TV DESTINO CENTRAL DESTINO DE PRODUÇÃO

CAPÍTULO. 03

Uma novela de RYNALDO NASCIMENTO Colaboração de Guto Góess Direção Vinicius Coimbra, Amora Mautner, Pedro Vasconcelos e Cláudio Boeckel Direção Geral Cláudio Boeckel Personagens deste capítulo
NADINE NESTOR PAULA TÂNIA ELIAS RITA GABRIEL LETÍCIA ISAAC PATUSCA NATALIA YEDA LEO RUTH DÉIA JAQUELINE RICARDO JOÃO MATEUS JENNIFER JANICE JUDITH ISMAEL JOSÉLIN JANAINA ÍTALO RAMON

Participação especial
AMIGAS DE JOSÉLIN / PESSOAL DO TERREIRO / PESSOAL DA MANIFESTAÇÃO / REPÓRTERES / JUIZ Atenção “Este texto é de propriedade intelectual exclusiva da TV DESTINO LTDA. e por conter informações confidenciais, não poderá ser copiado, cedido, vendido ou divulgado de qualquer forma e por qualquer meio, sem o prévio e expresso consentimento da mesma. No caso de violação do sigilo, a parte infratora estará sujeita às penalidades previstas em lei e/ou contrato.”

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 1
NADINE

CENA 1. HOSPITAL. LEITO DE PAULA. INT – DIA CONTINUAÇÃO DA ULTIMA CENA DO CAPÍTULO ANTERIOR. AINDA AFASTADA. PAULA E NESTOR SE OLHAM. NADINE

– você não vê que a menina não está bem, Nestor? Não vá perguntar nada a ela. – ela está acordada, ela vai ter que me dizer. – para com isso. Pelo amor de Deus! Deixa a Paula descansar, quando ela estiver melhor a gente conversa com ela. – quando estiver melhor o escambal. Ela vai ter que me dizer agora. – porque você a acusa assim? – porque foi ela quem matou o meu filho. Por causa de cinco mil reais Nadine? – o que lhe garante que tenha sido a Paula quem matou o Felipe? Essa história tá mal explicada, Nestor. Vamos deixar/ – esquece, Nadine. Você ainda quer passar a mão pela cabeça da Paula? Uma assassina. Nossa filha, uma assassina, matou o irmão. Nadine, acorda Nadine. Pelo amor de Deus, nosso filho está morto, morto. A Paula o matou. – não foi verdade.

NESTOR NADINE

NESTOR

NADINE NESTOR

NADINE

NESTOR

NADINE

NADINE SE AFASTA, CHORA. NADINE NESTOR – você está sendo injusto com ela. – eu? Injusto? Injusto com uma pessoa que mata o próprio irmão?

NADINE SENTA NO SOFÁ. NESTOR VOLTA A OLHAR PRA PAULA, QUE ESCUTA TUDO... E ENTÃO, PAULA MEXE A MÃO E SEGURA NA MÃO DO PAI. REAÇÃO DE NESTOR. PAULA APERTA A MÃO DO PAI E COM MUITA DIFICULDADE DIZ:

GOLPE DE MESTRE
PAULA NESTOR PAULA NESTOR

CAPÍTULO 03
– eu matei? – sim, matou. Você matou o Felipe. – não, eu... Eu não!

PÁG.: 2

– conte pra gente o que aconteceu, porque você deu três tiros em seu irmão. – não, pai. Não matei ninguém. – (irritado) para de se fazer Paula. (PAUSA) Esqueça que você tem uma família, esqueça.

PAULA NESTOR

NADINE QUE NÃO AGÜENTA MAIS O QUE NESTOR FAZ COM A FILHA, LEVANTA DO SOFÁ E PUXA O MARIDO PELO BRAÇO. NADINE – vamos embora daqui. Pare de acusar a Paula. Ela não está em condições de explicar nada. Compreenda! – ela ta falando/ – (puxando) vamos!

NESTOR NADINE

NESTOR CHORA, E VAI CONTRA A SUA VONTADE. CÂMERA VOLTA PRA PAULA QUE CHORA E APERTA O COLCHÃO, DIZENDO REPETIDAMENTE: PAULA – eu não matei. Não, o meu irmão. Não matei... Eu não matei, não matei ninguém. Eu não sou assassina, eu não.

CLOSE EM PAULA. CORTA PARA: CENA 2. CARRO DE NESTOR EM MOVIMENTO. INT – DIA NESTOR VAI DIRIGINDO, NADINE FUMA, PENSATIVA, OLHANDO A RUA. NESTOR – uma assassina. Criamos uma assassina. (pausa) Como ela pode fazer isso? Matar o irmão. O irmão que ela tanto amava. Não, essa não é minha filha mesmo.

GOLPE DE MESTRE
NADINE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 3

– (aparentando fraqueza) para com isso, Nestor. Minha cabeça está explodindo. – para de fumar. – é o que consola. – pois pra mim não existe consolo maior do que ver a assassina na cadeia. – (grita) para desgraça! (tom) Para! Para de chamar a sua filha de assassina, para de acusar a Paula, que apesar de tudo ela é minha filha também. Droga, Nestor!

