You are on page 1of 2

COM TEXTO E ATUAÇÃO DE BETO MATOS, GRUPO PHILA 7

ESTREIA TEMPORADA DE “O HOMEM DA CAMISA BRANCA”,
POR QUATRO TEATROS DA CIDADE, A PARTIR DO DIA 5 DE SETEMBRO
Montagem tem como base a emblemática imagem do chinês
desconhecido que enfrentou uma coluna de tanques de guerra em Pequim, em 1989
Considerada um dos ícones mais marcantes da resistência no século XX, a imagem de um chinês
desarmado e desconhecido em frente a uma fileira de tanques em Pequim, na Praça da Paz Celestial,
em 1989, é o tema que norteia o espetáculo-solo “O Homem da Camisa Branca”, com texto e
atuação de Beto Matos.
Realizada pelo coletivo Phila 7, a montagem, dirigida por Marcos Azevedo, estreia em São Paulo
numa série de apresentações gratuitas em três regiões da cidade, no mês de setembro: na zona
leste, no Teatro Martins Penna (dia 05) e no Teatro Zanoni Ferrite (dias 11, 12 e 13); na zona sul, no
Teatro Leopoldo Fróes (dias 18, 19 e 20) e na zona norte, no Teatro Alfredo Mesquita (dias 25, 26 e
27).
Vale ressaltar que o texto de Beto Matos foi desenvolvido com o apoio do Prêmio Estímulo de Novos
Textos de Dramaturgia para Teatro da Secretaria do Estado da Cultura do Governo de São Paulo.
Após as apresentações, haverá um bate-papo do ator com o público.
CONCEPÇÃO E MONTAGEM – “O Homem da Camisa Branca”, parte da simbólica imagem do jovem
chinês que enfrentou uma coluna de tanques de guerra em 1989. Naquele momento histórico, o que
o mundo viu foi um homem desafiando, não apenas uma máquina, mas todo um sistema. Porém, o
autor informa que “no espetáculo, o foco de atenção é o outro, invisível à mídia: o condutor do
tanque”.
O enredo traz um homem que encena cotidianamente, há 20 anos, o seu encontro pessoal e
intransferível com o jovem chinês, num monólogo em que autor, ator e personagens dialogam por
meio das inúmeras possibilidades do “olhar”.
“Consideramos o palco como uma fresta, por meio da qual o público vê os acontecimentos”, explica
Beto Matos. Em cena, há apenas alguns elementos concretos do mundo do personagem, como uma
mesa, uma cadeira, um jogo de chá, por meio do qual se estabelece uma relação direta entre ator e o
público.
Posteriormente, surgem os elementos do universo do ator, como projetor de vídeos, câmera, o palco
e a própria plateia. E é o próprio ator quem manipula as imagens lançadas em cena, criando uma
intermediação midiática e simbólica entre a subjetividade do personagem e o público. “Através da
fresta, o público acompanha o livre trânsito entre ator e personagem em busca de entendimento,
colocando no mesmo nível de leitura o real, o imaginário e o simbólico. A caixa teatral como
metáfora do tanque”, analisa o diretor Marcos Azevedo.
MOVIMENTOS DE OCUPAÇÃO – Para o autor-ator Beto Matos, o espetáculo se inspira nas
inquietações dos movimentos de ocupação dos espaços públicos, que acontecem pelo mundo
inteiro, e mais recentemente no Brasil. “A inspiração também está no medo que tais movimentos
provocam nos indivíduos e instituições, enquanto tentam entender como lidar com esta nova relação
em rede”, completa.
Já o diretor Marcos Azevedo faz um paralelo entre o momento atual e o vivido em 1989, na China. “O
recente movimento pró-democracia em Hong-Kong que reuniu milhares de ativistas nas ruas da
cidade tem chamado a atenção de todos para a China. A tensão entre a polícia e os estudantes que

ocupam as vias públicas no faz lembrar claramente dos conflitos de Tiananmen em 1989 e mostra a
atualidade e pertinência do assunto tratado no espetáculo”.
FICHA TÉCNICA
Texto e atuação: Beto Matos
Direção: Marcos Azevedo
Iluminação: Mirella Brandi
Operação de Vídeos: Fernanda Vinhas
Produção: Lenita Ponce
Coordenação de Produção: Marisa Riccitelli Sant´Ana
Realização: Phila7
SERVIÇO
O Homem da Camisa Branca
Dia 05 de Setembro, sábado, às 20h
Local: Teatro Martins Penna
Endereço: Largo do Rosário, nº 20, Penha
Telefone: (11) 2092-3007
Capacidade: 198 lugares
Ingressos: Grátis – retirada com 30 minutos de antecedência
Dias 11, 12 e 13 de Setembro - Sexta e sábado às 20h e domingo, às 19h
Local: Teatro Zanoni Ferrite
Endereço: Av. Renata, nº 163, Vila Formosa
Telefone: (11)2216-1520
Capacidade: 204 lugares
Ingressos: Grátis – retirada com 30 minutos de antecedência
Dias 18, 19 e 20 de setembro - Sexta e sábado às 21h e domingo, às 19h
Local: Teatro Leopoldo Fróes
Endereço: Rua Antonio Bandeira, nº 114, Santo Amaro
Telefone: (11) 5541-7057
Capacidade: 111 lugares
Ingressos: Grátis – retirada com 30 minutos de antecedência
Dias 25, 26 e 27 de setembro - Sexta e sábado às 20h e domingo, às 19h
Local: Teatro Alfredo Mesquita
Endereço: Avenida Santos Dumont, nº 1770, Santana
Telefone: (11) 2221-3657
Capacidade: 198 lugares
Ingressos: Grátis – retirada com 30 minutos de antecedência
Duração: 45 min.
Classificação Indicativa: 12 anos

INFORMAÇÕES À IMPRENSA
Sylvio Novelli - Assessoria em Comunicação
Com Sylvio Novelli, Fausto Cabral e Caio Parente
11 3806-1636
sylvio@sylvionovelli.net (cel: 11 9 9231-3211)
fausto@sylvionovelli.net (cel: 11 9 9855-8144)
caio@sylvionovelli.net (cel: 11 9 9612-1065)