Nunca Desista Dos Seus Sonhos

(Augusto Cury) NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS A capacidade de sonhar sempre foi o grande segredo daqueles que mudaram o mundo. Os sonhos alimentam a alma e dão asas a inteligência. É no solo fértil da memória onde semeamos os sonhos que farão grande diferença em nossa existência. Os sonhadores mudaram a história da humanidade. Eles fizeram da derrota, o pódio para a vitória; das críticas, o palco, de onde receberam os aplausos. O Mestre dos mestres foi o mais ousado dos sonhadores. Ele fez de homens simples e iletrados, arquitetos da vida. A estes, vendeu o sonho de um reino justo, em um mundo de injustiça, de liberdade em uma terra de escravidão, de vida eterna em um território onde imperava a morte, de felicidade em um país onde reinava o ódio. Jesus Cristo tirou aqueles homens da platéia e os introduzir no palco da vida. Fez deles autores de sua própria história. Ao encantá-los com suas palavras e surpreendê-los com suas atitudes, ele tocou o inconsciente dos seus discípulos, reeditou novas janelas em sua memória e abalou os fundamentos da psicologia. Abraham Lincoln superou os seus fracassos porque exerceu o direito de sonhar. Enquanto falia nos negócios, e consecutivamente era derrotado na política, soube mais do que ninguém exercer a liderança do ?eu?. Estava convicto de que contra traumas e frustrações que a vida nos impõe, o melhor remédio, é uma alma controlada por um grande sonho. Embora o décimo sexto presidente dos EUA tenha tido mais derrotas do que vitórias em sua vida pública, do ponto de vista da psicologia foi o grande vencedor em todas as disputas. Ele venceu o preconceito com criatividade, as suas inseguranças com motivação, os seus medos com ousadia. Mas acima de tudo, foi sempre consciente que o destino é uma questão de escolha, não uma fatalidade, por isso, optou por continuar sonhando. A discriminação, o preconceito, o racismo e a indiferença, foram porções que coube a outro sonhador: Mart in Luther King. No entanto ele teve a capacidade de criticar a violência exercida contra os negros do seu país. E assim, reeditou sobre os traumas arquivados em sua memória, os sonhos que mudaria as gerações subseqüentes. O autor da teoria da Inteligência Multifocal foi sem dúvida um sonhador. E como todos os outros, encontrou muitos desafios pelo cominho. Depois de 19 anos escrevendo sobre o processo como os pensamentos são construídos viu sua tese ser rejeitada por muitos e incompreendidas até mesmo por especialistas ligados às ciências humanas. Não obstante a isto, Augusto Cury não se deixou vencer. Resolveu provar suas teses a luz de um personagem histórico. Escreveu uma coleção onde analisa a inteligência de Cristo. Foi incrível, com este ato ele democratizou a ciência, popularizou suas teses e surpreendeu o mundo ao entrar em uma área, até então, completamente dominada pela teologia. Se pensar é o destino do ser humano, continuar sonhando é o seu grande desafio. E isto, é lógico, implica em trajetóri as com riscos, em vitórias, com muitas lutas, e não poucos obstáculos pelo caminho. Apesar de tudo, seja ousado. Liberte sua criatividade. E NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS, pois eles transformarão sua vida em uma grande aventura. COMENTÁRIO ? Augusto Cury é hoje o escritor que mais vende no Brasil. Tem os seus livros publicados em mais de 40 países. A presente obra é de uma riqueza inigualável onde ele analisa a vida de personagens históricos e faz comentários aplicando a teoria da Inteligência Multifocal às diversas situações. É apaixonante ler Augusto Cury. BIBLIOGRAFIA CURY, Augusto Jorge ? Nunca desista dos seus Sonhos. Rio de Janeiro: Sextante, 2004, 154p. ? (Titulo: 1. Motivação (Psicologia); 2. Auto -realização; 3. Autopercepção.)

