You are on page 1of 21

Direcção Regional de Educação do Centro

Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão - 160428


ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO - 342762
Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA LAJEOSA DO DÃO

Projecto Curricular de
Departamento (PCD)
DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES

Docente AGOSTINHO NEVES DA SILVA


15-03-2010

PCD-DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES 2009/2010 Página 1


Índice
ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO - 342762 ................................................................................................................................1
1. INTRODUÇÃO ...........................................................................................................................................................................................3
2. MAPA CONCEPTUAL ...............................................................................................................................................................................4
Actividades de Enriquecimento Curricular .........................................................................................................................................................4
Planificações ........................................................................................................................................................................................................4
Plano de acção para a melhoria de resultados .....................................................................................................................................................4
3. COMPETÊNCIAS GERAIS A DESENVOLVER ......................................................................................................................................5
6. OBJECTIVOS ..............................................................................................................................................................................................7
7. ÁREAS DE INTERVENÇÃO .....................................................................................................................................................................8
9- RECURSOS ..................................................................................................................................................................................................17
10- CALENDARIZAÇÃO ................................................................................................................................................................................18
11- AVALIAÇÃO .............................................................................................................................................................................................18
ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO - 342762 ..............................................................................................................................19
ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO - 342762 ..............................................................................................................................20
13- ANEXOS .....................................................................................................................................................................................................21
1. INTRODUÇÃO

O Projecto Curricular do Departamento de Expressões surge como consequência do Projecto Educativo de


Agrupamento e do Projecto Curricular do Agrupamento e pretende ser um instrumento operatório, um conjunto de decisões e
estratégias articuladas e partilhadas entre as disciplinas que constituem o Departamento, tendentes a tornar coerentes as
formas de actuação nas diversas áreas que o constituem, contextualizando e adequando o currículo nacional às
características e à diversidade cultural e social do meio onde, a escola está inserida.
“Se pensarmos nas áreas disciplinares de Educação Visual, Ed. Visual e Tecnológica, fusão das antigas disciplinas de
Trabalhos Manuais e Ed. Visual, na Educação Tecnológica, fusão das antigas disciplinas do 12º, não nos podemos esquecer
que desde sempre a metodologia destas disciplinas foi uma metodologia de projecto. E as disciplinais que agora constituem o
Departamento? Educação Física, Educação Musical, Educação Especial, o trabalho de projecto está ou não está sempre
presente? As orientações metodológicas de cada área disciplinar assim o confirmam (ver anexos1)
E as outras áreas disciplinares? Língua Portuguesa? Língua Estrangeira? História? Ciências? O trabalho de projecto
foi e é a sua metodologia e continua a estar sempre presente como metodologia.
Em linhas muito gerais, podemos dizer que os professores sempre trabalharam em projecto, sempre desenvolveram
projectos, e isso continua a acontecer. Podiam não lhes dar esse nome, mas a ideia essencial estava lá. A identificação de
um problema, o desenrolar do processo na tentativa de resolução do problema, o produto final e a sua exibição à
comunidade: uma peça de teatro, uma leitura orientada, uma exposição, um intercâmbio com outras escolas, um livro, um
jornal, um cartaz, a semana das línguas, o carnaval ou o sarau de natal.
2. MAPA CONCEPTUAL

Tendo como referência o currículo das expressões e a melhoria das aprendizagens do aluno, o esquema conceptual para um
mapa onde estarão as linhas orientadoras do projecto curricular de departamento, constará obrigatoriamente a forma como é
gerido esse currículo numa alusão às aprendizagens do aluno, onde se fará o diagnóstico da situação, propostas de melhoria,
metas e objectivos de aprendizagem e avaliação das mesmas.

