You are on page 1of 45

PROGRAMA DE

RECUPERAÇÃO AMBIENTAL
E OS SISTEMAS ADOTADOS

CONCRETE SHOW 2009
SEMINÁRIO: SOLUÇÕES PARA CIDADES – 28/08/2009

Diretoria de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente

A Sabesp

Demonstrações Financeiras
* Valor Exato: R$ 10.748.643,00

STATUS:

Fundada em 1973
como sociedade de
participação acionária
(Governo do Estado
de
São
Paulo,
acionistas privados e
municípios)

PATRIMÔNIO LÍQUIDO:

R$ 10,7 bilhões*

EMPREGADOS:

16.349

Municípios Atendidos pela Sabesp

366
municípios,
quase 60% da
população
urbana de São
Paulo
A Sabesp está
entre as cinco
maiores empresas
de saneamento,
por número de
clientes

Sabesp: uma das maiores empresas no
mundo, por número de clientes

em milhão de clientes
RWE
(Alemanha)

29,3

Sabesp

26,5

Grupo Agbar

Veolia Water

Suez Environment

(França)

(França)

(Espanha)

26,0

17,0

16,0
Sabesp

Suez Environment

Veolia Water

RWE

Grupo Agbar

(França)

(França)

(Alemanha)

(Espanha

120,0

117,5

75,4

34,9

26,5

Mercado interno
Mercado interno e  externo

Fonte: Pinsent Masons – Water Yearbook – 2005/2006

11% Posição em 29/5/2009 .26% 25.63% 50.Modernidade financeira e capacidade de financiamento Primeira empresa de saneamento a ser listada na NYSE (Bolsa de Valores de Nova Iorque) 24.

0 84% 90% 79% 40.0 100% 70% 13.0 50. abastecimento. lazer e turismo. Influência positiva na qualidade de vida da população. .6 30.0 80% 47.000 nascidos vivos Mortalidade Infantil X Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário na Sabesp 08 Coleta de Esgotos Rompimento do circulo vicioso de doenças veiculadas pela falta de saneamento.Mortalidade infantil 99% 60.0 40% 82 84 86 88 Mortalidade Infantil 90 92 94 96 98 00 02 Abastecimento de Água 04 06 % atendimento óbitos / 1.0 50% 0.1 45% 60% 10.0 20.

RMBS Estado de São Paulo 9 municípios .Região Metropolitana da Baixada Santista .

RMBS POLO INDUSTRIAL DE CUBATÃO GÁS E PETRÓLEO PÓLO INDUSTRIAL DE CUBATÃO PORTO DE SANTOS PORTO DE SANTOS TURISMO .Fatores de Desenvolvimento Econômico .

esgotos a céu aberto Praia Grande 46% São Vicente 61% • Poluição de rios.Índices de atendimento por sistema de coleta de esgotos . canais e estuário Cubatão 31% Itanhaém 11% Peruíbe 17% Santos 98% RMBS 53% Consequências: • Praias impróprias para uso dos banhistas • Riscos ambientais e de saúde pública .RMBS Bertioga 28% Guarujá 57% Mongaguá 21% • Poluição das ruas .

4 13.7 24.1 Fonte: .Taxa de mortalidade infantil .6 18.RMBS (óbitos/mil nascidos vivos) 33.

6 milhão | flutuante*: 1.Programa Onda Limpa: metas Elevação dos índices de esgoto coleta: de 54% para 95% tratamento: de 96% para 100% População beneficiada: 2. Mongaguá. São Vicente. Peruíbe.95 milhões (fixa: 1.35 milhão) Região beneficiada: Santos. Itanhaém. Praia Grande.2011 Fonte: Relatório de Sustentabilidade 2008 * Estimativa Seade . Cubatão e Bertioga Período: 2007 . Guarujá.

Projects and Environment Office (2007 August) .benefícios • Redução do número de internações por doenças por veiculação hídrica • Redução dos índices de mortalidade. especialmente o de mortalidade infantil • Despoluição dos rios e canais • Recuperação da balneabilidade das praias • Incremento do turismo • Aumento de renda da população • Geração de empregos Source: Technology.* Japan Bank for International Cooperation .Programa Onda Limpa .

Programa Onda Limpa – obras localizadas Bertioga ETE: 84 L/s Cubatão ETE: 120 L/s Vicente de Carvalho ETE: 480 L/s Santos /São Vicente EPC: 5.400 L/s Total do Programa 7 ETE´s Mongaguá ETE: 240 L/s Itanhaém ETE: 372 L/s Peruíbe ETE 1: 165 L/s Peruíbe ETE 2: 160 L/s 2 EPC´s .300 L/s Praia Grande EPC: 1.

562 ligações Vicente de Carvalho 77 km redes 8 EEs 8.000 ligações Peruíbe 298 km redes 18 EEs 27.700 ligações Itanhaém 304 km redes 21 EEs 3.630 ligações 1.660 ligações Total do Programa Mongaguá 214 km redes 26 EEs 23.Programa Onda Limpa – obras lineares Bertioga 54 km redes 6 EEs 4.024 ligações .186 km redes 101 EE´s 123.700 ligações Cubatão 44 km redes 5 EEs 4.680 ligações Santos 3 km redes 3 EEs (reforma) Praia Grande 193 km redes 14 EEs 28.

