You are on page 1of 12

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA

INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL E DOS RECURSOS HÍDRICOS
QUÍMICA ANALÍTICA

GEYSEANNE SUELY TEIXEIRA NORONHA
KILBER ALBERTO MARQUES NUNES FILHO
LUAN CASSIO SANTANA OLIVEIRA
NÚBIA CRISTINA DE SOUSA MORAES

RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA:
VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO

BELÉM – 2015

também chamada de fatoração. geralmente é utilizado o processo inverso (onde se tem a solução de concentração exatamente conhecida na bureta e a solução a ser padronizada no erlenmeyer). 5. onde se alcançou o ponto final da titulação. 4. Durante a execução da experiência.QUESTIONÁRIO 1. no caso. Por que se utilizou pequena quantidade de indicador nas titulações? R: Para assegurar que o erro causado pelo indicador não afete o resultado da titulação. 3. no entanto. é feita por comparação com uma outra solução padronizada ou por titulação ou comparação com um padrão primário. R: O indicador (fenolftaleína) foi utilizado à solução para produzir uma alteração física visível. 2. A utilização desse método. R: O procedimento adotado pode ser utilizado. ou seja. ela será usada para análises quantitativas como por exemplo em titulações. se deu devido a viragem da cor incolor para levemente rosa. A padronização. O que significa padronizar uma solução? Em quais situações essa prática é necessária? R: A padronização de uma solução tem por finalidade determinar a concentração real de um soluto em uma solução. garantindo que o ponto final seja o mais próximo possível do ponto de equivalência. Escreva a equação da reação ocorrida no processo R: NaOH + HCl → NaCl + H2O . que no caso foi a mudança de cor de incolor para levemente rosa indicando o ponto final da titulação (próximo ao ponto de equivalência). Conhecer a concentração real é importante quando a solução será utilizada para fins quantitativos. Explique a razão da escolha do indicador utilizado. você introduziu a solução de concentração exatamente conhecida no erlenmeyer e a solução a ser padronizada na bureta. É normal esse procedimento? Explique.

6 = 0. Calcule a “Nv” e o “f” da solução de NaOH que foi padronizada.1 x 100 0.1057 NaOH Obs. Desvio ( )= Vgasto−Vmédio ×100 Vmédio 15. Indique os resultados encontrados na sua experiência (pode ser colocado no quadro constante no roteiro). R: Nbaseteórica x fc x Vbase = NACIDOteorica x fc VACIDO 0.7 % .56 fc = 1.6.6488 fc = 1.6 x 100 15. Calcule também o desvio(%) entre os valores e o erro (%) obtido com respeito a CNaOH.0569 Nv = 0.56fc = 1.6488 1. devido serem encontrados os mesmos volumes gastos.1057−0.1 x 1.6−15.6 Desvio = Desvio = 0 % Erro ( )= Erro = Cexperimental−Cteórica ×100 Cteórica 0.1 x 0.8244 x 20 1.: Os valores da segunda replicata foram exatamente os mesmos.1 x fc x 15.1 Erro = 5.0569 NaOH Nv = Nt x fc Nv = 0.

8. o que está dentro do valor admissível. foi encontrado o valor de 5. resultado obtido através do procedimento adequado não distanciando muito do ponto de equivalência. desvio de até 0. . foi encontrado um desvio de 0%. já a diferença entre as concentrações é o desvio. Na nossa titulação os valores encontrados foram baixos (desvio: 0% e erro: 5. ou seja.1%  O desvio esta associado à precisão dos resultados e o erro a exatidão R: De acordo com os resultados da nossa titulação. Qual a diferença entre ERRO e DESVIO? Os valores para ambos encontrados em sua experiência foram elevados? Por quê? R: A diferença no volume entre o ponto de equivalência e o ponto final é o desvio. o que não é um valor muito elevado. já para o erro.7.7%). Faça um comentário sobre a exatidão dos resultados obtidos sabendo que:  desvio ( )=  erro ( )= Vgasto −Vmédio ×100 Vmédio Cexperimental−Cteórica ×100 Cteórica  Em uma titulação é admissível. provando um nível de exatidão satisfatório à nossa titulação. o que gera resultados mais exatos. a quantidade de volume utilizada na titulação quanto mais próxima dos valores do ponto de equivalência resultará em resultados mais precisos.7%. entre os valores gastos.