DEP. EXPRESSÕES
Área de intervenção

Currículo Nacional

Gestão do Currículo
Instrumentos/
Planificações Parâmetros/Critérios
de avaliação

Plano de acção Estratégias/


para a melhoria de Melhoria do aluno
Metodologias
resultados

Actividades de Plano de
Enriquecimento Actividades
Curricular

Áreas Curriculares Formação contínua


Não disciplinares
3. COMPETÊNCIAS GERAIS A DESENVOLVER

- Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e problemas
do quotidiano;
- Usar adequadamente linguagens das diferentes áreas do saber cultural, científico e tecnológico para se expressar;
- Usar correctamente a língua portuguesa para comunicar de forma adequada e para estruturar pensamento próprio;
- Adoptar metodologias personalizadas de trabalho e de aprendizagem adequadas a objectivos visados;
- Pesquisar, seleccionar e organizar informação para a transformar em conhecimento mobilizável;
- Adoptar estratégias adequadas à resolução de problemas e à tomada de decisões;
- Realizar actividade de forma autónoma, responsável e criativa.
4. Diagnóstico do Departamento
Plano de Intervenção do diagnóstico da situação.
Foram diagnosticadas pelo Departamento de Expressões como dificuldades prioritárias a minimizar e pontos fortes a valorizar:
1- Investir no Relacionamento interpessoal e de grupo, privilegiando o trabalho de grupo, o trabalho de pesquisa, selecção e tratamento da informação, a
atenção/concentração nos diferentes momentos de aula e o cumprimento de regras.
2- Organização e métodos de trabalho, insistindo na organização do material, limpeza e preservação do equipamento, o cumprimento de regras e a
autonomia.
3- Desenvolver a Competência de comunicação, nas suas diferentes linguagens (verbal, corporal, gestual e visual) valorizando a interligação de saberes e
conhecimentos das diferentes áreas, investindo sempre que possível no desenvolvimento do sentido estético e na capacidade de expressão, pela valorização do
sentido artístico, em constante ligação aos Projectos de Escola e das turmas, em particular.
Os professores usarão as mais variadas estratégias para que as dificuldades diagnosticadas sejam ultrapassadas, numa perspectiva de sucesso educativo e
de qualidade.
Também foram diagnosticados como pontos fortes a realização e valorização do trabalho prático, a motivação pelas disciplinas, o bom relacionamento
professor/aluno, receptividade às actividades de pesquisa e a adesão/receptividade às actividades do PAA.
DIFICULDADES DIAGNOSTICADAS: ACTIVIDADES/ATITUDES EVT EM EF EV ET EF OA CEFEF CEFH
Relacionamento interpessoal e de Trabalho de grupo
grupo
Trabalho de pesquisa
Atenção/concentração
Cumprimento de regras

Organização e métodos de Organização do material


trabalho
Limpeza e preservação do equipamento
Cumprimento de regras
Autonomia.
Selecção e tratamento da informação

Comunicação Linguagens (verbal, corporal, gestual e


visual)
Sentido estético
Capacidade de expressão
Sentido artístico
Pontos fortes: Valorização do trabalho prático
Relacionamento professor/aluno
Actividades de pesquisa
Actividades do PAA.

Do diagnóstico (ver anexos 2) feito por todas as disciplinas do departamento foram registadas as competências
transversais prioritárias comuns a desenvolver nos alunos para a melhoria das aprendizagens. Assim temos:
4.1 Competências Transversais
1- Relacionamento interpessoal e de grupo;
2- Organização e métodos de trabalho;
3- Comunicação.
Cada professor da respectiva área fará a monitorização das correspondentes actividades no final de período para a melhoria
desejada. Fará propostas de melhoria de acordo com as aprendizagens dos alunos.

5. METAS

- Melhorar em % a classificação dos alunos ao nível da aplicação e aquisição de conhecimentos durante o ano lectivo
2009/2010;
- Contribuir para a diminuição do abandono escolar durante o ensino Básico;
- Diminuir o número de alunos do Ensino Básico com níveis inferiores a três às diferentes disciplinas do Departamento;
- Melhorar a média ou a qualidade dos níveis no Departamento.

6. OBJECTIVOS

- Fomentar o gosto pela parte artística e tecnológica.


