You are on page 1of 6

CAPACITÂNCIA

Seção 31-1 Capacitância

1. Um eletrômetro é um aparelho usado para medir cargas estáticas.
Uma carga desconhecida é colocada nas armaduras de um capacitar e após isto medimos a diferença.de potencial entre elas. Qual a
menor carga que pode ser medida por um eletrômetro cuja capacitância vale 50 pF e tem sensibilidade à voltagem de 0,15 V?
2. Os dois objetos metálicos na Fig. 21 estão carregados com +73,0
pC e -73,0 pC, e isto resulta numa diferença de potencial entre eles
de 19,2 V. (a) Qual a capacitância do sistema? (b) Se as cargas forem alteradas para + 210 pC e -210 pC, qual a nova capacitância?
(c) Qual a nova diferença de potencial?
3. O capacitor na Fig. 22 tem capacitância igual a 26,0 jjF e está inicialmente descarregado. A bateria fornece 125 V. Depois que a
chave S ficar fechada por um tempo bem longo, quanta carga terá
passado através da bateria B?

Fig. 21 Problema 2.
S.

Seção 31-2 Cálculo da Capacitância
4. Um capacitor de armaduras paralelas é construído com placas circulares de raio de 8,22 cm e 1,31 mm de separação entre elas. (a)
Calcule a capacitância. (b) Qual a carga que aparecerá nas armaduras, se aplicarmos uma diferença de potencial de 116 V entre elas?
5. A placa e o cátodo de uma válvula diodo a vácuo têm a forma de
dois cilindros concêntricos, sendo o cátodo o cilindro interno. O diâmetro do cátodo é de 1,62 mm e o da placa de 18,3 mm, sendo o
comprimento de ambos de 2,38 cm. Calcule a capacitância do diodo.
6. Duas folhas de alumínio paralelas separadas por 1,20 mm têm uma
capacitância de 9,70 pF, e estão carregadas de tal modo que a diferença de potencial entre elas é 13,0 V. (a) Calcule a área de uma
das folhas. (b) Diminuímos agora a distância entre elas para 0,10
mm, mantendo a carga constante. Calcule a nova capacitância. (c)
Qual a variação na diferença de potencial? Explique como poderíamos construir um microfone usando este sistema.
7. As armaduras de um capacitor esférico têm raios iguais de 38,0 mm
e 40,0 mm, respectivamente, (a) Calcule a capacitância. (b) Qual
deve ser a área das armaduras paralelas de um capacitor, separadas
pela mesma distância e de mesma capacitância?
8. Suponha que as armaduras de um capacitor esférico tenham raios
aproximadamente iguais. Sob que condições este capacitor se comporta aproximadamente como um de armaduras paralelas com d =
b- al Mostre que a Eq. 13 se reduz à Eq. 7 neste caso.
9. Na Seção 31.2 calculamos a capacitância de um capacitor cilíndrico.
Usando a aproximação ln(l + x)~ x (veja o Apêndice H), q u a n d o
1, mostre que a capacitância tende para a de um capacitor de armaduras paralelas à medida que o espaçamento entre os cilindros diminui.
10. Um capacitor é projetado para operar, mantendo a capacitância constante, em um ambiente com flutuações de temperatura. Como mostra a Fig. 23, ele é do tipo de armaduras paralelas com "espaçadores"
plásticos que mantêm as armaduras alinhadas. (a) Mostre que a taxa
de variação da capacitância C com a temperatura Té dada por

Fig. 22 Problema 3.

Espaçadores

dT

\AdT

x dTJ '

onde A é a área das armaduras e x, a distância entre elas. (b) Se as
armaduras forem de alumínio, qual deve ser o coeficiente de dilatação térmica dos espaçadores para que a capacitância não varie com a
temperatura? (Ignore o efeito dos espaçadores sobre a capacitância.)

