You are on page 1of 12

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

RELATÓRIO PARCIAL DE ANÁLISE “Conta aí! do ENEM”

Uberlândia
2015

BEATRIZ NOGUEIRA VIEIRA
CAMILA EDUARDA GONÇALVES SIMPLÍCIO
OLÁVIO BENTO COSTA NETO
1

11511CCS004 11211GEO016 11311HIS008 RELATÓRIO PARCIAL DE ANÁLISE “Conta aí! do ENEM” Relatório proposto no projeto étnico-racial do PIBID – UFU analisando a sexta questão do questionário sobre as inscrições do ENEM e ingresso na Universidade com os alunos da Escola Estadual Antônio Tomaz de Rezende Ferreira. Supervisora: Beatriz Neves Coordenadora: Nicéa Amauro Uberlândia 2015 2 .

... 4 DESENVOLVIMENTO.......... 11 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..............................................................Sumário INTRODUÇÃO.............................................. 5 RESULTADOS E DISCUSSÃO.........................................................................................................................................................12 3 ......................................................................................................................................... 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS...

A utilização de cotas é um assunto bastante polêmico. que estão a poucos meses de prestarem vestibular. e vem se tornando mais rigoroso a cada ano e em cada universidade ao qual se é possível ingressar pelo ENEM. para análise dos interesses e objetivos dos alunos para com a realização do exame e seus futuros dentro do ensino superior. A entrada na universidade é um assunto que gera bastante discussões em todo o país. por qual delas eles pretendem entrar. A aplicação das provas do ENEM será feita em outubro próximo.Você pretende utilizar algum tipo de cota para entrar na universidade?” E “6 . da questão que é aqui analisada é ver se existe interesse por parte dos alunos a utilizar o sistema de cotas para ingresso nas instituições de ensino superior e. principalmente pela disponibilização de cotas para diferentes categorias como. se existir. os responsáveis pela aplicação fomos nós. o que para muitos é exclusivamente o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). qual tipo de cota?”. onde os alunos receberam uma folha cada com as perguntas selecionadas. Por estarem nos anos finais do ensino regular espera-se que as discussões sobre a entrada na universidade sejam mais fortes. 4 . número 5. são elas: “ 5 . principalmente para os alunos do terceiro ano.INTRODUÇÃO O presente relatório tem o objetivo de apresentar os resultados de uma pesquisa realizada na Escola Estadual Antônio Thomaz de Rezende Ferreira com as turmas de Ensino Médio dos períodos matutino e noturno. assim como pelo processo de tabulação das respostas. O questionário foi aplicado de forma manual. principalmente. O objetivo dessa pesquisa e. As informações serão obtidas pela análise da pergunta de número 6.Se sim. entretanto as inscrições ocorreram entre maio e junho deste ano e foi baseado nessas inscrições que elaboramos um questionário simples de seis questões. estagiários do PIBID. pertencente ao questionário citado anteriormente. racial e econômica. A pergunta é uma resposta consequente da pergunta anterior. por exemplo.

Web 2. 5 . S. 275 de 338 alunos tem por objetivo a utilização de cotas.Para análise da questão. utilizamos o texto “Web 2..0 e Pesquisa: Um Estudo do Google Docs em Métodos Quantitativos”1 que nos mostra como utilizar plataformas onlines para a aplicação de questionários. outra direcionada as salas de Terceiro ano. principalmente a utilização da plataforma do Google. LÓS. apenas os que haviam respondido a anterior deveriam responder a última. LÓS. Obtivemos uma diferença de 124 respostas. R. verificar os resultados e discuti-los.br/renote/article/viewFile/25141/14626>. Porém os erros na tabulação ou limitações apresentadas pela plataforma podem dificultar e até mesmo modificar os resultados. Os resultados ainda assim pareceram um tanto confusos na questão analisada neste trabalho (6). A. Disponível em: < http://seer. ao final os bolsistas tabularam as respostas na plataforma Google Docs em três etapas. 1 SILVA. D. No decorrer desse relatório poderemos ver como o trabalho se desenvolveu. A metodologia utilizada foi basicamente a aplicação desses questionários manuais em cada sala componente da pesquisa. sempre com o objetivo de entender o porquê de cada resposta e o que pode ter levado os alunos a escolherem aquela opção. Uma direcionada as salas de Segundo ano. a escolhida para realização dessa pesquisa.0 e Pesquisa: Um Estudo do Google Docs em Métodos Quantitativos. e uma para as respostas em geral. E. D. O total de respostas para essa questão foi de 275. S. O método utilizado mostra uma facilidade na tabulação dos dados e a rapidez e praticidade para a saída dos resultados.. DESENVOLVIMENTO Para a composição deste estudo o material utilizado foram os questionários aplicados para os alunos de Segundos e Terceiros anos do Ensino Médio da escola participante do Subprojeto. S. assim como entender o porquê de alguns alunos terem optado por não responde-la. pois tal questão era complementar a questão 5. ou seja. A cada turma dois bolsistas foram responsáveis pela aplicação e auxiliaram os alunos nas respostas e sanaram dúvidas que apareceram para a melhor clareza dos resultados.ufrgs.

