You are on page 1of 6

FATEC-SP

Faculdade de Tecnologia de São Paulo

Laboratório de Circuitos Elétricos – Prof. Marcelo Bariatto

EXPERIÊNCIA No. 2 - Associação de Resistores

N0 de matrícula

Nome do Aluno

1

FATEC-SP

Faculdade de Tecnologia de São Paulo

Laboratório de Circuitos Elétricos – Prof. Marcelo Bariatto

Parte Teórica

Associação de resistores em série: consideremos uma tensão v aplicada a uma associação de resistores
em série:
R1

i

R2

i

v1

i

R3

Rn

v3

vn

v2

i

v

Podemos observar que a corrente i que atravessa os resistores é a mesma em cada resistor, e que a soma
das tensões vi sobre os resistores é igual à tensão v aplicada na associação, ou seja:

v = v1 + v2 + v3 + ... + v n

(1)

Aplicando a Lei de Ohm em cada resistor, temos:

v1 = R1i

v2 = R2i

v3 = R3i

...

vn = Rn i

A expressão (1) pode, então, ser rescrita como:

v = R1i + R2 i + R3 i + ... + Rn i

v = ( R1 + R2 + R3 + ... + Rn )i

ou

Portanto, a resistência equivalente da associação em série, Rs, tal que v = Rs i , é igual a:

Rs = R1 + R2 + R3 + ... + Rn
Associação de resistores em paralelo: consideremos uma tensão v aplicada a uma associação de
resistores em paralelo:
i
i1
v

i2

R1

i3

R2

in

R3

Rn

Podemos observar que a tensão v aplicada nos resistores é a mesma em cada resistor, e que a soma das
correntes ii que atravessam os resistores é igual à corrente i que atravessa a associação, ou seja:

i = i1 + i2 + i3 + ... + in

(2)

Aplicando a Lei de Ohm em cada resistor, temos:

v = R1i1
i1 =

ou

v
R1

v = R2 i2
i2 =

v
R2

v = R3 i3

...

v = Rn in

v
R3

...

in =

i3 =

v
Rn

A expressão (2) pode, então, ser rescrita como:

i=

v
v
v
v
+ ... +
+
+
R1 R2 R3
Rn

ou

2

i =(

1
1
1
1
+ ... +
)v
+
+
R1 R2 R3
Rn

FATEC-SP

Faculdade de Tecnologia de São Paulo

Laboratório de Circuitos Elétricos – Prof. Marcelo Bariatto
Portanto, a resistência equivalente da associação em paralelo, Rp, tal que v = R p i ou i =

v
, é igual a:
Rp

1
1
1
1
1
+ ... +
=
+
+
R p R1 R2 R3
Rn
Transformação triângulo-estrela (∆
∆-Y): consideremos as associações triângulo e estrela abaixo:
A

A

R3

r1

R2

r2
B

r3

C

B

R1

C

Para que as duas associações sejam equivalentes entre si é necessário que a resistência vista entre dois
pontos quaisquer (AB, BC e AC) seja a mesma em ambas as associações.
Na associação triângulo, temos:

R3 ( R1 + R2 )
R1 + R2 + R3
R ( R + R3 )
= 1 2
R1 + R2 + R3
R ( R + R3 )
= 2 1
R1 + R2 + R3

RAB =
RBC
RAC

Na associação estrela, temos:

R1 R3 + R2 R3
R1 + R2 + R3
R R + R1 R3
= 1 2
R1 + R2 + R3
R R + R2 R3
= 1 2
R1 + R2 + R3

RAB = r1 + r2

=

RBC = r2 + r3
RAC = r1 + r3

Igualando as equações correspondentes, temos:

R1 R3 + R2 R3
= r1 + r2
R1 + R2 + R3

R1 R2 + R1 R3
= r2 + r3
R1 + R2 + R3

R1 R2 + R2 R3
= r1 + r3
R1 + R2 + R3

Resolvendo o sistema de equações acima, obtemos as relações de transformação, a seguir:
Transformação Triângulo-Estrela:

