You are on page 1of 8

Descritivo técnico do projeto

“Retomando os 5S no
laboratório de máquinas”.

CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA

Prof. Carlos Eduardo Poppi

2015

AMPARO - SP

..OBJETIVOS GERAIS....................................................................... 4 4......................BIBLIOGRAFIA...........................2015] ...................................... 6 8............PROCEDIMENTOS E ANÁLISES...........................................................................................INTRODUÇÃO.................................. 6 2 [CURSO TECNICO EM MECANICA .............. ..................6 7....1 ......................ANEXOS.......................................................RESUMO................................................................................................................................................................ 3 3........................................................................................METODOLOGIAS.................................................................................................................................................................................Sumário 1................................................................................................... 4 6CONCLUSÕES....... 4 5................OBJETIVOS INDIVIDUAIS.................. 3 2.......................................................... 4 5........

Também será refeito todo mapa de risco uma vez que o layout atual será modificado e melhorado.Descritivo técnico do projeto de PPG “Retomando os 5S no laboratório de máquinas”. A adequação das NR será parte importante neste projeto uma vez que o atual prédio se encontra com vários pontos irregulares no que se diz respeito a obediências das NR em vigor no ano de 2014.E.T. A retomada dos 5S é primordial uma vez que busca uma organização detalhada dos processos didáticos aplicados neste laboratório. estado de São Paulo. localizada na cidade de Amparo. 3.C.RESUMO O projeto “Retomando os 5S nos laboratórios de Máquinas” será realizado com estudos técnicos de toda planta existente confrontando com as atuais necessidades do curso de mecânica assim como adequando a padronização do plano de curso oficial do Centro Paula Souza conforme Anexo.OBJETIVOS GERAIS 3 [CURSO TECNICO EM MECANICA .2015] . A falta de uma célula do almoxarifado central in loco e a falta de uma “organização de espaços físicos” foram uns dos pontos fracos dos componentes curriculares denominados de processos de fabricação de I à IV nos últimos anos. assim como adequação das NR (Normas Regulamentadoras) vigentes. João Belarmino. fato este que deve ser sanado com urgência por se tratar de uma instituição de ensino técnico onde o exemplo também é uma forma de ensino didático. Este fato e a incompatibilidade com o documento de padronização de nº 26 redigido pelo próprio Centro Paula Souza motivaram um debate sobre a necessidade da criação deste projeto. 2.INTRODUÇÃO A criação deste projeto se deu pela necessidade notória de uma organização e uma distribuição nova para os equipamentos existentes nos laboratórios de máquinas da E. 1.

as mudanças e implantação do 5S é algo que só se fará em prática quando houver uma mudança de conceitos e preceitos de todos. é possível ver a responsabilidades de cada membro para que seja alcançado o sucesso deste projeto uma vez que tratamos de mais de uma atividade e especialidade.METODOLOGIAS 5. 4. assim. onde.OBJETIVOS INDIVIDUAIS O objetivo individual deste projeto se dará pelo empenho dos senhores professores do corpo docente deste estimado e popular curso técnico.PROCEDIMENTOS E ANÁLISES O procedimento terá início pela implantação das etapas de 1 a 5 praticados pelo 5S como mostrado na figura nº 1 e conforme cronograma de trabalho no anexo.Com a realização deste projeto se pretende atender nossa clientela (alunos) com maior eficiência tendo em vista que a ferramenta 5S nos dá uma melhor organização e um melhor controle do mobiliário e ferramental utilizado nas atividades de processos de fabricação de I a IV.2015] . 4 [CURSO TECNICO EM MECANICA . 5.1. Conforme anexo. um ganho de tempo e satisfação. proporcionando.

2015] . responsabilidades e 5 [CURSO TECNICO EM MECANICA . o padrão a ser seguido é a documentação de padronização de laboratórios de nº 26 redigida pelo Centro Paula Souza e adaptadas para a realidade de nosso espaço físico. materiais e ferramentas que realmente sejam utilizados pelo curso. serão definidos prazos. será realizado um debate em reunião devidamente agendada com antecedência sobre o espaço a ser utilizado e de novos espaços a serem criados. Através do resultado da avaliação feita pelo corpo docente. Neste momento.Figura 1 – Etapas dos Sensos 5s A primeira etapa consiste em praticar o Seiri (senso de Utilização) que rege o conceito de deixarem nos ambientes somente máquinas.

