You are on page 1of 42

28

CAPÍTULO 2
SEÇÃO 2.10 – página 20
1. Se f ( x ) =

a) f (0 ) =

x2 − 4
, achar:
x −1

02 − 4 − 4
=
= 4.
0 −1
−1

b) f (− 2 ) =

(− 2)2 − 4 = 4 − 4
(− 2) − 1 − 3

= 0.

2

1
1
  −4
−4
2
1 − 4t 2
t
1 − 4t 2
t

t
=
=

=
.
c) f (1 t ) =
1
1− t
1− t
t2
t −t2
−1
t
t
d)

2
(
x − 2) − 4 x 2 − 4 x + 4 − 4
f (x − 2) =
=
=

x − 2 −1

x −3

2

x 2 − 4x
.
x−3

1
1
  −4
−4
1 − 16 2
− 15 15
2

4
e) f (1 2) =
=
=

=
= .
1
1
4
1− 2 − 2
2
−1
−1
2
2
f)

(t ) − 4 = t
f (t ) =
t −1
t
2 2

4

2

2

2

2. Se f ( x ) =

a)

−4
.
−1

3x − 1
, determine:
x−7

5 f (− 1) − 2 f (0 ) + 3 f (5)
7

f (− 1) =

f (0 ) =

3(− 1) − 1 − 3 − 1 − 4 1
=
=
=
−1− 7
−8
−8 2

3× 0 −1 −1 1
=
=
0−7
−7 7

29

f (5) =

3(5) − 1 15 − 1 14
=
=
= −7
5−7
−2
−2

Portanto,
5 f (− 1) − 2 f (0 ) + 3 f (5)
=
7

1
1
− 2 + 3 (− 7 )
2
7
7
5
2
− − 21
7
2
7
35 − 4 − 294 1

14
7
− 263 1 − 263
⋅ =
14 7
98

5
=

=
=
=

b)

[ f (− 1 2)]2

 −1 
−1
3

= 2
 − 1 −7 


 2

2

2

 −3−2 
2


 2  =  − 5 ⋅ 2  = 1
9
 − 1 − 14 
 2 − 15 


 2 

c) f (3 x − 2 ) =

3(3 x − 2 ) − 1 9 x − 7
=
.
3x − 2 − 7
3x − 9

d) f (t ) + f (4 t ) =

4
3  − 1
3t − 1  t 
3t − 1 12 − t
t
=
+
=
+

4
t −7
t −7
t
4 − 7t
−7
t
(3t − 1) (4 − 7t ) + (12 − t ) (t − 7 ) = 12t − 21t 2 − 4 + 7t + 12t − 84 − t 2 + 7t
=
4t − 7t 2 − 28 + 49
− 7t 2 + 53t − 28
− 22t 2 + 38t − 88
=
.
− 7t 2 + 53t − 28

30

e)

f (h ) − f (0 )
=
h
 3h − 1 3 ⋅ 0 − 1  1
=

⋅
0−7  h
 h−7
 3h − 1 1  1
=
− ⋅
 h−7 7 h
21h − 7 − 1(h − 7 ) 1
=

7(h − 7 )
h
20h
1
=

7(h − 7 ) h
20
=
7(h − 7 )

f) f [ f (5)]

f (5) =

3 ⋅ 5 − 1 14
= −7
=
5−7
−2

f [ f (5)] = f (− 7 ) =

3(− 7 ) − 1 − 21 − 1 − 22 11
=
=
= .
(− 7 ) − 7
− 14
− 14 7

3. Dada a função f ( x ) = x − 2 x , calcular. f (− 1) , f (1 2 ) e f (− 2 3) . Mostrar que

f (a ) = − a .

f (− 1) = − 1 − 2(− 1) = 1 + 2 = 3
1 1
1− 2 −1
= −1=
=
.
2 2
2
2
− 2 2 4 6
f (− 2 3) = − 2 3 − 2
 = + = = 2.
 3  3 3 3
f (1 2 ) = 1 2 − 2

f (a ) = a − 2 a
= a −2 a
= −a

4. Se f ( x ) =

ax + b
e d = − a , mostre que f ( f ( x )) = x
cx + d

31

f (x ) =

ax + b
cx − a

 ax + b 
f ( f ( x )) = f 

 cx − a 
 ax + b 
a⋅
+b
cx − a 

=
 ax + b 
c⋅
 + (− a )
 cx − a 
a (ax + b )
+b
= cx − a
c (ax + b )
−a
cx − a
a (ax + b ) + b(cx − a )
cx − a
=

cx − a
c(ax + b ) − a(cx − a )
a 2 x + ab + bcx − ab
cax + cb − acx + a 2
a 2 x + bcx x a 2 + bc
=x
=
= 2
cb + a 2
a + bc
=

