You are on page 1of 12

2010

ANPET
TRANSPORTE E MEIO AMBIENTE: ANÁLISE DO
PROGRAMA IMPLANTADO NO SISTEMA DE
TRANSPORTE URBANO EM TERESINA-PI

RESUMO

A utilização dos recursos naturais do planeta criou problemas
ambientais que hoje ameaçam a estrutura e a qualidade de vida da
população. O poder público e o povo se mobilizam para reverter o
quadro, com base na conscientização para gerar atitudes que
minimizem os impactos ambientais. O serviço de transporte público
promove o desenvolvimento das cidades, no entanto, causam
poluentes, tais como: gás, som, intrusão visual, ruído e outros. Diante
desse fator o sistema de transporte urbano em Teresina-PI, vem
desenvolvendo ações socioambientais que minimizam esses impactos
através da implementação de programas ambientais como o
Despoluir e o Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar. Essa pesquisa é
bibliográfica documental de caráter exploratória e tem como objetivo
conceituar Gestão Ambiental, analisar os programas ambientais do
setor de transporte urbano em Teresina-PI, bem como seus benefícios
à qualidade de vida da população teresinense. O esforço investigativo
visa contribuir com a reflexão sobre as ações do transporte urbano no
que se refere à questão ambiental.
.

AUTORES
Noemia Gomes Ferreira
Martha Maria Veras Oliveira Cavalcante
Rodrigues
Mariana Bruno de Faria
Karla Inez Leitao Lundgren
Anderson Mendonça de Moura

Submetido em: 08 set. 2010

and its benefits to the quality of life teresinense. In this factor the system of urban transport in Teresina-PI.TRANSPORTE E MEIO AMBIENTE: ANÁLISE DO PROGRAMA IMPLANTADO NO SISTEMA DE TRANSPORTE URBANO EM TERESINA-PI RESUMO A utilização dos recursos naturais do planeta criou problemas ambientais que hoje ameaçam a estrutura e a qualidade de vida da população. Urban transport is a public service that promotes the development of cities. Diante desse fator o sistema de transporte urbano em Teresina-PI. INTRODUÇÃO Durante muitos anos o homem utilizou-se dos recursos naturais do planeta de forma desordenada até aparecerem os problemas ambientais. Problemas estes. No setor de transporte urbano não é diferente. causam poluentes. de grande repercussão que hoje estão ultrapassando as fronteiras locais e são tratados de forma global. The research effort aims to contribute to reflection on the actions of urban transport in relation to environmental issues. ruído e outros. intrusão visual. O esforço investigativo visa contribuir com a reflexão sobre as ações do transporte urbano no que se refere à questão ambiental. A pesquisa objetiva conceituar o Meio Ambiente. . pois afetam a vida de todos. but nevertheless cause environmental impacts due to emission of gaseous pollutants. som. hoje reconhecidos em âmbito nacional por sua eficácia e instrumentos de prevenção. A Gestão Ambiental por parte das empresas torna-se cada vez mais necessária para a qualidade de vida humana. mas apresentar medidas preventivas para minimizar a poluição ocasionada pelos veículos. Facing the global warming. 1. bem como seus impactos e resultados positivos à população. Para tanto o sistema de transporte da cidade de Teresina-PI. O serviço de transporte público promove o desenvolvimento das cidades. o mesmo tem que continuar atendendo as necessidades de locomoção da população sem. until the environmental problem had threaten the structure and quality of life. desenvolve dois programas ambientais: Despoluir e o Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar. bem como seus benefícios à qualidade de vida da população teresinense. ABSTRACT For many years man used the planet's natural resources degrading it. has been developing social actions that minimize these impacts through the implementation of environmental programs such as unpolluted and Quality Improvement Award of Ar This research is exploratory in nature documentary literature and aims to Environmental Management conceptualize. analisar os programas ambientais do setor de transporte urbano em Teresina-PI. O poder público e o povo se mobilizam para reverter o quadro. com base na conscientização para gerar atitudes que minimizem os impactos ambientais. analyze environmental programs of the urban transport sector in Teresina-PI. the government and the people are mobilized to reverse the framework through incentives for changing attitudes and paradigms. que é essencial para o crescimento e desenvolvimento das cidades. Essa pesquisa é bibliográfica documental de caráter exploratória e tem como objetivo conceituar Gestão Ambiental. analisar os programas ambientais do setor de transporte urbano em Teresina-PI. A temática ambiental apresenta relevância para a sociedade e é significativamente afetada pelo transporte público. Cada vez mais o mundo mostra preocupação com a questão ambiental e com a necessidade de mudanças de paradigmas de desenvolvimento. vem desenvolvendo ações socioambientais que minimizam esses impactos através da implementação de programas ambientais como o Despoluir e o Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar. Outro fator determinante é a constatação de que existem poucos estudos sobre o tema. tais como: gás. sendo uma oportunidade de conhecer e contribuir para a compreensão do dilema do transporte público e da poluição no centro urbano. no entanto. contudo poluir a atmosfera de forma desenfreada.

