You are on page 1of 9

Polímeros

Aplicados em
Nanotecnologia
Tecnologia de Polímeros EQO-082
Uma breve exposição dos possíveis usos
conjuntos de polímeros e nanopartículas
em materiais compósitos
Daniel Penna e Gabriel Rodolpho
Freitas

massa molar. entre outros). de barreira e mecânica. como o método de preparação. a morfologia. Os nanocompósitos poliméricos (PN) podem apresentar melhores propriedades de resistência à chama. Muitos fatores podem influenciar nas propriedades dos PN. além das propriedades inerentes a matriz (cristalinidade. Além do desafio tecnológico e científico. na faixa de 1 a 100 nanômetros (Figuras 2 e 3). os tipos de nanopartículas empregadas e os tratamentos utilizados. Os nanocompósitos poliméricos consistem de um material polimérico (termoplástico. .A nanotecnologia vem se mostrando como uma possibilidade extremamente interessante e versátil na obtenção de novos materiais com melhores propriedades em relação aos polímeros e compósitos convencionais. termorrígido ou elastômero) e de um material de reforço (Figura 1) em que pelo menos uma das suas dimensões esteja em escala nanométrica. os nanocompósitos poliméricos são de grande interesse comercial.

com o aumento da tortuosidade na trajetória de difusão. considera-se como marco inicial o trabalho de pesquisa do grupo da Toyota no processo de esfoliação de argila em Nylon 6. Allied Signal. Bayer e EMS Chemie. Da mesma maneira que ocorre com as misturas. ICI e PPG. copolímero de acrilonitrila-butadieno-estireno. poliuretano e borrachas. copolímero de etileno-acetato de vinila. policaprolactona.As principais desvantagens/dificuldades encontradas na preparação destes materiais são o ganho de viscosidade (o que limita o seu processamento). resina époxi. como polipropileno. tipicamente de dimensões entre 100 -1000 x 1 nm. No segmento industrial de embalagens. poli(metacrilato de metila). o crescimento nas propriedades de barreira por um fator entre 2 e 20 é alcançado para níveis de 1 a 5% de carga. Em comparação aos polímeros puros. TetraPak. Apesar da história dos nanocompósitos polímero/argila ter o seu início antes de 1980. polietileno. Em termos de propriedades mecânicas. esta melhoria de propriedades torna-se dependente da morfologia. Este trabalho demonstrou um significativo aprimoramento nas propriedades dos polímeros reforçados por argila em escala nanométrica. poliacrilonitrila. este desenvolvimento tem se estendido para todos os polímeros. Atualmente. poli(cloreto de vinila). poliestireno. Grandes empresas têm desenvolvido ou produzido. no final dos anos 80 e começo dos anos 90. Ube. levam a transparência do material. em escala industrial. e de níveis moderados de cargas. poli(tereftalato de etileno). poliimida. observa-se que a utilização de nanocompósitos poliméricos em substituição aos materiais convencionais tem provocado a melhoria das propriedades de barreira. poli(óxido de etileno). resina fenólica. policarbonato. . As melhorias na propriedade de barreira podem chegar a um fator de 50 ou mais com altas razões de aspecto das cargas. entre outros [39]. O uso de partículas pequenas. os nanocompósitos poliméricos apresentam melhor caráter de reforço se comparados aos compósitos convencionais à uma estreita faixa de adição de carga. DuPont e Eastman. materiais nanocompósitos para embalagens: Nanocor. a dificuldade de dispersão das nanocargas no material e sedimentação.

independentemente da razão argila/polímero. A Figura 9 mostra as possíveis estruturas de nanocompósitos que podem ser obtidas [38]. entretanto. conceitualmente similar ao nanocompósito intercalado.Dependendo das forças de interação interfaciais entre matriz polimérica e o silicato (modificado ou não). nanocompósito floculado. (a) (b) . três diferentes tipos de nanocompósitos podem ser termodinamicamente obtidos: nanocompósito intercalado. Usualmente. o qual a inserção da matriz polimérica na camada de silicato ocorre em modelo cristalográfico regular. o conteúdo de argila em um nanocompósito esfoliado é muito menor do que em um nanocompósito intercalado. cujas camadas individuais de argila se encontram separadas numa matriz polimérica contínua por uma distância média que depende da adição de carga. as camadas de argila se encontram agregadas devido às interações entre as superfícies hidroxiladas dos silicatos. e os nanocompósitos esfoliados.

