O que é um forno ?

O Dicionário de Inglês Oxford define um forno como " uma estrutura fechada para
aquecimento intenso pelo fogo , esp. de metais, ou água " , enquanto que um forno é descrito
como " como forno ou forno para a queima , bakingor secagem , esp. para calcinação de cal ou
queimar cerâmica " . Na realidade, há pouca diferença entre os dois; lareiras e fornos ambos
operando a uma temperatura similar. Os dois nomes devem mais a tradição do que a
diferenças funcionais .
Fornos são o bloco básico de construção da nossa sociedade industrial, na verdade eles são a
base de toda a nossa civilização , como já foi discutido. O principal objectivo de uma fornalha é
para atingir uma temperatura de processamento superior ao que pode ser conseguido ao ar
livre . Embora alguns processos pode ser realizada ao ar livre , para fazer isso seria muito
menos eficiente , o consumo de combustível seria muito maior e controle do processo seria
muito mais difícil .
Fornos podem ser utilizados para facilitar uma ampla gama de reacções químicas , ou, em
alguns casos, simplesmente por processos físicos , tais como o recozimento ou a secagem .
Projeto do primeiro é normalmente mais complexo do que o último, mas não exclusivamente.
Um dos desafios do projeto forno é para determinar a taxa crítica etapa determinante (s) e
para garantir que estes são efetivamente abordados no projeto. Desta forma, a fornos mais
eficientes menores e mais projetos de baixo custo muitas vezes pode ser desenvolvido.
Neste livro que deve ser lida com fornos de processamento de materiais a temperaturas
elevadas , isto é , acima de 400 ° C , especialmente aqueles em que o produto está
directamente exposta às chamas . Não vamos discutir caldeiras a vapor , a concepção e fabrico
de que é um assunto altamente especializado. Em qualquer caso, caldeiras a vapor ter
alcançado tais eficiências altas que apenas ganhos marginais são possíveis. Ganhos futuros na
eficiência da geração de energia elétrica , por exemplo , dependem de melhorar a eficiência do
ciclo ; enquanto isso vai impactar no projeto da caldeira , este não é o lugar onde os ganhos
serão provenientes . Os leitores devem consultar Babcock e Wilcox (2005) para mais
informações sobre o projeto da caldeira
1.1.2 classificação Furnace
Há um número quase infinito de maneiras de fornos classificar , por exemplo, por forma , a
indústria , de produto, etc , mas uma classificação muito simples, baseada em conceitos de
transferência de calor do tipo de fonte de calor e o tipo de dissipador de calor é mostrada na
Figura 1.3 . Este sistema de classificação é altamente simplificado, mas é útil porque a natureza
do produto , o tipo de combustível , e o mecanismo de transferência de calor têm uma grande
influência sobre a disposição física da fornalha . Deve-se notar que muitos dos fornos têm
vários dissipadores de calor e usar vários combustíveis , seja simultaneamente ou em
alternativa , o que também afecta o desenho de forno . Exemplos de fornalhas de queda nas
classificações mostrados na Figura 1.3 são apresentados na Tabela 1.1 . As descrições e
ilustrações de uma ampla gama de fornos de reuniões a classificação mostrada na Figura 1.3
acompanhamento mais adiante neste capítulo . Também consulte a Figura 1.3 quando se
considera o projeto de fornos no Capítulo 12.

1. enfrentar os desafios futuros . ele pode ser tomado como um " dado" no ambiente de hoje e é coberto extensivamente no Capítulo 8. portanto. Alcançar uma vida satisfatória por muito tempo com baixos custos de manutenção Objectivo n º 1 substitui todos os outros.1 Simples química de combustão A maioria dos combustíveis industriais são hidrocarbonetos. Construir o forno para o menor custo de capital 4 . A nossa abordagem é considerar as questões básicas que afetam o desempenho do forno a partir de primeiros princípios e . Utilize combustível mínimo e energia para alcançar esse produto 3. dado que os outros objectivos são muito mais difíceis de avaliar na fase de concurso. Estes são oxidados para libertar calor durante a combustão. As equações a seguir definem o Sistema Quimicamente Reagindo Simples (SCRS). forçando uma nova abordagem para muitas aplicações. eles nem sempre são alcançados.1. por outras palavras. Embora estes cinco objectivos pode parecer evidente . para produzir um produto de alta qualidade a um custo mais baixo possível. os níveis de tripulação 5 . Esperamos que esta abordagem irá eventualmente substituir as técnicas tradicionais e atingir ganhos significativos na prática a eficiência do forno . em seguida. Este livro pretende fornecer aos designers e operadores com as ferramentas para alcançar a melhor combinação dos acima de cinco objetivos para o seu processo especial e. Enquanto a segurança não tenha sido mencionado nos objetivos acima . Esta abordagem levou a relativamente pouco esforço de engenharia que está sendo gasto na melhoria de projetos existentes .3 Princípio objetivos de projetistas e operadores de fornos 1 . se o produto não for satisfatória. No entanto. porque o tempo de engenharia é caro e os custos são difíceis de recuperar para o construtor do forno . uma era de custos de combustível e de energia mais elevada irá colocar novas demandas para projetistas e operadores de fornos . A química deste processo envolve a oxidação da cadeia de reacções muito complexas. construir uma metodologia de projeto sobre estas considerações. assim chamado porque os seus constituintes elementares primárias são de carbono e hidrogênio. então ele não pode ser vendido ou devem ser vendidos por um preço inferior . porque . Obter um produto satisfatório 2. No entanto. Operar com o menor possível. Usuários da fornalha têm geralmente adquiridos com base no custo de capital . 2. de forma compreensível . em nossa experiência. para a maioria dos fins de projeto de engenharia podemos razoavelmente simplificar a química de quatro reações básicas. . A arte do projecto de forno envolve a realização da melhor combinação destes cinco objectivos ao longo de toda a vida útil do forno .