RESUMO- Nunca desista de seus sonhos
Um livro para as pessoas que sonham, as que não sonham e as que por alguma razão, desistiram de sonhar. Não se trata dos sonhos que temos quando dormimos e sim dos projetos que temos, das metas que traçamos e dos objetivos a serem alcançados. As pessoas bem sucedidas na vida tiveram sonhos e acreditaram neles. É preciso ter

sonhos. Sem sonhos não há conquistas, não há realizações. Sem sonhos não se chega a lugar algum. Mas não adianta sonhar e não lutar para tornar os sonhos realidade, porque sem luta não há vitória. Esse livro fala sobre a importância de ser um sonhador, o autor coloca em destaque um homem que foi um dos maiores sonhadores da humanidade, JESUS, relata ainda que o maior colecionador de derrotas foi ABRAHAM LINCON que lutou muito e conseguiu vencer por seus sonhos. O autor faz uma análise de quatro personagens, sendo três históricos: Jesus Cristo, Abraham Lincoln e Martin Luther King, e o 4º (quarto), ele mesmo. Jesus Cristo. A análise que o autor faz deste personagem não é do ponto de vista religioso, e sim, social. Um líder que tinha um sonho e para realizálo chamou 12 (doze) homens desacreditados -a maioria sem estudo e sem perspectiva de vida -e acreditou neles. No livro ressalta a sua coragem de enfrentar poderosos para defender aquilo que era a sua missão aqui na Terra, levar esperança para os desesperados e aqueles que já não acreditava mais na vida. Os sonhos são como o próprio ar que respiramos, sem sonhos não podemos nem viver. Esse homem chamado Jesus falava de uma vida que seria impossível acreditar se não fosse um sonhador. Ele era um vendedor de sonhos, mas um vendedor diferente fazia tudo somente por amor, os sonhos fazem os tímidos terem golpes de ousadia e os derrotados serem construtores de oportunidade. E mesmo depois de sua morte, aqueles homens seguiram com o propósito do mestre e realizaram seu sonho. Abraão Lincoln. Um homem que colecionou inúmeras derrotas. Tentou o comércio e faliu. Ingressou na política e só colecionou derrotas. Mas ele tinha um sonho e não desistiu. A cada derrota as pessoas pensavam que ele não teria forças para tentar outra eleição, e ele, para espanto de todos, corrigia os erros das campanhas anteriores e começava uma nova campanha confiando que sairia vencedor. Foi assim para: Deputado Estadual, Federal, Senador e Vice para Presidente, onde foi desacreditado pelos membros do partido que não aceitaram que ele fosse vice na chapa por ser um derrotado. Mas não desistiu. Na eleição seguinte se candidatou a Presidente da República dos EUA e venceu, sendo reeleito depois e tornando-se um dos maiores presidentes dos EUA. Martin Luther King. Qual era o sonho deste homem? O de liberdade, igualdade social e fim da discriminação racial. É dele um dos mais belos discursos cujo título é: I have a Dream" (eu tenho

um sonho). Foi perseguido, maltratado. Queimaram sua casa na tentativa de fazê-lo parar. Mas ele não desistiu do sonho. Na sua luta foi vitorioso. Somente a morte o fez parar. Foi assassinado por aqueles que eram contrários ao seu sonho. Augusto Cury. Por fim, o autor conta sua experiência. Tinha o sonho de publicar sua teoria sobre a psicologia moderna. Foi humilhado. A sua teoria foi desprezada por todos, mas ele não desistiu. Depois de muito trabalho, derrotas e frustrações teve seu trabalho reconhecido, e hoje é chamado para dar palestras em renomadas universidades inclusive a que o rejeitou. Os sonhos diurnos trazem saúde para a emoção, equipam o frágil para ser autor de sua história, renovam as forcas do ansioso, animam Os deprimidos, transformam os deprimidos em seres de raro valor e fazem os tímidos terem golpes de ousadia. Você não precisará de sonhos para ser um trabalhador comum, massacrado pela rotina, que faz tudo iguais todos s dias e que vive apenas em função do salário no final do mês. Mas precisará de muitos sonhos para ser um profissional que procura a excelência, amplia os horizontes de sua inteligência, ficam atentas as pequenas mudanças, tem coragem para corrigir rotas, tem capacidade de corrigir erros, tem ousadia para fazer das suas falhas e dos seus desafios um canteiro de oportunidades. Precisará de sonhos para enxergar soluções que ninguém vê, para apostar naquilo que você crê, para encantar seus colegas, para surpreender sua equipe de trabalho. Quem sonha não encontra estradas sem obstáculos, lucidez, sem perturbações, alegrias sem aflição. Mas quem sonha voa mais alto, caminha mais longe. Toda pessoa, da infância ao último estágio da vida, precisa sonhar. Os sonhos não determinam o lugar aonde você vai chegar, mas produzem a forca necessária para arrancá-lo do lugar em que você está. Ninguém é digno do pódio se não usar suas derrotas para alcançá-lo. Ninguém terá prazer no estrelato se desprezar a beleza das coisas simples no anonimato. Sem sonhos os ricos se deprimem, os famosos se entediam, os intelectuais se tornam estéreis, os livres se tornam escravos, os fortes se tornam tímidos. Sem sonho a coragem se dissipa, a inventividade se esgota, o sorriso vira um disfarce e a emoção envelhece. A disciplina sem sonhos produz servos que fazem tudo automaticamente. E os sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas que não transformam os sonhos em realidade. Sonhar é preciso, pois sem sonhos as pedras do caminho se tornam