Por conta disso foi criado o Programa das Nações Unidas para o Meio ambiental . água. um “consenso global de alto nível”. 225. solo. visando melhorias na qualidade de vida.938/1981 descreve meio ambiente como. derivados e beneficiados. recursos naturais. A mesma foi a primeira a tratar das relações entre o homem e o meio ambiente teve como palavra-chave “poluição”. Já em 1982 Na comemoração dos dez anos da Conferência de Estocolmo. ”Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. que mostra como os governos. A Lei n° 6. seres humanos e suas inter-relações”. Com o objetivo conscientizar os países sobre a importância de cuidar do meio ambiente. Ambientalistas. as organizações não-governamentais. pesquisadores. governos e organizações vêm se reunindo para discutir os impactos da degradação ambiental que se manifesta em todo o planeta. o conjunto de condições leis. através de fenômenos como mudanças do clima. O despertar por uma consciência ecológica mundial foi marcado pela Conferência sobre Biosfera realizada em Paris.” Com base nos conceitos acima. Foi nessa reunião que as recomendações serviram de base para a Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento que se realizou no Rio de Janeiro em junho de 1992. foi constatado o agravamento das questões ambientais no planeta onde indicava que o nível das atividades humanas excedia em algumas áreas a capacidade de assimilação da natureza. Os resultados da ECO 92 foi a Carta da Terra e a Agenda 21. Logo após veio a Conferência de Estocolmo em 1972. jornalistas internacionais. A partir dessa Declaração a questão ambiental tornou-se uma preocupação global e passou a ser discutida nas negociações internacionais. abriga e rege em todas as suas formas. fauna. Onde líderes de governos. incluindo ar. maremotos. flora. CONCEITOS E IMPORTÂNCIA DO MEIO AMBIENTE Desde o princípio da civilização o homem tem buscado mecanismos de utilização de recursos naturais. destaca-se o conceito de desenvolvimento sustentável. entende-se tanto a importância como a complexidade do meio ambiente para a sobrevivência das gerações e do papel que é preciso ter na sua preservação. A Constituição Federal garante no Art. HISTÓRIA. em 1968 pela primeira Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente em 1972 e pela Conferência do Rio em 1992. a Comissão Mundial do Ambiente e Desenvolvimento (Comissão Brundtland). Com isso a criação de mecanismos e estudos que possibilitem a minimização dos impactos ambientais torna-se um imperativo para a sobrevivência das gerações futuras. A questão ambiental atualmente é uma preocupação mundial. ciclones. Culminou com a Declaração de Estocolmo sobre o Meio ambiente. química e biológica. desertificação causados principalmente pelo avanço tecnológico e científico.2. A norma NBR ISO 14001 (1996) conceitua: “meio ambiente é a circunvizinhança em que uma organização opera. bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida. as empresas e todos os setores da ação humana podem cooperar para resolver os problemas ambientais que ameaçam o planeta. influências e interações de ordem física. impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para os presentes e as futuras gerações. em seu histórico relatório intitulado “Nosso Futuro Comum” realçou a importância da proteção dos recursos naturais. Nele. representantes de mais de cinco mil organizações nãogovernamentais e empresas privadas de várias partes do mundo se reuniram para discutir como o globo poderia mudar em direção ao desenvolvimento sustentável. . que permite.PNUMA. Em 1987. também conhecida como ECO 92. onde pela primeira vez foi colocada a questão ambiental nas agendas internacionais e representantes de governos se uniram para discutir a necessidade de tomar medidas efetivas de controle dos fatores que causam degradação ambiental.