NESTOR NADINE NESTOR

NADINE

NESTOR PARA O CARRO NO ACOSTAMENTO. NADINE VOLTA A FUMAR. ELE OLHA PRA ELA E SAI DO CARRO. CORTA RÁPIDO PARA: CENA 3. RUA. EXT – DIA O CARRO PARADO, NESTOR SALTA DELE, RESPIRA FUNDO, ENGOLE O CHORO. BATE A PORTA COM FORÇA E CHORA. NADINE SAI DO CARRO E ABRAÇA O MARIDO. NADINE – vamos agilizar o velório do Felipe, vamos? (pausa) Desculpa, meu amor, desculpa. – meu filho, Nadine. Meu único filho. – nosso único filho.

NESTOR NADINE

MARIDO E MULHER SE ABRAÇAM. CORTA PARA: CENA 4. CASA DE TIAGO. EXT – DIA TOMADA DE LOCALIZAÇÃO. CORTA RÁPIDO PARA: CENA 5. CASA DE TIAGO. SALA. INT – DIA TOMAM CAFÉ DA MANHÃ: ELIAS, RITA, TÂNIA, LETÍCIA E GABRIEL. PATUSCA SERVE A MESA.

GOLPE DE MESTRE
TÂNIA

CAPÍTULO 03

PÁG.: 4

– ontem eu não consegui pregar o olho, só com a imagem do Felipe em minha cabeça. – ai minha filha, que tragédia. Nunca esperávamos isso da Paula. – nos dias de hoje não devemos mais confiar em ninguém, nem mesmo da família. – o Felipe sempre foi um encrenqueiro. Sempre desafiou todo mundo dessa família. – o que não cabia a Paula acabar matando o irmão. – é isso é! – tudo por causa do nosso dinheiro, meu velho. Ai, eu sou culpada disso tudo também. – não vovó, a senhora não tem culpa nenhuma. Quem tem culpa é o Felipe.

RITA

ELIAS

GABRIEL

TÂNIA GABRIEL RITA

GABRIEL

E ENTÃO ISAAC SURGE JÁ FALANDO. ISAAC – eu não culpo o Felipe. A culpada disso tudo é a Paula, que acabou matando o irmão.

ISAAC SENTA DO LADO DE LETÍCIA, DÁ UM BEIJINHO. ISAAC – ela é a culpada de tudo. Porque, o Felipe poderia, muito bem, devolver o dinheiro que ele roubou. Mas matar? Matar o irmão? – e o que lhe faz pensar que foi por isso? – (para um pouco) eu ouvi mamãe. Eu e a Letícia. – se ouviu, porque não tentou impedir? – porque eles estavam só discutindo, eu pensei que a Paula tava dando um sermão nele. Foi como eu disse... Nós saímos, só voltamos correndo quando ouvimos eles se estapeando...

TÂNIA ISAAC ELIAS ISAAC

GOLPE DE MESTRE
LETÍCIA

CAPÍTULO 03

PÁG.: 5

– e foi quando ouvimos, antes de entrar no escritório, os dois tiros. – o sangue de Cristo! – Patusca, vai procurar o que fazer!

PATUSCA TÂNIA PATUSCA SE TOCA E SAI. ISAAC

– (manipulando) vocês tem que enxergar, abrir o olho a partir de agora. Isso que a Paula fez é imperdoável, dentro de nossa casa. Feriu o nome de nossa família, prejudicou a todos nós. (pausa) Só quero ver qual vai ser a de vocês.

TODOS SE OLHAM. CÂMERA CORTA PARA A MÃO DE ISAAC QUE APERTA A DE LETÍCIA. CORTA PARA: CENA 6. HOSPITAL. LEITO DE PAULA. INT – DIA ATENÇÃO SONOPLASTIA: HOTEL CALIFÓRNIA – THE EAGELS PAULA SENTADA NA CAMA DO HOSPITAL, QUANDO NATALIA ENTRA E ABRAÇA A AMIGA. PAULA CHORA. PAULA NATALIA PAULA – eu não matei ninguém, Natalia eu não matei. – fica calma amiga, fica calma. – você sabe que eu não matei ninguém. Eu não mato ninguém.

TEMPO CALADAS, AO ABRAÇO. PAULA – não estou entendendo nada, o que aconteceu de verdade, eu não lembro, eu/ – eu vou te explicar: Você matou o Felipe, o seu irmão. – eu? Eu matei o meu irmão? Não o Felipe precisa de minha ajuda. Eu não matei ele.../

NATALIA

PAULA

GOLPE DE MESTRE
NATALIA

CAPÍTULO 03

PÁG.: 6

– fica calma amiga, tudo vai se resolver. Espera toda a poeira abaixar. (pausa) tem uns policiais ai fora. – pra quê? – para que você não fuja. Eles vão ficar ai, eu não posso demorar, só quero que você saiba que acredito em você, incondicionalmente. Eu realmente acredito em você ta? – (chorando muito) ta! (pausa) Eu estou toda dolorida.

