You are on page 1of 10

Web-enhancement

O Calendário
Artoniano

História o calendário anão possui escalas de tempo diferentes, já que o


método de contagem do tempo nos subterrâneos não pode
levar em conta fatores como astros celestes ou estações do
“Qual a verdadeira natureza do tempo?” ano. Ao invés disso, o tempo é contado pelos ciclos de cresci-
– Khanasoriatis Andhenaelhr, filósofo élfico mento e decomposição de certos fungos extremamente abun-
dantes em todas as regiões subterrâneas naturais.
Em Arton, muitos povos inteligentes existem desde
tempos imemoriais. Mas, como em muitas outras coisas, o O primeiro calendário humano surgiu no antigo reino de
primeiro método de contagem de tempo conhecido foi Neridiann, que abrigava a lendária cidade dourada de
criado pelo ancestral povo élfico, os filhos de Glórienn. Nhardmaran, em Lamnor. Seu criador foi esquecido há muito,
mas esse calendário viria a servir de base para muitos calendári-
Utilizando simultaneamente a contagem das estações, os
os regionais dos vários reinos e nações de Arton-sul. Após o
ciclos lunares e solares, e os movimentos das estrelas, os elfos
advento da Grande Batalha, os exilados estipularam padrões
desenvolveram um calendário elegante e complexo, que funcio-
únicos no novo continente do norte, para lembrar todos de sua
nava perfeitamente para todo tipo de necessidade, tanto religio-
origem comum, na tentativa de evitar a segregação e intolerância
sas quanto mundanas.
que levaram à Grande Batalha.
Esse mesmo calendário influenciou a jovem civilização
Desse modo, o Valkar se tornou o idioma comum entre os
humana, em seu começo. No entanto, muitos dos fatores e
povos de Arton-norte; o sistema de Regentes e Conselhos foi
datas do calendário élfico não sobreviveram aos séculos, prin-
amplamente utilizado na maioria dos reinos que surgiam; uma
cipalmente aqueles relacionados aos movimentos das estrelas,
moeda, o Tibar foi institucionalizado e aceito em toda parte; e
muito menos estudadas pelos humanos do que pelos elfos.
um calendário, adequado à nova realidade dos exilados, foi cri-
Outro calendário que influenciou o atual Calendário ado, baseando-se em vários calendários antigos. Assim, surgiu
Artoniano foi o calendário anão, e sua correlação direta entre o Calendário Artoniano.
deuses e meses do ano. Mas, ao contrário do calendário élfico,

1
Calendário ses, determinando desse modo a ordem em que os meses sur-
gem. Altossol, o mês de Azgher, inicia o verão, sendo seguido
pelos meses de outros dois deuses “calorosos”, Wynna e Keenn.
“Números redondos funcionam melhor!” Keenn termina o verão num dia de equilíbrio com seu maior
– Huticar Pilorino, matemático deheonni inimigo, Khalmyr, que inicia o mês de Salizz. Terraviva, o mês de
Allihanna – e da colheita – é o próximo, seguido pelo mês do
O Calendário Artoniano possui uma organização sim-
trapaceiro Hyninn, Dantal.
ples e funcional. Aproveitando os estudos da Ordem de
Tanna-Toh, algumas adições e alterações foram feitas no Após o solstício de inverno, temos o início do inverno, e
calendário ao longo dos anos, sempre visando maior pre- sob os auspícios de Tenebra as noites se tornam mais longas.
cisão e a menor quantidade possível de ajustes periódicos. Continuamos com Tanna-Toh e o mês de Weez, numa época
em que a civilização permite a sobrevivência. O inverno termina
O ano possui trezentos e sessenta e cinco dias, distribuí-
com o mês de Exinn, consagrado ao mortal Leen, irmão de
dos em seis meses de vinte e nove dias, e seis meses de trinta
Lena. Com o fim de seu domínio, inicia-se um tempo de vida,
e um dias (e justamente pela média entre esses números ser
já que o mês de Lunaluz pertence a Lena. Pace é o mês de Marah,
trinta, convencionou-se um mês “prático” como possuindo
e traz a alegria do desabrochar das flores, seguido pelo último
trinta dias, mesmo que não existam meses de trinta dias). Os
mês, consagrado a Thyatis – pois o ano que morre logo voltará
meses da primavera e verão possuem trinta e um dias, en-
como outro ano.
quanto os meses de outono e inverno possuem vinte e nove
dias. Também há cinco dias sem mês, que não são incluídos Os dias sem mês são o Dia do Reencontro (solstício de
nem mesmo nas semanas. verão), o Dia do Duelo (equinócio de outono), a Noite Longa
(solstício de inverno), o Dia da Alegria (equinócio de primave-
Os meses são Altossol, Wynn, Cyd, Salizz, Terraviva, Dantal,
ra) e o Dia de Nimb, que vem exatamente depois de um solstício
Luvitas, Weez, Exinn, Lunaluz, Pace, Aurea. Existe uma correla-
a cada ano, alternando entre verão e inverno.
ção direta entre os deuses mais conhecidos do Panteão e os me-
Cada dia possui vinte e quatro horas, sendo que cada hora
equivale a 1/12 da caminhada de Azgher pelos céus de Arton.
Cada conjunto de sete dias é considerado uma semana, embora
não haja um número fixo de semanas por mês. Por fim, cada
estação do ano equivale, em média, a três meses do ano.
Infelizmente, devido à uma pequena discrepância, existe um
ajuste (idêntico ao ano bissexto) – a cada 4 anos, um dia é acrescen-
tado ao calendário, com exceção dos anos múltiplos de 100. Anos
múltiplos de 400, no entanto, possuem esse dia. Esse dia adicio-
nal, chamado Selag (um resquício do calendário élfico, cujo signifi-
cado é pouco conhecido pelos sábios humanos), também não
pertence a nenhum mês, e aparece no calendário sempre após o Dia
de Nimb daquele ano.

