You are on page 1of 6

Trabalhos Práticos –

WXP16

M3 – Processamento de Texto

Objectivos: Utilização de ferramentas de formatação, cabeçalhos, rodapés e tabelas
Tempo previsto: 45 min
Nome do documento: TrabalhoWORDXP-16.doc

DESCRIÇÃO DO TRABALHO
1. Crie um novo documento, baseado no modelo Normal, no qual deve digitar o texto
apresentado a seguir, observando as seguintes características:

2. Altere as margens do documento para:
Margem superior

1,5 Cm

Margem inferior

1,5 Cm

Margem esquerda

2,0 Cm

Margem direita

2,0 Cm

3. Modifique os estilos de acordo com a tabela seguinte. O estilo normal aplica-se a todo o texto
excepto aos títulos.
Estilo
NORMAL

Características
Tipo de letra : Arial; tamanho: 10 pts, Itálico
Espaçamento entre linhas de 1,5
Espaçamento entre parágrafos de 2 pts antes e depois

TITULO 1

Tipo de letra: Times New Roman; tamanho 14 pts, estilos Negrito, Itálico, cor
do texto Azul Escuro
Espaçamento entre linhas de 1,5
Numeração: I, II, III

TITULO 2

Tipo de letra: Times New Roman; tamanho 12 pts, estilos Negrito, Itálico, cor
de texto Azul Escuro
Espaçamento entre linhas de 1,5

4.

Os parágrafos que se encontram Capitulados, são definidos com o tipo de letra MonoType
Coarsive, com duas linhas de altura e 0,3 cm de separação do texto.

5.

As colunas de jornal, apresentam-se com a mesma largura e uma linha vertical separadora.

6.

Adicione as figuras de forma a serem apresentadas tal e qual o documento em anexo.

7.

Formate a tabela ao seu gosto, tendo em atenção que esta deve estar centrada em relação ás
margens do documento.

8.

A nota de rodapé dever ficar posicionada na página onde ocorre.

9.

Procure respeitar o mais possível a distribuição e apresentação do texto, observando para o
efeito o texto anexo.

10. No final do texto, e com base nos dados da tabela adicione um gráfico de barras, que compare
as freguesias de Rio Tinto e Gondomar, para os anos de 1981 e 1991.
11. Adicione um cabeçalho e rodapé ao seu critério. No entanto no rodapé deve ser apresentado
número da página e número total de páginas.
© 2006 rscm –M3-TrabalhoWordXP-16.doc

1

Grave frequentemente o documento com o nome indicado.doc 2 . insira o Índice automático. ficando ao seu critério a formatação mais adequada. baseando-se nos estilos predefinidos Titulo 1 a Titulo 2 13. © 2006 rscm –M3-TrabalhoWordXP-16. No final do documento.M3 – Processamento de Texto Trabalhos Práticos – WXP16 12. 14. que deve funcionar como capa do trabalho e na qual deve colocar o titulo “Estudo de Mercado”. Adicione uma página no inicio do documento. sobre a forma de um objecto do WordArt.

