.7%).3% 0 0. a saber: a comunidade do Borel (84. com taxa bastante inferior ao das áreas de seu entorno. Tijuca. Tijuca e do município do Rio de Janeiro. O percentual de domicílios com energia elétrica.9% 3 0. o setor censitário mais crítico está localizado na comunidade Borel.9% 107 4. Tabela 12 – Total e Percentual de Domicílios Particulares Permanentes por Existência.0% 1 0.9% na UPP.7% 0. R. esse é de 2.4% 0.0% 0 0.3% 0 0.0% 100% R.2%) – mas mesmo assim. Quanto ao percentual de domicílios com energia elétrica proveniente de outras fontes.6%) e em particular em três comunidades: Indiana (46.734 100% Morro da Casa Branca Morro do Bananal Total R.6% 203 28.817 75.0% 2.6%).0% 723 100% 38 50.0% 1 1.6%). Morro do Bananal (48%) e Buraco Quente (62. Tijuca 97.3%).6% 109 2. Vila Isabel (90.1% 156 37.4% 138 46.A.3% 0.A.0% 1 0.3% 298 100% Morro do Cruz 257 62.4% 805 21.0% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) 13 .7% 0 0.1% 2 0.9% 0 0.1% 3.A.0% 2. média bastante inferior as médias das R.3% 37 62. mas que não é computada pela agência fornecedora.A.5% 7.

6% Tijuca e 94.A.4% Vila Isabel).8%. ANALFABETISMO ENTRE CRIANÇAS DE 8 A 9 ANOS DE IDADE A Tabela 13 apresenta os dados de alfabetização entre as crianças de 8 e 9 anos de idade nas áreas mencionadas acima (UPP. com destaque para a comunidade do Buraco Quente onde 100% das crianças sabem ler e escrever.A. eles sinalizam dois aspectos importantes: a quantidade de crianças alfabetizadas e a quantidade de crianças que não são alfabetizadas.7%) do que das R. já deveriam estar alfabetizadas há pelo menos dois anos. 14 . 3. 93. Quanto ao percentual de crianças não alfabetizadas.Mapa 5 – Percentual de Domicílios Particulares Permanentes com Energia Elétrica da Companhia Distribuidora e com Medidor ou Relógio segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) 3. portanto. deveriam estar entre o 2º e o 4º ano e. ter acesso à informação e dispor de condições mínimas para desenvolver-se integralmente. EDUCAÇÃO As informações que seguem tratam do tema Educação. um dever do Estado. não é possível inferir o número de crianças que frequentam a escola. R. a média da UPP é de 6. sendo que duas comunidades ultrapassam esse percentual: o Morro do Bananal (7. A título de comparação foi incluído nas tabelas as informações sobre as Regiões Administrativas da Tijuca e de Vila Isabel e o município do Rio de Janeiro. ou seja. Vale lembrar que com esta idade as crianças. Como definição de alfabetizado considera-se a pessoa capaz de ler e escrever um texto simples. portanto. se a demanda está sendo atendida.1. O Estatuto da Criança e do Adolescente entende o acesso à educação como um direito. Na UPP.2. idealmente.7%) e o Morro do Cruz (15.2. A média da UPP está mais próxima da média municipal (92. mas deveriam ser. Isso porque há consenso sobre o fato de que ser alfabetizado é fundamental para estar inserido na sociedade moderna. Os dados apresentados não revelam a cobertura do ensino na área analisada. Esses dados sinalizam uma já precoce defasagem escolar ou uma má qualidade no aprendizado destas crianças.s e Município). mais precisamente do percentual de pessoas alfabetizadas e não alfabetizadas em diferentes faixas etárias nas comunidades que compõem a UPP Borel.2% das crianças nessa faixa etária são alfabetizadas. portanto.3%).s (95. No entanto.