As Quatro Estações
“Primavera, verão, outono e inverno. Porque não há mais estações?
Ou menos? Já pensaram nisso?”
– Benth-rukh, filósofo khubariano
Arton possui quatro estações do ano. Elas se alternam com
a passagem do tempo, e são facilmente determináveis, pois
estão diretamente relacionadas ao clima e à duração dos dias ou
noites. O ano começa exatamente com o início do verão, no Dia
do Reencontro, durando de Altossol a Cyd. O verão é o tempo
de calor do ano artoniano. Dependendo da localidade, é uma
época de chuvas ou de secas.
Separado da estação anterior pelo Dia do Duelo, o outono
Clérigos de Tanna-Toh estudam ocupa os meses de Salizz, Terraviva e Dantal: é a época da colhei-
sobre o Calendário Artoniano
ta e da queda das folhas e frutos das árvores, uma preparação

2
para o inverno. Após a Noite Longa (o solstício de inverno),
começa essa estação propriamente dita. O período mais frio de Runa de Gor
todo ano, durante os meses de Luvitas, Weez e Exinn. Em Universal
algumas localidades, é seco; em outras, chuvoso; em algumas Nível: Mag/Fet 0, Brd 0, Clr/Drd 0, Adp 0
outras, ainda, ocorre neve. Componentes: V, G, M
Tempo de Conjuração: 1 ação padrão
Felizmente, a esterilidade do inverno é interrompida após o
Alcance: Toque
Dia da Alegria, que traz a primavera. Passando pelos meses
Efeito: Uma runa de 5 cm x 5 cm
Lunaluz, Pace e Aurea, a primavera é o derretimento da neve e o
Duração: Permanente
renascimento das plantas. As flores costumam ser mais vívidas
Resistência: Nenhuma
nessa estação, e é nela que é realizado o plantio.
Resistência à Magia: Não
Quatro deuses menores governam as estações, filhos de
Essa magia, criada pelos sacerdotes de Tanna-Toh, per-
Allihanna e Azgher. São Suhallin, Príncipe do Sol, deus do
mite inscrever uma runa especial, simbolizando a obscura
verão; Belandaba, a Pensadora, deusa do outono; Crisádis, Dama
entidade temporal Gor. Uma runa de Gor pode ser gravada
do Sopro Gélido, deusa do inverno; e Camélia, a Renovadora,
em qualquer material inerte (não-vivo) com Dureza igual ou
deusa da primavera. Todos são conhecidos e cultuados em
menor a 1. Qualquer pessoa alfabetizada pode compreender
Arton.
o significado da runa, que diz ao leitor a data em seu calendá-
rio nativo, com precisão de horas. Assim, um nativo deheonni
Dias da Semana do Reinado pode ler a runa como “sete horas de Jetag 16 sob
Salizz, 1400 CE”.
“Deixa que eu termino tudo no Valag!”
Componente Material: 100 Tibares de Prata em pó de
– Jonas Marinno Travis, escravo escriba tapistano prata, que é jogado sobre a runa e consumido pela magia.
Os dias da semana são sete, homenageando os seis elemen-
tos místicos que formam o mundo de Arton (água, ar, fogo, luz,
terra e trevas), e o equilíbrio entre estas forças, no último dia. Sem A Lua de Arton
os elementos, Arton seria um estéril deserto sem energia. Os
nomes dos dias da semana provêm do élfico antigo, e seus signi- “Luna, minha amada,
ficados exatos foram perdidos em definitivo com a queda de mais uma vez mostra-te inteira
Lenórienn. São eles: Aztag, dia do fogo, primeiro dia da semana;
Tua luz fantasmagórica
Lanag, dia do ar; Tirag, dia das trevas; Jetag, dia da água; Morag,
dia da terra; Kalag, dia da luz, e o Valag, dia do equilíbrio, que Reflete a paz ribeira”
também é ocasionalmente chamado ‘dia do descanso’. – Donovan Dedos de Prata, bardo ghondrianni
Na maioria das cidades, os seis primeiros dias são de traba- Mística e religiosamente, a Lua é atribuída tradicionalmente
lho, e o Valag é consagrado ao descanso. Em regiões rurais isso como sendo um símbolo de Lena, a deusa da vida e da fertilida-
não ocorre, embora seja um costume haver cultos aos deuses de. Assim, embora a noite esteja tradicionalmente associada a
no Valag. Desse modo, o Valag é tradicionalmente um dia de Tenebra, a luz de Lena protege aqueles de propósito puro e
tranqüilidade, com poucos estabelecimentos abertos, com exce- coração bondoso. No entanto, eclipses solares não são atribuí-
ção de templos e postos de guarda. dos à Lena, e sim a seu “irmão” Leen (embora o povo do
Quanto à contagem das vinte e quatro horas num dia, Reinado não saiba, Leen é na verdade Ragnar, que com certeza
existem particularidades artonianas. O dia começa ao despontar não possui relação de parentesco com Lena).
de Azgher no horizonte, prossegue até o meio-dia (com o sol a A Lua (ou poeticamente, Luna) possui quatro fases, que
pino sobre Arton) e termina ao próximo despertar do sol, pas- duram em média 29 dias.
sando pelo pôr-do-sol e pela meia-noite (que se dá quando se
Escudo: Também chamada Luna Plena ou Alegria de Lena,
passaram seis horas após o pôr-do-sol).
na fase de Escudo a lua apresenta-se parcial ou totalmente cheia
Os métodos mundanos de marcação de tempo incluem a (assim, às vezes pode-se ouvir a expressão “meio-escudo” ou
clepsidra (relógio-de-água), obeliscos e relógios de sol (que ob- “escudo pleno”). Nessa fase a lua é, normalmenten prateada,
viamente só funcionam com Azgher nos céus) e ampulhetas de embora não sejam desconhecidos o Escudo Vermelho ou
diversos tipos. No entanto, o dispositivo de marcação de tem- Azulado. Dura dezesseis dias, vindo depois do Arco.
po mais utilizado na superfície é o uso de pedaços de vidro
Foice: Aparentando também formar uma tênue letra “C”,
encantados com a magia runa de Gor, que custam a partir de 150
esse período de cinco dias vem depois do Escudo.
Tibares de Prata, incluindo pequenas algibeiras para carregá-los.
Nos subterrâneos, conta-se o tempo através dos ciclos do fun- Treva: Nesta curta fase lunar Tenebra vence Lena e ocupa
go athmmarr, encontrável e reconhecível através de testes de todo o céu. Felizmente, são apenas três noites de Treva – escu-
Sobrevivência com CD 20. ras e melancólicas – após as noites de Foice.

