You are on page 1of 67

DISCURSIVAS PARA A CGU 2012

LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA
AULA 01
Olá, concurseiro(a)! Prazer em ver você por aqui novamente.
Animado(a) com os estudos? Esperamos que sim.
Em nosso encontro de hoje, vamos estudar um pouco mais a
elaboração das respostas às questões discursivas do concurso para a CGU
2012. Veremos que o espaço disponível para a resposta será de grande
importância na hora de estruturar e desenvolver nossa resposta,
principalmente porque o desrespeito ao número de linhas acarretará
desconto na nota final.
Vale lembrar ainda que ninguém consegue escrever bem sem saber a
matéria. O concurso da CGU 2012 não será diferente. Para conseguir um
bom resultado nesta fase, você precisará ter um bom domínio dos
conteúdos que podem ser cobrados. Portanto, além de estudar as técnicas
de redação aqui conosco, procure estar bem informado acerca dos
principais tópicos dessas disciplinas.
Uma questão importante é a duração da prova. Em nosso curso
veremos como a gerência do tempo é essencial para o êxito na prova
discursiva.
DISSERTAÇÃO
Em primeiro lugar, vale lembrar que, provavelmente, o texto pedido
será do tipo dissertativo. A dissertação é um texto expositivo sobre
determinada matéria doutrinária, científica ou artística, de forma técnica e
impessoal. Ela pode ter características mais descritivas ou mais opinativas.
No primeiro caso, apresentam-se dados e abordagens sobre o tema em
análise, sem que o autor necessariamente assuma uma posição. Na
segunda hipótese, o autor defende e/ou contesta determinadas visões
acerca do assunto em pauta.
De modo geral, a estrutura da dissertação é a seguinte:
Parágrafo de introdução;
Parágrafos de desenvolvimento; e
Parágrafo de conclusão.

1
Prof. Luciano Olivei

www.pontodosconcursos.com.br

DISCURSIVAS PARA A CGU 2012
LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA - Aula 01
Ao tratar de um assunto de forma dissertativa, você deve,
inicialmente, apresentar o tema, dando uma ideia geral do que vai ser
exposto. A seguir, são escritos os parágrafos de desenvolvimento,
aprofundando o assunto e/ou respondendo aos tópicos do enunciado. Por
fim, um parágrafo de conclusão, arrematando todo o texto, em geral com
uma observação final, deve encerrar a sua resposta.
RESOLVENDO AS QUESTÕES
Vamos lembrar o caminho a ser seguido para a resolução de uma
questão discursiva:
Primeira tarefa: leitura e interpretação do enunciado
Segunda tarefa: elaboração do plano ou roteiro do texto
Terceira tarefa: redação do texto
Quarta tarefa: revisão da resposta
COMPREENSÃO DO ENUNCIADO
Agora, começando de onde terminamos nossa aula demonstrativa, o
primeiro passo é entender o que o examinador deseja que o
candidato escreva. Isso exige a leitura atenta do enunciado e das
instruções ao candidato constantes do caderno de questões.
Para interpretar bem o enunciado, é preciso ler com calma o que o
examinador pede. Ou seja, ler todo o enunciado, pausadamente,
registrando cada palavra e informação. Em outros termos, não “ler na
diagonal”, atropelando palavras, querendo chegar rapidamente ao final. Ler
mais de uma vez, e mais de duas vezes, até ter certeza do que se exige
como resposta.
Na última prova da RFB, uma das questões induziu muitos candidatos
a erro. Apresentava-se um texto sobre determinado tema e pedia-se ao
candidato que identificasse os erros conceituais presentes no texto.
Infelizmente, muitos candidatos, de forma açodada, interpretaram que se
pedia uma dissertação sobre aquele tema. Fizeram ótimas dissertações,
mostrando domínio de conteúdo e tiveram nota zero de conteúdo,
simplesmente porque não apontaram explicitamente nenhum erro no texto
apresentado no enunciado.

2

DISCURSIVAS PARA A CGU 2012
LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA - Aula 01
Então sejamos práticos. Se você quer passar, não precisa mostrar ao
examinador que sabe mais que ele acerca da matéria. Faça o que ele pede
e pronto!
Ler com calma significa, em primeiro lugar, identificar o tipo de
situação que está sendo apresentada, se é um questionamento direto,
uma questão polêmica para você se posicionar, uma situação fictícia para
análise etc. Tudo para que você possa refletir sobre a questão e estruturar
seu texto, traçar um roteiro, antes de começar a escrever.
Quanto a esse aspecto, frise-se que normalmente a questão versará
sobre o desenvolvimento do assunto, observados os roteiros
estabelecidos. Assim, haverá uma espécie de roteiro, isto é, uma
sequência de questionamentos a serem respondidos. Logo, se você tiver
atenção a isso e conseguir responder aos pontos levantados no enunciado,
provavelmente conseguirá uma boa nota de conteúdo.
Portanto, lembre-se, sempre, ao final da redação, de perguntar: “Eu
respondi a tudo que foi pedido no enunciado?”. Tal procedimento,
aparentemente simples, pode lhe evitar a perda de preciosos pontos no dia
“D”.
ROTEIRO DO TEXTO
Antes de começar a escrever, você precisa saber para onde ir, para
não navegar às cegas na folha de resposta. Deve elaborar um plano ou
roteiro a ser seguido. De modo geral, em uma prova discursiva, é
necessário, após compreender o enunciado apresentado:
analisar o assunto, considerando, se for o caso, as normas
vigentes aplicáveis; e
estruturar o raciocínio de forma articulada e convincente.
Tudo isso para que você possa responder ao que foi pedido (terceira
tarefa) numa linguagem adequada, correta e elegante. Pode até parecer
difícil agora, mas apostamos que, ao final do nosso curso, você não vai
achar tão difícil assim.
Note, portanto, que não se deve sair escrevendo aleatoriamente, de
qualquer jeito, sem saber aonde se quer chegar ao final. Tudo deve estar
muito bem elaborado, de modo que você já vislumbre, de antemão, como
terminará sua redação.

3

e. 2 – não aproveitam o potencial de conhecimentos que o candidato possui sobre o tema. lembranças e expressões que a leitura do enunciado da questão desencadeou. Por que utilizamos os verbos “deixar” e “permitir”? Simplesmente. Dar liberdade ao cérebro é essencial. meio e fim coerentes. Nesses breves momentos. após interpretar a questão. a ansiedade do candidato atua como fator inibidor à reflexão. explicando cada uma delas. por meio do roteiro do texto. por exemplo. desenvolvimento e conclusão. A partir daí. deve elaborar o seu roteiro de texto. você deve dedicar algum tempo à reflexão. é preciso treinar a elaboração do roteiro do texto. a tarefa passa a ser ordenar. porque. adiante. Deve deixar o cérebro trabalhar e permitir que a mente busque na memória as informações necessárias à elaboração da resposta. 4 . muitas vezes. a fim de poder. pois sua estrutura é desconjuntada e não há organização e hierarquização de parágrafos.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . estruturar seu raciocínio adequadamente.Aula 01 Desse modo. (20 linhas) Entendido o enunciado. Registradas as ideias. procurando o equilíbrio. Em geral. por fim. os textos assim elaborados enfrentam dois problemas: 1 – têm que ser refeitos diversas vezes. dentro de uma estrutura predefinida: introdução. Nessa fase. devemos registrar todas as idéias. Você deve montar a estrutura do seu texto antes de iniciar a redação. não têm início. escrever sua resposta. de forma sistemática. você deve analisar pormenorizadamente os aspectos que circundam o tema. todos esses elementos. a harmonia e o encadeamento lógico dos parágrafos. Veja. em suma. esta questão de Direito Constitucional que foi cobrada pelo Cespe na prova de AUFC do TCU em 2007: Discorra de forma breve sobre as origens do Estado Federal e aponte suas características básicas. Já tivemos a oportunidade de presenciar alunos que mal tomam conhecimento do tema e logo disparam a redigir linhas e mais linhas.

explicando cada uma delas. no espaço total de 20 linhas. pois o Império era um Estado unitário. representação do estado no plano internacional pela entidade central (União). muito curto”. No Brasil. nessa questão. 5 . com obediência à Constituição da Federação. vedação ao direito de secessão. recomendamos fazer o famoso brainstorm (tempestade cerebral). ou seja. temos: autonomia dos entes federados. O Estado federal clássico teve origem na Constituição norteamericana de 1787. repartição de competências pela CF. sintética. Pede-se uma dissertação de “de forma breve”. as quais restarão disponíveis para posterior crítica e estruturação do raciocínio. quando as 13 ex-colônias britânicas se associaram. Qual é o tema requerido? As origens do Estado Federal. Entre as principais características do Estado Federal que poderiam ser indicadas na resposta. e harmonia entre as leis de todos os entes. abordamos pelo menos três características. O que mais é solicitado? Apontar as características básicas do Estado Federal. resumimos o que foi apresentado (a conclusão-retorno). surgiu com a República. que consiste em tentar lembrar tudo que for possível sobre o enunciado. mencionamos as origens e no desenvolvimento. Na conclusão. de modo a coletar o máximo de informações possíveis.Aula 01 Nessa segunda etapa. você poderia colocar no papel os seguintes pontos. Assim. em um exercício de brainstorm: ASSUNTO: informar sobre as origens do Estado Federal e apontar suas características básicas TÓPICOS OBRIGATÓRIOS: 1) explicar cada uma dessas características Essa foi uma questão do tipo “enunciado curto. criando a federação. na introdução de nossa resposta. personalidade jurídica dos entes federados.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . Por exemplo.

de modo a dar estrutura e harmonia ao texto. ao longo da redação. a separação ideal em parágrafos pode não ser possível. em redações muito curtas. O roteiro do texto ajuda a evitar essa falha comum de muitos candidatos. é melhor priorizar a efetiva resposta aos quesitos do enunciado. Falemos também um pouco sobre o parágrafo. mas que exige bastante concentração. você mesmo acabou traçando o roteiro a ser seguido em sua redação. Nesse caso. isso quando o espaço permitir. Em regra. quando percebem (se é que isso ocorre). Isso pode parecer óbvio. REDAÇÃO DO TEXTO Chegamos à nossa terceira etapa. pode-se fazer o desdobramento da resposta em mais de um parágrafo. Já nas redações mais extensas. O que se deve evitar é tratar de mais de um assunto no mesmo parágrafo.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . O parágrafo é a estrutura básica de uma redação e deve girar em torno de uma ideia central. é ideal que você separe cada tópico do enunciado em um parágrafo próprio. ao final. Temos visto alguns exercícios que começam muito bem. para que você não fuja do tema proposto. acabam sem espaço para responder aos questionamentos da banca. devendo o candidato ordenar seu texto da melhor maneira que puder. 6 . ainda que o texto. mas acabam por se perder no meio do caminho. e. que pode ser chamada também de desenvolvimento. caso algum dos tópicos seja mais complexo.Aula 01 Note como as informações colocadas no papel praticamente já representam o roteiro do texto a ser elaborado. Redigir é a “parte braçal” do processo. não apresente uma estrutura de parágrafos adequada. Com isso. cada assunto deve ser objeto de um parágrafo específico. nem da estrutura desenhada. mas é incrível o número de candidatos que se desviam do tema. Na elaboração de sua resposta. Basta agora estruturar isso em um texto coeso e harmônico (nosso terceiro passo). Porém. Um ponto de fundamental importância na resolução de provas discursivas pode ser resumido na seguinte orientação: responda ao que foi perguntado.

DISCURSIVAS PARA A CGU 2012
LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA - Aula 01
Os parágrafos do desenvolvimento devem apresentar sintética e
objetivamente cada um dos pontos em exame, os argumentos a favor e
contra, a fundamentação legal, as polêmicas que envolvem o tema e outros
aspectos pertinentes. A cada alegação ou argumento, ou seja, a cada
parágrafo ou sequência de parágrafos, formula-se uma ideia central
própria.
Além disso, os diversos parágrafos devem se relacionar
harmonicamente e guardar certa proporcionalidade entre si (terem,
aproximadamente, a mesma extensão).
Veja o exemplo de resposta a seguir, com base na questão acima
apresentada:
PROPOSTA DE SOLUÇÃO:
1
2
3
4
5
6

O sistema político pelo qual vários estados se reúnem para formar um
Estado federal, cada um conservando sua autonomia, chama-se federalismo. A
federação surgiu no século XVIII, mais especificamente no ano de 1787, na
América do Norte, com a união das colônias inglesas que haviam se declarado
independentes politicamente da Inglaterra (1776) e que vieram a constituir os
Estados Unidos da América.

7
8
9
10

São características do Estado Federal: autonomia dos entes federados;
vedação ao direito de secessão; repartição de competências pela Constituição;
e representação do estado no plano internacional pela entidade central
(União).

11
12
13
14
15
16

Assim, no plano do direito internacional há uma única representação,
mas cada ente federado goza de autonomia política, legislativa e
administrativa no limite de competências traçado pela Constituição Federal.
Assim, um governador não é subordinado a um presidente, mas leis estaduais
não podem ferir princípios estabelecidos na Carta federal. De igual modo, não
pode um estado federado buscar a secessão.

7

DISCURSIVAS PARA A CGU 2012
LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA - Aula 01
Aqui, a solução proposta dividiu o texto em três parágrafos: o primeiro
serviu de introdução, apresentando as origens do sistema federal. O segundo
parágrafo tratou das características do federalismo. Por fim, o terceiro parágrafo
serviu como conclusão da breve redação, arrematando todo o raciocínio e
explicando aquelas características. Note que poderíamos discorrer longamente
sobre o tema, mas tivemos que nos ater ao limite estipulado de 20 linhas para a
resposta.
Uma observação: nas questões em que seja necessário fazer referência a
diplomas legais, não há necessidade de lembrar os artigos exatos das leis e dos
atos normativos. Você pode simplesmente fazer uma referência em termos
gerais, citando a norma que regula o tema. Exemplos:
A Constituição Federal prevê como impostos federais: imposto de
importação, imposto de exportação, imposto de renda, imposto sobre produtos
industrializados, imposto sobre operações financeiras, imposto sobre a
propriedade territorial rural e imposto sobre grandes fortunas.
A legislação eleitoral foi recentemente reformada para tornar mais
rigorosos os requisitos de idoneidade moral exigidos para a candidatura de
indivíduos a cargos públicos eletivos e ampliar a duração do período de
inelegibilidade dos quem forem condenados pela Justiça Eleitoral.
Nos termos da Lei Geral de Licitações e Contratos, a licitação pode deixar
de ser realizada nos casos de dispensa ou inexigibilidade do procedimento.
O importante é deixar claro que o assunto não “caiu de paraquedas” no seu
texto. Ele possui fundamentação técnica ou jurídica adequada.
Algumas outras dicas importantes podem ser citadas, para que seu texto
fique bem redigido:
a)
b) evite comentários desnecessários ou inoportunos, bem como
generalizações ou adjetivações indevidas ou exageradas ou, ainda, que
demonstrem sua opinião pessoal quanto ao fato. Por exemplo, em vez de
escrever:
É um absurdo que haja cidadãos que procurem sonegar impostos a
qualquer custo em nosso país. Isso só demonstra o imenso nível de
desonestidade que impera no Brasil e o caráter duvidoso de nossos compatriotas,
com graves prejuízos para toda a população.