distribuição de renda justa. igualdade no acesso aos recursos e serviços sociais Equilíbrio entre respeito à tradição e inovação. autonomia para elaboração de um projeto nacional integrado e endógeno. trazendo assim um amplo desenvolvimento das ciências e da tecnologia. capacidade de autonomia em pesquisa científica e tecnológica. não destrói habitats. A quantidade de rejeitos produzidos não deve ultrapassar a capacidade de absorção dos ecossistemas. na forma de pensar e de viver e na mudança de consumo. qualidade de vida decente. controle institucional efetivo na gestão do meio ambiente e recursos naturais. existem critérios de sustentabilidade. segurança alimentar. capacidade de modernização contínua. como citados na Figura 1 a seguir: Critérios Significado Social Cultural Ecológica Ambiental Territorial Econômico Política nacional e internacional Homogeneidade social. uma alta sustentabilidade ambiental significa que a ocupação humana não interfere nos processos ecológicos essenciais para o pleno funcionamento do ecossistema. Uma alta sustentabilidade é verificada em uma ocupação que não degrada o meio ambiente. não explora recursos naturais acima de sua capacidade de regeneração. Ao mesmo tempo também que ocorrem mudanças nos valores e modos de vida da sociedade. não provoca alterações no clima. coesão social. proteção da diversidade biológica e cultural e gestão do patrimônio global da humanidade Fonte: Modificada de Sachs (2002) Figura 1: Critérios para o desenvolvimento sustentável A Educação ambiental surge nos últimos anos com o crescimento acelerado. melhoria no ambiente urbano. autoconfiança e abertura para o mundo Preservação da natureza na sua produção de recursos renováveis e limitação do uso dos recursos não-renováveis Respeitar os ecossistemas naturais Meio urbano e rural em equilíbrio. “É o desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade de futuras gerações satisfazerem suas próprias necessidades” (Relatório Brundtland – Nosso Futuro Comum. define-se Desenvolvimento Sustentável levando-se em conta as seguintes metas e objetivos básicos: A taxa de consumo de recursos renováveis não deve ultrapassar a capacidade de renovação dos mesmos. inserção na economia internacional democracia e direitos humanos. O desenvolvimento sustentável exige a participação democrática de todos e envolve também a dimensão cultural e política além das questões ambientais. Por conta disso tem-se notado que todos esses fatos geraram profundas mudanças na cultura. SUSTENTABILIDADE E CIDADANIA De um modo geral. aumentando a utilização dos recursos naturais. O Desenvolvimento sustentável é uma questão de puro bom senso. do conhecimento humano. eco-desenvolvimento Desenvolvimento econômico equilibrado. Requer mudanças de hábito. Segundo Lima e Pozzobon (2005). desenvolver capacidade do Estado para implementar projetos nacionais em parceria com empreendedores. superação das disparidades entre regiões. não polui. prevenção de guerras da ONU garantindo a paz e cooperação internacional. prevenção das mudanças climáticas globais.3. Recursos não-renováveis devem ser utilizados somente na medida em que podem ser substituídos por um recurso equivalente renovável. De acordo com Sachs (2002). afetando principalmente a percepção do . da Comissão Mundial de Meio Ambiente e Desenvolvimento – ONU). fim das disparidades norte-sul baseado no princípio de igualdade .

938. Órgãos seccionais órgãos ou entidades estaduais responsáveis pelo controle e fiscalização de atividades capazes de provocar a degradação ambiental. preservar. dentre outros. é necessária uma reformulação no sistema de valores para a construção de um mundo socialmente justo e ecologicamente equilibrado que tenha como base responsabilidade individual e coletiva. A Educação Ambiental (EA) se insere neste cenário para transformar o modo como o homem se relaciona com a natureza.274. de 31/8/81). constituído por órgãos e entidades da União.Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). sem se preocupar em estabelecer limites e critérios apropriados. é uma atitude própria de quem pertence ao meio ambiente. Fonte: (http://www. de forma efetiva e coerente. Segundo Catalão e Rodrigues (2006). Surgindo assim o movimento ecológico que traz como uma de suas propostas a difusão da educação ambiental como ferramenta de mudanças nas relações do homem com o ambiente. Órgão consultivo e deliberativo: Conselho Nacional do Meio ambiente (CONAMA). Órgãos locais: órgãos ou entidades municipais capazes de provocar a degradação ambiental. O Direito Ambiental por sua vez vem regular as ações que causem dano ao meio ambiente. É a área do conhecimento Jurídico que estuda as interações do homem com a natureza e os mecanismos legais para proteção do meio ambiente. geologia e os princípios fundamentais do direito internacional. o Direito Ambiental estabelece novas diretrizes de conduta. nas suas respectivas jurisdições. Segundo Jacobi (2003) a relação entre Meio Ambiente e Educação para Cidadania assume um papel cada vez mais desafiador. exigindo soluções e mudanças.br/ambiental) No Brasil. institui também o Sistema Nacional do Meio ambiente (SISNAMA). dos Estados.direitoambiental. engenharia. como antropologia. Órgão executor: Instituto Brasileiro . dos municípios e pelas fundações instituídas pelo poder público. regulamentada pelo decreto 99. É uma ciência holística que estabelece relações intrínsecas e transdisciplinares entre campos diversos. responsáveis pela proteção e melhoria da qualidade ambiental. ciências sociais. Esse código estabelece . conforme a seguinte estrutura:.adv. de 6 de junho de 1990. do Distrito Federal. Conservar.938. As políticas ambientais e os programas educativos relacionados a conscientização da crise ambiental demandam cada vez mais esforços. O homem deve pertencer ao meio ambiente e não ser somente o seu usuário. que são fundamentais na Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 6. A lei 6. que passaram a vê-lo como um objeto de uso para atender suas vontades. demandando novos saberes para solucionar processos sociais que se complexificam assim como riscos ambientais que se intensificam. A preocupação com essa situação fez com que surgisse a mobilização da sociedade.ambiente pelos seres humanos. Órgão superior: Conselho de governo. Órgão central: Ministério do Meio Ambiente (MMA). cuidar. biologia. Órgãos locais: órgãos ou entidades municipais responsáveis pelo controle e pela fiscalização dessas atividades.