(

)

5. Se f ( x ) = x 2 + 2 x , achar

f (a + h ) − f (a )
, h ≠ 0 e interpretar o resultado
h

geometricamente.
2

(

)

f (a + h ) − f (a ) (a + h ) + 2(a + h ) − a 2 + 2a
=
h
h
2
2
a + 2ah + h + 2a + 2h − a 2 − 2a h(2a + h + 2 )
=
=
h
h
= 2a + 2 + h
A Figura que segue mostra a interpretação geométrica. Nesta figura, α é o ângulo
formado pela reta que passa pelos pontos (a, f (a )) e (a + h, f (a + h )) e o eixo
positivo dos x . O quociente obtido representa a tangente do ângulo α .

2 a a a a 8. x 1+ h . Dada Φ( x ) = x −1 . x −1 Φ( x) x −1 2x + 7 7. ⋅ = 1 2 + 7x x 2 + 7x 2 + 7x 2⋅ + 7 x x 1 1 2x + 7 = = . Dada a função f ( x ) = 1 h . para a ≠ 0 . Calcular. 2 1 1+ a2 f (a ) 1 f (1 a ) =   + 1 = 2 + 1 = = 2 .32 6. Forme as expressões Φ(1 x ) e 1 Φ( x ) . mostrar que f (1 + h ) − f (1) = − . 2x + 7 1− x 1 x −1 1− x x 1− x Φ(1 x ) = = x = . mostrar que para a ≠ 0 f (1 a ) = f (a ) a 2 . Dada a função f ( x ) = x 2 + 1 .

Seja f (n ) a soma dos n termos de uma progressão aritmética. Demonstrar que f (n + 3) − 3 f (n + 2 ) + 3 f (n + 1) − f (n ) = 0 . f (n ) = a1 + a1 + r + a1 + 2r + L + a1 + (n − 1)r = na1 + (1 + 2 + 3 + L + (n − 1) )r f (n + 3) = (n + 3)a1 + [1 + 2 + L + (n + 2 )] r f (n + 2 ) = (n + 2 )a1 + [1 + 2 + L + (n + 1)] r f (n + 1) = (n + 1)a1 + [1 + 2 + L + n] r (n + 3)a1 + [1 + 2 + L + (n + 2)]r − 3(n + 2)a1 − 3 [1 + 2 + L + (n + 1)]r + 3(n + 1)a1 + 3[1 + 2 + L + n]r − − na1 − [1 + 2 + L + (n − 1)]r = na1 + 3a1 − 3 na1 − 6a1 + 3 na1 + 3a1 − na1 + [1 + 2 + L + (n + 2 )]r − 3[1 + 2 + L + (n + 1)]r + + 3[1 + 2 + L + n ]r − [1 + 2 + L + (n + 1)] r = −3 [1 + 2 + L + n ]r − 3(n + 1)r + 3[1 + 2 + L + n]r + [1 + 2 + L + n]r + (n + 1)r + (n + 2)r − [1 + 2 + L + (n + 1)]r = − 3(n + 1)r + [1 + 2 + L + (n + 1)]r + nr + (n + 1)r + (n + 2 )r − [1 + 2 + L + (n + 1)]r = −3(n + 1)r + nr + (n + 1)r + (n + 2 )r = −3nr − 3r + nr + nr + r + nr + 2r =0 10. b) A área de um cubo de aresta x A face = x2 .33 f (a + h ) − f (a ) . f (1 + h ) − f (1) = 1 1 1−1− h − h − = = 1+ h 1 1+ h 1+ h f (a + h ) − f (a ) = 1 1 a−a−h −h − = = a + h a a (a + h ) a (a + h ) 9. Exprimir como a função de x a) A área de uma esfera de raio x A = 4πx 2 .

com o triângulo retângulo assinalado. l/2 x 2 l 16 =   + x 2 2 2 l = 16 − x 2 4 l 2 = 4 16 − x 2 l= ( ) 4(16 − x ) 2 l = 2 16 − x 2 4 . Exprimir o comprimento l de uma corda de um círculo de raio 4cm como uma função de sua distância x cm ao centro do círculo. A figura que segue mostra o círculo com os dados do problema. V = x 2 × h sendo h a altura At = 4 ⋅ (x ⋅ h ) + 2 x 2 V   At = 4 ⋅  x ⋅ 2  + 2 x 2 x   4V At = + 2x 2 x 4V f (x ) = + 2x 2 x 11. sabendo que a base é um quadrado de lado x .34 Atotal = 6 ⋅ A face = 6 x 2 f (x ) = 6 x 2 c) A área total de uma caixa de volume dado V.