8

DISCURSIVAS PARA A CGU 2012
LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA - Aula 01
Prefira:
Infelizmente ainda existem no Brasil vários cidadãos que procuram sonegar
impostos. Tal fato gera graves prejuízos para o país, que deixa de contar com
significativa parcela de recursos públicos, os quais poderiam ser utilizados para
melhorar as condições de vida da população.
Viu como o segundo trecho disse a mesma coisa que o primeiro, de uma
forma muito mais técnica e impessoal? Com isso, você consegue evitar os termos
generalizantes e preconceituosos presentes no primeiro trecho (“é um absurdo”,
“a qualquer custo”, “imenso nível de desonestidade”, “caráter duvidoso”).
c) não empregue construções que demonstrem que você tem dúvidas
sobre o assunto. Por exemplo, suponha que o examinador peça que você elenque
as hipóteses de sanções ao servidor público, mas você não se lembra de todas.
Talvez você esteja também em dúvida se as hipóteses de suspensão estão todas
na Lei 8.112 ou algumas estão em outra lei etc. Tomado de insegurança, o
candidato poderia vir a escrever o seguinte:
Segundo as normas vigentes (Lei 8.112 ou outras leis), são hipóteses de
sanções ao servidor público, salvo melhor juízo: a advertência e a demissão além
de, quem sabe, também outras punições.
Veja como o trecho acima demonstra a insegurança do concurseiro (“8.112
ou outras leis”, “salvo melhor juízo”, “quem sabe” etc.). Certamente a banca
descontaria pontos preciosos em razão disso. Geralmente, esse tipo de erro é
classificado como argumentação fraca ou desconhecimento da problemática.
Assim, mesmo tomado de todas as dúvidas, melhor seria escrever um texto
um pouco mais enxuto, mas que não demonstrasse a lacuna de conhecimento do
candidato. Por exemplo:
Segundo a lei, são hipóteses são hipóteses de sanções ao servidor público:
a advertência e a demissão, entre outras.
d) Procure ainda observe os seguintes requisitos:
Concisão
9

com o mínimo necessário de palavras e sem utilizar chavões ou clichês. pois de nada adiantaria autonomia sem recursos financeiros para o exercício de suas atribuições. Possuem competência para legislar e tributar. possuem. bem como orçamento próprio. chamadas também de pessoas estatais ou políticas. Todas essas entidades de nossa Federação possuem competência para legislar e tributar. dentro dos limites da Constituição.Aula 01 Concisão é a capacidade de expor ideias em poucas e exatas palavras. a sequência das palavras deve ser organizada de forma a tornar a frase mais clara. isto é. todas elas. que é a Carta Política de nosso país. bem como sobre a hierarquia existente entre as leis e a Constituição: 10 . que empobrecem a linguagem. embora isso se dê sempre dentro dos limites da Constituição Federal de 1988. pois de nada adiantaria conferir apenas nominalmente a autonomia a todos esses entes. Veja como o texto acima ficou longo e cansativo.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . a denominada autonomia política e administrativa. Imagine a seguinte resposta: As entidades que compõem a República Federativa do Brasil. além de poderem estabelecer seus próprios orçamentos. Clareza Na redação dos textos técnicos. Melhor seria ter escrito. Fique atento: um erro de concisão pode acarretar o desconto de pontos em sua redação. Suponha que o enunciado peça que você discorra sobre a autonomia política dos entes de nossa Federação. o nosso Estado. Imagine o seguinte trecho de um candidato que estivesse tentando discorrer sobre a função legislativa do Estado. de forma mais objetiva: Os entes políticos da Federação brasileira possuem autonomia política e administrativa. sem que fossem disponibilizados os recursos financeiros necessários para que eles pudessem exercer adequadamente as suas atribuições constitucionais.

Não ficou muito claro. principalmente.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . e o Executivo. Agora ficou bem melhor. interno ou judicial. a Carta Política do Estado. o controle interno. esta é a função legislativa. com auxílio do Tribunal de Contas da União. com a qual a hierarquia fica evidenciada entre a Carta Política e as leis. podendo ser exercido pelo Judiciário. adiante. não faz sentido escrever: O controle da Administração Pública pode ser externo. o controle judicial. Coerência Você não pode dizer uma coisa em seu texto e. por meio da qual são elaboradas as leis que compõem o ordenamento jurídico. Executivo ou Legislativo. Assim. O Judiciário realiza. É preciso haver coerência. conexão entre as idéias apresentadas. em função da qual gira toda a lógica de aplicabilidade das leis que devem nortear a sociedade de um Estado livre e democrático. que se situa em nível hierarquicamente superior a elas. As leis retiram seu fundamento de validade da Constituição. o Legislativo. No trecho acima. lógica. sem dúvida. é a de compor os atos normativos que integram o nosso ordenamento sob a égide da Carta Maior. citar algo contrário ao que já foi dito. Executivo ou Legislativo. certo? Veja como esse mesmo texto poderia ser escrito de forma bem melhor: Uma das funções típicas do Estado é a função legislativa. o controle externo.Aula 01 Uma das funções da pessoa estatal soberana. não é mesmo? Coesão 11 . ficaram as dúvidas: o controle judicial é interno ou externo? O Executivo pode realizar controle interno e externo? O controle da Administração Pública pode ser exercido pelo Judiciário.

em outras palavras. Simultaneamente. ou. nas duas décadas seguintes. A expressão “Tanto é assim que” liga a oração que introduz à anterior. o dado estatístico que foi fornecido antes dela. em geral. E a palavra “Simultaneamente” demonstra que será apresentada alguma informação sobre algo que ocorreu paralelamente ao aumento da violência no País. que mostra que a violência só piorou após 1980. doze homicídios por cem mil habitantes. DICA IMPORTANTE: use sinônimos! Para evitar repetições. A palavra “Lamentavelmente” prepara o espírito do leitor para a informação que virá a seguir. A coesão textual é obtida quando se promove a adequada interligação entre as diversas partes do texto. em média. levando-se em conta o risco de morte por homicídio. A expressão “ou seja” serve para introduzir uma afirmativa que explicará. dizendo ao leitor que o que se seguirá no texto comprova a afirmação anterior. ou seja.Aula 01 O texto não é um simples amontoado de informações. isto é. ainda. Veja os exemplos abaixo. a cada queda de 1% do PIB a violência crescia mais do que 5% entre os anos 1980 e 1990. Tanto é assim que dados recentes mostram o Brasil como um dos países mais violentos do mundo. escalonadas e relacionadas entre si. ou “Lei 8.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . notadamente entre os parágrafos e períodos da redação (um período. o grau de violência intencional aumentou. 12 . no caso. A coesão é atingida por meio do uso de termos e expressões que unem as diversas partes de uma redação e estabelecem relações de sentido entre essas partes. “Constituição da República” e “Carta Magna”. use sinônimos. encerra-se com ponto final. O texto foi retirado de uma questão da prova de Língua Portuguesa do concurso de Auditor Fiscal do Tesouro Estadual do Estado do Rio Grande do Norte 2005 (AFTE-RN 2005): A violência no País há muito ultrapassou todos os limites. o PIB por pessoa em idade de trabalho decresceu 26. Isso dá qualidade ao seu texto. Em 1980. aproximadamente. Lamentavelmente. Todas essas palavras e expressões são elementos de coesão do texto. o decréscimo do PIB. ao final dos anos 90 foi superado o patamar de 25 homicídios por cem mil habitantes. ponto de exclamação ou ponto de interrogação). destacados em negrito.4%. Essas devem aparecer arrumadas. tínhamos uma média de.666/1993” e “Estatuto das Licitações”. chegando a mais do que o dobro do índice verificado em 1980 – 121. Por exemplo: alterne as expressões “Administração Fazendária Municipal” e “Secretaria de Fazenda”.6% –.

84. Viu como a palavra “regulamento” apareceu várias vezes. Veja o exemplo abaixo: A doutrina reconhece dois tipos de regulamentos: o regulamento executivo e o regulamento independente ou autônomo. algumas vezes.) O regulamento autônomo ou independente inova na ordem jurídica. além de restringir ao máximo a utilização de expressões em outros idiomas. a ambiguidade.. IV. concisão e objetividade: CLAREZA: Produzir textos de fácil compreensão para qualquer leitor. da Constituição..Aula 01 Além disso. O primeiro complementa a lei. da Constituição. IV.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA .. no termos do art. o preciosismo. ou. de modo desnecessário. o jargão. como a autora Di Pietro. tal regulamento não pode estabelecer normas contra legem ou ultra legem. O momento adequado para verificar a existência de repetições inadequadas. esse regulamento não completa nem desenvolve nenhuma lei prévia. empregamos a mesma palavra várias vezes. convicção.. ele não completa nem desenvolve nenhuma lei prévia.: accountability). em seu livro “Direito Administrativo” (19. porque estabelece normas sobre matérias não disciplinadas em lei. na redação técnica. causando eco e desarmonia ao texto? Melhor seria escrever assim. bem como de outros erros que você tenha cometido é a fase da revisão da resposta (quarta tarefa). exceto as que não possuam tradução adequada para o português e que já se tornaram corriqueiras (ex.ª ed. contém normas “para fiel execução da lei.): Doutrinariamente. (. De modo geral. você deve orientar-se pelos requisitos de clareza. no termos do art. 13 . 84. Gírias e abreviações desconhecidas não devem ser empregadas. admitem-se dois tipos de regulamentos: o regulamento executivo e o regulamento independente ou autônomo. contém normas “para fiel execução da lei. (. ele não pode estabelecer normas contra legem ou ultra legem. Isso deve ser evitado. Evitar a erudição. porque estabelece normas sobre matérias não disciplinadas em lei. O regulamento executivo complementa a lei. ou.) O regulamento autônomo ou independente inova na ordem jurídica.

No Senado.. A compreensão de frases muito longas normalmente é prejudicada e nelas os erros de pontuação são mais frequentes. o PES – partido político com um único representante no Congresso Nacional – pede ao Supremo Tribunal Federal a declaração de inconstitucionalidade da referida lei. As reticências (. Com a entrada em vigor. As frases devem ser curtas e objetivas. UM EXEMPLO DE QUESTÃO DE CONCURSOS ANTERIORES Muito bem! Vejamos agora questões de Direito Constitucional: (TCU/2002) Deputado governista apresenta projeto de lei que aumenta a remuneração de ocupantes de cargos. Em seqüência. A iniciativa é aprovada na Câmara dos Deputados. responda aos itens abaixo: (i) aprecie a citada lei sob a ótica de sua conformidade com a Constituição. isto é. Intercalações de textos devem ser utilizadas com cuidado. OBJETIVIDADE: Ir direto ao assunto. Não utilizar comentários complementares desnecessários nem fugir da idéia central. eliminar o supérfluo. Diante do quadro. Não utilizar expressões que denotem insegurança. o floreio.) também devem ser evitadas em uma dissertação.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . a lei é sancionada pelo Presidente da República e é publicada no Diário Oficial da União. “parece que” ou “entendemos”. a matéria volta à casa de origem. CONCISÃO: Dizer apenas o que é requerido. da(s) categoria(s) [tipo(s)] de vício de constitucionalidade de que possa padecer o diploma legal. que aprova o novo texto. funções e empregos públicos da administração direta. Não devem ser utilizados comentários entre aspas com sentido dúbio ou irônico. ela recebe emenda proibitiva da contratação para o serviço público de indivíduos da raça “X”. porque tornam o texto inconclusivo.Aula 01 CONVICÇÃO: Expor os argumentos e as conclusões com firmeza.. À vista da alteração. de modo econômico. as fórmulas e os clichês. Trate. de modo a não dificultar o entendimento pelo leitor. 14 . na resposta. como “salvo melhor juízo”.

em forma de perguntas: 1) Projeto de lei de iniciativa parlamentar versando sobre remuneração ou regime jurídico dos servidores públicos da administração direta é inconstitucional? Se positivo. frequentes em provas de concursos. direitos e garantias fundamentais. processo legislativo e controle de constitucionalidade. confundem o leitor menos atento e em nada contribuem para orientar a resposta. Vamos abordar a questão à luz das nossas quatro tarefas: entender o enunciado.Aula 01 (ii) qualifique o sistema de controle de constitucionalidade utilizado e indique suas características essenciais (legitimidade ativa.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . Às vezes. eficácia da decisão). objeto e eficácia da decisão? Partido político com um único representante no Congresso Nacional é parte legítima para ajuizá-la? Vem aí a tempestade cerebral: 15 . objeto. de que tipo de vício padece o diploma? 2) Projeto de lei que proíba a contratação de indivíduos em razão de determinada raça é inconstitucional? Se positivo. que “engordam” o enunciado. em tais questões. redigir a resposta e revisar a redação. Primeira tarefa: leitura e interpretação do enunciado A esta altura do curso. de que tipo de vício padece o diploma? 3) Quais as características essenciais da ADIN (ação direta de inconstitucionalidade). quanto à legitimidade ativa. No caso. elaborar o roteiro do texto. Extensão: 40 a 60 linhas. a solução depende do domínio de alguns conhecimentos de Direito Constitucional: matérias de iniciativa exclusiva do Poder Executivo. não é verdade? A questão é do gênero das “situações hipotéticas”. são fornecidos muitos detalhes inúteis. temos a convicção de que você está apto a compreender o enunciado. Segunda tarefa: elaboração do plano ou roteiro do texto Vamos identificar o que é solicitado pela ilustre banca.