3
Arco: Período em que Luna aparenta ser um arco com o Mês 1 – Altossol (au-to-SÓW)
“fio” voltado para a esquerda. Camponeses e muitos bárbaros
acreditam que os dias de Arco trazem sorte aos caçadores. Dura Mês de Azgher
cinco dias, vindo depois de Treva.
06/01 – Dia da chegada de Vectora a Valkaria, marcando o
Datas início de outro ciclo de viagens. Em torno dessa semana, a cidade
de Valkaria costuma atingir sua população máxima.
“Este calendário contém apenas as datas comemoradas no Reinado 23/01 – Kappa-kappa – O Kappa-kappa é um feriado
e outras regiões civilizadas.” halfling muito prezado pelos mesmos. Nesse dia, eles prepa-
– Aviso afixado acima de uma pilha de calendários na ram grandes banquetes que duram a tarde e a noite inteiras,
Caverna do Saber, em Yuden. em homenagem à estrutura familiar e a todos os seus paren-
tes e antepassados. É consenso entre outras raças que o Kappa-
Em Arton, as datas são representadas de maneira culta ou kappa é apenas uma desculpa para os halflings festejarem.
coloquial. No modo culto, podemos usar o exemplo “Aztag 1
sob Altossol, mil e quatrocentos anos do Calendário Élfico”. 30/01 – Dia da Ascensão – O aniversário da fundação de
Ou seja, o nome do dia da semana, seguido pelo número do Vectora, o Mercado nas Nuvens, acontece durante a viagem da
dia naquele mês, “sob” o nome do mês, e o ano por extenso, cidade voadora pelas Montanhas Uivantes. Em pleno verão, as
“do Calendário Élfico” – o método oficial de contagem dos montanhas são menos inclementes, e a magia de Vectorius pro-
anos no Reinado. tege a cidade do pior do frio. Grandes comemorações e festas
são organizadas neste dia, durando boa parte da viagem até
De maneira coloquial, pode-se usar abreviaturas (01/01/ Marma, em Tapista.
1400), simplificações (Aztag 1, Altossol, 1400 CE) ou mesmo a
mera menção ao dia do mês (primeiro de Altossol). Mês 2 – Wynn (u-ÍÑ)
Outra nota: muitas das datas e dias comemorativos não são
necessariamente feriados. De modo geral, não há feriados plenos Mês de Wynna
– ou seja, dias sem trabalho – entre os camponeses, exceto quan-
do notado. Já nas cidades, a maioria das datas comemorativas 09/02 – Dia do Arcano – Todos os magos de uma locali-
inclui pausas nos trabalhos de artesãos e comerciantes. dade reúnem-se em uma grande confraternização no dia do
Arcano. Não-magos evitam participar (ou mesmo se aproxi-
Dia do Reencontro – mar!) desses encontros, mas eles não são de modo algum secre-
tos. Conta-se que a maioria das pessoas nascidas nesse dia tem
Solstício de Verão uma grande aptidão para a magia. O dia também é consagrado
O primeiro, e mais importante, dia do ano. Foi no Dia do aos seis gênios elementais que dão os nomes às suas respectivas
Reencontro, há exatos 380 anos, que a caravana de refugiados de sub-raças: Asura, Dao, Div, Djinn, Efreet e Marid.
Lamnor chegou aos pés da estátua gigante de Valkaria, levada 12/02 a 15/02 – Cerimônia de Admissão da Ordem da
pela coragem e lealdade de Roramar Pruss. Aos seus pés foi Luz referente ao verão.
fundada a maior cidade de Arton, homônima à deusa dos aven-
tureiros e de toda a raça humana; foi em torno dessa metrópole Mês 3 – Cyd (SÍD)
que, mais tarde, veio a surgir o conglomerado de reinos aliados
chamado Reinado. Assim, foi nesse dia que começou a história Mês de Keenn
moderna de Arton.
Terceira Semana sob Cyd – Sckharal – São sete dias de
No Dia do Reencontro, grandes festas são dadas em todo festividades em Sckharshantallas. As ruas são tomadas por enor-
o Reinado, em especial em Deheon e Valkaria, época em que a mes dragões vermelhos feitos de vime, dançarinos, prestidigi-
cidade atinge sua população máxima. As festas costumam, de tadores e companhias teatrais. Grandes espetáculos acontecem,
fato, se estender até a chegada de Vectora, no caso de Valkaria. culminando com a aparição do próprio regente em sua forma
Para os minotauros, o solstício de verão é conhecido como de dragão. O dia seguinte ao fim do Sckharal é feriado, e o dia
Frater Convergentia, e é coincidentemente o primeiro dia do seguinte a esse feriado é reservado à execução de criminosos.
ano tapistano. O Frater Convergentia é o dia em que todos os 07/03 – O Dia da Grande Batalha – Um dia em que são
minotauros (frater) reúnem-se e saúdam o grande Goratikis contadas histórias sobre o que foi a Grande Batalha, e no qual as
pela unificação do povo minotauro. Grandes festejos se dão pessoas relembram os grandes e bravos guerreiros que partici-
nos anfiteatros (uma boa desculpa para os jogos), e as tavernas param dela. Na maioria dos reinos de influência lamnoriana, é
ficam lotadas. No fim do dia, a maioria das cidades de Tapista considerado feriado.
está em cacarecos, devido às ‘briguinhas amigáveis’ que não
deixam de ocorrer.

