You are on page 1of 5

A educação musical no Brasil: diferenças e semelhanças entre

o canto orfeônico e a proposta da educadora Teca Alencar.
Carlos Eduardo de Souza
RA:273481
Iniciação à pesquisa em educação musical
Universidade Federal de São Carlos

Introdução:
A educação musical tem como objetivo incluir pessoas das mais diferentes idades
no mundo musical através da escuta e da prática musical. Um projeto significativo de
musicalização na infância pode ajudar num bom desenvolvimento cognitivo, motor,
social, afetivo, além do desenvolvimento musical da criança. A musicalização infantil da
a oportunidade da criança vivenciar o mundo da música desde bebê, através de jogos e
brincadeiras a criança faz as descobertas do mundo musical de uma maneira alegre,
agradável e prazerosa.
Meu interesse na educação musical surgiu quando descobri os vários benefícios
que a música traz para as pessoas que a ouvem e a estudam. Através de minha professora
de percepção conheci alguns educadores e suas metodologias. Gostaria de pesquisar
como a educação musical foi implantada pela primeira vez no Brasil através do canto
orfeônico por Heitor Villa Lobos e fazer uma comparação entre semelhanças e diferenças
com a atual proposta de ensino da educadora Teca Alencar.
No projeto de Villa Lobos a implantação do ensino de música foi através do canto
coletivo.De acordo com Villa Lobos (apud PAZ, 2000, pág 17-18) esse seria o ponto
inicial para a formação de uma consciência musical brasileira, além de sua prática
propiciar o desenvolvimento dos elementos considerados essenciais à formação musical
(senso rítmico, consciência melódica e harmônica e senso estético). Para o programa de
ensino de canto orfeônico foi criado um material didático que foi dividido em Coletânea
de Solfejos, Canto Orfeônico e Guia Prático. O ritmo e o som receberam atenção
especial, pois eram considerados como elementos básicos da música.

pois através dela a criança usa toda sua criatividade em sala de aula. tudo tinha que ser sentido e ouvido. garante a boa educação rítmica e musical. prazer e alegria.Esse programa de ensino musical foi implantado na educação brasileira e as crianças começavam a aprender a música desde primeiro ano do primário e os estudos iam até o último ano ginasial.um ser dançante”.(BRITO. pois assim se relaciona com o mundo que descobre a cada dia”. além de equilíbrio.(BRITO. o que permitia aos estudantes um contato com nossa cultura. dançando. 2003. isso faz com que a criança fique com mais curiosidade e interessada. pois o instrumento foi produzido por ela mesma. cantar e dançar são atividades presentes na vida de quase todos os seres humanos. ainda que de diferentes maneiras”. Teca trabalha com músicas do folclore brasileiro como acalantos. pág 145) A improvisação é muito importante. pág 35) “A criança é um ser “brincante” e. brincando.(BRITO. pois o ser humano é –também. 2003. a música era vivenciada e não somente aplicada na teoria. além de despertar a imaginação e a criatividade da criança. O mais importante foi dar ao estudante uma consciência musical. parlendas e cantigas de roda. A educadora Teca Alencar desenvolve em sua escola um trabalho onde a criança aprende a música através da vivência musical cantando. Villa Lobos também criou um sistema de grafia musical alternativo chamado por ele de melodia das montanhas. todos os elementos da música eram compreendidos através da prática cantada ou ouvida. mas também faz com que as crianças inventem suas próprias canções. uma das aplicações da improvisação usada por Teca é sonorização de histórias já existentes ou criadas pelas próprias crianças. faz música. ampliando suas possibilidades de expressão corporal e movimento. Ela trabalha com .2003. pág 35) Em suas aulas o aluno aprende a construir instrumentos e objetos sonoros. que ajudava no processo criativo do aluno na composição de melodias. “Os bebês e as crianças interagem permanentemente com o ambiente sonoro que os envolve e – logo – com a música. Partir dos movimentos naturais dos bebês e crianças. “É fato indiscutível que o ritmo se aprende por meio do corpo e do movimento. já que ouvir. ouvindo. Outro fato importante foi o emprego das músicas folclóricas no ensino musical.

que poderia ser utilizado por professores em suas abordagens em sala de aula. relacionando os aspectos positivos dos dois e criar uma nova metodologia. Desta maneira as crianças que tiverem a oportunidade de serem ensinadas e educadas com esse material seriam beneficiadas. “Muito importante é lembrar que a escrita musical não é a própria música. Metodologia: A metodologia utilizada vai ser histórica e comparativa. . fazer comparações entre os dois trabalhos. Pesquisar diferença entre a metodologia utilizada no canto orfeônico e a metodologia utilizada por Teca Alencar.a criação de notações musicais alternativas que a própria criança desenvolve. 2003. pág 177) Esse estudo seria importante por que juntando os aspectos positivos da metodologia utilizada no canto orfeônico e da metodologia utilizada por Teca Alencar resultaria em um novo material. pesquisando informações sobre a época em que viveu Villa Lobos e qual era a importância desse trabalho naquela época. Pesquisar semelhanças entre a metodologia utilizada no canto orfeônico e a metodologia utilizada por Teca Alencar.(BRITO. da mesma forma pesquisar qual a importância e o objetivo do trabalho de Teca Alencar. Pesquisar a metodologia utilizada por Teca Alencar. Pergunta: Quais as contribuições que um estudo comparativo entre a metodologia utilizada no canto orfeônico e a metodologia utilizada por Teca Alencar pode trazer para atuação do educador musical? Objetivo: Pesquisar a metodologia utilizada por Villa Lobos no canto orfeônico. que só se realiza sonoramente”.

Cronograma: Julho Levantamento Agosto Levantamento Setembro Levantamento Outubro Levantamento Novembro Levantamento bibliográfico bibliográfico Bibliográfico Organizar bibliográfico Organizar Bibliográfico Organizar dados dados dados categorias em categorias em categorias Escrever Dezembro em o relatório final Elaboração do relatório final Referências bibliográficas: BRITO. 2000. 204 pag PAZ. Peirópolis: Editora fundação Peirópolis. Teca A. Ermelinda A. 293 pag . Música na educação infantil. Brasília: MusiMed. Pedagogia musical brasileira no século XX. 2003.