You are on page 1of 8

Casos de sucessos

de instalações de
aquecimento solar
de água.
Edifícios residenciais

totalizando uma área de captação de 98 m2.000 100.000 Apoio: Realização: Agradecimentos: Agradecimentos à colaboração da Manut Energias e da JMS pelo fornecimento dos casos de sucesso.148 (de 21 de janeiro de 2008). Os casos apresentados a seguir destacam pontos importantes da implantação do aquecedor solar em edificações residenciais e cita aspectos técnicos que devem ser levados em consideração na elaboração de projetos de sucesso. A emissão anual de CO2 com o retrofit diminuiu de 43. ☛ Economia com a redução do consumo de energia elétrica e de gás. o equivalente à capacidade de absorção de uma floresta com 1.03/12 . p r o c o b r e .4 toneladas para 25. economizando por ano aproximadamente 5.6 hectares de área. R$ 26. o aquecedor solar contribui com a redução da emissão de 17. a flutuações de preços. É formado por uma torre de 17 pavimentos.000 50. Uma redução • Redução anual de 17. sempre disponível. Na cidade de Belo Horizonte a implantação de sistemas centrais de água quente utilizando a energia solar é uma cultura local entre os principais construtores e a cidade conta com centenas de edificações que utilizam os coletores solares.000 150. ensaiadas e etiquetadas pelo INMETRO. a construtora responsável pelo projeto considerou introdução do aquecimento solar. Vantagens do aquecimento solar de água em edificações residenciais multifamiliares O uso dos aquecedores solares em edifícios residenciais para aquecimento de água é uma tendência que deve ganhar força nos próximos anos. Uma economia (contribuição solar) • Economia anual de R$ de 41%. Isso significa a exigência de que as edificações instalem esta tecnologia ou estejam devidamente preparadas para recebê-las. o cobre usado nas instalações O uso do cobre é fundamental para garantir a qualidade das instalações e para aumentar o desempenho destes sistemas. No caso do Yourself. pois os "prédios verdes" têm conquistado importância nos projetos das construtoras e incorporadoras em todo o mundo. Observa-se que em menos de quatro anos o sistema se pagou com a economia gerada e no final de 2015 a estimativa é de uma poupança de quase R$ 140 mil.459 (de 3 de julho de 2007) no código de obras. O metal está presente no coletor (flauta ou serpentina) por onde a água circula e é indicado para toda mantém a água aquecida por mais tempo.176.6 toneladas de 17. o funcionamento do sistema de aquecimento solar e auxiliar foi integrado ao sistema de automação da edificação. O sistema de aquecimento solar instalado hoje fornece 41% da demanda anual de energia necessária para o sistema. o que se verifica na facilidade de acesso e ausência quase total de sombras sobre os coletores. ilimitada e não sujeita O sistema tem 49 coletores solares. 4702 . sendo que no primeiro encontram-se cinco lojas e nove salas e nos demais estão os apartamentos estúdio (de 60. Além dos benefícios econômicos diretos. ☛ Critério importante para atingir a classificação A (máxima eficiência) no programa de eficiência energética de edificações residenciais do governo brasileiro.41 a 94. Desde sua concepção. ☛ Fonte de energia gratuita.800 kg de gás. As temperaturas dos reservatórios térmicos de água quente e o consumo de gás são alguns dos dados importantes que são registrados na sinalização.000 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 -100. pode-se acionar a empresa de manutenção para sanar os problemas com rapidez e eficácia. que aquecem 8 mil litros de água quente (divididos em dois tanques de 4 mil litros). Benefícios econômicos e ambientais Os dados registrados no edifício nos anos de 2010 e 2011 Fluxo de Caixa apontam para um consumo médio diário de água quente a 45°C de 16.VICTORY w w w.44 m2) e apartamentos loft (de 67.00. dentre eles o solar térmico.252 litros. Em São Paulo o uso dos sistemas de aquecimento solar está inserido pelo decreto de nº 49.39 m2). o edifício Yourself Total Living tem um uso misto podendo ser classificado como residencial com serviços e comércio. ☛ Redução da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera Em projetos de sistema centrais de água quente é importante prever algum tipo de sistema de sinalização e ou de monitoramento. O gráfico ilustra o fluxo de caixa acumulado realizado e previsto para a instalação do Yourself Total Living. O custo operacional anual do aquecimento de • Diminuição anual de 5. 200. que regulamenta a lei nº 14. 18. já que permite gerar água quente de forma econômica e em grandes volumes para atender à demanda de centenas de usuários. . ☛ Utiliza tecnologias de fabricação nacional. ☛ Por ser ótimo condutor térmico.000 0 -50. Na eventual ocorrência de falha de componentes críticos do sistema.6 toneladas.90 a 74.716 para de gás. devido as suas características de suportar altas temperaturas sem perder suas propriedades físicas e mecânicas.Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Introdução Caso 3: Edifício Yourself Total Living – Belo Horizonte Construído em 2006. o que permite aos funcionários da portaria ter uma visão geral de vários sistemas.9 toneladas. A aplicação desta tecnologia em apartamentos é muito interessante. oferecendo melhor regularidade ao funcionamento do sistema.800 kg água a gás com o retrofit caiu de R$ 44.6 toneladas de CO2 por ano na atmosfera. o r g a instalação hidráulica. de CO2 na atmosfera.640.