- Formar cidadãos com uma cultura artística, tecnológica e científica
- Promover o sucesso educativo dos alunos.
- Facilitar aprendizagens significativas, articuladas e contextualizadas.
- Desenvolver o trabalho cooperativo de professores;
- Ter gosto pela escola.
7. ÁREAS DE INTERVENÇÃO

7.1- Plano Curricular Departamento (PCD).

7.1.1 – Planificações (ver anexos 3)


Cada grupo disciplinar reúne para elaborar as planificações e depois são analisadas e aprovadas em reunião de
departamento.

7.2- Plano de articulação de competências essenciais entre os vários ciclos


Das reuniões do 1º, 2º e 3º Ciclos e depois do diagnóstico elaborado foram definidas como competências essenciais
prioritárias as que constam na grelha abaixo e serão monitorizadas através de actividades planeadas de acordo com o
PAA do agrupamento e do departamento de expressões.

7.2.1Competências Essenciais

1. Comunicação Visual
2. Elementos da forma
3. Tecnologia e Sociedade
3.1 Tecnologia e Desenvolvimento Social
3.2 Tecnologia e Consumo
3.3 Objecto Técnico
3.4 Planeamento e Desenvolvimento de produtos e Sistemas Técnicos
4. Conceitos, Princípios e Operadores Tecnológicos
4.1 Movimento e mecanismos
4.2 Estruturas resistentes
4.3 Regulação e Controlo
4.4 Acumulação e Transformação de Energia
4.5 Materiais
4.6 Fabricação/Construção
4.7 Sistemas Tecnológicos
ARTICULAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ENTRE 1º CICLO; 2º CICLO E 3º CICLO
Competências Essenciais Articulação de Conteúdos/actividades
1º Ciclo 2º Ciclo 3º Ciclo
Cartaz Cartaz Cartaz
1. Comunicação Visual Imagem na comunicação Imagem na comunicação Imagem na comunicação
Problemática do sentido Problemática do sentido Problemática do sentido
Codificações Codificações Codificações
Letterig Letterig Letterig
Simbologia da cor Simbologia da cor Simbologia da cor
Teoria da cor Teoria da cor Teoria da cor

2. Elementos da forma Desenho de Observação. Modulo / Padrão.


Gramática da expressão Plástica- O Ponto, Modulo / Padrão.
Linha, Textura, Forma, Estrutura, Volume, Desenho de Observação
Gramática da expressão Plástica- O Ponto, Gramática da expressão Plástica- O Ponto, Linha,
Luz/Cor. Textura, Forma, Estrutura, Volume / Superfície,
Linha, Textura, Forma, Estrutura, Volume,
Luz/Cor.
3. Tecnologia e Sociedade Viver o Natal Luz/Cor.
3.1 Tecnologia e Desenvolvimento Social - Meios/materiais e técnicas de expressão. Viver o Natal
3.2 Tecnologia e Consumo
3.3 Objecto Técnico - Geometria e medidas - Meios/materiais e técnicas de expressão.-
Geometria e medidas
3.4 Planeamento e Desenvolvimento de - Desenho e Pintura - Desenho e Pintura
produtos e Sistemas Técnicos
- Construções - Construções
- Trabalho
- Trabalho - Estrutura
- Materiais
- Estrutura
4. Conceitos, Princípios e Operadores - Segurança e Higiene no Trabalho
Tecnológicos - Materiais
4.1 Movimento e mecanismos - Segurança e Higiene no Trabalho
4.2 Estruturas resistentes
4.3 Regulação e Controlo Viva o Carnaval! Viva o Carnaval!
4.4 Acumulação e Transformação de Energia - Meios/materiais e técnicas
4.5 Materiais
- Meios/materiais e técnicas
- Construções
4.6 Fabricação/Construção - Construções
4.7 Sistemas Tecnológicos - Geometria e medidas
- Geometria e medidas
- Trabalho
- Trabalho
- Estrutura
- Estrutura
Movimento/energia/ mecanismos
- Movimento/energia/ mecanismos
- Materiais
- Materiais - Segurança e Higiene no Trabalho
- Segurança e Higiene no Trabalho
7.3- Metas e propostas de melhoria.