A liberação bruta de calor é o que é liberada quando o hidrogênio é oxidado ea água condensada .2. a reacção acima descreve o resultado global da oxidação do carbono. Pode ser visto que apenas pouco mais de metade do calor é libertado para a produção de monóxido de carbono . reage com o oxigénio disponível na mistura . esta reacção raramente ocorre em sistemas de combustão práticos. A taxa à qual hidrogénio oxida é significativamente mais rápido do que o do carbono . se liberado para a atmosfera .1. O monóxido de carbono é também um importante poluente do ar e é um perigo para a saúde como um gás venenoso em altas concentrações . ou pobres de mistura de combustível / ar .2 A oxidação completa do hidrogénio A diferença dos estados físicos da água produzida como resultado da oxidação de hidrogénio é a razão para a complexidade da rede e poder calorífico bruto de combustíveis de hidrocarbonetos . . 2. Por conseguinte. como discutido mais adiante nesta secção. do hidrogénio . irá causar uma redução significativa da eficiência de combustão .1. enquanto o valor calorífico líquido é o calor que é liberado enquanto a água permanece como vapor. Assim. qualquer queimador produzir monóxido de carbono como um resultado de um desequilíbrio estequiométrico .3 A oxidação incompleta de carbono No caso da combustão imperfeita . é absolutamente essencial para prevenir a produção de níveis significativos de monóxido de carbono em qualquer sistema de combustão . No entanto. mas é o resultado de uma cadeia de reacções envolvendo o monóxido de carbono como um produto intermediário. O efeito principal de produção de monóxido de carbono no processo de combustão é o de reduzir a libertação de calor a partir do combustível .1. 2. A primeira é também referido como o valor mais elevado de aquecimento ( PCS) e o segundo como o poder calorífico inferior ( PCI) . mas alguns serão parcialmente oxidado a monóxido de carbono . nem todo o carbono no combustível vai ser oxidado a dióxido de carbono. em comparação com a combustão completa do carbono . preferencialmente.1 A oxidação completa do carbono C? O CO? kJmol? 22 ? 394 1 Desde que não está presente oxigénio suficiente na mistura.

mas o ar restante ( secundária .4. Assim .1. ou seja. A taxa de arrastamento depende da relação entre o impulso do jato combinado de ar primário e combustível. as reacções de oxidação prossiga rapidamente para o ponto onde CO é formada . O ar primário . até CO neutralização é atingida . Além disso . 2. mas . Um grau moderado de recirculação é uma indicação positiva de que a mistura de combustível / ar é completo . o mais rápida da mistura de combustível / ar . como discutido no Capítulo 6 .9 ilustra como recirculação externa é criada em um jato confinado. No entanto. terciário combinados. rodou ar primário ou um corpo bluff é usado para criar uma região de recirculação interna . se os radicais contendo hidrogénio estão presentes na chama. As características de chama são determinados por esta razão impulso . quanto maior for o caudal e velocidade do ar primário . quer em si é pré-misturado . Neste caso .2. A presença ou ausência de recirculação tem um grande efeito sobre as características do coxo . em jactos confinadas . Figura 2. Ar primário é muitas vezes definida como uma porcentagem da exigência estequiométrica ar . etc ar ) devem ser arrastada para o jacto de ar e de combustível primário . ou mistura -se muito rapidamente com o combustível no bico . etc ar. lentamente . ver Figura 2. a produção de níveis significativos de monóxido de carbono é normal . Em fornos onde a chama não é influenciado ou restritos pelas paredes . ● Ela auxilia com a estabilidade da chama . enquanto que a sua ausência é uma indicação clara de que nem todo o ar secundário foi arrastada para o jacto principal . terciária . a menos que o queimador está a funcionar a um elevado excesso de ar . para a dinâmica do secundário. a taxa de combustão de (húmidos) de monóxido de carbono aumenta significativamente. queimadores e pode ser concebido para dar as características específicas de chama pela utilização de modelação . Em muitos casos em que os hidrocarbonetos são queimados .10 . na ausência de resultados de recirculação . O monóxido de carbono pode ser adicionalmente oxidado para carbono dióxido de acordo com a seguinte reacção química reversível : A combustão do monóxido de carbono seco é extremamente lenta.4 A oxidação do monóxido de carbono O monóxido de carbono é o repositório indesejada de considerável energia de combustão em sistemas de combustão ineficientes.1 O papel do ar primário Ar primário tem dois grandes papéis em queimadores de arrastamento a jato : ● Ele controla a taxa de mistura ar / combustível . em seguida. um jato livre .

10 ) é controlado pela intensidade do redemoinho .simétricos fechados chamas jato de difusão turbulentas . com e sem a presença de recirculação externa encontram-se resumidos na Tabela 2. Já premissa de que as taxas de mistura difusionais definir as características essenciais da chama. que fez previsões de propriedades jato confinados com base na teoria de jato livre . fornecer uma " almofada" de gases de combustão inertes mais frias que impede que este impacto direto da chama. o número de rotação geométrico é sempre maior do que o número de rotação real. Porque há perdas no sistema . ou pode afetar adversamente a qualidade do produto . uma recirculação interna é constituída por um número de rotação real maior do que cerca de 0.4. Tipicamente. Um número adimensional redemoinho . então. mr . v. foi apresentada por Thring e Newby (1953) . Os gases de recirculação de uma chama alta momento . cerveja e Chigier (1972 ) . particularmente do ponto de vista dos estudos de combustão . é utilizado para caracterizar a quantidade de redemoinho .2 O papel do redemoinho flui Muitos projetos de queimadores utilizam redemoinho de ar para controlar a mistura ar / combustível .9 e 2. não é tão fácil de medir. e a massa de recirculação do fluido . o cálculo . S . As características das chamas do forno . Introduziram um parâmetro que pode ser utilizado para determinar o ponto em que o jacto a jusante iniciado recirculação de arrastamento . tendendo a " lavá-los " e fazendo com que o seu fracasso posterior . queimadores de jacto recirculatory também vai produzir uma chama reactivo e estável. 2. e todos os parâmetros que definem o seu progresso estão sujeitos a flutuações . Essas flutuações podem ser atribuídas à estrutura de turbulência do fluxo na maioria das chamas . tubos . no entanto.5 . um " número de rotação geométrico " é muitas vezes utilizado o qual é baseado nos ângulos geométricos dos geradores de redemoinho . estar em contato direto com o tijolo refratário . colidir com as superfícies de transferência de calor . 2.4. xc . por conseguinte. As chamas do forno ilustrados nas Figuras 2. uma vez que já foi notado que o número de Reynolds é tipicamente grandes quantidades no regime turbulento . O número redemoinho é a relação adimensional angular de impulso axial : Embora o número redemoinho é fácil de definir . que é mais controlável .g. tornando a operação do forno mais fácil . portanto. Por este motivo. A primeira teoria útil de um jato fechado.1 . Gases redutores quentes . xn . Um alto impulso . e há uma série de teorias de jato que nos permitem definir suas propriedades.10 são caracterizados como axi .3 Turbulência em jatos A combustão não é um processo de estado estacionário .uma tendência para a chama se expandir até que colide com as paredes da fornalha ou a carga . Para estes queimadores a presença ou a ausência de uma zona de recirculação interna ou "central" ( Figura 2. o núcleo da recirculação de Foucault .

