You are on page 1of 23

Manual de construção e instalação de

BULK INK
Alimentação Contínua ou Bulk Ink
Os sistemas de alimentação contínua de tinta, também são conhecidos como BULK INK,
funcionam apenas nas impressoras mais recentes da Epson. A construção do sistema
usualmente e feita em impressoras que tenham configuração dos cartuchos em número de
4, separados por cor. Dentre os modelos possíveis de adaptação destacamos as 777, C62,
C63, C65, C80, C82, C83, C80, C85 e CX 5400.
Neste tutorial abordaremos apenas a impressora modelo C63 por ser a mais popular,
podendo também o sistema ser adaptado com facilidade para outros modelos, pois o
funcionamento é baseado no mesmo princípio. No final deste manual mostrarei fotos,
apenas em caráter ilustrativo, da adaptação feita em uma CX5400.
Esta adaptação tem o objetivo de evitar a compra ou reciclagem constante de cartuchos,
que tem uma carga de tinta muito pequena.

Material necessário para construção do bulk ink na


impressora C63

- 4 Metros de mangueiras (variando conforme a máquina) – Uso “Tubo de silicone


hospitalar” ref. 178 (www.ciencor.com.br ou www.rimed.com.br). Só vendem rolos de 15m
que dá para aproximadamente 4 adaptações. Pode ser utilizada também mangueira de
combustível para aeromodelismo com 3,00mm de diâmetro externo e 1,6 mm interno desde
que seja de silicone (também podem ser compradas pela Net em sítes de material para
aeromodelismo, e é mais difícil de encontrar);
- 04 Frascos plásticos transparentes (100 a 200ml cada) ou de polipropileno para serem
usados como Reservatórios externos de tinta (encontrados em lojas que vendem produtos
para perfumaria e velas – ou em casas de embalagem), ou pode improvisar qualquer frasco
como aqueles de refrigerantes Skin (bem baixinhos);
- Cola araldite ou similar epóxi;
- 04 Agulhas para seringa de injeção com diâmetro externo de 1,6 mm e 60mm de
comprimento. Uso agulhas – ref. 1,60x40 em minhas montagens.
- Pelo menos 1 seringa de injeção descartável de 10 ou 20ml para sangramento dos
cartuchos (ideal uma para cada cor)
Preparação dos bicos injetores de tinta (agulhas)

Perfure os cartuchos exatamente nos locais indicados nas figuras a seguir.(É mostrado
dois tipos de cartuchos: o primeiro é da serie 60 e o segundo da série 80. Veja qual é o seu
caso) Para furar, use uma agulha quente, idêntica à que será usada na confecção dos bicos
injetores, tomando cuidado para não penetrar muito fundo e danificar a câmara interna do
cartucho.

Com o auxílio de uma lima ou lixa de unha metálica faça marcações desgastando as
agulhas no local onde será feito o corte da parte que encaixa na seringa (bem próximo do
encaixe da agulha). Com o auxilio de um alicate quebre as agulhas no local marcado com a
lima. Com um alicate de bico redondo, dobre cuidadosamente as agulhas para não obstruir
a cavidade interna conforme figura abaixo.
As agulhas são dobradas na proporção de 1/3 para um lado e 2/3 para o outro, conforme
mostra a figura abaixo. A parte mais longa é a que será inserida no orifício do cartucho.
Para a fixação das agulhas no cartucho utilize um adesivo à base de epóxi. Convém colar
também as mangueirinhas para que não escapem com a pressão, e evitar a entrada de ar no
sistema.
Desmontando as impressoras C63
Para as alterações a seguir não há necessidade de afetar os lances de
garantia da impressora. Nenhum lacre precisará ser rompido e
nenhum parafuso removido .
Apenas removeremos a tampa lateral, com cuidado para não
danificar as travas de encaixe

Etapa 1 : A tampa lateral direita da impressora (olhando de frente) terá de ser removida e
o carrinho de impressão movido para a esquerda (posição de troca de cartuchos)
A lateral que precisa ser removida é apenas a do lado direito (você não precisa
desmontar a impressora, apenas foi feito nas fotos para melhor ilustração). Olhando de
frente para a impressora a tampa a ser removida é a do lado em que as cabeças de
impressão repousam (direito). Para remover esta tampa existem 5 presilhas. Duas na parte
inferior, bem visíveis, mais duas escondidas na parte interna da impressora e uma na parte
traseira. As setas amarelas na foto abaixo indicam as posições das presilhas internas (na
carcaça e na parte interna da tampa), as setas vermelhas indicam as presilhas na parte de
baixo da impressora e a seta azul indica a presilha traseira da máquina.

