You are on page 1of 3

Tema da Aula: Recursos Trabalhistas

1-

(04/2008) O recurso de revista:

a)
é cabível para uma das Turmas do Tribunal Superior do Trabalho, das decisões
proferidas em recurso ordinário, apenas em dissídios individuais.
b)
é cabível das decisões proferidas pelas Seções de Dissídios Individuais do Tribunal
Regional, em execução de sentença.
c)
nas causas sujeitas ao procedimento sumaríssimo, somente é cabível por
contrariedade à Constituição da República
d)
é dotado de efeito apenas devolutivo, e será apresentado ao juiz relator do acórdão
recorrido, no prazo de oito dias.
2-

(12/2007) Sobre os recursos trabalhistas, é correto afirmar:

a)
a decisão do Tribunal Regional,em processo de sua competência originária,caberá
recurso de revista, que será julgado pelo Tribunal Superior do Trabalho.
b)
O agravo de instrumento interposto contra a decisão que não receber agravo de
petição suspende a execução de sentença.
c)
O agravo de petição somente será recebido se o agravante delimitar,
justificadamente, as matérias e os valores impugnados.
d)
Nas causas sujeitas ao procedimento sumaríssimo, caberá recurso de revista das
decisões dos Tribunais Regionais, em grau de recurso ordinário, proferidas com violação
literal de disposição de lei federal ou afronta direta e literal à Constituição da República.
3-

(04/2006) Marque a alternativa CORRETA quanto ao sistema recursal trabalhista.

O denominado depósito recursal é pressuposto de admissibilidade quando da
interposição de recurso, pela parte vencida, contra decisão judicial de caráter
condenatório, declaratório e constitutivo.
b)
Cabe Agravo de Petição, no prazo de 8 (oito) dias, das decisões definitivas e
terminativas do Juiz ou presidente, na fase de conhecimento e nas execuções, tanto nos
dissídios individuais quanto nos dissídios coletivos.
c)
Cabe Agravo de Instrumento, no prazo de 8 (oito) dias, dos despachos que
denegam a interposição de recursos trabalhistas.
d)
Nos domínios do processo do trabalho a regra é da admissão de recursos nos seus
efeitos devolutivo e suspensivo.
a)

4(04/2006) Da decisão que julga extinto, sem exame de mérito, o processo
trabalhista, por impossibilidade jurídica do pedido cabe:
a)
b)
c)
d)

Agravo de instrumento;
Agravo de petição;
Recurso ordinário;
Recurso de revista.

1

monocraticamente. Pedido de Revisão do Valor da Causa e Recurso de Revista. no seu Pleno ou Turma.5(12/2005) Nos dissídios individuais do trabalho é possível a interposição dos seguintes recursos. é incorreto afirmar a) Cabe Recurso de Revista para Turma do Tribunal Superior do Trabalho das decisões proferidas em grau de recurso ordinário. 2 . em dissídio individual. Pedido Revisão do Valor da Causa. a) b) 7(12/2004) Assinale a alternativa CORRETA. b) É de oito dias o prazo para a interposição de Agravo de Instrumento. a) 9que: de de da de (12/2004) Em relação ao Recurso de Revista. Homologa os cálculos de liquidação. O agravo de petição. Embargos Infringentes. decisão proferida pelo Relator. Agravo Instrumento. 6(08/2005) Assinale a alternativa CORRETA. segundo a lei. d) É de oito dias o prazo para a interposição de Recurso de Revista. a execução. Recurso de Revista. Recurso de Revista. Recurso Ordinário e Agravo de Instrumento. Agravo de Petição e Recurso Ordinário. d) decisão que negar seguimento a algum outro recurso. Recurso de Revista e Agravo de Petição. EXCETO: a) b) c) d) Recurso Ordinário. Determina a penhora de bens de terceiro. c) É de oito dias o prazo para a interposição de Pedido de Revisão do Valor Causa. c) decisão proferida em processo de execução. No processo trabalhista: É de oito dias o prazo para a interposição de Recurso Ordinário. ou a Súmula de Jurisprudência Uniforme do TST. inadmitindo o recurso de revista quando a matéria versada contrariar jurisprudência consolidada em súmula do TST. Agravo de Petição. de ofício. Cabe Agravo de Petição quando o Juiz: a) b) c) d) Instaura. ou a Seção de Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho. no processo do trabalho. Agravo Petição. pelos Tribunais Regionais do Trabalho. 8- (12/2002) Assinale a opção CORRETA. quando derem ao mesmo dispositivo de lei federal interpretação diversa da que lhe houver dado o mesmo ou outro Tribunal Regional. Julga os embargos de terceiro. é recurso próprio para atacar: decisão que acolhe a alegação de exceção de incompetência relativa.

b) Das decisões proferidas pelos Tribunais Regionais do Trabalho ou por suas Turmas. cabem embargos de decisões de turmas: a) que divergirem entre si. quando proferidas com violação literal de disposição de lei federal ou afronta direta e literal à Constituição Federal. salvo na hipótese de ofensa direta e literal de norma da Constituição Federal. É de quinze dias o prazo do recurso ordinário. 11 – (Cespe 05/2008) Acerca dos prazos recursais. É de oito dias o prazo do recurso de revista. pelos Tribunais Regionais do Trabalho. não caberá Recurso de Revista. GABARITO 1234567891011- A C C C B C C D A A C 3 . em dissídio individual. É de oito dias o prazo do agravo de petição. 10(Cespe 05/2008) No Tribunal Superior do Trabalho (TST). em execução de sentença. inclusive em processo incidente de embargos de terceiro. d) Nas causas sujeitas ao procedimento sumaríssimo. b) contrárias à letra da lei federal. c) divergentes da decisão proferida pelo Tribunal Pleno. assinale a opção incorreta: a) b) c) d) É de cinco dias o prazo dos embargos de declaração. d) contrárias entre si quando a decisão recorrida estiver de acordo com súmula ou orientação jurisprudencial do TST. somente será admitido recurso de revista por contrariedade a súmula de jurisprudência uniforme do Tribunal Superior do Trabalho e violação direta da Constituição da República. c) Cabe Recurso de Revista para Turma do Tribunal Superior do Trabalho das decisões proferidas em grau de recurso ordinário.