You are on page 1of 11

PROGRESSÃO ARITMÉTICA

Chamamos de progressão aritmética (P.A.) toda seqüência de


números reais, na qual cada termo, a partir do segundo, é igual ao
anterior somado a uma constante, denominada razão r.

Exemplos:

a) (1, 3, 5, 7, 9)
P.A. finita de razão r = 2.

b) (- 3, - 7, - 11, ...)
P.A. infinita de razão r = - 3.

CLASSIFICAÇÃO

R>0
Crescente.
Uma P.A. é Crescente quando a razão r for positiva.

R=0
Constante.
Uma P.A. é constante quando a razão r for igual a zero.

R<0
Decrescente.
Uma P.A. é decrescente quando a razão r for negativa.

TERMO GERAL DE UMA P.A.

a1
a2 = a1 + r.
a3 = a2 + r ⇒ a3 = a1 + 2r
a4 = a3 + r ⇒ a4 = a1 + 3r
.
.
an = a1 + (n – 1).r

an = a1 + (n – 1).r
NOTAÇÃO ESPECIAL

Três termos em P.A. : x – r, x, x + r

PROPRIEDADE

A soma de dois termos eqüidistantes dos extremos de uma P.A.


finita é igual à soma dos extremos.

Exemplo:

Na P.A. (3, 7, 11, 15, 19, 23, 27, 31)

3 + 31 = 7 + 27 = 11 + 23 = 15 + 19 = 34

SOMA DOS N TERMOS DE UMA P.A.

S =
(a 1
+ a ).n
n

2
n

Aplicações:

01) Quantos são os múltiplos de 3 compreendidos entre 5 e 41?

02) Escreva uma P.A. de três termos, de modo que sua soma seja – 3
e seu produto seja igual a 8.

03) Insira doze meios aritméticos entre 60 e – 5.

04) Determine o primeiro termo e o número de termos de uma P.A.


em que an = 18, r = 2 e Sn = 88.

05) Qual a soma dos múltiplos de 7 compreendidos entre 5 e 130?

06) Qual é a soma dos cem primeiros números naturais pares?

07) Determine a soma dos cinqüenta primeiros termos de uma P.A.


na qual a6 + a45 = 160.
PROGRESSÃO GEOMÉTRICA
DEFINIÇÃO

Chamamos de progressão geométrica (PG) a qualquer seqüência de


números não-nulos em que cada termo, a partir do segundo, é igual ao
anterior multiplicado por um número fixo, chamado de razão da
progressão.

A representação matemática de uma PG é (a1, a2, a3, ..., an - 1,...,


an), na qual
a2 = a1.q,
a3 = a2.q,
a4 = a3.q, etc.

Numa PG, a razão q é igual ao quociente entre qualquer termo, a partir


do segundo, e o anterior.

Exemplos:

(5, 10, 20, 40)


10
q= =2
5

(- 4, - 4, - 4, - 4, - 4, - 4)
−4
q= =1
−4

( - 6, - 3, - 3/2, - 3/4, ...)


−3 1
q= =
−6 2

CLASSIFICAÇÃO

As progressões geométricas podem ser classificadas como:

1) Crescentes: aquelas em que cada termo é maior que o anterior.

1º caso: PG com termos positivos

a1 > 0 e q > 1

Exemplo: (2, 6, 18, 54, ...)


2º caso: PG com termos negativos.

a1 < 0 e 0 < q < 1

Exemplo: (- 40, - 20, - 10, ...)

2) Decrescentes: aquelas em que cada termo é menor que o anterior.

1º caso: PG com termos positivos

a1 > 0 e 0 < q < 1

Exemplo: (256, 64, 16, ...)

2º caso: PG com termos negativos

a1 < 0 e q > 1

Exemplo: (- 2, - 10, - 50, ...)

3) Constantes: aquelas em que cada termo é igual ao anterior.

PG com termos todos iguais.

q=1

Exemplo: (3, 3, 3, 3, ...)

