You are on page 1of 59

bel pesce

a menina
do Vale

pelas capitais
do brasil

AGRADECIMENTOS

Um tour ao redor do Brasil não é coisa simples de se
organizar. O Brasil é extenso e diverso. E esse sonho só se
tornou realidade com a ajuda de muita gente. Muita gente
mesmo.

Em primeiro lugar, tenho um agradecimento
profundamente especial a Natália Geraldi. Recém chegada
na minha empresa, mas já mostrando um potencial
inacreditável, escalei a Nati para tomar conta do tour.
De todo o tour. Ela tinha um mês para colocar o tour de
pé. E fez isso com um profissionalismo, dedicação e boa
vontade que é extremamente raro se ver. A Nati acreditou
de verdade no tour. E não estou exagerando quando digo
que esse tour teria sido impossível sem o trabalho dela.

Ela não só colocou de pé o tour, mas manteve ele
em pé a cada cidade que passávamos, quando pensava em
cada detalhe e fazia com que cada evento fosse organizado
de forma inesquecível. Obrigada, Nati, por fazer desse
projeto o nosso tour.

Obrigada a cada pessoa que ajudou, seja preparando
nossos kits de livros, seja recebendo os convidados,
seja organizando a fila para autógrafos, seja passando
o microfone na hora das perguntas. Em cada capital,
tivemos Embaixadores que ajudaram com todo o carinho a
transformar nosso sonho em realidade. Vocês foram muito
queridos e essenciais para o tour.

Quero agradecer a todos apoiadores, mais de
50 empresas que nos ajudaram a encontrar bons locais
para palestras, a divulgar os eventos nas suas cidades e
mostraram que acreditam na nossa missão. Vocês foram
fantásticos. Duas empresas nos apoiaram em nível
nacional, participando de todos os eventos: Três Corações
e Samsung. Foi um presente contar com vocês nesse tour.
Agradeço também aos mais de 170 veículos de comunicação
ao redor do Brasil que repercutiram o tour. Uma grande
alegria receber o apoio de vocês por todo o país. Obrigada
por darem voz a nossa missão.

Obrigada também a Kickante, uma super parceira
no financiamento coletivo que viabilizou o tour. É raro
encontrar parceiros sérios que tomam para si uma missão
conjunta de fazer a diferença. Foi bom demais trabalhar
com vocês.

Queríamos registrar as lembranças desse tour para
sempre. Obrigada a BossaNova Films por acreditar em nós
e fazer um trabalho incrível ao produzir um documentário
muito especial do tour. Leo Ciotti e Thiago Venturi: vocês
viraram parte integrante do tour, foi bom demais viajar
com vocês.

E, finalmente, um super agradecimento a cada um
de vocês que participaram do tour. Conheci mais de 15.000
pessoas em 27 cidades. Vocês são a razão desse tour existir.
Carinhosamente,
Bel Pesce

sumário
INTRODUÇÃO
PARTE 1 - APRENDIZADOS E EXPERIÊNCIAS
11 27 CIDADES EM 27 DIAS
14 SONHOS SÃO UNIVERSAIS
16 PESSOAS ENSINAM MAIS QUE TUDO
17 AS COISAS SIMPLES SÃO AS MELHORES
21 O BRASIL PODE LER MAIS

PARTE 2 - 12 MANEIRAS DE MATAR SEUS SONHOS
26 ACREDITAR EM SUCESSO DA NOITE PRO DIA
30 ACREDITAR QUE SUCESSO É SEMPRE CRESCENTE
32 ACREDITAR QUE VOCÊ NÃO TERÁ QUE ESCOLHER OS PRÓPRIOS CAMINHOS
33 ACREDITAR QUE OUTRAS PESSOAS TÊM AS RESPOSTAS PARA A SUA VIDA
34 CONFUNDIR FAZER O QUE AMA COM FAZER O DIA TODO O QUE AMA
36 ACREDITAR QUE TODO MUNDO PENSA COMO VOCÊ
37 NÃO DELEGAR
38 SE ACOMODAR QUANDO O CRESCIMENTO FOR GARANTIDO
39 ACREDITAR QUE O TEMPO É INFINITO
41 IGNORAR AS MÉTRICAS
42 ACREDITAR QUE A CULPA É DO OUTRO
43 SÓ SE IMPORTAR COM O DESTINO, E NÃO COM A JORNADA

PARTE 3 - 6 MANEIRAS DE REALIZAR UM SONHO
47 TENHA CLAREZA SOBRE O SEU SONHO
47 ACREDITE ATÉ MESMO QUANDO NÃO TIVER RESPOSTAS
49 PLANEJE SOMENTE O NECESSÁRIO
49 ENCONTRE OS PARCEIROS CERTOS
50 TENHA ATENÇÃO AO DETALHE E SAIBA APROVEITAR CADA MOMENTO
51 TENHA PAIXÃO PELO PROJETO
52 CONCLUSÃO

bel pesce

a menina
do Vale

pelas capitais
do brasil

Dedico esse livro com todo o carinho do mundo a
Natália Geraldi, alguém que todos sonhariam em ter na
sua equipe. Nati, obrigada por cuidar desse tour
com tanto amor, dedicação e profissionalismo.
É uma grande benção poder contar contigo sempre.

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Introdução

Eu sempre tive o sonho de conhecer o Brasil como
um todo, de viajar para todos os estados e conhecer todos
os sotaques. Nosso país é enorme e com uma diversidade
cultural gigante, e eu sempre quis conhecer tudo isso de
perto. Apesar de ter morado nos Estados Unidos durante
sete anos, sempre tive muito orgulho de ser brasileira
e sempre tive a intenção de voltar a morar em meu país.
Por isso, fazer um tour por todos os estados foi um sonho
realizado.

