Busque um tema

BIOLOGIA

FILOSOFIA

MATEMÁTICA

QUÍMICA

FÍSICA

GEOGRAFIA

HISTÓRIA

LÍNGUA PORTUGUESA

LITERATURA

SOCIOLOGIA

TODA MATÉRIA > BIOLOGIA >

Reino Protista
O Reino Protista é um dos reinos da natureza caracterizado por uma organização celular
do tipo eucariontes (com núcleo organizado), autótrofos (produzem seu alimento através da
fotossíntese), ou heterótrofos (que não fazem fotossíntese), unicelulares ou pluricelulares. Os
protistas compreendem os protozoários, as algas e os mixomicetos.

Protozoários
Os protozoários são seres unicelulares, eucariontes, com estrutura que garante seu
funcionamento, realizando as mesmas tarefas básicas de um animal, como respiração,
digestão, circulação, excreção, em alguns até uma primitiva coordenação. Apresentam grande
variedade de formas e ocupam ambientes úmidos (os que têm vida livre) ou o interior de
outros organismos. Alguns são parasitas, causadores de doenças.
Os protozoários são divididos em quatro grupos, de acordo com as estruturas locomotoras que
apresentam:
Sarcodinos – locomovem-se por meio de pseudópodes (amebas e foraminíferos);
Mastigóforos – locomovem-se por meio de flagelos (tripanossomo, giárdia);
Esporozoários – não possuem estrutura locomotora (plasmódios);
Ciliados - locomovem-se por meio de cílios (paramécio, vorticella, balantidium
coli).

A giárdia é um parasita microscópico que parasita o intestino delgado do ser humano. A
ameba e o paramécio são protozoários de vida livre e apresentam nutrição heterotrófica.
Muitos protozoários, como os parasitas, obtêm alimento a partir da associação com outros
seres vivos. A Entamoeba histolística, por exemplo, é parasita do intestino grosso do ser
humano, enquanto o Tripanossomo cruzi instala-se em tecidos humanos e de outros animais,
como na musculatura do coração ou na parede do tubo digestivo. A Entamoeba coli é um
morador habitual do intestino grosso humano, onde obtém abrigo e alimento sem acarretar
nem prejuízo nem benefício para seu hospedeiro.

responsáveis pelas marés vermelhas. de acordo com os pigmentos intracelulares: Verdes (Clorofíceas) – presença de clorofilas A e B e carotenoides. parede celular com algina. sendo utilizadas em vários países como alimento. Importantes componentes do plâncton. apresentam consistência porosa. Mixomicetos Mixomicetos são organismos do reino protista que têm um aspecto de grandes amebas ou . parede celular de celulose. Há espécies comestíveis. embora existam algas marinhas com mais de 30 metros de comprimento. todas têm em comum a clorofila e não possuem tecidos organizados. sendo empregado como componente de meios de cultura para microrganismos. As algas são divididas em cinco grupos. Fitoplâncton. Muitas são também utilizadas como alimento pelo ser humano. Certas algas vermelhas têm nas paredes de suas células. vitaminas e sais minerais. reserva de luminarina. Douradas (Crisofíceas) – unicelulares isoladas ou coloniais. Vermelhas (Rodofíceas) – presença de clorofila A e ficobilina. sorvetes e massa de modelagem utilizada na odontologia. pluricelulares. é bastante empregado na fabricação de cosméticos. Tem ainda grande utilidade em técnicas laboratoriais. denominado ágar. Pardas (Feofíceas) – presença de clorofilas A e C. Há espécies comestíveis. As mais abundantes do planeta são unicelulares. Algas cor de fogo (Pirrofíceas) – unicelulares isoladas ou coloniais. um material de consistência gelatinosa.PUBLICIDADE Algas As algas são organismos autótrofos. O diatomito é uma rocha formada por sílica. Incluem os dinoflagelados. pulverizado. São fundamentais na biosfera. produção de ágar. um polissacarídio encontrado nas algas pardas. que é acrescentado a vários alimentos. uni e pluricelulares. uni e pluricelulares. pode ser adicionado como abrasivo a polidores de metal e a cremes dentais. encontrado em algas douradas. Há espécies comestíveis. O alginato. caratenóides e fucoscantina. e realizam a maior parte da fotossíntese mundial. pois constituem a base da cadeia alimentar aquática. origem do diatomito. material preparado a partir da algina. incluem as diatomáceas. reservas de amido. como balas e doces. filamentosas e fixadas a substratos. sendo empregado como componente de filtros. Muitas algas apresentam alto teor de proteínas.

© 2011 .fungos. Os mixomicetos não são parasitas.2015 7Graus .Toda Matéria: conteúdos escolares. que crescem nos solos ricos em nutrientes orgânicos. não produzem toxinas. VEJA TAMBÉM Reino Monera Reino Animal Reino Vegetal Reino Mineral Biologia Molecular Répteis Fungos Origem da Vida Política de Privacidade Artigo redigido em 01/04/14 e revisado em 06/05/14. com diversos núcleos formados por divisões sucessivas de um núcleo inicial. Sobre RSS Feed . nem são prejudiciais às plantas ou animais. com excesso de matéria orgânica. mas quando surgem na água é um forte indício de algum desequilíbrio no ambiente. sendo comuns em bosques e florestas.