º). 3. Veja que a questão é formulada em dois itens: os vícios de constitucionalidade da hipotética lei e as características da Adin ajuizada no STF por partido político com representação no Congresso Nacional. competindo ao Senado Federal a extensão do efeito vinculante aos demais Poderes. 5. a. caput). 2) 1 ou 2 parágrafos apontando os dois vícios de constitucionalidade da proposta (o de iniciativa – art. e eficácia da decisão – art. e art. X. objeto – art. A sanção presidencial convalida o vício quanto à iniciativa? NÃO! Entre as ações abstratas.º. 3) 1 ou 2 parágrafos descrevendo as características do controle de constitucionalidade concentrado. além do exame em tese (da lei em abstrato). descrevendo. As inconstitucionalidades podem ser formais (procedimentais) ou materiais (conteúdo). II. prejudicial) sobre leis já editadas e em vigor. 103 da CF/88. com efeitos gerais. 102. Há determinados assuntos no texto constitucional para os quais a competência é reservada ao Chefe do Executivo. 102. encontramos a ADC e a ADIN. de idênticos legitimados e efeitos. IV. com efeitos “inter partes” (regra geral). 61. resumidamente. por meio de Adin. ou seja. No segundo (incidental). presenciamos o processo subjetivo. e 4) se for o caso. 37. não admite desistência). ambos da CF/88 – e o da emenda discriminatória – art.Aula 01 No Brasil. o Presidente da República. destacase o controle concreto (o que a doutrina chama de incidental. o sistema de controle de constitucionalidade é o judicial repressivo misto (regra geral): abstrato (em tese) e concreto (incidental). 16 . estes desde que com representação no Congresso Nacional (ainda que de um único parlamentar). § 1. conforme o caso.º. há o Procurador-Geral da República. Características da Adin O sistema de controle de constitucionalidade no Brasil é o judicial repressivo misto. e art.º. para todos (“erga omnes”). conclusão. Entre os legitimados. a situação em análise. a. I. A resposta pode ser assim estruturada: 1) introdução. e de caráter vinculante (de observância obrigatória). § 2. abordando os aspectos requeridos (legitimidade ativa – art. aprendemos tratar-se de processo objetivo (sem partes.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . No primeiro caso (em tese). e os partido políticos.

com representação no Congresso Nacional. não se admitindo a desistência. nas ações objetivas. não há partes. entre outros: o Presidente da República. E o desenvolvimento? Vejamos: Características da Adin: Na Ação Direta de Inconstitucionalidade – Adin –. o PES é parte legítima para suscitar a declaração de inconstitucionalidade de forma concentrada junto ao Supremo Tribunal Federal – STF. sendo partes legitimadas. em que qualquer pessoa prejudicada pode impugnar a constitucionalidade das leis. sendo o rol previsto no texto constitucional taxativo (“numerus clausus”. ao Presidente da República e a partido político com representação no Congresso Nacional. na situação apresentada. mesmo detendo um único representante no Congresso Nacional. o Procurador-Geral da República e partido político.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA .Aula 01 Diferentemente das ações concretas (por exemplo: recurso extraordinário). assim. funções e empregos da administração direta. O referido partido político tanto pode impugnar o procedimento (inconstitucionalidade formal) como também o conteúdo (inconstitucionalidade material) do diploma legal. entre outros: ao Procurador-Geral da República. por se tratar de ação de natureza objetiva. O rol de legitimados para a interposição da ação direta é exaustivo. proibindo o acesso de indivíduos da raça “X” aos cargos públicos. Terceira tarefa: redação do texto Introdução Podemos colher dados do enunciado e. gerando efeitos “erga omnes” (gerais) e vinculante (obrigatório) para os poderes Executivo e Judiciário. Por exemplo: A lei em análise foi sancionada pelo Presidente da República e é advinda de projeto de lei apresentado por deputado governista. Portanto. em que se propôs o aumento da remuneração de ocupantes de cargos. tendo havido ainda emenda aditiva do Senado Federal. 17 . fechado). cabendo a representação. Examina-se a lei em tese (controle abstrato). montarmos nosso tópico frasal. a legitimidade ativa é restrita. ainda que com um único representante.

PROPOSTA DE SOLUÇÃO A lei em análise foi sancionada pelo Presidente da República e é advinda de projeto de lei apresentado por deputado governista. elemento de coesão. Vocês devem rever o roteiro. Convalidação? Por todo o exposto. 18 . é de iniciativa reservada do Chefe do Executivo leis que versem sobre remuneração ou regime jurídico dos servidores da Administração (no âmbito do Executivo). proibindo o acesso de indivíduos da raça “X” aos cargos públicos. cabe a declaração de inconstitucionalidade. é necessário o Quanto ao procedimento – espécie de vício formal –.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . a lei. igualmente. a contento. padece de inconstitucionalidade. haja vista a presença de vícios formal (iniciativa reservada usurpada pelo deputado governista) e material (discriminação indevida de acesso a cargos e empregos públicos). isso porque a proibição de contratação de indivíduos em razão de raça é afrontosa aos princípios da igualdade e da dignidade da pessoa humana. sem que a sanção presidencial ao projeto de lei seja instrumento hábil para convalidar os mencionados vícios. em abstrato. tendo havido ainda emenda aditiva do Senado Federal. afinal de contas. em tela. merece ser declarada inconstitucional.Aula 01 Vício de iniciativa: É imprescindível termos um “link”perfeito entre os parágrafos. em que se propôs o aumento da remuneração de ocupantes de cargos. Quarta tarefa: revisão da resposta É o momento de verificarmos. em última leitura. a lei. funções e empregos da administração direta. No tocante ao conteúdo – tipo de vício material –. se os quesitos foram respondidos. pelo STF. com efeitos “erga omnes” e vinculante. sem falar que inexiste correlação direta entre tal diferenciação e a complexidade e as atribuições de cargos e empregos públicos.

a lei em tela. cabendo a representação. cabe a declaração de inconstitucionalidade. vício de constitucionalidade em projeto de lei que proíba a contratação de indivíduos em razão de raça. pois a matéria sobre remuneração ou regime jurídico dos servidores da Administração direta é de iniciativa reservada do Chefe do Executivo.Aula 01 Para o correto posicionamento quanto à constitucionalidade da referida lei. conquanto detenha um único representante no Congresso Nacional. não há partes.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA . sem falar que inexiste correlação direta com a complexidade e as atribuições de cargos e empregos públicos. O rol de legitimados para a interposição da ação direta é exaustivo. por se tratar de ação de natureza objetiva. a lei. porque a proibição de contratação de indivíduos em razão de raça é afrontosa à isonomia e à dignidade da pessoa humana. ao Presidente da República e a partido político com representação no Congresso Nacional. entre outros: a Procurador-Geral da República. Por todo o exposto. merece ser declarada inconstitucional. o PES é parte legítima para suscitar a declaração de inconstitucionalidade de forma concentrada junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). não se admitindo a desistência. e possibilidade de a sanção presidencial convalidar os vícios de constitucionalidade da norma. igualmente. em abstrato. Quanto ao procedimento – espécie de vício formal –. padece de inconstitucionalidade. Relativamente às características essenciais da Adin. No tocante ao conteúdo – tipo de vício material –. Portanto. Vejamos uma agora do nosso último concurso de AFT 2010: 19 . cumpre respondermos aos seguintes quesitos: 1) características essenciais da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) e possibilidade de um partido político com um único representante no Congresso Nacional ajuizá-la. na situação ora apresentada. pelo STF. com efeitos “erga omnes” e vinculante. Examina-se a lei em tese (controle abstrato). haja vista a presença de vícios formal (iniciativa reservada usurpada pelo deputado governista) e material (discriminação indevida de acesso a cargos e empregos públicos). O referido partido político tanto pode impugnar o procedimento como também o conteúdo do diploma legal. gerando efeitos “erga omnes” (gerais) e vinculante (obrigatório) para os Poderes Executivo e Judiciário. vício de constitucionalidade em projeto de lei de iniciativa parlamentar versando sobre remuneração ou regime jurídico dos servidores públicos da administração direta. sem que a sanção presidencial seja instrumento hábil para convalidar os mencionados vícios.

independentes e harmônicos entre si.absoluta ou relativa? b) independência entre os poderes . o que. o Legislativo. Comentários: O roteiro foi traçado pela organizadora. deve o candidato discorrer sobre o tema INDEPENDÊNCIA E HARMONIA ENTRE OS PODERES. facilita no planejamento da dissertação. de certa forma. Vejamos uma possível solução. bem como o do autor Alexandre de Moraes. Para a presente questão. PROPOSTA DE SOLUÇÃO 20 . utilizei-me do livro dos autores Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA .absoluta ou relativa? c) sistema de freios e contrapesos.Aula 01 (2010/Esaf – MTE – Auditor-Fiscal do Trabalho) O artigo 2º da Constituição da República Federativa do Brasil assim dispõe: “São Poderes da União. o Executivo e o Judiciário”. d) exceções ao princípio da divisão dos Poderes – Exemplos Extensão: de 15 a 30 linhas. abordando obrigatoriamente os seguintes tópicos: a) harmonia entre os poderes – divisão de funções entre os órgãos de poder – princípio da indelegabilidade de funções . A partir do dispositivo constitucional supra.

como a edição de medidas provisórias pelo Chefe do Executivo (legislativa) e a licitação pela Câmara dos Deputados (administrativa). diversas prerrogativas. consagrando a Teoria dos Freios e Contrapesos. num típico sistema de freios e contrapesos. previu a existência dos Poderes do Estado. III.Aula 01 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 A Constituição Federal de 1988 (CF/1988). apesar de alinhada à doutrina clássica da tripartição de Poderes. De acordo com a clássica Tripartição dos Poderes. que a outorgará por resolução. da CF/1988). No entanto. sem a usurpação e abuso de funções. Assim. na CF/1988. São exemplos de controles recíprocos: a declaração de inconstitucionalidade das leis pelo Judiciário e o poder de veto de projetos de leis pelo Chefe do Executivo e a fiscalização do Legislativo sobre os atos do Executivo. a divisão de poderes adotada por nós é relativa. visando. repartindo entre eles as funções estatais. estabelece que não é a exclusividade no exercício das funções o que caracteriza a independência entre os órgãos do Poder. há. Tais controles recíprocos reforçam o caráter relativo da independência entre os Poderes. 60. devendo a delegação ser solicitada ao Congresso Nacional. o controle e a harmonia do Estado democrático. imunidades e garantias repartidas pelos Poderes para o equilíbrio. independentes e harmônicos entre si. Contudo. §4º. as funções estatais (legislativa. com ou sem reserva de apreciação do projeto do Executivo. isso porque o Presidente da República poderá elaborar a Lei Delegada. o texto constitucional veda implicitamente a delegação de Poderes. ao lado das funções típicas. judicial e executiva) deveriam ser distribuídas de forma rígida (absoluta) por órgãos distintos e independentes. conforme o princípio da separação de Poderes (art. ou seja. mas sim a predominância do interesse. A CF/1988. permitindo-se assim a harmonia entre eles. essa indelegabilidade não é absoluta. principalmente. por maioria absoluta. no que concerne às atribuições primordiais. 21 . Por fim. evitar o arbítrio e o desrespeito aos direitos fundamentais do homem. os Poderes realizam funções atípicas. garantidor do princípio da separação dos Poderes.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA .

Comente-os.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA Prontos para outra questão de direito constitucional? Vejamos a questão 2 da prova de Analista Legislativo do Senado aplicada pela FGV em 2008: Classifique a atual Constituição Federal quanto aos seguintes aspectos: conteúdo. Decerto. modo de elaboração. Primeira tarefa: leitura e interpretação do enunciado O que o examinador está pedindo. vencer os quesitos propostos pela organizadora. devemos ultrapassar as seguintes etapas: 1) Como classificar a Constituição quanto ao seu conteúdo? 2) Idem quanto à forma? 3) Idem quanto ao modo de elaboração? 4) Idem quanto à origem? 5) Idem quanto à estabilidade? Terceira tarefa: redação do texto www.com.br 22 . origem e estabilidade. Segunda tarefa: elaboração do plano ou roteiro do texto Para o correto posicionamento. e Estabilidade.pontodosconcursos. a resposta não deve se resumir a isso ou aquilo. Modo de elaboração. Classificar a Constituição quanto aos seguintes aspectos: Conteúdo. Origem. Você deve dissertar. Forma. forma.

www. de modo a que o candidato possa verificar o acerto da correção de sua prova e. a margem discricionária do avaliador é muito grande. conforme a grade do edital da CGU 2012. é claro) alguns posts que o Luciano Oliveira colocou no seu blog de Direito Administrativo na Internet (www. Quanto à análise judicial de questões discursivas de concursos públicos. se. analítica.25 ponto. rígida. como o nome indica.com). se for o caso. custará ao candidato 0. Fica claro que quem cometer muitos erros. se a Administração agir com arbitrariedade.blogspot. democrática. do tipo “o cidadão obedeceu a autoridade” (em vez de “o cidadão obedeceu à autoridade”). principalmente os de maior gravidade. seguem detalhes acerca da classificação da Constituição brasileira: a CF/88 é escrita. e assim por diante.pontodosconcursos.br 23 . dirigente e normativa. um erro de ortografia. Assim.com. é que surgiram as grades de correção. representará uma penalidade de 0. que procuram estabelecer certos parâmetros para a definição das notas. formal. imagine a correção! Principalmente quando são muitas provas e há mais de um professor a corrigi-las. como prometido. vale conferir (após a prova. resultantes da aplicação de critérios distintos de avaliação para os vários candidatos – o que poderia prejudicar uns e beneficiar outros –. Além disso. A GRADE DE CORREÇÃO Quando se trata de corrigir provas discursivas. por exemplo.diretoriojuridico.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 A tarefa de escrever a dissertação é de vocês. como escrever “impecilho” (em vez de “empecilho”). a prova é “subjetiva”. Um erro de regência. neste concurso. não terá muitas chances de garantir sua vaga ou mesmo de atingir a nota mínima exigida.50 ponto. Para minimizar possíveis problemas. dogmática. as grades servem também para definir parâmetros objetivos. impetrar o devido recurso administrativo ou mesmo ajuizar uma ação judicial posteriormente. porém. Afinal.

como ficaria a nota do candidato que não cometesse erros no uso do idioma. Disserte sobre o tema à luz dos seus conhecimentos da legislação vigente. Ela nos mostra quais aspectos do seu texto serão obrigatoriamente avaliados. defender um meio termo (ex. Se fosse assim. A grade de correção da Esaf nos fornece uma boa ideia dos critérios que serão adotados quanto à análise do conteúdo. o examinador não precisa estar de acordo com a conclusão do candidato. dentro de cada item divulgado no edital: www.pontodosconcursos. Vejamos abaixo a grade que será utilizada. desse modo. para certos temas. com argumentos sólidos e com uma conclusão coerente. totalmente contrária ou. Por exemplo. seja o seguinte enunciado: Foi apresentada ao Congresso Nacional uma Proposta de Emenda Constitucional pretendendo que os Ministros do TCU sejam selecionados por concurso público de provas e títulos. o que se pretende é avaliar a capacidade do candidato de articular uma argumentação plausível.br 24 . incluindo os critérios que normalmente são abordados pela banca.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Porém. Na hora de avaliar uma prova desse tipo. Outra dificuldade é que.com. a partir dos elementos fornecidos pelo enunciado. Nesse tipo de questão. A grade de correção auxilia nessa tarefa. Essa é uma típica questão dissertativa em que o candidato pode elaborar uma argumentação totalmente favorável à proposta de modificação da Constituição. ainda. o simples fato de deduzir pontos por erros cometidos não é suficiente para a avaliação de uma prova. principalmente se se tratar de abordagem de pontos polêmicos. o candidato não precisa se preocupar em tentar adivinhar o que pensa a banca para definir seu posicionamento. fixar critérios de avaliação do conteúdo. não há resposta certa ou errada. Em outras palavras. mas que também não respondesse à questão proposta? É preciso.: dois terços dos Ministros escolhidos por concurso). O que vai ser avaliado é a capacidade de construir um texto bem estruturado.