Acredito piamente que todo mundo tem a força de
colocar em prática os projetos nos quais acredita. Tudo o
que é preciso é uma atitude protagonista e muita vontade.
Foi pensando nisso que embarquei em uma das aventuras
mais inesquecíveis da minha vida.

Depois de palestrar nas 26 capitais brasileiras e no
Distrito Federal e de lançar um documentário que retrata
essa experiência, resolvi lançar esse livro online gratuito
para compartilhar com o maior número de pessoas todos
os aprendizados que tive neste período e também os
ensinamentos das palestras que realizei.

Aqui você encontra as melhores impressões que
tive com o primeiro tour que fiz pelo Brasil, no segundo
semestre de 2014. Você vai entender o que me motivou a
sair da zona de conforto e realizar 27 eventos em 27 dias, vai
sentir as maiores emoções que tive ao longo das viagens, as
8

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

alegrias em encontrar tanta gente do bem espalhada pelo
Brasil e os aprendizados que ficarão marcados para sempre
em minha memória.
Acredito que eternizar momentos especiais e compartilhálos com as pessoas é a melhor maneira de manter viva as
memórias e aprendizados. Foi por isso surgiu o e-book “A
Menina do Vale pelas Capitais do Brasil”.
Boa leitura!
- Bel Pesce

9

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

parte 1
Aprendizados
e experiências

10

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

27 cidades em 27 dias

Quando estava prestes a lançar o meu terceiro
livro, “A Menina do Vale 2”, resolvi criar uma experiência
maluca e diferente de tudo o que já tinha feito: um tour
de palestras para lançar o livro em todas as capitais do
Brasil. Sim, em todas! Eu queria sair do eixo Rio-São Paulo
e desbravar as outras regiões também. Queria ir para todas
as capitais do Brasil e mais o Distrito Federal. Era a primeira
vez que lançaria um livro morando no Brasil e aquela seria
a oportunidade perfeita para levar um projeto de educação
e empreendedorismo para o país inteiro. Seria o momento
perfeito para finalmente conhecer ao vivo tanta gente de
todos os estados do Brasil com quem eu interagia online.
Estava decidida: eu iria do norte ao sul, passando inclusive
pelas regiões mais distantes e menos visitadas, como Acre,
Roraima e Rondônia.

Lembro como se fosse hoje: na madrugada do dia
4 de agosto de 2014 coloquei essas ideias no papel, já com
as datas de cada evento. Passaria por 27 cidades. Como
eu tinha algumas viagens já programadas para o exterior,
o tour teria que ter uma pausa no meio, mas precisaria
começar no dia 8 de setembro. Isso mesmo: havia apenas
um mês para organizar tudo. Embora fosse necessário fazer
essa pausa no meio do tour, teríamos pouco tempo em cada
cidade - apenas 1 dia, sendo que grande parte dessas 24
horas seriam destinadas ao deslocamento. Sendo assim, o
tour foi surgindo: 27 palestras, em 27 dias, com apenas 1

11

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

recorde de

5.000

pessoas
contribuíram
com o
financiamento
coletivo
12

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

27 27
200
40
voos
cidades dias

horas de

viagem
13

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

mês para ser organizado. Para viabilizar o projeto, tive a
ideia de lançar uma campanha de financiamento coletivo.
Embora seja muito comum em outros países, no Brasil
o Crowdfunding ainda era novidade para a maioria das
pessoas. Seria um baita desafio!

Muita gente desconfiou e até mesmo pessoas que
torcem por mim acharam o projeto muito audacioso. Mas
eu estava determinada e aos poucos fui convencendo todos
de que este tour poderia tocar a vida de muita gente. Mal
sabia que eu seria uma das pessoas mais tocadas por esta
experiência.

Sonhos são universais

14

Todos nós temos sonhos, mas nem sempre
conseguimos transformar esses sonhos em projetos
realizados. Por que isso acontece? Gosto muito de
pensar sobre isso e tenho observado que quando não
conseguimos realizar sonhos, em grande parte das vezes,
estamos fazendo coisas que podem destruí-los - e o mais
impressionante é que isso acaba sendo tão natural que não
percebemos.

Foi pensando nisso, que criei para o tour a palestra
“12 maneiras de matar seus sonhos”. O mais incrível de
tudo é que a cada evento eu via nos olhos das pessoas
quantos sonhos elas têm e quantos desses sonhos estavam
guardados, lá no fundo, sem nunca serem realizados. Sim,
os sonhos são universais. Se você me disser que não tem

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

um sonho, eu te respondo com toda a convicção: sim,
você tem. Talvez ainda não tenha descoberto qual é, mas
se pensar um pouquinho vai encontrar algo que te dê
motivação e empolgação necessária para transformá-lo em
um projeto realizável. Seja ser um pai melhor ou abrir uma
empresa, não importa. Todos os sonhos são igualmente
importantes.

Aprendi que as pessoas têm muitos sonhos em
comum. Durante o tour senti que, assim como os sonhos
são universais, eles são parecidos. Quanta gente me contou
que o maior sonho da vida é ter um relacionamento melhor
com a família, ou então ser realizado profissionalmente,
ou viajar o mundo e conhecer novas culturas. Por mais
que cada pessoa tenha seus próprios desejos, todas têm
um sonho maior em comum: o de ser protagonista da
própria vida. O significado disso é tão amplo, mas ao
mesmo tempo é tão singelo que chega a me emocionar. As
pessoas querem apenas tomar as rédeas da própria vida,
elas querem empreender - e a palavra empreender aqui
tem o sentido mais bonito de todos, que é o protagonismo.
Quem quer realmente empreender, na verdade quer ser
protagonista - e isso não importa se é abrindo um negócio,
empreendendo na empresa onde trabalha ou vivendo de
maneira mais intensa e valorizando cada segundo da vida.