4
15/03 – Aniversário do Imperador-Rei Thormy – Feri- 12/04 a 15/04 – Cerimônia de Admissão da Ordem da
ado em Valkaria, onde uma grande festa é dada em homena- Luz referente ao outono.
gem ao monarca. 15/04 – Dia da Virtude – Este dia, consagrado a Mirinn,
22/03 – Dia do Guerreiro – Em toda Arton, os guerrei- o mensageiro de Khalmyr, é feriado em quase todo o Reinado.
ros são glorificados nesse dia. Um guerreiro que lute bravamen- Nele, os clérigos de Khalmyr costumam realizar grandes ser-
te neste dia pode ver-se sob efeito de uma fúria guerreira, algo mões e discursos fervorosos, atraindo novos fiéis à causa do
sobrenatural. Essa influência é atribuída ao deus menor Salmoni, Senhor da Ordem.
um lendário guerreiro.
Mês 5 – Terraviva (té-ha-VÍ-va)
Dia do Duelo –
Equinócio de Outono Mês de Allihanna
O Dia do Duelo assim é chamado pois representa o equilí- Primeiro Escudo Pleno do mês – Queda das Folhas –
brio na disputa entre noite e dia, onde ambos terminam exata- Esta data é comemorada por todos os povos florestais, e
mente empatados: o dia tem a mesma duração que a noite. Ou- marca a aproximação do inverno. Na noite da Queda das Fo-
tros (especialmente aqueles de maior conhecimento sobre os Rei- lhas, todos os habitantes da floresta reúnem-se numa clareira
nos dos Deuses) vêem nesse dia uma representação da disputa e dançam e festejam a noite toda; nenhum outro festejo ocor-
sem solução entre Khalmyr e Keenn: um empate técnico. rerá até O Renascer, alguns meses depois. Humanos raramen-
te são convidados a estas festas, mesmo entre os rangers e
O certo é que, no Dia do Duelo, temos sempre resoluções druidas; participar de uma delas é uma grande glória.
de disputas difíceis. Sejam as maiores lutas nas arenas de Kannilar
e Valkaria, julgamentos lendários em Norm ou conclusão de 14/05 – Dia do início da Grande Feira de Malpetrim.
grandes sagas aventurescas em Petrynia, ao dia do Duelo são Outrora “Feira da Colheita”, atualmente a Grande Feira atrai
reservados os maiores impasses, que devem ser concluídos – aventureiros e visitantes de todo o Reinado, numa comemora-
pois o dia parece realmente propício a isso! ção que dura a semana toda.
O dia é considerado feriado apenas em certas localidades ou 21/05 – Dia dos Animais – Este dia, consagrado a
ocasiões, já que muitas vezes os feitos e acontecimentos desse Rachlazek, deus menor das matas e bosques, é conhecido por
dia auspicioso não afetam diretamente o povo comum. acontecimentos estranhos. Nesse dia, diz-se que matar animais
causa a ira de Allihanna e seu servo Rachlazek; por isso, evitam-
Mês 4 – Salizz (SÁ-lis) se caçadas, ou mesmo o abate de animais para alimentação.
28/05 – Dia dos Cavalos – O Dia dos Cavalos é feriado
Mês de Khalmyr nacional em Namalkah: nessa data, realizam-se grandes corridas
de cavalos, duelos de justa, desfiles e muitas outras atividades
Mês do Chamado às Armas – Durante esse mês, ocor-
demonstrando o carinho dos namalkahnianos pelos seus irmãos
rem comemorações no reino anão em homenagem ao evento
eqüinos. O dia também é consagrado ao cavalo imortal Hippion,
em que todos os anões espalhados por Arton foram convoca-
filho de Allihanna.
dos para combater os trolls subterrâneos. Em Doher, ocorre a
conhecida “Parada dos Veteranos”, no qual os mais antigos
relembram o passado. O reino de Tollon possui um feriado
Mês 6 – Dantal (dãn-TÁW)
em homenagem ao Chamado às Armas, no dia 29/04;
Zakharov também possuía este feriado, mas ele não é mais
Mês de Hyninn
utilizado. 01/06 – Dia da Mentira – Não é exatamente um feriado, e
01/04 – Grande Exposição de Inventos – Já há alguns sim uma data significativa. É considerado normal fazerem-se
anos, no início do mês de Khalmyr, ocorre uma grande exposi- brincadeiras e trapaças nesse dia. Essas geralmente são inofensi-
ção de novas engenhocas, no Palácio Imperial de Valkaria, com vas, embora algumas possam ser realmente perigosas.
o apoio de Lorde Niebling. Engenhocas goblins raramente são 07/06 – Aniversário da fundação da Grande Academia
aceitas nessa feira, motivo que levou os goblins a organizarem Arcana de Valkaria, fundada em 1095 CE por Talude, durante o
sua própria feira de ciências. reinado de Wortar II.
07/04 – Feira de Ciências Goblin – Nesse dia, os goblins 13/06 – A Festa da Colina – O dia treze do mês de Hyninn,
de todo o Reinado se reúnem em Deheon num evento na o Trapaceiro, é considerado um dia de sorte pelos halflings, que
Favela dos Goblins de Valkaria. Esse evento tem por finalidade aproveitam o dia como feriado. É um dia de festividades, com
a exposição de criações científicas das mais variadas. Existe, in- muitos jogos e brincadeiras, além das famosas guloseimas e
clusive, um prêmio para a engenhoca mais interessante (o que iguarias da cozinha halfling. Até mesmo pequenas caravanas de
não quer dizer que seja a mais útil!). As estatísticas dizem que halflings de toda Arton para viajam para as colinas para come-
este é o segundo dia com mais mortes de goblins em Valkaria. morar o grande dia.