Para alcançar as presilhas internas, é necessário mover o “carrinho de impressão” para o


outro lado. Para destravar o carrinho você pode usar duas técnicas.
A primeira é ligar a impressora, e quando o carro se mover puxe o cabo de força que o
carro permanecera fora da estação e, portanto, destravado. A segunda é girar com os
dedos a correia pequena localizada à esquerda da maquina (no sentido transversal – vêr
foto abaixo – seta amarela), fazendo girar a engrenagem branca, até uma posição que
soltará a trava do carrinho, e o deixará liberado.
Como Fixar as mangueiras na estrutura da impressora
As mangueiras utilizadas na construção do bulk ink são conhecidas no mercado de
produtos hospitalares pelo nome de “tubo de silicone” e a ideal é a de ref. 178 da
Medicone, que podem ser adquiridas em lojas de materiais cirúrgicos, ou pela internet em
www.ciencor.com.br ou www.rimed.com.br , (A Rimed e a Ciencor vendem apenas em rolos
de 15 m – dá para montar 3 a 4 Bulk Ink’s).
Você poderá ver a referência dos tubos de silicone hospitalar no site www.medicone.com.br
em tubo hospitalar, que é o site do fabricante. Também podemos usar as mangueirinhas de
combustível para aeromodelo das mais finas. Estas mangueiras podem ser adquiridas em
loja de aeromodelos ( www.miniplane.com.br , ou outra qualquer que você conheça ).
A mangueira ideal tem medida externa de 3,00mm e interna de 1,6mm.
Caso não consiga esta medida de mangueira, uma um pouco mais grossa serve, mas você
precisará também de uma agulha com bitola adequada, ou fazer uma redução colando ou
algum outro artifício. Meu primeiro Bulk Ink fiz assim.
O comprimento das mangueiras podem variar conforme o modelo da impressora que
você estiver adaptando. Para isto é importante observar que existem duas posições básicas
do carrinho de impressão quando está em repouso (lado direito) e quando está imprimindo
que alcança o lado oposto ao de repouso (esquerdo).
Considere esta ultima posição, levando em consideração todo o comprimento do leito do
carro de impressão, mais o comprimento necessário para alcançar a parte superior dos
cartuchos, acrescendo-se ainda o comprimento das mangueiras que irá da impressora até
alcançar o fundo do recipiente usado como reservatório externo. Isto representará o
tamanho máximo das mangueiras, não se esquecendo de deixar um pouco de folga para as
mangueiras não trabalharem esticadas e para que haja uma margem de erro que não
prejudique todo o trabalho.
As mangueiras devem ser arranjadas no formato de um cabo flat. Podemos usar para
isto, chapinhas de alumínio fino (Tenho usado fita adesiva silver typer), com medidas de
aproximadamente 3,00 x 1,50cm dobrada. Com as chapinhas faça 3 fixadores como
indicado nos números 1 e 2 em amarelo na figura abaixo (dobrando as extremidades com
auxilio de um alicate de ponta redonda – ver figura e desenho esquemático abaixo) para
que as mangueiras fiquem presas todas juntas como um cabo flat. (Cole os fixadores já
com as mangueiras na chapa da impressora com fita dupla face bem forte ). Veja as figuras
a seguir:
O primeiro fixador (chapinha ou fita adesiva) que iremos prender na impressora, servirá
para fixar as mangueiras na impressora (1). Este fixador (Com adesivo dupla face), ficará
bem em frente ao local onde o carrinho de impressão fica repousado.
O ultimo fixador (3), ficara colado aproximadamente 1cm antes da metade do curso do carro
de impressão. É aconselhável a colocação de um terceiro fixado (2) intermediário. Deve se
cuidar para que a posição dos fixadores não coincida com saliências no leito do carro da
impressora.