000 197. Torre Capacidade de armazenamento de água quente (litros) Na cidade de São Paulo. e contribui com a redução do consumo anual de gás de 47.700 m 3 por ano. o sistema se mostrou viável e já se pagou.950 litros de gasolina ou 8. uma economia de 13. Com isto o aquecimento solar proporciona economia da ordem de pouco mais de R$ 34 mil reais por ano. que oferecem a resistência necessária para as elevadas temperaturas que o sistema pode atingir. Lançado em 2007.8 toneladas de lixo reciclado. a fração solar do projeto seria de aproximadamente 55%. Áreas de coletores solares (m2) 1 12. A norma brasileira NBR15569 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) indica vazões adequadas para diferentes pontos de utilização de água quente. .Mundo Apto Cambuci A tarifa paga pelo condomínio pelo m 3 do gás é de R$ 2. valor acima do exigido no código de obras da cidade de São Paulo. o empreendimento é formado por três torres (cada uma com 142 unidades habitacionais) e recebeu um sistema de aquecimento solar com um sistema de apoio composto por aquecedores a gás.7 2 12. foi estimado um consumo de água quente em torno de 23 mil litros de água quente a 38°C. com a redução do consumo de gás natural. A área de coletores e o volume de armazenamento de água quente são indicados na tabela abaixo. a expectativa é de que em 2015 o condomínio tenha economizado mais de R$ 700 mil.49 (ano 2011).3 ton/ano de CO 2 na atmosfera. Dimensionamento do sistema Em novas edificações o dimensionamento das instalações de água quente deve ser realizado cuidadosamente e dentro de padrões racionais de consumo. ABRINSTAL e ABRAVA. Ele está disponível nos sites das associações ABRASIP. pois o payback foi de apenas 3.6 3 12. de acordo com os padrões de consumo de água quente. garantindo maior segurança e reduzindo o sombreamento.500 m 3 . Escadas que levam às passarelas de acesso aos coletores solares garantem a acessibilidade ao sistema mais de 51%. as emissões de CO 2 diminuem na ordem de 25. Além disso.5 toneladas por ano.Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Caso 1: Edifício Mundo Apto – São Paulo Uma das instalações pioneiras na implantação deste tipo de tecnologia em São Paulo é a do projeto Mundo Apto Cambuci. • redução de 19. Benefícios O sistema de aquecimento solar proporciona uma economia de 30% no consumo de gás natural da edificação. com um projeto que conta com escadas que levam às passarelas de acesso aos coletores solares.000 195. Esta redução poderia ser ainda maior caso não houvesse perdas causadas pelas sombras em algumas épocas do ano (o que poderia ter sido evitado se o projeto arquitetônico inicial já contemplasse o sistema de coletores solares). Utilizando este guia como referência. As diversas baterias de coletores solares são interligadas por tubos de cobre isolados termicamente. • redução de 51% no custo anual. Para o consumo previsto. proporcionando assim maior qualidade estética e durabilidade. Um dos pontos altos da instalação é a fácil acessibilidade aos sistemas.3 anos. Com a devida manutenção e melhoria do sistema.2 Foto: coletores solares Torre 1. Diante do investimento realizado. A cultura do uso da energia solar para aquecimento de água em edificações residenciais multifamiliares depende de uma boa integração com os projetos arquitetônicos e hidráulicos e seu sucesso é garantido quando bons produtos são bem instalados e recebem uma manutenção preventiva adequada. o que demandaria uma reserva de 12 mil litros de água quente a 50°C.200 m 3 para 33.000 205. há um guia de parametrização que estabelece critérios para realizar o pré-dimensionamento das instalações de aquecimento solar para as edificações residenciais multifamiliares. o que equivale a 10.