II. como a diminuição das áreas das lojas com a criação de centros comerciais (Pão de Açúcar e A. É a partir de 1979 que se assiste novamente à abertura de lojas. as lojas Discount (MINIPREÇO) e os produtos brancos (Pão de Açúcar). FORMULAÇÃO DE OBJECTIVOS GERAIS O Supermercado MODELO de Rio Tinto inaugurado em Julho de 1991. Em 1974 já existiam quatro grupos distintos e bem implantados em Portugal: Pão de Açúcar. sem sem higiene os produtos "Cash and Carry" e a melhorar a amontoados exposição dos seus produtos com o preocupação na sua exposição" objectivo situação característica do início dos de transformar a sem qualquer mercearia em mini livre-serviços mas com anos 50 tinha ficado definitivamente para um contacto personalizado com o cliente trás.C. Santos). em Outubro de 1991. A intervenção do estado directamente ou por meio da banca nacionalizada vai desaparecendo e novas formas são tentadas. MINIPREÇO em Gondomar em Março de 1992 e PINGO DOCE em Valongo Pág : 3 / 6 . vê-se confrontado com a abertura do hipermercado JUMBO na Maia.Estudo de Mercado I.C. alimentar começaram a (mercearias) abastecer-se nos tudo encontrando-se à colher. retalho embalagem. A. visto que o pequeno avulso. o Pingo Doce é criado nesse ano e o Inô em 80. A acalmia pós 25 de Abril serviu de facto para que o retalho através de cooperativas (33 com 4500 associados e 8% das vendas do Mercado) ou da boa colaboração com os grossistas "Cash and Carry" tivesse tempo de se organizar e adquirir uma melhor imagem junto do consumidor final.Santos e Expresso. Modelo. A actualização de grossistas e retalhistas tradicionais com o aperfeiçoamento de sistemas mistos de "Cash and Carry" e entrega no retalho e melhoria da apresentação das lojas permitiu que até ao momento o pequeno "comércio de proximidade" (de bairro) tenha resistido bem à reanimação dos grupos de livre-serviço. INTRODUÇÃO N os fins da década de 60 e primeiros anos da década de 70 caracterizaram-se pela abertura de diversos supermercados. A instabilidade política.A época da "pequena mercearia escura foi com uma confusão de cheiros de produtos bem aproveitado pelo comércio tradicional. O período que se seguiu ao 25 de Abril . económica e a intervenção do estado provocou uma situação de grandes dificuldades financeiras e económicas a todos estes grupos que numa época de inflação serviram de arma de contenção dos preços.

a rentabilidade dos capitais investidos não poderá ser inferior a 12%. distribuidores e fabricantes. através do sistema interbancário "Multibanco".S. resultando daqui um importante passo para a segmentação da clientela. cartões de crédito e a teledistribuição. A utilização do código de barras em Portugal já se realiza com códigos próprios como é o caso dos grossistas "Alipor" e "Grula" para as caixas de produtos. A instalação de P. a possibilidade de obter um talão de caixa com os produtos diferenciados podendo desta forma controlar os erros de registo. No que se refere à possibilidade de pagamento através de cartões esta opção já se encontra bem implantada em Portugal. "scanner". 1.O. Estas novas tecnologias são o código de barras. A utilização do código de barras em Portugal já se realiza com códigos próprios como é o caso dos grossistas "Alipor" e "Grula" para as caixas de produtos. Segundo especialistas é necessário que 70% dos produtos estejam codificados para rentabilizar a sua utilização nos livre-serviços.terminais de venda) equipados com leitores ópticos (scanners) irá beneficiar consumidores. Para os distribuidores a vantagem está ao nível da gestão de stocks.Estudo de Mercado em Agosto de 1992. Para os fabricantes as vantagens encontram-se na numeração uniforme dos produtos. (point of sales . através do sistema interbancário "Multibanco". Os consumidores terão como vantagem a diminuição do tempo de espera na caixa. Pág : 4 / 6 . iliminação do processo de etiquetagem e da diminuição do tempo de registo nas caixas. No que se refere à possibilidade de pagamento através de cartões esta opção já se encontra bem implantada em Portugal. na maior facilidade nas exportações e no conhecimento do produto. Os distribuidores não discriminam este serviço pois têm noção do seu valor mas também não se sentem muito satisfeitos devido às elevadas comissões cobradas sobre as compras feitas com a utilização deste cartão. O cartão privativo é um cartão com as suas vantagens pois permite a obtenção de informações sobre os clientes e as compras realizadas. O AMBIENTE TECNOLÓGICO Hoje em dia a introdução de Novas Tecnologias vai possibilitar o acesso a uma informação abundante que ao ser tratada permite melhorar a rentabilidade do ponto de venda. Perante tal situação e analisando o mercado na sua globalidade.

