You are on page 1of 11

SUMARIO

HISTÓRICO DA EMPRESA ....................................................................................... 1
OBJETIVO DO PROJETO .......................................................................................... 2

TOPOLOGIOA DO SISTEMA DE REDES DE COMPUTADOES

3.1 Histórico da Empresa : Global Call Empresa que vende cartões de créditos de diversos bancos.1. Para que a diretoria da empresa possam acompanhar as atividades do setor de vendas de cartões. . Sistema de Endereçamento de Rede. Implantando sistemas com compartilhamento de rede. Sistema de Segurança de Rede. Histórico da Empresa. aconselhamos que tudo fosse armazenado em servidores e os dados fossem acessados por todos. ficou claro a necessidade da utilização de sistemas mais avançados que facilitassem as atividades desenvolvidas pela empresa em geral . 01. 4. Financeiro. Etapa 1 Passo 4 Relatório 01: Histórico da Empresa 01. Estrutura Física e Lógica da Rede de Computadores. RH e Tecnologia. Contabilidade. de acordo com a permissão de cada setor . Softwares e Serviços de Redes de Computadores.2 Objetivo do Projeto : Com o aumento da demanda de trabalho . 2. tem atualmente 55 colaboradores. entre os seguintes setores: Vendas. as informações deixarão de ser dependentes de um colaborador especifico para um eventual acesso/analise. 5.

vai ter um roteador que será monitorado via porta console ou remotamente. sem a necessidade de utilizar ferramentas • Calha removível na cobertura para organização dos cabos ópticos. iremos utilizar o ip dinâmico .01.3 Esboço do Projeto de Redes de Computadores: fazer um esboço da planta baixa da empresa com a localização de cada departamento e local dos pontos de rede (onde ficarão os computadores) e dos equipamentos da rede. impressoras e telefone 2. os computadores serão ligados através de um switch que terá uma porta para o pacth panel que irá organizar as portas de rede da empresa.no projeto sera utilizada a topologia de rede estrela. Este relatório deverá ser composto pelos seguintes capítulos: 2.2 Equipamentos do Sistema de Redes de Computadores: Rack 42u para Servidores com Painel • Instalação. utilizar o Microsoft Visio. Passo 3º Elaborar o Relatório 02: Estrutura Lógica do Sistema de Redes de Computadores do projeto. de alimentação e de rede • Entradas para os cabos removíveis na cobertura sem necessidade de utilização de ferramentas para um fácil acesso e gestão dos cabos • Tampa inferior removível que permite acesso aos cabos através do piso elevado • Rodas para uma fácil deslocação • Painéis laterais de libertação rápida a meia altura com fecho de segurança para um fácil manuseio • Número de posição U frontais e traseiros para uma instalação fácil • Racks fáceis de juntar em fila para uma sala de dados organizada e segura • Portas frontal e traseira com abertura até 130º para conveniência de instalação e reparação • Níveis incorporados para um nivelamento rápido e preciso do rack . remoção e troca das portas dianteiras e traseira. servidores e estação de trabalho com desktop. Para fazer o esboço da planta baixa.1 Topologia do Sistema de Redes de Computadores Uma topologia de redes necessita de hosts que são endereçados em uma rede local.

impressoras. v2c e v3 • IEEE 802.3ad LACP . pontos de acesso e servidores .39 • 12.para compartilhar e transferir arquivos e vídeos pela rede. Especificação: • N° de Portas 10/100MBps: 24 • N° de Portas 10/100/1000MBps: 4 • Suporte a PoE: Não • Slot para Fibra Ótica (GBIC): 2 • Tipo de Switch: Rack Mountable (19") • Gerenciável: Sim • Nível de Gerenciamento: SNMP • Porta Console (RS-232): Sim • Empilhável: Sim • Cascateamento: Sim • VLAN: Sim • Fonte: Bivolt • Dimensões (L x A x P) mm: 440 x 44 x 375 • Peso (Kg): 4. Alimentação redundante quando usado com a Fonte de Alimentação Redundante Cisco RPS1000.PCs.• Vasta gama de acessórios Switch ciscoSFE2000 Conecta até vinte e quatro dispositivos de rede .Dois slots adicionais de Gigabit SFP para expansão de rede.8 Gbps non-blocking • empilhamento máximo: 8 unidades (192 portas) • 256 VLANs ativas • 128 rotas estáticas • SNMP v1.