PAULA NATALIA

PAULA

NATALIA E PAULA SE ABRAÇAM. CORTA PARA: CENA 7. RIO DE JANEIRO. EXTERIOR MÚSICA DA CENA ANTERIOR AINDA EM ALTA. TRANSIÇÃO: DIA/NOITE. TAKES DA CIDADE A NOITE. TRANSIÇÃO: NOITE/DIA CORTA PARA: CENA 9. CEMITÉRIO. EXT – DIA ABRE NO CORTEJO FÚNEBRE. A FAMÍLIA GOMES VAI ENTERRAR FELIPE. MUITO CHORO, PESSOAS CAMINHAM COM FLORES NAS MÃOS. O CAIXÃO VAI SENDO LEVADO PELOS HOMENS DA FAMÍLIA, ISAAC É UM DELES. CLOSE NO ROSTO DE ISAAC. CORTE PARA YEDA ABRAÇADA A NADINE. CORTA DESCONTINUO PARA O CAIXÃO DESCENDO A COVA, PADRE FALA ALGUMA COISA SEM ÁUDIO, ABENÇOA O CAIXÃO QUE DESCE. CORTE EM SLOW PARA TODOS JOGANDO AS FLORES. CORTE DESCONTINUO PARA A TERRA CAINDO SOBRE O CAIXÃO, EMOÇÃO DE TODOS. POR FIM, VÃO INDO EMBORA, NADINE SE APROXIMA DA LAPIDE, ALISA A FOTO DO FILHO, BEIJA UMA FLOR E COLOCA AO LADO. 1º INTERVALO COMERCIAL CENA 10. RIO DE JANEIRO. GERAIS. EXT – DIA CLIPE DE PASSAGEM DE TEMPO NO RIO DE JANEIRO. SOBRE A IMAGEM AÉREA DO CRISTO REDENTOR, EM UMA MÚSICA EMOCIONANTE, ENTRA A LEGENDA: uma semana depois... CORTA RÁPIDO PARA:

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 7

CENA 11. SALVADOR. EXT – DIA GERAIS DE SALVADOR. CORTA PARA: CENA 12. TERREIRO. INT – DIA NO TERREIRO OS FILHOS DE SANTOS FAZEM AS TAREFAS DIÁRIAS. LIMPAM, COZINHAM. EM OUTRO PONTO ESTÁ JUDITH E JANICE. JANICE JUDITH – não sei, Judith. Tenho medo que o meu filho sofra. – se for pra sofrer, ele tem que sofrer. É o destino dele e tem que ser cumprido. – o Ismael é um homem bom, dedicado. Eu quero saber sobre o meu filho. – o que você quer saber precisamente? – o que os búzios dizem? – você tem certeza que deseja saber? É melhor esperar o tempo dizer. – não, eu tenho que saber. Tenho que me preparar.

JANICE

JUDITH JANICE JUDITH

JANICE

JUDITH ENTÃO JOGA OS BÚZIOS PARA JANICE. ELA OBSERVA AS PEDRAS E OLHA PARA A AMIGA. JANICE JUDITH – e ai? – ele vai fazer uma viagem. Ele vai ao encontro de sua outra metade. – que outra metade? – não sei! Ele vai fazer uma grande viagem, e nem tente impedi-lo. Deixe o Ismael ir em busca de seu destino.

JANICE JUDITH

CORTA DIRETO PARA: CENA 13. CASA DE JANICE. SALA. INT – DIA ISMAEL PEGA ÁGUA NA GELADEIRA E JANICE CATA FEIJÃO.

GOLPE DE MESTRE
ISMAEL

CAPÍTULO 03

PÁG.: 8

– ô, mãe. Porque a senhora não fala muito de meu irmão? – esqueça essa história. Não vamos reviver o passado. – mas eu quero saber. Ele se parece muito comigo? É porque tem gêmeos que são diferentes. – eu não sei filho. Ele era bebê, não dá pra comparar hoje em dia. Mas, vamos esquecer essa história. – não te entendo. Não sente saudade dele? – (fica tocada) se eu pudesse voltar no tempo e não ter dado meu filho... Meu Isaac. – ele se chama Isaac? – sim! – (ri) Isaac e Ismael, os filhos de Abraão! Engraçado. Me fala mais dele. Você não tem contato com a família. – (se levanta, cortando) não! Para com esse interrogatório. Não quero mais falar sobre isso.

JANICE ISMAEL

JANICE

ISMAEL JANICE

ISMAEL JANICE ISMAEL

JANICE

CORTA PARA: CENA 14. CASA DE TIAGO. QUARTO DO CASAL. INT – DIA TÂNIA JÁ SE ARRUMANDO PARA IR AO FÓRUM. ELA VAI ATÉ O GUARDAROUPA A PROCURA DE UMA JÓIA E DERRUBA ALGUMAS CAIXAS E ENTRE ELAS CAEM FOTOS DE SEUS FILHOS QUANDO CRIANÇA. TÂNIA VAI PEGAR AS FOTOS DO CHÃO, QUANDO VEM LEMBRANÇAS DO PASSADO. TÂNIA – meus filhos! (ri) Quanto tempo, meu Deus!

