You are on page 1of 2

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB

)
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (DCSA)
COLEGIADO DE ECONOMIA (CCE)

1/2

PROGRAMA DE DISCIPLINA
PROFESSOR: Vinícius Correia Santos
ÁREA: Economia
DISCIPLINA: Desenvolvimento Socioeconômico CARGA HORÁRIA: 60 horas
CURSO: Economia
CRÉDITOS: (4.0.0)
CÓDIGO: CSA167
SEMESTRE: 9°
EMENTA:
Teorias do Processo de Desenvolvimento Sócio-Econômico. Mudanças Tecnológicas e seus
Impactos na Periferia. Empregos e Salários nas Industrializações Retardatárias e Dentro de um
Ambiente de Modernização do Processo Industrial; Desemprego Tecnológico. Educação e
Desenvolvimento Social. Perspectivas Sócio-Econômicas da América Latina e do Brasil:
Conjuntura Atual e Tendências.
OBJETIVO GERAL:
Apresentar aos discentes o debate sobre desenvolvimento econômico-social. Dar-se-á especial
destaque para o pensamento original da Comissão Econômica para América Latina e Caribe –
CEPAL, sua construção, viabilidade e contraposições.
PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS E RECURSOS:
Serão utilizadas exposições orais, recursos audiovisuais, linha de tempo Quadro e giz. Aulas
expositivas. Leitura de textos e artigos de revistas especializadas, impressas ou eletrônicas.
Trabalhos individuais e em grupo. Seminários.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:
1. Centro – Periferia
1.1. Deterioração dos termos de troca
1.2. Desenvolvimento desigual
2. Desenvolvimento x Subdesenvolvimento
2.1. Elementos de uma teoria do subdesenvolvimento
2.2. Economia Política do subdesenvolvimento
3. Política do Desenvolvimento e mudança tecnológica
3.1. As dimensões do conceito de desenvolvimento
3.2. Desenvolvimento-subdesenvolvimento: a problemática atual
3.3. A dialética inovação-difusão das técnicas
4. Subdesenvolvimento na América Latina e no Brasil
4.1. Experiências comparadas de crescimento no pós-guerra
4.2. “Heteregeneidade Estrutural” da América Latina
4.3. Análise do Brasil: Política econômica, reformas e crescimento (1945-2010)
5. O mito do desenvolvimento econômico
5.1. Evolução estrutural do sistema capitalista
5.2. Opções dos países periféricos
5.3. O mito do desenvolvimento econômico
6. Para uma renovação da agenda do desenvolvimento

. BIELSCHOWSKY. Rio de Janeiro: Paz e Terra.1. GONZÁLEZ. 1966.2. Rio de Janeiro: Contraponto. GIAMBIAGI.34. 2. 4. M.1. América Latina: ensaios de interpretação econômica. 2001. Desenvolvimento econômico: uma perspectiva brasileira.. ______. Natureza das desigualdades regionais 7. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. J. 4 ed. SERRA.1. O. Nali J de. São Paulo: Abril Cultural.) A economia do subdesenvolvimento. São Paulo: Atlas. Rio de Janeiro: Contraponto. ______.). Educação e desenvolvimento no Brasil 8. R. São Paulo: Ed. Relações sócio-políticas e o papel do Estado 6. (Org. São Paulo: Brasiliense. 2000. N. Rio de Janeiro: Forense. R. 1976. L. A grande esperança em Celso Furtado: Ensaios em homenagem aos seus 80 anos. 2009. ed. P. H. Fatores das desigualdades regionais: o caso do Brasil 8. São Paulo: Ed. 1980. 1999.). 1983. Retornos da educação 8. O manifesto latino-americano e outros ensaios. Nacional. ed. SINGH. Rio de Janeiro: Paz e Terra. Desenvolvimento Econômico. F. S. C.). Educação e crescimento econômico AVALIAÇÃO: Durante o desenvolvimento do semestre está submetido a um processo de avaliação qualitativa (participação em sala de aula) e quantitativa (aplicação de provas e exercícios) BIBLIOGRAFIA: AGARWALA.. J. Desigualdades regionais e desenvolvimento econômico 7.UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS (DCSA) COLEGIADO DE ECONOMIA (CCE) 2/2 6. 1981. C. SOUZA. S. Cinqüenta anos de pensamento na CEPAL. PESSOA. O mito do desenvolvimento econômico. FURTADO. P. O estruturalismo latino-americano. Rio de Janeiro: Elsevier. ______. VELOSO. A caminho do desenvolvimento nacional 7. (Org. (Org. RODRÍGUEZ. 1969. Celso. 2009. 2000 (Volumes 1 e 2). Pequena introdução ao desenvolvimento: enfoque interdisciplinar. F. Teoria e política do desenvolvimento econômico. ______.. Subdesenvolvimento e estagnação na América Latina.2.2. A. O que é subdesenvolvimento. REGO. 1974. Rio de Janeiro: Record. (Org. BRESSER-PEREIRA. FERREIRA. 2013 .. PREBISCH. Pensamento econômico brasileiro: o ciclo ideológico do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.