É importante que seja executada uma boa fixação, pois a movimentação do carro de
impressão poderá provocar enroscos e travamento caso a mangueira se solte.
Não é recomendável deixar mangueira sobrando próximo a área de movimentação do
carrinho, nem encurtar demais a mangueira.
A parte livre das mangueirinhas deverá também ser conformada como um cabo flat único,
usando-se para tanto (4 chapinhas de alumínio ou fita adesiva silver typer) conforme o
esquema dos fixadores, porém sem fitas dupla face e medindo aproximadamente 3cm x 1
cm (como indicados pelas setas vermelhas na figura abaixo). O inicio das mangueiras,
junto ao carro deve ser fixado na tampa que trava os cartuchos (4 – uso fita crepe) para que
o conjunto não saia do lugar durante o funcionamento, como mostram as figuras abaixo.
Na tampa que foi removida no final do leito metálico do carro, existe uma proteção
transparente que deverá ser removida para dar passagem para as mangueiras, fixando-se
as na carcaça da impressora, como na figura abaixo.
O conjunto de mangueiras passa por baixo do carro de impressão através de uma
reentrância, conforme mostra figura abaixo (seta amarela)

Passe as mangueirinhas pelas aberturas de ventilação existentes no fundo da tampa da


impressora (que foi retirada), ligando-as aos frascos de reservatório externo, conforme
figuras acima.
As mangueiras devem praticamente alcançar o fundo do reservatório externo de tinta,
ficando apenas alguns milímetros elevadas.
Os reservatórios externos de tinta devem ser feitos com frascos plásticos transparentes
(podem ser aqueles de refrigerante bem baixinho – da skin) e serão furados na tampa (2
furos) para passagem das mangueiras que sugarão as tintas para o cartucho, e um para
ventilação (veja no detalhe das fotos acima). Abaixo os aspectos da adaptação finalizada,
com visão interna da impressora, com detalhe para o posicionamento final das mangueiras.

Antes de encher os reservatórios externos confira a instalação das mangueiras, caso esteja
tudo correto já é possível fechar a impressora e preparar o abastecimento dos cartuchos.
Para se fazer o abastecimento, as mangueiras já devem estar ligadas aos cartuchos pelos
bicos de admissão feitos com as agulhas de seringa, A movimentação do carro já deverá
estar testada e livre de enrosco.
Ao conectar os tubos de tinta em seus respectivos cartuchos devemos faze-lo com muita
atenção para não trocar as cores.
O ideal é marcar as cores nos tubos antes da montagem.

O Abastecimento e Sangramento dos cartuchos


Encha os reservatórios esternos de tinta no máximo. Com todo as mangueiras conectadas
e os reservatórios de tinta carregados, procederemos agora o SANGRAMENTO dos
cartuchos, com a ajuda de seringas descartáveis de 20ml sem agulha.
É aconselhável usar luva descartável, porque a mancha de tinta na mão é difícil de sair.
O sangramento é necessário para eliminar todo resíduo de tinta original dos cartuchos e o
ar existente nas mangueiras e nos cartuchos.
Para este procedimento conecte o bico de uma seringa de 20ml sem agulha na entrada do
cartucho.
Vire o cartucho com a saída de tinta voltada para cima, e comece a sugar até chegar tinta na
seringa.
Caso os cartuchos estejam cheios retire aproximadamente 15ml de tinta e descarte. Não é
recomendável que a tinta original se misture com a tinta de reposição porque poderá
ocorrer alguma reação que entupa a cabeça de impressão.
Repita a operação retirando mais uns 20ml de tinta que agora podem ser devolvidos ao
reservatório da cor correspondente. Desse ponto em diante o bocal de saída de tinta deve
ficar voltado para baixo, retirando-se mais uns 10ml de tinta que também podem ser
devolvido ao respectivo reservatório. Repetir este procedimento para cada cartucho,
tomando-se o cuidado de não misturar tinta em reservatório de cor diferente.

Na adaptação, você deve remover toda á tinta original do cartucho e do cabeçote. Para
esvaziar a tinta do Cabeçote use uma seringa com uma mangueira como descrito no
procedimento de desentupimento.
Esse esvaziamento de tinta é necessário para que a tinta original não seja misturada com a
nova tinta e provoque um entupimento na cabeça de impressão.
É importante que o reabastecimento seja feito o mais rápido possível, para evitar
entupimento das cabeças de impressão por causa da secagem dos resíduos da tinta
original.
Não deixe a montagem parada de um dia para o outro. Só inicie quando você tiver em mãos
todo o material, e tiver certeza de ter entendido todo o processo.
É aconselhável que antes de começar você estude todos os procedimentos, e repasse
quantas vezes for necessário até um perfeito entendimento do processo.

