You are on page 1of 16

17 novembro

2015

Ciências Naturais
Jacinta Rosa Moreira | Helena Sant’Ovaia | Vitor Nuno Pinto

Tabagismo
Adição da nicotina
Necessidade imperiosa do consumo
Síndrome de abstinência
Tolerância

COMPOSIÇÃO DE UM CIGARRO

Alguns dos cerca de três mil químicos
componentes do cigarro.

COMPOSIÇÃO DE UM CIGARRO
ACETONA
Removedor
de esmalte

TEREBENTINA
Diluente de tinta
a óleo

FORMOL
Conservante
de cadáveres

SUBSTÂNCIAS
IRRITANTES

METAIS
PESADOS

MONÓXIDO DE
CARBONO

ALCATRÃO
Provoca
cancro

AGROTÓXICOS
SUBSTÂNCIAS
RADIOACTIVAS

AMÓNIA
Desinfectante
para pisos,
azulejos e
casas de
banho

NAFTALINA
Eficiente
como
mata-baratas

FÓSFORO
P4/P6
Usado em
venenos para
ratos

CIGARROS DE BAIXO TEOR DE NICOTINA SÃO MELHORES?
O artifício de diminuir os teores de nicotina, leva o fumador a
aumentar o número de cigarros por dia.
Esta tentativa de redução é um fracasso efetivo.

QUAIS AS PRINCIPAIS DOENÇAS ASSOCIADAS AO FUMO?
CANCRO: O fumo é responsável por 30% das mortes por cancro, e
por 90% dos casos de cancro de pulmão.
DOENÇAS CORONÁRIAS: 25% dos casos de angina e enfarte
decorrem do fumo.

DOENÇAS CEREBROVASCULARES: 25% dos casos de derrames
cerebrais se associam ao fumo.
DOENÇAS PULMONARES OBSTRUTIVAS CRÓNICAS:
85% relacionam-se com o uso do cigarro.

DOENÇAS RESPIRATÓRIAS
O cancro do pulmão está relacionado
com o consumo excessivo de tabaco.

Cancro

O cancro do pulmão é o cancro mais comum em todo o mundo,
com mais de um milhão de novos casos diagnosticados todos os
anos. Em Portugal, é um dos cancros que mais óbitos provoca.

Variação da função respiratória com a idade em
função dos hábitos de tabagismo
(DOPC - doença pulmonar obstrutiva crónica).

DOENÇAS ASSOCIADAS AO FUMO
CÉREBRO

Acidente Vascular Cerebral

BOCA E FARINGE

Cancro

LARINGE E TRAQUEIA

Cancro Inflamação

ESÓFAGO E ESTOMAGO

Cancro e Úlceras

CARAÇÃO

Doenças coronárias, Morte Súbita

PULMÃO

Cancro, Bronquite, Enfisema e DPOC

PÂNCREAS

Cancro

URINÁRIAS

Cancro da Bexiga e Rins

GINECOLÓGICAS

Infertilidade, Aborto, Menopausa precoce,
Cancro Colo do Útero

TESTÍCULOS

Infertilidade e Impotência

ARTÉRIAS PERIFÉRICAS

Arterite

PELE

Rugas e Seca

OSSOS

Osteoporose

O FUMO ATUA NA REPRODUÇÃO?
De forma bastante acentuada.
Inicialmente a taxa de fertilidade é menor nas
mulheres fumantes. No caso da gravidez, pode
ocorrer a possibilidade de parto prematuro,
aborto e menor crescimento do feto.
O uso de 1 a 4 cigarros /dia, já é suficiente
para que estas circunstâncias ocorram.

PAREI DE FUMAR!
NÃO EXISTEM MAIS RISCOS?
Os riscos reduzem em 50 a 70%, muito embora
não de imediato. Os malefícios acarretados
pelo tabagismo levam anos para serem
reduzidos.
Caso a utilização do cigarro não seja
interrompida a tendência natural é de aumento
cada vez maior do efeito nocivo.

O controlo da
expressividade dos
genes é influenciado
por elementos
provenientes do
ambiente

METAPLASIAS SÃO MUDANÇAS REVERSÍVEIS NUM DADO TIPO DE
CÉLULAS QUE SÃO SUBSTITUÍDAS POR CÉLULAS DE OUTRO TIPO.

CÍLIOS NAS VIAS
RESPIRATÓRIAS
NORMAIS
•O TABACO altera a forma das células e estas ficam desprovidas de
cílios;

•Este tipo de tecido resiste mais às agressões produzidas pelo fumo;
•Perdem-se mecanismos de defesa (muco, cílios que ajudam a
eliminar elementos prejudiciais existentes no ar)

Tabagismo
A ESCOLHA É TUA

O
F

U

F

U

U

M

M

A
R

N
Ã

O

A
R