25 Problema 13. cada uma de área A e separadas pela distância d.? Suponha V= 115 V. 28 mostra dois capacitores em série. 14. Cada um deles tem armaduras de área A. 13. Repita o problema anterior para os mesmos capacitores ligados em paralelo.90 fjF. 24 Problemas 12. com espaçamento d entre elas.0 fiF. um grupo delas estando fixo e o outro podendo girar em torno de um eixo.3 uF.Seção 31-3 Capacitores em Série e em Paralelo 11. aplica-se ao par uma diferença de potencial de 200 V. do tipo empregado na sintonia dos aparelhos de rádio. C2 = 4. Quantos capacitores de 1. = 10. Mostre que o valor máximo da capacitância é C- V Fig. (a) Qual a carga em cada capacitor? (b) Qual a diferença de potencial entre as armaduras de cada capacitor? 16. a diferença de potencial de 200 V. sendo dada por C= €oA a• Fig. 19 e 36. (n — 1 )e0vá 19.0 jiF.3 fiF. 17. Ache a capacitância equivalente à combinação na Fig. Como seria possível combinar esses capacitores. Qual a quantidade de carga que atravessará então o amperímetro A? 15. 20. de comprimento b. Suponha que C. 27 mostra um capacitor variável.00 jiF devem ser ligados em paralelo para armazenar uma carga de 1. (a) Três capacitores estão ligados em paralelo. 25.90 jdF. Calcule a capacitância equivalente à associação da Fig.80 fiFeC3 = 3. Mostre que a capacitância equivalente a esta associação independe da posição da seção central. Cada um dos capacitores descarregados na Fig.2 flF? A Fig. com uma seção central rígida. 24 sofre ruptura dielétrica. A Fig. de modo a obter um sistema capaz de resistir à diferença de potencial de 1. que usa o ar como dielétrico. uma diferença de potencial de 4. 27 Problema 18. 18. Um capacitor de 6. . Fig. 26 tem capacitância igual a 25. 26 Problema 14. Suponha que C. Imagine que você disponha de vários capacitores de 2. aplicando-se uma diferença de 110 V à associação? 12.0 \lF. = 10. C2 = 4. Suponha que o capacitor C3 da Fig.00 C. 24. Qual a variação observada (a) na carga e (b) na diferença de potencial do capacitor C.40 jJ. capazes de suportar. cada uma com área também igual a A. — _ fa\ Fig.000 V e com uma capacitância de (a) 0.200 V é estabelecida. sem ruptura dielétrica. As armaduras são ligadas alternadamente. Qual deve ser a distância entre as armaduras de um único capacitor. de modo que suas armaduras se tornam equivalentes a um único condutor. Considere um conjunto de n armaduras de polaridade alternada.F e (b) 1. Quando a chave S é fechada. que pode se mover verticalmente.80 fiFeC3 = 3. de modo que a sua capacitância seja igual à da associação em paralelo? (b) Repita o cálculo supondo que a associação seja em série.0 jiF é ligado em série a um outro de 4.