que define as equações de conservação por perturbações diferenciais em três planos. 2. Isso leva ao modelo de estresse Reynolds. assim. o aumento do fluxo de ar provoca uma redução da temperatura do ar secundário . A Figura 2.dessas taxas deve resultar em um modelo 'completo' chama.5. Assim. uma teoria que abraça (pelo menos) dois planos devem ser usados. mas as interacções de turbulência e químicas de reacção . uma redução da temperatura de chama . A solução deste problema fundamental turbulência é a base de modelos dinâmicos de fluidos computacional (CFD). momento e conservação fluido jato fornecem a base para a análise. eo k -? modelo de quebra. é surpreendente como pouca atenção é dada a este assunto ainda hoje . . Intensificação de mistura turbulenta através da utilização de redemoinho tem mostrado ser eficaz em chamas.5 Efeito do excesso de ar no consumo de combustível Embora o efeito do excesso de ar no nível de eficiência global para processos térmicos tem sido entendido por muitos anos. Na prática. que passa através do sistema . Procedimentos computacionais para escoamentos turbulentos geralmente envolvem o cálculo da viscosidade "eficaz" . por conseguinte.13 apresenta a relação entre o nível de oxigénio dos gases de combustão e o consumo de calor medidos diariamente para um forno de cimento . O jato laminar representa condições de estado estacionário em todo o domínio completo . fazer essa suposição muito menos certo . O aumento total do consumo de combustível é muito maior do que a necessária para aquecer o ar em excesso à temperatura de saída dos gases de combustão sozinho . é provável que. Uma redução na eficiência ocorre como o nível de oxigénio é aumentado acima do valor óptimo . se S? 0. em seguida. e as equações diferenciais básicos para a massa. Quando o número redemoinho chega a unidade (S 1?) Já não podemos teoricamente justificar o uso de um jato de correlação simples. causados pelo requisito para aquecer o excesso de oxigénio e azoto . que são discutidas mais detalhadamente na seção 6. o que implica que o fluxo turbulento é comparado ao fluxo laminar com uma correção de viscosidade. momento e de transferência de calor são aplicadas. as analogias normais de engenharia entre massa. O efeito do excesso de ar sobre a eficiência térmica é muito considerável .2. Em instalações de processo em que o ar de combustão é pré-aquecido . exigindo. por exemplo. e . o componente de flutuação tangencial exerce distorções de fluxo suficientes para que ela não pode mais ser incorporados no componente axial e. Isto tem sido mostrado para ser razoavelmente válido para diversos problemas de fluxo de "simples" . sem variações locais de propriedades do jato. assim.4. Uma clara tendência é aparente e o aumento do nível de oxigénio em excesso de 1 % no forno a 5 % resulta em um aumento no consumo de calor superior a 10 % .4. Isto faz com que a temperatura da chama e a transferência de calor para reduzir a . ainda mais combustível para aquecer a carga até à temperatura do processo adequada . ou seja. mas este gera flutuações turbulentas em ambos os planos de fluxo axial e tangencial. combustão .

Em uma chama de difusão. Por fim. com os orifícios de ar abertas. Em circunstâncias normais. Quando a chama é azul pálido e emite apenas uma pequena quantidade de luz. pela decomposição e craqueamento de hidrocarbonetos complexos. a dispersão dos produtos depende de um sistema de tratamento de gases de combustão eficaz. ele é muito perigoso para a pré-mistura do combustível com o ar antes de a câmara de combustão. No primeiro caso. como ilustrado pelo laboratório Bico de Bunsen. no entanto. porque o combustível e o oxigénio são separados por uma cunha de produtos de combustão intermédias. ou seja. a maior parte ou todo o ar necessário para a combustão é misturado com o combustível antes de a porta do queimador. azul. mais silencioso e as reações são incompletos.1. Figura 5. por necessidade.5. Em muitas das chamas. o combustível / mistura de ar é a mais lenta e representa a taxa de controlar passo no processo e determina em grande parte do tipo de chama produzida porque a reacção química é muito rápida para a maioria dos combustíveis. não há nenhuma propagação de chamas verdadeiras ou a velocidade de queima e. Operado normalmente. 5. Na prática. A chama amarela ou branca resultante é conhecida como uma chama luminosa. amarelo. o ar de entrada não pode entrar e a reacção é privado de oxigénio e a extinção da chama. Se as reações em chamas de difusão são incompletos.1. a maioria das chamas cair em algum lugar entre essas duas condições extremas. ela é conhecida como uma chama não luminosa.1 tipos de chama O processo de combustão foi longamente discutido no capítulo 2 e não será reexaminado aqui. em muitas situações práticas. A não ser que os produtos de combustão são retirados do forno. Dois tipos de chama são comuns. o combustível tem ainda decomposto termicamente antes de atingir oxigénio. todo o ar de combustão. Esta distinção entre chamas de gases prémisturados e chamas utilizando difusão de uma interface entre diferentes gases é conveniente e básico. temos essencialmente uma onda de explosão de viajar através de uma mistura onde o combustível e oxigênio estão em contato íntimo. as partículas sólidas de tamanho microscópico de carbono são formados.1 chamas pré-misturados . barulhento e as reações são praticamente completa. em muitos casos. exceto para lembrar ao leitor uma das quatro fases do processo de combustão: mistura>ignição>reação química>dispersão de produtos Qualquer um destes processos pode determinar a taxa de combustão. No caso de temperaturas de chama estas partículas de carbono tornam-se incandescentes e irradiar. Quando o orifício de entrada de ar na base do queimador está fechada. ● Difusão chamas são longas. então por que usá-los em tudo? A resposta é que. Assim: ● chamas pré-misturados são curtos. a chama é quase pré-misturados. difundem progressivamente para dentro da chama depois de o porta queimador e uma difusão de resultados de chama.