o domínio de f (1 − 2t ) é:  − 7 − 1  2 . 2   d) Determine f [ f (3)] e f [ f (5)] f (3) = (3 − 2 ) (8 − 3) = 1 ⋅ 5 = 5 f [ f (3)] = f (5) = (5 − 2 ) (8 − 5) = 3 ⋅ 3 = 9 f (5) = (5 − 2 ) (8 − 5) = 3 ⋅ 3 = 9 f [ f (5)] = f (9 ) = ∃/ e) Trace o gráfico de f (x ) . 8] c) Determine f (1 − 2t ) e indique o domínio. Seja f ( x ) = ( x − 2 ) (8 − x ) para 2 ≤ x ≤ 8 a) Determine f (5) . f (− 1 2 ) e f (1 2 ) f (5) = (5 − 2 ) (8 − 5) = 3 ⋅ 3 = 9 f (− 1 2 ) = ∃/ f (1 2 ) = ∃/ b) Qual o domínio da função f ( x ) ? D( f ) = [2. f (1 − 2t ) = (1 − 2t − 2 ) (8 − 1 + 2t ) = (− 2t − 1) (7 + 2t ) = −4t 2 − 16t − 7 O domínio é obtido como segue: 2≤ x≤8 2 ≤ 1 − 2t ≤ 8 1 ≤ −2t ≤ 7 − 1 ≥ 2t ≥ −7 −7 −1 ≤t≤ 2 2 Portanto.35 12.

36 13. 7] . 2] (2 − x ) (2 + x ) ≥ 0 IR − {4} x−2≥0 [2. 1] ∪ [3. + ∞] x≥2 x 2 − 4x + 3 ≥ 0 e) y = x 2 − 4 x + 3 f) y = 3 + x + 4 7 − x (x − 3) (x − 1) ≥ 0 (− ∞. Determinar o domínio das seguintes funções: a) y = x 2 b) y = 4 − x c) y = IR 2 1 x−4 d) y = x − 2 4 − x2 ≥ 0 [− 2. + ∞ ) 3+ x ≥ 0 x ≥ −3 e 7−x≥0 x≤7 [− 3.

k) y = x − l) y = 1 x 1 1+ x IR − {0} x ≥ 0 e 1+ x ≠ 0 Como 1 + x ≠ 0. [− 2. o domínio e o conjunto imagem.37 g) y = 3 x + 7 − 5 x + 8 x+a x−a h) y = IR IR − {a} i) y = x + 2 + 4 [-5. + ∞ ) ∪ (− ∞. − 1) . IR (b) y = x 2 . identificando as que representam o gráfico de uma função y = f ( x ) .  Usando uma ferramenta gráfica. o domínio é [0. IR. 14. determine a função. ∀x . Caso: x +1 < 0 x < −1 e x≤0 x≤0 Solução Parcial: ( −∞. traçar as curvas definidas pelas equações dadas. + ∞ ) . o domínio é [0. 0] .−1) Portanto. IR. 2]. Caso: x +1 > 0 x > −1 e x≥0 x≥0 Solução Parcial: [0.+∞) 2º. [− 2. Neste caso. 2] −5≤ x ≤ 2 x x +1 j) y = 1º. IR+ (c) Não é função y = f ( x ) (d) y = − 4 − x 2 . Temos: (a) y = 3 x − 1.

IR − {0} x (g) y = x 2 + 11. + ∞ ) Seguem os gráficos Gráfico da função do item (a) . [11.38 (e) Não é função (f) y = 1 . IR − {0}. IR.

39 Gráfico da função do item (b) Gráfico da curva do item (c) .

40 Gráfico da função do item (d) Gráfico da curva do item (e) .

41 Gráfico da função do item (f) Gráfico da função do item (g) .

42 15. se x = 0  1. se x < 0  f ( x) = 1 2. − 2 ≤ x ≤ 0 (a) f ( x) =   x. determinar o domínio e o conjunto imagem das seguintes funções: − x . Construir o gráfico. 2] (b)  0. 2). 0. 0 < x < 2 Respostas do domínio e imagens: (a) [− 2. 1  2  . . [0. se x > 0   1  Resposta do Domínio e conjunto Imagem: IR.