25 cada erro) F – erros de forma em geral O – erros de ortografia www.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 GRADE DE CORREÇÃO DE PROVA DISCURSIVA – CGU 2012 NOTA DE CONTEÚDO PONTOS A DEDUZIR Capacidade de Argumentação (até – 14 pontos) AE – argumentação errada AF – argumentação fraca AI – argumentação inexata Sequência Lógica do Pensamento CO – contradição CSE – complemento de sentença errado DI – desenvolvimento incompleto (até – 14 pontos) DPP – desconhecimento parcial da problemática DTP – desconhecimento total da problemática FOR – forma (aspecto formal) Alinhamento ao Tema (até – 8 pontos) FPT – fuga parcial do tema FTT – fuga total do tema Cobertura dos Tópicos Apresentados OT – omissão de tópico OTT – omissão total de tópico (até – 9 pontos) OPT – omissão parcial de tópico TC – texto confuso TOTAL (até – 45 pontos) USO DO IDIOMA PONTOS A DEDUZIR Aspectos Formais (– 0.pontodosconcursos.br 25 .com.

25 da Lei 8. coerência. unidade temática/estilo.666. concisão. de 1993). da Lei 8. o examinador verificará se você é capaz de construir adequadamente o raciocínio sobre o assunto. Na sequência lógica do pensamento. não pode interpretar a Lei Maior. inexigibilidade pressupõe a inviabilidade de competição (art. pois se trata de uma situação de inexigibilidade de licitação. Na capacidade de argumentação. não faz sentido ser o guardião da Carta e não poder interpretá-la. propriedade vocabular.pontodosconcursos. paralelismo semântico e sintático (– 0. Ora. ao passo que situações de emergência configuram uma das hipóteses de dispensa de licitação (art.666. IV.com. de forma direta e objetiva.50) Cada linha não escrita.75) Vejamos primeiramente os aspectos de conteúdo. a banca analisará seu conhecimento da matéria. bem como se você é lógico e preciso no desenvolvimento do assunto.50 cada erro) RG – sintaxe de regência PO – pontuação Aspectos Textuais SDC – sintaxe de construção (coesão prejudicada) COV – clareza. Ora. embora seja o guardião da Constituição. estiagem. 24. de 1993). à luz da matéria em análise. www. Um exemplo de contradição é dizer que o Supremo Tribunal Federal. Um exemplo de argumentação errada é dizer que um Município pode realizar contratações emergenciais para fazer frente a uma catástrofe natural (enchentes.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Aspectos Gramaticais MO – morfologia EC – sintaxe de emprego e colocação (– 0.75 cada erro) PAR – paragrafação Cada linha excedente ao máximo exigido (– 0. por exemplo). considerando o mínimo exigido (– 0.br 26 .

com a gestão por colaboração. e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIPs – Lei 9. Por que o trecho acima contém um desenvolvimento incompleto do assunto? Porque simplesmente não definiu adequadamente o que é a administração pública patrimonialista nem a burocrática. burocrática e gerencial: Existem três modelos clássicos de administração pública: a patrimonialista. mas ela sofrerá descontos por demonstrar desconhecimento do assunto.br 27 . a burocrática e a gerencial. Ora. isso ainda é pouco para caracterizar adequadamente esse modelo.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 O desenvolvimento incompleto pode ocorrer como no seguinte trecho. em que o candidato se propõe a definir os modelos de administração pública patrimonialista. A primeira reinava no passado. Obviamente que divagar sobre o tema é melhor do que nada escrever. O desconhecimento total (ou parcial) da problemática surge quando o indivíduo demonstra desconhecer o assunto. www. Quanto à administração gerencial. pois alguma pontuação a pessoa vai conseguir.790/1999. em resposta a um enunciado que solicitasse que o candidato apresentasse os regimes de parceria na prestação de serviços públicos regulamentados na década de 1990: O fenômeno da globalização.com. a burocrática surgiu como forma de combater o modelo anterior e a administração gerencial foca a eficiência dos serviços. especialmente na área social.637/1998. limitando-se a citar qual modelo surgiu primeiro.Lei 9. embora tenha sido citado o foco na eficiência do serviço. acelerado a partir da década de 1990. com novas parcerias na prestação de serviços públicos.pontodosconcursos. por meio de termos de parceria). esse tipo de embromação do candidato demonstra o quê? Que ele não tem a mínima ideia de quais foram os tipos de parcerias surgidas a partir da década de 1990 para a prestação de serviços públicos (ele deveria ter citado: Organizações Sociais – OS – com o regime de contratos de gestão . Imagine o seguinte trecho. viu surgir diversas modalidades de entidades paraestatais. vocacionadas para enfrentar as lacunas e a ineficiência estatal na gestão pública.

como o caso de uma questão que solicite dissertar sobre o segurodesemprego. na mesma construção. a banca verificará a existência de erros de morfologia. o que será analisado é se o candidato tratou de todos os pontos exigidos no enunciado.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 No alinhamento ao tema. isto é.: impecilho. resolva escrever sobre o FGTS. Atente também para não cometer erros de regência (verbal e nominal). alistamento eleitoral e outros casos. Analisemos agora o uso do idioma. isso dói no ouvido!!. Se um dos temas. haverá uma omissão parcial de tópico. Na cobertura dos tópicos apresentados. falhas de acentuação etc.☺). não fugiu total ou parcialmente ao assunto proposto. Constitução. Outro erro comum de regência ocorre quando. como “não enviou-lhe a carta” em vez de “não lhe enviou a carta”. erros de colocação dos pronomes oblíquos átonos. o examinador verificará se o indivíduo. por exemplo. abôno de ferias – cuidado: não “coma” letras nem esqueça os acentos!). haverá uma omissão total de tópico. guardas-chuvas – nossa.br 28 ..pontodosconcursos.. “realizará-se” em vez de “realizar-se-á”. erros na grafia das palavras. falar apenas da hipótese de casamento do empregado.: escrever ex officio em vez de “ex officio” – entre aspas). motivo nobríssimo. portanto) e o candidato. como “aplicar a multa no contribuinte” em vez de “aplicar a multa ao contribuinte” ou “a Administração é capaz a implementar a medida” em vez de “a Administração é capaz de implementar a medida”. inadvertidamente. deixando de discorrer sobre falecimento de parente. pedir que se disserte sobre alteração. na parte da interrupção. Em aspectos formais. como no exemplo abaixo: www. como a utilização de palavras estrangeiras sem o uso das aspas (ex. o candidato utiliza mais de um verbo. O examinador buscará. quanto a gênero. a Esaf buscará erros de ortografia. duas milhões de pessoas. bem como erros de forma em geral. Por exemplo: erros de flexão de palavras. número e grau (a guaraná. bem como uso indevido de hífen nas palavras compostas.com. ainda. Nos aspectos gramaticais. como a troca ou omissão de letras. (ex. não se lembrando de nada sobre o assunto. mas o candidato. Se não citar nenhuma forma de interrupção do contrato. suspensão e interrupção do contrato de trabalho (três tópicos.

na verdade. por demonstrar raciocínio inconclusivo.: bolsa-escola) não resolvem a causa das mazelas sociais. www.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 O Governo entrou e saiu daquela situação. portanto. ponto-e-vírgula. interligando as diversas orações do texto com palavras ou expressões inadequadas. A propósito. Os erros de pontuação devem ser evitados também. Assim. (saiu de algum lugar). Melhor seria escrever: A função pública deve ser tida como exercício profissional e. Questiona-se qual deveria ser a posição do Governo. se integra na vida particular de cada servidor público. como no exemplo abaixo: Os atuais programas assistenciais do Governo (ex.pontodosconcursos. como no exemplo abaixo: A função pública deve ser tida como exercício profissional e. Melhor seria dizer. se integra na vida particular de cada servidor público.. “Não obstante” dá ideia de adversidade. Neste caso. como emprego inadequado de vírgula (o mais comum). a preposição “de”. oposição. a Esaf verificará se você não cometeu erros de coesão textual.. a posição do Governo deveria ser no sentido de adotar políticas que efetivamente eliminassem as causas da pobreza no país. não obstante. conclusivamente: Os atuais programas assistenciais do Governo (ex.: bolsa-escola) não resolvem a causa das mazelas sociais. mas apenas servem de paliativo às necessidades da população. a oração seguinte funciona como uma conclusão da anterior. o período acima deve ser reconstruído da seguinte forma: O Governo entrou naquela situação e dela saiu. reticências. ponto final. O verbo entrar pede a preposição “em” (entrou em algum lugar) e o verbo sair.br 29 . Quanto aos aspectos textuais. o uso das reticências deve ser evitado. mas apenas servem de paliativo às necessidades da população. quando. em uma dissertação.com. neste caso.

O paralelismo sintático refere-se ao emprego correto das palavras. pois não se verifica.com. mas reciprocamente consideradas. Vejamos o trecho abaixo: O Governo precisa ter “simancol” para perceber que a atual forma de avaliação de políticas públicas deixa muito a desejar. (quem sofreu o assalto: a sala ou o chefe?) João Paulo conversou com José Pedro e confirmou o atendimento ao seu pleito. Pergunte a si mesmo: Há repetição de palavras e expressões? Há adjetivos ou explicações demasiadas no texto? É possível falar a mesma coisa de forma mais sucinta? Quanto à ambiguidade. prolixo (longo e cansativo) ou sem sentido.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Em relação a erros de clareza. Vejamos o exemplo a seguir: Não se trata de defender a intervenção do Estado na economia ou que o País volte a comandar setores sensíveis. concisão e coerência. evite gírias.pontodosconcursos. esperando uma atuação estatal mais eficiente. A revisão é procedimento fundamental para evitar erros dessa natureza. não é? Evite erros desse tipo e procure manter sua redação sempre nos padrões da língua culta. (o pleito é de João Paulo ou José Pedro?) Quanto à propriedade vocabular. a melhor maneira de evitá-los é reler sua redação atentamente e verificar se o que foi dito não está ambíguo (duplo sentido). Nesse sentido. ainda não existentes na Língua Portuguesa). os elementos da redação que estejam coordenados entre si devem apresentar uma construção sintática similar. não por si sós. Os manos acabam ficando “na rua da amargura”. Terrível. chavões e neologismos (palavras novas. ainda que com o uso de aspas. Além disso. www. para decidir sobre a adequada aplicação dos recursos orçamentários. não há dúvidas de que nossos governantes precisam ser mais jogocinturados. junto à população.br 30 . cuidado com as palavras “que” e “seu” (e suas flexões): Eu estava na sala do chefe que sofreu o assalto. a efetividade das medidas adotadas.

Já o paralelismo semântico refere-se à correspondência ou simetria no plano das ideias. nota-se a falta de paralelismo na construção dos elementos do período: Não se trata de defender: 1) a intervenção do Estado na economia. melhor seria escrever: A diferença entre o número de carros e o de vagas de garagem era muito grande. Ora.pontodosconcursos. O que se quis dizer no trecho acima é que havia mais carros do que vagas de garagem disponíveis. Vejamos um exemplo de erro dessa natureza: A diferença entre carros e vagas de garagem era muito grande. seria melhor escrever: Não se trata de defender a intervenção do Estado na economia ou a sua volta ao comando de setores sensíveis (ambos são substantivos). o certo seria usar o par de preposições “entre” e “e”: O administrador público deve escolher entre negar e autorizar o pedido do administrado.com. Vejamos outro exemplo de falta de paralelismo sintático: O administrador público deve escolher entre negar ou autorizar o pedido do administrado. www. Ou: Não se trata de defender que o Estado intervenha na economia ou volte a comandar setores sensíveis (ambos são verbos). No caso.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Analisando o núcleo do objeto direto do verbo “defender”. ou substantivo 2) que o País volte a comandar setores sensíveis verbo Para haver paralelismo sintático.br 31 . Assim. não há dúvidas de que carros são diferentes de vagas de garagem. neste caso.

deixando o texto cansativo e pouco claro? Note. caso necessário. ao teor da grade de correção da Esaf. E o conhecimento da grade da Esaf será importante por ocasião da elaboração de eventuais recursos em face da nota obtida. Vale fazer os seguintes questionamentos: Há parágrafos tratando de mais de uma ideia central? Os parágrafos estão longos demais. mesmo com a grade de correção.pontodosconcursos. há margem para a subjetividade do examinador. por fim. fraca ou inexata.com. quando for corrigir outras redações que elaborar.br 32 . É possível. Vamos nos ater rigorosamente. Por exemplo. lembrando que cada parágrafo deve conter apenas uma ideia central. a depender da gravidade do deslize do candidato. Você também deve fazer isso. quando formos corrigir seus exercícios. a grade nos informa que serão descontados até 14 pontos por argumentação errada. além dos apresentados neste curso.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Por fim. desenvolver um tópico do enunciado em mais de um parágrafo. descontar 01. em resposta a outros enunciados. que. a paragrafação refere-se à correta divisão do seu texto em parágrafos. www. por outro lado. 02 ou mais pontos por cada erro dessa natureza. mas fica a critério da banca.