2-1.2 (Balanced Twisted Pair Cabling Components). gerenciamento e solução de problemas simplificados com o Cisco Configuration Assistant Patch Panel Gerenciável CAT. entre os pontos ou para permitir acesso de funcionário remoto • Switch gerenciável de quatro portas com suporte à VLAN para interconectar dispositivos no local de trabalho. • As 24 portas RJ-45 possuem LEDs (luzes) indicadores individuais e pinos extras para gerenciamento. worms e vírus • Conectividade segura. CENELEC. .6 24P furukawa Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz.Roteador cisco 500 Segurança avançada: Protege a rede de ataques. em salas de telecomunicações (cross-connect) na função de distribuição de serviços em sistemas horizontais e em sistemas que requeiram margem de segurança sobre especificações normalizadas para a Categoria 6. dados e imagens.Acesso à VPN: Proporciona conectividade segura a funcionários remotos Qualidade de serviço: Assegura uma comunicação de voz e vídeo clara e sem interrupções. servidores ou impressoras • Opção de rede sem fio segura para conectar os funcionários remotos no local de trabalho • Implantação. incluindo firewall e sistema de prevenção de invasão (IPS) para ajudar a minimizar as ameaças e proteger de ataques. worms e vírus. com IPsec (Segurança IP) e SSL (Secure Sockets Layer) para VPN. Especificações: • Confeccionado em alumínio. • Atende e excede os requisitos das normas ANSI/EIA/TIA-568 B. para cabeamento horizontal ou secundário. segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568B. • Produto compacto com altura de 1U (44.As condições e locais de aplicação são especificados pela norma ANSI/TIA/EIA-569 .Pathway and Spaces.45 mm). provendo suporte às aplicações como GigaBit Ethernet (1000 Mbps). ISO/IEC 11801 2a edição (2002). EN 50173 (2002) para categoria 6 / Classe E. Rede sem fio segura opcional: Mantém os funcionários conectados mesmo quanto estão fora de suas mesas Especificações: • Alto desempenho para acesso de banda larga em pequenos escritórios • Proteção contra ameaças incorporada. como computadores.

. Roteador wirelles Dlink 300mbps: • Marca: D-LINK • Modelo: DIR-615 BR • Padrão: 802. 04 pares transados + 01 Fio de Nylon que protege a integridade das 08 vias.• Permite detecção de ruptura do patch cord inteligente através do sistema de gerenciamento. para as condições especificadas de uso em ambientes internos (EIA 569). • Utiliza cabo de conexão round flat tipo B.11n • Tipo: Sem Fio • Velocidade: 300 mbps • Área de cobertura: até 500 m • Portas de rede: 4 Lan • Conexão: Wireless 802. 305m 08 Vias. • Possui CHIP de identificação permitindo detecção automática do patch panel pelo sistema de gerenciamento.Utp Cat 5e 305 metros: • Transmissão de dados em alta velocidade “125 MHz” • o de Rede “Utp” Categoria 5E. • Produto resistente e protegido contra corrosão. para conexão ao Scanner/Miniscanner/Local Scanner. • Permite identificação automática de conexão/desconexão dos patch cords inteligentes. WPA2 Cabo De Rede .11n • Padrão de Segurança: WEP. WPA. • Produto fornecido com guia traseiro de cabos. • Possui 24 conectores fêmea RJ-45 na parte frontal. • Possui 24 conectores IDC na parte traseira.

OUTRO TRABALHO ETAPA 3 Relatório 03: Política e Sistema de Endereçamento de Rede 3.1 . Conector Macho RJ-45 para Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz.2 (Balanced Twisted Pair Cabling Components). para cabeamento horizontal ou secundário. Passando pelo switch que por sua vez direciona para as estações. dados e imagens. uso interno. Diâmetro: 0.4 Enlace Externo de Comunicação: Enlace Externo de Comunicação: O link utilizado foi o link de conexão a internet GVT IP fixo. em ponto de acesso na área de trabalho para tomadas de serviços em sistemas de cabeamento estruturado. 2.3 Enlaces Internos de Comunicação: Enlaces Internos de Comunicação: Utilizamos cabo metálico CPT para maquinas nos setores de Vendas e demais. Que trabalha tanto para navegação quanto para comunicação do site.48mm • Isolamento: Polipropileno. segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568B.05 mm • Revestimento Externo: Policloreto de Venila (PVC) 60x Conector Macho Rj-45 Furukawa Sohoplus Cat 5e + Furukawa: Conector Macho RJ-45 Furukawa Cat 5E compatível com qualquer tipo de cabo. a também um enlace wireless para a utilização da diretoria já que o equipamento utilizado por eles utilizam tecnologia de rede sem fio padrão: IEEE 802.5e.. Estações de trabalho com Computador Intel Core i5 2400 cpu 3.• Sem perda de datos. mesmo em distancia superiores a 100mts!!! • Categoria: Cabo cat.10 GHz + Monitor 19 + Licença windows Seven ultimate 2. Encaixe perfeito e qualidade Furukawa. • Condutor-Fio em cobre nu – Diâmetro: 0.Estrutura de Endereçamento de Rede: .11..

que será o responsável por permitir que os equipamentos internos da rede se comuniquem com equipamentos externos. Faixa de IP: 192.10. facilitando assim a comunicação entre os equipamentos e o gerenciamento dos mesmos.3 A faixa de IP distribuída via DHCP para as estações de trabalho se inicia em 192.10.10. ou seja. esse endereço é gravado também no servidor DNS juntamente com o Host do equipamento.10.168.168.243 | | .10.168.168.168.10. evitando conflitos e permitindo assim uma escalabilidade dentro da rede interna.168.239.168.10 e finaliza em 192.168.4 DNS Primário: 192.4 | SERVIDOR DE INTERNET (PROXY) | IMPRESSORA-TI | 192.255 Faixa de IP do DHCP: 192.241 | | IMPRESSORA-COMPRAS | 192.10. O DNS recebera o IP do controlador de domínio que será também nosso servidor de DNS.255. essa classe atende as necessidades.10.168.10. O Gateway recebera o endereço de IP do servidor de internet.168.1 – 192.O endereçamento de IP da rede local será estruturado utilizando a classe C que nos permite ingressar até 256 equipamentos na rede.168.240 | | IMPRESSORA-VENDAS | 192.168.2 | SERVIDOR DE DADOS | SRV-03 | 192. ele é responsável por traduzir os IP em Host e vice-e-versa.0 Gateway: 192. Todo equipamento que é ingressado na rede recebe um endereço IP via DHCP. A tabela abaixo informa os endereços estáticos atribuídos para os servidores e impressoras HOST | IP | OBS | SRV-01 | 192.10.3 | CONTROLADOR DE DOMINIO | SRV-04 | 192.168.10. o que impede que os IP reservados sejam atribuídos as estações de trabalho.239 Mascara de Sub rede: 255.10.10 – 192.10.168.10. possibilita a instalação de novos servidores e impressoras.255.10. tendo em vista nossa rede possuir menos de 100 equipamentos.168.1 | SERVIDOR DE IMPRESSAO | SRV-02 | 192.

é o maior ponto de atenção durante uma migração para o IPv6. a fim de manter a empresa com foco na operação do dia-a-dia e sem paradas não programadas.246 | | 3.168.245 | | IMPRESSORA-FINANCEIRO | 192. O fato de esse possuir um tamanho fixo acelera bastante o processamento dos pacotes pelos roteadores. as empresas terão que decidir se manterão essas aplicações isoladas em uma ilha IPv4 com alguma espécie de tradutor IPv6 ou iniciam imediatamente a procura e testes de uma nova aplicação para a migração e substituição. também é de fundamental importância o mapeamento dos processos e pré-requisitos necessários para uma migração de sucesso sem riscos. Para driblar esse problema.10. e nem o tamanho do cabeçalho como um todo. Caso esse problema não seja endereçado de forma adequada. criadas com a finalidade de facilitar a vida dos usuários domésticos. Além disso.IMPRESSORA-CAIXAS | 192.2 Planos Futuros de Endereçamento: Estratégia Para uma migração correta devemos iniciar pela escolha da tecnologia a ser aplicada.168. É fato que atualmente a . Por estarem habilitados de forma padrão e conectadas na Internet via IPv6. Muitas empresas atualmente estão conectando máquinas com suporte ao IPv6 em suas redes. Este fato também contribui para a diminuição do tempo gasto em processamento pelos roteadores. todos os campos deste novo cabeçalho possuem tamanho fixo. no entanto erros no restante do pacote. podem expor essas máquinas na Internet em IPv6 através da rede IPv4 existente. Essas máquinas podem estar colocando em risco toda uma infraestrutura de negócio por uma via sem controle e de exposição global. por meio da exclusão de campos de pouca utilidade prática. O IPv6 introduz um novo formato de cabeçalho em relação ao IPV4. Muitas empresas ainda utilizam aplicações que não possuem suporte ao IPv6 e que não serão possíveis de serem migradas por uma série de fatores internos ou externos. Os campos eliminados que merecem destaque são os de Checksum e o de fragmentação. ocorreu uma redução dos números de campos utilizados. Os riscos A segurança é um fator crucial para qualquer empresa. sem apagar. visto que não há necessidade de calcular a extensão de certos campos. escolha dos fabricantes e métodos para realizar a migração. poderá causar enormes perdas para as empresas ou governos. sem controles e sem firewalls impedindo ataques entrantes com roteamento direto para a rede interna em IPv4. totalizando 64 bytes.10. A função do campo de Checksum era apagar erros que afetassem ao cabeçalho IP. Outro ponto muito importante a ser observado é a migração das aplicações. Isso pode ocorrer devido às tecnologias de migração disponíveis nos sistemas operacionais.

Faixa de endereçamento a ser utilizada versão IPV6 Usando compatibilidade com IPV4 a faixavaria de 0:0:0:0:0:0:192. A autoconfiguração deverá permitir o ajuste automático e transparente para o usuário a todas estas situações. visando aumento de desempenho. endereços.10. Além disso. pois se decidiu que pacotes não serão mais fragmentados por roteadores. Como os roteadores só alteram o campo Hop Limit (Time-to-live no IPv4). a alocação de endereço é altamente facilitada.168. e ao sair do alcance desta.168. Deste modo.255 ou de ::192. Caso um roteador receba um pacote com tamanho maior que o permitido.168. terminando assim por torná-lo totalmente supérfluo. o computador deveria utilizar a rede de infravermelho disponível. a utilização de um mesmo computador em vários locais e em redes distintas.255. mas sim nos roteadores. comunicando o ocorrido. ainda dentro da empresa. etc. Desta forma há um ganho de performance no roteamento. o que pode causar a não detecção de possíveis erros.1 a 0:0:0:0:0:0:192. Este endereço terá então a forma: FE80:0:0:0:0:XXXX:XXXX:XXXX Onde XXXX:XXXX:XXXX simboliza o endereço Ethernet de 48 bits.168. AutoconfiguraçãoO IPv6 apresenta mecanismos de autoconfiguração que visam liberar o usuário da tarefa de configuração.239 para as estações HOST | IP | OBS | .10. tornando-a automática e transparente. por exemplo.168. utilizar a rede de radio frequência disponível na cidade. Quanto ao campo fragmentação. pois é eliminada a necessidade de um roteador fragmentar vários pacotes. o mesmo será descartado e enviará uma mensagem ao host que o enviou.1 a ::192. sendo que o servidor de DHCP ira fornecer IP entre os intervalos 0:0:0:0:0:0:192. que ao comprar um computador o usuário possa simplesmente conectá-lo a uma rede e acessá-la. este foi excluído.11 a 0:0:0:0:0:0:192. protocolos.maioria dos erros não é de transmissão. visto que os mecanismos de detecção de erros Ethernet e PPP são bastante eficientes. O princípio básico para que os exemplos acima possam se tornar realidade consiste na utilização do endereço Ethernet (48 bits) das placas de rede. estes então terminam por recalcular o Checksum antes de retransmitir o pacote. vários roteadores. sem necessidade de lidar com a configuração de interfaces. Apresentamos um exemplo ilustrativo na computação móvel: um executivo poderia estar utilizando seu computador portátil conectado por cabos à rede local da empresa. Este host deverá então retransmitir o pacote na forma de pacotes menores. Ao desconectar os cabos.10.10. Outro objetivo da autoconfiguração é permitir a mobilidade. ou seja.168. não verificavam mais este campo.10. Espera-se. que a principio são únicos para cada placa.10. na constituição do endereço IPv6.

10.168.243 | | IMPRESSORA-CQ | fe80::192.168.10.10.10.1 a fe80::192.10.246 | | Usando somente o protocolo IPV6 a faixa varia de fe80::192.10.10.3 | CONTROLADOR DE DOMINIO | SRV-04 | 0:0:0:0:0:0:192.168.10.242 | | IMPRESSORA-COMPRAS | 0:0:0:0:0:0:192.168.10.245 | | IMPRESSORA-RECP | fe80::192.2 | SERVIDOR DE DADOS | SRV-03 | fe80::192.1 | SERVIDOR DE IMPRESSAO | SRV-02 | 0:0:0:0:0:0:192.168.168. sendo que o servidor de DHCP ira fornecer IP entre os intervalos fe80::192.246 | | .168.10.240 | | IMPRESSORA-VENDAS | 0:0:0:0:0:0:192.10.4 | SERVIDOR DE INTERNET (PROXY) | IMPRESSORA-DIR | fe80::192.168.244 | | IMPRESSORA-ALM | 0:0:0:0:0:0:192.168.243 | | IMPRESSORA-CQ | 0:0:0:0:0:0:192.239 para as estações HOST | IP | OBS | SRV-01 | fe80::192.168.168.10.4 | SERVIDOR DE INTERNET (PROXY) | IMPRESSORA-DIR | 0:0:0:0:0:0:192.168.10.241 | | IMPRESSORA-CONT | 0:0:0:0:0:0:192.168.168.241 | | IMPRESSORA-CONT | fe80::192.10.10.168.242 | |IMPRESSORA-COMPRAS | fe80::192.10.168.SRV-01 | 0:0:0:0:0:0:192.10.168.255.10.168.168.168.10.10.11 a fe80::192.168.1 | SERVIDOR DE IMPRESSAO | SRV-02 | fe80::192.10.10.10.168.244 | | IMPRESSORA-ALM | fe80::192.245 | | IMPRESSORA-RECP | 0:0:0:0:0:0:192.168.3 | CONTROLADOR DE DOMINIO | SRV-04 | fe80::192.10.168.10.2 | SERVIDOR DE DADOS | SRV-03 | 0:0:0:0:0:0:192.168.240 | | IMPRESSORA-VENDAS | fe80::192.168.10.