43 (c) x 3 . 0] ∪ {1} ∪ [4.  f ( x) =  1.  se x ≤ 0 se 0 < x < 2 se x ≥ 2 Resposta do domínio e conjunto imagem: IR. x 2 . + ∞ ) . (− ∞.

conjunto imagem. máximos e mínimos.44 16. − 4] b) f ( x ) = − x 2 + 4 x − 1 . + ∞ ) Intervalo de decrescimento: (− ∞. + ∞ ) Raízes: − 2 − 4 e 2 − 4 Ponto de mínimo em x = − 4 Valor mínimo: − 2 Intervalo de crescimento: [− 4.  Identificar as propriedades e características das seguintes funções a partir das suas representações gráficas (domínio. a) f ( x ) = x 2 + 8 x + 14 y 8 6 4 2 x -7 -6 -5 -4 -3 -2 -1 1 -2 D ( f ) = IR Conjunto Imagem : [− 2. crescimento e decrescimento). raízes.

3] Raízes: 2 − 3 e 2 + 3 Ponto de máximo em x = 2 Valor máximo: 3 Intervalo de crescimento: (− ∞. + ∞ ) c) y = ( x − 2 ) 2 y 8 6 4 2 x -2 -1 1 -2 -4 -6 -8 2 3 4 5 .45 y 4 2 x -2 -1 1 2 3 4 5 6 -2 -4 -6 -8 D = IR Conjunto Imagem: (− ∞. 2] Intervalo de decrescimento: [2.

46 D = IR Conjunto imagem: [0. 2] d) y = − ( x + 2 ) 2 y 4 2 x -5 -4 -3 -2 -1 1 -2 -4 -6 -8 D = IR Conjunto imagem: (− ∞. + ∞ ) Intervalo de decrescimento: (− ∞. + ∞ ) Raíz: 2 Ponto de mínimo em x = 2 Valor mínimo: 0 Intervalo de crescimento: [2. + ∞ ) e) y = x 3 2 . − 2] Intervalo de decrescimento: [− 2. 0] Raíz: − 2 Ponto de máximo em x = − 2 Valor máximo: 0 Intervalo de crescimento: (− ∞.

+ ∞ ) f) y = 4 − x 3 y 7 6 5 4 3 2 1 x -2 -1 -1 -2 -3 -4 D = IR Conjunto Imagem: IR Raízes: Uma raiz real com valor aproximado de 1.59 Intervalo de decrescimento: (− ∞. + ∞ ) .47 y 4 3 2 1 x -2 -1 1 2 1 2 -1 -2 -3 -4 D = IR Conjunto Imagem: IR Raiz: 0 Intervalo de Crescimento: (− ∞.

0] h) f ( x ) = 1 x−2 y 8 6 4 2 x -2 -1 1 -2 -4 -6 -8 2 3 4 . − 3 ≤ x ≤ 3 y 3 2 1 x -3 -2 -1 1 2 3 -1 -2 -3 D = [− 3. 3] Raiz: 0 Ponto de mínimo em x = 0 Valor mínimo: 0 Pontos de máximo em − 3 e 3 Valor máximo: 3 Intervalo de crescimento: [0. 3] Conjunto Imagem: [0.48 g) f ( x ) = x . 3] Intervalo de decrescimento: [− 3.

+ ∞ ) j) f ( x ) = 2 x y 8 6 4 2 x -4 -3 -2 -1 1 -2 -4 -6 -8 2 3 4 . + ∞ ) i) f ( x ) = −2 x+3 y 8 6 4 2 x -5 -4 -3 -2 -1 1 2 -2 -4 -6 -8 D = IR − {− 3} Conjunto Imagem: IR − {0} Intervalo de crescimento: (− ∞.49 D = IR − {2} Conjunto Imagem: IR − {0} Intervalos de decrescimento: (− ∞. 2 ) e (2. − 3) e (− 3.

+ ∞ ) 17. 2 2 a) f ( x ) = ( x − 2 ) ( x + 1) Solução: y= Gráfico da função y = ( x − 2 ) ( x + 1) . + ∞ ) Conjunto Imagem: [0. depois o gráfico de y = f (x ) e finalmente o gráfico de f (x ) f (x ) + .  Para cada uma das seguintes funções f (x ) esboce primeiro o gráfico de y = f ( x ) . + ∞ ) Raiz: x = 0 Ponto de mínimo em x = 0 Valor mínimo: 0 Intervalo de crescimento: [0.50 D = [0.

51 Gráfico da função y =| ( x − 2 ) ( x + 1) | Gráfico de y = (x − 2) (x + 1) + (x − 2) (x + 1) 2 2 .

c) f ( x ) = − x 2 Gráfico da função f ( x ) = − x 2 .52 b) f ( x ) = x 2 Solução: Observe que para este item os gráficos são todos iguais.

