You are on page 1of 6

AGOSTO/2007

Sindicato dos Empregados em Administradoras de Consórcios, Vendedores de Consórcios, Empregados e
Vendedores em Concessionárias de Veículos, Distribuidoras de Veículos e Congêneres no Estado de Minas Gerais

Sindicato amplia a luta

O SINDCON-MG começa obras de expansão da
sede social da entidade, aumentando o conforto e
criando espaços alternativos para os associados.
PÁGINA 6

Gerson,
presidente do
SINDCON-MG

O trabalho ameaçado!
Em sua visita recente a Minas, o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, ouviu
uma descrição desastrosa das relações de trabalho e do risco de greves sistemáticas
pela retirada do poder da Justiça do Trabalho em fazer conciliações e julgar dissídios
coletivos. O caos anunciado já começa a explodir em violência. Páginas 2, 4 e 5

23% Reféns da guerra ideológica O clima de impunidade retirado do péssimo exemplo de tantos parlamentares e integrantes do governo envolvidos em escândalos e CPI’s vem estimulando na sociedade manifestações violentas e ameaçadoras contra a integridade dos cidadãos.23% Setembro 25. 400 Dom Bosco . Gerson Fernandes . Distribuidoras de Veículos e Congêneres no Estado de Minas Gerais Av.MG Cep: 30730-435 PABX: (31) 3464 8383 FAX: (31) 3464 5678 sindcon@sindconmg. Devemos aceitar como legítima qualquer manifestação de discordância.00% Outubro 19. em movimentos dirigidos à distância por lideranças irresponsáveis e que não medem as consequências de seus atos. para que os aparelhos ideológicos manipulem a opinião pública e transformem estas ameaças e os agressores em vítimas. Itaú. fazendo reféns dois trabalhadores da Ferrovia Centro-Atlântica. que radicaliza em busca de um socialismo mesmo que tardio. de forma educativa e orientadora. identificando-os como a serviço de milícias formadas pelo movimento Conlutas. sede da Companhia Vale do Rio Doce. Dois quarteirões inteiros da rua Sapucaí foram isolados.2 SINDCON-MG . que tolham o direito universal de cidadania.Agosto/2007 EXPEDIENTE Sindicato dos Empregados em Administradoras de Consórcios. seja ela embasada em fundamentos irrefutáveis e até mesmo amparada por iniciativas de caráter ideológico. bombas e porretes pudessem negociar “pacificamente” com cerca de 180 invasores do prédio da Vale.com. Vendedores de Consórcios. em Belo Horizonte. Empregados e Vendedores em Concessionárias de Veículos.BH . subsidiária da CVRD. três ônibus da polícia conduziram os invasores para o Deoesp para investigações. Só poderemos aceitar tais manifestações. no entanto. A impunidade no alto escalão para irregularidades e crimes de grosso calibre nada devem às barbaridades cometidas mais embaixo nas invasões de terras e patrimônios seja no meio rural ou urbano. que resgatou da nossa triste memória para a realidade viva e ameaçadora policiais armados até os dentes.br Gerson Antônio Fernandes PRESIDENTE Edição José Geraldo Ribeiro MG 02717 JP Fotos Tomaz Cintra CTP e Impressão Lastro Editora AGO/2007 Distribuição gratuita Repouso Semanal Remunerado para os trabalhadores Agosto 19.Trabalho e Cidadania . Não houve mortos. até o momento em que respeitem também os argumentos contrários e que não se exerçam pela violência.com. prontos para detonar uma reação que poria em risco a vida dos cidadãos no centro da capital. uma invasão de um patrimônio particular. Depois de quatro horas de inspiração ao terror. Devemos por fim lamentar que não haja autoridade competente para se manifestar à sociedade. para que os soldados munidos de metralhadoras.sindconmg. Deputados ou radicais da política ideológica devem receber publicamente os conceitos que merecem. Tivemos no último dia 22. que não obriguem ninguém com as armas do autoritarismo ou da coerção. É difícil ainda acreditar que ficaremos à mercê em pleno centro da capital mineira de agressores. aos gritos de “a Vale é nossa”.br www.