montanhas, os problemas ficam insuportáveis, as decepções se transformam em golpes fatais e os desafios se transformam em fontes de medo. Sonhar é preciso, pois o sonho alimenta o sono que alimenta a vida. E a vida não teria sentido se não fosse pelo sonho de ser feliz um dia. (Ver Menos)

NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS

Mais Sobre : nunca

desista de seus sonhos+resenha

Os sonhos diurnos trazem saúde para a emocão, equipam o frágil para ser autor de sua história, renovam as forcas do ansioso, animam os deprimidos, transformam os deprimidos em seres de raros valor e fazem os tímidos terem golpes de ousadia. Voce não precisará de sonhos para ser um trabalhador comum, massacrado pela rotina, que faz tudo igual todos s dias e que vive apenas em funcão do salário no final do mês. Mas presisará de muitos sonhos para ser um profissional que procura a excelência, amplia os horizontes de sua inteligência, fica atento as pequenas mudancas, tem coragem para corrigir rotas, tem capacidade de corrigir erros, tem ousadia para fazer das suas falhas e dos seus desafios um canteiro de oportunidades. Precisará de sonhos para enxergar solucões que ninguém vê, para apostar naquilo que você crê, para encantar seus colegas, para surpeender sua equipe de trabalho. Quem sonha não encontra estradas sem obstáculos, lucidez, sem pertubacões, alegrias sem aflicão. Mas quem sonha voa mais alto, caminha mais longe. Toda pessoa , da infância ao último estágio da vida, precisa

sonhar. Os sonhos não determinam o lugar aonde você vai chegar, mas produzem a forca necessária para arrancálo do lugar em que você está. Ninguém é digno do pódio se não usar suas derrotas para alcancá-lo. Ninguém terá prazer no estrelato se desprezar a beleza das coisas simples no anonimato. Sem sonhos os ricos se deprimem, os famosos se entediam, os intelectuais se tornam estéries, os livres se tornam escravos, os fortes se tornam tímidos. Sem sonho a coragem se dissipa, a inventividade se esgota, o sorriso vira um disfarce e a emocão envelhece. A disciplina sem sonhos produz servos que fazem tudo automaticamente. E os sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas que não transformam os sonhos em realidade. Sonhar é preciso pois sem sonhos as pedras do caminho se tornan montanhas, os problemas ficam insuportáveis, as decepcões se transformam em golpes fatais e os desafios se transformam em fontes de medo. Sonhar é preciso pois o sonho alimenta o sono que alimenta a vida . E a vida não teria sentido se não fosse pelo sonho de ser feliz um dia.
Publicado em: julho 12, 2006 Avalie esta Revisão :12345 Classificação : 12345

Nunca desista de seus sonhos
Se você não acreditar naquilo que você é capaz de fazer; quem vai acreditar? Dizer que existe uma idade certa, tempo certo, local certo, não existe. Somente quando você estiver convicto daquilo que deseja e esta convicção fizer parte integrante do processo. Mas quando ocorre este momento? Imagine uma ponte sobre um rio. Você está em uma margem e seu objetivo está na outra. Você pensa, raciocina, acredita que a sua realização está lá. Você atravessa a ponte, abraça o objetivo e não olha para traz. Estoura a sua ponte. Pode ser que tenha até dificuldades, mas se você realmente acredita que pode realizá-lo, não perca tempo: vá e faça. Agora, se você simplesmente não quer ficar nesta margem e não tem um objetivo definido, no momento do estouro, você estará exatamente no meio da ponte. Já viu alguém no meio de uma ponte na hora da explosão...