6% 4.7% 104 100% Morro do Bananal 12 92. Tijuca.7%).5% 2 6. Tijuca 95.A.0% 6 100% 463 93. Dentre as 497 crianças nessa faixa etária (8 e 9 anos). R. Vila Isabel 94.5% 31 100% Morro do Cruz 50 84.7% 9 15.7% 15 5. De acordo com o mapa. entre as crianças não alfabetizadas a maioria são meninos (64. Tabela 14 – Pessoas Alfabetizadas e Não Alfabetizadas de 8 a 9 anos por Sexo segundo as Comunidades na UPP Borel -2010 Crianças de 8 a 9 anos Comunidades Alfabetizadas H Borel Não Alfabetizadas M H Total M H M 141 128 10 5 151 133 48 49 2 5 50 54 5 7 1 0 6 7 Indiana 12 17 1 1 13 18 Morro do Cruz 22 28 8 1 30 29 Buraco Quente 4 2 0 0 4 2 232 231 22 254 243 Morro da Casa Branca Morro do Bananal Total 463 34 12 497 Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) O Mapa 6 ilustra as informações expostas acima seguindo as divisões dos setores censitários das comunidades na área da UPP.3% 59 100% Buraco Quente 6 100.2% 34 6.3% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) A Tabela 14 reúne as mesmas informações que a tabela anterior.7% 7.7% 13 100% Indiana 29 93.A. R. praticamente a metade são meninos (51%).A.3% 284 100% Morro da Casa Branca 97 93. onde o percentual de crianças de 8 a 9 anos de idade que não são alfabetizadas fica entre 18% e 25%.8% 497 100% Total R. No entanto. mas distingue as crianças segundo sexo.6% 100% Rio de Janeiro 92.3% 7 6.0% 0 0.3% 1 7. as meninas representam a outra metade (49%). sinalizando que eles estão em desvantagem no inicio do processo de escolaridade. 15 .4% 5. as comunidades Morro do Cruz e Borel possuem os setores censitários mais críticos. portanto.Tabela 13 – Total e Percentual de Pessoas Alfabetizadas e Não Alfabetizadas de 8 a 9 anos segundo as Comunidades na UPP Borel.4% 100% R. Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Crianças de 8 a 9 anos Comunidades Alfabetizadas Pessoas Borel Não Alfabetizadas % Pessoas Total % Pessoas % 269 94.A.

A. 16 . mas na comunidade do Buraco Quente esse percentual atinge 8. O percentual de crianças não alfabetizadas na UPP é de 2. Conforme os dados indicam.1%.3%.s (99% na Tijuca e 98.2.Mapa 6 – Percentual de Pessoas de 8 a 9 anos de idade Não-Alfabetizadas segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) 3. Assim como observado na Tabela 13. com destaque para a comunidade Morro do Bananal onde 100% são alfabetizadas.9% das crianças nessa faixa etária são alfabetizadas. idealmente. a média da UPP está mais próxima da média do município do Rio de Janeiro (98%) do que das médias das R. 97.2 ANALFABETISMO ENTRE CRIANÇAS DE 10 A 14 ANOS DE IDADE A Tabela 15 reúne informações sobre alfabetização entre crianças de 10 e 14 anos de idade que. deveriam estar cursando entre o 5º e o 9º ano do ensino fundamental.3% em Vila Isabel).

