You are on page 1of 5

O ciclo do nitrogênio é um dos ciclos mais importantes nos ecossistemas terrestres.

O
nitrogênio é usado pelos seres vivos para a produção de moléculas complexas
necessárias ao seu desenvolvimento tais como aminoácidos, proteínas e ácidos
nucléicos. O principal repositório de nitrogênio é a atmosfera onde se encontra sob a
forma de gás (N2). Entretanto, os animais e as plantas não podem absorvê-lo
diretamente do ar na forma do gás N2,.Outros repositórios consistem em matéria
orgânica nos solos e oceanos.
 Etapas do ciclo do nitrogênio
Fixação
A fixação é o processo através do qual nitrogênio é capturado da atmosfera em
estado gasoso (N2) e convertido em formas úteis para outros processos químicos, tais
como amoníaco (NH3), nitrato (NO3-) e nitrito (NO2-). Esta conversão pode ocorrer
através de vários processos.
Fixação Biológica
Algumas bactérias têm a capacidade de capturar moléculas de nitrogênio (N2) e
transformá-las em componentes úteis para os restantes seres vivos. Entre estas, existem
bactérias que estabelecem uma relação de simbiose com algumas espécies de plantas
(leguminosas) e bactérias que vivem livres no solo. A simbiose é estabelecida através do
consumo de amoníaco por parte das plantas; amoníaco este que é produzido pelas
bactérias que vivem nos caules das mesmas plantas.
Fixação Atmosférica
A fixação atmosférica ocorre através dos relâmpagos, cuja elevada energia
separa as moléculas de nitrogênio e permite que os seus átomos se liguem com
moléculas de oxigênio existentes no ar formando monóxido de nitrogênio (NO). Este é
posteriormente dissolvido na água da chuva e depositado no solo. A fixação atmosférica
contribui com cerca de 58% de todo o nitrogênio fixado.

Fixação Industrial
Através de processos industriais é possível produzir amoníaco (NH3) a partir de
azoto (N2) e hidrogênio (H2). O amoníaco é produzido principalmente para uso como
fertilizante cuja aplicação sustenta cerca de 40% da população mundial.
Combustão de combustíveis fósseis
A combustão decorrente dos motores dos automóveis e de centrais de energia
liberta monóxido e dióxido de nitrogênio (NOx). Estes gases são posteriormente
dissolvidos na água da chuva e depositados no solo.
Assimilação
Os nitratos formados pelo processo de nitrificação são absorvidos pelas plantas e
transformados em compostos carbonados para produzir aminoácidos e outros compostos
orgânicos de nitrogênio. A incorporação do nitrogênio em compostos orgânicos ocorre
em grande parte nas células jovens em crescimento das raízes.
Mineralização
Através da mineralização (ou decomposição) a matéria orgânica morta é
transformada no íon de amônio (NH4+) por intermédio de bactérias aeróbicas,
anaeróbicas e alguns fungos.
Nitrificação

dissolvido na parte superficial dos mares. é um processo que produz nitratos a partir do amoníaco (NH3). Este processo ocorre através de algumas espécies de bactérias em ambiente anaeróbico. conhecida como nitrificação. CICLO DO CARBONO O carbono é um elemento químico de grande importância para os seres vivos. Estas bactérias utilizam nitratos alternativamente ao oxigênio como forma de respiração e liberam nitrogênio em estado gasoso (N2).A oxidação do amoníaco. aproximadamente 0. . já com outra bactéria nitrificante.03% e. pois participa da composição química de todos os componentes orgânicos e de uma grande parcela dos inorgânicos também. rios e lagos. oceanos. os nitritos são convertidos em nitratos (NO3-) prontos a ser assimilados pelas plantas. O gás carbônico se encontra na atmosfera numa concentração bem baixa. Desnitrificação A desnitrificação é o processo pelo qual o nitrogênio volta à atmosfera sob a forma de gás quase inerte (N2). Este processo é levado a cabo por bactérias nitrificantes em dois passos: numa primeira fase o amoníaco é convertido em nitritos (NO2-) e numa segunda fase. em proporções semelhantes.

. Esse carbono geralmente não é liberado para atmosfera em forma de CO2 para reciclagem até que longos processos geológicos exponham esses depósitos à atmosfera (MILLER JR. alguns átomos de carbono levam um longo tempo para se reciclar. os produtores aquáticos e terrestres absorvem energia solar e CO2 da atmosfera. produzindo oxigênio e carboidratos complexos. da terra e do seu interior. A utilização de combustíveis fósseis pela espécie humana tem restituído à atmosfera. depósitos soterrados de matéria orgânica de plantas. sendo este conhecido como o ciclo geológico do carbono. Essa ligação entre a fotossíntese nos produtores e a respiração aeróbica nos produtores. como o carvão. degradando as moléculas orgânicas presentes na porção que lhes coube. pelo menos não na escala humana. num grande ciclo biogeoquímico2. Através do processo da fotossíntese. como a glicose. . animais e bactérias são comprimidos entre camadas de sedimentos. Parte do carbono contido nos herbívoros será ainda transferida para os níveis tróficos seguintes e outra parte caberá aos decompositores que liberarão o carbono novamente para a atmosfera. consumidores e decompositores faz com que o carbono circule na biosfera. como resultado do processo respiratório de plantas e animais. o gás natural e o petróleo.No planeta Terra. os fluxos naturais estão sendo. onde são formados combustíveis fósseis contendo carbono. Esse carbono que é absorvido pelos produtores. 2007). O ciclo biológico do carbono é relativamente rápido: estima-se que a renovação do carbono atmosférico ocorra a cada 20 anos. Durante milhões de anos. Entretanto. uma vez incorporado às suas moléculas orgânicas. poderá seguir dois caminhos: ou será liberado novamente para a atmosfera na forma de CO2. É devido a este longo período de tempo necessário à sua formação que dizemos que os combustíveis fósseis não são renováveis. ou será transferido na forma de moléculas orgânicas aos animais herbívoros quando estes se alimentarem dos produtores. superados pela quantidade de carbono que retorna à atmosfera pela queima dos combustíveis fósseis. da atmosfera. O ciclo envolve as atividades tanto de microrganismos como de organismos macroscópicos. o carbono circula através dos oceanos. átomos de carbono que ficaram fora de circulação durante milhões de anos. Este ciclo pode ser dividido em dois tipos que acontecem em diferentes velocidades: o ciclo “lento” ou geológico e o ciclo “rápido” ou biológico. As equações químicas que regem estes dois processos são: Fotossíntese: 6 CO2 + 6 H2O + energia (luz solar) = C6H12O6 + 6 O2 Respiração: C6H12O6 + 6 O2 = 6 CO2 + 6 H2O + energia. na forma de CO2. Assim. em muito.

Este ciclo é mantido por processos geológicos. A presença de ozônio na atmosfera é de extrema importância para a humanidade. A água formada na respiração é em parte eliminada para o ambiente através da transpiração. O oxigênio é captado pelas plantas e animais e utilizado na respiração. formando moléculas de água. gás carbônico ( CO2) e água (H2O). o desgaste químico das rochas expostas também consome oxigênio. Quando o organismo morre. . as quais. e o segundo na atmosfera. O ciclo do oxigênio descreve o movimento do oxigênio entre os seus três reservatórios principais: a atmosfera ( os gases que rodeiam a superfície da Terra). átomos de oxigênio se combinam com átomos de hidrogênio. No ecossistema. A principal fonte de reabastecimento de oxigênio é a fotossíntese. O gás produzido no processo da fotossíntese pode participar também da formação da camada de ozônio (O 3) na atmosfera.por exemplo : formação da ferrugem ( óxido de ferro) . são nocivas em intensidades maiores. físicos. enquanto os átomos de oxigênio são liberados na forma de O2. A água também é utilizada pelas plantas no processo de fotossíntese. da excreção e das fezes. o elemento oxigênio captado pelos seres vivos provém de três fontes principais: gás oxigênio (O2 ). Devido aos minerais da litosfera serem oxidados em oxigênio. úteis em determinada intensidade. Nesse caso.O oxigênio é o elemento mais abundante em massa na crosta terrestre e nos oceanos. sua concha é depositada no chão do mar e enterrada ao longo do tempo para criar a rocha na litosfera. pelo papel que exerce de filtro das radiações ultravioletas. As plantas e os animais extraem nutrientes minerais das rochas e libertam oxigênio durante o processo. O oxigênio também tem um ciclo entre a biosfera e a litosfera. Os organismos marinhos na biosfera criam conchas de carbonato de cálcio (CaCO 3) que é rico em oxigênio. Dessa forma os átomos de oxigênio incorporados à matéria orgânica podem voltar à atmosfera pela respiração e pela decomposição do organismo que produzem água e gás carbônico. e em parte utilizada em processos metabólicos. principalmente por meio do fito plâncton marinho. hidrológicos e biológicos que movem diferentes elementos de um depósito a outro. Nesse processo. os átomos de hidrogênio são aproveitados na síntese da glicose. a biosfera ( os organismos vivos e o seu ambiente próximo) e a litosfera ( a parte sólida exterior da Terra).

A nocividade das radiações ultravioletas está ligada a doenças como câncer de pele e as alterações genéticas. . podem reduzir a fotossíntese comprometendo a colheita e mesmo destruir o fito plâncton provocando desequilíbrios nos ecossistemas aquáticos.