ou já ouviu falar do sistema. conforme questionado aos alunos do 2º e 3º ano 55% conhece o sistema cotas e 44% não conhecem e cerca de 1% não tenho uma resposta. Você conhece o sistema de acesso à universidade por cotas. Logo abaixo possui o gráfico (A) no qual é apresentado a questão 4 do questionário: ‘A maioria dos alunos conhece o sistema de cotas para acesso. Já na questão 5 ‘’Você pretende utilizar algum tipo de cota para entrar na universidade?.RESULTADOS E DISCUSSÃO ‘’Lei nº 12. Camila Eduarda Gonçalves Simplício. conforme a citação acima mostra que a lei já esta em vigor a tres anos e mesmo com o passar do tempo as informações estão divergentes entre todos que estão envolvimento no sistema de educação nacional brasileira. garante a reserva de 50% das matrículas por curso e turno nas 59 universidades federais e 38 institutos federais de educação.711/2012. ciência e tecnologia a alunos oriundos integralmente do ensino médio público. Você conhece o sistema de acesso à universidade por cotas? 1% Sim Não Sem resposta 44% 55% Gráfico A. 2012) Através dos dados recolhidos na escola Antonio Thomaz de Rezende Ferreira através do questionário entregue aos alunos pode-se observar que o sistema cotas ainda é desconhecido entre alguns alunos. julho 2015. Os demais 50% das vagas permanecem para ampla concorrência’’ (MEC. sancionada em agosto deste ano. em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos. Nos instiga para a verdadeira situação de varias escolas públicas do 6 .

com a participação de representantes de outros órgãos e entidades e da sociedade civil. Estudantes pretos. pardos ou indígenas de escolas públicas têm assegurado por lei carteiras nas universidades federais. metade deve ser destinada a candidatos que possuam renda mensal per capita igual ou menor a 1.5 salário-mínimo. o gráfico B nos mostrará que 54% pretende utilizar o meio de cotas para ingressar nas instituições brasileiras sendo que 31% não decidiu se irão utilizar esse meio de acesso as redes de ensino o que fica a desejar como que esses alunos não decidiram se ainda não conhece o sistema cotas. Você pretende utilizar algum tipo de cota para entrar na universidade? Camila Eduarda Gonçalves Simplício. 53% Não. De acordo com o MEC o acompanhamento ficará a cargo de um comitê composto por representantes do Ministério da Educação. da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) e da Fundação Nacional do Índio (Funai). Você pretende utilizar algum tipo de cota para entrar na universidade? (Sem resposta). Cotas Sociais As instituições federais de ensino superior são obrigadas a cumprir até 2016 a reserva de 50% das vagas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. 13% Gráfico B.estado brasileiro. julho 2015.5 salário-mínimo e a outra metade para os estudantes com renda maior que 1. 2% Ainda não decidi. 7 . 31% Sim. Cotas Raciais: outra forma de concorrer a uma vaga em instituições de ensino superior é através da auto declaração de raça. Ao analisar a questão 6 apresentada pelo gráfico (C) faz com que o aluno nos responda qual tipo de cota que o mesmo pretende utilizar. Deste percentual.

não há informações amplas sobre esse assunto de tão importância e de total interesse aos alunos de redes púbicas. qual tipo de cota?Camila Eduarda Gonçalves Simplício. Fica evidente que muitos alunos não têm um conhecimento claro sobre esse assunto.As vagas reservadas às cotas (50% do total de vagas da instituição) serão subdivididas — metade para estudantes de escolas públicas com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita e metade para estudantes de escolas públicas com renda familiar superior a um salário mínimo e meio. julho 2015. pretendem utilizar esse meio para uma possível entrada nas redes de ensino. cerca de 20% não sabem como usaram o sistema cota contradizendo a pergunta do questionário de número 5 (Você pretende utilizar algum tipo de cota para entrar na universidade?). no qual tivermos 54% de resposta ‘’sim’’. mas nos dias de hoje as informações estão em todas as partes principalmente vindo da telecomunicação. qual tipo de cota? Cota racial Renda per capita inferior a 1. ainda falta esclarecimentos específicos. não 8 . Se sim.5 salários mínimo Aluno que fez ensino medio em escola pública Aluno com deficiência fisica Sem resposta 23% 17% 1% 15% 44% Gráfico C. à falta de investimentos vindo do meio governamental pode ser uma das razões para explicar esse fato. mesmo com tantas formas e meios. O gráfico acima demonstra que cerca de 130 alunos (44%) dos 294 (100%) entrevistados ao realizar a inscrição para o ENEM usaram o benefício de: ‘’ Aluno que fez o ensino médio em escola pública’’ logo sem seguida 69 alunos não tem resposta. ou seja. Por fim alunos que estudaram o ensino médio em escolas públicas que são comprovadas ao decorrer da seleção Se sim. no entanto.