ELA CATA TUDO, COLOCA NUMA CAIXA E SENTA NA CAMA. PASSA AS FOTOS ATÉ QUE ENCONTRA UMA CARTA, ELA ABRE E COMEÇA A LER... VEMOS QUE A EXPRESSÃO DELA COMEÇA A MUDAR. TÂNIA – a carta da Janice! Eu ainda tenho isso aqui.

GOLPE DE MESTRE
EM TÂNIA. FUSÃO PARA:

CAPÍTULO 03

PÁG.: 9

CENA 15. CASA DE TIAGO. SALA. INT – DIA ANOS ATRÁS... FLASHBACK A SER GRAVADO. TÂNIA RECEBE EM SEUS BRAÇOS, DAS MÃOS DE JANICE, O ISAAC. JANICE – cuida de meu filho, Dona Tânia. Cuida dele, por favor. Eu não tenho condições de cuidar dos dois. – mas ele é seu filho. Eu não posso/ – pelo amor de Deus! Cuida do Isaac, eu tenho que voltar pra Bahia e não vou ter condições de sustentar duas bocas. – (emocionada) um filho? Pra mim? – eu prometo que não vou voltar pra buscá-lo. É seu!

TÂNIA JANICE

TÂNIA JANICE

TÂNIA ABRAÇA A CRIANÇA E CHORA. JANICE BEIJA O OUTRO GÊMEO. FUSÃO PARA: CENA 16. CASA DE TIAGO. QUARTO DO CASAL. INT – DIA CONTINUAÇÃO DA CENA 14. TÂNIA CHORA AO LER A CARTA. GABRIEL ENTRA NO QUARTO. GABRIEL TÂNIA – ta chorando porque mãe? – (escondendo a carta em meio às fotos) nada não filho. Tava lembrando de algumas coisas. – o papai já ta impaciente lá embaixo, vamos? – vamos sim!

GABRIEL TÂNIA

TÂNIA GUARDA A CAIXA E SAI DO QUARTO COM O FILHO. CORTA PARA:

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 10

CENA 17. CASA DE TIAGO. SALA. INT – DIA NA SALA TIAGO JÁ IMPACIENTE. RITA E ELIAS TOMANDO UM SUCO SERVIDO POR PATUSCA. TIAGO PATUSCA ELIAS TIAGO – cadê a Tânia? Que demora pra se arrumar. – o Gabriel já foi chamá-la, seu Tiago. – calma filho, calma! – como calma, papai? Aquela maldita garota já me prejudicou e ainda o senhor me pede calma? Quero ver a condenação dela. – pobre Paula!

RITA

TÂNIA E GABRIEL VEM DO QUARTO. TÂNIA TIAGO – pronto, estou aqui. – (pegando a chave do carro) vamos, vamos logo! (para os pais e Patusca) Vocês vão com o motorista.

TIAGO SAI COM GABRIEL E TÂNIA. CORTA PARA: CENA 18. BOCA DO RIO. RUA. INT – DIA JOSÉLIN VEM CAMINHANDO EM DIREÇÃO AO TERREIRO COM DUAS AMIGAS. ELA TA NERVOSA. JOSÉLIN – ainda bem que vocês estão de prova que aquela macumbeira ta querendo me prejudicar. – o que ela fez mesmo? – você não ouviu o que os meninos lá da feirinha disseram? Ela disse que eu sou trambiqueira de ponta de rua. – que babado, Josi!

AMIGA JOSÉLIN

AMIGA

GOLPE DE MESTRE
JOSÉLIN

CAPÍTULO 03

PÁG.: 11

– pois é minha filha. E agora ela vai ver quem é a barraqueira. Eu vou quebrar aquele terreiro, templo do diabo dela todinho. Ah, se vou!

CORTA PARA: CENA 19. TERREIRO. INT – DIA JANAINA PEDE A BENÇÃO A SUA MÃE. JANAINA – eu to saindo mãínha. Vou até a casa de Fabiana, que a gente vai ensaiar. – vai minha filha. Vai encantar o povo com sua voz! – (gritando, off) cadê essa velha macumbeira! Ta escondida? – o que é isso? Quem ta gritando? – advinha! Josélin!

JUDITH JOSÉLIN

JUDITH JANAINA CORTA PARA:

CENA 20. TERREIRO. EXT – DIA JOSÉLIN GRITA DESAFOROS. SUAS AMIGAS FICAM POR FORA. JOSÉLIN – velha macumbeira. Feiticeira, vem cá, vem! Vem dizer em minha cara o que você diz pros outros, sua muquirana!

PESSOAL DO TERREIRO SAI JUNTO COM JANAINA E JUDITH. JOSÉLIN JUDITH JOSÉLIN – (irônica) e ainda sai com a quadrilha toda. – o que é que você quer aqui, hein? – eu quero que a senhora diga em minha cara o que saiu espalhando a meu respeito. – eu não disse nada sua maluca. Saia daqui, vá! – mais é uma falsa mesmo. A senhora ta espalhando ai pela vizinhança, pela feirinha, que eu sou trambiqueira.