Lembre-se de que nem mesmo Camões. que a correção esteja legível. pois isso será precioso em termos de nota. Nunca perdemos pontos por causa disso.com. contudo. sempre procurando – e conseguindo – aprimorá-las. mas saiba que correrá o grave risco de perder pontos pela ocorrência dos erros vistos acima. E se for encontrado algum erro e não houver espaço para corrigi-lo? Nós já enfrentamos situações desse tipo em vários concursos que realizamos. Shakespeare ou Machado de Assis. E se não houver tempo para revisar a resposta? Neste caso. nenhum gênio literário deixou de revisar e reescrever várias vezes suas obras.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 REVISÃO DO TEXTO Finalmente. A solução que adotamos foi passar um traço sobre o erro e reescrever da forma correta ali mesmo. É importante. Deve-se efetuar uma dupla revisão do texto: quanto ao conteúdo e quanto à forma (uso do idioma). procure ler o texto “com os olhos do examinador”. Por isso.pontodosconcursos. Todos cometemos algum tipo de erro ou imprecisão na primeira vez em que escrevemos. é importante treinar bastante e aprimorar sua velocidade de redação. se a exposição é coerente e bem-estruturada. acima da palavra ou expressão riscada. se a resposta é adequada.br 33 . inclusive alguns da Esaf. www. para que o examinador entenda perfeitamente o que você quis escrever. em suma. Na revisão de conteúdo. Verifique se a pergunta foi respondida. É importante que você guarde um pouco do tempo da prova para a revisão do texto. o que seria facilmente evitado com uma rápida releitura da sua resposta. você vai entregar o texto sem revisão mesmo. se o que foi dito corresponde ao conhecimento técnico aplicável à questão. revisar é um ponto fundamental de todo o processo de elaboração de uma discursiva.

já aconteceram casos com todos nós (Luiz Henrique. etc. não escreva sobre princípios da Administração Pública. se o tema for modalidades de licitação.pontodosconcursos. não discorra sobre as ações do Judiciário que promovem esse bem-estar. no caso. Portanto.br 34 . Luciano e Cyonil) em que não sabíamos absolutamente nada sobre o tema. vale lembrar a dica: JAMAIS DEIXE UMA QUESTÃO DISCURSIVA EM BRANCO! Na revisão. o candidato receberá NOTA ZERO. Não obstante.com. o papel do Ministério Público no fortalecimento das instituições de defesa do bem-estar social. você deve sempre ter em mente a grade de correção da ESAF e verificar o seguinte: CONTEÚDO: CAPACIDADE DE ARGUMENTAÇÃO: Os pontos do enunciado foram abordados de forma direta e objetiva? o Os pontos do enunciado foram adequadamente explicados? o A argumentação apresentada é precisa e sem divagações? o SEQUÊNCIA LÓGICA DO PENSAMENTO: O raciocínio exposto tem encadeamento lógico? Existem contradições no que foi apresentado? Os raciocínios foram completamente desenvolvidos ou algo ficou explicado pela metade? o Há algum ponto na redação que demonstra ao examinador que você desconhece o tema? o o o ALINHAMENTO AO TEMA: www. e ganhamos pontos relativos ao uso do idioma. Assim. a tal cláusula do edital que previa nota zero para quem fugisse ao tema. se o assunto for. por exemplo. E havia. mas escrevemos qualquer coisa assim mesmo.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Lembre-se: em caso de fuga aos temas ou às questões.

br 35 .com. concisão ou coerência? problemas de propriedade vocabular erros de paralelismo semântico e sintático? problemas de paragrafação? NÚMERO DE LINHAS: o o O número mínimo de linhas foi atingido? O número máximo de linhas foi excedido? www.pontodosconcursos.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 o o Houve fuga total ou parcial ao tema? Tudo o que foi escrito é referente ao que se pede no enunciado? COBERTURA DOS TÓPICOS APRESENTADOS: o o o Todos os pontos do enunciado foram abordados? Houve omissão total ou parcial de algum tópico? O texto ficou confuso a ponto de não se poder identificar os tópicos abordados? USO DO IDIOMA: ASPECTOS FORMAIS: o o Há erros de ortografia? Há falhas de forma em geral? ASPECTOS GRAMATICAIS: o o o o o Há Há Há Há Há erros de morfologia? erros de regência? falhas de colocação? problemas de concordância? erros de pontuação? ASPECTOS TEXTUAIS: o o o o o Há Há Há Há Há falhas de coesão? problemas de clareza.

muito lento para escrever. por conseguinte. o problema são os limites mínimo e máximo de linhas. terá que aprender a ser mais sucinto (se você excedeu o n. os exercícios deste curso permitirão que você adapte seu planejamento e aprenda a ter disciplina na gerência do tempo e do espaço no dia da prova. incluindo numerosas revisões e ajustes. É possível que você. Um grande problema enfrentado pelos candidatos na elaboração de redações em concursos públicos. Numa prova discursiva.com. Em nossa opinião. para a observância dos www. terá que treinar velocidade de redação. ela se torna quase incompreensível. você conseguirá avaliar quanto tempo levará para responder às questões no dia da prova.br 36 . correndo contra o relógio. A partir de nossos treinamentos. tenho que tentar me superar. Eu (Luiz Henrique). ao realizar o exercício n. O espaço disponível determina as palavras que serão utilizadas pelo candidato. é o referente ao número de linhas. se o problema for encaixar o texto no espaço disponível. Assim. com base na experiência de resolução dos exercícios propostos. o tempo é curto. Você não imagina quantas horas eu dedico para preparar uma aula como essa.o 01 (proposto ao final dessa aula). Se você perceber que há muito a dizer. O problema é que minha letra é pequena e feia. Em qualquer caso. Para uns. Para outros. tenho que escrever devagar e.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 ADMINISTRANDO O TEMPO E O ESPAÇO Cada um de nós. o que significa que quando escrevo às pressas. sem dúvidas. ao escrever.pontodosconcursos. sacrifico ainda mais tempo. tem suas características próprias. acabe enfrentando essa dificuldade. de forma que não é viável apresentar uma “fórmula mágica” que responda à ansiedade de muitos candidatos sobre como gerenciar o tempo e o espaço na resolução da prova discursiva. sou muito. Vejamos dois exemplos: Assim. Se perceber que sua velocidade de resposta não está adequada. uma das grandes vantagens que este curso proporciona a você é o aprendizado da administração do tempo e do espaço.º de linhas) ou a escrever mais (se seu texto ficou pequeno). por exemplo. simulando as condições da prova. deve-se atentar princípios da Lei 9. deverá evitar construções longas. para economizar espaço.784/1999.

Outro exemplo seria empregar: Assim. observem fielmente os princípios aplicáveis ao processo administrativo federal.784/1999.pontodosconcursos. Ambas as construções trazem a mesma mensagem. Em uma redação curta.º 9. www. contidas na Lei n. os procedimentos citados enquadram-se na previsão legal.br 37 . A primeira construção é adequada para uma redação curta. a possibilidade de emprego desse Em vez de: É necessário que seja cuidadosamente avaliada a possibilidade de se adotar. que deve ser aplicada aos citados casos concretos. nota-se que os procedimentos acima citados representam situações que se conformam com o previsto na respectiva lei de regência. no exercício da atividade administrativa do Estado. sem prejuízo da obediência a outros diplomas legais que também tratem do assunto. Vejamos outro exemplo.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Por tudo que foi exposto nas linhas acima. no presente caso.com. é importante que todos os agentes públicos. é melhor escrever: Deve-se avaliar procedimento. o procedimento acima citado. caso o candidato esteja em dificuldades para atingir o número mínimo de linhas exigido no edital. de 15 a 30 linhas. Já a segunda estrutura pode ser usada no nosso tema de 40 a 60 linhas. Ao invés de: Por todo o exposto. mas a primeira ocupa menos espaço na folha de resposta.

você não deve se preocupar demasiadamente se não preencher todas as linhas ofertadas pela banca. sem que haja fuga ao tema. desde que o texto aborde todos os aspectos exigidos no enunciado.pontodosconcursos. o que configuraria falha de coesão e de paragrafação do texto. mas enriquecimento da sua redação. correndo o risco de perder pontos preciosos na correção (desde que. como as de 40 a 60 linhas do edital da CGU. porém. de modo a economizar espaço de resposta. sendo que a primeira é ideal para uma redação curta e a segunda. o emprego de construções mais longas pode dar a impressão de que o texto possui maior conteúdo do que realmente tem. uma opção é condensar os assuntos em poucos parágrafos. você pode ficar em maus lençóis. o número mínimo de linhas seja atingido).br 38 . Nas redações maiores. isso não exclui falar de outros aspectos que se façam pertinentes. caso não saiba escrever muita coisa sobre o assunto. É melhor deixar espaço em branco do que se desviar do tema. é claro. Por outro lado. De qualquer modo. não haverá fuga ao tema. você deve ter o cuidado de não ficar “enrolando” a banca ou “enchendo linguiça” ao elaborar seu texto. para uma redação com maior número de linhas. Se a questão pedir que sejam abordados necessariamente certos pontos. caso haja espaço e o assunto seja relacionado ao enunciado. Ao fazer isso.com.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 As duas construções veiculam a mesma mensagem. deve-se ter atenção para não juntar ideias muito diferentes no mesmo parágrafo. Você só deve tratar de outros aspectos após abordar os pontos que o examinador expressamente cobrou. Caso o espaço seja insuficiente para responder a todos os questionamentos da banca. Nessa situação. Escreva o que for possível lembrar sobre o tema proposto (a técnica do brainstorm ajuda nisso). www. Se os pontos adicionais forem conexos com os expressamente cobrados no enunciado. pois o que importa é ficar dentro dos limites mínimo e máximo definidos no edital.

diversos institutos se desenvolveram no exato ponto de interseção entre constitucionalismo e democracia. São exemplos dessa situação a rigidez constitucional – que exige maioria qualificada para aprovação de emendas – e os limites materiais ao poder de reforma.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 OUTRAS DICAS Abaixo apresentamos alguns erros e vícios que devem ser evitados em uma dissertação: 1) Evite o uso de orações intercaladas. Escreva1: O segundo fundamento de legitimação das cláusulas pétreas é a defesa da democracia. diversos institutos se desenvolveram no exato ponto de interseção entre constitucionalismo e democracia. Saraiva. bem como de períodos muito longos ou de orações na ordem inversa. exibindo a tensão que por vezes surge entre ambos.pontodosconcursos. exibindo a tensão que por vezes surge entre ambos. Assim. 2) Não use trechos descritivos longos ou que não acrescentem informação útil à fundamentação dos argumentos. No Estado constitucional de direito. www. 2009. pois no Estado constitucional de direito. parênteses e travessões. Em vez de escrever: 1 Luís Roberto Barroso.com. em vez de escrever: O segundo fundamento de legitimação das cláusulas pétreas é a defesa da democracia.br 39 . ed. Curso de Direito Constitucional Contemporâneo. sendo exemplos dessa situação a rigidez constitucional – que exige maioria qualificada para aprovação de emendas – e os limites materiais ao poder de reforma.

e aqueles cuja nomeação independe de concurso público e o vínculo funcional pode ser desfeito a qualquer tempo pela autoridade competente. ao final do certame futebolístico brasileiro nacional. pois a ideia principal está somente no último período do parágrafo. enfatizando o assunto abordado pelo parágrafo. procure apresentar a ideia central logo no início. Na segunda hipótese. No primeiro caso. principalmente após a aquisição da chamada estabilidade. o provimento do cargo depende de prévia aprovação em concurso público e a relação funcional tem caráter permanente. Você notou com o primeiro exemplo apresenta logo a ideia central do parágrafo (os tipos de certidão). sagrar-se vencedora.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 A equipe de futebol cuja sede social encontra-se localizada no bairro carioca da Gávea e cujo uniforme é rubro-negro logrou. mostrando ao leitor o que virá em seguida? Essa construção é preferível à do segundo trecho. www.Os cargos públicos podem ser de provimento efetivo ou em comissão. principalmente após a aquisição da chamada estabilidade. Escreva: O Flamengo é hexacampeão brasileiro! 3) Em cada parágrafo. a nomeação independe de concurso público e o vínculo funcional pode ser desfeito a qualquer tempo pela autoridade competente.pontodosconcursos. os cargos em comissão. pela sexta vez em sua história.Existem dois tipos de cargos públicos: aqueles cujo provimento depende de prévia aprovação em concurso público e cuja relação funcional tem caráter permanente. Veja os dois exemplos abaixo: 1. em que a pessoa que lê o texto fica sem saber exatamente aonde se quer chegar. Os primeiros são os cargos de provimento efetivo e os segundos. 2.com.br 40 .

tanto para quem escreve como para quem lê. será que para ele essas siglas têm o mesmo significado que possuem para você? Como ele vai saber o que você quer dizer? Se MPF é Ministério Público Federal ou Medida Provisória Federal? Se LOA é Lei Orçamentária Anual ou Lei Orgânica da Administração? Se PEC é Proposta de Emenda à Constituição ou Projeto de Elaboração Conjunta? Portanto.pontodosconcursos. ou relativas a títulos ou valores mobiliários”. Bacen. pois economiza espaço e evita a repetição de expressões extensas. IPTU.com. ao mencionar a expressão pela primeira vez. Exemplo: www. Mas a sigla (neste caso. mas será que o examinador que vai corrigir a sua prova discursiva também sabe que você sabe? Ou pior.br 41 . CPMF etc. STF. você deveria saber. o que é cansativo. ela seja escrita por extenso. recomenda-se que. IOF) deve ser decodificada. RI. ainda é tempo de estudar.. Assim o que você acha que significa “O PF do RPF só tinha FP. CD. basta utilizar a sigla. SF. Que FDP!”? Solução: “O prato feito do restaurante da Polícia Federal só tinha feijão passado. Nas vezes seguintes em que a expressão for necessária. muito cuidado! Não transforme sua prova discursiva numa “sopa de letrinhas”. CCJ. STJ. Sabemos que você sabe o que significam essas siglas (bem.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 DÚVIDAS FREQUENTES DOS ALUNOS a) Como eu faço para citar siglas? CF. pois você pode se engasgar. para não gerar confusão ou erro de interpretação. seguida da sigla que será utilizada no restante do texto. como “imposto sobre operações de crédito. MP. câmbio e seguro.☺). O uso de siglas é útil.. Que falta de planejamento!” Assim.

no 6. Já vi pessoas deixando redações em branco em concurso público. realizada pelo Senado. porque não sabiam nada sobre o assunto. Tem que enfrentá-la. ok? Por exemplo. se for pra cair. o candidato. E agora? O que você faria? O que escreveria em uma situação dessas? www. opta por simplesmente ignorar um ou mais tópicos do enunciado. não desista. isto é. Assim.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 O perfil das pessoas com deficiência no Brasil. O fórum será centrado na Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. b) E se eu não souber o assunto? Em alguns casos. Conforme já dissemos. talvez para não revelar seu desconhecimento. Sua missão é conseguir algo mais do que isso. imagine o seguinte enunciado: Discorra sucintamente sobre os plânctons bioluminescentes.br 42 . Mas não deixe nunca de abordar os demais. será divulgada pesquisa.º Fórum Senado Debate Brasil. é um erro grave. você tem que “cair atirando”. Esse será mais desenvolvido e destacado em seu texto. o zero você já tem desde o momento em que entrou na sala de prova. o conceito de deficiência dado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e as formas de atendimento a esse segmento da sociedade são algumas das questões que o Senado discutirá entre os dias 8 e 9 de dezembro. constantes expressamente do enunciado. No evento.pontodosconcursos. Você não pode fingir que a questão não existe.com. você não deve fazer isso. não deve “jogar a toalha” e desistir. Ora. a respeito da percepção dos deficientes sobre a eficácia da legislação que os contempla. se você nada escrever. Claro que você dedicará maior peso àquele aspecto que domina melhor. E por quê? Porque. Escreva alguma coisa! Como costumamos dizer. com certeza terá garantido uma excelente NOTA ZERO. portanto. Deixar a folha em branco.

pontodosconcursos. Falamos o que nos veio à cabeça.☺ c) Devo fazer ou não um rascunho? www. ao texto acima. Deve ser. a partir de reações químicas que ocorrem no interior de seus próprios organismos. dê sua nota à nossa redação no fórum do curso. portanto. basta agora escrever: Os plânctons bioluminescentes são organismos vivos que vivem nas águas e possuem atributos peculiares. feito esse rápido brainstorm. Existem várias espécies de plânctons bioluminescentes na natureza. nem sabemos ao certo se o que foi dito na resposta acima sobre os plânctons está certo. Note ainda que o texto ficou em cima do muro quanto aos plânctons serem animais ou vegetais (são organismos vivos) e viverem nos mares ou nos rios (vivem nas águas). Depois algum biólogo que esteja na turma. levando-se em conta as características inerentes dos seres em análise. já que é altamente provável que existam várias espécies do tal plâncton e qualquer classificação de espécies é feita sempre pelos biólogos.com.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 O negócio é partir para a embromação. Pra falar a verdade. provavelmente por meio de reações químicas internas..br 43 . oriunda de seus próprios corpos. na maior “cara-de-pau”. Viu só? É bem possível que o examinador atribua alguma pontuação.. Veja ainda como o segundo parágrafo é pura enrolação (mas melhor do que deixar em branco). “luminescente” refere-se à luz. algumas conclusões você pode tirar: “bio” vem de vida (lembre-se de biologia). por favor. Deixar em branco a redação você não vai. Uma de suas grandes características é a capacidade que eles têm de emitir luz. Muito bem. Seja lá o que for um plâncton bioluminescente. luminescência. um observador dessas espécies poderia perceber uma luminescência própria. Em função disso. Plâncton é um organismo (será animal ou vegetal?) que vive nos mares (será que nos rios também?). por menor que seja. Sua classificação é feita pelos biólogos de acordo com as características que lhes são inerentes. um ser que emite luz a partir de seu próprio corpo.