R.7% 100% Rio de Janeiro 98.0% 713 100% Morro da Casa Branca 331 98.277 27 1.5%). a comunidade do Borel é a que apresenta o setor censitário mais crítico. ou seja.4% 87 100% Morro do Cruz 113 96. R. 44% são meninos e 56% são meninas. Tabela 16 – Pessoas Alfabetizadas e Não Alfabetizadas de 10 a 14 anos por Sexo segundo as Comunidades na UPP Borel .0% 39 100% Morro do Bananal Indiana 84 96.7% 1 8.3% 12 100% 1.A.5% 5 1. Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Crianças de 10 a 14 anos Comunidades Alfabetizadas Pessoas Não Alfabetizadas % Pessoas Total % Pessoas % Borel 699 98.6% 4 3.0% 0 0. proporcionalmente as meninas estão em maior número.0% 100% R. O Mapa 7 apresenta as informações expostas acima segundo os setores censitários do IBGE.A.5% 336 100% 39 100.5% são meninas e as demais são meninos (48. embora a diferença entre os sexos seja pequena.304 Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) 17 .2010 Crianças de 10 a 14 anos Comunidades Alfabetizadas H Não Alfabetizadas M H Total M H M Borel 347 352 5 9 352 361 Morro da Casa Branca 151 180 1 4 152 184 Morro do Bananal 16 23 0 0 16 23 Indiana 40 44 2 1 42 45 Morro do Cruz 58 55 3 1 61 56 Buraco Quente 8 3 1 0 9 3 620 657 12 15 632 672 Total 1.0% 1.Tabela 15 – Total e Percentual de Pessoas Alfabetizadas e Não Alfabetizadas de 10 a 14 anos segundo as Comunidades na UPP Borel. Dentre as 1. no qual entre 9% e 15% da populações com idade entre 10 e 14 anos não é alfabetizada.3% 1. Tijuca. Tijuca 99.9% 27 2. 51.304 100% Total R.1% 1. No grupo das crianças não alfabetizadas.A.A.6% 3 3.0% 14 2.277 97. De acordo com o mapa.4% 117 100% Buraco Quente 11 91.0% 2.304 crianças nessa faixa etária. Vila Isabel 98.0% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) A Tabela 16 distingue as crianças entre 10 e 14 anos de idade segundo sexo.

18 .1%). pode-se constatar que o setor censitário mais crítico está localizado na comunidade Borel. Indiana (9. na UPP a média é de 6.4%) e o Buraco Quente (97.Mapa 7 – Percentual de Pessoas de 10 a 14 anos de idade Não-Alfabetizadas segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) 3. A média da UPP é inferior a media das R.A. Neste setor.A.1% das pessoas nessa faixa etária são alfabetizadas.3%). com destaque para duas comunidades que tem percentual superior: o Morro da Casa Branca (95. No que se refere ao percentual de pessoas não alfabetizadas.7%). na UPP.6% na Tijuca e 98% em Vila Isabel) e a média da cidade do Rio de Janeiro (97.8%). ANALFABETISMO ENTRE PESSOAS COM 15 ANOS OU MAIS DE IDADE A Tabela 17 reúne o total e o percentual de alfabetizados e não alfabetizados entre as pessoas de 15 anos ou mais de idade. E quatro comunidades ultrapassam essa marca. O Mapa 8 ilustra essas informações segundo os setores censitários do IBGE e.s (98. a saber: Borel (7%). Trata-se de uma informação extremamente relevante por ser um indicador de desenvolvimento social importante para analistas e gestores públicos. e município) e a UPP. o percentual de pessoas analfabetas com 15 anos de idade ou mais está entre 16% e 24%. pois indica um alto grau de vulnerabilidade social.2. Os dados mostram que.5%) e Morro do Bananal (14. Morro do Cruz (8. ilustrado em cor mais escura.3.9%. 93. sinalizando uma diferença importante entre essas áreas (R.

Tijuca.1% 2. R.2% 138 100% 8.9% 100% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) Mapa 8 – Percentual de Pessoas com 15 ou mais anos de idade Não-Alfabetizadas segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) A Tabela 18 distribui a população da UPP.028 100% Buraco Quente 135 97. Tijuca 98.375 100% Total R. com 15 anos ou mais de idade.7% 85 8. 19 .0% 5.5% 641 100% Morro do Cruz 943 91.9% 9.0% 100% Rio de Janeiro 97.7% 197 100% Indiana 580 90.208 93.0% 2.7% são do sexo masculino e 56.6% 1. Do total de pessoas nessa faixa etária.5% 61 9.727 93.8% 3 2. 43.774 100% Morro do Bananal 168 85.A. 53% são mulheres e 47% são homens. ou seja. E entre o grupo de pessoas não alfabetizadas. as mulheres estão sobrerrepresentadas no grupo dos não alfabetizados. alfabetizada e não alfabetizada segundo sexo.3% 1.693 95.6% 1.A. R.1% 648 6.A. Vila Isabel 98. Vila Isabel e o Município do Rio de Janeiro – 2010 Pessoas com 15 ou mais anos Comunidades Alfabetizadas Pessoas % Não Alfabetizadas Pessoas % Total Pessoas % Borel 5.3% 29 14.4% 100% R.4% 81 4.0% 389 7.3% do sexo feminino.Tabela 17 – Total e Percentual de Pessoas Alfabetizadas e Não Alfabetizadas com 15 anos ou mais de idade segundo as Comunidades na UPP Borel.A.597 100% Morro da Casa Branca 1. seguindo uma tendência que se observa a nível nacional.