JUDITH JOSÉLIN

GOLPE DE MESTRE
JANAINA

CAPÍTULO 03

PÁG.: 12

– para com isso, Josélin. A mamãe, não disse nada disso. Isso é invenção do povo. – ela disse sim. As meninas ali estão de prova. O povo ta falando. – já não basta à desgraça que tu fez na vida de meu Ítalo. – agora vem jogar a culpa de teu filho, que foi embora, em mim?! Vá procurar sua turma, sua macumbeira. Vai colocar anúncio de despacho no jornal que você ganha mais. – mais respeito com a minha mãe. Eu vou chamar a policia. – chama! Chama que eu vou colocar essa velha de araque atrás das grades. – vai embora daqui, Josélin. Para de confusão. Ta todo mundo olhando. – é pra olhar mesmo. Mas eu já dei meu recado. Não me venha com paracé pra cima de mim não viu. Que eu quebro todo esse seu barraco de santo ai. – venha, venha sua pistoleira que quem acaba com você sou eu! – macumbeira! Mãe de santo! Galinha de despacho! Vai se tratar sua louca!

JANAINA

JUDITH

JOSÉLIN

JANAINA

JOSÉLIN

JANAINA

JOSÉLIN

JUDITH

JOSÉLIN

JOSÉLIN VAI SAINDO. E JANAINA ACALMA A MÃE. JANAINA EM JUDITH NERVOSA. CORTA PARA: – fica calma, mãe.

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 13

CENA 21. HOSPITAL. CORREDOR. INT – DIA NATALIA E RUTH CAMINHAM ATÉ O QUARTO DE PAULA CONVERSANDO. RUTH NATALIA – será que ela já ta pronta? – ta sim. Eu liguei antes de vir. (pausa) Coitada! Ser acusada por uma coisa que não cometeu. – você não sabe, não estava lá! – eu conheço a Paula há anos mãe. Eu sei do que minha amiga seria capaz. – as pessoas mudam filha. – mas a Paula não é nenhuma dessas pessoas que mudam a cada instante. – (impaciente) olha, vamos logo, porque não consigo te convencer mesmo.

RUTH NATALIA

RUTH NATALIA

RUTH

RUTH VAI NA FRENTE E NATALIA FICA TRISTE EM SABER QUE A MÃE TA CONTRA A AMIGA, MAS SEGUE CAMINHO. CORTA PARA: CENA 22. HOSPITAL. QUARTO DE PAULA. INT – DIA PAULA JÁ ARRUMADA. ENFERMEIRA A AJUDA SE MAQUIAR, QUANDO NATALIA E RUTH ENTRAM NO QUARTO. RUTH DEMONSTRA INSATISFAÇÃO E NATALIA ALEGRIA AO VER A AMIGA. NATALIA E PAULA SE ABRAÇAM. NATALIA PAULA NATALIA – e ai? Como você ta? – um pouco tensa, nunca fui à frente de um juiz. – fica calma, vai dar tudo certo. Todos nós sabemos que você não matou o Felipe. – mas é o que tudo indica. (pausa) Oi, dona Ruth! – (sem dar atenção) vamos logo Natália, o táxi está esperando, não podemos nos atrasar.

PAULA RUTH

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 14

RUTH SAI DO QUARTO. PAULA PERCEBE A INSATISFAÇÃO DELA. PAULA NATALIA PAULA – o que ela tem? – besteira! Alguns problemas, só isso. Vamos? – (suspira) vamos! (pausa) Tenho que provar que eu não fiz isso, mas eu não sei como. Algo dentro de mim diz que não fiz essa barbaridade. – eu acredito em você. Agora vamos.

NATALIA ELAS VÃO SAINDO. CORTA EM FLASH PARA:

CENA 23. HOSPITAL. EXT – DIA CARROS DE POLICIA NA ESCOLTA. RUTH JÁ NO TÁXI. PAULA E NATALIA SAEM DO HOSPITAL. AS DUAS SE OLHAM. NATALIA PAULA – força amiga. – e se eu for condenada por uma coisa que eu não cometi? (pausa) Eu não me lembro, mas tenho certeza que não matei meu irmão! – você não será condenada. Tenha fé em Deus, amiga! – eu tenho demais.

NATALIA PAULA

AS DUAS SE ABRAÇAM. O TÁXI BUZINA E ELAS VÃO. ENTRAM NO TÁXI E SEGUEM VIAGEM. 2º INTERVALO COMERCIAL CENA 24. FÓRUM. EXT – DIA ABRE NO PESSOAL DA MÍDIA E IMPRENSA. FOTOS SÃO TIRADAS DA FAMÍLIA DE PAULA QUE VAI CHEGANDO. TODOS VESTIDOS COM ROUPAS FORMAIS, COM TONALIDADES FORTES. ISAAC SAI DO CARRO DE BRAÇOS DADOS COM LETÍCIA. REPÓRTERES VÊM ATÉ ELE. REPÓRTER 1 – Isaac Gomes, o que você acha que vai acontecer com a sua prima?

GOLPE DE MESTRE
ISAAC

CAPÍTULO 03

PÁG.: 15

– eu só espero a justiça! Nossa família foi destruída por conta dela. – e a senhora Letícia, tem certeza que foi Paula Gomes a assassina do Felipe? – (desconsertada) eu... Eu acho/ – (cortando) estamos atrasados. Com licença!