3.000 m3 em obras localizadas • 71.000 m3 em obras lineares Mão-de-obra (julho/09) .140 frentes de trabalho .800 empregos diretos Conclusão do Programa: dezembro/2011 .300 milhões Lotes de obras: 8 Volumes de concreto: • 37.Programa Onda Limpa: números Investimentos previstos: R$1.

Programa Onda Limpa: avanço físico (julho/09) .

4 km de extensão.000 milímetros de diâmetro • Execução de emissário terrestre (Ø 900mm e 1.Sistema de disposição oceânica de esgotos de Praia Grande • Emissário submarino com 4 km de extensão e 1.4 m³/s .000mm) com 1. caixa compensadora de concreto armado e linha de retorno de ar • Construção de estação elevatória de esgotos (EEE-7) e respectiva linha de recalque com 800 m de extensão e 800mm de diâmetro • Construção de estação de précondicionamento com capacidade nominal de 1.

Sistema de disposição oceânica de esgotos de Praia Grande LEGENDA Linha de Recalque Emissário Terrestre Zona de Arrebentação Emissário Submarino .

Perfil de um sistema de disposição oceânica de esgotos Extensão da Tubulação (tramos) Estação de précondicionamento (EPC) Desinfecção Estação Câmara elevatória de carga Pluma Zona de proteção (300m) Praia Interceptor de esgotos Em EPC iss ár io Zona de mistura Difusores Grades médias Zona de Arrebentação Caixas de areia Peneiras rotativas .

Sistema de disposição oceânica de esgotos de Praia Grande Metodologia para execução do emissário submarino na zona de arrebentação .

Método construtivo convencional: ponte de serviço (+/.1 ano) .

Vantagens sobre a ponte de serviço: • Reduz ao ambientais mínimo os riscos e impactos • Reduz os transtornos causados aos banhistas • Evita a interdição de faixa de areia e mar • Sua intervenção é menor em 75% em tempo de execução . Existem poucos “cases” no mundo com sua utilização na construção de emissários submarinos.Alternativa adotada: pipe jacking Essa tecnologia de pipe jacking é mundialmente utilizada em obras terrestres.

Pipe jacking 23 .

50 m e 705 m de extensão Trecho em PEAD com 3.Trecho em pipe jacking: Ø1.390 metros Trecho em Pipe Jacking com 705 metros Câmara Compensadora 24 .

Trecho da zona de arrebentação em túnel Desemboque do shield Tubulação em concreto armado Emboque do shield .

Emboque do shield .

Cravação dos tubos de concreto .

Perfil do túnel .

com 10 metros de comprimento e 45 toneladas • Consultoria alemã acompanhando todo o processo .Shield • Fabricado e montado especialmente para esta Obra.

Tubos especiais de concreto Para a cravação foram necessários 08 tipos de tubos de concreto armado com características e funções diferentes: • Tubo perdido. • Segundo tubo. • Tubos de cravação. • Último tubo. • Tubo com lubrificação e ancoragem. . • Tubos com dupla injeção. • Tubos intermediários. • Primeiro tubo.

Tubos especiais de concreto Outras especificidades também precisaram ser incorporadas no projeto dos tubos: • Sobre-espessura de concreto para evitar flutuabilidade do túnel durante a execução e também para uma melhor proteção da armadura • Tubos com flanges embutidos para garantir o perfeito acoplamento com o tubo de PEAD • CIMENTO CP V ARI RS. que não reage com elementos químicos presentes na água salgada. Tipo “supergel n” com aditivo lubrificante “rodobel” . FCK 50mpa • Dupla vedação com juntas de borracha • Bentonita especial para condições marítimas.

  Tem  a  frente  adaptada  para  receber  a  bolsa  da  máquina  e  borrachas  de  vedação. . Na parte traseira foi inserida uma bolsa para acoplar  o tubo denominado “primeiro tubo”. Foi inserido logo após o  último  estágio  da  máquina  tuneleira (shield).Tubo perdido Este tubo foi o primeiro a ser cravado.

Primeiro tubo .

Segundo tubo .

totalizando 5 na sequência.Tubo com lubrificação e ancoragem O tubo com lubrificação e ancoragem foi cravado após o “segundo tubo”. Este tubo tem na parte frontal e na traseira 3 nichos para a junção mecânica dos tubos e três alojamentos para tubos guias. .

Tubo intermediário .

. No processo são 2 tipos de tubos e a diferença entre eles é a presença ou ausência de inserts para a injeção de bentonita.Tubo de cravação Os tubos de cravação são denominados tubos comuns.

Detalhe da vedação com fresagem: técnica não era utilizada no Brasil .

.Tubo com lubrificação extra O penúltimo e antepenúltimo tubo tiveram 6 inserts para a injeção de graute para a solidificação do conjunto dos tubos com a câmara compensadora.

Último tubo O último tubo cravado teve na parte traseira um flange para o isolamento da tubulação com a câmara. . Este tubo também tem 3 inserts para a injeção de graute para a solidificação do conjunto.

dragagem .Resgate do shield .

Resgate do shield – fixação do balancim de içamento .

Resgate do shield – balsa de 320 t .

Impactos ambientais Metodologia convencional Metodologia utilizada .

br www.OBRIGADO José Luiz Salvadori Lorenzi jlorenzi@sabesp.br .com.com.sabesp.