3 anos. a fração solar do projeto seria de aproximadamente 55%. A cultura do uso da energia solar para aquecimento de água em edificações residenciais multifamiliares depende de uma boa integração com os projetos arquitetônicos e hidráulicos e seu sucesso é garantido quando bons produtos são bem instalados e recebem uma manutenção preventiva adequada. garantindo maior segurança e reduzindo o sombreamento.8 toneladas de lixo reciclado. Com isto o aquecimento solar proporciona economia da ordem de pouco mais de R$ 34 mil reais por ano. . A norma brasileira NBR15569 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) indica vazões adequadas para diferentes pontos de utilização de água quente. e contribui com a redução do consumo anual de gás de 47. consumo de gás natural. valor acima do exigido no código de obras da cidade de São Paulo.500 m 3 . de acordo com os padrões de consumo de água quente. Dimensionamento do sistema Em novas edificações o dimensionamento das instalações de água quente deve ser realizado cuidadosamente e dentro de padrões racionais de consumo. Além disso. uma economia de 13.49 (ano 2011). A tarifa paga pelo condomínio pelo m 3 do gás é de R$ 2.Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Na cidade de São Paulo. com um projeto que conta com escadas que levam às passarelas de acesso aos coletores solares.200 m 3 para 33. • Redução de 30% no consumo de gás. as emissões de • Retorno sobre o investimento: 3. foi estimado um consumo de água quente em torno de 23 mil litros de água quente a 38°C.950 litros de gasolina ou 8. Utilizando este guia como referência. Para o consumo previsto.5 toneladas por ano.700m 3 de gás por ano. que oferecem a resistência necessária para as elevadas temperaturas que o sistema pode atingir. CO 2 diminuem na ordem de 25. Com a devida manutenção e melhoria do sistema. há um guia de parametrização que estabelece critérios para realizar o pré-dimensionamento das instalações de aquecimento solar para as edificações residenciais multifamiliares.700 m 3 por ano. As diversas baterias de coletores solares são interligadas por tubos de cobre isolados termicamente. Benefícios O sistema de aquecimento solar proporciona uma economia de 30% no consumo de gás natural da edificação. com a redução do • Economia de 13. proporcionando assim maior qualidade estética e durabilidade. a expectativa é de que em 2015 o condomínio tenha economizado mais de R$ 700 mil. Ele está disponível nos sites das associações ABRASIP. o que demandaria uma reserva de 12 mil litros de água quente a 50°C. Diante do investimento realizado.3 anos. ABRINSTAL e ABRAVA. o sistema se mostrou viável e já se pagou. Um dos pontos altos da instalação é a fácil acessibilidade aos sistemas. pois o payback foi de apenas 3. o que equivale a 10.