REPÓRTER 2

LETÍCIA ISAAC

ISAAC E LETÍCIA DRIBLAM OS JORNALISTAS. NADINE E NESTOR CHEGAM E NÃO QUEREM FALAR PARA A IMPRENSA. TODOS VÃO EM DIREÇÃO AO INTERIOR DO FÓRUM. ATENÇÃO: HÁ MUITAS PESSOAS COM PLACAS PROTESTANDO CONTRA PAULA. UNS GRITAM POR ASSASSINA, OUTROS POR JUSTIÇA. CORTE PARA NADINE QUE ANTES DE ENTRAR OLHA PARA AQUELE POVO TODO QUE XINGA SUA FILHA. CÂMERA PEGA O SOFRIMENTO DELA. NADINE ENTRA NO FÓRUM. CORTA PARA: CENA 25. SALVADOR. GERAIS. EXT – DIA ATENÇÃO SONOPLASTIA: SAMBA DA MINHA TERRA – MOINHO TAKES DO SUBÚRBIO DE SALVADOR. TERMINA NO BAIRRO DA BOCA DO RIO. CORTA RÁPIDO PARA: CENA 26. TERREIRO. INT – DIA CAM PASSEIA PELO PESSOAL DO TERREIRO, ATÉ ENCONTRAR JANAINA E JUDITH. AS DUAS PRÓXIMAS AS IMAGENS DOS SANTOS. JANAINA – eu não te entendo mãe. A senhora diz que não fez nada para a Josélin, mas esculhamba ela. – e você quer que eu elogie aquela miserável? – colé de mermo, hein, mãínha? – porque ela acabou com a vida de meu Ítalo.

JUDITIH JANAINA JUDITH

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 16

NESTE MOMENTO, JUDITH SE AFASTA COM LAGRIMAS NOS OLHOS. JANAINA SE APROXIMA E ABRAÇA A MÃE. JUDITH – por causa dela meu filho sumiu nessa vida. (pausa) A Josélin acabou com a vida do ítalo. – a senhora tem provas disso? – (um pouco grossa) e é preciso provar? Você não lembra? Não lembra que o meu filho sofreu por amar aquela cadela? Hein? Aquela piriguete acabou com o Ítalo. – pra ser sincera não me lembro. O Ítalo nunca me disse nada a respeito. Só vejo a senhora falar disso. – você está do lado dela, não é? – não! Não, mãe. Eu só não entendo essa implicância de vocês duas. – eu não vou ficar aqui te explicando uma coisa que você custa a entender. – tudo bem. A senhora faz como quiser. Se for melhor se cale. Eu não vou mais me meter nessa briga da senhora com a Josélin. Só quero que a senhora bote uma coisa na cabeça. (pausa) Se o Ítalo quisesse a nossa presença ao menos ligava pra gente. Ele nunca se importou. – vai ver que/ – (cortando) que fuga é essa? Fugir de quê? De uma mulher? Sinceramente, eu acho essa história muito estranha. Mas se é isso que a senhora diz. – eu vou cozinhar. – e eu trabalhar. Beijos mãe. E vamos evitar mais confusão por aqui.

JANAINA JUDITH

JANAINA

JUDITH JANAINA

JUDITH

JANAINA

JUDITH JANAINA

JUDITH JANAINA

JUDITH BEIJA A FILHA E JANAINA SAI. CLOSE EM JUDITH.

GOLPE DE MESTRE
CORTA RÁPIDO PARA:

CAPÍTULO 03

PÁG.: 17

CENA 27. SALVADOR. RUAS DO BAIRRO. EXT – DIA JOSÉLIN ANDA COM AS AMIGAS. ELAS OLHAM AS ROUPAS DAS LOJINHAS. JOSÉLIN COM SEU JEITO ATREVIDO SE QUEIXA DE JUDITH. JOSÉLIN – mais é cada uma, né meninas? Cês viram né? Vocês viram o quanto aquela velha é safada. Ainda negou que não tinha falado de mim. Ah! Faça-me o favor! (pausa) Ela que fale de mim de novo... Dizendo que o filho dela foi embora... (se corta) Aquele safado me abandonou, me prometeu mundos e fundos e depois me deixou na mão... Mas eu garanto, garanto a vocês que um dia eu descubro o paradeiro daquele salafrário e ele vai me pagar por ter me enganado. Ah, se vai! Com Josélin, minha nega, ninguém brinca!

AS AMIGAS RIEM, E JOSÉLIN CONTINUA A RESMUNGAR FORA DE ÁUDIO. CORTA PARA: CENA 28. RIO DE JANEIRO. GERAIS. EXT – DIA ATENÇÃO SONOPLASTIA: VESUVIO – BIQUINI CAVADÃO FLUXO DE CARROS E PESSOAS É INTENSO NAS RUAS DO RIO DE JANEIRO. POR ENTRE AS PESSOAS, ÍTALO CAMINHA. COM APARÊNCIA SÉRIA E MUITO CENTRADO. É UM HOMEM FORTE, VIRIL, MUITO APESSOADO... CORTE DESCONTINUO PARA ÍTALO ENTRANDO NUMA FACULDADE. CORTA PARA: CENA 29. FACULDADE. REFEITÓRIO. INT – DIA ESTUDANTES CONVERSAM, COMEM, BEBEM... CORTE DIRETO PARA A MESA ONDE ÍTALO ESTÁ COM RAMON, SEU AMIGO. ÍTALO – (nervoso) vou perder em três disciplinas esse semestre. – porque, rapaz? Logo você que é tão aplicado, gosta tanto de matemática? – estou com uns problemas ai...