Para fazer uma correspondência com esse critério.75. entre R$ 63.727 H Total M 648 9.00. entre R$ 127. estes dados são capazes de auxiliar na construção de um panorama mais completo sobre os territórios. entretanto. Dessa forma. 5 Embora existam outras possibilidades. nas tabelas a seguir os dados do censo relativos às pessoas sem rendimento encontram-se agregados aos dados referentes às pessoas que não declararam renda.00 como um quesito fundamental para o acesso a diversos programas sociais.01 e R$ 510.00 não estão contemplados nesta faixa. No que diz respeito à linha de indigência o referencial adotado é o mesmo utilizado pelo CadÚnico. e mais de R$1020. a quantidade de domicílios nos quais vivem pessoas elegíveis ou já cadastradas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico). sabe-se que os domicílios em que habitam pessoas com RDPC entre R$ 63. RENDIMENTO NOMINAL MENSAL DOMICILIAR PER C APITA DOS DOMICÍLIOS PARTICULARES Os dados referentes ao rendimento nominal mensal domiciliar per capita dos domicílios particulares agregam informações importantes sobre as condições de vida e o grau de vulnerabilidade em que vivem as pessoas.985 47 34 828 946 82 13 16 99 98 275 305 25 36 300 341 455 488 29 56 484 544 61 74 1 2 62 76 4.50. RENDA 4 3. entre R$ 510. também foi utilizada por apresentar um valor aproximado. a faixa de renda que vai até 1/8 de salário mínimo.76 e R$ 127.764 168 781 912 86 Indiana Morro do Cruz Buraco Quente Borel Morro da Casa Branca Morro do Bananal Total H M 221 2. mais de 1/8 até ¼.Tabela 18 – Pessoas Alfabetizadas e Não Alfabetizadas com 15 anos ou mais de idade por Sexo segundo as Comunidades na UPP Borel .75. A análise do cruzamento feito com as duas primeiras faixas de renda possibilita construir uma estimativa aproximada 5 sobre o número de domicílios nos quais habitam pessoas sob a linha de indigência ou de pobreza . Isso significa que o percentual de indigência é superior ao apresentado na tabela.2010 Pessoas com 15 ou mais anos Comunidades Alfabetizadas Não Alfabetizadas H M 2.1.00. entre R$ 255. as quatro primeiras faixas de renda podem indicar. mais de ¼ até 1/2. 20 . Além disso.01 e R$1020.444 2.01.51 e R$ 255. uma vez que esta faixa de renda mostra-se inferior ao rendimento domiciliar per capita (RDPC) usado para definir a linha de indigência.3. mais de 1 até 2. mais de ½ até 1.3. Tendo em vista que os dados foram levantados no ano de 2010. Contudo. além de informações de domicílios com renda per capita 0 (zero) ou domicílios sem informações de renda. ou seja.75 e R$ 70. quando o salário mínimo era de R$ 510. uma vez que estas faixas de renda são utilizadas como critérios básicos para o cadastramento de pessoas em determinados programas sociais. A Tabela 19 traz informações apresentadas pelo Censo 2010 sobre o rendimento nominal mensal domiciliar per capita dos domicílios particulares de acordo com as seguintes faixas de renda: até 1/8 de salário mínimo.625 283 365 4. dado este desconhecido. até R$ 63. 4 Devido à metodologia do Censo de não haver uma categoria a parte para as pessoas que não declaram seus rendimentos. as faixas de renda mencionadas correspondem respectivamente aos valores de: até R$ 63.00.612 2. sobretudo se fosse possível levar em consideração o grupo de domicílios com pessoas que apresentam renda domiciliar per capita nula.990 8.102 4.375 Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) 3.00. é importante ressaltar que a definição adotada para caracterizar a linha de indigência e a linha de pobreza está baseada nas frações do salário mínimo. de forma aproximada. Vale sublinhar que estas estimativas desconsideram. os domicílios cujos moradores não possuem rendimento. que considera o rendimento familiar per capita de R$ 70.385 4. mais de 2 salários mínimos.