5
15/06 – O Dia da Morte Rubra – Foi nesta data, há 10 anos sobre dança, música, silêncio, jejum, grandes banquetes, o uso de
atrás, que a Tormenta desabou sobre Tamu-ra. Hoje em dia, roupas vermelhas, o uso de nenhuma roupa, maneiras de rolar
todos os tamuranianos sobreviventes ficam de luto em memória dados em jogos de azar etc, que só se aplicam a esse dia. Ou não.
das vítimas da Tormenta e da perda de sua pátria.
17/06 – Dia das Máscaras – Comemoração da fundação Selag
do reino de Ahlen. Durante as festividades que ocorrem na O Selag, de significado perdido, é o ‘dia de ajuste’ ao calen-
capital Thartann, todos usam máscaras e as roupas que bem dário, já que o ano não possui exatos 365 dias, e sim aproxima-
entenderem. É o único dia do ano em que não há distinção damente 365,24219 dias. Por isso, todos os anos que sejam
entre nobres, plebeus e famílias. O ponto alto das festividades múltiplos de quatro mas que não sejam múltiplos de 100, com
é o baile que acontece nos salões do palácio Rishantor, sede da exceção daqueles que são múltiplos de 400, possuem o Selag,
corte ahleniense. que sempre vem depois do Dia de Nimb daquele ano.

Noite Longa – Tradicionalmente, o Selag tem o mesmo peso nas supers-


tições camponeses que o Dia de Nimb, com a diferença de que a
Solstício de Inverno influência nos eventos não é atribuída sempre a Nimb, mas a
A Noite Longa representa a vitória temporária de Tenebra qualquer deus que aparente ter relação com o evento em ques-
sobre Azgher. Esse dia é considerado de mau agouro pela maio- tão. Por exemplo, se as vacas de um camponês derem mais leite
ria da população artoniana, que teme menos o Dia de Nimb, já no Selag, ele provavelmente agradecerá a Allihanna pela graça; da
que o Caos pode trazer sorte, mas as trevas não carregam nada de mesma maneira, a morte de um parente que saiu à noite seria
bom para os que não querem receber seus ‘presentes’. Não costu- uma maldição de Tenebra.
mam-se realizar rituais religiosos na maioria das ordens, com a
exceção dos azgheritas, que choram, em luto, pela vitória da noite.
Mês 7 – Luvitas (lu-VÍ-tas)
Anões não carregam tais costumes para este dia, mesmo quando
vivem entre outras raças, já que a noite nunca lhes fez mal. Mês de Tenebra
Nas Montanhas Uivantes, os bárbaros do gelo fazem gran- 07/07 – Dia das Bruxas – Entre os camponeses da maior
des rituais em louvor a Beluhga. Na festa do Nascimento do parte de Arton, existe a tradição de que no sétimo dia do sétimo
Inverno, eles agradecem à Rainha dos Dragões Brancos por sua mês, todas as bruxas e seres malignos da noite reúnem-se em
bondade e pedem a calma da deusa, que faz o frio mais presente. grandes conselhos, que terminam com terríveis sacrifícios. As-
sim, é costume no Dia das Bruxas manter as portas e janelas
Entre os trogloditas, a Noite Longa é chamada Thuurj –
fechadas, bem como orar aos deuses por proteção. Coincidente-
que é considerado um dia “estranho”, pois tem a noite de mai-
mente ou não, o dia é consagrado ao suposto filho de Tenebra
or duração (uma bênção de Luah-Kai, sua deusa principal) mas
e deus menor do conhecimento oculto, Mulk.
marca o início do inverno, um tempo de sofrimento para seus
metabolismos reptilianos. Qualquer evento diferente que ocor- Segunda Semana sob Luvitas – Festival do Gorad – Na
ra em Thuurj é visto como mau presságio (e ao que parece, Tork pequena cidade hersheyer de Arvhoy, ocorre uma grande come-
nasceu em um dia de Thuurj). moração que dura uma semana, quando diversas variedades de
barras de gorad são negociadas. Entre outras atividades, as mais
Dia de Nimb populares são o Concurso de Culinária (sendo que todos os
pratos devem ter gorad na receita) e o Concurso de Estátuas de
Surgindo a cada ano após um dia diferente, o Dia de Nimb foi Gorad.
instituído para completar o calendário com 365 dias – e já que o ano
não possuía a perfeição lógica de Khalmyr e Tanna-Toh, Nimb 25/07 – Aniversário de Triunphus, cuja primeira pedra foi
deveria estar devidamente representado. As aparições do dia de assentada pelo próprio Krilos há 374 anos, nas belas florestas
Nimb são simples, nos anos pares ele vem depois da Noite Longa, de Hongari.
e nos ímpares depois do Dia do Reencontro.
Mês 8 – Weez (UÍS)
Algumas pessoas consideram este o dia mais caótico do
ano artoniano, no qual quase sempre alguma coisa sai errada
(especialmente aquelas que tinham tudo para darem certo). Nesse
Mês de Tanna-Toh
dia algumas pessoas têm medo de sair de casa ou fazer qualquer Primeira Semana sob Weez – Semana da Sabedoria –
tipo de coisa que possa causar problemas maiores caso dê erra- Nessa semana, todos os servos de Tanna-Toh se dedicam a
do. Embora a maior parte dos estudiosos considere isso uma espalhar ainda mais os seus conhecimentos em homenagem à
mera superstição, existem várias histórias de acontecimentos deusa (assim como conquistar mais fiéis). Nesse período tam-
estranhos relacionados ao dia. bém ocorre o final da maior peregrinação de pessoas e caravanas
para o reino de Yuden, em busca da sabedoria do Helladarion,
Em Fortuna, o dia é consagrado, com muita cerimônias religi-
o sumo-sacerdote da deusa.
osas complexas e rituais particulares em toda parte. Há superstições