8-2. mostram que as taxas a que chamas se espalham em misturas inflamáveis é aproximadamente comparável com a velocidade de tráfego : ● propano / ar . como velocidade da chama . ou seja.5 ) e os gases do índice de Wobbe semelhante irá proporcionar a libertação de calor semelhante num queimador . o que pode ser medido e correlacionadas.2 turbulentos chamas jato de difusão Ao longo do século passado . apesar do facto de a maioria das chamas industriais envolvem a mistura simultânea e combustão de correntes separadas de combustível e ar . gradientes de concentração íngremes são criados na vizinhança do orifício como o ambiente circundante é arrastado . pois estes determinam a taxa de liberação de calor . quartos em vez de tubos . Quando qualquer jet mistura em seus arredores . Muito alto a velocidade da chama pode levar à extinção da chama ou luz de volta através do bocal para o sistema de mistura .Os gases combustíveis ou vapores são capazes de queimar ao ar ou oxigénio .4 m / s) ● hidrogênio / oxigênio . Os outros parâmetros críticos são o poder calorífico e densidade específica . . Mais a jusante . Muito baixa velocidade pode superaquecer o queimador ou provocar chama a decolagem . somente dentro de limites de concentração definidos de perto como se explica no Capítulo 3 . Eles determinam o grau de segurança do sistema e da estabilidade da chama no queimador . O processo de ignição continua como uma acumulação de energia térmica . Estes limites inflamáveis estender em ambos os lados da mistura estequiométrica para os pontos onde se torna demasiado rica ou demasiado fraco para inflamar . Um queimador de pré-mistura só vai operar dentro desses limites claramente definidos . Figuras 2. A velocidade com que a chama vai viajar através de uma mistura inflamável tem uma influência importante sobre a concepção dos dispositivos de queimadores e câmaras de combustão . quando fornecidos na mesma pressão . 1981) mediram as concentrações de CO em uma chama do forno . 5. Na prática . mas ainda precisa de cuidados a tomar. causando uma explosão. a perda de calor ultrapassa o ganho térmico potencial a partir da reacção . Os limites da mistura ar / combustível dentro do qual um combustível gasoso vai queimar e a velocidade com que a chama irá propagar são os parâmetros fundamentais do projeto de sistemas de combustão pré-misturados . Figura 5. Se os limites são largas . O problema com a análise de chamas de difusão é que não há nenhuma propriedade fundamental . mesmo a força mistura não tem significado claro . respectivamente .carro rápido a 130 km / h ( 36 m / s).2 . Jenkins e Moles (1976 . mas oscilações e pulsações rápidas e aleatórias então ocorrer. Medições realizadas em grandes volumes .1. como mostrado no Capítulo 2. Se os limites são estreitos. O padrão de mistura particular é determinado pelo fluxo de mecânica e de difusão .ciclismo a 16 km / h ( 4. o valor calorífico e a gravidade específica é ligada por meio do índice de Wobbe ( WI ? CV / SG 0. Um exemplo típico desse fenômeno é a turbulenta coxo jet difusão em um forno rotativo . mistura turbulenta faz com que estes gradientes a se tornar menos grave. os cientistas pagos menos atenção às chamas de difusão do que fizeram a chamas pré-misturadas .11 . Para uma explicação completa do índice de Wobbe ver Capítulo 3.caminhada lenta a 3 km / h ( 0. a mistura particular é perigoso para lidar em um queimador de pré-mistura .85 m / s) ● hidrogênio / ar . Somente depois que o jato foi amplamente deteriorado pode qualquer aproximação à homogeneidade ser visto. o valor exacto de qualquer limite em particular será determinada pela física da perda ou ganho de calor do sistema. então é uma proposição mais seguro. fora destes limites.

em todos os sistemas de combustão convencionais por causa do fenómeno natural de arrastamento de um jacto turbulento . Se esta build-up continua a crescer . Estes dois tipos de recirculação são ilustrados na Figura 5. Fornos com um grau relativamente baixo de confinamento (ou seja. eles podem criar problemas com os combustíveis de petróleo e carvão porque as partículas queimam são atraídos de volta para a superfície na esteira e. Re. os queimadores do forno rotativo têm um grau muito mais elevado de confinamento e .11 . Exceto por alguns gravadores relativamente primitivas . ou seja. como queimadores de túnel pré-mistura e alguns queimadores dos fornos rotativos . é preferível utilizar métodos mais positivos usando recirculação. Existe. geralmente projetado para fornecer uma recirculação de fluxo interno dominante .radiação foi o principal mecanismo de estabilidade da chama em fornalhas de locomotivas a vapor e fornos abertos lareira fusão . A maneira mais simples de alcançar a recirculação é tanto por jet arrastamento descrito acima ou por alguma forma de desvio de fluxo. podem geralmente ser classificados como ' interna ' .2 estabilização da chama Uma vez que a chama foi acesa em um queimador . a forma do corpo bluff é alterada mediante o depósito e a aerodinâmica do sistema de queima em seguida. portanto. Estes produtos quentes elevar a temperatura do combustível que inflama e. Figura 5.irradiação e de recirculação . ele só vai continuar a queimar se receber um feedback de calor a partir da reação de manter a ignição ligada. por conseguinte. re . re. As concentrações mudar significativamente com o excesso de ar e as velocidades de reacção química são de pouca importância excepto na cauda da chama. Embora haja um número de métodos para se alcançar isso.10 . a chama é estável. ou perto . Para estas aplicações queimadores são. quer directamente a partir da chama.9 .radiação é raramente usado como o principal meio de estabilização da chama hoje . tipicamente ao longo do eixo do bico do queimador . são normalmente concebidos para ter recirculação de fluxo externa para limitar a chama e proteger as paredes . ou refletida a partir das paredes da câmara de combustão. recirculação transporta produtos de combustão quente de volta para o bico ou próximo a ela . o bico . o queimador .3 . ou perto . Uma vez que ambos os mecanismos podem estar presentes inteiramente acidentalmente em qualquer sistema de combustão . veja abaixo. apenas dois são de significado prático .Figura 5. Figura 5. . as paredes laterais são um longo caminho desde a chama ) tendem a apresentar relativamente fraca de recirculação de fluxo externo . A re.radiação vital volta da zona de queima de alta temperatura. Em contraste . normalmente em torno de um corpo blefe. foi algum tempo antes de sua real importância foi devidamente apreciado por engenheiros de combustão . o que ocorre geralmente . ou é levada a moverse na direcção "reverso" . portanto. muitas vezes furar a criação de um depósito carbonizada . Fluxo de recirculação ocorre quando algum do fluxo em torno da chama. geralmente por meio de um corpo bluff ou redemoinho de ar. Em uma chama. ambos desempenhando um papel importante na consolidação da revolução industrial. isto é. em maior ou Esser medida . 5. ou "externo" . em torno do exterior da chama . são afetados negativamente. ' âncoras ' uma chama .2. Enquanto corpos rombudos são bastante adequados para queimadores a gás . A recirculação do fluxo dominante. oposto ao do movimento dominante do jacto .