Se. desprovido de artigos e preposições que.pontodosconcursos. Mas também não escrevo diretamente a resposta. Impessoalidade agentes públicos. Pois é. Tudo vai depender de sua velocidade de interpretação dos enunciados e de redação dos textos. justiça. você ficar sem tempo para responder a todos os temas e questões. Se você notar que sua velocidade de redação é boa. acabei desenvolvendo a seguinte técnica: a do telegrama. 37 CF/88. Eu. Em minhas andanças pelos concursos da vida. seja uma questão que pede que se discorra sobre os princípios constitucionais da Administração Pública (art. podem ser facilmente deduzidas pelo leitor. caput. não promoção pessoal de Moralidade honestidade. finalidade. melhor relação custo X benefício. então é válido rascunhar. isonomia. Art. Eficiência gerencial. o meu brainstorm já é quase o texto pronto.br 44 .DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Depende. Administração Brainstorm-telegrama: Princípios constitucionais Administração Pública. Já viram um telegrama? É um texto todo abreviado. não costumo fazer rascunhos. embora omitidas. da CF/88): Brainstorm puro: Legalidade atendimento à lei e aos princípios (legitimidade). Exemplificando. 37. então escrever o rascunho pode ser uma má opção. que você conseguirá tempo suficiente para escrever duas vezes sua redação e ainda revisar a resposta final. práticas de boa administração.com. www. Publicidade conhecimento público da atividade administrativa. por exemplo (Luciano). Esse brainstorm-telegrama é um estágio intermediário entre o brainstorm puro (simples amontoado de idéias) e o texto definitivo. por outro lado.

A legalidade significa que a Administração só pode agir quando a lei determina ou autoriza a prática do ato. contudo. Aproxima-se legitimidade neste caso. Três sentidos. esse princípio expressa o atendimento à lei (legalidade em sentido estrito). Reforma administrativa. Tradicionalmente. aproximando-se a legalidade da ideia de legitimidade (respeito não só à lei. Vedação promoção pessoal de agentes públicos em obras e programas públicos. Eficiência. Sentido amplo à lei e aos princípios administrativos. sem distinções ou favorecimentos pessoais. A impessoalidade é vista sob três sentidos. Hoje. Finalidade atender interesse público.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Legalidade. Exceção segurança Estado e sociedade e defesa intimidade. Práticas de boa administração. publicidade e eficiência. São eles: legalidade.com. Publicidade.pontodosconcursos. Conhecimento público da atividade administrativa. como a observância à lei e aos princípios administrativos. Pode referir-se ao clássico princípio da finalidade. probidade. impessoalidade. todos tratados igualmente pela Administração. Pode significar o princípio da isonomia ou igualdade. moralidade. E pode relacionar-se à vedação à promoção pessoal de agentes públicos em obras. Moralidade. www. que defende que todos devem ser tratados igualmente pela Administração. justiça. Sentido estrito atendimento à lei. “caput”.br 45 . da Constituição Federal de 1988 (CF/88). Moralidade objetiva independe intenção do agente. mas ao Direito). Impessoalidade. Só pode agir conforme previsão legal. Isonomia ou igualdade. campanhas e programas públicos. Melhor relação gerencial. que prega que a finalidade de todo ato administrativo é atender ao interesse público. 37. Administração Texto definitivo: Os princípios constitucionais da Administração Pública são expressos no art. tem-se entendido o preceito em sentido amplo. custo X benefício. Ideia de honestidade.

OF. a eficiência defende a adoção da melhor relação entre custos e benefícios na atividade estatal. orientação da LOA. relativo às práticas da administração gerencial. DOM para despesas dos programas de duração continuada. reforço de dotação orçamentária. receita e despesa. adicionais Supl. OI e OSS. esp. ainda que o administrador tenha tido a vontade de fazer o que é certo. Esp. despesas sem dotação específica. e esp. isto é. necessidade de recursos disponíveis. A publicidade exige que atividade administrativa seja de conhecimento público. Outro exemplo. despesas imprevisíveis e urgentes. que independe da real intenção do agente no desempenho de suas atividades. LOA. Supl. supl. um ato pode ser considerado imoral. compatibilidade com PPA. créditos adicionais. LOA e LDO.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 A moralidade remete à ideia de honestidade. iniciativa do Executivo. www. desnecessidade de haver recursos disponíveis. Assim. Trata-se de uma moralidade objetiva. Extr. probidade e justiça na administração pública. Por fim. Trata-se de moderno princípio... sobre uma questão que peça falar sobre as leis que integram o ciclo orçamentário: Brainstorm puro: Leis orçamentárias PPA. LDO MP da AP. lei. compatibilidade com PPA Créd.br 46 . LDO. leis ordinárias. PPA DOM da AP para despesas de capital e outras decorrentes. política de aplicação das AFOF. MP.com. e extr. alterações na legislação tributária. A Constituição excepciona apenas os casos que envolvem a segurança da sociedade e do Estado e os que afetam a defesa da intimidade. que qualquer cidadão tenha acesso às informações sobre o que o Estado realiza. Exige do agente a adoção de práticas de boa gestão. inserido na Constituição pela reforma administrativa.pontodosconcursos.

iniciativa privativa do Poder Executivo. despesas para as quais não haja dotação Créditos extraordinários despesas imprevisíveis e urgentes (ex. orçamentos fiscal. abertos por medida provisória. Créditos adicionais suplementares. www. esta podendo ser alterada pelas leis de créditos adicionais. PPA diretrizes. LDO metas e prioridades da administração pública federal. Texto definitivo: As leis orçamentárias previstas na Constituição Federal de 1988 (CF/88) são o Plano plurianual (PPA).pontodosconcursos. Lei Orçamentária Anual (LOA) e leis de créditos adicionais. Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).com. LOA previsão da receita e fixação da despesa.: guerra. orientação da elaboração da LOA. necessidade de existência de reforço de dotações orçamentárias. compatibilidade com o PPA. DOM da AP para as despesas relativas aos programas de duração continuada. comoção interna ou calamidade pública). especiais e extraordinários. política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. objetivos e metas (DOM) da Administração Pública (AP) para as despesas de capital e outras delas decorrentes. de investimento das empresas estatais independentes e da seguridade social. a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA).br 47 . desnecessidade de existência de recursos disponíveis. Tais normas são de iniciativa privativa do Poder Executivo e são consideradas leis ordinárias em sentido formal. disposições sobre as alterações na legislação tributária. Créditos suplementares Créditos especiais orçamentária específica. leis formalmente ordinárias.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Brainstorm-telegrama: Leis orçamentárias Plano plurianual (PPA). compatibilidade com o PPA e a LDO. autorizados por lei. Créditos suplementares e especiais recursos disponíveis.

pelo orçamento de investimento das empresas estatais independentes e pelo orçamento da seguridade social. como nos casos de guerra. que fará as vezes de rascunho. O conteúdo da LDO deve ser compatível com o disposto no PPA. ainda que não haja recursos disponíveis. Viu só? Se você não tiver tempo para rascunhar o texto. Ela é composta pelo orçamento fiscal. podendo ainda trazer autorização para abertura de créditos suplementares e contratação de operações de crédito.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 O PPA estabelece. de forma regionalizada. Ambos têm sua abertura autorizada por lei e dependem da existência de recursos disponíveis. Os créditos suplementares destinam-se a reforço de dotações orçamentárias existentes. especiais e extraordinários. DICA IMPORTANTE: Escreva períodos curtos! www. ainda que por antecipação de receita. mas tiver receio de escrever diretamente na folha de respostas. Neste caso. incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente. A LDO compreende. objetivos e metas da Administração Pública para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as despesas relativas aos programas de duração continuada.com. enquanto os créditos especiais referem-se a despesas para as quais não haja dotação orçamentária específica. comoção interna ou calamidade pública. A previsão de receitas e a fixação de despesas na LOA podem ser atualizadas por meio de créditos adicionais. orienta a elaboração da lei orçamentária anual. experimente fazer um brainstorm mais incrementado. dispõe sobre as alterações na legislação tributária e estabelece a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. entre outros assuntos. a abertura é feita na esfera federal por medida provisória. as diretrizes. Já a LOA contém a previsão da receita e a fixação da despesa para o exercício seguinte. Já os créditos extraordinários são abertos para atender a despesas imprevisíveis e urgentes.br 48 . Esta lei deve ser compatível com o PPA e a LDO. as metas e prioridades da administração pública. nos termos da lei. os quais se classificam em suplementares.pontodosconcursos.

já que a revogação pressupõe a análise do mérito administrativo.br 49 . tendo em vista que o Poder Judiciário deve se limitar a analisar apenas os aspectos referentes à legalidade dos atos administrativos. www. Na verdade.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Período são os intervalos separados. Qual dos dois textos é mais claro? Não há dúvidas de que o segundo. Tudo foi dito em um único período de várias linhas! Evite isso em suas redações. a primeira opção ficou extremamente longa e cansativa. a qual só pode ser feita pela própria Administração Pública. ao contrário da Administração. esse Poder só pode agir quando provocado pelo interessado. Além disso. que pode agir de ofício ou por provocação. Os atos administrativos podem ser extintos pela revogação ou pela anulação. pois eles dão maior clareza ao seu texto. por um ponto final (alguma vezes. além de só poder agir por provocação do interessado. em geral. ao passo que a revogação só pode ser feita por aquela. que pode agir de ofício ou por provocação. sendo que a anulação pode ser decretada pela própria Administração ou pelo Poder Judiciário. mas o segundo trecho utilizou frases mais curtas. Procure construir períodos curtos. ao contrário da Administração. Compare os dois trechos abaixo: Os atos administrativos podem ser extintos pela revogação ou pela anulação. a qual só pode ser feita pela própria Administração Pública. O Judiciário deve se limitar a analisar apenas a legalidade dos atos administrativos. quando os atos são inoportunos ou inconvenientes. A anulação pode ser decretada pela própria Administração ou pelo Poder Judiciário. Esta é empregada quando os atos são ilegais e aquela. ao passo que a revogação só pode ser feita por aquela. Ambos disseram exatamente a mesma coisa. sendo esta empregada quando os atos são ilegais e aquela utilizada quando os atos são inoportunos ou inconvenientes.pontodosconcursos.com. Isso porque a revogação pressupõe a análise do mérito administrativo. Podem conter uma ou mais orações (cada oração contém um verbo). por ponto de interrogação ou exclamação e até por reticências).

Cuidado também com a prolixidade (texto prolixo é aquele demasiadamente longo.pontodosconcursos. uma construção um pouco mais longa ou uma letra de maior tamanho que o normal pode ser a solução. da melhor maneira possível e sem burocracias excessivas (as quais emperram o funcionamento da máquina administrativa no país). a ser decifrado. Por exemplo. sempre que for possível. a Administração Pública brasileira deve procurar implementar. se você estiver diante de um problema de preenchimento do número mínimo de linhas. medidas que promovam efetivamente os preceitos da administração gerencial.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 É importante. “exigência estapafúrdia” etc. Mas não abuse! TIPOS DE QUESTÕES DISCURSIVAS Ao longo de nossa experiência. É claro que. “escandalosa irregularidade”. não jornalístico ou político. em vez de escrever: Conforme se pode concluir de tudo o que foi exposto acima. www. como professores ou concurseiros. Evite construções como “simples advertência”. em prol de uma maior eficiência no serviço público brasileiro.com. em prol da eficiência no serviço público. ainda. com informações desnecessárias). cansativo. evitar a utilização excessiva de adjetivos em seu texto. existem questões com enunciado: curto e vago.br 50 . Por exemplo. Escreva: Assim. aprendemos a identificar alguns tipos de questões nas provas discursivas. O seu texto deve ser técnico. a Administração Pública deve implementar medidas que promovam efetivamente os preceitos da administração gerencial.