Fazendo a análise e comparando os resultados face ao PCT, PEA e Sucesso do ano 2008/09, para assim se propôr

melhorias para o próximo ano lectivo de 2009/10, verifica-se:

INDICADORES DE REFERÊNCIA - 2º CICLO – SUCESSO 08/09, PEA e PCT (GRELHA II)

Propostas de
melhoria 2009/10
Turma/Alunos Sucesso 08/09 PEA PCT
5ºA 14 14 100% 92,85%
100% 95%
5ºB 9a) b) 9 100% 90%
EVT
6º A 11 a) 11 100% 100%
100% 100%
6º B 14 a) 14 100% 100%
5ºA 14 14 5ºA 100%
100% 95%
5ºB 9 a) b) 9 5ºB 90%
EM
6º A 11 a) 11 6º A 100%
100% 100%
6º B 14 a) 14 6º B 100%
5ºA 14 14 100% 100%
100% 100%
5ºB 9 a)b) 9 100% 80%
EF
6º A 11 a) 9 100% 100%
99% 100%
6º B 14 a) 14 100% 100%

a) Aluno sujeito a avaliação qualitativa.


b) Aluno transferido para o 6º ano de acordo com o Plano Curricular Próprio.
INDICADORES DE REFERÊNCIA - 3º CICLO – SUCESSO 08/09, PEA e PCT (GRELHA III)
Propostas de
melhoria 2009/10
Turma/Alunos Sucesso 08/09 PEA PCT
7º A 19 17 89,5% 85%
100% 95%
7º B 15 13 86,5% 94%
EV 8º A 14 14 100% 93%
89% 95%
8º B 14 14 100% 93%
9º A a) 20 20 100% 94% 100% 95%
7º A 19 19 100% 100%
100%
7º B 15 15 100% 100%
EF 8º A 14 14 100% 100% 100%
100%
8º B 14 14 100% 100%
9º A 19 19 100% 100% 100%
Ed. Fisica CEF 11 11 100% 100% 100%
MESA E BAR CEF 11 10 91% 81,8% 100%
Turma/Alunos Sucesso 08/09 PEA PCT
7º A 9 9 100% 80%
100% 95%
7º B 8 8 100% 100%
ET
8º A 7 7 100% 100%
100% 100%
8. B 7 7 100% 100%
7º A 10 10 100% 90%
94% 95%
7º B 7 7 100% 100%
OA
8º A 7 7 100% 100%
100% 100%
8º B 7 7 100% 100%
a) Aluno ao abrigo do Dec. Lei nº 3 /2008 (avaliação qualitativa).
Da análise feita pelos professores do Departamento face aos resultados da avaliação dos alunos nas várias disciplinas
relativos ao PEA e ao PCT (resultou da avaliação diagnóstico) os professores do departamento têm como meta melhorar os
níveis dos alunos qualitativamente e quantitativamente, conforme propostas registadas na grelha de cada disciplina. Como
meta do departamento chegar aos 97,8% de sucesso.

7.4 – Uniformização de critérios de avaliação.