valor preocupante para os dias que correm. Analisando o quadro nº 1. desperdício rentabilidade. O valor mais significativo é o respeitante ao ensino básico 95. 964 pessoas com 10 ou mais anos. em relação ao nível de ensino atingido. Podemos concluir que de facto. 2. Pagina 1 de 1 . SOCIAL Gondomar é um concelho. O cartão privativo é um cartão com as suas vantagens pois permite a obtenção de informações sobre os clientes e as compras realizadas. O nível de analfabetização incide sobre os 9. a evolução demográfica teve um crescimento positivo no período de 1981 . note-se a abertura só este ano de uma biblioteca municipal.105 pessoas. Em relação à teledistribuição é também uma das tecnologias que de certo irá revolucionar o mercado visto que para o consumidor o simples facto de não ter de se deslocar do seu domicílio para fazer as compras constitui só por si uma grande vantagem. No que se refere à demografia. altura em que diminui a população residente. que segundo dados fornecidos pelo INE (CENSUS 91) tem um total de população residente de 143. DEMOGRÁFICO. Gondomar é um concelho que do ponto de vista sóciocultural ainda está muito aquém das expectativas desejadas. Como zona dormitório da grande cidade do Porto. verificamos que a freguesia do concelho de Gondomar com maior densidade populacional é Rio Tinto. Do ponto de vista de infraestruturas básicas Gondomar apresenta um total de 4. espelhando bem o interesse do ponto de vista cultural de todo o concelho. Gondomar é predominantemente rural visto que. temos que.1989. Depois que desta julgamos abordagem mais importantes e revolucionários para o bom funcionamento deste tipo de empreendimento estamos cientes e optimistas de que a este nível as empresas conseguiram atingir os seus objectivos a satisfação dos seus consumidores e a de tempo aumentando a sua própria mais minimização de ser os tecnológica sobre os equipamentos pertinentes. resultando daqui um importante passo para a segmentação da clientela. luz e esgotos. AMBIENTE CULTURAL. as áreas agrícolas ainda predominam por todo o seu concelho.178 indivíduos.443 residências sem água. embora se verifique uma diminuição a partir do ano de 1989.Estudo de Mercado Os distribuidores não discriminam este serviço pois têm noção do seu valor mas também não se sentem muito satisfeitos devido às elevadas comissões cobradas sobre as compras feitas com a utilização deste cartão.

183 12. serviços e Administração Pública estão em terceiro lugar com 19. As actividades profissionais da população têm grande incidência em Operários Qualificados e Semi-Qualificados.235 15. Pedro da Cova e Fanzeres tiveram um contínuo crescimento.667 Medas 2.157 11. S.421 1 40. outras freguesias mais próximas de Rio tinto como Gondomar.0% do total da população.916 7.666 17.200 138.414 Valbom 12.442 6.500 Melres 3.390 20.957 6.041 6.783 1. Quanto à estrutura etária do Concelho de Gondomar verificamos que é predominante o grupo dos 35 . nas outras actividades.371 16.017 1.1%.544 2.712 3.437 3.868 1. Seguidos de trabalhadores por conta própria na agricultura 28.8%.520 6.753 1.65 anos com 35.Estudo de Mercado Contudo.700 141. Quadro nº 1 Freguesias 1981 1986 1989 1991 Rio Tinto 47.007 130.773 Covelo 1. Os trabalhadores por conta de outrem na agricultura atinge um valor significativo 10.356 2.938 Foz do Sousa 6.750 Fanzeres 14.510 16.653 1.433 16.511 51.616 50.396 S.424 Total Para o caso MODELO é importante referenciar que as freguesias mais próximas aumentaram e que a diminuição de Rio Tinto foi motivada por alterações de natureza administrativa.646 3.253 Gondomar 18.361 Lomba 1. Pedro da Cova 15. todas as restantes diminuíram.2%. 1Esta diminuição foi motivada por alterações de natureza administrativa Pagina 1 de 1 . 32.751 138.982 2.860 Jovim 6.029 20.499 2.3% que juntando com os trabalhadores por conta própria é superior ao número total de pessoas.881 20.362 15. O que quer dizer que a população está a envelhecer e o crescimento a diminuir.924 13.834 6. comércio.