You are on page 1of 9

RELATRIO DE FSICA N 03

MOVIMENTO RETILNEO UNIFORMEMENTE


VARIADO

2014

INTRODUO

O relatrio a seguir visa demonstrar por meio de experimentos o movimento retilneo


uniformemente variado, um exemplo deste movimento seria uma pedra caindo de um
certa altura, ou ento um carro freando ao ver um sinal vermelho.

OBJETIVOS

- Simular o movimento retilneo uniformemente variado;


-Observar e analisar o tempo de percurso dos carrinhos.

MATERIAIS

-Trilho de ar;
-Gerador de fluxo de ar;
-Cronmetro digital;
-Planador (carrinhos);
-Fita mtrica;
-Elsticos;
-Eletro im;
-Roldana;
-Linha.

RESULTADOS OBTIDOS E ANLISE DOS RESULTADOS

A partir dos materiais disponveis em laboratrio, determinamos o tempo(t) que o


carrinho demorava para percorrer um certa distncia entre os sensores.
Seguem os dados no seguinte Quadro 1 abaixo:
S(cm)
0,00 0,05
15,00 0,05
30,00 0,05
45,00 0,05
60,00 0,05

t1(s)
0,000 0,001
0,824 0,001
1,195 0,001
1,507 0,001
1,773 0,001

t2(s)
0,000 0,001
0,837 0,001
1,208 0,001
1,520 0,001
1,786 0,001

t3(s)
0,000 0,001
0,831 0,001
1,201 0,001
1,514 0,001
1,779 0,001

Quadro 1 Dados do Experimento

Com os dados acima montamos o Quadro 2 a seguir, com as mdias dos tempos para
cada posio, juntamente com o desvio:
S(cm) Mdia t Desvio
0
0,000
0
15
0,831
0,007
30
1,201
0,007
45
1,514
0,007
60
1,779
0,007
Quadro 2 Mdias de t e Desvio.

A partir dos dados do Quadro 2, montamos o seguinte Grfico 1 - S x Mdia t:

Grfico S x Media t
70
60
50
40
30
20
10
0
0.000 0.200 0.400 0.600 0.800 1.000 1.200 1.400 1.600 1.800 2.000

Grfico 1 S x Mdia t

Para melhor o grfico acima, o mesmo foi linearizado, atravs do Grfico 2 - S x t a


seguir:

Grfico 2 - S x t
70
60
50

f(x) = 18.86x + 1.37


R = 1

40
30
20
10
0
0.000

0.500

1.000

1.500

2.000

2.500

3.000

3.500

Grfico 2 S x t

Como mostrado acima, traando-se uma reta mdia, conseguimos a funo y = 18,861x
+ 1,3677, ou seja:
S = 18,861 t + 1,3677.
Como sabe-se, a partir da funo do espao podemos chegar na da velocidade, atravs
da derivao da mesma. Derivando-se S = 18,861 t + 1,3677, encontrou-se que a
funo da velocidade :
v = 37,772t.
Com isso, montou-se o Grfico 3 - v x t :

Grfico V (cm/s) x t
80
70
60
50
40
30
20
10
0

0.2

0.4

0.6

0.8

1.2

1.4

1.6

1.8

Grfico 3 v x t

Derivando-se a funo da velocidade (v = 37,772t), possvel chegar a acelerao do


sistema, ou seja:
a = 37,772.
E seu respectivo grfico, o Grfico 3 a x t:

Grfico a x t
40
35
30
25
20
15
10
5
0

0.2

0.4

0.6

0.8

1.2

1.4

1.6

1.8

Grfico 3 a x t.

Como sabe-se, uma das equaes que regem o MRUV :


S = S0 + V0t + at
Com a anlise dos dados obtidos acima, chega-se a concluso que a equao do
movimento do mvel :
S = 1,3667 + 37,776 t;

S = 1,3667 + 18,886t (cm)

CONCLUSO
Portanto, no movimento retilneo uniformemente variado, a velocidade com que um
corpo move-se, varia de acordo com uma taxa de acelerao constante, como em nossos
experimentos na qual um corpo(carrinho) sujeito a uma fora variou a velocidade de
acordo com a acelerao de 3,772 cm/s.
Com base em todos os dados obtidos atravs dos grficos e quadros, conseguimos
concluir que a equao da trajetria do sistema S(t) = 1,3667 + 37,776 t;

REFERNCIAS

Halliday, David; Resnick, Robert; Walker, Jearl. Fundamentos de Fsica - Vol. 1 Mecnica, 356 pp.,7a Edio. Livros Tcnicos e Cientficos, 2006.