Chip dos cartuchos Epson :


Os cartuchos das novas impressoras Epson, têm um chip que armazena o número de vezes
que a cabeça de impressão lançou tinta no papel, como também um contador de tinta
interno que precisa ser ressetado quando a impressora executar um determinado número
de impressões.
Quando essa contagem chega a um determinado número a impressora se recusa a
imprimir, alegando a falta da tinta.
Com o BULK INK isso passa a ser um problema para o usuário. Já que o CHIP vai fazer a
contagem e chegar até o número de parada, porém ainda vai existir mais tinta nos
cartuchos.A saída para este problema é utilizar um reseter. Um pequeno dispositivo
que reprograma o chip dos cartuchos.
O resseter não vem junto com o Kit, e é vendido separado com um custo entre R$ 50,00 a
R$ 70,00.
Existe ainda um programa de origem russa chamado SSC Service Utility, que evita o uso
frequente do reseter, através da resetagem via software do chip do cartucho que você está
recebendo junto com este manual.
O SSC que é gratuito, na versão 3.71, traz também recursos para a resetagem do contador
de nível de tinta interno (esponja) da impressora (quando todos LEDS piscam
simultaneamente). É bom que você tenha também o reseter manual, porém o ideal é usar o
programa de SSC de reseter, evitando a retirada sos cartuchos, porque sempre que você
retirar o cartucho deve sangrar com o bocal virado para baixo, retirando uns 10ml de tinta
que pode ser recolocado no reservatório.
Fazendo isto você garante que não haverá ar no cartucho, que poderá provocar
entupimento da cabeça de impressão. Mais adiante neste manual, anexamos um tutorial de
uso do programa SSC.
Tipo de tinta utilizado
É de conhecimento público que as impressoras Epson entopem as cabeças de impressão
com muita facilidade.
Esse entupimento ocorre devido as cabeças ficarem em contato direto com o ar, mas
ligando a impressora no máximo de três em três dias você reduz esse entupimento em
100%. Só que isso é válido apenas pra quem usa tinta de boa qualidade. O bulk ink só
funcionará perfeitamente se você utilizar tinta boa. Eu recomendo a utilização de tinta de
fornecedores confiáveis e conhecidos no mercado, especiais para impressora Epson, e de
preferência as corantes que são menos suscetiveis a entupimentos.
Se você seguiu todas as instruções até aqui, sua máquina estará pronta para fazer a
primeira impressão, e economizar muito com a compra de cartuchos.
ABERTA. PELO MÉTODO AQUI ABORDADO AS MANGUEIRAS PASSAM EM UM
ESPAÇO LIVRE SOB O CARRINHO DE IMPRESSÃO, ISSO PERMITE QUE A
IMPRESSORA TRABALHE COM A TAMPA FECHADA. PODE-SE FAZER TAMBÉM A
ADAPTAÇÃO COM AS MANGUEIRAS PASSANDO POR FORA DA IMPRESSORA, MAS
ELA TERA QUE TRABALHAR COM A TAMPA ABERTA, USE A SUA IMAGINAÇÃO. OS
RESERVATÓRIOS DE TINTA EXTERNOS PODEM FICAR SOLTOS (SEM SUPORTE),
MAS VOCÊ PODE USAR A CRIATIVIDADE E IMPROVISAR UM SUPORTE, OU USAR
APENAS UMA CAIXINHA PARA OS RESERVATÓRIOS FICAREM JUNTOS OU AINDA
EMENDA-LOS UMA AO OUTRO COM VOLTAS DE FITA ADESIVA. A SEGUIR FOTOS
DO BULK INK PRONTO. NÃO FOSSE PELOS RESERVATÓRIOS EXTERNOS NEM SE
NOTARIA QUE A IMPRESSORA ESTÁ ADAPTADA, PORQUE A IMPRESSORA NÃO
PRECISARÁ TRABALHAR