rodam sobre a totalidade ou parte do ar de combustão é frequentemente usado para criar a recirculação . Porque há perdas no sistema . Embora o número redemoinho é fácil de definir . A presença ( ou ausência) de recirculação . Tipicamente. No entanto queimadores a gás são geralmente classificados como pré-misturada ou difusão jato turbulento queimadores . Este excelente método de estabilização e intensificar a combustão se tornou evidente para os engenheiros de combustão durante o desenvolvimento pós -1940 de motores a jato de turbina a gás para aeronaves . o Smart et al. em que o combustível e a maior parte do ar são misturados entre si. e observou que a maioria das práticas chamas caiu entre esses dois extremos . Muitos queimadores utilizam agora turbilhão de ar para estabilizar a chama e para controlar a mistura de combustível / ar . o Internacional Fundação de Investigação da chama fez a maior parte do trabalho em caracterizar os diferentes tipos de roda das chamas que podem ser gerados como uma função do número de rotação . tem uma grande influência sobre as características da chama. Ele também desempenhou um papel de liderança na compreensão dos princípios pelos quais baixo NOx queimadores redemoinho podem ser projetados . uma vez que permite que as zonas de estequiometria característica distinta ser criado . é usado como descrito no Capítulo 2 . Existem várias razões pelas quais isso ocorre. No entanto. portanto. Em alguns casos . discutimos as quatro etapas fundamentais do processo de combustão e do fato de que nós tivemos dois tipos fundamentais de chama. S. porque exige maior potência do ventilador para transmitir o redemoinho . uma recirculação interna é constituída por um número de rotação real maior do que cerca de 0. Um grau moderado de recirculação é geralmente associada com total de combustível / mistura de ar e um aumento dramático na estabilidade da chama . um " número de rotação geométrico " é muitas vezes utilizado o qual é baseado nos ângulos geométricos dos geradores de redemoinho . não é tão fácil de medir.Para ultrapassar as limitações dos corpos de frente achatada . um número sem dimensão redemoinho . Para caracterizar a quantidade de redemoinho. O aumento da intensidade redemoinho também aumenta as taxas de mistura ar / combustível . como descrito acima . Por este motivo. Note-se que estes queimadores introduzem frequentemente uma pequena proporção de ar separado do combustível . Fluxo de recirculação pode também ser utilizada para auxiliar no desenvolvimento da tecnologia de baixo NOx de combustão . o fluxo de recirculação pode trazer de volta os gases quentes da combustão para actuar como uma fonte de ignição em relação aos reagentes . por exemplo . Para estes queimadores a presença ( ou ausência ) de uma zona de recirculação interna ou "central" é controlado pela intensidade do redemoinho . Em outros casos . 5. o número de rotação geométrico é sempre mais elevado do que o índice de turbilhão verdadeiro . este aumento da mistura não é "livre" . ele está mais associado com o aumento das taxas de mistura. ver. antes de passar através do bocal .3 queimadores de gás Na introdução deste capítulo .5 . tal como definido abaixo : Queimadores de pré-mistura . (1990 ) . como ar . pré-misturada e jet misturado . Métodos de cálculo deste valor para uma série de geradores redemoinho são descritos em Cerveja e Chigier (1972).

em que o combustível e a maior parte do ar são introduzidas separadamente e são misturados no interior do forno . em conjunto com os padrões de fluxo aerodinâmico . Figura 5. Isto é discutido mais adiante na seção 5. Esta é uma grande vergonha. Note-se que estes queimadores frequentemente misturar uma pequena parte do ar com o combustível. o ar primário . O pequeno número de gotas no núcleo de um cone de pulverização oco permite o estabelecimento de uma zona de recirculação interna que ajuda a manter uma frente de chama estável . tiragem forçada . enquanto para a direita da linha de base dentro das zonas da chama visível são mostrados . A importância da distribuição de tamanho de gota já foi discutido . Figura 5. devido ao seu alto custo . é relativamente difícil medir o tamanho da gota de um óleo spray especialmente aquela produzida por um grande atomizador industrial .21 . Figura 5.22 . na esteira de um estabilizador de chama corpo blefe. Queimadores e fornos também são classificados pelo sistema de fornecimento de ar de tiragem natural .20 é uma ilustração simplificada de um cone oco queima de pulverização .6. ignição difícil e estabilidade da chama pobre . Os parâmetros importantes que afectam a integridade de combustão incluem o tamanho das gotas e a sua distribuição na corrente de ar ( ângulo de pulverização ). Queimadores de jacto de difusão turbulenta . uma vez que este permite que o ar para misturar de forma mais eficaz com o combustível . têm pouca aplicação industrial e não serão aqui consideradas . juntamente com as emissões de partículas em excesso.4 queimadores de óleo Queimadores de óleo têm a complexidade adicional de fluxo de duas fases resultante a partir do pulverizador de combustível . como nafta e querosene que. Atomizadores de cone ocos são geralmente preferidos . Figura 5. 5. Queimadores de óleo composto de um registo de ar para controlar o fluxo de ar de combustão. Note-se a zona de reação primária . Um dispositivo de ignição também pode ser fornecida para ajudar start-up. infelizmente. Queimadores Premix são limitados aos combustíveis muito voláteis. mas antes de fazer isso . esforço e dinheiro necessários. . já que as características atomizador são o fator mais importante no desempenho queimador de óleo e gotas grossas podem fazer com que os usuários muitos problemas com má qualidade do produto e aumento do consumo de combustível. A importância de combinar o padrão de pulverização com os padrões de fluxo de ar foi estabelecido por Drake e Hubbard (1966 ). e um meio de estabilização da chama e o atomizador . o mecanismo geral de combustão de spray em um queimador de óleo serão consideradas. de cone oco e cone sólido . A combustão é então controlada pela velocidade com que o ar se mistura com o combustível . mas . tiragem induzida e projecto equilibrado. mas a realização deste jogo é difícil e testes em grande escala muito é muitas vezes necessária. por isso a maioria dos fabricantes ter colocado essa tarefa para o ' Too Hard " categoria em vez de investir o tempo .secundário.19 . O atomizador é um componente crítico e é considerado mais adiante. O fluxo de ar é mostrada à esquerda da linha de simetria . A maior parte dos pulverizadores são cónicos e dois tipos podem ser utilizados . na esteira do corpo bluff que estabiliza a chama ea zona de reacção secundária onde ocorre a queima final.