Alguamas pessoas que têm claro quais são os seus
sonhos são grandes lutadoras. Assim como os sonhos, a
luta também é universal. De norte a sul do Brasil, em todas
as cidades por onde passei, vi isso claramente no olhar de
cada pessoa que interagia comigo. E olha que foram mais

15

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

de 15.000 pessoas presentes nos eventos. Não importa a
idade, o local onde vive, a cultura a qual pertence, ou seja lá
o que for: todos nós temos sonhos e lutamos diariamente
para realizá-los.

Pessoas ensinam
mais que tudo

16

Por mais que tenhamos ficado pouco tempo em
cada lugar, interagir com centenas e centenas de pessoas
nas cidades por onde passei foi, sem dúvidas, o melhor
presente do tour. Eu amo ouvir histórias e aprendo demais
com cada conversa, mesmo com as mais despretenciosas.
E são tantas que elas dariam um livro inteiro!

Por exemplo, a Célia, que esteve no evento de
Campo Grande, foi uma das pessoas que me ensinou muito.
Ela me provou que entusiasmo pela vida e estar aberto a
mudanças são fatores responsáveis por transformar a vida
de alguém. E foi através da história dela que eu tive a prova
de algo que já acreditava e que falo no meu primeiro livro:
a idade realmente não importa. Ver uma mulher de 60
anos estudando e aprendendo a programar computadores,
dando um novo rumo na vida, é uma alegria imensa.

Conhecer crianças que aos 10 anos de idade
viajaram 300 quilômetros com os professores da escola
para ver uma palestra minha foi algo que me deixou sem
palavras. Eu realmente não consigo expressar minha
gratidão em ver aquelas crianças sem piscar, prestando

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

atenção em cada detalhe.

Interagir com cerca de 200 pessoas que se
voluntariaram para ajudar com a organização dos eventos
e saber a história de cada uma delas também foi algo
marcante. Uma das alegrias do tour era chegar mais cedo no
local das palestras para conversar com esses embaixadores,
que tanto nos ajudaram. Muitos se tornaram amigos e
dois deles, inclusive, hoje fazem parte da minha equipe na
FazINOVA.

Um dos maiores presentes que a vida pode nos dar
são as pessoas. Então aproveite essa oportunidade para
ter conversas francas e abertas com todas as pessoas que
passam pela sua vida. Mesmo se você nunca mais for ver
aquela pessoa, com certeza poderá aprender muito com
ela e ter momentos divertidos com conversas agradáveis.
Aproveite essa oportunidade e valorize sempre cada
interação. A partir do momento que fazemos isso, sentimos
a vida muito mais intensamente.

As coisas simples
são as melhores

Ter um ritmo intenso de viagens, com deslocamentos
que levam horas, com pouco tempo para dormir e muitas
vezes sem comer direito pode parecer loucura. Até pode
ser, mas é uma loucura que valeu muito a pena. A energia
que recebi de cada pessoa que interagia com a gente foi o
combustível para fazer tudo ser mais especial.

17

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

mais de

50
empresas
apoiaram
18

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

alguns grupos
de pessoas
viajaram
mais de

500km
para
assistir
a palestra

19

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

20

Em momentos intensos nos quais muitas vezes
o cansaço toma conta, a única coisa que nos permite
curtir cada segundo é o amor que colocamos em nossos
projetos. Viajar de madrugada cansa? Sim, muito. Mas
ver o sol nascer do avião é indescritível! Correr de uma
palestra para outra, durante 27 dias, também cansa. Mas
o cansaço simplesmente desaparece quando subo no palco
e sinto a energia e o carinho do público. Cada abraço, cada
depoimento, cada agradecimento e cada sorriso que recebi
foram os verdadeiros presentes que a vida me proporcionou
e qualquer problema que possa ter ocorrido no meio do
caminho ficou pequeno perto de tantas coisas boas.

Depois de um dia inteiro trabalhando, correndo
para não perder o voo, correndo para responder todos os
e-mails e palestrando no fim do dia, uma das coisas mais
divertidas era sair para jantar. Por mais que tudo o que meu
corpo pedisse fosse um banho e pelo menos duas horas de
sono, poder sair com as pessoas que nos ajudaram a tornar
o tour realidade e ir naquele restaurante típico da cidade
era um momento especial demais.
Assim como ver o pôr do sol do avião, era igualmente
divertido pedir para o taxista parar em cada esquina no
caminho do evento para tirar uma foto da cidade. Muitas
vezes pedimos para o motorista pegar o caminho mais
longo do aeroporto até o hotel para vermos o mar, ou
então para conhecermos um pouquinho da cidade. Foram
milhares de fotos tiradas de dentro dos carros, de dentro
dos aviões e do sol!

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Por mais que a vida seja corrida e que nem tudo seja
perfeito, olhe sempre para o lado bom. Eu te garanto: tudo
tem um lado bom e contemplar o por do sol, mesmo que
por alguns segundos, pode deixar seu dia muito mais feliz.