8. do regime jurídico único.br 51 .112/90.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 direto ao ponto. com textos de apoio. de determinados atos administrativos. o esforço de brainstorm e planejamento deve ser no sentido de não se perder o foco da questão. para aferir a legalidade. e quanto às normas constitucionais. sobre o âmbito de incidência. com tópicos de resposta requeridos. suas garantias fundamentais e fiscalização específica.pontodosconcursos. buscamos a resposta à indagação: “o que o examinador quer que eu faça?”. concomitante ou a posteriori: como caracterizar o controle exercido pelo TCU? Nesse tipo de questão. Cada qual exige uma abordagem própria. relativas aos servidores públicos. expressamente. Enunciado a ser decifrado (ESAF/ACE/TCU/2006) Dissertar. Esse tipo de enunciado exige um bom esforço de interpretação do candidato. Vejamos alguns exemplos: Enunciado curto e vago (ESAF/ACE/TCU/2006) Desenvolva um texto argumentando sobre o seguinte tema: Prévio. estabelecida na Constituição. estabelecido na Lei n. regidos por aquele diploma legal. concernentes a suas relações jurídico-funcionais. longo.com. Enunciado direto ao ponto www. Em todos.

tomando-se 1997 por base. Não pela ameaça de Lula. as invasões caíram bastante e os crimes por conta de questões fundiárias diminuíram acentuadamente. com textos de apoio (CESPE/AFCE/TCU/1998) Leia os textos a seguir. mas como conseqüência da política econômica do governo FHC. caiu 62%. o atual governo enfrentou – e está vencendo – o secular problema da terra em nosso país. com a desapropriação.pontodosconcursos. no caso. Texto II A revista Carta Capital – dirigida pelo renomado jornalista Mino Carta – fez recentemente uma longa reportagem revelando que o verdadeiro caos social já está instalado no país. Somente aqui os 10% mais ricos são donos de 48% de tudo o que é produzido. b) É o campeão de pagamento de juros ao exterior. o conceito e as características do princípio da proporcionalidade. Folha de S. Quanto ao sul do Pará – a fratura exposta do nosso problema fundiário –. 800 mil hectares foram desapropriados e R$ 265 milhões aplicados apenas em 98. só do ano passado para cá. Tem mais: este ano assentamos – média nacional – uma família a cada cinco minutos enquanto o tempo decorrido entre a desapropriação e a colocação da família sobre a terra diminuiu 336 dias (quase um ano).316 hectares desapropriados e recebeu R$ 52 milhões em investimentos. p. 3 (com adaptações). de mais de 8 milhões de hectares e o assentamento de 300 mil famílias.br 52 . www. com a criação de instrumentos poderosos como o Banco da Terra. o número de assassinatos de trabalhadores rurais em 1998.000 famílias assentadas. A rigor. riqueza e desigualdade social.com. mais de 2.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 (FESP-RJ/TCE-RJ/PROCURADOR/2001) Em que consiste o princípio da proporcionalidade? Esse tipo de questão é perigoso quando não se domina bem o ponto da matéria focalizado pela questão. Resultado. Raul Jungmann. Em parte decorrência disso. E revelou muitos dados oficiais da realidade brasileira: a) O Brasil é o campeão mundial de concentração de renda. Paulo. Cerca de 52% do Orçamento da União vai para pagar juros. 5/7/98. com a ampla mudança legal (o novo Imposto Territorial Rural. em quatro anos. Enunciado longo. 51.) conquistada no Congresso Nacional. nacionalmente. a aprovação do rito sumário etc. 24 mil famílias estão sendo assentadas em dois anos. como estímulo à produção de texto argumentativo Texto I Já o Pontal do Paranapanema – lembram? – teve.

um francês pra ninguém botar defeito. que nesses quatro anos o salário subiu apenas 27% (em média) no Brasil? E mesmo a inflação. que só quem é filho de pai e mãe germânicos herda o falar alemão. Então. desde Getúlio. sempre descobrirá motivos para reclamações. o CESIT. Já o nosso FH é um intelectual que lê os livros da sua escolha e não os das listinhas do protocolo.pontodosconcursos. Mas hoje em dia. se a gente se arriscar às queixas. da Folha. o poder de compra médio. pronto para ser lido e dizendo quase sempre os mesmos lugares-comuns. compostas pelos secretários. O índice de homicídios nas grandes cidades era de 11 para cada 100 mil habitantes no início do governo FHC. d) As condições de vida se comparam com as dos países mais pobres do planeta: 44% da população ganha menos de R$ 2 por dia. Já está instalado. Há ainda 17% de analfabetos adultos.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 c) É o campeão da dívida externa. subiu 58% no mesmo período. Apenas 41% têm esgoto. Agora. Obviamente. Pulamos de US$ 98 bilhões para US$ 179 bilhões em quatro anos. E fala línguas.br 53 . 18% da população está abaixo da pobreza absoluta. Temos 18. talvez. Como explicar. 52 morrem. esse medo de ser desprimorosa já é uma dificuldade que se carrega desde muito tempo. da UNICAMP. A cada mil crianças que nascem. Texto III Um amigo de Boston (brasileiro) me escreve perguntando notícias do Brasil. É mais fácil a rainha fazer uma gafe do que ele. que dizem ser inexistente. alemão é tão difícil para brasileiro. www. à democracia. no entanto. Agora é de 20. Como se pobre consumisse. João Pedro Stédile. e) Somos o segundo país do mundo de maior concentração da propriedade da terra. e sobretudo dos mais pobres. de chefe de estado para chefe de estado. também. diminuiu. evitando ser desprimorosa? Bem. Que é que posso dizer. O Datafolha. o que revela um crescimento de 209% no desemprego de 1980 até hoje. Não sei se fala alemão. f) O governo orgulha-se que o Real aumentou o consumo e usa dados esdrúxulos de consumo de iogurte. é mesmo poliglota. Esse é o verdadeiro caos social. Esse plano econômico é reconhecidamente de exclusão social. queijo. revelou em junho de 1997 que os excluídos compõem 59% da população. no espanhol então é imbatível. às boas normas da convivência internacional. viagens ao exterior. mas. concluiu que 74. francamente. Desde a cúpula do governo: temos um presidente muito especial – sem aquela casca espessa dos velhos políticos profissionais que parecem ter um discurso gravado na mão.9% de desemprego.5% da população está excluída do plano FHC. só dá vontade de responder aos amigos de fora dizendo que estamos indo muito bem. Quando vai ao estrangeiro fala um belo inglês de Oxford. O presidente é um homem aberto à discussão política. FH dialoga até com a rainha da Inglaterra com absoluta segurança.com.

dá no pessoal uma espécie de amnésia coletiva e seletiva: só se recordam as vitórias. O mais curioso de tudo é que. mas onde é que ela é pequena? Uma coisa que se deve ressaltar e ninguém o faz: quem se lembra mais de inflação? Quem se recorda de poucos anos atrás. 25/4/98. sendo a vida um problema tão difícil de enfrentar. é verdade. p.pontodosconcursos. Mas juiz é outra profissão perigosa. ninguém quer morrer. num apego à vida tão grande. E não falei nas guerras. In: Correio Braziliense. mas guarda raiva no coração. E quando a guerra acaba. dentro de condições que. sempre para uma grande maioria. e há as justas greves de professores. 23 (com adaptações). de hinos. Juiz também. em todo o mundo. Várias vezes por ano a gente tinha aumento de salário. que é como se vivêramos no próprio paraíso. “Opinião”. porque o aumento do nosso ganho jamais alcançava o aumento da inflação. a sapataria lhe cobrava um acréscimo pela troca – porque o sapato aumentara de preço da véspera para o dia seguinte! Isso aconteceu comigo. mas não adiantava.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Isso quanto aos aspectos exteriores do governo Fernando Henrique. Mas guerra é uma coisa inacreditável: o povo só combate nelas levado por uma espécie de embriaguez coletiva. são absolutamente intoleráveis! Mas a gente vai vivendo. é claro. À medida que vou ficando mais velha. de nós todos. Quanto ao mais. quando você comprava um par de sapatos por um preço e. as desordens inevitáveis – atropelamentos. Quase todo mundo tem um parente ou amigo que recebeu de algum juiz uma sentença dura (não importa que seja merecida) e tem que acatar a sentença. geradora também de ressentimentos. O mundo é muito difícil de explicitar. a média é de razoável para bom. faz tudo com conformação e paciência e jamais perde a determinação de um dia conquistar a felicidade. sucedendo ir à sapataria para trocar o número do calçado que estava lhe apertando o pé. pelo que se diz. casa no civil.com. Deputado fazendo discurso em que diz que este país continuará perdido enquanto o partido dele não subir ao governo. mas tão grande. Todos – absolutamente todos – só se empenham em prolongar os seus dias cá no mundo. os tempos de inflação vertiginosa. desespero ou conformação? www. vota nas eleições. A carestia anda grande. passeatas reivindicando melhor salário para algumas categorias. por milênios. a poder de banda de música. Quanto à vida do povo. posicionando-se acerca do seguinte tema: Perspectivas econômicas e sociais para o Brasil: esperança. não ganha o merecido. de discursos patrióticos. Rachel de Queiroz. E esse alívio da inflação bastaria para a gente se sentir satisfeita com o governo. de certa forma a ordem reina por toda parte. uma das minhas perplexidades é descobrir como é que a espécie humana consegue habitar e comandar este mundo. A partir das idéias apresentadas nos textos que compõem a Prova Discursiva – Dissertação. paga os impostos. batiza os filhos. É como eu disse no começo: o mundo é mesmo inexplicável. descontando. redija um texto argumentativo.br 54 . justas porque eles realmente ganham mal.

para fazer um panfleto apaixonado. controle legislativo. Enunciado com tópicos de resposta requeridos (ESAF/GESTOR/MPOG/2009) Discorra objetivamente Controle da Administração Pública. a favor de ou contra X. Havia um grande risco de o candidato se deixar levar por suas opiniões político-partidárias. controle judicial. a opinião de um Ministro do Governo. ou. e que contêm. de um lado. ainda. uma perigosa armadilha: lembre que o concurso ocorreu no ano da reeleição do presidente Fernando Henrique Cardoso (1998) e o enunciado apresentou.com. abordando: a) b) c) d) a o o o sobre o finalidade do controle. Assim. Y ou Z. que são apenas um “estímulo” a uma questão aberta. outra boa dica para elaborar sua resposta é transformar cada um dos pontos requeridos em uma pergunta direta. e de outro.pontodosconcursos. Nesse tipo de questão. e deixar de produzir um bom texto técnico. neste exemplo: a) Qual é a finalidade do controle da Administração Pública? b) O que é o controle administrativo e quais são suas principais características? c) O que é o controle legislativo e quais são suas principais características? d) O que é o controle judicial e quais são suas principais características? EXEMPLOS DE QUESTÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL www. defendendo ou criticando o Governo.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Ninguém merece!!! Veja só que maldade! Perdeu-se um tempo enorme para ler esses três textos. controle administrativo. a de um de seus mais ferozes opositores. ainda pior. Fuja de tais armadilhas! Lembre-se de que o que se espera de um servidor público é equilíbrio e serenidade no exercício do cargo. essa ou aquela personalidade pública.br 55 .

princípios limitadores da autonomia dos estados-membros de uma Federação. os seguintes aspectos: . .com. Certamente. necessariamente.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 (CESPE/TCM-GO/PROCURADOR/2007) Considerando que o artigo 1. .princípios caracterizadores da Federação.pressupostos para a existência de um Estado Federal. na seguinte ordem: 1) 2) 3) 4) Conceito? Princípios caracterizadores? Pressupostos de existência? princípios limitadores da autonomia dos estados-membros? Temos agora que realizar o “brainstorm”. garante ao examinador a possibilidade de sanção! Primeira tarefa: leitura e interpretação do enunciado A banca facilitou nossa missão. redija um texto dissertativo a respeito do Estado Federal. . abordando. o roteiro é um facilitador.br 56 . provavelmente. mas também um traidor. ao não responder o tópico sugerido.º da Constituição Federal dispõe que a República Federativa do Brasil é formada pela união indissolúvel dos estados e municípios e do Distrito Federal. pois o candidato. pois é suficiente seguir o roteiro sugerido. o que será adotado para os temas de 40 a 60 linhas. Extensão: 40 a 60 linhas Esse modelo de questão é. Terceira tarefa: redação do texto www. Segunda tarefa: elaboração do plano ou roteiro do texto Nossa missão é escrever sobre o Estado Federal.conceito de Estado Federal.pontodosconcursos.

pontodosconcursos. a caracterização da nova forma de Estado: a Federação. registra-se ser ele um fenômeno moderno. são exigidas determinadas peculiaridades inexistentes até 1787 (ELEMENTO DE COESÃO). MAIS UMA VEZ. nesse encontro. Em 1787. o geográfico (território). deve-se também reconhecer que.com. aquele documento que fundaria juridicamente os Estados Unidos: a Constituição Americana. a exemplo do Estado Unitário e do Estado Federal (NOTARAM O LINK?). Relativamente ao federalismo. e o político-administrativo (governo soberano). Por tal razão. a depender da época. pode-se dizer que a estrutura do modelo federal de Estado surgiu primeiramente nos Estados Unidos. Assim. Nesse contexto. responsável por todas as atribuições políticas. Os conceitos de Estado Unitário e Estado Federal são inconfundíveis. www. cujas principais raízes datam do século XVIII. os quais atuam de forma autônoma entre si. enquanto naquele existe um único centro de poder. há diferentes pólos de poder. se é verdade que em qualquer época da história humana encontram-se referências a alianças entre Estados. como é o caso do Brasil (VEJAM. os representantes dos recentes Estados (soberanos) buscaram aprimorar a união dos territórios. na Convenção de Filadélfia. do território ou de razões históricas. nos moldes hoje existentes. Elaborou-se. nesse compasso. No entanto. como é o exemplo da França. pois. que se mostrava frágil como organização política.br 57 . no Estado Federal. para identificar um efetivo Estado Federal. A LIGAÇÃO COM O PARÁGRAFO SUBSEQUENTE). então.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 O conceito de Estado não é fixo no tempo e no espaço. Consolidou-se. podem ser encontradas diversas formas de Estado. alguns de seus elementos são constantes: o humano (povo).

Podem ser citados os seguintes exemplos de restrição à autonomia: cumprimento dos princípios constitucionais sensíveis. No entanto. A esse rol podem ser adicionadas a participação das vontades políticas dos Estados no Governo Federal. observância das normas gerais editadas pela União. cujos limites de atuação nem sempre estão bem distribuídos constitucionalmente. efetivamente. www. e possibilidade de a União utilizar-se do instituto da intervenção nos Estados. sob pena de intervenção federal. do patrimônio. a Federação mantém as características socioculturais dos Estados-membros. inexistência de direito de secessão. são eles: existência de efetiva autonomia dos estados-membros. reportado como a união de estados federados. O Estado Federal mantém seu prestígio ainda. a distribuição de autonomia pelos entes federados encontra limites. nos termos da Constituição. Ademais. não-tributação das rendas. edição das Cartas Estaduais e Leis Orgânicas em observância às diretrizes gerais previstas na Constituição da República. Há autores que criticam a existência da Federação. e dos serviços entre os entes federados (a denominada imunidade recíproca). põe freios ao exercício da autonomia dos entes políticos.com. tem-se acrescido ao federalismo a função de garantia da democracia participativa.pontodosconcursos.br 58 . conceituar um Estado como federal. a repartição de competências e a repartição de rendas. previsão de um tribunal habilitado a resolver eventuais conflitos de competência. com sua multiplicação de círculos de decisões políticas em que o cidadão fica mais próximo do poder. todos autônomos.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Porém. quando circunstâncias desagregadoras comprometerem a sobrevivência da Federação. assegurada por uma Constituição comum. em razão dos conflitos políticos e jurídicos advindos da coexistência de inúmeras esferas autônomas. O federalismo. afinal de contas. em sua origem. há certos pressupostos para que se possa. por exemplo. por preservar os particularismos.