que consiste em manter o ambiente dos laboratórios em bom estado de conservação e limpeza. Também consiste em rever os resultados apresentados e implantar atos e conceitos de melhoria continuada. serão realizadas palestras devidamente agendadas com o corpo discente do curso demonstrando toda a melhoria e os resultados alcançados com a implantação dos 5s nos laboratório de máquinas. Define-se. A quarta etapa do projeto consiste em praticar o Seiketsu (Senso de saúde e melhoria contínua). Apesar de neste momento apenas quatro dos cincos sensos estarem efetivamente com resultados alcançados e documentados. bem como novos espaços criados conforme Projeto de padronização de nº 26 redigido pelo Centro Paula Souza. para o bom andamento e desenvolvimento das atividades curriculares. Nesta fase deverá ser implantado um Kanban dos 5S para que se possa monitorar todo o processo didático. montando-se.2015] . mostrando na prática menções teóricas de aprendizado que certamente serão alvo de cobrança no mercado de trabalho. a segunda parte do cronograma de trabalho. mobiliário e layout nos cinco sensos utilizados. conforme demonstrado na figura nº 2 como exemplo de aplicação. o Kanban. a terceira parte do cronograma de trabalho. Neste momento. A terceira etapa consiste em praticar o Seisou (senso de limpeza).serão demarcados todos os equipamentos a serem retirados do espaço físico atual. será realizado um novo debate em reunião devidamente agendada com antecedência. que consiste em medir a satisfação alcançada no corpo docente e discente do curso de mecânica. já com o resultado dos debates anteriores concluídos e com o novo layout realizado e demonstrado em forma de projeto impresso onde se definirá o local e a forma mais adequada para a disposição dos novos quadros expositores de ferramentas e locação de novos espaços para máquinas e mobiliário. a primeira parte do cronograma de trabalho. é uma ferramenta essencial para o bom andamento e pela manutenção dos resultados já alcançados. assim. materiais e ferramentas utilizados. assim. Montando. que rege o conceito de estabelecer um local apropriado para cada máquina. Em seguida. 6 [CURSO TECNICO EM MECANICA . A segunda etapa consiste em praticar o Seiton (Senso de organização). O projeto existente “Escola Limpa” será reforçado neste momento. desse modo.

os 5S terá então que fazer parte de nossos planejamentos de aulas. uma vez que nosso público é transitório e se renova a cada seis meses. as equipes de trabalhos formadas pela equipe docente e discente de segurança do trabalho do curso de mecânica deverão realizar trabalhos de classe desenvolvendo a parte teórica na prática com execução de pesquisas e trabalhos práticos. mesmo não pertencendo à grade curricular do curso. na indústria e até mesmo em suas vidas particulares. NR 15 e NBR 5413.P. Nesta fase se fará valer todo o esforço e trabalho.Exemplo de KanBan dos 5S A quinta etapa consiste em praticar o Shitsuke (senso de autodisciplina). que consiste em manter os resultados já alcançados Neste estágio o grupo de trabalho sentirá uma grande diferença do antes e do depois do projeto “Implantando 5s no laboratório de máquinas” O grupo sentirá a necessidade de continuar realizando os 5S seja na área escolar. o conceito de qualidade Total deverá estar fluente a todo o momento. verificação de condições dos aspectos ergonômicos dentro do laboratório de máquinas no que se diz respeito à parte operacional e aspectos cognitivos dos equipamentos conforme NR 12 e NR17.2015] . adequação e padronização dos E. Com a implantação dos 5s nos laboratórios de máquinas em andamento. verificação e proposta de reparos em quadros elétricos. tais como leituras com luxímetros para adequação da iluminância dos laboratórios conforme NR 12. chaves e acionamentos conforme NR 10 e NBR 5410. realização de mapas de risco conforme NR 05 para o 7 [CURSO TECNICO EM MECANICA . e. Is conforme NR 06.Figura 2 .

com.). posteriormente.br/portal/index.jpg 8 [CURSO TECNICO EM MECANICA . Acesso em 04 de 02 de 2014.novo layout disposto nos trabalhos de adequação e implantação dos 5s. Acesso em 02 de 02 de 2014. Acesso em 02 de 02 de 2014.br/portal/index. Acesso em 07 de 02 de 2014.com. NBR 7195 e NBR 6493.br/files/circ015anexo2-drh-ago-2010.d.php? view=article&catid=36%3Acat-nr10&id=87%3Aart-apostila-nr-10-escolapolitec&format=pdf&option=com_content&Itemid=54 jab consulturia.com.jabconsultoria. NR26. (s. (s.php? view=article&catid=36%3Acat-nr10&id=87%3Aart-apostila-nr-10-escolapolitec&format=pdf&option=com_content&Itemid=54 Centro Paula Souza.d.cpscetec. adequação das sinalizações conforme NR 11. deverá repassar ao grupo de trabalho todas as análises e resultados obtidos na conclusão do projeto.sesmt.). Acesso em 01 de 02 de 2014.com. disponível em PORTAL SESMT: http://www.usp.).BIBLIOGRAFIA (s. NR23.br/padronizacaodelaboratorios/pdfs/pdf_26. disponível em http://www. 7. Acesso em 04 de 02 de 2014.vrea.).). disponível em http://www. Todo esse trabalho será documentado e anexado juntamente com os resultados deste projeto tornando-o um documento oficial dentro do laboratório de máquinas desta unidade de Ensino.sesmt. disponível em http://www. a qual.php? option=com_content&view=category&layout=blog&id=40&Itemid=58 (s.d.pdf (s. Kanban dos 5S.br/portal/index.).sesmt. 6. disponível em padronização de laboratorios: http://www.2015] .CONCLUSÕES A supervisão do cronograma estabelecido se fará pela coordenação do curso.d.pdf (s. NR12.br/wp-content/uploads/2013/02/kanban-dos-5s.d.d. disponível em Universidade de São Paulo: http://www.com.ANEXOS 8.