RAMON

ÍTALO

GOLPE DE MESTRE
RAMON ÍTALO

CAPÍTULO 03
– familiares?

PÁG.: 18

– (desconfiado de Ramon) não! É coisa minha... Logo passa. (pausa) Porque a vida é tão difícil, hein? – (ri) se ela fosse fácil não haveria vitórias. Mas diga qual é a parada. Desabafa amigão! – nada não! (suspira) Nada que eu não possa resolver...

RAMON

ÍTALO

RAMON FICA CALADO E COME O SEU LANCHE. ÍTALO, SEMPRE SÉRIO, OLHA COM DESCONFIANÇA PARA RAMON. CORTA PARA: CENA 30. CASA DE JUDITH. QUARTO DE JUDITH. INT – DIA ATENÇÃO SONOPLASTIA: CHUVA DE PRATA – GAL COSTA. JUDITH ENTRA, VAI ATÉ UMA CÔMODA E PEGA UMA FOTO DE ÍTALO, ELA OLHA, OBSERVA BEM O ROSTO DO FILHO E LEVA A FOTO ATÉ O CORAÇÃO. JUDITH COMEÇA A CHORAR E BEIJA A FOTO DE ÍTALO. JUDITH – onde você ta meu filho? (pausa) Sinto tanto a sua falta. (pausa) Porque não dá noticias a tua mãe?

JUDITH OLHA BEM PARA A FOTO. CLOSE NA FOTO. CORTA COMBINADO PARA: CENA 31. CASA DE JANICE. QUARTO DE JANICE. INT – DIA ABRE NUMA FOTO NAS MÃOS DE JANICE. É UMA FOTO DE ISAAC AOS 18 ANOS. JANICE OBSERVA BEM O FILHO. A CÂMERA ABRE MAIS E VEMOS A CAMA REPLETA DE FOTOS ANTIGAS. JANICE ANALISA CADA UMA. CORTA PARA: CENA 32. CASA DE JANICE. SALA. INT – DIA ISMAEL CHEGA EM CASA. ELE ESTÁ COM A FARDA DE CARTEIRO. COLOCA A MOCHILA SOBRE O SOFÁ E GRITA. ISMAEL JANICE – mãe! Cheguei! Cadê a senhora? – (grita em off) estou indo, filho!

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 19

ISMAEL TIRA A CAMISA E VAI PARA A COZINHA. CORTA RÁPIDO PARA: CENA 33. CASA DE JANICE. COZINHA. INT – DIA ISMAEL BEBE ÁGUA DO FILTRO E JANICE CHEGA COM UMA FOTOGRAFIA NA MÃO. ISMAEL JANICE – estou morto de fome mãe. – já coloco teu almoço, filho. (pausa) Como foi o dia hoje? – (sentando) foi corrido. Muita carta pra entregar. (pausa) E a Babi já deu noticia? O Lilo, também? – ainda não. Parece que não querem voltar pra casa tão cedo. É até melhor, porque não agüentava mais aqueles dois me azucrinando.

ISMAEL

JANICE

ISMAEL RI E JANICE FAZ O PRATO DO FILHO E ENTREGA. ELA SENTA ALI DO LADO DELE O OBSERVA. ELE RI CARINHOSO PRA MÃE. ISMAEL JANICE ISMAEL JANICE – o que foi, mãínha? Porque ta me olhando assim? – eu achei uma coisa e queria te mostrar. – mostra. O que é? – veja!

ISMAEL RECEBE A FOTO E RI. ISMAEL – não me lembro do dia que tirei essa foto mãe? Isso foi quando e onde? – esse não é você. É teu irmão. O Isaac. – (surpreso) a senhora tinha a foto do Isaac? Alias, tem? (pausa) Mãe, porque a senhora nunca me mostrou?

JANICE ISMAEL

GOLPE DE MESTRE
JANICE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 20

– nem me lembrava. Foi mexendo nas caixas antigas que achei essa foto. A mãe dele que me mandou quando ele terminou o ensino médio. – as roupas dele são roupas maneiras. Roupas bonitas. – a família dele é muito rica, filho. O seu irmão é herdeiro de uma fortuna. – será que ele ficaria feliz em me conhecer, mãe? – não sei qual seria a reação dele. Mas eu prometi a mulher que ficou com ele, a Tânia, que nunca mais eu voltaria a procurá-la. – a senhora fez errado. Não é preciso isso. (pausa) Pois eu vou procurar meu irmão sim. – Filho, e se ele/ – (decidido) que nada, mãínha! Oxe! Ele é teu filho também. Não tem essa não. Eu vou procurar o meu irmão sim senhora. E quero ver se a mãe adotiva dele vai me impedir. – filho! – se a senhora não tem coragem de procurá-lo deixa comigo, eu tenho! Onde ele mora? – no Rio de Janeiro. – e porque a senhora deu meu irmão para essa família? – (desconversa) vai almoçar Ismael... Depois a gente fala sobre isso.