CRITÈRIOS DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES


Educação Visual e Tecnológica; Educação Visual; Educação Tecnológica; Educação Física; Educação Musical; Educação Especial; CEF de Hotelaria; CEF
de Ed. Física; Oficina de Artes.
Educação Visual e Tecnológica
Domínio – Aptidões/Capacidades/Conhecimentos 60% - Identificar e saber aplicar os elementos visuais que caracterizam uma forma; Identificar e utilizar correctamente
a cor nos trabalhos; Utilizar com rigor a régua, esquadro e compasso nos traçados geométricos; Conhecer e saber aplicar os principais meios técnicos de expressão plástica; Conhecer e
utilizar técnicas de transformação de materiais em vários suportes; Conhecer e saber utilizar ferramentas e utensílios de acordo com os materiais; Aplicar os diferentes materiais básicos
tendo em conta as suas características; Conhecer e aplicar as fases fundamentais do processo de resolução de problemas; Observar, registar e representar o real de acordo com as técnicas
solicitadas; Executar os trabalhos com criatividade, rigor técnico e boa apresentação final; Saber e aplicar as normas básicas de higiene e segurança no trabalho; Mobilizar saberes
diferenciados nos diferentes projectos de trabalho; Colaborar nas diferentes tarefas escolares; Participar activamente em todas as fases de um projecto de trabalho.
Domínio – Atitudes e valores 40% – Assiduidade/ pontualidade; Participação/Interesse; Empenho/responsabilidade na realização das tarefas; Cumprimento das tarefas
propostas; Exigência e rigor no domínio e manuseamento dos instrumentos de trabalho; Organização, controle e limpeza dos materiais e do espaço de trabalho; Partilha e cooperação no
trabalho com o grupo; Respeito pela opinião dos outros; Respeito pelas regras de trabalho estabelecidas; Espírito de iniciativa, observação e criatividade.
EducaçãoVisual
Domínio – Cognitivo 70% - Domínio; Expressão; Rigor; Clareza; Efeitos observantes nas representações bi e tridimensionais; Apreciação verbal; Diversidade de ideias
alternativas; Eficácia na comunicação visual das ideias; Fundamentação na apreciação verbal; Relação intenção/Produto; Sensibilidade ao envolvimento; Aspectos formais; Aspectos
expressivos; Evolução na capacidade de representar.
Domínio – Sócio-Afectivo (Atitudes e Valores) 30% - Pontualidade; Assiduidade; Cumpre normas; Material necessário; Atenção aulas; Realiza tarefas; Hábitos e métodos
de trabalho; Respeita os outros; Entreajuda/Cooperação; Espírito de iniciativa/Criatividade; Espírito de observação; Sentido Critico; Emite juízos fundamentados.
Educação Tecnológica
Domínio – Aptidões/Capacidades/conhecimentos 60% - Identificar variáveis e factores tecnológicos; Realizar cálculos matemáticos; Realizar observações directas;
Analisar objectos, máquinas e processos de trabalho técnicos; Montar e desmontar aparelhos e objectos técnicos simples; Medir objectos simples; Realizar projectos; Seguir instruções
técnicas escritas; Combinar operadores tecnológicos.
Domínio – Atitudes e valores 40% - Assiduidade/ pontualidade; Cumprimento das regras estabelecidas; Realização das tarefas propostas; Organização do caderno diário;
Respeito pelos outros; Cooperação no trabalho de grupo; Procura investigar em várias fontes; Espírito de iniciativa e observação; Tem método de trabalho e estudo; Interesse/
participação; Organiza o seu espaço de trabalho/ estudo; Local de trabalho limpo e arrumado; É cuidadoso com os instrumentos de trabalho/ estudo.
Educação Física -2º e 3º ciclos e CEF
Actividade Físicas – constituída pelas matérias a desenvolver (como por exemplo: a ginástica de solo, a ginástica de aparelhos, o basquetebol, o futebol, o atletismo, etc.). O objectivo
fundamental a atingir nesta área é que os alunos cooperem com os colegas para o alcance dos objectivos das matérias e dominem as competências técnico-tácticas e pelas capacidades
físicas (como por exemplo a resistência, a força, a flexibilidade e a velocidade). O objectivo fundamental a atingir nesta área é a elevação da aptidão física no sentido de atingir a zona
saudável tendo como referência o programa Fitnessgram.
Conhecimentos – constituída pelos conhecimentos dos processos de elevação e manutenção da aptidão física e interpretação dos fenómenos sociais no seio dos quais se realizam as
actividades físicas.
Atitudes e valores – constituída pelos items: assiduidade (3%), pontualidade (3%), Empenho (3%), Participação nas actividades propostas (3%), hábitos de higiene (2%), cumprimento
de regras (3%), Respeito pelos outros (3%).
Fórmula: 3x actividades físicas + 2x conhecimentos + 1x atitudes e valores
6
Educação Musical
Domínio – Aptidões/Capacidades/conhecimentos 60% - Interpretação e comunicação; Percepção Sonora e musical; Criação e experimentação; Culturas musicais nos
contextos.
Domínio – Atitudes e valores 40% - Assiduidade/ pontualidade; Cumprimento das regras estabelecidas; Realização das tarefas propostas; Acompanhamento das actividades da
aula; Organização do caderno diário; Respeito pelos outros; Procura investigar em várias fontes; Espírito de iniciativa e observação; Tem método de trabalho e estudo; Interesse/
participação; Organiza o seu espaço de trabalho/ estudo.
CEF de Hotelaria
Domínio Cognitivo 20% - Testes de Avaliação; Participação/Oralidade.
Prático 70% – Apresentação pessoal; Higiene e Segurança; Técnica e Método Profissional; Rapidez de execução; Manuseamento do equipamento; Apresentação final; Teste/Prova
organoléptica.
Atitudes e Valores 10% – Comportamento; Participação e responsabilidade.
Oficina de Artes
Domínio – Cognitivo 60% - Reconhecer o material necessário para as diferentes técnicas de pintura; Reconhecer os suportes onde se pode aplicar as técnicas de pintura; Executar
técnicas de pintura a aguarela e a óleo; Conhecer as propriedades físicas do gesso; Reconhecer o material necessário para trabalhar com gesso; Executar moldes em gesso; Compreender o
que é a linoleogravura; Reconhecer o material necessário à linoleogravura; Executar a técnica.
Domínio – Sócio-Afectivo (Atitudes e Valores) 40% - Pontualidade; Assiduidade; Cumpre normas; Material necessário; Atenção aulas; Realiza tarefas; Hábitos e métodos
de trabalho; Respeita os outros; Entreajuda/Cooperação; Espírito de iniciativa/Criatividade; Espírito de observação; Sentido Critico; Emite juízos fundamentados
Educação Especial
Caso especial do Departamento
INDICADORES