(a) Calcule a carga em cada capacitor após ter sido fechada a chave S. Inicialmente. e C2. e S2 são então ligadas.. = 1.? (c) Em C2? ++ ++ c2: ++ ++ / Fig. Os capacitores C. (a) Qual é a diferença de potencial entre os pontos e e /? Qual é a car^a (b) em C.iF.1 flF. (b) Idem. 32 Problema 26.16 fiF e C2 = 3. Suponha C.4 V. C3 = 3 fiFeC4 = 4 f. As chaves 5. 30 para a esquerda.) Fig. Qual a capacitância do segundo capacitor? 23.Sugestão: O capacitor pode ser dividido em faixas infinitesimais que estejam efetivamente em paralelo. 30 Problema 24. A chave S é agora girada para a direita. as armaduras do capacitor de capacitância C. a bateria que fomece a carga é então desligada. é constituído por duas placas quadradas que formam entre si um ângulo 6. C. Quais os valores dascargas finais q„ q. 29 Problema 23. .. para valores de 6 muito pequenos. mas não paralelas. 29). mas com polaridades opostas. C2 = 2 piF. . e C3 estão descarregados. é C = —û d V Fig. conforme na Fig. Um capacitor de 108 pF é carregado até atingir uma diferença de potencial de 52. Um capacitor de armaduras planas. Ligamos então este capacitor em paralelo com um outro capacitor inicialmente descarregado. 27.22. 2d) (. Ao medirmos a diferença de potencia! da associação em paralelo obtemos 35. e os pontos b e d correspondam às suas armaduras negativas (veja a Fig. O lado do quadrado é igual a a. A diferença de potencial fornecida pela bateria B da Fig. de tal modo que os pontos ate correspondam às respectivas armaduras positivas de C. 32. 33 é igual a 12 V. e <7.22 pF são ambos carregados a um potencial V (100 V). adquirem uma diferença de potencial VQ. quando também estiver fechada a chave S. Quando giramos a chave S da Fig. Mostre que a capacitância deste capacitor. 24.8 V. sobre os capacitores correspondentes? S oY c2=í= ~=Fv 0 C3: 26.

temos disponíveis duas chapas de cobre. Seção 31-5 Capacitores com Dielétricos 43. metálica isolada de 12.100 capacitores de 5. 44.4).12 fiFe outro de 3. estando submetido a uma diferença de potencial V. supondo um custo de 3 centavos por k w h ? 35. Desliga-se. em função de. Calcule a capacitância de 1.150 V. ks = 7. Um cabo coaxial usado numa linha de transmissão se comporta como uma capacitância "distribuída" em relação ao circuito que o alimenta. é usado para armazenar energia elétrica.588 mm. Suponha os mesmos valores numéricos do Problema 12.40 pF com ar entre as armaduras.0). (d) o campo elétrico entre as armaduras e (e) a densidade de energia entre elas. 33. Na Fig. ks = 5. Ache a constante dielétrica da cera. Ke = 2.4. a margem de erro é zero? 45. (a) Se a carga se distribui igualmente entre os dois capacitores. contendo 2. Qual (ou quais) dessas peças deve ser colocada entre as chapas de cobre para obter a maior capacitância possível? 46. Você é solicitado a projetar um capacitor que armazene até 6.3 pF. 37. Dois capacitores. A separação entre as armaduras é aumentada por um fator 2 e o espaço entre elas é preenchido por cera. Qual a densidade de energia elétrica na sua superfície? 34. Uma esfera. tem capacitância igual a 51. com uma diferença de potencial de 328 V entre os terminais da associação.110 mm e raio externo de 0.0 /jF cada.350 m2. (a) Se as armaduras têm área de 0. com V= 112 V.60.0 J. Um capacitor plano tem armaduras de área A e separação d. isto é. O capacitor é ligado a uma bateria cuja tensão é de 625 V. Um capacitor é carregado até que armazene uma energia igual a 4.57 pF. antes e depois do aumento da separação e (c) o trabalho necessário para separar as armaduras. Um capacitor de armaduras paralelas. após o que a bateria é desligada. suponda que todos os dados são exatos.31. qual é a sua separação? (b) Se a região entre as armaduras for preenchida agora com material de constante dielétrica igual a 5. (b) a carga q. Ligamos então. Suponha que o espaço entre os condutores seja preenchido com polistireno. em paralelo a este capacitor. qual é agora a energia total armazenada nos campos elétricos? (b) O que acontece com a diferença de energias? 36. (ti) a diferença de potencial e (c) a energia armazenada em cada capacitor.00 km de cabo que tenha raio interno de 0. entre as armaduras do capacitor existe ar seco. . E dado um capacitor de 7. um outro descarregado. (b) a energia. um de 2. Um banco de capacitores ligados em paralelo.0) e uma placa de parafina (espessura = 1.10 mm. Qual dos dielétricos da Tabela 1 você usará para preencher o espaço entre as armaduras do capacitor. Quanto custa carregar este banco até a diferença de potencial nos terminais da associação atingir 55 kV. outra de vidro (espessura = 0. Um capacitor plano de armaduras paralelas possui área A = 42 cm2 e a distância entre elas vale d = 1. uma lâmina de mica (espessura = 0. d e Vpara (a) o novo valor da diferença de potencial. a bateria e aumenta-se a separação para 2d. A nova capacitância é de 2. devido à bateria que o carregou.0 cm. cujo dielétrico é o ar.61 /jJ com uma diferença de potencial máxima de 630 V. tem uma capacitância de 1.6 cm de diâmetro tem potencial de 8. 24 calcule (a) a carga.32 pF.30 mm. qual é a capacitância? 47. Determine: (a) a capacitância C.88 fiF são ligados em série. cujo dielétrico é o ar. Calcule a energia total armazenada nos capacitores. então. (c) a energia U. Um capacitor de armaduras paralelas. Para construir um capacitor. 32.2 mm. Obtenha expressões.