O Brasil pode ler mais

Trabalhar com educação é difícil. Ainda mais no
Brasil, onde a educação é um assunto delicado e tem sido
tão desvalorizada. Escrever livros e vendê-los também é
difícil. Sabemos que muita gente não lê. Mas peraí, será
que essas afirmações são 100% verdadeiras? Em parte, é.
Sabemos que a educação tem muito a ser melhorada em
nosso país. Porém, depois de passar por todas as capitais
do Brasil, indo de norte a sul com palestras sobre educação
e um livro sobre sonhos e protagonismo, pude comprovar
que o Brasil pode ler mais sim! Os brasileiros têm sede de
cultura e de informação. Tanto é que o tour, que contou
com 27 palestras cujas entradas eram pagas, atraiu mais
de 15.000 pessoas e mais de 10.000 livros foram vendidos.
Isso é incrível!

Essa experiência me questionou muito sobre o real
cenário da educação. As pessoas não têm interesse ou não
têm acesso? Sinceramente, eu acredito que o interesse é
gigante. Até hoje recebo centenas de e-mails e mensagens
pelas redes sociais, diariamente, de pessoas que estiveram
no tour de 2014 e que querem saber quando será o
próximo, quando lançarei um novo livro, quando farei

21

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

novas palestras.

Por mais que muito ainda precise ser feito, se
cada um fizer um pouquinho, teremos um movimento
gigantesco de pessoas do bem atuando voluntariamente
em prol da educação e da leitura.

Recentemente fizemos uma ação para incentivar
a leitura no Brasil e quero compartilhar esse desafio com
vocês: se você está lendo isso, é porque provavelmente tem
o hábito da leitura. No Brasil, 50% das pessoas leem. E 50%
não leem. Veja bem, esses dados não tem nada a ver com
analfabetismo, e sim com o hábito da leitura. Então vamos
lá: o desafio chama “50 mais 1”. Funciona assim: você, que
faz parte dos 50% das pessoas que leem, se comprometa a
dar ou emprestar um livro para algum amigo que não têm
este hábito e o incentive a ler. Se cada um de nós fizer isso,
aos poucos teremos um grande movimento difundindo a
leitura.

Não é incrível ver que todos nós podemos fazer
algo? Pensar em mudar o mundo pode parecer impossível,
mas pensar em mudar o hábito de apenas uma pessoa fica
mais fácil, né? Este é um começo valioso!

22

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

parte 2
12 maneiras
de matar
seus sonhos

23

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

24

Nos últimos anos eu comecei a analisar como as
pessoas querem deixar um marco no mundo. Afinal, todos
nós temos sonhos. Então comecei a me perguntar, como as
pessoas deixam um legado?

Quando pensamos na maneira como queremos
revolucionar o mundo, é surpreendente a quantidade
de coisas que amamos, mas que deixamos de lado com o
passar do tempo. É incrível a quantidade de sonhos que
nunca acontecem, sonhos perdidos. Há uma intersecção
muito grande entre projetos que não são realizados e os
seus sonhos. Isso jamais deveria acontecer!

Foi pensando em tudo isso que passei a observar
as maneiras não realizar sonhos. Todas elas são coisas
que fazemos, muitas vezes sem perceber. E todas essas
maneiras são altamente eficazes. Se seguirmos todas elas,
o estrago é grande. Mas mesmo se fizermos somente um
desses passos, podemos matar nossos sonhos.

Quando eu era bem pequena, era viciada em video
games e achava que ia mudar o mundo com minhas ideias
de jogos. Amava jogar e sempre que uma fita acabava eu
queria criar meus próprios jogos, então comecei a desenhar
minhas ideias, guardava os desenhos em uma pastinha e
andava com ela pra cima e pra baixo. Achava que ia mudar
o mundo através da diversão.

Alguns anos se passaram e comecei a gostar muito
de computadores. Aos poucos, me interessei sobre como
montar computadores. Então, fui atrás de empresas que
descartavam computadores quebrados, pedia para levar
comigo esses computadores, e ia pra casa desmontar e

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

montar novos computadores. Era uma diversão! Nessa
época eu achava que mudaria o mundo através da
tecnologia.

Cresci mais um pouco, e na escola ia muito bem
em matemática. Então comecei a dar aula para os amigos.
Queria convencer a todos que matemática era algo incrível.
Foi quando pensei que mudaria o mundo com educação.
Esses três exemplos são sonhos da minha infância e
adolescência. Com o tempo, nossos sonhos mudam mas, de
certa forma, hoje trabalho com essas três coisas: diversão,
tecnologia e educação.

E você? Quais eram os seus sonhos que ficaram
esquecidos, guardados no fundo da memória ou escondidos
em uma gaveta qualquer?

A partir de agora, vou dividir com vocês as “12
maneiras de matar seus sonhos”. Minhas palestras do tour
pelo Brasil foram sobre isso e foi muito interessante ver as
pessoas pensativas sobre o assunto.

25

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Acreditar em sucesso
da noite pro dia

26

Às vezes você está trabalhando e começa a
desanimar porque o sucesso ainda não veio. E aí você
pensa no cara que criou um aplicativo e de repente ficou
milionário. No primeiro momento, aquela história pode
até parecer verdadeira, mas acredite: ela demorou muito
para dar certo. Se você averiguar mais profundamente o
que ele fez antes desse aplicativo ficar pronto, você vai
descobrir que ele estudou muito tempo sobre o assunto,
fez muita coisa que não deu certo, bateu a cabeça inúmeras
vezes e só depois de tudo isso o sucesso veio. Não existe
história de sucesso da noite pro dia.

Eu mesma tenho uma história que se for mal
contada as pessoas vão achar que é um exemplo de sucesso
relâmpago ou de sorte. Quando descobri que poderia

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

prestar MIT, já tinha perdido alguns prazos para o processo.
Porém eu não desanimei e corri atrás, até que consegui
fazer a prova e passei. Tanta gente falou: “que sorte!”. Mas
se eu não tivesse levado os estudos a sério durante os 17
anos anteriores, de nada teria adiantado sorte. O resultado
de ser aprovada no MIT só veio porque até aquele momento
eu tinha me dedicado muito nos estudos e porque eu não
aceite o primeiro “não” como definitivo.

