You are on page 1of 5

Revisão 2ª Prova “P+L”

Ecoeficiência: A ecoeficiência resultada prestação de serviços e
comercialização de bens de boa qualidade, compreendendo a redução
progressiva dos impactos ambientais durante o seu ciclo de vida até que
alcance um nível sustentável para o planeta, possibilitando ainda à prática de
preços competitivos sem deixar de corresponder às necessidades humanas.
Definição: Uma filosofia de gestão empresarial em que as empresas, tornamse mais competitivas, inovadoras e mais responsáveis ambientalmente, sem a
necessidade de abandonar suas atuais atividades, bastando que medidas de
economia e performance ambiental, sejam incorporadas de forma contínua ás
atividades.
Sete elementos básicos nas práticas das companhias que operam de forma
eficiente são:
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.

Redução da intensidade de material utilizado nos bens e serviços;
Redução da intensidade de energia utilizada nos bens e serviços;
Redução da dispersão de qualquer tipo de material tóxico;
Apoio à reciclagem;
Maximização do uso sustentável dos recursos naturais;
Extensão da durabilidade dos produtos;
Aumento do nível de bens e serviços.

Conceito: Utiliza da ideia de reduzir a poluição aplicando mudanças no
processo fazendo uso do conceito de produção mais limpa, redução de
resíduos e prevenção da poluição.
Além de compartilhar algumas características com o emergente conceito DFE
(Design for Environmental- Agencia de Proteção Ambiental dos EUA), que inclui
no projeto do produto a preocupação para reduzir a intensidade do uso de
matéria-prima e energia na produção, bem como facilitar a reutilização através
da refabricação e reciclagem.
Pontos fortes:


Ênfase na redução da intensidade de materiais de energia em produtos
e serviços;
Uso de recursos renováveis;
Alongamento da vida útil dos produtos.

Pontos fracos:

Dependência de desenvolvimento tecnológico;
Dependência de políticas públicas apropriadas e de contingente
significativos de consumidores ambientalmente responsáveis.

nomeadamente. implementar. Utilização sustentável de recursos naturais. Aplicação de métodos que visem a manutenção da biodiversidade. BENEFÍCIOS Constitui uma base para a melhoria contínua do desempenho ambiental Possibilita a redução de custos de controle de poluição através da identificação de oportunidades de prevenção da poluição Permite alcançar poupanças nos recursos energéticos e de matériasprimas Facilita o cumprimento da legislação ambiental aplicável CUSTOS Envolvimento da adm no acompanhamento das diversas atividades Investimento na formação dos recursos humanos. Criação de programas de pós-consumo para retirar do meio ambiente os produtos. Tratamento e reutilização da agua e outros recursos naturais dentro do processo produtivo. que possam contaminar o solo. procedimentos. evitando desperdícios e reutilizando materiais que antes eram descartados. Uso de sistemas que garantam a não poluição ambiental. Principais Objetivos:          Uso de recursos naturais de forma racional. Criação de produtos que provoquem o mínimo possível de impacto ambiental. incluindo atividades de planejamento.Sistema de Gestão Ambiental: é a parte do sistema de gestão global de uma organização que controla os aspectos ambientais. analisar criticamente e manter a política ambiental da organização. Qual sua importância?    A gestão associa a imagem da empresa ao da Preservação Ambiental. Adoção de sistemas de reciclagem de resíduos sólidos. Empresas com Gestão Ambiental melhoram suas relações comerciais com outras empresas que também seguem estes princípios. sua importância e formas de colaboração. despesas realizadas na contratação de consultores . responsabilidades. eventualmente. melhorando no mercado as imagens das marcas de seus produtos. etc. atingir. Treinamento de funcionários para que conheçam o sistema de sustentabilidade da empresa. práticas. ou parte deles. custo de oportunidade do tempo dispendido pelos formandos e custo do formador Envolvimento do técnico responsável pela implementação do sistema e. Empresas que adotam este sistema conseguem reduzir seus custos. processos e recursos para desenvolver. rios.

ou seja. PDCA 1º passo. 2º passo.001:2004-Sistemas de Gestão Ambiental-especificação e Diretrizes para uso.061:1996-Guia para orientar organizações florestais ISO15. da qual irá decorrer uma série de medidas e procedimentos que irão orientar as condutas gerenciais. os custos e prejuízos dai derivados Aumenta a conscientização e motivação dos colaboradores da empresa para as questões ambientais SC01 ISO14. ISOTR14.Política Nacional: É o conjunto de intenções da empresa para com o meio ambiente. consequentemente.Diminui os riscos ambientais e.004:2004-Sistemas de Gestão Ambiental-Diretrizes Gerais sobre Princípios. Sistemas e Técnicas de Apoio. determinar um senso geral de orientação.005:2012-Guia para implantação de Sistemas de Gestão Ambiental em Etapas ISO14. estabelecido por seus níveis mais elevados da adm.006:2011-Orientação e Gestão de Processos de Ecodesign (Norma aprovada).Planejamento: A organização precisa formular um plano para cumprir a sua Política Ambiental  Aspecto Ambiental: . ISO14.

3º passo. Controle Operacional.Análise Crítica pela Administração: A alta administração da empresa optou pela implantação do SGA por causa de sua responsabilidade ambiental. Competência. 2. 5º passo. implementar e manter objetivos e metas ambientais documentados.Verificação e Ação Preventiva ou Corretiva: Nesta fase será verificado se os objetivos e metas foram atingidos na fase de execução do plano. treinamento e conscientização. Recursos. O SGA deve ser analisado em intervalos planejados para assegurar sua continuada adequação. a efetividade de seu ideal. responsabilidades e autoridades. Analises devem incluir a avaliação de oportunidades de melhora e a necessidade de alterações no SGA. dentro do escopo definido de seus SGA. além das partes interessadas. 3. Deve-se levar em conta. Assegurou os recursos e os meios necessários para sua implementação e agora vai analisar criticamente o resultado. Comunicação. funções. .A organização deve identificar os aspectos ambientais de suas atividades. 5. a capacidade financeira da empresa e a exequibilidade (executar com equilíbrio). ação corretiva e ação preventiva. A etapa é dividida em 5 requisitos: 1. nas funções e níveis relevantes na organização. inclusive da política ambiental e dos objetos e metas ambientais. estadual ou municipal) é aplicável. além de determinar os aspectos que tenham ou possam ter impactos significativos sobre o meio ambiente. pertinência e eficácia. 2.Implementação e Operação: Compreende 7 requisitos: 1. serviços. é preciso identificar qual legislação ( federal. Não conformidade. Documentação. 6. Auditoria interna. 4.  Requisitos Legais e Outros: Após definido os aspectos ambientais. A legislação poderá estar disponível em meio físico ou a empresa poderá optar por softwares que contêm toda legislação e são atualizados periodicamente  Objetivos. metas e programas: A organização deve estabelecer. levando em consideração os desenvolvimentos novos ou planejados. as atividades. 5. De nada adianta estabelecer objetivos e prazos impossíveis de serem atingidos. Controle de registros. 3. Monitoração e medição. Preparação e respostas às emergências 4º passo. produtos e serviços novos e modificados. que a organização posso controlar e aqueles que ela possa influenciar. 7. Avaliação de atendimento a requisitos legais e outros. Controle de documentos. 4.