1%).8% 61 14. por exemplo.7% 0 0.2% 346 47. nota-se que na Indiana.2% 61.6% 1.0% 24 32. As comunidades Morro do Bananal e Borel são as que apresentam os setores censitários com maior percentual de domicílios pertencentes à faixa de pobreza.Total e Percentual de Domicílios Particulares por Rendimento Nominal Mensal Domiciliar Per Capita segundo as Comunidades da UPP Borel.A.7% Morro do Bananal 1 1.8% 23.76 a R$ 127.3% 2 2.3% 1.4% 2.Já em relação à linha de pobreza buscou-se fazer uma equivalência entre o valor usualmente adotado para defini-la (R$ 140.8% e 0.7% 9 15.0% 842 22.2% Rio de Janeiro 0.7% 10 13.9% 125 17.A. segundo a RDPC. Tijuca (0. na R.0% 197 27.3% 12 16.A. na R.2%.8%.0% Indiana 2 0.9% 18.0% 22 3.5% 0. O percentual observado na faixa de renda que corresponde aproximadamente à linha de pobreza também se mostra bastante superior ao encontrado no município do Rio de Janeiro.A.3% 36 8.2010 Comunidade Até 1/8 SM total Borel % Mais de 1/8 a 1/4 SM Mais de 1/4 a 1/2 SM Mais de 1/2 a 1 SM total total total % % % Mais de 1 a 2 SM total % Mais de 2 SM total % Sem Rendimento ou Sem Informação total % 16 0.3% 6 2.7% 4 1. existe uma grande discrepância na faixa de renda maior que 2 salários mínimos. este grupo refere-se também aos domicílios cujos moradores se recusaram a declarar tal informação. Vila Isabel: enquanto para UPP Borel este percentual é de 4.A. Igualmente. no município do Rio de Janeiro. pois como mencionado anteriormente.7%.5%.3% 23 3. o percentual de domicílios com renda domiciliar per capita de até ¼ de salário mínimo fica entre 12% e 18%.A. R.2%. Tijuca.8% 10.2% 981 45.A.0% Total 20 70 R. Tijuca e na R. isto é.6% 23.2% 2.7% 89 4. 21 . verifica-se na Tabela 19 que o percentual de domicílios com rendimento nominal mensal domiciliar per capita na faixa de renda que vai até 1/8 de salário mínimo é de 0.9% 4.4% 12.6% 1 1. Já no Borel.3% 0. respectivamente. o percentual de pobreza apresentado na tabela é um valor aproximado.7% 1 1.6% 9. Tabela 19 .3% 26 44.3% 501 23.2% 0.7% 806 21. valor maior do que aquele verificado para a R.0% 20 4.1% 460 21.4% Morro do Cruz 0 0.5.2% 20 6.A. Portanto.A.2% R.3%) e para a R. Pode-se perceber que a distribuição não é uniforme por todo o território. comunidade da UPP Borel com maior percentual de domicílios com pessoas nesta faixa de renda.7% 15.3% Morro da Casa Branca 0 0. de R$ 63.2% 49 2.2% 159 4.0% 55 18.2%). Vila Isabel é de 2. esta é de 3.0% 8 13.1% 70 3.682 45. Este dado não inclui domicílios com renda declarada igual a zero. Vila Isabel (0. Vila Isabel 0.A.2% 10 1. no Morro do Bananal esta porcentagem é de apenas 2.7% 34. a proporção de domicílios com renda domiciliar per capita nesta faixa é significativamente menor. Tijuca e na R. Mais uma vez.9% 84 28.0% 68.5% 156 4.7% 184 44. Vila Isabel e município do Rio de Janeiro .0% 26 34. 0. Tijuca 0. há uma diferença entre as faixas de renda usadas no levantamento do Censo 2010 e o valor aceito como definidor para a linha de pobreza. O Mapa 9 mostra as informações de renda domiciliar per capita de até ¼ de salário mínimo de acordo com os setores censitários da UPP. R.5% 119 39.7% 12 4.4% 109 26. No Morro do Bananal.8% 3.0% Buraco Quente 1 1.1% 4.1% 13 22.5% 2. Se no município do Rio de Janeiro aproximadamente um terço da população está nesta faixa de renda (34. Em contrapartida.9%.00) com a faixa de renda que vai de mais de 1/8 até ¼ de salário mínimo.9% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) Considerando a UPP Borel como um todo. o que indica uma distinção considerável entre o território e a cidade.