Tem uma frase do Sam Walton, fundador do
Walmart, que gosto muito: “Como toda história de sucesso
da noite para o dia, a minha levou 30 anos”. A sua história
de sucesso da noite para o dia é, na verdade, o acúmulo de
tudo o que você fez até hoje em sua vida.

27

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

MAIS DE

10.000
AUTÓGRAFOS
28

PESSOAS DE
VÁRIAS CIDADES
ORGANIZARAM
CARAVANAS PARA A
PALESTRA

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

pessoas
de todas
as idades:
crianças
de 5 anos
até idosos

29

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Acreditar que sucesso é
sempre crescente

30

Todas as pessoas que conheci e que alcançaram o
sucesso ou realizaram algum sonho tiveram uma trajetória
cheia de caminhos complicados, que mais parece um
novelo de lã embaraçado. Nunca o caminho para o sucesso
acontece em uma linha reta e curta.

No decorrer de um projeto, imprevistos acontecem,
ideias mudam e novos desafios surgem. Muita gente
simplifica, diz que foi fácil, não vê o contexto, mas não
acredite nisso e não desanime quando algo der errado. Só
você sabe o quanto é difícil, só você sabe o quanto vale a
pena e só você entenderá a magnitude dos frutos quando
realizar seu sonho.

Se alguém que interage com você não reconhecer

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

o seu esforço e achar que sua vida tem sido fácil, não se
importe. Não faça menos achando que se cair você não
conseguirá levantar e jamais deixe de correr atrás e de
lutar porque você sente que as pessoas não reconhecem o
quanto você trabalha por aquilo.

Se você tem um projeto no qual acredita, comece
a colocá-lo em prática agora. E não busque desculpas. Se
você espera ser perfeito, você nunca começa. E nunca é
perfeito no início. Você sempre tem que lutar por aquilo
que deseja.

31

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Acreditar que você não
terá que escolher os
próprios caminhos

32

As pessoas com as quais convivemos, família e
amigos, sempre querem ajudar e acham que podem opiniar
sobre o caminho que você vai seguir. Claro que é bom ouvir
a opinião de quem nos quer bem, mas a decisão final só
você pode tomar. Ninguém sabe o que é melhor para a sua
vida - só você! Bater a cabeça algumas vezes é importante
para o crescimento.

Temos que tomar muito cuidado com o que as
pessoas dizem que devemos fazer, com o que acham que
pode ser melhor pra gente. Nada disso é necessariamente
verdade. Você é quem tem que ter clareza dos seus desejos
e dos seus sonhos, e correr atrás deles. Não existem
fórmulas certas para o sucesso.

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Acreditar que outras
pessoas têm a resposta
para a sua vida

Quando começamos um novo projeto, muitas vezes
não conhecemos a fundo o mercado. Sempre tem gente
que conhece mais do que a gente e que quer ajudar. Isso
é bom. É importante ouvir quem tem mais experiência e
conhecimento, aprendemos muito com isso. Mas tome
cuidado para não tomar alguma decisão baseado somente
no que os outros dizem ser o melhor.

Ninguém vai achar as respostas perfeitas para a sua
vida. Por exemplo, se você entrar pelo caminho que algum
expert no mercado sugeriu, você pode bater bem cabeça,
os outros caminhos lá dentro podem ser confusos, e as
decisões terão que partir de você.

A grande parte das decisões que tomamos na vida

33

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

devem partir de nós mesmos. E você tem que ser rápido o
suficiente para tomar as decisões necessárias para sua vida
e seus negócios.

Confundir fazer o que
ama com fazer o dia
todo o que ama
34

Tem muita gente pregando que precisamos fazer
aquilo que amamos. Sim, eu também defendo isso. Mas as

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

pessoas confundem fazer o que se ama com passar as 24
horas do dia fazendo só o que você gosta. A realidade é bem
diferente!

Fazer o que ama é encontrar alguma coisa que
tem um propósito tão especial para você que, por causa
disso, você consiga resolver vários problemas por conta
deste propósito. Todo projeto, por mais legal que seja, tem
dificuldades. Não dá para fugir do difícil e dos problemas.
Hoje eu vejo muita gente, especialmente os jovens,
querendo fugir dos problemas, não querendo assumir
projetos complicados e passando a bola para outra pessoa
resolver. Isso é um grande erro. As pessoas estão fugindo
tanto disso que, hoje em dia, quem sabe resolver problemas
acaba se dando muito bem. Não fuja disso, agarre o difícil,
tome os problemas para você e encontre a melhor solução
para eles.

Os seus sonhos são sua responsabilidade e os
problemas que podem surgir para que ele vire realidade
dependem de você solucioná-los. Ninguém vai lutar pelos
seus sonhos por você. Assuma a responsabilidade.
Se você ama muito uma coisa, esteja preparado para fazer
inúmeras coisas que você não gosta.

35

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Acreditar que todo mundo
pensa como você

36

Quando estamos correndo atrás de um projeto,
muitas vezes nos empolgamos com as pessoas. Mas existem
algumas sutilezas. Cada pessoa tem uma visão diferente de
mundo, as pessoas pensam muito diferente, por isso não
podemos achar que as opiniões são as mesmas.

