You are on page 1of 2

Superior Tribunal de Justiça

EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM RESP Nº 519.365 - SP (2006/0016797-2)
RELATOR
EMBARGANTE
PROCURADOR
EMBARGADO
ADVOGADO

:
:
:
:
:

MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI
FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO
PAULA NELLY DIONIGI E OUTROS
PAULO JOAQUIM MONTEIRO DA SILVA E OUTROS
SILVESTRE DE LIMA NETO E OUTROS
EMENTA
PROCESSUAL CIVIL. EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA.
INEXISTÊNCIA DE DECISÕES CONFLITANTES. NÃO
CONHECIMENTO. ADMINISTRATIVO. DESAPROPRIAÇÃO
INDIRETA. PARQUE ESTADUAL DE JACUPIRANGA. JUROS
COMPENSATÓRIOS.
IMÓVEL
RECONHECIDAMENTE
INSUSCETÍVEL
DE
EXPLORAÇÃO
ECONÔMICA.
DESCABIMENTO.
1. Os embargos de divergência têm por escopo a uniformização da
jurisprudência desta Corte, eliminando as dissidências internas quanto à
interpretação do direito em tese, o que não restou comprovado no caso
dos autos, na medida em que o paradigma indicado para comprovar
divergência jurisprudencial no que tange ao termo inicial da aplicação
dos juros compensatórios adotou fundamentação no mesmo sentido do
acórdão embargado, para reconhecer que, nas desapropriações indiretas,
incidem juros compensatórios desde a ocupação do imóvel.
2. Segundo orientação assentada na 1ª Seção do STJ, os juros
compensatórios são devidos mesmo quando o imóvel desapropriado for
improdutivo, justificando-se a imposição pela frustração da "expectativa
de renda ", considerando a possibilidade do imóvel "ser aproveitado a
qualquer momento de forma racional e adequada, ou até ser
vendido com o recebimento do seu valor à vista" (Eresp 108.896,
relator para o acórdão Min. Castro Meira, DJ de 17.05.2004).
2. Todavia, no caso, o acórdão embargado deixou assentado que parte
do imóvel expropriado, além de nunca ter sido explorada
economicamente, é insuscetível de exploração no futuro, seja em razão
de anteriores limitações impostas por lei, seja em decorrência de suas
características geográficas e topográficas. Sendo assim, não há como
justificar a incidência de juros compensatórios. Admitir o contrário seria
permitir a ocorrência de locupletamento ilícito pelo desapropriado, que,
com a expropriação, além de ser indenizado pela limitação administrativa,
também receberia pela atividade produtiva que jamais poderia ser
exercida. Precedente da 1ª Seção: EREsp 122114/SP, Min. Teori Albino
Zavascki, DJ 17.12.2004.
3. Embargos de divergência parcialmente conhecidos, e, neste ponto,
providos.

ACÓRDÃO
Vistos e relatados estes autos em que são partes as acima indicadas, decide a
Documento: 2726841 - EMENTA / ACORDÃO - Site certificado - DJ: 27/11/2006

Página 1 de 2

conhecer parcialmente dos embargos e. Ministros Herman Benjamin e José Delgado (RISTJ. A Sra. Ministra Denise Arruda e os Srs. § 2º).Site certificado .DJ: 27/11/2006 Página 2 de 2 . vencidos os Srs.Superior Tribunal de Justiça Egrégia Primeira Seção do Superior Tribunal de Justiça. Ministros Castro Meira. Ministro Relator.EMENTA / ACORDÃO . Eliana Calmon e João Otávio de Noronha. nos termos do voto do Sr. por unanimidade. por maioria. dar-lhes provimento. Brasília. a Seção. nessa parte. MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI Relator Documento: 2726841 . Ministros Humberto Martins e Luiz Fux votaram com o Sr. art. 11 de outubro de 2006 . 162. Ministro Relator. Não participaram do julgamento os Srs.