53 Gráfico da função f ( x ) =| − x 2 | Gráfico da função f ( x ) = d) f ( x ) = 4 − x 2 − x2 | −x2 | + 2 2 .

54 Gráfico da função f ( x ) = 4 − x 2 Gráfico da função f ( x ) =| 4 − x 2 | .

a) f ( x ) = 2 x .55 Gráfico da função f ( x ) = 4 − x2 | 4 − x2 | + 2 2  x2 − 9 . g o f . x = −3  Calcule k tal que f ( x ) = g (x ) para todo x . f o g . Seja g ( x ) = x − 3 e seja f ( x ) =  x + 3 k . x ≠ −3  18. k = −6 . x ≠ −3 (x + 3) x+3 f (− 3) = g (− 3) = − 3 − 3 = −6 Assim. f ⋅ g . Para cada item calcular f + g . f (x ) = 19. f − g . f g . k ⋅ f onde k é uma constante. g ( x ) = x 2 + 1 ( f + g ) (x ) = 2 x + x 2 + 1 = x 2 + 2 x + 1 = (x + 1)2 ( f − g ) (x ) = 2 x − x 2 − 1 = − x 2 + 2 x − 1 = −(x − 1)2 ( f ⋅ g ) (x ) = 2 x(x 2 − 1) = 2 x 3 + 2 x (f g ) (x ) = 2x x −1 2 . x 2 − 9 ( x − 3) (x + 3) = = x − 3 .

56 ( f o g ) (x ) = f [g (x )] = f [x 2 + 1] = 2(x 2 + 1) = 2 x 2 + 2 (g o f ) (x ) = g [2 x] = (2 x )2 + 1 = 4 x 2 + 1 kf = k ⋅ 2 x = 2kx b) f ( x ) = 3 x − 2 . g (x ) = 1 x 1+ x2 + g ) (x ) = x 1 x 2 + 1 + x 2 2x 2 + 1 + = = 3 1+ x2 x x 1+ x2 x +x ( ) ( 2 ) x 1 x − 1+ x2 −1 − = = 3 2 2 x 1+ x x 1+ x x +x ( f ⋅ g ) (x ) = x 2 ⋅ 1 = 1 2 . g (x ) = x − 2 (f + g ) (x ) = x + 1 + x − 2 ) . x ≠ 0 x +1 x x +1 x +1 1 + (1 x ) x2 2 (g o f ) (x ) = g  x 2  = 1 = 1 + x x x 1 + x  2 1+ x kx kf (x ) = 1+ x2 (f − g ) (x ) = ( d) f ( x ) = x + 1 . g ( x ) = x ( f + g ) (x ) = 3x + x − 2 ( f − g ) (x ) = 3x − 2 − x ( f ⋅ g ) (x ) = (3x − 2) x = 3x x − 2 x (f g ) (x ) = 3x − 2 x ( f o g ) (x ) = f [ x ] = 3 x − 2 (g o f ) (x ) = g [3x − 2] = 3x − 2 kf = 3kx − 2k = k (3 x − 2 ) c) f ( x ) = (f x . x ≠ 0 1+ x x 1+ x 2 ( f g ) (x ) = x 2 ⋅ x = x 2 1+ x 1 1+ x 2 ( f o g ) (x ) = f [1 x] = 1 x 2 = 12 x = 1 ⋅ 2x = 2 x .

g (x ) = x − 3 ( f + g ) (x ) = ( f − g ) (x ) = ( f ⋅ g ) (x ) = (f g ) (x ) = x−2 + x −3 x−2 − x−3 x−2 ⋅ x−3 x−2 x −3 ( f o g ) (x ) = f [ (g o f ) ( x ) = g [ kf (x ) = k x − 2 ] x − 2]= x −3 = f) f ( x ) = x 3 . x ≠ 0 3 1/ x [ 3 ] x = (g o f ) (x ) = g [x 3 ] = 3 1 3 1 x3 = x = 1 x 1 x kf (x ) = kx 3 20. .57 ( f − g ) (x ) = ( f ⋅ g ) (x ) = x +1 − x + 2 x + 1 (x − 2) = x x + 1 − 2 x + 1 x +1 x−2 ( f o g ) ( x ) = f [x − 2 ] = x − 2 + 1 = x − 1 (f g ) (x ) = (g o f ) ( x ) = g [ kf (x ) = k x + 1 ] x +1 = x +1 − 2 e) f ( x ) = x − 2 . h + h . Seja h definida por h( x ) = 2 x − 7 calcular h o h . g (x ) = 1 (f + g ) (x ) = x 3 + (f − g ) (x ) = x 3 − ( f ⋅ g ) (x ) = 3x x−2 x−3 = 3 x −3 −2 x−2 −3 x 1 3 x 1 3 x 3 x x3 = x8 3 (f g ) (x ) = (f o g ) (x ) = f 1 = x 3 ⋅ 3 x = x 10 3 . h 2 .