Disciplinas Domínios Peso

Educação Visual e Tecnológica Aptidões/Capacidades/Conhecimentos 60%


Educação Tecnológica

Educação Musical
Atitudes e valores
Oficina de Artes 40%

Educação Visual Cognitivo 70%

Sócio-Afectivo (Atitudes e Valores) 30%

Educação Física Atitudes físicas 80%


2º e 3º ciclos e CEF

Conhecimentos
20%
Atitudes e valores

Cognitivo 20%
CEF de Hotelaria

Atitudes e valores 10%

Prático 70%
Educação Especial Caso especial

Instrumentos de Avaliação: De acordo com a especificidade de cada grupo. Ver ficha de critérios.
7.5- Matrizes de provas de exame e provas de equivalência
Em reunião de departamento foram elaboradas, analisadas e aprovadas as matrizes de provas de exame e provas de
equivalências. (ver anexos 4)

7.6- Aplicação e aquisição de conhecimentos.

Operacionalizar o Projecto de Intervenção Curricular (PIC):

- Fomentar a aquisição e a aplicação de conhecimentos nos diversos momentos do processo ensino-aprendizagem.

7.7- Actividades de Complemento Curricular


Sala de Estudo
- Apoio aos alunos (do Ensino Básico), indicados pelos respectivos professores, por revelarem dificuldades em domínios
específicos (artísticos e tecnológicos).
- Os alunos serão organizados em pequenos grupos de acordo com as dificuldades gerais manifestadas, podendo integrar o
mesmo grupo alunos de anos lectivos distintos.
Clubes
- Artes;
- Saúde;
- SAS;
- Música;
- Desporto Escolar.
Visitas de Estudo
- Pavilhão de cerâmica – destinado aos alunos do 5.º ano;
- Visita ao Museu de Arte – Destinado aos alunos do 6º, 7º e 8º ano)

Outras
- Exposição dos Trabalhos desenvolvidos ao longo do ano;
- Desfile de Carnaval;
- Sarau de Natal;
- Colocação dos trabalhos de certa temática no Jornal Escolar.

