You are on page 1of 8

LISTA DE EXERCÍCIOS 2

Questão 1. O escoamento no tubo na figura abaixo enche um tanque de armazenagem cilíndrico
conforme mostrado. No tempo t = 0, a profundidade da água é 30 cm. Calcule o tempo necessário para
encher o restante do tanque.

Questão 2. O recipiente cilíndrico da figura abaixo tem 20 cm de diâmetro e uma contração cônica no
fundo com um furo de saída de 3 cm de diâmetro. O tanque contém água limpa nas condições padrão
ao nível do mar. Se a superfície estiver descendo a uma taxa aproximadamente constante de dh/dt =
0,072 m/s, calcule a velocidade média V para fora na saída inferior.

Questão 3. O tanque aberto da figura abaixo contém água a 20° C e está sendo enchido através da
seção 1. Considere o escoamento incompressível. Primeiro, deduza uma expressão analítica para a taxa
de variação do nível da água, dh/dt, em termos de vazões (Q1, Q2, Q3) e do diâmetro do tanque d,
arbitrários. Em seguida, se o nível h da água for constante, determine a velocidade de na saída, V2,
para os dados V1 = 3 m/s e Q3 = 0,01 m3/s.

Óleo (d = 0. Calcule (a) a vazão volumétrica na saída em mL/s e (b) a velocidade média na saída em cm/s.89) entra na seção 1 da figura abaixo com uma vazão em peso de 250 N/h para lubrificar um mancal de escora. Encontre o comprimento L do leito que absorverá completamente a água da chuva. como mostra a figura abaixo. Água de uma drenagem pluvial escoa para uma saída sobre um leito poroso que absorve a água a uma velocidade vertical uniforme de 8 mm/s.Questão 4. Questão 5. O escoamento permanente de óleo sai radialmente através da folga estreita entre as placas de escora. O sistema tem 5 m de largura normal ao papel. .

D3 = 4 cm e p3 = 265 kPa. Os dados conhecidos são D1 = 9 cm. O escoamento descarrega através de um bocal para atmosfera. p1 = 150 kPa. Questão 7. gravidade e temperatura são desprezíveis. Para uma vazão de projeto de 56. Há um escoamento permanente isotérmico a 20° C pelo dispositivo da figura abaixo. a perda de carga total por atrito é de 5 m. O sistema bomba-turbina da figura abaixo retira água do reservatório superior durante o dia para produzir energia elétrica para uma cidade. Calcule a potência da bomba em kW entregue para a água. Os efeitos de trocas de calor. Calcule a potência em kW (a)extraída pela turbina e (b) entregue pela bomba. Q2 = 100 m3/h. Q1 = 220 m3/h. p2 = 225 kPa. D2 = 7 cm.2 m. Calcule a taxa de trabalho de eixo realizado por esse dispositivo e sua direção. À noite.8 m 3/min a perda de carga por atrito é de 5. Quando a bomba da figura abaixo bombeia 220 m3/h de água a 20° C do reservatório. Questão 8. .Questão 6. o sistema bombeia água do reservatório inferior para o superior para restaurar a situação.

Uma força F = 425 N é necessária para manter a placa estacionária.p2 = 75 KPa. As perdas por atrito no tubo são aproximadas hp = 27 V2/(2g).p2 = 160 kPa. Se a bomba tem 75 % de eficiência. Quando a válvula é aberta e a água escoa a 500 m3/h. em m. p1 . qual a potência em HP necessária para acioná-la? Questão 11. como na figura abaixo. Um jato de alcool atinge a placa vertical da figura abaixo. p1 . . calcule (a) o fluxo de massa de álcool e (b) a pressão absoluta na seção 1.678 l/min de um reservatório inferior para um superior.Questão 9. Quando a válvula A está fechada. Considerando que não há perdas no bocal. para a condição de escoamento? Questão 10. Água a 20° C é bombeada a 5. em que V é a velocidade média do tubo. Qual é a perda por atrito entre 1 e 2. O tubo longo da figura abaixo está cheio de água a 20° C.

Considerando escoamento permanente sem atrito. determine a altura H que é atingida pela jato. Se a pressão na linha de centro na seção 1 é 110 kPa e as perdas são desprezíveis. Para qual razão h/H a distância X será máxima? Questão 13. Use a equação de Bernoulli para deduzir um fórmula para a distância X em que o jato livre. escapa e cria um jato vertical conforme mostra a figura. no tanque pressurizado da figura abaixo. Água a 20° C. como mostra a figura. irá atingir o piso. . Questão 14. em função de h e H.Questão 12. calcule (a) o fluxo de massa em kg/s e (b) altura H do fluido no tubo de estagnação. Considere o tanque de armazenagem da figura abaixo. o jato aberto de água a 20° C sai de um bocal para o ar ao nível do mar e atinge um tubo de estagnação. Na figura abaixo. saindo horizontal.

A pressão estática é medida no mesmo local do escoamento com uma tomada de pressão na parede. Questão 16. qual deve ser a leitura do manômetro. Se V1 = 0. determine a velocidade do escoamento. h. de modo que a pressão captada pela sonda é a pressão de estagnação. Na figura abaixo. Desprezando as perdas. figura abaixo. Na figura abaixo. em cm? Questão 17. ambos os fluidos estão a 20° C. calcule a pressão manométrica na seção 1. o fluido é gasolina a 20° C com uma vazão em peso de 120 N/s.52 m/s e as perdas são desprezadas.Questão 15. . O tubo é inserido apontando para montante dentro do escoamento. Se a diferença de pressão é de 30 mm de mercúrio. Um tubo pitot é inserido em um escoamento do ar (na condição-padrão) para medir a velocidade do escoamento.

Na entrada do bocal. Questão 20.1 m2 e. figura abaixo. 0. O líquido na figura abaixo é querosene a 20° C. Ar escoa em regime permanente e com baixa velocidade através de um bocal horizontal que o descarrega para a atmosfera. figura abaixo. a área é 0.Questão 18. e a velocidade é desprezível.02 m2 . Questão 19. num leito horizontal na entrada de um canal. Na seção contraída a jusante da comporta a profundidade é 2 in. Determine a velocidade do escoamento a jusante da comporta e a vazão em pés cúbicos por segundo por pé de largura. Calcule a vazão volumétrica do tanque desprezando as perdas. na saída. A montante da comporta. Água escoa sobre uma comporta.5 ft. a profundidade da água é 1. Determine a pressão manométrica necessária na entrada do bocal para produzir uma velocidade de saída de 50 m/s. .

360 133.Dados para resolução dos exercícios: Fluido Ar Óleo SAE 30 Água Água do mar Glicerina Mercúrio Gasolina Alcool Peso específico a 20 °C (N/m3) 11.260 13.100 720 7.720 9790 10.20 891 998 1025 1.050 12.733 Massa específica (kg/m3) 20 °C 1.8 8.550 680 789 .