g (x ) = x + 1 f = goh x 2 + 1 = g [h( x )] x 2 + 1 = h( x ) + 1 h( x ) = x 2 b) f ( x ) = x + 2 . quais sejam: h( x ) = x 2 − 3 x + 5 ou h( x ) = − x 2 + 3 x − 5 . a função dada por  x 2 − 3 x + 5. existem infinitas outras soluções.58 (h o h ) (x ) = h[2 x − 7] = 2(2 x − 7 ) − 7 = 4 x − 14 − 7 = 4 x − 21 h 2 = h( x) ⋅ h( x ) = (2 x − 7 ) (2 x − 7 ) = 4 x 2 − 28 x + 49 (h + h ) (x ) = (2 x − 7 ) + (2 x − 7 ) = 4 x − 14 21. nos itens (a). a) f ( x ) = x 2 + 1 . Por exemplo. Sabendo que f = g o h . g (x ) = x c) f ( x ) = a + bx . g ( x ) = x x 2 − 3x + 5 = g [h(x )] x 2 − 3 x + 5 = h( x ) Duas soluções são obtidas naturalmente. − x + 3 x − 5. g ( x ) = x + a a + bx = g [h( x )] a + bx = h( x ) + a h(x ) = bx d) f ( x ) = x 2 − 3 x + 5 . x ≥ 0 h( x) =  2 é uma das infinitas soluções. x < 0 . encontre a função h e no item (b) a função g . No entanto. (c) e (d). h( x ) = x + 2 f = goh x + 2 = g [x + 2 ] Logo.

para que valores de a e b se tem ( f o f ) ( x ) = 4 x − 9 ? (f o f ) ( x ) = f [ f ( x )] = f [ax + b ] = a (ax + b ) + b = a 2 x + ab + b a 2 x + ab + b = 4 x − 9 a 2 = 4  ab + b = −9 Da primeira equação temos que a = ±2 e da segunda equação temos que: b(a + 1) = −9 b= −9 a +1 b1 = −9 −9 = = −3 2 +1 3 b2 = −9 −9 = =9 − 2 +1 −1 Solução: a = 2.59 22.+∞) Im ( f ) = [0. 1 x + 1 .+∞) Im ( g ) = [5 / 2. x ≥ 3 . Calcule f o g .+∞) D( f o g ) = {x ∈ D ( g ) / g ( x) ∈ D( f )} . Sendo f ( x ) = ax + b . Seja f ( x ) = x − 4 e g (x ) = (f 1  o g ) ( x ) = f  x + 1  2 = 1 x +1− 4 2 = 1 x −3 2 D( f ) = [4. Dê o domínio e o 2 conjunto imagem de f ( x ) .+∞) D( g ) = [3. b = 9 . b = −3 ou a = −2. g ( x ) e ( f o g ) ( x ) 23.

. p (x ) = f ( x ) ⋅ g ( x ) e q ( x ) = ( fog ) (x ) Faça o gráfico das funções e compare os resultados.+∞) . 0 < x ≤ 2  3  x .   x. g (x ) = x + 2 .+∞). Seja f ( x ) = − x. Calcule f o g . .+∞ ) . x > 8 5 x 3 . Para f ( x ) = x − 2 temos: x−2≥ 0 x≥2 D( f ) = [2. 5 x. D ( f o g ) = [6. x ≤ 0  24.60 Temos. então: 1 x +1 ≥ 4 2 1 x≥3 2 x≥6 Logo. Im( f o g ) = [0. Veja o gráfico a seguir y 2 1 x 1 -1 2 3 4 5 . x ≤ 0  f o g = f [g ( x )] = f x 3 = − x 3 . 0 < x ≤ 8 e g ( x ) = x 3 . h( x ) = f (x ) + g (x ) .  Determinar algebricamente o domínio das funções f (x ) = x − 2 .x>2 [ ] 25.