Em recente encontro com trabalhadores da Usiminas. afirmou que esta exigência “se emenda 45. A ida de Carlos Lupi foi para a assinatura de um compromisso entre a Usiminas e o Sindicato dos Metalúrgicos para tentar sanar uma das maiores dores de Sindicalistas compareceram para cobrar postura do ministro . Rogério Fernandes. É COMO PEDIR A UM CRI O movimento sindical brasileiro e os direitos constituídos pelos trabalhadores através da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e pelos acordos coletivos estão sendo colocados em xeque pelo Governo Federal. que não sai do estágio letárgico e da paralisia nas reformas essenciais e urgentes que o País precisa. Carlos Lupi. Carlos Lupi ouviu passivamente o alarmante diagnóstico da liderança sindical de que não sobra aos trabalhadores outra alternativa senão a deDirigentes sindicais com Rinaldo (presidente da Usiminas) flagração de greves para defentenham ingressado na justiça dermos nossos direitos. em Ipatinga. que proíbe os tribuassemelha em pedir a um criminais do trabalho de julgarem disnoso a autorização para que ele sídios coletivos sem que estes seja processado”. a desmoralização crônica do “estado de direito”. o sistemático descumprimento de cláusulas de acordos coletivos por empresas em várias categorias profissionais.3 SINDCON-MG . o ministro do Trabalho e Emprego. ficando a prática criminosa sem uma prática efetiva de fiscalização de instância da justiça do trabalho e de instrumentos do próprio Ministério do Trabalho e Emprego. Foi ainda bastante ressaltado para o ministro.Trabalho e Cidadania . é a litigantes. pôde ouvir no meio de uma multidão um apelo veemente do presidente da Força Sindical MG. O com a anuência das duas partes motivo.Agosto/2007 Respeito aos direitos “A JUSTIÇA DO TRABALHO FOI AMORDAÇADA PELA EMENDA 45. ressaltado amplamente pela imprensa em geral. que estava acompanhado do Delegado Regional do Trabalho. para que o governo regulamente urgentemente e interfira junto ao Congresso Nacional para que sejam respeitados os direitos e a autonomia da Justi- ça do Trabalho nos processos de conciliação e julgamento de dissídios coletivos. Rogério Fernandes. ou seja.

na Floresta. Depois de quatro horas de operações táticas da polícia. a Embasa (BA) foram obrigadas a assinarem um Termo de Acordo de Conduta (TAC). Várias empresas importantes. “é mais embaixo”. como vêm sendo demonstrado por ações do Ministério Público do Trabalho e da própria Delegacia Regional do Trabalho (DRT-MG) visam substituir trabalhadores com direitos constituídos em acordos coletivos e benefícios sociais estabelecidos pela empresa por outros que passam a exercer as mesmas atividades em condições desumanamente precárias. escopetas e policiais especializados. a terceirização vem sendo rigorosamente extinta. que cercou os quarteirões da rua Sapucaí.Agosto/2007 no trabalho MINOSO A AUTORIZAÇÃO PARA PROCESSÁ-LO”. a maior empresa montou portentosa estrutura de assistência médica. no entanto. o relacionamento da empresa com prestadores de serviços terceirizados.4 SINDCON-MG . cabeça dos trabalhadores. como a Cemig (MG). Os invasores foram identificados como integrantes do movimento Conlutas. no entanto. se obrigando a não mais fazer as contratações irregulares de terceirizados em atividades fins. . num processo gradual de substituição que visa estritamente aumentar o lucro com a pauperização do trabalhador. três ônibus conduziram os presos para o Deoesp. Nos acordos mais recentes. alguns carregando bandeiras do Movimento dos Sem Terra (MST). No convênio assinado entre a Usiminas e o Sindipa. O problema. As contratações. A maior dificuldade enfrentada pelas categorias profissionais com as empreiteiras é a contratação de mão de obra externa para atividades consideradas fins da empresa contratante. Explode a violência Dois trabalhadores da FCA/CVRD (Companhia Vale do Rio Doce) foram feitos reféns por cerca de 180 invasores no prédio da empresa no último dia 22. para estender este benefício a trabalhae Carlos Lupi dores nas empreiteiras. em Belo Horizonte. armados de bombas.Trabalho e Cidadania .