responsável por todas as atribuições políticas. há diferentes pólos de poder. Nesse contexto.pontodosconcursos.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 A despeito disso. a exemplo do Estado Unitário e do Estado Federal. no Estado Federal. a Federação vem sendo considerada a forma mais avançada de descentralização política. a depender da época. a contento: há o conceito de Estado Federal? Há os princípios e os pressupostos do Estado Federal? Se a resposta for positiva. pois. do território ou de razões históricas. para identificar um efetivo Estado Federal. Os conceitos de Estado Unitário e Estado Federal são inconfundíveis. se é verdade que em qualquer época da história humana encontram-se referências a alianças entre Estados. No entanto. pois quem não obtiver ou não quiser a liderança federal poderá ter acesso aos poderes locais. parabéns. Dessa forma. são exigidas determinadas peculiaridades inexistentes até 1787. deve-se também reconhecer que. não se pode olvidar que esse tipo de configuração de Estado assegura oportunidades mais amplas de participação no poder político. PROPOSTA DE SOLUÇÃO O conceito de Estado não é fixo no tempo e no espaço.com. como é o exemplo da França. Assim. você receberá os pontos previstos na planilha de correção. registra-se ser ele um fenômeno moderno. o geográfico (território). enquanto naquele existe um único centro de poder. e o político-administrativo (governo soberano). www. podem ser encontradas diversas formas de Estado. se os quesitos foram respondidos. como é o caso do Brasil. os quais atuam de forma autônoma entre si. Quarta tarefa: revisão da resposta É o momento de verificarmos. Relativamente ao federalismo.br 59 . alguns de seus elementos são constantes: o humano (povo). em última leitura. nos moldes hoje existentes. cujas principais raízes datam do século XVIII.

quando circunstâncias desagregadoras comprometerem a sobrevivência da Federação.br 60 . conceituar um Estado como federal. na Convenção de Filadélfia. O Estado Federal mantém seu prestígio ainda. não-tributação das rendas. Podem ser citados os seguintes exemplos de restrição à autonomia: cumprimento dos princípios constitucionais sensíveis. a Federação mantém as características socioculturais dos Estados-membros. todos autônomos. que se mostrava frágil como organização política. previsão de um tribunal habilitado a resolver eventuais conflitos de competência. afinal de contas. Porém. assegurada por uma Constituição comum. Ademais. www. com sua multiplicação de círculos de decisões políticas em que o cidadão fica mais próximo do poder. cujos limites de atuação nem sempre estão bem distribuídos constitucionalmente.com. inexistência de direito de secessão.pontodosconcursos. e dos serviços entre os entes federados (a denominada imunidade recíproca). tem-se acrescido ao federalismo a função de garantia da democracia participativa. a caracterização da nova forma de Estado: a Federação. observância das normas gerais editadas pela União. sob pena de intervenção federal. efetivamente. em sua origem. Consolidou-se. a repartição de competências e a repartição de rendas. em razão dos conflitos políticos e jurídicos advindos da coexistência de inúmeras esferas autônomas. pode-se dizer que a estrutura do modelo federal de Estado surgiu primeiramente nos Estados Unidos. por exemplo. edição das Cartas Estaduais e Leis Orgânicas em observância às diretrizes gerais previstas na Constituição da República. reportado como a união de estados federados. são eles: existência de efetiva autonomia dos estados-membros. Elaborou-se. No entanto. e possibilidade de a União utilizar-se do instituto da intervenção nos Estados. nesse compasso. nesse encontro. aquele documento que fundaria juridicamente os Estados Unidos: a Constituição Americana. por preservar os particularismos. há certos pressupostos para que se possa. do patrimônio. os representantes dos recentes Estados (soberanos) buscaram aprimorar a união dos territórios. então. Há autores que criticam a existência da Federação.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Por tal razão. A esse rol podem ser adicionadas a participação das vontades políticas dos Estados no Governo Federal. nos termos da Constituição. Em 1787. O federalismo. põe freios ao exercício da autonomia dos entes políticos. a distribuição de autonomia pelos entes federados encontra limites.

Tendo o texto acima como referência inicial e considerando que ele tem caráter meramente motivador. necessariamente. redija texto dissertativo acerca do seguinte tema: O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO E A IGUALDADE DE TODOS PERANTE A LEI Ao redigir seu texto. de qualquer dos Poderes. p. É o que determina a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) n. . quem descumprir a lei estará sujeito a punição por ato de improbidade administrativa. Vamos à outra? (CESPE/TÉCNICO JUDICIÁRIO/TRT 1. a Federação vem sendo considerada a forma mais avançada de descentralização política. De acordo com o texto da PEC. que emitem sentenças contra o nepotismo.ª REGIÃO/2008) Parentes de autoridades não poderão ser nomeados para cargos em comissão no âmbito da administração pública.br 61 .a igualdade como fundamento da democracia. Gostou? Beleza. aprovada na Comissão de Constituição. pois quem não obtiver ou não quiser a liderança federal poderá ter acesso aos poderes locais. os seguintes aspectos: .DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 A despeito disso.º 49/2003. 23/5/2008. em todas as esferas de governo. 3 (com adaptações). . Dessa forma.com. direta ou indireta. A proposta segue agora para votação em plenário. aborde. Justiça e Cidadania do Senado Federal.o nepotismo como negação do espírito da cidadania. Jornal do Senado.a Constituição de 1988 e a defesa do ideal de cidadania. Essa iniciativa tem por objetivo colocar na Lei Maior aquilo que já é consagrado por vários tribunais. Extensão: até 30 linhas www. não se pode olvidar que esse tipo de configuração de Estado assegura oportunidades mais amplas de participação no poder político.pontodosconcursos.

como “por fim”. CF/88). Façamos o brainstorm: 1) Estado Democrático de Direito: cidadania. Nomeação de parentes para cargos públicos: ofensa ao princípio do livre acesso aos cargos públicos (art. I. Direitos fundamentais como cláusulas pétreas. Objetivos fundamentais da República: construir uma sociedade livre.pontodosconcursos. Cidadania como fundamento da República. que servia à ditadura militar.º 13. Oposição à Carta anterior. isonomia (igualdade) de todos perante a lei. Controle da Administração pelo cidadão. Nepotismo: ofensa aos princípios da impessoalidade e da moralidade. havendo espaço.). É ideal elaborar um parágrafo de introdução. “por último” etc. nos termos da CF/88. justa e solidária.º. Direitos sociais e dignidade da pessoa humana. “finalmente”.br 62 . 5. Muito bem. mais um para a conclusão (lembre-se: não havendo espaço para a conclusão. notadamente para ocupação de cargos em comissão) no serviço público. elaboremos nossa proposta de solução: www. Igualdade entre homens e mulheres. 4) Igualdade na Administração Pública: princípio da impessoalidade. de posse dessas ideias. 3) CF/88: valorização da igualdade material. Negação do espírito da cidadania. que veda o nepotismo (favoritismo de autoridades em relação a parentes. igualdade material (efetiva).DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Esta questão foi elaborada antes da publicação da Súmula Vinculante n. Igualdade como direito fundamental: art. erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais. 37. Exercício direto ou indireto da cidadania. inicie o último parágrafo de desenvolvimento com uma expressão de finalização. 2) CF/88: Carta Cidadã. um parágrafo para cada aspecto destacado no enunciado e.com.

do plebiscito. e solidária. Nesse sentido. o qual será exercido diretamente. tendo entre seus fundamentos a cidadania e a dignidade da pessoa humana. em tramitação no Congresso Nacional. a República Federativa do Brasil é um Estado Democrático de Direito. Desse modo. 5. como a edição da Súmula Vinculante n. O art. tendo como prioridade assegurar o exercício da cidadania. Assim. é ofensiva à impessoalidade a prática do nepotismo.º da CF/88 considera a igualdade como um direito fundamental.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Segundo a Constituição Federal de 1988 (CF/88). principalmente sob a ótica material. por meio de representantes eleitos. ou indiretamente. erradicar a pobreza e a marginalização.º 13 e a Proposta de Emenda Constitucional n. por meio do voto. estabelecendo direitos sociais que o tornam efetivo. O princípio da igualdade está presente também na Administração Pública.br 63 . não se admitindo favoritismos pessoais. muitas vezes sem a qualificação necessária. todos devem ser tratados com isonomia pelo Poder Público. e reduzir as desigualdades sociais e regionais.º 49/2003. o qual se reveste da condição de cláusula pétrea.com. o nepotismo representa a negação do espírito da cidadania. além de violar o princípio da moralidade. justa. ela prevê como objetivos fundamentais da República: construir uma sociedade livre. o nepotismo representa grave violação ao Estado Democrático de Direito e à igualdade de todos perante a lei. Segundo tal preceito. do referendo e da iniciativa popular. com a nomeação de parentes para cargos públicos em comissão. Nosso país defende a integridade desses preceitos. garantindo a todos a igualdade perante a lei. 37 da CF/88). Nossa Constituição valoriza o princípio da isonomia.pontodosconcursos. Espera-se que as autoridades públicas evitem essa perniciosa prática e adotem medidas que impeçam sua ocorrência. A CF/88 é chamada de Carta Cidadã. como manifestação do princípio da impessoalidade (art. Além disso. E vamos à outra questão! Eu quero é mais! www.

em observância ao artigo 169. - iniciativa dessa proposição legislativa. pelo chefe do Poder Executivo. a remuneração dos servidores públicos somente poderá ser fixada ou alterada por meio de lei ordinária específica. abordando. elabore um texto dissertativo.br 64 .DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO/STF/2008) Considerando que os servidores do Poder Judiciário e do Poder Legislativo pretendam iniciar um movimento em prol da aprovação de um plano de cargos e salários que preveja a recuperação das perdas salariais do período. é de competência privativa da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. na esfera federal. PROPOSTA DE SOLUÇÃO Conforme dispõe o artigo 37.com. e 52. X. segundo. Além disso. IV. Extensão máxima: 30 linhas Ganha uma empada quem acertar o elaborador da proposta de solução a seguir. da Carta Magna. a concessão de qualquer vantagem ou aumento de remuneração ao pessoal dos Poderes Legislativo e Judiciário só poderá ser feita se houver prévia dotação orçamentária suficiente para atender às projeções de despesa de pessoal e aos acréscimos dela decorrentes e autorização específica na lei de diretrizes orçamentárias. Quanto à remuneração dos servidores do Poder Legislativo.pontodosconcursos. - possibilidade ou não de veto.º. www. XIII. § 1. em relação às diversas esferas federativas. necessariamente. os seguintes aspectos: - proposição legislativa adequada para dispor acerca de remuneração dos servidores dos Poderes Judiciário e Legislativo. da Constituição Federal de 1988 – CF/1988. ambos da Carta Magna. observada a iniciativa privativa em cada caso. os artigos 51. respectivamente. a iniciativa do projeto de lei.

acertou. conforme o caso. não é mesmo? Se você chegar atrasado no dia da prova.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Igualmente.pontodosconcursos. Aliás. tenha papel em branco.br 65 . relativas aos limites de despesas com pessoal. 169. devem ser obedecidas as regras relativas ao processo legislativo dessa espécie de proposição. caneta e relógio à mão. comentários e avaliações. a matéria relativa à remuneração dos servidores do Poder Judiciário deve ser também veiculada em lei ordinária específica. a. a remuneração dos servidores do Legislativo é matéria a ser tratada em lei ordinária específica de iniciativa do respectivo Parlamento. Parabéns! AGORA É PRA VALER! Está pronto(a)? Vamos ao nosso primeiro exercício.com. com a votação do projeto pelo Parlamento e o seu posterior envio ao respectivo chefe do Poder Executivo para sanção ou veto. interrompa imediatamente a redação e depois transcreva o resultado para um arquivo eletrônico. é privativa do Supremo Tribunal Federal. Quem respondeu o amigo Luciano. Lembre-se do que combinamos: antes de ler o enunciado. Segundo o art. observadas as regras do art. Quando o tempo acabar. nos Municípios e no Distrito Federal. Antes de começar. é assim que funciona nos concursos. a ser votado pelo respectivo Poder Legislativo. Comece a marcar o tempo antes de ler o enunciado. nos Estados. a iniciativa do projeto de lei. Por sua vez. Os endereços que utilizaremos serão os seguintes: www. 96. Sendo a remuneração dos servidores públicos matéria de competência de lei ordinária. pois é assim que irá receber as correções. dos Tribunais Superiores e dos Tribunais de Justiça. os portões já estarão fechados e você não poderá fazê-la. um lembrete importante: Muitos de vocês têm seus provedores de internet equipados com dispositivos anti-spam. conforme disposto nos artigos 65 e 66 da CF/1988. que você nos enviará dentro do prazo previsto. II. da Lei Maior. É preciso que você habilite o servidor de correio eletrônico a receber mensagens dos nossos endereços. Lembre-se de que não poderemos corrigir os exercícios enviados após essa data.

imagens “. A informação sobre o endereço é apenas para que vocês possam receber as correções.com.doc” “José Pereira da Silva – Exercício 2. conforme já foi falado.com Atenção: não envie seus exercícios para os nossos endereços! As redações devem ser direcionadas para a página do curso no PONTO.pdf”. manuscritos escaneados. Não temos condições de fazer correções de arquivos “.doc”.br lucianooliveira.doc” “Carlos da Silva Pereira – Exercício 3.jpeg”.professor@gmail. conforme exemplos abaixo: “Maria da Silva Santos – Exercício 1. na estação de trabalho em que estivermos. você também receberá o feedback dos seus exercícios mais rapidamente.doc” www. está bem? ATENÇÃO! IMPORTANTE! Vamos uniformizar a nomenclatura dos arquivos. recursos para leitura de arquivos em formato OpenOffice ou Word 2007 (“. Bem. a fim de cumprirmos o cronograma do curso até a data da prova.gih” ou “. de um modo que fique mais fácil para os professores a organização do trabalho de correção. E nem sempre teremos à disposição. Pedimos então a gentileza de que os arquivos enviados com as redações de vocês venham com o formato “.doc” “Nome do Aluno – Exercício N.doc”. consequentemente.br 66 . nosso trabalho será mais rápido e. sob pena de eles não poderem ser corrigidos.pontodosconcursos. Isso é muito importante porque os professores estão se desdobrando com a maior rapidez possível. Outra observação é que só corrigiremos arquivos no formato Word com extensão “.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 professor_luiz_henrique_lima@yahoo.docx”). a regra é a seguinte: solicitamos que você nomeie os arquivos que nos enviará com o seu nome e o respectivo número do exercício. Se você seguir todas as regras apresentadas.com.

Até o nosso próximo encontro! Um forte abraço! Luiz Henrique Lima Luciano Oliveira www. agora. resolvendo as demais questões que foram apresentadas ao longo desta aula. Na próxima aula.br 67 . por hoje é só. pessoal. Extensão: 40 a 60 linhas Boa sorte! Ao final do texto digitado.com. então. mãos à obra! Resolva a seguinte questão discursiva: Simulado n. mencionando as modalidades de fiscalização previstas naquela Carta. faremos comentários gerais sobre as respostas enviadas pelos participantes do curso e aprofundaremos os estudos sobre a prova discursiva. disserte sobre a organização e a finalidades do sistema de controle interno previstas na Constituição da República.pontodosconcursos. Não deixem também de treinar.º 1 – Direito Constitucional À luz de seus conhecimentos.DISCURSIVAS PARA A CGU 2012 LUIZ HENRIQUE LIMA E LUCIANO OLIVEIRA – AULA 01 Tudo combinado? Muito bem. anote as seguintes informações: Número de linhas manuscritas: ___ linhas Tempo utilizado: ___ minutos E-mail para envio da correção: _________@_____ FIM DE PAPO Bem.