6
12/08 a 15/08 – Cerimônia de Admissão da Ordem da sempre acesa, e lembrá-los de que todo inverno chega ao fim.
Luz referente ao inverno. Os servos de Marah também comemoram o Dia da Alegria,
16/08 – Suposto aniversário de Cyrandur Wallas, herói len- com grandes eventos em prol dos pobres e necessitados.
dário de Petrynia. Festas são dadas em todo o reino de Petrynia. Os povos silvestres também marcam o equinócio de pri-
Acredita-se entre alguns estudiosos que essa seria, na verdade, a mavera, chamado Renascer. Nesse dia, todos os habitantes da
data da morte de Cyrandur. floresta reúnem-se novamente na mesma clareira em que se
20/08 – Aniversário da fundação do reino de Yuden, há 370 reuniram na Queda das Folhas e, comandados por druidas ou
anos, pela família Yudennach. Muitas comemorações ocorrem xamãs de Allihanna, agradecem-na pelo fim do inverno. O druida
em todo o reino, incluindo grandes paradas militares nas princi- ou xamã então planta uma semente de carvalho no centro da
pais cidades. Mestre Arsenal costuma visitar Kannilar nessa data, clareira; se a árvore crescer, aquela clareira não mais será palco de
onde é aclamado pelo povo como um herói. festas da Queda das Folhas (mas será considerada uma clareira
“da sorte”).
Mês 9 – Exinn (êk-ZÍÑ)
Mês 10 – Lunaluz (lu-na-LÚS)
Mês de Leen
Mês de Lena
02/09 – Dia dos Mortos – Consagrado ao mensageiro
dos mortos, o deus menor Ulamm, no Dia dos Mortos as Primeiro Escudo Pleno do mês – A Vitória da Vida –
pessoas relembram e prestam homenagens à alma de seus Ao que parece, ninguém morre neste dia! Não foi comprovado
mortos. Cemitérios e túmulos são visitados, e mesmo aventu- se isso é verdade ou apenas folclore. Histórias de Petrynia con-
reiros evitam desrespeitar tumbas nesse dia. tam sobre pessoas que foram atacadas por dragões, perderam
membros ou foram atingidas por magias poderosas nesse dia e
05/09 – Dia do Acordo Pacífico – Feriado de Trebuck e apenas desmaiaram! Acredita-se que essa seja uma influência
Sambúrdia, que comemora o tratado de paz e cooperação entre direta de Lena.
os reinos, assinado após a Rebelião dos Servos. Grandes festas
são dadas em ambos os reinos. Segunda Semana sob Lunaluz – Grandes Jogos de
Tollon – Uma grande feira, com torneios, comércio e competi-
19/09 – A Morte Final – Neste dia, na cidade de Triunphus, ções de força e habilidade, ocorre na capital Vallahim. Os Gran-
os condenados à Morte Final que só possuem a “última vida” des Jogos comemoram o aniversário da fundação da cidade e
são executados por enforcamento. A maior parte do povo po- do reino por Jeantalis Sovaluris.
bre da cidade se reúne na praça principal para relaxar e “se diver-
tir” com as execuções. 12/10 – A Cerimônia do Plantio – Este feriado, popular
entre camponeses, celebra o início do plantio. Costuma-se plan-
30/09 – Dia do Veneno – Segundo a crença popular, esse tar uma semente simbólica no solo, para afastar o inverno e
é o dia em que as serpentes venenosas saem de suas tocas para permitir a chegada da primavera. Também nessa data, a Ordem
picar e matar o maior número de pessoas em honra ao maligno de Lena realiza a cerimônia que ordena suas jovens clérigas (diz-
Sszzaas. Também é dito que à meia-noite desse dia, uma ser- se que é nesse dia que Lena desce dos céus para fecundá-las).
pente gigante e invisível engole quem estiver fora de suas casas.
A data é menos conhecida em cidades, mas muito comum em 25/10 – Dia de Lin-Wu, o Sagrado Dragão Celestial
vilarejos e aldeias, que mantiveram a tradição mesmo após o – Muito embora os tamuranianos possuam um calendário
extermínio do culto a Sszzaas. próprio, que continuam a manter, essa data de seu calendário
encontrou seu lugar no Calendário Artoniano, devido ao
Dia da Alegria – lento crescimento de influência tamuraniana no Reinado. Na
antiga ilha, esse dia hospedava uma grande festa em home-
Equinócio de Primavera nagem ao deus protetor do povo do Império de Jade. Atu-
O Dia da Alegria é comemorado a mais tempo do que o almente, a festa é dada em Ni-tamura, em Valkaria, e é consi-
próprio nascimento da civilização humana, já que marca o fim derado desonroso deixar de comparecer às cerimônias.
do inverno e o início da primavera. Nesse dia, um grande almo-
ço é preparado pela família ou comunidade, e a comilança se Mês 11 – Pace (PÁS)
estende por toda tarde até o começo da noite, quando fogueiras
são acesas para afastar o frio até o próximo ano. Normalmente, Mês de Marah
os carvões desta fogueira são considerados itens de sorte, sen- 06 a 08/11 – Duelo das Ordens – Ocorrendo todos os
do carregados até o dia da Alegria do ano seguinte. anos em Malpetrim e famoso em todo o Reinado, em come-
Aventureiros também costumam comemorar o Dia da moração a um encontro casual entre Cavaleiros da Luz e Cava-
Alegria, mesmo em situações difíceis, para manter a esperança leiros de Khalmyr, o Duelo das Ordens comporta justas, due-

