You are on page 1of 3

DIREITO EMPRESARIAL - FALIMENTAR

27/08
-Avisar o lugar e a hora que os credores terão à sua disposição livros e
documentos (art. 22, III, a)

Art. 22. Ao administrador judicial compete, sob a fiscalização do juiz e do Comitê,
além de outros deveres que esta Lei lhe impõe:
III – na falência:
a) avisar, pelo órgão oficial, o lugar e hora em que, diariamente, os credores terão à
sua disposição os livros e documentos do falido;

-Examinar a escrituração (art. 22, III, b)
Art. 22. Ao administrador judicial compete, sob a fiscalização do juiz e do Comitê,
além de outros deveres que esta Lei lhe impõe:
III – na falência:
b) examinar a escrituração do devedor;

-Receber e abrir a correspondência (art. 22, III, d)
Art. 22. Ao administrador judicial compete, sob a fiscalização do juiz e do Comitê,
além de outros deveres que esta Lei lhe impõe:
III – na falência:
d) receber e abrir a correspondência dirigida ao devedor, entregando a ele o que não
for assunto de interesse da massa;

-Arrecadar bens e documentos (art. 22, III, f)
Art. 22. Ao administrador judicial compete, sob a fiscalização do juiz e do Comitê,
além de outros deveres que esta Lei lhe impõe:
III – na falência:
f) arrecadar os bens e documentos do devedor e elaborar o auto de arrecadação,
nos termos dos arts. 108 e 110 desta Lei;

-Requerer a venda antecipada (art. 22, III, j)
Art. 22. Ao administrador judicial compete, sob a fiscalização do juiz e do Comitê,
além de outros deveres que esta Lei lhe impõe:
III – na falência:
j) requerer ao juiz a venda antecipada de bens perecíveis, deterioráveis ou sujeitos a
considerável desvalorização ou de conservação arriscada ou dispendiosa, nos termos
do art. 113 desta Lei;

-Prestar contas ao final do processo (art. 22, III, r)
Art. 22. Ao administrador judicial compete, sob a fiscalização do juiz e do Comitê,
além de outros deveres que esta Lei lhe impõe:
III – na falência:
r) prestar contas ao final do processo, quando for substituído, destituído ou renunciar
ao cargo.

-Prestação de contas (art. 23)

Art. 23. O administrador judicial que não apresentar, no prazo estabelecido, suas
contas ou qualquer dos relatórios previstos nesta Lei será intimado pessoalmente a
fazê-lo no prazo de 5 (cinco) dias, sob pena de desobediência.

-Destituição do administrador judicial (art. 23, § único)
Art. 23. O administrador judicial que não apresentar, no prazo estabelecido, suas
contas ou qualquer dos relatórios previstos nesta Lei será intimado pessoalmente a
fazê-lo no prazo de 5 (cinco) dias, sob pena de desobediência.
Parágrafo único. Decorrido o prazo do caput deste artigo, o juiz destituirá o
administrador judicial e nomeará substituto para elaborar relatórios ou organizar as
contas, explicitando as responsabilidades de seu antecessor.

-Remuneração (art. 24)
Art. 24. O juiz fixará o valor e a forma de pagamento da remuneração do
administrador judicial, observados a capacidade de pagamento do devedor, o grau
de complexidade do trabalho e os valores praticados no mercado para o
desempenho de atividades semelhantes.

-Remuneração do administrador substituído (art. 24, § 3)

Art. 24. O juiz fixará o valor e a forma de pagamento da remuneração do
administrador judicial, observados a capacidade de pagamento do devedor, o grau
de complexidade do trabalho e os valores praticados no mercado para o
desempenho de atividades semelhantes.
§ 3o O administrador judicial substituído será remunerado proporcionalmente ao
trabalho realizado, salvo se renunciar sem relevante razão ou for destituído de suas
funções por desídia, culpa, dolo ou descumprimento das obrigações fixadas nesta
Lei, hipóteses em que não terá direito à remuneração.

-Despesas relativas à remuneração do administrador judicial (art. 25)
Art. 25. Caberá ao devedor ou à massa falida arcar com as despesas relativas à
remuneração do administrador judicial e das pessoas eventualmente contratadas
para auxiliá-lo.

29/08/14
COMITE DE CREDORES
-Constituição do comitê (art. 26)
-Composição (art. 26, I, II e III)
-Atribuições (art. 27)
-Decisões (art. 27)
-Remuneração (art. 29)
-Impedidos de integrar o comitê (art. 30)
-Destituição (art. 31)
-Responsabilidade do administrador judicial e do membro do comitê (art. 32)
-Intimação e assinatura do termo de compromisso (art. 33)
-Substituição do administrador e membro do comitê (art. 34)
05/09/14
ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES
-Atribuições da assembleia na recuperação judicial (art. 35, I)
-Atribuições na falência (art. 35, II)
-Convocação da assembleia (art. 36)
-Despesas (art. 36, § 3)
-Instalação da Assembleia em primeira ou segunda convocação (art. 37, §§ 1
e 2)
-Participação dos credores na assembleia (art. 37, § 3)
-Representação pelos sindicatos (art. 37, § 5)
-Ato da Assembleia (art. 37, §7)
-Direito de voto do credor (art. 38)
-Crédito em moeda estrangeira (art. 38, § único)
-Direito de voto na assembleia de credores (art. 39)
-Garantia de realização da assembleia (art. 40)
-Composição (art. 41)
-Quórum de deliberação (art. 42)
-Participação da assembleia SEM direito a voto (art. 43)
-Eleição do comitê de credores (art. 44)
-Deliberações sobre o plano de recuperação (art. 45)

-Forma alternativa de realização do ativo (art. 46