O desafio na preparação de nanocompósitos poliméricos. A polimerização pode ser iniciada por calor. nanocompósito esfoliado A intercalação da argila depende. especialmente de poliolefinas. melhores são as propriedades do material. das condições do processo. além de uma diminuição da energia superficial das argilas de maneira a possibilitar que monômeros ou polímeros no estado fundido possam ser intercalados por entre as camadas [43. As técnicas de preparação de nanocompósitos estão classificadas em três grupos principais. as camadas de silicatos são inchadas no monômero líquido ou na solução contendo o monômero. é a questão da dispersão das nanopartículas inorgânicas (hidrofílicas) na matriz orgânica (hidrofóbica). radiação. A troca dos cátions situados entre as camadas por cátions orgânicos contendo sequências carbônicas. Neste processo. sem dispersão das camadas de argila na matriz (compósito convencional). permite uma modificação na estrutura do silicato. Polimerização in-situ.(c) Possíveis estruturas de nanocompósitos poliméricos: (a). de maneira que a polimerização ocorra entre as camadas intercaladas de argila. do tempo de mistura e da pressão. (b) nanocompósito intercalado e (c). Quanto maior for a interação entre o polímero e a nanocarga. As nanopartículas apresentam grupamentos hidroxila compatíveis somente com polímeros contendo grupamentos funcionais polares. 44]. além do material polimérico utilizado. 44]: 1. de acordo com os materiais de origem e com as técnicas de processamento [42. da velocidade de processamento. como a variação da temperatura. por difusão de um .

Este método não é muito praticável para produção em larga escala. Por este método. O processo em solução freqüentemente requer a dissolução da resina em um solvente orgânico seguida de intercalação por entre as camadas da argila. ou catalisador fixado por troca catiônica nas interlamelas antes da etapa de inchamento. Intercalação do polímero em solução. 2. Composição no estado fundido. a intercalação ocorre em apenas alguns pares polímero/solvente. Envolve a mistura de argila e polímero no . 3.iniciador apropriado ou por um iniciador orgânico.

mas este fator deve ser balanceado por uma contribuição entálpica favorável entre o polímero e argila. depende das interações favoráveis entre o polímero e argila. na extrusora. especialmente a esfoliação. nanotubos de carbono ou aditivos químicos como sílica. As nanopartículas são geralmente compostos inorgânicos: argilas. carbonato de cálcio. e uma subsequente redução de energia do sistema. . Florindo. O cisalhamento apenas não é suficiente para promover a nanodispersão. A entropia decresce com a intercalação da matriz entre as camadas de silicato. 2007. A separação das camadas. Tanner Nanocompósitos de Polietileno Obtidos pelo Processo de Intercalação por Fusão / Tanner Florindo – Rio de Janeiro. óxido de zinco. etc. como íons alquilamônio. Esta etapa de organo-modificação deve ser realizada separadamente do processo de fusão. para que as camadas de silicato atinjam uma dispersão nanométrica. alumina. mas uma energia livre global negativa precisa ser obtida do balanço entálpico e entrópico. É necessário que a argila mineral seja previamente tratada com um cátion orgânico.estado fundido.

partículas resistentes a solventes. T. B. 2010. No entanto. .com. boa capacidade de delaminação. tende a ser hidrofílica. Desenvolvimento de nanocompósitos a base de borracha nitrílica e argila organofílica: efeito do processamento / Marlucy Silva de Oliveira. A. em seu estado natural. às temperaturas empregadas em polimerização e às temperaturas e atrito do processo de extrusão. – Rio de Janeiro. Morales1. Como os polímeros são organofílicos. Caixa Postal 6066. como alquilamônio ou alquilfosfônio.A nanocarga mais utilizada na preparação de nanocompósitos poliméricos é a argila montmorilonita. Guimarães2 *DTP . onde ocorre a substituição dos cátions trocáveis.UNICAMP. R. é necessário a modificação superficial da argila com surfactantes catiônicos. o que torna a argila organofílica. Faculdade de Engenharia Química.br 1 Departamento de Tecnologia de Polímeros. UNICAMP 2 Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais.FEQ . facilitando assim a incorporação das cadeias poliméricas. Escola Politécnica. Paiva1*. 13083-970 Campinas/SP lucilenebetega@yahoo. geralmente Na presentes em lacunas existentes entre as camadas estruturais por cátions orgânicos de cadeias longas. além de proporcionar a expansão entre as galerias. R. que apresenta elevada razão de aspecto. Marlucy Silva. USP Estrutura da montmorilonita (MMT) [28] Oliveira. + L.

especialmente de poliolefinas. é a questão da dispersão das nanopartículas inorgânicas (hidrofílicas) na matriz orgânica (hidrofóbica).partículas em nanoescala agregam-se impedindo a predominância dos benefícios associados com a dimensão nanométrica . .a constante busca por técnicas de processamento que sejam efetivas em nanoescala e aplicáveis no processamento macroscópico. Dificuldades na produção em larga escala e comercialização dos nanocompósitos: .a lacuna de métodos de baixo custo para controlar a dispersão de nanopartículas na matriz polimérica .O desafio na preparação de nanocompósitos poliméricos.