11
Fotos de Uma SX 5400 adaptada
Á seguir foto de uma impressora adaptada com um kit adquirido da Ferrgini
design.
Trata-se de uma impressora Epson CX5400. As fotos são meramente
ilustrativas com o objetivo de fornecer mais subsídios para transformação de
outros modelos. Note que neste modelo até os reservatórios podem ser
internos.
Nesta adaptação, a carenagem interna da impressora é retirada e em
seu lugar é colocada uma chapa de alumínio que suporta os
reservatórios e serve de fixação para as manqueiras.
Entretanto os reservatórios podem ser externos sem a necessidade
de usar a chapa de alumínio.
Lembre-se: este modelo é apresentado apenas como ilustração.
COMO UTILIZAR O PROGRAMA SSC PARA RESSETAR OS
CARTUCHOS E O CONTADOR DA IMPRESSORA
Este tutorial tem por finalidade mostrar como configurar o programa SSC
(Programa=http://rapidshare.com/files/32063904/sscserve.exe)
(Outro Tutorial= http://rapidshare.com/files/32064973/supertutssc380.doc) e
usá-lo em conjunto com o Bulk Ink, para "congelar o nível de tinta" (INK
FREEZER) nos chips dos cartuchos das impressoras Epson e também
ressetar os contadores de nível de tinta da esponja da impressora.
Após a instalação do SSC, execute o programa e clique na aba Configuration.

1) Selecione impressora Epson instalada e seu modelo.

2) Deixe marcada as caixas Do not load Epson status agent service at startup
(XP) e Start utility at Windows startup
3) Feche o SSC, clicando no X no canto superior da caixa.
Após a instalação do SSC, aparecerá o ícone do programa na forma de uma
pequena impressora, a direita da barra de tarefas, na área de notificações,
indicando que o programa está ativo.
1) Clique com o botão direito do mouse no ícone do SSC que está na barra de
tarefas do Windows no canto inferior a direita.
2) Selecione Ink freezer e Automatic freezer.

Nos casos dos modelos de impressoras mais novas como C42 / C43 /
C62 / C63 / C82 / C83 e outras: Você deve também fazer o procedimento
visualizado na FIGURA abaixo: Reset Counters e Reset all counters.
Diariamente, após ligar e antes de desligar a impressora, mesmo que os níveis
de tinta dos cartuchos estejam cheios. Execute também este procedimento
antes que o nível de tinta “zere” no cartucho, principalmente quando fizer
impressões muito grandes.

Os procedimentos abaixo deverão ser usados somente uma vez e para os


casos dos modelos mais antigos 680 / 777 / C60 / C80:
1) Clique com o botão direito do mouse no ícone do SSC que está na tela
principal do Windows no canto inferior a direita. Aparecerá a FIGURA abaixo.
2) Selecione Extra e Disable/enable CSIC. (FIGURA 6)
Após o uso do procedimento acima aparecerá a mensagem CSIC Disabled.
1) Não deixe o nível de tinta do seu cartucho chegar a vazio. Quando a impressora informar
que o nível de tinta do cartucho está baixo (EXCLAMAÇÃO NO CARTUCHO), execute o
procedimento da figura abaixo.

2) Caso apareça a mensagem Printer off ou Communication error, verifique se a impressor


está ligada ou se os cabos estão conectados corretamente ou elimine todas as impressoras
ligadas no computador e instale inicialmente somente a necessária para estes
procedimentos.
3) O SSC funcionará no Windows OSR2/98/ME/2K/XP nas portas USB/LPT.
4) Não inicialize o SSC com cartuchos vazios, pois pode ocorrer o seguinte erro:
"Communication error !". Você provavelmente não conseguirá resetar os cartuchos.
5) O SSC é ideal para funcionar com o Sistema Automático de Recarga de Tinta para Epson
- BULK INK, o CHIP do seu cartucho terá vida útil prolongada, pois com o SSC não há
necessidade de constantes retiradas dos cartuchos da impressora para fazer o "RESET".
(válido para impressoras Epson mais antigas)
6) No caso das impressoras Epson mais novas como C42/C43/C62/C63/C82/C83 e outras,
quando o CHIP do cartucho indicar que o nível de tinta está vazio (0%), o CHIP somente
voltará para 100% de tinta quando ressetá-lo com o Aparelho Reprogramador de CHIP
Epson, que você poderá adquirir na Internet.
No caso das impressoras Epson mais novas como C42/C43/C62/C63/C82/C83 e outras para
impressões muito longas, aconselhamos o uso do Store counters values antes da
impressão.
Este procedimento irá gravar o nível de tinta atual nos cartuchos. Não se esqueça de
executar este procedimento antes de desligar a impressora.