7.8- Preparação para os Exames Nacionais (disciplinas de EV e ET:


- Análise e reflexão, dos professores com os alunos de Educação Visual e Educação Tecnológica, sobre os exames
realizados no ano lectivo transacto, a fim de se detectarem as falhas/erros cometidos por estes, para que possam ser
corrigidos no futuro;
- Elaboração dos testes com aproximação aos exames nacionais;
- Marcar testes em conjunto no mesmo dia e mesma hora às diferentes turmas.

8- FORMAÇÃO
Externa
- Metodologia baseada na resolução de problemas (no âmbito do processo de ensino-aprendizagem);
- As TIC em Contexto Inter e Transdisciplinar;
- Segurança na Internet;
- Literacia da Informação;
- Utilização dos Quadros Interactivos;
- As TIC nas Áreas de Expressão.

Outras formações que sejam divulgadas oportunamente.


Interna
- Troca de experiências pedagógicas em trabalho de pares;
- Centro de Recursos/BE.

9- RECURSOS
Humanos – os professores do departamento e outros considerados pertinentes.

Material e instalações

Tecnologias de informação

Material informático

Páginas web e blogues


10- CALENDARIZAÇÃO
15 de Setembro a 30 de Setembro – avaliação diagnóstica
Em cada período se fará a monitorização das competências adquiridas.
Haverá sempre propostas de melhoria em cada período ou reformulação dessas propostas.

11- AVALIAÇÃO
Resultados:
- do sucesso dos alunos
- da avaliação interna
- dos Exames Nacionais
- das provas de equivalência
- da qualidade das actividades desenvolvidas
- outros..

12- PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES


Direcção Regional de Educação do Centro PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES – 2009/10
Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão - 160428 PROPOSTA DE ACTIVIDADES
ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO - 342762 Disciplinas: EVT, EV, ET e OA
Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

ACTIVIDADE FINALIDADES ACTIVIDADES ORGANIZAÇÃO RECURSOS ESTIMATIVA PÚBLICO OBJECTIVOS


ORÇAMENTAL AVALIAÇÃO CALEND.
PROJECTO OBJECTIVOS ESTRATÉGIAS RESP. / DINAMIZ. MATERIAIS ALVO Proj. Ed. Agrup.

- Promover nos alunos o gosto pelo Cartolinas 30 Comunidade -Respeito pela Outubro
saber/conhecimento. euros Educativa - Promover a sinalética.
formação integral dos
alunos nas vertentes
- Promover a interacção entre a intelectual., cultural,
Escola/Família. - EVT, EV,ET,OA sócio-efectiva e - Grau de 11 de
- Elaboração de um desdobrável. fisica.. participação dos Novembro
Resp. EV
- Preservar o património cultural e artístico. Vários tipos de alunos;
- Construção de adereços. papeis : Comunidade
- Desenvolver a capacidade de expressão Colas ; 60 educativa e - Rigor e
através da linguagem visual. Cartolinas ; euros envolvente concepção dos
S. Martinho Materiais de -Valorizar a participa- adereços;
- Aplicar e dominar meios/materiais e desenho; ção da comunidade
técnicas. educativa nas activi- - Aplicação e
dades e processos adequação dos
decisionais do materiais;
Agrupamento.
- Produto final
quanto à:
- EVT e EV
criatividade e
- Decoração do espaço interior da Escola Resp. EVT e EV 100 originalidade.
- Desenvolver competências sociais e (EVT e EV). euros
cívicas. - Promover uma
- ET educa-ção ambiental,
- Promover o respeito, a solidariedade e a Vários tipos de de modo a salvaguar-
Resp. ET
união. - Decoração do espaço exterior da Escola – papeis, dar e a preservar a - Respeito pelas
iluminação (ET). Cartolinas ; 30 Comunidade natureza, o meio, o actividades; Última
Natal - Desenvolver o sentido social. Riscadores ; euros educativa e património e os semana de
EVT, EV, E
Cola branca; envolvente valores essenciais da - Grau de Dezembro
- Desenvolver a sensibilidade estética. Resp. EVT Cola quente; nossa cultura. participação e
- Concepção e exposição de “Arvores de Arame ; empenho nas
- Aplicar meios/materiais e técnicas. Natal” (EVT, EV e ET) Fio de coco ; 30 actividades;
Fio de nylon, euros
- Qualidade
estética do
produto final;