Deve ocorrer uma reação simples. Deve haver um indicador que provoque mudanças de propriedades físicas (cor ou formação de precipitado): defina nitidamente o ponto final da titulação. condutividade) da solução no ponto de equivalência. pois permite a escolha do indicador que leva a um menor erro da titulação. VOLUMETRIA DE NEUTRALIZAÇÃO As reações ácido-base podem ser acompanhadas estudando-se as variações na concentração de íons hidrônio (H3O+) durante a titulação.E. que possa ser expressa por uma equação química. A titulação é o processo no qual no qual uma solução padrão ou solução de referência é adicionada a uma solução que contém um soluto (que se deseja analisar).RESUMO TEÓRICO. A substância a ser determinada deverá reagir completamente com o reagente adicionado em proporções estequiométricas. Equilíbrio seja imediatamente estabelecido a cada adição do titulante. . A variação do pH nas vizinhanças do P. temperatura. é de grande importância. necessário para reagir quantitativamente com um soluto (titulado). até que complete a reação. A volumetria é um método baseado na determinação do volume de uma solução de concentração conhecida (titulante). REQUISITOS PARA UMA REAÇÃO QUÍMICA SER USADA COMO BASE DE UM MÉTODO VOLUMÉTRICO. Deve haver a alteração de alguma propriedade física ou química (pH. Deve ser praticamente instantânea ou proceder com grande velocidade.

METODOLOGIA Para iniciar o processo de padronização da solução.1 N. antes dessa aferição foram retiradas bolhas de ar que se formaram dentro da bureta. no erlenmeyer. . sempre o agitando para acelerar a diluição. Bureta. Mediu-se Aproximadamente 50 mL de água destilada com a proveta que foi adicionada no erlenmeyer. procedeu-se a titulação da solução de NaOH que estava na bureta. Solução indicadora de fenolftaleína 1%. Em seguida foram pipetados 20 mL da solução de HCl e colocados em um erlenmeyer de 250 mL.1 N. Logo após a adição de 3 gotas de fenolftaleína no mesmo erlenmeyer.OBJETIVO A aula teve como objetivo determinar a concentração de uma solução de hidróxido de sódio aproximadamente 0. Solução HCl 0.1 N. Erlenmeyer de 250 mL. Os instrumentos e vidrarias. foi feita a rinsagem (ambiente) da bureta utilizada com NaOH. Bécker. Solução de NaOH aproximadamente 0. Água destilada. Pisseta. Todos os procedimentos foram refeitos na segunda replicata. MATERIAIS Para realização do experimento foram utilizados os seguintes materiais: As soluções. Proveta de 50 mL. Após esse procedimento encheu-se a bureta a até a sua capacidade máxima de 50 mL com o hidróxido de sódio e aferir para que não houvesse erros quanto a quantidade da solução. Funil. usando uma solução padronizada de ácido clorídrico. Pipeta volumétrica de 20 mL. gota a gota.

RESULTADOS E DISCUSSÃO Notou-se que após 15.1 fc Hcl 0.1 0. Replicata 1° 2° VNaOH VHCl NHCl gasto (mL) Téorica (mL) 15.0569 0.6 15.1057 Média 0.105 7 . a titulação foi imediatamente interrompida naquele momento.1057 0.0569 1.6 20 20 0. Salienta-se que nas duas replicatas realizadas dos procedimentos acima citados foram obtidos os mesmos resultados e valores.8244 0. Valores esses que foram anotados no final de cada replicata na tabela contida na apostila usada no momento da realização da aula prática.8244 fc NNaOH NaOH verdadeira 1.6 mL de hidróxido de sódio gastos na titulação houve a mudança de incolor para levemente rosa do conteúdo do erlenmeyer.

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA INSTITUTO SOCIOAMBIENTAL E DOS RECURSOS HÍDRICOS QUÍMICA ANÁLITICA GEYSEANNE SUELY TEIXEIRA NORONHA KILBER ALBERTO MARQUES NUNES FILHO LUAN CASSIO SANTANA OLIVEIRA NÚBIA CRISTINA DE SOUSA MORAES RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: DETERMINAÇÃO DA ACIDEZ DE UMA AMOSTRA DE VINAGRE COMERCIAL BELÉM – 2015 .