o que demandaria uma reserva de 12 mil litros de água quente a 50°C. ou seja. que estão conectados em série entre si. Além disso. Diante do investimento realizado. houve aumento da capacidade de armazenamento de água quente em mais 6 mil litros (adicionais aos 4 mil litros já existentes no sistema a gás) e ajuste dos sistemas de controle dos anéis de recirculação de água quente. A cultura do uso da energia solar para aquecimento de água em edificações residenciais multifamiliares depende de uma boa integração com os projetos arquitetônicos e hidráulicos e seu sucesso é garantido quando bons produtos são bem instalados e recebem uma manutenção preventiva adequada. garantindo maior segurança e reduzindo o sombreamento. a média foi de 1. Com a devida manutenção e melhoria do sistema. o sistema gerou uma economia de pouco . Com isto o aquecimento solar proporciona economia da ordem de pouco mais de R$ 34 mil reais por ano.500 m 3 . O empreendimento Villa Regia tem 28 apartamentos e foi projetado inicialmente para operar apenas com um sistema a gás de aquecimento central de água. as emissões de CO 2 diminuem na ordem de 25. a expectativa é de que em 2015 o condomínio tenha economizado mais de R$ 700 mil.700 m 3 por ano. que apostaram nesta opção economicamente viável em setembro de 2009. A instalação do aquecimento solar foi realizada depois do empreendimento já ocupado. pois o payback foi de apenas 3. há um guia de parametrização que estabelece critérios para realizar o pré-dimensionamento das instalações de aquecimento solar para as edificações residenciais multifamiliares.5 toneladas por ano. Nesta edificação o sistema de aquecimento solar instalado tem a capacidade de armazenamento de 10 mil litros de água quente divididos em dois reservatórios de 2 mil litros e dois reservatórios de 3 mil litros. uma economia de 13. Nos anos de 2007 e 2008. As diversas baterias de coletores solares são interligadas por tubos de cobre isolados termicamente. O uso do cobre aumenta a eficiência dos coletores solares devido à maior condutividade de calor e permite que os coletores sejam mais leves e produzam mais energia. Com a instalação dos coletores solares. ABRINSTAL e ABRAVA. Já para a arquitetura. a fração solar do projeto seria de aproximadamente 55%. O consumo médio mensal de gás caiu a partir de setembro de 2009 para 511 kg/mês.49 (ano 2011). de acordo com os padrões de consumo de água quente. Ele está disponível nos sites das associações ABRASIP. o que equivale a 10. o primeiro passo antes da instalação do sistema foi aferir o consumo de gás destinado ao aquecimento de água e medir o consumo médio. e contribui com a redução do consumo anual de gás de 47. pois para a inserção do sistema de aquecimento solar requer atenção a detalhes importantes dos projetos hidráulico e arquitetônico. o item mais importante é a distribuição da água quente a todos os pontos de consumo com tempos mínimos de espera. Um dos pontos altos da instalação é a fácil acessibilidade aos sistemas.950 litros de gasolina ou 8.8 toneladas de lixo reciclado. Dimensionamento do sistema Em novas edificações o dimensionamento das instalações de água quente deve ser realizado cuidadosamente e dentro de padrões racionais de consumo. O retrofit de edifícios de apartamentos nem sempre é uma tarefa simples e possível de ser feita.Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Caso 2: Edifício Villa Regia – Belo Horizonte Na cidade de São Paulo. que oferecem a resistência necessária para as elevadas temperaturas que o sistema pode atingir.046 kg de gás por mês para atender a um consumo de água quente a 45°C de cerca de 13. o sistema se mostrou viável e já se pagou. foi estimado um consumo de água quente em torno de 23 mil litros de água quente a 38°C. valor acima do exigido no código de obras da cidade de São Paulo. instalação e manutenção de bons sistemas de distribuição e recirculação. com a redução do consumo de gás natural. Benefícios O sistema de aquecimento solar proporciona uma economia de 30% no consumo de gás natural da edificação. A planta que compõe o sistema de captação conta com 60 coletores solares de 2m 2 cada. A tarifa paga pelo condomínio pelo m 3 do gás é de R$ 2. Para fazer o retrofit. A norma brasileira NBR15569 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) indica vazões adequadas para diferentes pontos de utilização de água quente. Os coletores solares verticais têm nove tubos fabricados em cobre e as aletas monoblocos são construídas em cobre (pintadas com esmalte preto fosco) e isoladas com lã de vidro para reduzir as perdas de calor.170 litros por dia. o que exige o projeto. Utilizando este guia como referência.200 m 3 para 33. por decisão dos moradores. com um projeto que conta com escadas que levam às passarelas de acesso aos coletores solares. No quesito hidráulico. Para o consumo previsto. totalizando 120 m 2 .3 anos. deve-se avaliar com cautela a área disponível no topo dos edifícios para a instalação dos coletores solares e o sombreamento que pode ocorrer. proporcionando assim maior qualidade estética e durabilidade.