O deslocamento de pessoas é referido como transporte de passageiros e de produtos. Quando for executado por particulares ocorrerá a delegação do poder público responsável (União. Assim. como tal. Surge o que se chama de demanda por transporte. cabe destacar dois aspectos positivos de grande importância. De um lado. dos atuais 170 milhões de habitantes do país. É tão importante quanto os serviços de abastecimento de água. quando a população chegar a cerca de 230 milhões de pessoas 184 milhões serão usuários do transporte urbano. 4. Segundo Ferraz e Torres(2001). A qualidade de vida da sociedade urbana também é fortemente influenciada pelo sistema de transporte urbano. telefonia e energia elétrica. no Brasil aproximadamente 80% das pessoas moram em cidades. traz também grandes desafios. estados ou municípios) e devido acompanhamento da prestação de serviço. cerca de 136 milhões utilizam os sistemas de transporte urbano. cerca de 80% da população vive nas cidades. o transporte público é muitas vezes. De acordo com Ferraz e Torres(2001). no Brasil. acidentes. A comunidade em geral tem interesses indiretos como a exigência por um serviço de qualidade. o transporte é a denominação dada ao deslocamento de pessoas e de produtos. não podem ou não querem dirigir. passa por necessidade de valorização. Segundo: o caráter democrático. a diminuição da poluição sonora e ambiental provocada pelos efeitos dos sistemas de transporte no contexto em que estão situados. automóvel. transporte e outros. . não resta dúvida de que o transporte urbano é um dos grandes desafios no Brasil e no mundo. qualifica as ações dos agentes modificadores e provê mecanismos para assegurar a proteção ambiental. Para o SEST/SENAT. planeja e fiscaliza a execução do serviço. energia elétrica. deve ser provido diretamente pelo Estado ou por particulares. arbitrando conflitos de interesse. estes na forma da lei delegam a execução do serviço às operadoras onde estas administram e operacionalizam uma frota de veículos. poluição. Ao se falar em transporte público coletivo. A Constituição Federal define o transporte coletivo como um serviço público essencial que. não-motorizado ou até mesmo a pé. a solução para os problemas ambientais.definições claras para meio ambiente. O Poder Público regula. a única forma de locomoção para aqueles que não têm automóveis. os objetivos dos usuários e dos operadores. Dessa forma. desumanização e melhoria da qualidade do ar. A previsão para daqui a 30 anos. coleta de esgoto. estudar. fazer compras ou turismo. Essa necessidade de deslocamento também pode ser atendida através do uso de veículos próprios como: motocicleta. O grau de desenvolvimento social e econômico de uma cidade está intrinsecamente ligado à facilidade que o transporte público oferece. A facilidade de deslocamento de pessoas que precisam do transporte urbano é um fator de grande importância na caracterização da qualidade de vida de uma cidade e por conseqüência de seu desenvolvimento econômico e social. o transporte coletivo é o único modo motorizado acessível à população de baixa renda que oferece total segurança. garagens e oficinas. como transporte de carga. Uma maior utilização do transporte público é a solução para diversos problemas nas cidades como congestionamento.Serviço Social do Transporte é inevitável o uso do transporte urbano para o deslocamento de pessoas de um local a outro para trabalhar. a vida urbana traz muitos benefícios à humanidade. como por exemplo. A responsabilidade institucional dos serviços de transporte urbano compete aos municípios. de outro. TRANSPORTE URBANO O mundo hoje é urbano. outro veículo particular motorizado. Primeiro: a questão social. além de criar mecanismos e condições de preservação do interesse público.