Funil. 4-PROCEDIMENTOS 1. . 3 Porque se usa a fenolftaleína como indicador? R= Para determinar a acidez do vinagre.1N antes de fazer a titulação. 2-OBJETIVO   Explicar o uso da base padronizada na aula pratica.Pipetar 20 ml da solução diluída de vinagre ( balão volumetrico) e transferir para um erlenmeyer de 200 ml ou 250 ml. Pisseta. 3-MATERIAIS USADOS NA AULA PRATICA           Solução de NaOH 0. por ser um ácido fraco. R= CH3 COOH + OH. 4 Seria possível determinar a acidez do vinagre usando uma base fraca como titulante? R= Não.Completar e aferir o volume do balão volumetrico com agua destilada. e o resultado expresso em percentagem de ácido acético.→ CH3 COO. Erlenmeyer de 250 ml. 3. 2.Diluição da amostra de vinagre: pipetar 10 ml da amostra de vinagre e transferir para um balão volumétrico de 100 ml. Bureta. Bécker. Determinar o teor de ácido acético em vinagre. Pipeta volumétrica de 10 e 20 ml.1-QUESTIONÁRIO 1 Escreva a equação da reação ocorrida no processo.1 padronizada. Balão volumétrico de 100 ml. O eq-g do CH3 – COOH É DE 60g.+ H2O 2 Porque o vinagre foi diluído antes de efetuar a titulação? R= A acidez do vinagre varia de 4 a 6%. Proveta de 50 ml. deve ser determinado por uma reação com uma base forte. Solução indicadora de fenolftaleína 1%. O vinagre é aproximadamente 1N e precisa ser diluído até 0.

1027 x 100 x = 0.1 N padronizado). 1ª replicata: fc x Nt x Vg = m Meq−g 1.1 x 16. para cada experiência (CHAc individual).4.06 m = 0.1 N padronizado.Repetir o procedimento por mais uma vez.0970 g m – 20 ml x – 100 ml 20x = 0.485 g/10 ml de vinagre 0.06 m = 0. Calcular o teor percentual de ácido acético no vinagre analisado (em g de ácido acético/100mL de VINAGRE). 8. 9.485 – 10 ml x – 100 ml x = 4. aproximadamente 30 ml de água destilada medida na proveta. até o aparecimento de coloração levemente rósea. 6.1027 g m – 20 ml x – 100 ml 20x = 0.0970 x 100 x = 0. no erlenmeyer. adicionando gota a gota.0569 x 0.5135 g/10 ml de vinagre .85 g/100 ml de vinagre 2ª replicata: fc x Nt x Vg = m Meq−g 1. 2 gotas do indicador alcoólico fenolftaleína 1%.Anotar o volume gasto da solução titulante (NaOH 0.1 x 15. 7. 5.Adicionar. 5-RESULTADOS 1.Adicionar.0569 x 0. com solução titulante de NaOH 0.3 = m 0. no erlenmeyer.Encher e aferir a bureta com solução de titulante( NaOH 0.2 = m 0.Titular a amostra de vinagre no erlenmeyer.1 N) no quadro.

Calcular o desvio médio através da expressão: 1ª replicata: Desvio (%) = [CHAc individual−CHAc médio] CHAc médio x 100 Desvio = (4.8543 % RESULTADOS OBTIDOS Experimento 1 2 VNaOH (ml) gasto na titulação 15.8 Acidez do vinage(g/100ml) 4.85 5.02854 x 100 = -2.9925 3.0.85-4.854 % 2ª replicata: Desvio (%) = [CHAc individual−CHAc médio] CHAc médio x 100 Desvio = 5.028543 x 100 = 2.9925) x 100 4.5135 – 10 ml x – 100 ml x = 5.9925 x 100 4.3 16.1350 g/100 ml de vinagre 2.2 VNaOH(ml) média 15.9925 Desvio =0.9925 Desvio= -0.1350 .85 5. 4.1350 4.1350 – 4. Calcular o valor médio (CHAc médio).

2011 .REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Apostila de Química Analítica Avançada: Volumetria de Neutralização. Profª Lilian Silva.