07/04/2014

Propagação Rádio Móvel

Modelo de Perda de Percurso de
Larga Escala

Comunicações Móveis A
Prof. Ricardo G. Trentin, M.Sc.

Introdução à Perda de Propagação

Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Trentin

1

pela sua natureza aleatória e dependente da faixa de freqüências utilizada.  O correto entendimento das características dos efeitos de propagação é básico para a estimativa do desempenho do sistema e cálculo de cobertura das células.  As ondas espaciais são predominantes na faixa de freqüências e distâncias envolvidas nesse tipo de sistema. reflexão (incluindo múltiplas reflexões e espalhamento) e difração (incluindo múltiplas difrações). Ricardo G. Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. exigindo estudos teóricos e dados estatísticos para sua caracterização.07/04/2014 Introdução à Perda de Propagação  O canal de rádio-propagação. Comunicações Móveis A – Prof. Trentin Introdução à Perda de Propagação  Os mecanismos de propagação predominantes na faixa de freqüências usada em sistemas celulares são: visibilidade. Trentin 2 .  A compreensão dos mecanismos envolvidos é básica para o cálculo do raio máximo de uma célula.  A forma de maior importância no estudo da propagação em comunicações celulares é o modo das ondas terrestres. não é de fácil compreensão.

podendo variar entre 2 (espaço livre) e 5 (áreas densamente urbanas). em uma escala logarítmica. Isto é. Pr é proporcional a 1/rγ. a perda no percurso é mais severa do que o inverso do quadrado da distância prediz. Comunicações Móveis A – Prof. • Reflexões do solo e objetos. Ou seja.  Tipicamente em ambientes de rádio móveis médios. γ é usualmente assumido como 4 (40 dB/dec).  O declive na perda no percurso é determinada pelo ambiente do terreno sob análise. Trentin Atenuação Prática 1 γ Nível do sinal [dBm] Coeficiente de Propagação: Nível do sinal[mW]  10 d[Km] -20 -35 logd[Km] 1 10 100 Causas para o valor mais acentuado do coeficiente de propagação: • Obstruções na propagação. onde γ é o coeficiente da perda na propagação.07/04/2014 Atenuação Prática  Em ambientes práticos. o declive varia entre -20 e -50 dB/dec. Ricardo G. Comunicações Móveis A – Prof. particularmente na primeira zona de Fresnel. Trentin 3 .  Em um ambiente real. um enlace de rádio móvel não se apresenta como no espaço livre. Ricardo G.

7 a 3.8 4a6 2a3 Comunicações Móveis A – Prof.5 3a5 1. Trentin Atenuação no Espaço Livre = P G Gγλ (4π ) d L 2 P (d ) r Ambiente Espaço livre Área urbana Área urbana sombreada Dentro de prédios. Ricardo G.6 a 1. Ricardo G. Trentin 4 . obstruído Dentro de fábricas. linha de visada Dentro de prédios.07/04/2014 Modelo de Propagação de Espaço Livre P r (d ) = PG G λ ( 4π ) d γ L t t 2 r 2 Comunicações Móveis A – Prof. obstruído t t r 2 Expoente da perda ( γ ) 2 2.

Ricardo G. Trentin Modelo de Propagação de Espaço Livre Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Trentin 5 .07/04/2014 Modelo de Propagação de Espaço Livre Comunicações Móveis A – Prof.

Trentin 6 .07/04/2014 Conceitos básicos de Eletromagnetismo Polarização da onda eletromagnética Comunicações Móveis A – Prof. Trentin Conceitos básicos de Eletromagnetismo Polarização da onda eletromagnética Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Ricardo G.

Trentin 7 . Ricardo G.07/04/2014 Introdução à Perda de Propagação O CANAL RADIO-MÓVEL Comunicações Móveis A – Prof. Trentin Introdução à Perda de Propagação O CANAL RADIO-MÓVEL Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G.

Trentin 8 .07/04/2014 Reflexão. Trentin Reflexão. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Refração. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Ricardo G. Refração.

Refração. Refração. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Trentin 9 . Trentin Reflexão. Ricardo G.07/04/2014 Reflexão.

07/04/2014 Reflexão. Espalhamento Considerações sobre o modelo Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Refração. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Trentin Reflexão. Refração. Trentin 10 .

07/04/2014 Reflexão. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Ricardo G. Refração. Trentin 11 . Trentin Reflexão. Refração.

Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Trentin Reflexão. Ricardo G. Refração.07/04/2014 Reflexão. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Ricardo G. Refração. Trentin 12 .

Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof. Trentin Reflexão. Ricardo G. Ricardo G. Refração. Espalhamento Comunicações Móveis A – Prof.07/04/2014 Reflexão. Trentin 13 . Refração.