Quando os cartuchos estiverem com nível baixo, pare a impressão e clique Restore values.
Este procedimento restaurará o nível de tinta gravado aos cartuchos, ressetando assim o
nível de tinta.

COMO RESETAR O CONTADOR DE TINTA INTERNO DAS


ESPONJAS DAS IMPRESSORAS EPSON
Nas impressoras novas da Epson (C63/C83/R200) os absorventes internos (depósito de
feltro dentro da impressora que absorve as tintas que são jogadas fora toda vez que se faz
uma limpeza de cabeça da impressora) se enchem muito rapidamente. Isto ocorre tanto
quando se usa cartuchos originais quanto compatíveis e também com o Sistema Bulk Ink.
Quando isso ocorre a impressora passa a piscar simultaneamente os dois LED’s vermelhos
e não funciona mais. Enquanto a impressora estiver na Garantia, a Assistência Técnica
troca o absorvente e reseta os contadores destes absorventes.
Após a GARANTIA, as Assistências Técnicas cobram em média R$70,00 para a trocar o
feltro e resetar a impressora. Com um pouco de habilidade você mesmo pode retirar o feltro
e lavá-lo deixando-o secar à sombra para não deformar. Em seguida recoloca-se o feltro
monta-se a impressora e faz-se o reset dos contadores internos da impressora da seguinte
maneira: Clique com o botão direito no ícone do SSC Service Utility na barra, escolha
PROTECTION COUNTER e em seguida RESET PROTECTION COUNTER. Isto resetará os
contadores internos da impressora e a mesma voltará a funcionar.

Você poderá evitar que a impressora trave, com os seguintes comando: PROTECTION
COUNTER e em seguida CLEAR COUNTER OVERFLOW

Mas não deve deixar de limpar o feltro da impressora, porque não há comando que evite
que a tinta em excesso vaze fazendo uma grande sujeira.
COMO DESENTUPIR CAPEÇA DE IMPRESSÃO

É muito fácil encontrar produtos destinados a desobstruir a cabeça de impressão dos


modelos EPSON, a maioria á base de solventes. Neste tópico iremos demonstrar como
ocorre o processo de desentupimento utilizando produtos facilmente encontrados. O
liquido de limpeza pode ser encontrado nas casas especializadas em suprimentos para
recicladores. Você irá precisar apenas de uma seringa comum e uma mangueira que
encaixe com firmeza nos bicos da cabeça de impressão. Pode ser utilizado partes da
mangueira da bomba de um impressora (sucata), mangueira de bomba de aquário,
mangueira cristal bem fina, ou um pedaço de mangueira de soro. Nas ilustrações abaixo
você observará os detalhes deste procedimento. Não será necessário desmontar a cabeça
da impressora. Em nosso exemplo ela foi desmontada apenas para facilitar a visualização.
fique atento para o fato de que durante este procedimento ocorrerão vazamentos de gotas
de tintas e do liquido de limpeza, sendo conveniente colocar algumas folhas de papel
absorvente por baixo da cabeça de impressão.

Observe o conjunto dos 4 pinos. Os 3 primeiros correspondentes a cabeça de impressão


colorida e o ultimo à direita da cabeça de cor preta. São em cima destes bicos que
efetuaremos o processo de limpeza.
Acima, embora não seja visível na foto, existem minúsculos orifícios na parte superior. No
modelo C20 por exemplo, os bicos coloridos possuem 8 furos, ao passo que o bico
correspondente a cabeça da cor preta possui 15 furos. E é nestes pequenos orifícios, que
ocorrem a maior parte das obstruções causadas pelo ressecamento de tinta. Devemos
inicialmente pingar algumas gotas do liquido de desentupimento no topo de cada um dos 4
pinos.
No modelo C20 por exemplo, os bicos coloridos possuem 8 furos, ao passo que o bico
correspondente a cabeça da cor preta possui 15 furos.
E é nestes pequenos orifícios, que ocorrem a maior parte das obstruções causadas pelo
ressecamento de tinta. Devemos inicialmente pingar algumas gotas do fluido de
desentupimento no topo de cada um dos 4 pinos.
Em seguida, limpamos a seringa e a mangueira ou utilizamos um segundo conjunto e
injetamos ar nos 4 pinos. Após este processo, os cartuchos deverão ser recolocados e se
efetua a limpeza dos mesmos através do software de limpeza da impressora. Repita pelo
menos umas 3 vezes. Na figura abaixo observa-se que abaixo de cada pino existe uma tela
de filtro, onde podem ocorrer obstruções. Estes pinos não podem ser retirados, mas o uso
de um bom líquido de limpeza pode limpar esta tela de proteção através do processo visto
neste tópico.