7
los de espada e outras competições. Também há testes prelimi-
nares para os jovens interessados em se tornarem escudeiros e
discursos feitos pelos principais cavaleiros. No final dos três
dias de comemoração há um grande baile nas ruas da cidade,
com direito a comida e bebida gratuita para todos.
12/11 a 15/11 – Cerimônia de Admissão da Ordem da Luz
referente à primavera.
16/11 – Dia da Paz – Neste dia, a paz é elevada ao máximo.
Nenhum tipo de batalha é travado, mesmo em culturas guerrei-
ras. É como se Marah influenciasse o mundo todo, impedindo
a violência. Tradicionalmente, o dia é considerado feriado, e mui-
tas festas são dadas em homenagem à Deusa do
Amor.

Mês 12 – Aurea (aw-RÉIA)


Se preparando para o Dia do Balão!
Mês de Thyatis
03/12 – Dia da Profecia – Neste dia, o povo
busca orientação de seus clérigos. Dizem que, nessa
data, as profecias costumam ser mais precisas e in-
formativas; ou ainda que as profecias desse dia fa-
lam de eventos importantes. Consagrado a Ingol,
deus menor das visões proféticas, considerado ser-
vo de Thyatis.
12/12 – Dia do Balão (ou do Baloeiro) –
Nessa data, dezenas de milhares de goblins se reú-
nem em Valkaria para participar de uma festa com
balões de ar quente dos mais diversos tipos e cores.
O céu fica forrado de goblins em balões tripulados
de formatos estranhos como formato de goblin,
formato de banana, formato de lobos-das-cavernas
etc. Esse é o dia do ano em que mais acontecem
mortes de goblins em Valkaria. Os especialistas con-
sideram esse o método de controle populacional
goblin, dizendo que se não fosse o Dia do Balão
(ou do Baloeiro), a população goblin seria três vezes
maior do que o é normalmente.
20/12 – Bênçãos da Bonança – Os portos de
Arton ficam cheios de navios prontos para partir
nesse dia, pois diz-se que as embarcações que inici-
am uma jornada nessa data terão uma boa viagem.
Esse dia também é consagrado à deusa menor dos
marinheiros, Marina.

8
O Calendário Artoniano do ano 1400
Dia do Reencontro: Solstício de Verão (primeiro dia do ano)
Altossol Wynn Cyd
Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val
1 2 3 4 5 6 1 2 3 1 2 3 4 5 6 7
7 8 9 10 11 12 13 4 5 6 7 8 9 10 8 9 10 11 12 13 14
14 15 16 17 18 19 20 11 12 13 14 15 16 17 15 16 17 18 19 20 21
21 22 23 24 25 26 27 18 19 20 21 22 23 24 22 23 24 25 26 27 28
28 29 30 31 25 26 27 28 29 30 31 29 30 31

Dia do Duelo: Equinócio de Outono


Salizz Terraviva Dantal
Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val
1 2 3 4 1 2 3 1 2
5 6 7 8 9 10 11 4 5 6 7 8 9 10 3 4 5 6 7 8 9
12 13 14 15 16 17 18 11 12 13 14 15 16 17 10 11 12 13 14 15 16
19 20 21 22 23 24 25 18 19 20 21 22 23 24 17 18 19 20 21 22 23
26 27 28 29 25 26 27 28 29 24 25 26 27 28 29

Noite Longa: Solstício de Inverno


Dia de Nimb
Luvitas Weez Exinn
Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val
1 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 6
2 3 4 5 6 7 8 8 9 10 11 12 13 14 7 8 9 10 11 12 13
9 10 11 12 13 14 15 15 16 17 18 19 20 21 14 15 16 17 18 19 20
16 17 18 19 20 21 22 22 23 24 25 26 27 28 21 22 23 24 25 26 27
23 24 25 26 27 28 29 29 28 29

Dia da Alegria: Equinócio de Primavera


Lunaluz Pace Aurea
Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val Azt Lan Jet Tir Mor Kal Val
1 2 3 4 5 1 2 1 2 3 4 5 6
6 7 8 9 10 11 12 3 4 5 6 7 8 9 7 8 9 10 11 12 13
13 14 15 16 17 18 19 10 11 12 13 14 15 16 14 15 16 17 18 19 20
20 21 22 23 24 25 26 17 18 19 20 21 22 23 21 22 23 24 25 26 27
27 28 29 30 31 24 25 26 27 28 29 30 28 29 30 31
31