tem características intermediárias entre os Semi-público modos privado e público. Madri . Transportam um grande Público. Fonte: Ferraz e Torres Figura 1: Modos de Transporte Urbano 4. Os veículos pertencem a uma empresa e operam em rotas predefinidas e horários fixos. Os modos mais comuns são: táxi. educação ambiental e direito ambiental. Os modos de transporte urbano podem ser classificados em três grupos: privado ou individual. o álcool. a gasolina e as baterias elétricas.1 Modos do Transporte Urbano A palavra modo é empregada para caracterizar a maneira como o transporte é realizado. Muitas cidades já possuem grande parte da frota de ônibus movida a gás natural. coletivo de número de passageiros. e semi-público. Ferraz e Torres (2001). Os modos mais comuns são: massa ônibus. Dias (2006). Na primeira. os ônibus utilizam o óleo diesel como combustível. Os modos mais Privado ou Individual comuns de transporte privado são: a pé. Na segunda serão apresentados conceitos de transporte. MÉTODO DE PESQUISA O presente trabalho está estruturado em duas partes incluindo a introdução. Brito(2002). A pesquisa tem como suporte teórico as seguintes categorias analíticas: desenvolvimento sustentável. bonde e trem suburbano. metrô. estudo de caso e análise de conteúdo. no entanto está numa crescente a utilização do gás natural.2 Fonte de Energia Utilizada Pelo Transporte Público As fontes de energia mais utilizadas na tração dos veículos de transporte público são o óleo diesel e a eletricidade. bicicleta. discutir-se-á a noção de meio ambiente. Em menor escala aparecem o gás natural.4. . coletivo ou de massa. democratização e gestão ambiental e como principais autores de referência Ashley (2002). 5. moto. lotação (perua/van) ou veículo fretado. conforme indica o Figura 2.Espanha. Este trabalho seguiu a linha de pesquisa de caráter descritivo com abordagem qualitativa. O transporte é feito de porta em porta. O veículo pertence a uma empresa ou indivíduo e pode ser utilizado por um grupo de pessoas ou por um indivíduo. As técnicas utilizadas foram pesquisas bibliográficas documental. carona programada. modos e os impactos que causam ao meio ambiente. Zarpelon (2006). desenvolvimento sustentável. Em São Paulo projetos importantes estão sendo desenvolvidos e testados com ônibus movidos a hidrogênio por ser um combustível de menor grau de poluição e um novo sistema com diesel-gás. moto-táxi. Na sua maioria. Em seguida será feita uma análise do “Programa Despoluir” e seus resultados à sociedade. carro. centros urbanos no México e na Dinamarca. São veículos conduzidos por um dos usuários. público. principalmente nos centros urbanos. que propicia uma redução considerável da poluição ambiental. com destaque para: Atlanta Estados Unidos. No Brasil já está em teste o uso do biodiesel nos ônibus urbanos do Rio de Janeiro como meta para deixar o ar mais limpo.

Direito Ambiental e sua aplicabilidade. Favorece a transmissão de doenças. controle e administração. marítimo. além de irritação nos olhos e garganta. asma e bronquite.  Baterias: Contaminam o solo. A ação dos poluentes dióxido de carbono (CO2). 6. poluição atmosférica. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente (2006). óxidos de nitrogênio (NO). De acordo com Pinto (2007).  Óleos lubrificantes . É proveniente principalmente da queima de combustíveis fósseis. poluição do solo e das águas. numa frota de 541 veículos coletivos. operação de tráfego. prejudicando a fauna e a flora aquática. incide diretamente no meio ambiente urbano. vantagens. Um litro de óleo polui um milhão de litros de água. O transporte público para poluir menos deve ser prestado de forma profissional e com uma adequada organização de processos de trabalhos necessários: manutenção de frota. poluição visual. principalmente o que tange a: poluição sonora. oferecem 87 linhas urbanas. produzidos pelo sistema de transporte urbano. aéreo. decretos. Este não tem a pretensão de exaurir o tema. Conforme Dias (2006). A segunda delimita-se no histórico do Transporte urbano nos âmbitos geral e local.Causam lesões na pele. empregam cerca de três mil pessoas.1 Empresas de Transporte Coletivo em Teresina-PI Segundo documentos da Secretaria de Transporte de Teresina – PI. portarias). Juntas transportam 7 milhões de passageiros por mês.  CO2: Principal gás causador do efeito estufa. monóxido de carbono (CO). Causam dano à saúde humana. vibrações. Sua queima emite poluentes atmosféricos. instigar à reflexão sobre a importância da Gestão Ambiental no setor e identificar se os programas ambientais do transporte estão minimizando os impactos causados pelos gases poluentes ao meio ambiente. a água e os alimentos. obedecendo às condições regulamentadas (leis. como a dengue e a febre amarela. voláteis orgânicos e outras partículas resultantes da queima do óleo diesel. o transporte rodoviário é o maior emissor de CO2 dentre as modalidades de transportes – rodoviário. o sistema de transporte urbano da cidade é composto de 13 empresas e atendem a grande massa da população. importância. No Diagnóstico para a realização do Plano Diretor da cidade de Teresina-PI. degradando-o e produzindo efeitos deletérios na saúde dos habitantes nele inseridos. os principais impactos do transporte no meio ambiente são:  Material particulado: Causam doenças respiratórias como alergias.  Pneus: Tem o tempo de degradação indeterminado. IMPACTOS DO TRANSPORTE URBANO AO MEIO AMBIENTE Nos grandes centros urbanos os transportes representam uma grande fonte de poluição do ar. o transporte urbano pode causar os seguintes impactos ao meio ambiente. Poluem o solo e deixam-no inapropriado para a agricultura. Polui a água. . e ferroviário – contribuindo com 88%. Educação Ambiental sua evolução e importância. Vários estudos como este demonstraram que as emissões de gases tóxicos têm sido responsáveis por mais de 30% de todas aquelas que conduzem ao efeito estufa e ao aquecimento global. 6. entre ônibus convencionais e opcionais. mas evidenciar de forma analítica as ações de responsabilidade socioambiental do setor de transporte.O presente trabalho obedece a seguinte estruturação: O primeira parte apresenta a um breve histórico e conceitos de Meio Ambiente. desvantagens e a apresentação dos Programas ambientais do transporte: Despoluir e Prêmio de Melhoria da Qualidade do ar.

