You are on page 1of 1

Antonin Artaud – O Tesouro perdido.

O Tesouro perdido no fundo do mar és tu


(e seria idiota enviar mergulhadores)
Os tesouros no fundo do mar são feitos para sonhar
e não é preciso tocá-los
e isto quer dizer
que ninguém te pode atingir
mas que sem te atingir podemos fazer-nos lua,
extrair o mar, e fitar-te.

O sopro no bordo das estacas como uma máscara


és outra vez tu,
e isto diz da tua eterna virtualidade
no plano daquilo a que chamamos
... este mundo.

Antonin Artaud; 1937 – (tradução livre).