quanto menor a renda do responsável pelo domicílio. entre R$ 510.3. entre R$ 255. Da mesma maneira.01 e 1530. e superior a 3 salários mínimos. 22 . Pode-se presumir que.00. mais de 1 até 2. Tais faixas de renda correspondem respectivamente aos valores de: até R$ 255.01 e R$ 1020. a renda mais elevada indica que as condições de inclusão no mercado de trabalho são favoráveis.2.00.00. entre R$ 1020.01 e R$ 510.01. Assim sendo. mais de 2 a 3.Mapa 9 – Percentual de Domicílios Particulares com Renda Mensal declarada: RDPC até ¼ de Salário Mínimo segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) 3. mais de ½ até 1. uma vez que os mesmos possibilitam um melhor entendimento sobre as condições de inserção no mercado de trabalho. e superior a R$ 1530. pior é sua inserção no mercado de trabalho.00. RENDIMENTO DOS RESPONSÁVEIS PELOS DOMICÍLIOS Escolheu-se trabalhar também com os dados sobre a renda dos responsáveis pelos domicílios. a Tabela 20 apresenta dados referentes às seguintes faixas de renda: até ½ de salário mínimo.

Tijuca é de 7. Vila Isabel é de 9.5% Morro do Cruz 12 2.2% 37 8.8% dos responsáveis pelos domicílios.2% 320 44.8% 154 7.A. a faixa de renda que vai de mais de ½ a 1 salário mínimo engloba 33. uma vez que nesta comunidade apenas 2.0% Indiana 7 2.0% 3 4.9% 170 41. Tijuca 0.3% 100 33.A.3%).7% 177 4.A.0% 7 11.8% Rio de Janeiro 1.5% R.9% 11 14.0% 20 2.7%) e pela R.3% 12.A.A.Total e Percentual de Responsáveis pelos Domicílios Particulares Permanentes por Cortes de Renda segundo as Comunidades da UPP Borel. Ainda no que diz respeito à faixa de renda acima de 3 salários mínimos. Tijuca.7% 21 7.2010 Comunidade Até 1/2 SM total Borel % Mais de 1/2 a 1 SM Mais de 1 a 2 SM Mais de 2 a 3 SM total total total % % % Mais de 3 SM total % Sem Rendimento ou Sem Informação total % 25 1.4% Total 50 1.3% 36 5.1% e na R.1% Morro da Casa Branca 7 11. bem menor que o percentual apresentado pelo município do Rio de Janeiro (33.3% 1263 33.8% 1602 42.5% Morro do Bananal 4 5.1% 34 8.4% 9. Vila Isabel. a R. Vila Isabel e município do Rio de Janeiro. Tijuca e a R.9% 249 6.3% 262 36.6% 33.9% 132 31.A.9% 63.9% 20 6.A.3%). o Morro da Casa Branca é o que apresenta a maior discrepância se comparado ao município do Rio de Janeiro.9% 7.5% 7.1% 89 4.7% R. R.A. Outra discrepância bastante significativa é a apresentada na faixa de renda acima de 3 salários mínimo: na UPP Borel o percentual nesta faixa de renda é de 4.8% 83 11. na R.7% 393 10. Verifica-se no Mapa 10 que existe um setor censitário (ilustrado em cor mais escura) da UPP Borel no qual o percentual de pessoas responsáveis com rendimento igual ou menor que 1 salário mínimo gira em torno de 55% e 79%. pela R.6% 11.7% 6. 23 .A.1% 24.0% 31 10.Tabela 20 .0% 19 32.3% 17.7% 2 0.3% 6.1%. Vila Isabel (57.3% 23 30.3% 34 45. Vila Isabel 0.7%.6% 5 8.1% 16.9% 29 Buraco Quente 0 0.4% 10.1% 12.1% 232 10.8% Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) Nas comunidades da UPP Borel.7% 0 0.2% 716 33. Estes dados indicam que existe uma diferença considerável entre as comunidades da UPP Borel em relação à cidade como um todo. Também pode-se perceber que em vários setores censitários da comunidade Borel o percentual de responsáveis por domicílios com renda de até 1 salário mínimo fica entre 40% e 55%. R.9% 8.8% dos responsáveis por domicílios particulares recebem mais de 3 salários mínimos.1%.6% 119 39.1% 949 43. enquanto no município do Rio de Janeiro este percentual é de 17.A. Tijuca (63.0% 57.2% 21 35.

Mapa 10 – Percentual de Pessoas Responsáveis com Rendimento Declarado: Renda Mensal de até 1 Salário Mínimo segundo os Setores Censitários das Comunidades na UPP Borel – 2010 Fonte: Dados do Censo Demográfico IBGE (2010) A Tabela 21 expõe os dados referentes ao sexo e renda dos responsáveis pelos domicílios.Total de Responsáveis pelos Domicílios Particulares Permanentes por Cortes de Renda e por Sexo segundo as Comunidades da UPP Borel – 2010 Mais de 1/2 a 1 SM Até 1/2 SM Comunidade H M H Mais de 1 a 2 SM M H M Mais de 2 a 3 SM H M Sem Rendimento ou Sem Informação Mais de 3 SM H M H M Borel 7 18 262 454 568 381 119 35 62 27 57 175 Morro da Casa Branca 0 2 54 208 189 131 22 14 13 7 14 69 Morro do Cruz 0 12 46 86 95 75 27 7 27 10 9 20 Buraco Quente 0 0 10 9 11 10 5 0 6 1 0 7 Morro do Bananal 0 4 17 17 13 10 0 0 3 0 2 9 Indiana 0 7 37 63 66 53 11 9 14 7 6 25 Total 7 43 426 837 942 660 184 65 125 52 88 305 Fonte: Censo Demográfico IBGE (2010) A observação dos dados da Tabela 21 relativos ao cruzamento entre sexo e renda dos responsáveis pelos domicílios indica tendências inerentes ao mercado de trabalho e ao papel da mulher na sociedade atual. Nas três primeiras faixas de renda as mulheres constituem a maioria (1540 mulheres contra 1375 homens). a mulheres surgem como minoria em relação aos homens (117 mulheres contra 309 homens). As faixas de renda observadas foram as mesmas utilizadas na tabela anterior. 24 . um déficit de seus rendimentos frente à parcela masculina. mais uma vez. fato que demonstra. Já nas faixas de renda que apresentam os maiores rendimentos (mais de 2 a 3 SM e mais de 3 SM). o que indica profunda precarização de suas condições de trabalho. Tabela 21 .

em que.Estes dados corroboram a tendência nacional observada no mercado de trabalho. 25 . ou. por trabalharem somente em horário parcial. ainda. por exercerem funções menos valorizadas.mesmo quando ambos ocupam as mesmas funções -. de um modo geral. as mulheres ganham menos. seja por receberem salários menores que os conferidos aos homens .