a PETROBRAS/CONPET e o Instituto de Desenvolvimento e Assistência Técnica e Qualidade (IDAQ). em pesquisa realizada pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública.33%. apresenta os prognósticos e sugestões para os próximos 30 anos. foi criado no Brasil o Programa Nacional da Racionalização do Uso dos Derivados do Petróleo e Gás Natural. No Piauí o projeto foi desenvolvido a partir de janeiro de 1997. pela Federação das Empresas de transportes Rodoviários dos Estados do Ceará. é identificado que Teresina opera com uma das tarifas mais baixas e possui uma das frotas de ônibus mais novas do país. 6. bom e regular. Esse deu origem a diversos programas. Do ponto de vista ambiental. 6. com propostas para o transporte Individual. Graças Às medições regulares e orientações do EconomizAR. 85% o conceito é ótimo. com uma média de 5.2 Programas Ambientais O setor de transporte de Teresina-PI reconhece que contribui na emissão de gases poluentes como resultado da queima de combustível.Os resultados do Projeto em 2005 foram um sucesso. Promover a melhoria da qualidade do ar.documento elaborado em 2007. consumiram 4. A frota total vinculada à CNT é de 759. melhorando assim os resultados do serviço prestado (Revista CNT. disseram que os serviços são péssimos e 13% classificaram como ruim. além do diagnóstico da realidade atual. O transporte urbano participa diretamente do Plano Diretor apresentado pela Prefeitura de Teresina e desde a década de 1990 vem desenvolvendo um conjunto de iniciativas que demonstram preocupação com a questão da sustentabilidade. Promover os cuidados necessários no armazenamento do óleo diesel. as empresas cumprem um papel importante.3 mil veículos. Proporcionar para as empresas do setor a redução de custos de combustível e de manutenção dos veículos. O Plano. O serviço de transporte público em Teresina-Pi apresenta. gerentes) a assimilarem e desfrutarem dos conceitos de cidadania ecológica.2 anos. O Projeto atende os 22 estados da federação e conta com 45 unidades móveis. O projeto é voltado para as empresas de transporte e tem como objetivos: Racionalizar o consumo do óleo diesel.2. A adesão ao projeto é voluntária e os serviços são oferecidos às empresas sem qualquer ônus. Reduzir a emissão da fumaça preta de ônibus gerando reflexos positivos para a imagem do setor. culturais e ambientais através da implementação de dois programas ambientais voltados para a conservação do meio ambiente: Despoluir e Melhoria da Qualidade do Ar. Piauí e Maranhão (CEPIMAR). Para a maioria dos entrevistados. Segundo a Petrobrás/ CONPET.1 DESPOLUIR: O Programa Ambiental do Transporte Em 18 de julho de 1991. XIII p. que 85% da população aprova o transporte público oferecido. mais de 5% deste combustível foi economizado. objetivando desenvolver e integrar as ações que visem à racionalização do uso dos derivados do petróleo e gás natural. Os veículos que participaram. transporte coletivo e a reestruturação da rede de transporte coletivo. Consolidar o mercado de transporte. Entre os entrevistados apenas 6. Em 1996. vêm buscando adequar a sua gestão empresarial aos novos contextos sociais. abrindo para os usuários a perspectiva de um serviço com maior nível de segurança e qualidade. nesse contexto. sensibilizando assim os funcionários (mecânicos. o Projeto EconomizAR. foi criado em parceria entre a Confederação Nacional dos Transportes CNT. Os programas postos em prática têm por missão minimizar os impactos ambientais e melhorar a qualidade de vida da população através de acompanhamento dos veículos junto as empresas e do enfoque educativo com toda informação sobre o meio ambiente. a economia no . transporte não motorizado.9 bilhões de litros de diesel. 14).