• As marcas citadas neste manual são apenas para fins didáticos, sendo as
mesmas de propriedade de seus fabricantes, que não tem nenhuma
responsabilidade ou vínculo com este trabalho.
• Obs: Este turorial foi criado á partir de pesquisa na internet e após executado
os procedimentos para que eu pudesse obter a garantia de funcionabilidade e a
certeza de que seria viável a adaptação do sistema.
• Posso garantir: Que você talvez encontre dificuldade no primeiro que for
adaptar mas no segundo já notará que é rápido a adaptação, Tenho feito em média
de 03 á 04 adaptação por semana.
• Desejo que todos adiquirintes do apostilado: Tenham muito êxito na
adaptação e venham faturar ou economizar muito dinheiro com o material.
• Fotos de outros modelos prontos.

• Fornecedor de matérias:
• José Carlos fone: 11-4127.9777 ou 11-4127.7358 S B. do
Campo no Mercado Livre o nick é: JOSCAR.
• Todo material para montagem do bulk-ink ele dispõe, mangueiras,
reservatórios e até tinta.

DICAS PARA ADAPTAÇÃO DO BULKINK NA HP


Para este sistema ainda não disponho de fotos, mais basta seguir as dicas
abaixo nos mínimos critérios que terá seu bulkink na HP.

Primeiro – Vá a uma loja de materiais hospitalares e compre 04 sonda nº 06 e


04 agulhas da medida 1,60 x 0,40 (Importante o material tem que ser nas
medidas descritas acima).
Com o material em mãos faça o seguinte encha os dois cartuchos com as
respectivas cores e medidas de tinta, (preto 13ml, colorido 3,5ml cada cor).

Segundo – Feito o primeiro passo, pegue a agulha corte com uma serrinha
1cm antes da parte plástica da mesma, corte a ponta da sonda que não tem
furo para que seja adaptada a agulha na sonda, introduza a agulha 1,5cm
para dentro da sonda (tomando cuidado para que fique uma ponta da agulha
para fora da sonda).
Terceiro – Apos feito os passos anteriores, introduza cada uma das sondas
com agulhas nos respectivos furos dos cartuchos, lembrando que a parte de
plástico da sonda deve entrar no cartucho e encostar na esponja dos
cartuchos fazendo com que a pequena ponta da agulha entre nas esponjas.

Quarto – Apos feito todos os passos anteriores, você verá que sobrará uma
parte da agulha dentro da sonda para fora do cartucho, pegue esta parte da
agulha e entorte-a fazendo com que tome a forma de “L”.

Quinto – Depois de todos processos anteriores feitos, você deverá pegar


cola ARALDITE e espalhar uma vasta camada sobre os labirintos do
cartucho (parte superior do cartucho) fazendo com que fique colado a sonda
e ao mesmo tempo selando o cartucho para que não entre ar (esta parte
deve ser feita com muito cuidado pois se houver entrada de ar no cartucho
com certeza ele não puxará a tinta do reservatório).

Agora basta esperar secar por 24hs a cola e após colocar cada mangueira
nos respectivos reservatórios (tomar cuidado para não inverter as cores).

Obs: Os reservatórios devem ficar no mesmo nível da impressora (Ou seja,


impressora no chão, reservatórios também no chão) e as mangueiras não
podem encostar-se ao fundo dos reservatórios.
Procure achar uma melhor forma para prender as mangueiras na impressora
(Eu tenho feito com a tampa da impressora aberta, prendendo as mangueiras
na tampa).

Pronto feito estes passos sua Impressora Hp estará adaptada com o sistema
de alimentação continua.

vanlidia@yahoo.com.br