Ao começar um projeto, pense em tudo o que pode
acontecer no meio do caminho. Sociedades, parcerias e
contratações precisam ser claras, todos os detalhes devem
ser conversados antes de fechar o negócio. Ninguém
começa um projeto achando que dará errado, mas é
importante ter bem definido todos os termos caso ocorra
algum imprevisto. Quando não se conversa sobre isso, não
dá para dizer depois o que é justo ou injusto, pois cada
pessoa envolvida pode interpretar de uma forma. Cada um
pensa de uma maneira diferente e isso precisa estar muito
laro para você.

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Não delegar

Delegar é uma das coisas mais importantes de
uma empresa. Conforme o negócio cresce, é impossível
resolver tudo sozinho. Não tenha medo de delegar tarefas
para outras pessoa. Tem gente que tem medo de delegar
achando que o outro pode fazer melhor. Na minha visão,
isso é ótimo! Quando um funcionário meu faz algo melhor
do que eu faria fico imensamente feliz!

Outras pessoas ficam com medo de delegar e a
pessoa fazer errado. Não tem problema, se der errado na
primeira vez, depois dará certo. Dê a responsabilidade e
acredite na pessoa. Quando delegamos de coração a pessoa
sentirá isso e fará o seu melhor para aquilo dar certo.

37

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Se acomodar quando o
crescimento for garantido

Quando sua vida está ótima e os projetos vão bem,
você pode pensar que é a hora de parar e se acomodar.
Não necessariamente. Se o crescimento já é garantido, é
exatamente este o melhor momento para crescer ainda
mais! Se a equipe é ótima, alinhada e se a empresa já tem
um faturamento garantido, já é um sucesso, aproveite a
oportunidade.

Quanto mais você está crescendo em direção a um
topo, você tem que trabalhar mais duro ainda e encontrar
um outro topo. Sempre há espaço para aprender e criar
novos projetos. As pessoas precisam entender que não tem
hora para se acomodar.
38

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Acreditar que tempo
é infinito

Administração do tempo é primordial. Eu já vi muito
sonho morrer porque as pessoas não sabem administrar o
tempo. Muitas vezes começo o dia e faço uma listinha das
coisas que tenho para fazer, e tem dias que parece seria
necessário um dia de 300 horas.

Toda vez que tenho várias tarefas, eu costumo
dividir em quatro categorias: 1- urgente e importante; 2urgente e não importante; 3- importante e não urgente;
4- não importante e não urgente.

O urgente e importante todo mundo faz na hora,
é algo que estourou e que precisa ser resolvido o quanto
antes porque é muito importante. No geral todo mundo
sabe priorizar isso. O que não é nem urgente e nem
importante a gente faz também - e gastamos muito tempo

39

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

fazendo isso, vendo o que os amigos estão fazendo nas
redes sociais etc. Mas isso também não é o problema.

O problema acontece na hora de priorizar as tarefas
das categorias “urgente e não importante” e “importante
e não urgente”. Quase todo mundo faz o urgente antes.
E o que acontece? O que é importante vai virar urgente.
Muitas vezes ficamos apagando fogo para resolver as
coisas urgentes e não fazemos com qualidade aquilo que é
realmente importante.

Não acredite que se fizer algo importante na última
semana a qualidade será incrível. Pode até ser, mas seria
muito melhor se você tivesse começado antes, planejado
melhor e dado mais atenção aos detalhes.

40

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Ignorar as métricas

Tem gente que segue muito coração. Eu também
sou assim. Mas tome cuidado para não ficar cego. Quando
amamos muito alguma coisa e estamos totalmente
envolvidos com um projeto, temos a tendência de ignorar
as métricas. Cuidado com isso. Não feche os olhos para os
resultados que estão surgindo, para as pesquisas e para o
feedback dos seus clientes.

E olhe para as métricas relevantes. Como estão as
vendas? Como está o crescimento do negócio? No mundo
de redes sociais, às vezes nos iludimos com métricas que
não são reais. De que adianta ter uma página no Facebook
com 100 mil likes se o seu produto não vende? Olhe para
métricas reais e esteja disposto a mudar se for necessário.

41

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Acreditar que a
culpa é do outro

42

Vira e mexe vejo pessoas dizendo que tiveram uma
ideia incrível, mas que ninguém quis investir ou comprar
o produto. E as desculpas variam: o mercado não está
bem, as pessoas não sabem valorizar, a equipe não sabe
vender. Mas peraí, se você tem sonhos a responsabilidade
de concretizá-los é sua. Sim, pode ser difícil encontrar
talentos e o mercado realmente pode estar ruim. Mas não
culpe as pessoas.

Tenho pavor de quem joga a culpa nos outros.
Mesmo se alguém da sua equipe cometer um erro, você
também tem uma parcela de culpa, ou porque recrutou
mal, ou porque treinou mal. Se ninguém investiu na sua
ideia ou se ninguém comprou seu produto, com certeza,
alguma coisa nisso tudo é culpa sua. Seja responsável por
seus sonhos.

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Só se importar com o
destino, e não com a
jornada

Uma vez eu vi uma propaganda na qual vários
amigos estavam subindo uma montanha. Era uma
montanha bem alta e a dificuldade para chegar ao topo era
imensa. Mas eles conseguiram e decidiram comemorar.
Só que dois segundos depois, um olha para o outro e eles
dizem: “E aí, vamos descer.”

O que quero dizer com essa história é que a vida
é uma grande jornada. Não podemos pensar somente
no resultado final. Sim, queremos realizar sonhos, mas
o caminho pode ser bem longo e é necessário curtir cada
momento da jornada. Alcançar um sonho é uma sensação

43

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

temporária, e sua vida não é.

A única maneira de alcançar todos os seus sonhos
é aproveitando cada passo da jornada. E se você tropeçar,
transforme isso num aprendizado. Se cada passo se tornar
um aprendizado ou uma comemoração, tenho certeza de
que você vai aproveitar plenamente a jornada.

44

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

parte 3
6 maneiras
de realizar
um sonho

45

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Agora vamos falar sobre como realizar sonhos! É
simples: basta não cometer os erros que citei no capítulo
anterior. Você tem que entender que não existe sucesso
relâmpago, que existem altos e baixos na sua trajetória,
que ninguém tem as respostas perfeitas para você. Você
tem que entender também que ninguém faz nada sozinho,
que no momento de crescimento você tem que correr
para crescer ainda mais. Você também precisa olhar para
as métricas, e não só para o coração, agarrar as suas
responsabilidades. E por aí vai.

O tour foi um sonho realizado. E quando o projeto
terminou, eu parei para analisar tudo e para entender as
principais coisas que fiz para realizar este sonho, o de fazer
um tour pelas 27 capitais do Brasil. Além de todos aqueles
que já citei, encontrei mais seis maneiras que foram
fundamentais para que aquele meu sonho desse certo.

A partir da experiência do tour, que virou um
documentário e que agora vira um e-book, compartilho
com vocês seis passos importantíssimos que segui desde
o início. O tour foi um sonho que se tornou realidade e o
documentário “A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil”,
que retrata como foi o tour, foi um sonho ainda maior que
virou um projeto lindo (o documentário tem 15 minutos e
está disponível no site www.tourdabel.com.br).

46

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Tenha clareza sobre
o seu sonho

A primeira dica para quem quer realizar um sonho
é ter clareza sobre ele. Você tem que saber exatamente o
que deseja. Se você não tem clareza para onde quer chegar,
como vai trilhar o caminho?

Quando resolvo que queria fazer o tour e que queria
que ele virasse um documentário, eu tinha total clareza do
propósito desse sonho. Eu sabia que iria para todas as 26
capitais e Distrito Federal, eu sabia que queria documentar
os eventos. E tendo clareza disso eu fui atrás dos recursos e
parcerias necessárias para realizar esse projeto.

Acredite até quando
não tiver respostas

Quando desenhamos projetos, ou quando
planejamos algo que queremos realizar, muita gente
descrente nos questiona. Isso sempre vai existir. Mas
se você acredita, vá com tudo. Pense e faça planos, trace
estratégias, mas fique atento em planejar somente o
necessário e comece a executar. De nada adianta uma ideia
por si só. Ela só vale mesmo se tiver muita ação e suor para
torná-la realidade.

O tour que fiz pelo Brasil é um exemplo disso.

47

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Quando contei para as pessoas sobre o que queria fazer,
ouvi muita gente achando que algo daria errado, que o
crowdfunding não arrecadaria o dinheiro necessário para
financiar o tour, que as palestras nos locais onde eu nunca
tinha ido seriam vazias e por aí vai. Eu realmente não sabia,
não tinha respostas certas. Mas tinha vontade e acreditava
demais no projeto. Eu sabia o que queria, tinha clareza de
tudo o que estava planejando e onde aquilo chegaria.

Por mais que eu não tivesse todas as respostas,
eu tinha o principal: vontade de realizar e de virar noites
trabalhando para aquilo tudo que eu estava planejando dar
certo. E deu. Aliás, foi muito além das minhas expectativas:
o tour atraiu mais de 15.000 pessoas, vendemos mais de
10.000 livros e arrecadamos cerca de 900.000 reais na
campanha de financiamento coletivo. Surreal!

Nada é mais poderoso do que acreditar de verdade,
do fundo do coração. Se você tem convicção de que consegue
realizar o projeto, você vai conseguir. Basta se dedicar ao
máximo e lutar demais por aquele sonho.

48

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Planeje somente
o necessário

Alguns projetos são grandes e requerem um
planejamento longo, cheios de detalhes. Mas se você
realmente planejar os mínimos detalhes, a chance de travar
é grande. Você pode sentir medo, ou então demorar muito
para começar. O tour era cheio de detalhes: seriam 27
eventos grandes, em lugares que jamais tinha ido. Mas se
a gente tivesse planejado todos os mínimos detalhes antes
de começar o projeto, não teríamos ido. Tínhamos uma
noção total de cada detalhe e de quais problemas poderiam
surgir e como resolveríamos, mas não nos apegamos a isso.

Resolvemos então planejar somente o necessário
para começar o projeto e ao longo dos dias, quando o projeto
já estava acontecendo, fomos aprendendo como solucionar
os problemas que iam surgindo. O planejamento básico
foi o suficiente para começar. O planejamento tem que te
impulsionar, ele não pode te travar.

Encontre os
parceiros certos

Ter com você os parceiros certos, que também
acreditam no projeto, faz toda a diferença. O documentário
do tour foi produzido pela Bossa Nova Films, uma

49

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

produtora que admiro demais. Mas o resultado só foi tão
especial porque eles abraçaram o projeto da mesma forma
que nós.
Nenhum projeto acontece sozinho. Por menor que seja,
sempre tem pessoas te ajudando em algum aspecto e é por
isso que os parceiros certos são tão importantes. Quanto
mais eu trabalho mais eu me certifico de que não existe
sucesso individual. O sucesso é coletivo.

Tenha atenção ao detalhe
e saiba aproveitar cada
momento

Falamos sobre não planejar os mínimos detalhes.
Mas tenho uma observação: quando o projeto começar,
tenha atenção aos detalhes e aproveite todos os segundos
daquela experiência.

Olhe ao redor, observe as pessoas, esteja atento
com o que os outros dizem. Não perca a chance de ver um
sorriso, de ouvir um depoimento de alguém. Pense em
detalhes que podem fazer com que as pessoas tenham a
melhor experiência, preste atenção no que elas esperam.