como mostrado na Figura 9. tem uma baixa eficiência térmica . como eles são baseados no calor transferido para a acusação em relação à potência térmica do combustível.6 é uma adaptação de Thring do triângulo de energia . etc ) até a temperatura de funcionamento . Figura 9. A perda de calor do pé 10 MW é composto pelo 0. Thring (1973 ) e Sunavala (1982) . as paredes e as aberturas . Para qualquer forno em funcionamento em estado estacionário . permitindo um razoável grau de dispersão . ou de pé. na secção radiante de uma caldeira a eficiência térmica é tipicamente 50 % a 60 % . Estes sistemas de recuperação de calor geralmente envolvem o pré-aquecimento do ar de combustão e / ou pré-aquecimento da carga . quanto mais baixa a eficiência do forno . Assim. A Figura 9. uma relação linear é geralmente observado . e é perdida quando o forno é desligado. A Figura 9.5 MW de perdas de calor .1 gráficos de desempenho da fornalha A maior parte dos fornos . A estrutura do forno . Isto é porque a temperatura média da carga no forno é maior do que numa caldeira . devido a outras influências . A maioria dos sistemas de fornos faça uso de recuperação de calor dos gases de combustão e / ou o produto para melhorar o rendimento térmico . por conseguinte. em conjunto com 4 MW de perdas de gás de combustão . estruturas de aço .1 e Tabela 9. Se a taxa de produção é plotado contra potência térmica em seguida . podemos escrever um equilíbrio térmico simples.5 MW de potência eléctrica e 5.3 ilustra também por isso a eficiência térmica de um forno aumenta com o aumento da produção . Além das quantidades térmicos definidos acima .9. uma vez que a proporção do calor útil no que diz respeito à entrada total aumenta . processos contínuos são mais eficiente de combustível do que em lote ou operações intermitentes. como previamente determinado . por convecção e radiação a partir do exterior para a atmosfera . refractário . uma vez que o combustível deve ainda ser utilizada para manter o sistema " em carga " .1 .2 apresenta alguns dados de produção para o sistema genérico definido na Figura 9. em oposição a caldeiras . A Figura 9. Eficiência térmica Assim relatados de sistemas de fornos são geralmente mais elevadas e pode ser em pé de igualdade com caldeiras . Em comparação. existe ainda uma potência térmica necessária para aquecer a estrutura do forno ( isto é. Este diagrama fornece uma referência rápida para a estimativa de máxima eficiência de um processo de conversão de . A análise dos dados de desempenho do forno podem ajudar a identificar utilmente as contribuições relativas desses quantidades térmicas. e . a diferença de temperatura entre a carga e a fonte de calor é menor e a transferência de calor é reduzida . maior o potencial para a recuperação de calor . Esta energia é a entrada para o forno durante o start-up. O valor de entrada térmico onde a linha extrapolada intercepta o eixo de produção de zero quantifica as perdas estruturais ou permanentes do forno. 9. mesmo sem nenhuma produção. as perdas ocorrem porque o calor é transferido por condução através da soleira do forno .3 . em seguida.2 pode ser dividida em componentes térmicos . juntamente com melhores estimativas da eficiência da conversão prática disponíveis .3 Conversão de energia Qualquer processo que usa a energia envolve a sua conversão de uma forma para outra. suportes internos . que mostra a transferência relativa das diferentes formas de energia . tipicamente na gama de 5 % a 35 % .