eu também não. Realmente não é simples. Quando você visualizar o seu objetivo e criar a coragem suficiente em realizá-lo, tenha em mente que para a sua concretização, alguns detalhes deverão estar bem claros na cabeça ou seja, facilidades e dificuldades aparecerão, mas se realmente acredita que pode fazer, os incômodos desaparecerão. É só não se desesperar. Seja no mínimo um pouco paciente. Pois é, as diferenças básicas entre os três momentos são: ESTOURAR A PONTE ANTES DE ATRAVESSÁ-LA Você começou a sonhar... sonhar... sonhar! De repente, sentiuse estimulado a querer ou gozar de algo melhor. Entretanto, dentro de sua avaliação, começa a perceber que fatores que fogem ao seu controle, não permitem que suas habilidades e competências o realize. Pergunto, vale a pena insistir? Para ficar mais tangível, imaginemos que uma pessoa sonhe viver ou visitar a lua, mas as perspectivas do agora não o permitem, adianta ficar sonhando ou traçando este objetivo? Para que você não fique no mundo da lua, meio maluquinho, estoure a sua ponte antes de atravessá-la,

rompa com este objetivo e parta para outros sonhos! ESTOURAR A PONTE NO MOMENTO DE ATRAVESSÁLA Acredito que tenha ficado claro, mas cabe o reforço. O fato de você desejar não ficar numa situação desagradável é válido, entretanto você não saber o que é mais agradável, já não o é! Ou seja, a falta de perspectiva nem explorada em pensamento, não leva a lugar algum. Você tem a obrigação consciencional de criar alternativas melhores. Nos dias de hoje, não podemos nos dar ao luxo de sair sem destino. O nosso futuro não é responsabilidade de outrem, nós é que construímos o nosso futuro. Sem desculpas, pode começar... ESTOURAR A PONTE DEPOIS DE ATRAVESSÁ-LA. No início comentei sobre as pessoas que realizaram o sucesso e outras que não tiveram a mesma sorte. Em primeiro lugar, acredito que temos de definir o que é sucesso. Sou pelas coisas simples, sucesso é gostar do que faz e fazer o que gosta. Tentamos nos moldar em uma cultura de determinados valores, onde o sucesso é medido pela posse de coisas, mas é muito mesquinho você ter e não desfrutar daquilo

que realmente deseja. As pessoas que realizaram a oportunidade de estourar as suas pontes de modo adequado e consistente, não só imaginaram, atravessaram e encontraram os objetivos do outro lado. Os objetivos a serem perseguidos, foram construídos dentro de uma visão clara do que se queria alcançar, em tempo suficiente, de modo adequado, através de fatores pessoais ou impessoais, facilitadores ou não, enfim o grau de comprometimento utilizado para a sua concretização.

A visão sem ação, não passa de um sonho. A ação sem visão é só um passatempo. A visão com ação pode mudar o mundo. NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS
Com mais de um milhão de livros vendidos sobre temas como crescimento pessoal, inteligência e qualidade de vida, o psiquiatra Augusto Cury debruça-se neste livro sobre nossa capacidade de sonhar e o quanto ela é fundamental na realização de nossos projetos de vida. Os sonhos são como uma bússola, indicando os caminhos que seguiremos e as metas que queremos alcançar. São eles que nos impulsionam, nos fortalecem e nos permitem crescer. Se os sonhos são pequenos, nossas possibilidades de sucesso também serão limitadas. Desistir dos sonhos é abrir mão da felicidade porque quem não persegue seus objetivos está condenado a fracassar 100 % das vezes. Analisando a trajetória vitoriosa de grandes sonhadores, como Jesus Cristo, Abraão

Lincoln e Martin Luther King, Cury nos faz repensar nossa vida e nos inspira a não deixar nossos sonhos morrerem.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful