You are on page 1of 20

PROJETO DETALHADO

Faculdade Estácio de Belém – Campus IESAM Gerência e Metodologia de Projeto de Design Prof. Junior Oliveira

III – Projeto Detalhado (Configuracional)

III – Projeto Detalhado (Configuracional)

Projeto Detalhado - Lobach

Solução do Design

Projeto mecânico

Projeto estrutural

Configuração dos detalhes (raios, elementos de manejo, etc.)

Desenvolvimento de modelos

Desenhos técnicos, desenhos de representação

Projeto Detalhado

Detalhamento cnico.

• Execução de desenhos técnicos.

• Especificações em conformidade com a ABNT.

• Iniciar desenhando o conjunto com as principais vistas e cortes. Numerar os sub- conjuntos ou as peças.

• Desenhar as vistas de cada peça numerada, com todas as cotas e especificações.

• Desenho do Prof. Marco Antonio Magalhães Lima

• Execução de protótipo final

• Execução de testes: através da utilização de protótipos, a fim de que seja feita a avaliação do produto.

Avaliação do produto. Registro e comunicação do projeto. Relatório Bibliografia Esboço Modelo reduzido

Projeto Detalhado - Lobach

Solução do Design

Projeto mecânico

Projeto estrutural

Configuração dos detalhes (raios, elementos de manejo, etc.)

Desenvolvimento de modelos

Desenhos técnicos, desenhos de representação

Projeto Detalhado - Munari

Solução do Design

Materiais e Tecnologias

Experimentação

Modelo

Verificação

Estruturas projetuais

Estruturas projetuais Bruno Munari, Das coisas nascem coisas (2000)

Bruno Munari, Das coisas nascem coisas (2000)

• Outra pequena coleta de dados, agora relativo aos materiais e tecnologias disponíveis para realização

Outra pequena coleta de dados, agora relativo aos materiais e tecnologias disponíveis para realização do projeto.

A fase chamada de Materiais e Tecnologias pode, a princípio, parecer uma repetição da fase de coleta de dados, o que não é verdade.

• A coleta de dados pode até mostrar possibilidades, é uma fase de conhecimento das opções inclusive de materiais e tecnologias, mas é somente depois da aplicação da criatividade que se efetivam escolhas definitivas tanto em materiais como em relação as tecnologias mais adequadas aos objetivos do projeto.

Impossível desconsiderar esta etapa.

• Nessa fase se define como será executado o projeto.

• É nesta fase que começamos a "testar" nosso material. É na experimentação que se

• É nesta fase que começamos a "testar" nosso material. É na experimentação que se conseguem solucionar problemas que antes pareciam insolúveis.

• Na experimentação pode-se aplicar um conceito de uma área pouco explorada, como forma de otimizar resultados.

• A fase de experimentação vem, claramente, antes do modelo final de projeto, no sentido de permitir testar os materiais, tecnologias e métodos para melhor atingir objetivos.

• Não visa substituir o que já foi feito, nem tem a pretensão de inovar sempre, mas sim de certificar que as escolhas tenham sido feitas levando-se em conta todas as possibilidades e tenha- se optado pelos mais adequados.

• Não é uma fase imprescindível ao projeto, mas é bastante interessante se fazer experimentações criativas. Pode-se obter resultados além dos esperados com a utilização dita "normal" dos meios e ferramentas.

• Um modelo é algo que sintetiza as idéias em relação a um objetivo.

• Até esta fase, não fizemos nada que se assemelhe a uma "solução" efetiva, mas temos dados suficientes para afirmar que as hipóteses de erros estão bem mais reduzidas.

• Podemos, agora, estabelecer as relações entre os dados recolhidos, agrupar os sub-problemas e efetivar a construção dos esboços para a elaboração do modelo que pretendemos aplicar como solução efetiva ao nosso problema inicial.

• Ao procedermos a redação, montagem do modelo, temos a segurança de estarmos trabalhando com dados testados, de resultados comprovados ou, no mínimo, objetivos efetivamente atingidos.

• Os modelos demonstram as possibilidades reais de uso de materiais, técnicas e metodologias. São, portanto, o resultado de um trabalho consistente de elaboração.

• Passaremos a seguir, para as fases finais: verificação, retificação, correições e, por fim, a SOLUÇÃO, que é a elaboração adequada do material para os objetivos esperados.

• Das experiencias resultam amostras, conclusões, informações que levam a construção de modelos.

• São realizados para demonstrar as possibilidades materiais ou técnicas a serem utilizadas no projeto.

Verificação
Verificação

• A fase de verificação de um projeto se torna necessária pela a necessidade de comprovação de eficiência de um material desenvolvido antes da efetiva aplicação.

• É na verificação que se observam as falhas, caso existam, e se corrigem as mesmas.

• Pode também, haver possibilidade de existência de dois ou mais modelos e é na verificação que se decide por este ou aquele, depois de testados os funcionamentos.

• Apresenta-se o modelo a um certo número de possíveis usuários, e pede-se que dêem seu parecer sobre o ou os modelos apresentados.

• É neste momento também que se "fecham" questões quanto a conteúdos controversos ou a permanência ou não de determinada tecnologia

• É na verificação que se observam as falhas, caso existam, e se corrigem as mesmas.

• Pode também, haver possibilidade de existência de dois ou mais modelos e é na verificação que se decide por este ou aquele, depois de testados os funcionamentos.

• É neste momento também que se "fecham" questões quanto a conteúdos controversos ou a permanência ou não de determinada tecnologia.

Esboço

Esboço

Desenho em Perspectiva

Desenho em Perspectiva
Desenho em Perspectiva

Desenho Artístico

Desenho Artístico

Vista Explodida

Vista Explodida

Desenho Técnico

Desenho Técnico

Modelo Reduzido

Modelo Reduzido

Projeto Detalhado - Baxter

Projeto Configuracional

Inicia-se a geração de mais idéias sobre conceitos escolhidos, explorando as formas possíveis de fabricar o produto, considerando aqui todos os elementos e restrições projetuais existentes.

Nessa etapa é comum detectar alternativas do projeto não consideradas anteriormente ou promover alguma alteração técnica envolvendo materiais e processos de fabricação.

Isso pode levar ao retrocesso no processo, para se verificar as implicações das alterações com relação ao planejamento inicial. Chegando novamente à configuração do produto, é selecionada a melhor alternativa, podendo ser selecionada por técnicas avançadas de seleção, como a Matriz de Seleção.

É realizada uma análise de possíveis falhas ou defeitos, deve ser construído um protótipo e realizam- se testes

Projeto Detalhado - Baxter

Projeto Detalhado

Sendo aprovado, passa-se para o detalhamento, através de:

• Desenhos do produto e seus componentes, e a

• Construção de um protótipo experimental.

• Detalhamento final dos componentes,

• Montagem do produto

• Efetuar testes físicos ou de funcionamento do produto junto aos seus potenciais usuários/consumidores (teste qualitativo).