Transformação Estrela-Triângulo:

r1 =

R2 R3
R1 + R2 + R3

R1 =

r1r2 + r2r3 + r1r3
r1

r2 =

R1 R3
R1 + R2 + R3

R2 =

r1r2 + r2 r3 + r1r3
r2

r3 =

R1 R2
R1 + R2 + R3

R3 =

r1r2 + r2 r3 + r1r3
r3

3

FATEC-SP

Faculdade de Tecnologia de São Paulo

Laboratório de Circuitos Elétricos – Prof. Marcelo Bariatto
Parte Experimental
Material
1 Multímetro Digital
1 Proto Board
7 Resistores de diversos valores

1 – Para os sete resistores, preencha a tabela abaixo com os valores nominais (identificados por meio do código de
cores) e medidos com o multímetro digital, em qualquer ordem.

Nominal (Ω
Ω)

Medido (Ω
Ω)

Erro (%) =100x(Nominal – Medido)/Nominal

R1
R2
R3
R4
R5
R6
R7
2 - Monte o circuito a seguir:
R4
A

R1

R2

R3

B

3 - Meça a resistência entre os pontos A e B do circuito com o multímetro digital:

RAB [Ω]
Medido
Calculado (c/ valor nominal)
Simulado
Erro (%)
4 - Monte o circuito a seguir:
R4
A

B

R1

R2

R3

5 - Meça a resistência entre os pontos A e B do circuito com o multímetro digital:
4

FATEC-SP

Faculdade de Tecnologia de São Paulo

Laboratório de Circuitos Elétricos – Prof. Marcelo Bariatto
RAB [Ω]
Medido
Calculado (c/ valor nominal)
Simulado
Erro (%)
6 - Monte o circuito a seguir:
A
R1

R4
R3
R6
R5

R2
B

7 - Meça a resistência entre os pontos A e B do circuito com o multímetro digital:

RAB [Ω]
Medido
Calculado (c/ valor nominal)
Simulado
Erro (%)
8 - Monte o circuito a seguir:
A
R4

R1
R7

R6
R3

R2

R5

B

9 - Meça a resistência entre os pontos A e B do circuito com o multímetro digital:

RAB [Ω]
Medido
Calculado (c/ valor nominal)
Simulado
Erro (%)
10 – Anexe a este material todos os cálculos realizados e apresente as simulações com o programa PSPICE.
Comente sobre as diferenças entre os valores calculados, medidos e simulados.

5

FATEC-SP

Faculdade de Tecnologia de São Paulo

Laboratório de Circuitos Elétricos – Prof. Marcelo Bariatto
EXERCÍCIOS DE ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES
Calcule a resistência equivalente RAB entre os pontos A e B nas associações abaixo:
8,5Ω

5Ω

9Ω

A

7Ω

3Ω
A

4Ω

B
B

7,5Ω

6,5Ω

3Ω

Resp: 10 Ω

Resp: 12 Ω

8Ω

8Ω

8Ω

4,8Ω

A

6Ω

6Ω

6Ω

4Ω

6Ω

12Ω

A

B

4Ω

6Ω
2,4Ω

B

Resp: 12 Ω

Resp: 1,2 Ω
6Ω

2Ω

20Ω

A

B

4Ω

40Ω
10Ω

3Ω

30Ω

12Ω

30Ω

3Ω
4Ω

40Ω

B

A

2Ω

20Ω

Resp: 20 Ω

Resp: 16 Ω

3Ω

3Ω

A

B

6Ω

3Ω

3Ω
12Ω

12Ω

12Ω

12Ω

4Ω

10Ω

6,6Ω

A

B

3Ω

3Ω
3Ω

Resp: 4 Ω

6Ω

7,6Ω

3Ω

Resp: 6 Ω