Legenda:
Dias em vermelho estão com a Lua em Escudo
Dias em azul estão com a Lua em Foice
Dias em preto estão com a Lua em Treva
Dias em verde estão com a Lua em Arco

9
Open Game License
or co-adaptability with any Trademark or Registered Trademark in
conjunction with a work containing Open Game Content except as
expressly licensed in another, independent Agreement with the owner
OPEN GAME LICENSE Version 1.0a of such Trademark or Registered Trademark. The use of any Product
The following text is the property of Wizards of the Coast, Inc. Identity in Open Game Content does not constitute a challenge to the
and is Copyright 2000 Wizards of the Coast, Inc (“Wizards”). All Rights ownership of that Product Identity. The owner of any Product Identity
Reserved. used in Open Game Content shall retain all rights, title and interest in
and to that Product Identity.
1. Definitions: (a)”Contributors” means the copyright and/or
trademark owners who have contributed Open Game Content; 8. Identification: If you distribute Open Game Content You must
(b)”Derivative Material” means copyrighted material including derivative clearly indicate which portions of the work that you are distributing are
works and translations (including into other computer languages), Open Game Content.
potation, modification, correction, addition, extension, upgrade, 9. Updating the License: Wizards or its designated Agents may
improvement, compilation, abridgment or other form in which an publish updated versions of this License. You may use any authorized
existing work may be recast, transformed or adapted; (c) “Distribute” version of this License to copy, modify and distribute any Open Game
means to reproduce, license, rent, lease, sell, broadcast, publicly display, Content originally distributed under any version of this License.
transmit or otherwise distribute; (d)”Open Game Content” means the 10 Copy of this License: You MUST include a copy of this License
game mechanic and includes the methods, procedures, processes and with every copy of the Open Game Content You Distribute.
routines to the extent such content does not embody the Product
11. Use of Contributor Credits: You may not market or advertise
Identity and is an enhancement over the prior art and any additional
the Open Game Content using the name of any Contributor unless
content clearly identified as Open Game Content by the Contributor,
You have written permission from the Contributor to do so.
and means any work covered by this License, including translations and
derivative works under copyright law, but specifically excludes Product 12 Inability to Comply: If it is impossible for You to comply with
Identity. (e) “Product Identity” means product and product line names, any of the terms of this License with respect to some or all of the
logos and identifying marks including trade dress; artifacts; creatures Open Game Content due to statute, judicial order, or governmental
characters; stories, storylines, plots, thematic elements, dialogue, incidents, regulation then You may not Use any Open Game Material so affected.
language, artwork, symbols, designs, depictions, likenesses, formats, 13 Termination: This License will terminate automatically if You
poses, concepts, themes and graphic, photographic and other visual or fail to comply with all terms herein and fail to cure such breach within
audio representations; names and descriptions of characters, spells, 30 days of becoming aware of the breach. All sublicenses shall survive
enchantments, personalities, teams, personas, likenesses and special the termination of this License.
abilities; places, locations, environments, creatures, equipment, magical
14 Reformation: If any provision of this License is held to be
or supernatural abilities or effects, logos, symbols, or graphic designs;
unenforceable, such provision shall be reformed only to the extent
and any other trademark or registered trademark clearly identified as
necessary to make it enforceable.
Product identity by the owner of the Product Identity, and which
specifically excludes the Open Game Content; (f ) “Trademark” means 15 COPYRIGHT NOTICE Open Game License v 1.0 Copyright
the logos, names, mark, sign, motto, designs that are used by a Contributor 2000, Wizards of the Coast, Inc.
to identify itself or its products or the associated products contributed
to the Open Game License by the Contributor (g) “Use”, “Used” or
“Using” means to use, Distribute, copy, edit, format, modify, translate
and otherwise create Derivative Material of Open Game Content. (h)
“You” or “Your” means the licensee in terms of this agreement.
2. The License: This License applies to any Open Game Content
that contains a notice indicating that the Open Game Content may only
be Used under and in terms of this License. You must affix such a
notice to any Open Game Content that you Use. No terms may be
added to or subtracted from this License except as described by the
License itself. No other terms or conditions may be applied to any
Open Game Content distributed using this License. Créditos
3.Offer and Acceptance: By Using the Open Game Content You Desenvolvimento: Álvaro “Jamil” Freitas
indicate Your acceptance of the terms of this License.
4. Grant and Consideration: In consideration for agreeing to use Arte: André Vazzios e Erica Horita
this License, the Contributors grant You a perpetual, worldwide, royalty-
free, non-exclusive license with the exact terms of this License to Use,
Diagramação: Guilherme Dei Svaldi
the Open Game Content. Crisádis, Belandaba, Suhallin e Camélia são criações de Bruno
5.Representation of Authority to Contribute: If You are “Koroa-san” Garrido, e usadas com permissão.
contributing original material as Open Game Content, You represent
TORMENTA é uma criação de Marcelo Cassaro, Rogério Saladino
that Your Contributions are Your original creation and/or You have
sufficient rights to grant the rights conveyed by this License. e J.M. Trevisan. Todos os direitos reservados.
6.Notice of License Copyright: You must update the COPYRIGHT
NOTICE portion of this License to include the exact text of the
COPYRIGHT NOTICE of any Open Game Content You are copying,
modifying or distributing, and You must add the title, the copyright
date, and the copyright holder’s name to the COPYRIGHT NOTICE of
any original Open Game Content you Distribute.
7. Use of Product Identity: You agree not to Use any Product
Identity, including as an indication as to compatibility, except as expressly Para mais produtos, artigos e informações sobre TORMENTA,
licensed in another, independent Agreement with the owner of each visite www.jamboeditora.com.br
element of that Product Identity. You agree not to indicate compatibility

10