4) Alternantes: aquelas em que cada termo tem sinal oposto ao do


termo anterior.

q<0

Exemplo: (2, - 6, 18, - 54, ...)

APLICAÇÃO:

01) A seqüência (x, 3x + 2, 10x + 12) é uma PG. Determine:

a) O valor de x.
b) A razão da PG.

02) A medida do lado, o perímetro e a área de um quadrado estão,


nessa ordem, em progressão geométrica. Qual a área do quadrado?

03) (FUVEST - SP) Os números x, x e log 2 10x são, nessa ordem, os três
primeiros termos de uma progressão geométrica. Calcule:

a) O 1º termo x.

b) O 5º termo.

04) Calcule o valor de x, de modo que a seqüência (3x + 1, 34 – x, 33x + 1)


seja uma PG.

TERMO GERAL DE UMA P.G.

Seja (a1; a2; a3; ...; an; ...) uma PG de razão q ≠ 0 e a1 ≠ 0. Pela
definição de PG, podemos escrever:

a2 = a1.q
a3 = a2.q ⇒ a3 = (a1.q).q ⇒ a3 = a1.q2
a4 = a3.q ⇒ a4 = (a1.q2).q ⇒ a4 = a1.q3
a5 = a4.q ⇒ a5 = (a1.q3).q ⇒ a5 = a1.q4
.
.
.
.
an = a1.q(n – 1)

OBSERVAÇÃO:

an = ap.qr, onde n = p + r
Exemplo:
a10 = a1.q9 ou
a10 = a2.q8 ou
a10 = a3.q7 ou
.
.
.
a10 = a9.q1

APLICAÇÃO:

 2 
01) Qual o vigésimo termo da PG  , 1, 2 , K ?
 2 

02) (UFRJ) Uma PG de 8 termos tem o primeiro termo igual a 10. O


logaritmo decimal do produto de seus termos vale 36. Encontre a
razão da progressão.

03) Interpole três meios geométricos entre 2 e 162.

04) (UEFS) A quantidade de cafeína presente no organismo de uma


pessoa decresce a cada hora, segundo uma progressão geométrica
de razão 1/8. Sendo assim, o tempo t para que a cafeína presente
no organismo caia de 128 mg para 1 mg é tal que:
a) 0 < t < 1
b) 1 < t < 2
c) 2 < t < 4
d) 4 < t < 6
e) 6 < t < 8

PROPRIEDADES:

P1: Numa P.G., cada termo, a partir do segundo, é a média geométrica


do anterior e do posterior.

Na PG (a, b, c, d, ...)
b2 = a.c,
c2 = b.d, etc

P2: Em toda PG, o produto de dois termos eqüidistantes dos extremos é


igual ao produto dos termos extremos.

Na PG (a, b, c, d, e, f), temos:


a.f = b.e = c.d

Seja a PG (2, 4, 8, 16, 32, 64, 128). Verificar P2.

2.128 = 256
4.64 = 256
8.32 = 256 Observe que 16 = 8.32 = 4.64 = 2.128

NOTAÇÃO ESPECIAL:

x 
P.G. com 3 termos:  , x, x.q  .
q 

APLICAÇÃO:

01) A soma dos três primeiros termos de uma progressão geométrica


crescente é 130 e o produto entre eles é 27 000. Calcule os três
números.

02) Numa PG, a diferença entre o 2º e o 1º termos é 9, e a diferença


entre o 5º e o 4º termos é 576. Calcule o 1º termo dessa P.G.

SOMA DE TERMOS DE UMA P.G. FINITA

Seja a PG finita (a1, a2, a3, ..., an). Podemos reescrevê-la da


seguinte forma:
(a1, a1.q, a1q2, ..., a1.qn-1) de razão q e de soma dos
termos Sn.
1º Caso: q = 1
Sn = a1 + a1.1 + a1.1²+ ... a1.q1-1
Sn = a1 + a1 + a1 + ... + a1

Sn = n.a1

2º Caso: q ≠ 1

Sn = a1 + a1.q + a1q2 + ...+ a1.qn-1 (I)

q.Sn = a1.q + a1.q² + a1q3 + ...+ a1.qn-1 + a1.qn (II)

(II) – (I) ⇒ q.Sn – Sn = – a1 + a1.qn

(q – 1)Sn = a1(-1 + qn)

a (q − 1) n

S = 1

q −1
n

Exemplos:

01) Calcular a soma dos dez primeiros termos da P.G. (3, 6, 12,
...)