- Rigor na
concepção e
execução dos
adereços.
Direcção Regional de Educação do Centro PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES – 2009/10
Agrupamento de Escolas de Lajeosa do Dão - 160428 PROPOSTA DE ACTIVIDADES
ESCOLA EB 2,3 PROF. DR. C. MOTA PINTO - 342762 Disciplinas de EVT, EV e ET
Lajeosa do Dão │ 3460-153 LAJEOSA TND

FINALIDADES ACTIVIDADES ORGANIZAÇÃO RECURSOS ESTIMATIVA PÚBLICO OBJECTIVOS


ACTIVIDADE ORÇAMENTAL AVALIAÇÃO CALEND.
OBJECTIVOS ESTRATÉGIAS RESP. / DINAMIZ. MATERIAIS ALVO Proj. Ed. Agrup.
PROJECTO

- Preservar o património cultural e artístico; - Material de - Grau de


desenho e participação dos
Carnaval - Promover a interacção com a Comunidade; - Concepção e elaboração de pintura ; Comunidade alunos ;
- EVT, EV e ET,OA
máscaras/adereços de Carnaval (EVT, - Papeis de 75€ educativo e -Desenvolver o
- Aplicar conceitos específicos das áreas; EV e ET); Resp. ET fantasia ; comunidade sentido estético e - Capacidade de
- Gaze envolvente. aptidões nas àreas de resolução de FEV/MAR
- Desenvolver e aplicar a metodologia de - Participação no Desfile (EVT, EV e engessada ; expressões e das problemas ; .
Projecto. ET) - Cartão artes.
canelado ; - Rigor na
Dia do Pai execução dos MARÇO
- EVT, EV
Dia da Mãe - Lembranças para o Pai Papeis, tintas, 20€ Comunidade trabalhos ; MAIO
. Miminhos para a mãe - Participação (EVT, EV) Resp. EVT pinceis, educativo
cartolinas 20€ - Qualidade do
riscadores, cola, produto final.
- Promover uma
- sala de EVT
- Dinamizar espaços (salas) culturais; - Recolha de trabalhos executados ao 20€ educação permanen-
Resp. EVT
longo do ano; te, incentivando o
- Promover o gosto pela inovação/saber; - Papeis, tintas, Comunidade gosto pela leitura e
- sala de EV
“Sala Aberta” - Exposição dos mesmos por sala, uma pinceis, 20€ educativo e pela pesquisa e - Número de
Resp. EV
- Divulgação experiências e trabalhos e sala de EVT, uma de EV e outra de ET; riscadores, cola, comunidade selecção de visitantes ; - Final do
trabalhos (pintura e desenho); fios eléctricos envolvente. informação. - Grau de 3º Período
- sala de ET
- 3 salas ; 50€ participação dos (última
Resp. ET
- Contactar com a Arte. - Dinamização de “atlier’s “ de -… alunos ; semana)
momentos experienciais com os alunos - Qualidade
Resp. EVT, EV e ET
(EVT, EV e ET) estética dos
trabalhos
expostos.
.

Os representantes de disciplina responsáveis:

____________________________
( Agostinho Silva – EVT)

_______________________________
( Margarida Henriques – EV)

_______________________________
(Luís Santos – ET)
20
13- ANEXOS
Anexo 1 – Orientações metodológicas
Anexo 2 – Avaliação diagnóstico
Anexo 3 – Planificações
Anexo 4 - Matrizes

FIM