1 calor baixo e alto grau Temos observado que a eficiência de qualquer processo térmico depende não só da quantidade de calor fornecido . e de calor de alto grau . S. a eficiência global máximo ? 0. ele não fornece uma representação da eficácia do projeto do sistema. que diz que a entropia .? ? 0.396 . de um sistema isolado só pode aumentar (em uma mudança irreversível ) ou permanecer constante ( em equilíbrio) . devido a reacções endotérmicas . o material tem de ser mais aquecido para ? 1400 ° C .? ? 0. ea transferência de calor e de trabalho a partir de uma forma para outra sempre resulta na perda de um pouco de energia disponível. A segunda lei fornece um meio de atribuição de um índice de qualidade de energia. isto é quando o equilíbrio térmico é atingido . 2) A energia térmica em energia mecânica ( turbina a vapor ) . a Figura 9. considerar um sistema de duas partes.88 . e que de B aumenta por Q / TB . No caso de cimento . e apenas uma pequena quantidade de entrada de entalpia adicional é necessário para completar o processo . como entalpia contida no material a alta temperatura ( ? 400 ° C ) .energia particular.00 . onde as curvas mostram reacções endotérmicas químicas envolvendo a decomposição de carbonato de cálcio que ocorre . enquanto isso quantifica os fluxos de energia . tornando-se zero apenas quando TA ? T B . e é positivo . em seguida. em que a AT ? TB . pode haver uma grande procura de calor a uma temperatura relativamente baixa . neste caso o calor de baixa qualidade deve ser usado para levar a cabo a maior parte dos requisitos de transferência de calor . Idealmente . Processos reais são irreversíveis . No caso de cimento e cal é necessário que a maioria do calor entre 600 ° C e 900 ° C . a entropia de uma cai por Q / TA . em contacto térmico . em que um certo número de reacções exotérmicas ocorrer durante as combinações químicas finais necessárias . produção de entropia ou irreversibilidade do processo . Assim.88 ? 0. avalia a perda de energia.45 . 3) A energia mecânica em energia elétrica ( gerador) . embora a divisão entre as classes é algo arbitrária . Uma análise semelhante dá os resultados na Tabela 9. uma quantidade menor de calor de alto grau deve ser fornecido para atingir a conclusão do processo . Se uma quantidade de calor Q ( ? Cp t ) passa de A a uma temperatura TA para B a uma temperatura TB . A mudança total de entropia é. 9. é a base do equilíbrio térmico e . pode-se razoavelmente definir calor de baixa qualidade como entalpia contida no material a baixa temperatura ( ? 400 ° C ) . Por exemplo. Não obstante . Para qualquer processo térmico podemos construir um diagrama entalpia / temperatura que descreve os requisitos de aquecimento.3. As leis da termodinâmica governam processos de conversão de energia. que estabelece que a energia não é criada nem destruída. A segunda lei . mas também sobre a sua qualidade . Como um exemplo . A entalpia que é necessário para o processamento de cada um dos minerais é a soma das reacções químicas e o calor sensível para levantar o material para a temperatura de reacção .? ? 1. e .7 mostra alguns perfis de temperatura entalpia para um certo número de processos de produção de minerais . A e B. Por exemplo .45 ? 1.9 . Em alguns casos . A primeira lei . a geração de eletricidade a partir do carvão envolve: 1) A energia química em energia térmica (combustão) . A qualidade é muitas vezes referida em termos de calor de baixa e de alta qualidade .0 ? 0.

( Peters et al . eles representam a totalidade do saldo de calor do sistema. envolvendo a libertação de moléculas de água ligadas . e são. Uma vez que apenas mudanças de entalpia são relevantes e entalpia não tem nenhum ponto zero absoluto . A primeira fonte de calor de valor baixo deve ser " recuperada " a partir da saída dos fluxos de vasos de transferência de calor de alto grau . os fluxos podem ser movidos horizontalmente no diagrama. Em cada temperatura fluxos de capacidade de calor quente e frio individuais de intervalo são adicionados e exibidos juntos como linhas no diagrama HT .normalmente um valor mínimo para cada objetivo . exigindo uma diminuição de fluxo de entalpia ) . Layouts de design do processo são assim identificados ea rede ideal de trocadores de calor . só ocorre a 1100 ° C a 1200 ° C.pode ser calculado com base na tecnologia pitada . como uma correlação linear . portanto. Para a construção das curvas de fluxo quente e frio . Juntos.3. em seguida. as curvas combinadas dos fluxos de materiais quente deve estar acima dos fluxos de frios em todos os pontos . A restrição definida pelo ? T min é definido como a diferença de temperatura mínima entre os . cujos limites são escolhidos de modo a que um limite de intervalo de temperatura encontra-se em cada entrada e saída . para a alumina existe uma procura relativamente constante de calor durante o processo de calor sensível como para elevar a temperatura do hidrato de alumina a 1100 ° C. Os pontos de descontinuidade nas curvas compostas indicar o começo ou o fim de um fluxo ou o início de uma mudança de fase . A reacção endotérmica . exigindo um aumento do fluxo de entalpia ) com aqueles que necessitam de refrigeração ( chamados fluxos de calor. A fim de garantir a transferência de calor entre os fluxos quentes e frias . forno gases de combustão e do produto. como ilustrado na Figura 9. e os fluxos de calor / energia são perfeitamente interligados em pares. queima de combustível ou aquecimento elétrico.2 Exergia e análise de ponto de aperto Métodos de projeto processo integrado adoptar uma abordagem holística para a concepção . por exemplo. 2003) .8 . aquecedores e refrigeradores podem ser calculados em relação a custos operacionais e de capital anuais. que define a entalpia em que as correntes de processo quente e fria são separados pela diferença de temperatura mínima . Isto divide o processo em dois sistemas distintos no " ponto de aperto ". Por outro lado . ou seja.para produzir cimento . Custo e design de energia alvos . que pode ser ilustrado nos diagramas de entalpia / temperatura como linhas rectas . 9. ou o processo de condições impedem a recuperação econômica. . o reforço com energia primária adicional é necessária. Ao aproximar fluxos quentes e frias . Se não houver insuficiente calor recuperado disponível. Na prática . Análise pitada calcula os valores -alvo para as despesas de calor mínimo com uma determinada diferença de temperatura mínima de condução para a transferência de calor.1 . O ethos da abordagem ponto pitada é conseguir a utilização de energia ideal em um processo através da interligação material flui exigindo aquecimento (os chamados fluxos frios . Análise de ponto pitada fornece uma metodologia estruturada para a otimização de um projeto de processo integrado baseado em metas de custo mínimo e de energia. que representa o processo descrito no exemplo 9. mudou-se horizontalmente até esta condição for satisfeita . a maioria de alto grau de calor é gerado a partir da fonte de energia primária . Estas curvas fundidas são referidos como o composto de arrefecimento e de aquecimento curvas compostas. os fluxos quentes e frias individuais são divididos em intervalos de temperatura . adaptação e planejamento de operações .