3 anos.7 2 12.3 ton/ano de CO 2 na atmosfera. . e contribui com a redução do consumo anual de gás de 47. mais de 51%. consumo de gás natural. valor acima do exigido no código de obras da cidade de São Paulo. que oferecem a resistência necessária para as elevadas temperaturas que o sistema pode atingir. as emissões de • Retorno sobre o investimento: 3. Áreas de coletores solares (m2) 1 12. Utilizando este guia como referência.950 litros de gasolina ou 8. CO 2 diminuem na ordem de 25. A área de coletores e o volume de armazenamento de água quente são indicados na tabela abaixo. Manter o sistema funcionando por pelo menos dez anos garantirá ao condomínio uma poupança de quase R$ 200 mil. Diante do investimento realizado. A importância disso é exatamente garantir que os benefícios da implantação do aquecimento solar perdurem por vários anos. Com isto o aquecimento solar proporciona economia da ordem de pouco mais de R$ 34 mil reais por ano. uma economia de 13. com uma poupança para os moradores. pois o payback foi de apenas 3.000 195. de acordo com os padrões de consumo de água quente. Um dos pontos altos da instalação é a fácil acessibilidade aos sistemas.3 anos.000 197.200 m 3 para 33. Além disso. o que equivale a 10. Lançado em 2007.2 Foto: coletores solares Torre 1. foi estimado um consumo de água quente em torno de 23 mil litros de água quente a 38°C. o empreendimento é formado por três torres (cada uma com 142 unidades habitacionais) e recebeu um sistema de aquecimento solar com um sistema de apoio composto por aquecedores a gás. A emissão anual de CO 2 com o retrofit diminuiu de 37.000 205. Dimensionamento do sistema Em novas edificações o dimensionamento das instalações de água quente deve ser realizado cuidadosamente e dentro de padrões racionais de consumo. a fração solar do projeto seria de aproximadamente 55%. Uma economia (contribuição solar) de 51%. A tarifa paga pelo condomínio pelo m 3 do gás é de R$ 2. Esta redução poderia ser ainda maior caso não houvesse perdas causadas pelas sombras em algumas épocas do ano (o que poderia ter sido evitado se o projeto arquitetônico inicial já contemplasse o sistema de coletores solares). com a redução do • Economia de 13. Torre Capacidade de armazenamento de água quente (litros) Na cidade de São Paulo. • Redução de 30% no consumo de gás.700 m 3 por ano.5 toneladas por ano. O custo operacional anual do aquecimento de água a gás com o retrofit caiu de R$ 38. Com a devida manutenção e melhoria do sistema.Mundo Apto Cambuci • uma economia de mais de 51%. • redução de 19. proporcionando assim maior qualidade estética e durabilidade.8 toneladas de lixo reciclado.580. o condomínio Villa Regia mantém um contrato de manutenção mensal periódico. Ele está disponível nos sites das associações ABRASIP.3 toneladas.500 m 3 . a expectativa é de que em 2015 o condomínio tenha economizado mais de R$ 700 mil. Escadas que levam às passarelas de acesso aos coletores solares garantem a acessibilidade ao sistema As diversas baterias de coletores solares são interligadas por tubos de cobre isolados termicamente. Para o consumo previsto.5 toneladas. há um guia de parametrização que estabelece critérios para realizar o pré-dimensionamento das instalações de aquecimento solar para as edificações residenciais multifamiliares. o que demandaria uma reserva de 12 mil litros de água quente a 50°C. com um projeto que conta com escadas que levam às passarelas de acesso aos coletores solares.Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Caso 1: Edifício Mundo Apto – São Paulo Uma das instalações pioneiras na implantação deste tipo de tecnologia em São Paulo é a do projeto Mundo Apto Cambuci. garantindo maior segurança e reduzindo o sombreamento. • redução de 51% no custo anual. Desde que o sistema de aquecimento solar foi implantado em 2009.8 toneladas para 18. o sistema se mostrou viável e já se pagou. ABRINSTAL e ABRAVA. Benefícios O sistema de aquecimento solar proporciona uma economia de 30% no consumo de gás natural da edificação.700m 3 de gás por ano. A norma brasileira NBR15569 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) indica vazões adequadas para diferentes pontos de utilização de água quente.6 3 12.036 para R$ 18. Uma redução de 19.49 (ano 2011). A cultura do uso da energia solar para aquecimento de água em edificações residenciais multifamiliares depende de uma boa integração com os projetos arquitetônicos e hidráulicos e seu sucesso é garantido quando bons produtos são bem instalados e recebem uma manutenção preventiva adequada.

