ESTC

FORMADOR: Nome: Grupo do Sótão

MESTRADO TEATRO E COMUNIDADE

Visto:
_____________________ _18__/_06_/_09__

Design de um Projecto

Responsável: Filipa Isabel Albuquerque Abreu Carvalhão Santos de Almeida 1. PONTO DE PARTIDA (COMO FOI IDENTIFICADO O PROBLEMA OU A ASPIRAÇÃO):

Denominação: Grupo de Teatro Comunitário – Zona Jota

Após o levantamento dos projectos culturais em acção na freguesia, verificámos haver, nesta zona, pouca oferta de actividades artísticas, nomeadamente no âmbito do teatro e comunidade. Encontrámos, assim um espaço de acção sócio-cultural que nos parece de grande importância, sobretudo numa fase de grandes transformações no bairro quer ao nível social, quer ao nível físico. Numa zona com grandes carências sócio-económicas, o teatro surge como um centro de troca de ideias, vontades e criatividade, uma forma de encontro de cada actor-vizinho consigo próprio e de identificação com a sua comunidade.
2. PROBLEMATIZAÇÃO/COMPLEXIFICAÇÃO (O QUE PODEMOS FAZER / O QUE QUEREMOS SABER):

Criação de uma plataforma artística de partilha e agregação dos membros da comunidade da Zona J de Chelas. Desenvolvimento um interface de criação e expressão artísticas, um local de encontro, de troca e debate de ideias, um espaço de exercício da cidadania através da arte. 4. OBJECTIVOS 5. ORGANIZAÇÃO DA AVALIAÇÃO Este projecto tem como objectivo mais imediato criar um Grupo de Teatro Comunitário onde se trabalhem, numa perspectiva artística, questões relacionadas com o bairro, identificadas e expostas pelos membros da comunidade no âmbito da sua participação no grupo. Um local de aprendizagem e exercício do Teatro em todas as suas valências – performance, encenação, produção, sonoplastia, cenografia, figurinos, comunicação externa.

3. UNIDADES OPERATIVAS PARA A ACÇÃO (O QUE VAMOS EFECTIVAMENTE FAZER):

4. RECURSOS PRINCIPAIS:

Propomos, numa primeira fase, sessões semanais com a duração de cerca de 3 horas, onde se trabalhará o corpo, a voz, a criatividade e as diversas formas de expressão e criação artísticas. Não se pretende apenas criar um espaço de ensaios e apresentação de espectáculos finais, pretende-se, também, acrescentar uma dimensão pedagógica e social. A par das duas actrizes/encenadoras/formadoras residentes serão convidados, para vir à comunidade, diversos artistas para complementar a formação dos actores vizinhos. Pretendese facultar à comunidade de Chelas – Zona J – elementos formativos ligados a todas as áreas artísticas: música, dança, pintura, escultura. Dentro da área teatral, pretende-se trazer á comunidade todas as profissões ligadas ao teatro e criar um espaço ecléctico e aberto de aprendizagem. São desejáveis a inclusão de estéticas e metodologias diversas. A par desta dimensão formativa o grupo compreende, também, a criação artística através da criação de happenings, performances e espectáculos no bairro e um trabalho de continuidade das formadoras/encenadoras residentes, baseado no teatro físico e comunitário.

Na nossa perspectiva, o apoio ao Grupo de Teatro Comunitário deve ser partilhado com várias instituições directa ou indirectamente ligadas à comunidade. Cada instituição deve apoiar o grupo de acordo com as suas características e capacidades, na base de protocolos a serem estabelecidos. O projecto é na sua génese e fundamento, estruturalmente territorializado. A sua fundação local é a sua alma. Câmara Municipal de Lisboa Junta de Freguesia de Marvila Agrupamento Verney . Associação de Pais Grupo de apoio à Infância de Marvila de Escolas Luís António

.

Empresas locais ou com ligações à zona Associação de moradores
5. ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

Registos fotográficos e vídeo / Diário de Grupo colectivo / Debates de grupo – avaliação em assembleia de grupo / Construção de quadros de avaliação de objectivos atingidos / Pequenos inquéritos aos participantes – elementos positivos / elementos negativos / propostas a acrescentar / Pequenos inquéritos ao público – elementos positivos / elementos negativos/ propostas a acrescentar / Relatório de final de acção realizado pelos formadores / encenadores