You are on page 1of 1

Raimunda dos Santos

Profª Drª Eliane Marquez da Fonseca Fernandes
(Universidade Federal de Goiás)
MINIBIOGRAFIA

Raimunda Delfino dos Santos, é Mestre em
Letras e Linguística pela Universidade Federal
de Goiás (2010), é graduada em Letras Português-Espanhol pela UFG. Atua e desenvolve
pesquisas na área de Linguística e Análise do
Discurso. É integrante do grupo de pesquisa inscrito no CNPq CRIARCONTEXTO:
grupo de estudos do texto e do discurso e do
TRAMA Laboratório de Estudos Discursivos
Foucaultianos. Faz parte do projeto de pesquisa

A “Coleção Companheiros” é o resultado de uma
parceria feita em 2014 entre o Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino Superior do Estado de
Goiás (SINT-IFESgo) e o Centro Editorial e Gráfico
da UFG. O objetivo dessa parceria é estimular, v­ alorizar
e dar visibilidade à produção acadêmica e ­científica
dos servidores filiados ao sindicato. Para os fins, e por
meio de um edital, são selecionados e publicados os
trabalhos considerados mais apropriados para contri­­
buir ao d­ e­senvolvimento científico, técnico e cultural
da ­comunidade universitária e da população em geral.

Leitura e Escrita: ações de mediação pedagógica-Fundação de Amparo à Pesquisa de

Goiás-FAPEG. É Técnica em Assuntos Educacionais, na Universidade Federal de Goiás.

ISBN 978-85-68359-62-4

9 788568 359624

GENEALOGIA DOS REGIMENTOS INTERNOS DO COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DE GOIÁS

práticas que se ligam à regularização. Por isso, os
discursos ampliam a ideia de que a normalização dos jovens é uma estratégia para se atingir
uma produtividade maior nos estudos do Ensino Básico.
Os questionamentos levantados por Raimunda Delfino levam-nos a repensar como
nossa sociedade vem tratando a relação entre o
sujeito e seu corpo. Vale a pena conferir.

Raimunda dos Santos

GENEALOGIA DOS
REGIMENTOS INTERNOS
DO COLÉGIO
DA POLÍCIA MILITAR
DE GOIÁS

O livro Genealogia dos Regimentos Internos
do Colégio da Polícia Militar de Goiás traz uma
análise sobre o disciplinamento dos jovens estudantes em colégios administrados pela Polícia Militar. Este estudo leva em consideração
as normativas implantadas em certos colégios
públicos no Estado de Goiás.
Verifica-se que os regimentos e regulamentos são muito detalhados tanto em relação aos
uniformes quanto em relação ao comportamen­
to dos estudantes no estabelecimento e até na
rua. Sabe-se que existem muitas outras unidades
escolares disciplinadoras, mas, entre as escolas públicas, essas são as mais rígidas quanto à disciplina.
No século XXI, era de se pensar que não
encontraríamos mais normativas tão exigentes,
mas surpreendemo-nos quando verificamos
que a lista de espera por uma vaga é extensa.
Além disso, o número de colégios vem ampliando ano a ano e seu prestígio de escola de
qualidade cresce.
Usando os pressupostos teóricos da Análise
do Discurso e os conceitos de Michel Foucault
acerca das relações entre saber e poder, a autora
mostra como as exigências do disciplinamento
do corpo e do comportamento podem ser criticadas, mas também são altamente produtivas.
O objetivo desta obra não é descortinar
uma verdade, mas observar, em determinado
momento histórico, como a sociedade valoriza