Após 10 anos. Há maior comprometimento com as causas ambientais por parte dos funcionários.2. Orientam os mecânicos sobre o uso racional de combustível e lubrificante. pois poluem menos.Voltado à melhoria do desempenho ambiental do setor e dividido em três projetos: Redução da Emissão de Poluentes pelos Veículos. ou 0. carros com menos problemas mecânicos e com melhores condições de uso. taxistas e de outros trabalhadores em transporte. Segundo os responsáveis pelo programa em Teresina-PI. garagens e terminais de transporte. passam por revisões constantes e oferecem melhor qualidade.000 nas empresas de transporte dando suporte técnico. Durante as visitas é realizada as aferições do nível de emissão de poluentes por meio de unidades móveis. etc. Aprimoramento da gestão ambiental nas empresas. veículos dotados de mini-laboratórios e opacímetro digital para realizar testes de campo com análise do combustível e das emissões e do sistema de armazenamento do óleo diesel. Disseminam boas práticas que contribuem para o aumento da eficiência do uso do óleo diesel. incentivar o plantio de árvores para neutralizar a emissão de gás carbônico gerada pelas atividades de transporte. mecânicos e chefes de tráfego. elaborar manuais que orientem as empresas sobre a adoção de procedimentos adequados no dia-a-dia de suas atividades visando à competitividade e à responsabilidade sócio-ambientais.94% do total de emissões do setor de transporte. O Programa Despoluir tem como público-alvo as empresas de transporte em geral e está estruturado em dois grupos de projetos: Grupo A – Projeto Transporte . O Programa fortaleceu-se através da credibilidade das ações promovidas. apresentando maior dimensão e melhor estrutura. aprimorar a gestão ambiental como parte estratégica das empresas de transporte além de incentivar iniciativas voluntárias de certificação. ONGS. para incentivar a adoção de práticas que auxiliem na melhoria ambiental das cidades. Busca transformar os agentes do setor em multiplicadores da educação ambiental da sociedade: Taxista amigo do meio ambiente.6 t de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. Orientam os motoristas sobre o meio ambiente e condução econômica.consumo evitou a emissão de 761. têm treinamentos constantes e passam a oferecer um melhor serviço. um exemplo claro é na redução do consumo de combustível. O Programa aumentou seu grau de abrangência promovendo o engajamento dos empresários e atualmente abarcou categorias dos caminhoneiros.2 Prêmio Melhoria da Qualidade do Ar O Prêmio Melhoria da Qualidade do ar foi criado em 2002. A equipe do programa realiza visitas periódicas às empresas de transportes. Além de aferir os técnicos: Informam sobre o recebimento do combustível. Trabalhador em transporte amigo do meio ambiente As ações do Programa incluem: Incentivar o uso de energia limpa pelo setor transportador através do desenvolvimento de campanhas de incentivo ao uso do biodiesel e outros combustíveis ambientalmente adequados. regulação e capacitação na área de gestão ambiental. Motoristas. com isso a CNT e as Federações estabelecem parcerias com instituições como Senado Federal.Projeto Cidadania para o Meio Ambiente. Grupo B. cobradores. o Projeto consolidou-se e em 2007 passou a se chamar Programa Despoluir. Governos Estaduais. Caminhoneiro amigo do meio ambiente. Incentivo ao uso de energia limpa pelo setor transportador. desde o início da implantação o setor só tem contabilizado ganhos. 6. incentivar e auxiliar a implementação das normas ISO 14. A CEPIMAR entrega anualmente em solenidade um prêmio às empresas de transporte que mais se destacaram com ações e . drenagem dos tanques. Ajudando a sociedade na construção de um desenvolvimento sustentável.