Se sim. alunos. pais.podemos desconsiderar que foi realizada somente uma entrevista na escola. é necessário que todos perante a escola precisem esta por dentro dessas informações. no gráfico D e E esta as respostas da pergunta Se sim. isto é essencial. 9 . quantas redes o estado brasileiro possui? Não podemos por totais responsabilidades aos funcionários. julho 2015. Na escola ‘’Toninho’’foram realizadas entrevistas com o 2º ano e 3º ano. qual tipo de cota?Camila Eduarda Gonçalves Simplício. 2º ano 65 27 40 24 2 Gráfico D. qual tipo de cota entre os dois períodos o que também só ressalta os gráficos anteriores.

Como podemos observar as respostas dos gráficos D e E tiveram seus resultados parecidos. julho 2015. Comparativo 350 300 250 200 150 100 50 0 3ºano 2º ano Alunos entrevistados Gráfico E. mas explicito sobre a pergunta 6 do questionário entregue aos alunos. levando em contas a quantidade de alunos em cada ano. julho 2015. qual tipo de cota?Camila Eduarda Gonçalves Simplício. qual tipo de cota?Camila Eduarda Gonçalves Simplício. Se sim.3ºano 70 60 50 40 30 20 10 0 3ºano Gráfico D. os dados são completamente parecidos o que reforça mais ainda a hipótese de que é necessário esclarecer as dúvidas destes alunos. No gráfico F para diagnosticar essa façanha mostra uma comparativo. Se sim. 10 .

No orçamento de 2013 já está previsto um aumento para o Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes). a política de assistência estudantil será reforçada. Todavia pode ser atribuído e agregado aos alunos da escola é um auxilio para que as dúvidas possam ser tiradas e assim os alunos possam de forma objetiva escolher as formas corretas e concretas referentes os seus direitos como alunos. havendo uma confusão entre: o que é cotas? Como eu posso usar? Em qual o aluno se encaixa? Entretanto termo cotas foi bastante criticado por várias pessoas. é ter idéia ou a noção de alguma coisa. esse meio de acesso as redes superiores é um beneficio aos alunos que necessitam de ajuda para se colocarem no meio superior do ensino brasileiro.Segundo o MEC. É o saber.5 e 6 que totalizaram 275 respostas mostram ao decorrer que as informações sobre o sistemas de cotas ainda estão obscuras e muitos alunos não possuem um conhecimento adequado sobre isso. a instrução e a informação. CONSIDERAÇÕES FINAIS A lei de cotas foi posta ao estado brasileiro de forma que defina as condições gerais de reservas de vagas. mídias e ate mesmo alguns do meio governamental. Serão investidos pelo menos R$ 600 milhões em assistência estudantil em 2013. não sabem como utilizar.’’ 11 . ‘’Conhecimento é o ato ou efeito de conhecer. tais como cota racial e social. Ao longo do trabalho realizado na Escola Estadual Antonio Thomaz Ferreira Rezende localizado na região leste da cidade de Uberlândia MG foram entregues aos alunos um questionário contendo 6 perguntas no qual a questão 4. O MEC está articulando com os reitores a política de acolhimento dos alunos cotistas. que também gira em torno da política de tutoria e nivelamento. estabelecendo a sistemática de acompanhamento das reservas de vagas e a regra de transição para as instituições federais de educação superior.

mec. disponível em: http://portal. S.. D. Acessado em julho de 2015.ufrgs.0 e Pesquisa: Um Estudo do Google Docs em Métodos Quantitativos. Cotas: perguntas freqüentes..html. 12 .br/cotas/perguntas-frequentes. A. S. Disponível em: < http://seer. LÓS. SILVA. E. R. Web 2.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MEC. LÓS. S.br/renote/article/viewFile/25141/14626>. D.gov.