esta substituição pode ser semestral . com o refractário mais apropriado e método de construção . indica a possibilidade de transferência de calor interno óptimo entre os fluxos quentes e frias . enquanto que Q fria . enquanto que o processo de fluxos abaixo da temperatura de aperto necessita de ser arrefecido ( estes fluxos são referidos como a fonte de calor ) . Aquecimento adicional de Q quente . a destruição térmica ou colapso mecânico determina a campanha de funcionamento de um forno . uma vez que a energia que tem de ser transferida contra o gradiente de temperatura . em alguns casos. ● No fornecimento de calor abaixo do pinch. particularmente aquelas expostas à superfície interior ou face quente da fornalha . ● No transporte de calor em todo o aperto. no Apêndice 11A. Selecionando os refratários corretos para um forno especial deve ser realizada em conjunto com os fornecedores de refratários . escolha incorreta do material. a substituição refratário é o próximo mais alto custo operacional depois de a energia. O ponto de aperto . anual ou bi. A correspondência de correntes de processo quentes e frias pode ser feito graficamente . onde ? T min ? 0 é o limite último . Ao diminuir ? T min . Para muitos processos . são geralmente consumidos durante o ciclo normal de funcionamento ou campanha . o que não pode ser coberta utilizando os fluxos quentes . Esta é uma indicação do consumo de energia abaixo do ideal ou a demanda de energia incompatíveis. : ● Não há dissipação de calor acima do pinch. Peters et al. o forno pode funcionar por períodos mais longos entre substituição refractário . 11. min é a quantidade mínima de energia adicional exigido para o aquecimento .3 considerações de engenharia prática no uso de refratários Há uma gama enorme de materiais refratários cerâmicos disponíveis e estes materiais são brevemente descritos na seção 11. Por conseguinte. as curvas compostas pode ser deslocado mais juntos . Fornos são geralmente construídas utilizando uma série de diferentes tipos de refractários . traçando as curvas compostas. Refractários . Dependendo da aplicação do processo. min conduziria a um arrefecimento adicional de Q fria . em que a distância entre as curvas quentes e frios é mínima . é geralmente o caso de falha de refractário através da erosão .anualmente. a seleção do refratário correto e evitar o fracasso precoce é extremamente importante. mas antes de examinar as propriedades dos vários tipos de refratários .4. válidas para qualquer problema pitada. No entanto . ). vamos considerar algumas das questões práticas que precisam ser levados em conta durante o processo de seleção . ou por meio de algoritmos de otimização.A11. Um excesso de calor abaixo do ponto de pressão não pode ser equilibrada com a procura de calor acima do aperto . em seguida. má instalação . são . Q quente .1 . o desenho do forno tem de permitir a substituição do material refractário . podem ser identificados ( Linnhoff et al . O processo de fluxos no lado direito do diagrama acima da temperatura de aperto exigem aquecimento ( estes fluxos constituem o dissipador de calor ) . durante a sua vida . Falhas refratários podem ser divididos em três categorias principais. que corresponde ao ambiente da fornalha local em qualquer região particular.fluxos . e aqueles causados por condições normais ou adversas de operação. uma vez que têm dados técnicos específicos em seus produtos ea experiência da história de seus produtos desempenho fundo . portanto.7 . 2003 . min representa a quantidade de calor que tem de ser dissipado por refrigeração externa . Deve-se ressaltar que os dados apresentados nas tabelas A11. minutos no final dos passos do processo . De facto. Incorporando essas observações três regras . 1979.

óxido de ferro. ou pode necessitar de queimadores especiais warm-up que estão temporariamente inseridos no forno . é causada tanto por provisão insuficiente para a expansão. inclinou-se para a curvatura interna correta. ele deve ser curada e aquecida à temperatura de serviço de acordo com as instruções do fabricante . slagging superfície / revestimento e ataque por / reduzindo gases ou materiais corrosivos que reduzem a sua resistência ou refratariedade . mas uma vez que muitos refratários são feitas a partir de depósitos que ocorrem naturalmente . ou em fornos rotativos . O número e a espessura dos espaçadores pode ser calculado a partir do conhecimento da dilatação térmica e variação linear permanente no aquecimento do refractário . Todos os refratários têm uma vida finita . ou muito aquecimento rápido que resulta em estresse excessivo no rosto quente. permitindo que o refratário a se expandir para a lacuna resultante. devido à migração e alterações para a granulação do material . onde uma camada de 25-100 mm rompe com a superfície de trabalho de tijolos individuais . uma vez que isso afeta a ligação. Uma vez que o refractário verde é instalado. Usando o teor de água na mistura correta cimento refratário é crítica . A instalação de seções refratários monolíticos que são expressos. madeira ou chapas de aço leve entre as camadas de tijolos em intervalos regulares. após a instalação do novo alvenaria eo fornecedor refratário deve fornecer informações sobre a taxa exigida de aquecimento. eles estão sujeitos a desgaste.15 mostra como fontes de matérias-primas diferentes podem afetar as propriedades de tijolos . então subsídio deve ser feita sempre para os tijolos a se expandir em todas as direções para as suas dimensões operacionais. . a uma taxa de queima de baixo . Isso geralmente é conseguido colocando espaçadores finas de papelão. Isto pode ser conseguido usando o queimador ( s ) da fornalha . Bricks cair devido ao uso de espaçadores incorretas ou muito rápida de calor -up. Tijolos refractários têm uma tendência a ligar-se em conjunto ao longo de um período de tempo em funcionamento a quente . Essas mudanças também podem afetar negativamente a porosidade. tornando a superfície mais suscetível ao ataque corrosivo. Cara bricking seco é muitas vezes empregada para formar arcos . Se a estrutura do forno externa é construído em aço . rammed ou pulverizadas de cimento refratário é mais crítica do que a de tijolos. Tijolos que estão instalados incorretamente ou aquecidos muito rapidamente a temperatura de regime irá falhar muito rapidamente . seja por cair ou fragmentação . Fragmentação . uma vez que irá fornecer o melhor guia para otimizar a seleção mais econômica de refratários . é usado para apoiar os tijolos como eles são colocados. ou são colocados juntos com rostos apertadas secos. geralmente reconhecido por uma superfície vítrea rosto quente. Tijolos são instalados usando um (1-3 mm) fina camada de cimento de ligação correta entre cada tijolo. Como o forno aquece os espaçadores queimar . trabalhabilidade e resistência máxima . Excursões de temperatura operacional para além dos limites de temperatura refratários irá resultar em fusão . Arcos e anéis de tijolos deve ser formado a partir de tijolos personalizado cônico de pelo menos duas velas diferentes para assegurar um ajuste apertado. Figura 11. Dependendo do dever forno e modo de operação . haverá inevitavelmente haver variações geográficas minerais que podem afetar as propriedades do refratário. Fornos são geralmente lentamente aquecido . onde uma de madeira ou aço antigo . de outro modo a falha inicial irá resultar . Também é importante como um operador para manter um registro abrangente do desempenho em cada refratário do forno. por exemplo.apenas os valores típicos tomadas a partir de um número de fontes de informação dos fabricantes .