É formado por uma torre de 17 pavimentos.41 a 94.000 100. o edifício Yourself Total Living tem um uso misto podendo ser classificado como residencial com serviços e comércio.6 hectares de área.00.4 toneladas para 25.800 kg água a gás com o retrofit caiu de R$ 44. Desde sua concepção. A emissão anual de CO2 com o retrofit diminuiu de 43. de CO2 na atmosfera. dentre eles o solar térmico. No caso do Yourself.000 150.90 a 74. o que permite aos funcionários da portaria ter uma visão geral de vários sistemas. 18. economizando por ano aproximadamente 5. sendo que no primeiro encontram-se cinco lojas e nove salas e nos demais estão os apartamentos estúdio (de 60. R$ 26.VICTORY -100. 200.03/12 . O gráfico ilustra o fluxo de caixa acumulado realizado e previsto para a instalação do Yourself Total Living. totalizando uma área de captação de 98 m2. Em projetos de sistema centrais de água quente é importante prever algum tipo de sistema de sinalização e ou de monitoramento. que aquecem 8 mil litros de água quente (divididos em dois tanques de 4 mil litros). Além dos benefícios econômicos diretos. pode-se acionar a empresa de manutenção para sanar os problemas com rapidez e eficácia. Uma economia (contribuição solar) • Economia anual de R$ de 41%.000 50. Na eventual ocorrência de falha de componentes críticos do sistema.176. a construtora responsável pelo projeto considerou introdução do aquecimento solar. o que se verifica na facilidade de acesso e ausência quase total de sombras sobre os coletores.6 toneladas de CO2 por ano na atmosfera. o aquecedor solar contribui com a redução da emissão de 17.800 kg de gás. As temperaturas dos reservatórios térmicos de água quente e o consumo de gás são alguns dos dados importantes que são registrados na sinalização.9 toneladas.000 .000 0 -50.Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Caso 3: Edifício Yourself Total Living – Belo Horizonte Construído em 2006.640. Observa-se que em menos de quatro anos o sistema se pagou com a economia gerada e no final de 2015 a estimativa é de uma poupança de quase R$ 140 mil.252 litros. O custo operacional anual do aquecimento de • Diminuição anual de 5. Benefícios econômicos e ambientais Os dados registrados no edifício nos anos de 2010 e 2011 Fluxo de Caixa apontam para um consumo médio diário de água quente a 45°C de 16.716 para de gás.39 m2). o funcionamento do sistema de aquecimento solar e auxiliar foi integrado ao sistema de automação da edificação. o equivalente à capacidade de absorção de uma floresta com 1.000 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 4702 . O sistema tem 49 coletores solares.6 toneladas. O sistema de aquecimento solar instalado hoje fornece 41% da demanda anual de energia necessária para o sistema. Uma redução • Redução anual de 17.6 toneladas de 17.44 m2) e apartamentos loft (de 67.

oferecendo melhor regularidade ao funcionamento do sistema. ilimitada e não sujeita a flutuações de preços. o r g .03/12 . o cobre usado nas instalações mantém a água aquecida por mais tempo.VICTORY w w w. ☛ Por ser ótimo condutor térmico. sempre disponível. p r o c o b r e . ensaiadas e etiquetadas pelo INMETRO.Casos de sucesso em edifícios residenciais Casos de sucesso em edifícios residenciais Caso 3: Edifício Yourself Total Living – Belo Horizonte Vantagens do aquecimento solar de água em edificações residenciais multifamiliares ☛ Economia com a redução do consumo de energia elétrica e de gás. Apoio: Realização: Agradecimentos: Agradecimentos à colaboração da Manut Energias e da JMS pelo fornecimento dos casos de sucesso. ☛ Fonte de energia gratuita. ☛ Utiliza tecnologias de fabricação nacional. ☛ Redução da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera ☛ Critério importante para atingir a classificação A (máxima eficiência) no programa de eficiência energética de edificações residenciais do governo brasileiro. 4702 .