Precisamos nos preparar para fortalecer a entidade sindical e para isto será extremamente necessária a participação dos trabalhadores nas lutas da categoria. Iremos desenvolver campanhas de sindicalização e de orientação sobre os direitos no trabalho. além de alertar quais as conquistas que a organização patronal mais se insinua em cortar. com banheiros. para ampliar o quadro de profissionais especializados para o atendimento dos trabalhadores e dar suporte à direção da entidade nos processos de negociações”. O presidente do SINDCON-MG. Gerson Fernandes. treinamentos e até mesmo instalada estrutura para cursos de qualificação profissional e laboratório de inclusão digital.Agosto/2007 Sindicato investe na ampliação de estrutura e mobilização da categoria O Sindicato desenvolve obras de ampliação da sua estrutura física para atender melhor os trabalhadores associados. para sanar problemas que se avolumam em prejuízo à categoria: “As propostas que sempre tramitam no Congresso Nacional procuram dificultar a organização dos trabalhadores em sindicato e tememos que estrategicamente venham disposições de cortar direitos conquistados nos acordos coletivos e até mesmo instituídos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). afirma que a entidade vem se preparando para ampliar sua representação no atendimento aos trabalhadores. além de um salão onde poderão ser realizadas as assembléias da categoria. Gerson mostra os investimentos para dar assistência aos associados . Gerson alerta para a “necessidade da sindicalização e estará orientando todos os diretores e multiplicadores para ampliar a mobilização da categoria”.Trabalho e Cidadania . Estão sendo construídos espaços amplos para atividades recreativas.5 SINDCON-MG . Investimos na estrutura do Sindicato exatamente para isto. além de reuniões.

Quase a totalidade (97%) das 280 unidades de negociação registradas entre janeiro e junho deste ano foi capaz de recompor as perdas salariais acumuladas desde a última data-base com reajustes salariais iguais ou superiores à variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). tão falecido quanto a ditadura militar. Cabe aos instrumentos de luta social fazer a leitura desta nossa realidade. que ironiza a desgraça alheia e a própria como uma espécie de anestésico para suportá-la. medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).6 SINDCON-MG . Desde 2004 aumenta gradativamente a proporção de negociações que conquistam aumentos reais no momento da data-base.” Suplycio brasileiro Um general ex-presidente da República. chegou a dizer que o Brasil “é o melhor lugar do mundo para se viver. . Estaremos sempre reproduzindo ou comentando neste espaço acontecimentos que passam a fazer parte de forma marcante dos registros que ficam para a história e que se transformam em referência para entender melhor a realidade do nosso País. vulcão e maremoto”. fazemos uma moldura de interpretações da infeliz declaração da ministra Marta Suplicy sobre as providências que deveríamos tomar quando formos enfrentar o caos que se tornaram os aeroportos brasileiros. Relatório do Dieese “Este cenário é praticamente idêntico ao observado no mesmo período de 2006. Os resultados apurados no primeiro semestre de 2007 apontam que este deverá ser o quarto ano consecutivo em que serão assegurados ganhos reais para mais da metade das unidades de negociação estudadas” O Dieese ressalta que “o desempenho da economia brasileira – mesmo em ritmo insuficiente – e o controle da inflação em baixos patamares têm contribuído de forma decisiva para esses resultados.Trabalho e Cidadania . entre 1996 e 2003. A tragédia brasileira sempre foi material abundante para ilustrar o bom humor do nosso povo. mais de 50% das negociações analisadas garantiram ganhos reais do poder de compra dos Distribuição dos reajustes salariais em comparação com o INPC-IBGE. O empenho do movimento sindical em assegurar melhores condições de remuneração tem trazido bons resultados. Nesta edição. quando 96% do total de negociações atingiram esse resultado. em que o livre pensar seja estimulado pela releitura dos fatos e livrando a população da interpretação exclusiva da grande imprensa. A série histórica do SAS-DIEESE revela que. para que possamos colaborar com uma formação de consciência. somente em 1996 e 2000.Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) apresentaram resultados muito positivos aos trabalhadores. por setor econômico Brasil – janeiro a junho de 2007 trabalhadores. que normalmente está a serviço do poder estabelecido. pois não tinha terremoto.Agosto/2007 Negociações coletivas alcançam ganho real As negociações de reajustes salariais do primeiro semestre de 2007 entre 280 categorias pesquisadas pelo SAS (Sistema de Acompanhamento de Salários) .