Transcol Transportes Coletivos e Transportes São Cristovão Empresas Vencedoras com Certificado 100% Taguatur Fonte: SETUT Figura 3: Empresas Vencedoras Além dos Programas. além de serem avaliadas quanto à qualidade das emissões dos veículos da sua frota. a Federação passou a homenagear também pessoas ou entidades que trabalham em prol do meio ambiente. reciclagem de lixo. para valorizar empresas que tiveram sua frota integralmente aprovada pelo Programa e pelo órgão do poder público responsável pelo meio ambiente. coleta seletiva de resíduos sólidos. devem elaborar e implementar projetos ambientais internamente ou na comunidade local. arborização. Empresa Taguatur Empresas Vencedoras com Certificado Empresa 100% Empresa Cidade Verde Empresas Vencedoras: Ano 2008 Transportes Coletivos Cidade Verde . A partir de 2003. 7. para as crianças terem oportunidade de aprender noções de ecologia e de como utilizar os recursos naturais com mais consciência. Empresa Piauiense. Entre os projetos implantados estão reciclagem de lixo. o Programa criou o Certificado Empresa 100%. o setor desenvolve outras ações voltadas para a Educação Ambiental como distribuição de cartilhas aos estudantes e à população em comemoração ao Dia do Meio Ambiente (05 de junho). As empresas que participam do Programa Despoluir. Empresa Santana. CONSIDERAÇÕES FINAIS Com base no estudo realizado foi possível analisar que apesar dos impactos causados ao meio ambiente. O Troféu Destaque Ambiental é produzido em sucata e premia pessoas ou instituições que contribuem para um meio ambiente mais saudável. Empresas Vencedoras: Ano 2005 Empresa Taguatur. O Troféu Melhoria da Qualidade do Ar é feito de vidro reciclado e nas peças estão representadas as riquezas naturais do Maranhão. arborização e uso racional de água. Empresa Piauiense. Empresa Santana. Empresa Taguatur Empresas Vencedoras Certificado Empresa 100% Empresa Cidade Verde Empresas Vencedoras: Ano 2007 Empresa Cidade Verde. Empresa São Cristovão Empresas Vencedoras: Ano 2006 Empresa Cidade Verde. Em 2005. coleta seletiva de resíduos sólidos e recentemente fez a doação de um ônibus à Secretaria Municipal do Meio ambiente para funcionar como escola itinerante. Empresa Cidade Verde. A seguir o Quadro 02 apresenta as empresas vencedoras com o Troféu Destaque Ambiental e com o Certificado Empresa 100% nos anos 2005 a 2008. Piauí e Ceará. o setor de transporte urbano em Teresina-PI está comprometido em estudar e desenvolver novas ações com o a finalidade de reduzir os efeitos negativos causados ao meio . O Programa promove ações que geram efeitos surpreendentes para a melhoria da qualidade de vida da população.medidas que visem à preservação do meio ambiente. Taguatur Taguatinga Transportes e Turismo .Empresa Cidade Verde Empresas Vencedoras Certificado Empresa 100% Empresa Taguatur. com a entrega do Troféu Destaque Ambiental.

Jorge. 118. Secretaria do Meio Ambiente. Acessado em 05.aspx?id=2b8c8dd5-6b50-4e19-9777-43093641db58. http://www. Estudos Avançados 19(54). BRITO. 189-205.asp. 1998. Transporte Público Urbano. RODRIGUES. Isaac Guilhermo Espinosa. JACOBI. Informativo News Log. como da população em geral que precisa de um ar cada vez mais limpo para respirar e consequentemente. dos usuários do sistema. São Paulo: Saraiva. Juntos alcançaram resultados positivos através do empenho das empresas e eficácia dos programas. 2006. POZZOBON. março/2003. Maria do Socorro.264X.09 http://www. 2009.Paulo. Acessado em 27. . Gestão e Responsabilidade Social . Cadernos de Pesquisa.org/br/pdf/DesSustSistAb.cnt. 1994. M. ZARPELON. Destaca-se a redução de custos com combustível. Rio de Janeiro: QualityMark. Patrícia Almeida (Coord). Amazônia socioambiental. e um melhor aproveitamento do lixo.gpa21. Pedro. Antonio Clóvis Pinto. Sustentabilidade ecológica e diversidade social. Educação ambiental. 2006.com.07. FERRAZ. Ética e Responsabilidade social dos negócios. Ma: São Carlos. Coordenadoria de Educação Ambiental. cidadania e sustentabilidade. Água como matriz ecopedagógica. tanto dos profissionais que trabalham no transporte. 2005. água. p. Francisco. CARVALHO. S. CATALÃO. peças.NBR 16. LIMA. Foi constatado que o estudo da temática “Meio Ambiente e transporte urbano” é de grande relevância para a sociedade por se tratar de um setor fundamental no processo de gestão das cidades e que existem poucos estudos.br/site/default. Ignacy. Adriano Mauri. Pesquisas nessa área com certeza trarão sugestões de melhoria para a qualidade de vida. viver em melhores condições ambientais. que conseguiram deixar de emitir milhões de toneladas de CO2 na atmosfera. Série Documentos ISSN 0103. Deborah. SACHS.07. Isabel C. como no exemplo prático da implementação do Programa Despoluir e do Prêmio de Melhoria da Qualidade do Ar.br/portal/webcnt/artigoEntrevista. Caminhos para o desenvolvimento sustentável. Vera Lessa. A Democratização e Gestão Ambiental: Em busca do desenvolvimento Sustentável. 2001. As empresas de transporte urbano em Teresina-PI contabilizam os ganhos advindos dos Programas. São Pulo: Atlas. Educação Ambiental: A Formação do Sujeito Ecológico Rio de Janeiro: Vozes. Rio de Janeiro: Vozes.07. Gestão Ambiental: Responsabilidade Social e Sustentabilidade. N.45-76.09 http://www.000: Implantação e Prática. Acessado em 25.org. p. Marcio Ivanor. Reinaldo. 2002. DIAS. 3° Ed.Transporte Urbano Meio Ambiente. TORRES. As cidades clamam por transporte público.001/SA 8. 2006.ambiente. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ASHLEY.09.newslog. Brasília: Edição do autor. 2002. Rio de Janeiro: Garamond.