ISMAEL JANICE

ISMAEL JANICE

ISMAEL

JANICE ISMAEL

JANICE ISMAEL

JANICE ISMAEL JANICE

JANICE SAI RÁPIDO DALI. ISMAEL INSISTE. ISMAEL – peraí, mãe, Volta aqui que/

ELA JÁ FOI. ISMAEL FICA A OBSERVAR A FOTO.

GOLPE DE MESTRE

CAPÍTULO 03

PÁG.: 21

CENA 34. RIO DE JANEIRO. GERAIS. EXT – TARDE PASSAGEM DE ALGUMAS HORAS... CORTE DESCONTINUO POR ALGUNS PONTOS DA CIDADE AO SOM DE SAY IT RIGHT – NELY FURTADO. CORTA RÁPIDO PARA: CENA 35. FÓRUM. TRIBUNAL. INT – TARDE ABRE NO ALVOROÇO DE TODOS OS PRESENTES. O JUIZ BATE O MARTELO PEDINDO SILENCIO. JUIZ – silêncio! (eles ainda conversam – juiz bate o martelo) Silêncio no recinto.

TODOS SE CALAM. CORTE PARA NATALIA E RUTH. RUTH NATALIA – o juiz vai dar o parecer. – com fé em Deus minha amiga vai ser inocentada.

CORTE PARA YEDA AO LADO DE NADINE E LEO. YEDA – (apertando a mão da amiga) força amiga. Vai dar tudo certo. – vou ser super sincero. Não há saída para a Paula. – nem me fale uma coisa dessas, Leo. Eu morro. Já basta a indiferença do Nestor com a nossa filha.

LEO NADINE

CORTA PARA ISAAC E LETÍCIA. LETÍCIA – eu estou tremendo Isaac. Estou com muito medo. A Paula é capaz de/ – (grosso) cala essa boca que agora eu quero me deliciar com a voz do juiz dizendo: Paula, você é culpada!

ISAAC

CORTA PARA PAULA QUE ESTÁ DE FRENTE AO JUIZ. ELA OLHA PARA TRÁS, VENDO TODA A SUA FAMÍLIA, SEUS AMIGOS... ELA FAZ UM ESFORÇO PARA SE LEMBRAR, MAS NÃO CONSEGUE. ENTÃO VOLTA-SE PARA O JUIZ.

GOLPE DE MESTRE
JUIZ

CAPÍTULO 03

PÁG.: 22

– eu declaro a ré Paula Gomes, culpada da morte de seu irmão, Felipe Gomes, tendo que cumprir uma pena de DEZ ANOS em regime fechado.

ELE BATE O MARTELO. PAULA COMEÇA A CHORAR. NADINE GRITA "NÃO”. NESTOR CONTROLA A MULHER COM UM ABRAÇO. REAÇÃO DE TODOS. CORTE PARA ISAAC RINDO, SEM QUE NINGUÉM PERCEBA. MUITO ALVOROÇO. NO OLHAR DE PAULA. FADE OUT./CORTA PARA: CENA 36. FÓRUM. EXT – TARDE FADE IN. ABRE EM SLOW NO POVÃO A CHAMANDO DE ASSASSINA. SÓ VEMOS TODOS BALBUCIAREM. ATÉ QUE AS VOZES COMEÇAM A SURGIR. PAULA SAI ALGEMADA. PARA DE FRENTE AQUELA MULTIDÃO, QUE A ACUSA. FLASHES DESPONTAM SOBRE ELA. VÁRIOS REPÓRTERES EM CIMA. SEUS FAMILIARES SAEM DEPOIS. NADINE CORRE PARA A FILHA. NADINE – minha filha. Filha.../

MAS NESTOR A INTERROMPE. ELE SEGURA A MULHER. PAULA OLHA PARA A MÃE COM MUITA TRISTEZA. NESTOR – não vá atrás dela. Ela matou o nosso filho!

PAULA ENTÃO RESPIRA FUNDO E SE VOLTA PARA A MULTIDÃO. ALGUMAS PESSOAS JOGAM PEDRAS NELA. PAULA TENTA SE DEFENDER DA AGRESSÃO. OS POLICIAIS A LEVAM EM MEIO A MULTIDÃO, QUE TEM VONTADE DE DEVORÁ-LA... PARECEM ANIMAIS AO GRITAREM EM CIMA DA MOÇA. PAULA É COLOCADA NO CARRO DE POLICIA. PV DE NADINE QUE DÁ ADEUS A FILHA. PAULA, SENTADA, NO FUNDO DO CARRO, OLHA PARA SUA FAMÍLIA TODA NO ALTO DA ESCADARIA DO FÓRUM. FIM DO CAPÍTULO 03

Related Interests