+∞ ) Veja o gráfico a seguir y 2 1 x -2 -1 1 2 3 4 5 -1 Para h( x ) = f (x ) + g (x ) temos: D(h ) = D( f + g ) = D( f ) ∩ D( g ) = [2. + ∞ ) Veja o gráfico a seguir y 5 4 3 2 1 x -2 -1 1 -1 2 3 4 5 .61 Para g (x ) = x + 2 temos: x+2≥0 x ≥ −2 D( f ) = [− 2.

então: x+2≥2 x+2≥4 x≥2 D( fog ) = [2. + ∞ ) Veja o gráfico a seguir y 5 4 3 2 1 x -2 -1 1 2 3 4 5 -1 Para q ( x ) = ( fog ) (x ) temos: fog ( x ) = f ( g (x )) = f ( ) x+2 = x+2 −2 D(q ) = D( fog ) = {x ∈ D(g ) g ( x ) ∈ D( f )} Temos. y 2 1 x -2 -1 1 -1 2 3 4 5 . + ∞ ) .62 Para p(x ) = f ( x ) ⋅ g ( x ) temos: D( p ) = D( f . g ) = D( f ) ∩ D( g ) = [2.

x −1 x −1 29. encontre duas funções g para as quais ( f o g ) (x ) = 4 x 2 − 12 x + 9 : (f 2 o g ) ( x ) = f [g ( x )] = [g ( x )] = 4 x 2 − 12 x + 9 [g (x )]2 = (2 x − 3)2 g (x ) = ± (2 x − 3) g1 ( x ) = 2 x − 3 g 2 (x ) = − 2 x + 3 .63 26. Se f ( x ) = x 2 − 2 x + 1 . D( f ) = IR Im( f ) = [− 1. Defina uma função f tal que ( f o g ) (x ) = x para x ≥ 0 e uma função h tal que (h o g ) (x ) = x para x < 0 . 28. encontre a função g ( x ) tal que ( f g ) ( x ) = x − 1 (f g ) (x ) = x 2 − 2x + 1 = x −1 g (x ) 2 g (x ) = x 2 − 2 x + 1 ( x − 1) = = x − 1. x ≥ 0 [ ] Logo f ( x ) = + x [ ] b) (h o g ) ( x ) = h[g ( x )] = h x 2 = x. 27. Dada as funções f ( x ) = x 2 − 1 e g ( x ) = 2 x − 1 a) Determine o domínio e o conjunto imagem de f ( x ) . Se f ( x ) = x 2 . + ∞ ] b) Determine o domínio e o conjunto imagem de g ( x ) D( g ) = IR Im( g ) = IR c) Construa os gráficos de f ( x ) e g ( x ) . x < 0 Logo h( x ) = − x . A função g é definida por g ( x ) = x 2 . Temos: a) ( f o g ) ( x ) = f [g ( x )] = f x 2 = x.

f ⋅ g . f − g . f g . g o f ( f + g ) (x ) = x 2 − 1 + 2 x − 1 = x 2 + 2 x − 2 ( f − g ) (x ) = x 2 − 1 − 2 x + 1 = x 2 − 2 x ( f ⋅ g ) (x ) = (x 2 − 1) (2 x − 1) = 2 x 3 − x 2 − 2 x + 1 . f o g .64 Gráfico de f ( x ) = x 2 − 2 x + 1 Gráfico de g (x ) = 2 x − 1 d) Calcule f + g .

65 x2 −1 2x − 1 ( f o g ) (x ) = f [g (x )] = f [2 x − 1] = (2 x − 1)2 − 1 = 4 x 2 − 4 x (f g ) (x ) = (g o f ) (x ) = g [ f (x )] = g [x 2 − 1] = 2 (x 2 − 1) − 1 = 2 x 2 − 3 e) Determine o domínio das funções calculadas no item (d). 2 3 .  Determinar algebricamente os valores de x . tais que f ( x ) < g ( x ) . Usando uma ferramenta gráfica. 2x + 1 < 4 − x 2x + x < 4 − 1 3x < 3 x <1 y 7 g(x)=4-x 6 5 4 3 2 1 x -3 -2 -1 1 -1 f(x)=2x+1 -2 -3 Reposta em ambas as representações: x < 1 . traçar o gráfico das funções dadas e comparar os resultados. D( f ) = IR D( f + g ) = IR D( f − g ) = IR D( f ⋅ g ) = IR D (g ) = IR D( f g ) = IR − {1 2} D( f o g ) = IR D( g o f ) = IR 30. sendo f ( x ) = 2 x + 1 e g ( x ) = 4 − x .