Resolução:

a1 = 3, a (q − 1) n

q = 2, S = 1

q −1
n

n = 10
Sn = ?

3(2 − 1)
10

S = = 3069
2 −1
10

02) Dê o valor de x na igualdade x + 3x + ... + 729x = 5 465,


sabendo que os termos do primeiro membro formam uma
P.G.

Resolução:
a1 = x a (q − 1)n

S = 1

q −1
n
q=3
an = 729x
Sn = 5 465

Cálculo de n:

an = a1.qn–1 ⇒ 729x = x.3n – 1

36 = 3n – 1 ∴ n = 7

x (3 − 1) 7

5465 = ⇒x =5
3 −1

SOMA DE TERMOS DE UMA P.G. INFINITA

n
• Se -1 < q < 1 e n → ∞, então q → 0.

a (q − 1) n
a 1 (0 − 1)
• Substituindo em S = 1
, teremos: lim Sn =
q −1 q −1
n

a
S =

1

1- q

Exemplos:

01) Calcular a soma dos infinitos termos da P.G. (5, 5/2,


5/4,...).

Resolução:
a
q = 5/2 ÷ 5 = 1/2 S = ∞
1

1- q
a1 = 5

S∞ = 5 ÷ ( 1 – 1/2) = 10
S∞ = 10
02) A soma dos infinitos termos da P.G. (x, x/2, x/4, ...) é 5.
Determine x.

Resolução:
a
q = 1/2 S =

1

a1 = x
S∞ = 5
1- q

5 = x ÷ (1 – 1/2) → 5 = x ÷ 1/2

x = 5/2

APLICAÇÃO:

01) No 1º dia de dezembro, um menino propôs ao pai que lhe desse


R$ 1,00 e fosse, a cada dia, dobrando o valor da quantia diária
até 24 de dezembro. O filho usaria o dinheiro para comprar um
presente de Natal para o pai. De quanto vai dispor o filho para
comprar o presente?

02) Simplifique a expressão: A= x⋅3 3 3


x⋅ 3 3 3
x ...

03) Considere a seqüência (Q1, Q2, Q3, ...) de infinitos quadrados. O


lado do quadrado Q1 = 8 cm e os vértices de cada quadrado, a
partir do segundo, são os pontos médios dos lados do quadrado
precedente. Calcular a soma das áreas desses infinitos
quadrados.
PRODUTO DOS N PRIMEIROS TERMOS DE UMA P.G.

P = (a .a )
1 n
n

Considere a P.G. (a1, a2, a3,..., an - 2, an - 1, an).

Vamos multiplicar os termos da seguinte forma:

(I) Pn = a1 . a2 . a3 . ... . an – 2 . an – 1 . an

(II) Pn = an . an – 1 . an – 2 . ... . a3 . a2 . a1

Multiplicamos as duas igualdades, membro a membro, e


agrupamos os termos correspondentes:

Pn2 = (a1 . an).(a2 . an – 1).(a3 . an – 2). ... .(a3 . an – 2).(a2 . an – 1).(a1 . an)

Como temos n fatores e cada fator é igual ao produto dos extremos


a1 . an , podemos escrever a fórmula:

Pn2 = (a1 . an)n ⇒ P = (a .a )


1 n
n

Exemplo:

01) Calcular o produto dos oito primeiros termos da P.G. (1/8, 1/4,
1/2, ...)

Resolução:
a8 = 1/8.27, a8 = 16.
8
1 
 .16  = 2
4
P8 =
8 
P8 = 16.