37 Problema 55. que estão separadas pela distância d (veja a Fig. em vez da carga. 36 Problema 54.0 mm.13 kV? 51. Fig.4 n F e o capacitar possa resistir a uma diferença de ootencial de 4. ache a razão entre a energia armazenada antes e depois da introdução da placa. 37.2 MV/m.20 MV/m.180 mm e um cátodo coaxial cilíndrico de raio de 11. Uma câmara de ionização cilíndrica tem como ânodo central um fio de raio de 0. Mostre que o valor de sua capacitância é dado por A 1 b l A d T Fig. Fig. 35). Se é usada como dielétrico em um capaeitor de armaduras paralelas.48. Um capacitor de armaduras paralelas contém dois dielétricos. 35 Problema 51. Uma chapa de cobre de espessura b é introduzida exatamente no meio das armaduras de um capacitar plano.80 e sua rigidez dielétrica é 18. como mostra a Fig. Mostre que o valor de sua capacitância é dado por 55. (a) Qual o valor da capacitância. . como mostra a Fig. qual a área mínima das armaduras para que a capacitância seja 68. A câmara está cheia de gás com rigidez dielétrica 2. Refaça o Problema 51 supondo agora que a diferença de potencial Vseja mantida constante. Um capacitar de armaduras paralelas contém dois dielétricos diferentes. Uma certa substância tem constante dielétrica 2. (c) Qual o trabalho realizado sobre a placa para inseri-la? A placa é puxada para dentro do capacitar ou você tem que empurrá-la? 52. 54. 36. Ache a maior diferença de potencial que pode ser aplicada entre o ânodo e o cátodo se quisermos evitar a ruptura elétrica do gás antes que a radiação penetre pela janela da câmara. 53. depois da introdução da placa? (b) Se a carga nas armaduras mantém o valor constante q.

oig» qc^t ^ q ^ C G CIGLQ» jo) y HB AO 2d X dr 2d li) 3. a/ o) V = 5 5 0 V ov) C ^ 2.3) o>5% f f G) a) f ^ Ip\5- W u C b) kV = pP b) c = aewîW d .4 u C <*) ç > b/oîsrçF f- M^oeßjöHF b) M.0ôV 2H) = T) b ) Î U o.93 u j dO e = Hô\ KV/rfi 7 bj u .. / u - . .j a F IM) ^ 3)5-mC 45) ^ tfich J X # ulC JH.030 = ÎÊuC chPA^Wr b) ^ Ô J M j o C ^ uC B) Ç ^ R .^ V.j) z) s f V j c a) is) ^ . V )20"V S ^ P ^ C c) \ J = 5. = H 1 v^fr} V j ^ M T b) C - pf d * >5) a) 22.4) 0 3 T b) c f r ^ e MC 9 mo •U-zfKHT c) V= J. -m1 Jx) 35) ^ 50 b ) G » \%}\ f r ' ^ T % 9) O i ^ ^ p u C y pP v ^ z r f 2.i ^ ^ g ^ C ^ f E m.