1) . (b) Quando a epidemia foi totalmente controlada? Resposta: 4ª semana. Algebricamente temos: x2 − 1 < 1 − x2 2x2 < 2 x2 < 1 ⇒ − 1 < x < 1 ou x ∈ (− 1.11 ilustra a propagação de uma epidemia numa cidade X.  Determinar algebricamente os valores de x .66 31. y 5 f(x)=x2-1 4 3 2 1 x -3 -2 -1 1 2 3 -1 g(x)=1-x2 -2 -3 32. . (a) Em qual semana houve o maior número de pessoas infectadas? Resposta: 2ª semana. traçar o gráfico das funções dadas e comparar os resultados. tais que o gráfico de f (x) esteja abaixo do gráfico de g (x) . Usando uma ferramenta gráfica. o número de pessoas atingidas depois de um tempo t (medido em dias a partir do primeiro dia da epidemia). sendo f ( x ) = x 2 − 1 e g (x ) = 1 − x 2 . No eixo horizontal temos o tempo e no eixo vertical. Graficamente observamos o mesmo resultado. O gráfico da Figura 2.

por mês. . Calcula-se que. se cada peça for vendida por x reais. Um fabricante produz peças para computadores pelo preço de R$ 2. Vamos considerar: L = Lucro C = custo R = receita D = demanda Pvenda = x ⇒ C unit. Em um momento seguinte esse número cresce rapidamente e depois volta a crescer lentamente até que a epidemia fique controlada N (número de pessoas) N4 N3 N2 N1 t (medido em dias) 7 14 21 28 Figura 2. = 2.00 D = 600 − x R = (600 − x ) ⋅ x C = (600 − x ) 2 L= R−C = (600 − x )x − (600 − x )2 = 600 x − x 2 − 1200 + 2 x L = − x 2 + 602 x − 1200 O gráfico a seguir mostra a função encontrada.67 (c) Como você descreveria a propagação da doença em linguagem coloquial? Resposta: O número de pessoas infectadas cresce lentamente no início da epidemia. 23 do livro impresso 33.11 da pg. Expressar o lucro mensal do fabricante como função do preço. 600 –x unidades.00 cada. os consumidores comprarão. Construir um gráfico para estimar o preço ótimo de venda.

O custo do material de cada salgadinho é de R$ 0.68 O preço ótimo para a venda seria o vértice da parábola. 00 CV = 0. Sejam C F = custo fixo mensal CV = custo variável por salgadinho x = número de salgadinhos produzidos CT = custo total C F = 2 000. Fazendo-se o cálculo do vértice da parábola encontra-se o valor de 299. Observa-se que este é um problema didático com dados fictícios. que na figura nos mostra um valor próximo de 300. o valor de x que maximiza o lucro é x = RS/ 299. Expressar o custo total como uma função do número de salgadinhos elaborados. um determinado ser vivo apresenta um ciclo produtivo de 1 hora. Em um laboratório. Um grupo de amigos trabalham no período de férias vendendo salgadinhos nas praias.00 por mês.10 x 35. supondo que a população inicial é de 5 pares? Ciclo produtivo = 1 hora População Inicial = 5 pares n = número de horas . O trailler e todos os equipamentos necessários para a produção são alugados no valor de R$ 2000. 00 . 34.10 C T = C F + CV x CT = 2 000 + 0. sendo que a cada hora um par pronto para reprodução gera outro par reprodutor. Assim.10. Como expressar essa experiência populacional em função do número de horas.

o número de abelhas no enxame é igual a 72 abelhas. apenas uma abelha voava ao redor de um jasmim. cujo número era igual à raiz quadrada da metade de todo o enxame. .69 P0 = 5 Pn = 5 ⋅ 2 P1 = 10 P2 = 20 P3 = 40 n 36. Denotamos: y = grupo de abelhas pousadas na rosa z = grupo que ficou para trás h= número de abelhas extras Temos: x y= 2 8 z= x 9 h= 2 Com os dados do problema podemos escrever a equação: x 8 x 8 + x − x + 2. pousou sobre uma rosa. obtendo o mesmo resultado. Podemos formar 3 funções. x= + x + 2 cuja raiz é exatamente igual à raiz da função f ( x) = 2 9 2 9 Fazendo o gráfico desta função podemos visualizar a raiz real em x= 72. tendo deixado para trás 8/9 do enxame. Observamos que poderíamos ter resolvido algebricamente a equação obtida. Observar o problema que segue e verificar a possibilidade de resolvê-lo a partir do gráfico de uma função: Um grupo de abelhas. atraída pelo zumbido de uma de suas amigas que caíra imprudentemente na armadilha da florzinha de doce fragrância. originalmente escrito em versos). Quantas abelhas formavam o enxame? (Adaptação de um problema histórico. considerando x = número de abelhas do enxame. Assim.