Aproveite para saber saborear cada momento.
Isso faz diferente e torna o projeto muito mais intenso e
marcante.
50

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

Tenha paixão pelo projeto

Eu não consigo me imaginar realizar um sonho
sem colocar muito amor e paixão nesse sonho. Paixão traz
muita intensidade, te dá urgência para fazer acontecer,
faz com que você dê o seu melhor. O amor traz aquele
cuidado para você olhar para todos os detalhes e para você
se preocupar com tudo o que pode dar certo e errado. Esses
dois sentimentos juntos, potencializam um sonho e são
capazes de fazer com que o resultado seja muito superior
do que o esperado.

51

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

conclusão
Resultados que tocam o coração

Antes de terminar, deixo aqui um desafio: pense em
um sonho que você ainda não realizou e se comprometa
com ele. Mas se comprometa de verdade e acredite que
você vai realizá-lo se trabalhar duro em cima dele.

Como disse aqui, o tour pelo Brasil e a produção
do documentário foram sonhos realizados e, sem dúvidas,
uma experiência incrível que vivenciei. Escrevendo esse
livro, tive a alegria de relembrar cada momento, de viajar
no tempo e de sentir novamente as emoções que tive
nas viagens e nas 27 palestras ao redor do país. Vendo o
documentário, relembrei os rostos das pessoas que me
trataram com tanto carinho, que demostraram tanto
interesse nos mesmos temas que me encantam, como
sonhos, protagonismo e educação.

Saber que mais de 15.000 se mobilizaram para
ver de perto um projeto que nasceu de um sonho meu
só faz com que eu sonhe ainda mais, e ainda mais alto.
Não existem limites para nossos sonhos, assim como não
existem barreiras para realizá-los. As únicas barreiras
que existem somos nós mesmos, então se você realmente
acreditar e tiver convicção daquilo, você vai viver dias de
intensa felicidade. E quando seu sonho se concretizar, não
esqueça de valorizar cada momento.
Posso garantir que valerá a pena!
52

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

53

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

imprensa de todas as cidades
repercutiram o projeto. Cerca de

150

matérias em vários veículos
mais de

10.000
pessoas assistiram ao vivo

54

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

recorde
de valor
arrecadado
em
financiamento
coletivo no
brasil
55

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

QUER CONHECER
TODOS OS
PROJETOS DA
BEL PESCE?
Para saber mais sobre a autora, acesse o site:
www.belpesce.com.br
Você também pode curtir as redes sociais da Bel
para ficar por dentro das novidades e acompanhar
o dia a dia da empreendedora.

www.facebook.com.br/belpesce
www.twitter.com.br/belpesce
www.instagram.com/belpesce
Snapchat: @belpesce
Periscope: @belpesce
Conheça os cursos de disponíveis na escola da Bel em
www.fazinova.com.br
Leia os outros livros, confira os audiolivros e baixe versões
gratuitas em www.livrosdabel.com.br
Veja algumas palestras da Bel pelo Brasil e pelo mundo em
www.palestrasdabel.com.br
Acompanhe dicas rápidas sobre crescimento pessoal e
profissional em www.caderninhodabel.com.br

56

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

QUER SABER
MAIS SOBRE
A ENKLA?
Fique por dentro de nossos títulos, autores, lançamentos e
eventos.
Visite o site www.enkla.com.br, cadastre-se para receber as
novidades e curta nossas redes sociais para ter acesso
a conteúdo exclusivo .

www.enkla.com.br
www.facebook.com.br/editoraenkla
www.twitter.com.br/enklaeditora
www.instagram.com/enklaeditora
www.skoob.com.br/enklaeditora

Se quiser receber informações por e-mail, basta se
cadastrar em nosso site ou enviar uma mensagem
para contato@enkla.com.br

enkla
57

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

FAZINOVA
A FazINOVA é uma escola que
ajuda pessoas de todas as
idades a chegar mais perto
dos seus sonhos. Oferecemos
cursos presenciais, cursos
online, conferências, revistas,
viagens e palestras, tudo com
o foco em aproximas pessoas
e empresas dos seus maiores
sonhos.
Conheça mais em
WWW.FAZINOVA.COM.BR

Esse livro é uma obra da
FazINOVA, sendo proibida
a sua reprodução sem
expressa permissão.
58

A Menina do Vale pelas Capitais do Brasil

BELPESCE
Bel Pesce é uma empreendedora
apaixonada por negócios e pela vida
e fundadora da FazINOVA, escola
de desenvolvimento de habilidades
que provoca as pessoas a abrirem
a mente e seguirem seus sonhos
através de muita execução. Em dois
anos, a FazINOVA alcançou mais
de 120 mil alunos, entre cursos
online e presenciais. Bel estudou no
renomado Massachusetts Institute
of Technology (MIT), onde se formou
em Engenharia Elétrica, Ciências
da Computação, Administração,
Economia e Matemática. Depois
de formada, morou e trabalhou no
Vale do Silício, região da Califórnia
onde se respira empreendedorismo
e inovação. Foi considerada uma
das “100 pessoas mais influentes do
Brasil”, pela Revista Época, eleita um
dos “30 jovens mais promissores do
Brasil”, pela Revista Forbes, entrou na
lista dos “10 líderes mundiais mais
admirados pelos jovens”, da Cia de
Talentos. Bel também trouxe para o
Brasil, pela primeira vez o Women’s
Initiative Awards, prêmio da Cartier
que avalia projetos de mulheres
empreendedoras de todo o mundo.
Conheça mais em
WWW.BELPESCE.COM.BR

59

Related Interests