Direito Constitucional - Simulado 1 Questão –1a) Inclui entre os Direitos e Garantias Fundamentais, em título próprio, os direitos individuais e coletivos

, os direitos sociais, a nacionalidade, os direitos políticos e os partidos políticos, todos protegidos como cláusulas pétreas. b) Ao prover acerca da Organização do Estado Federal, a Constituição da República insere entre as entidades federativas a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, a primeira soberana e as demais autônomas, nos termos da lei. c) A Constituição da República autoriza a criação, pelos Municípios, de Tribunais, Conselhos ou órgãos de Contas, inseridos nas suas respectivas estruturas orgânicas, de sorte a viabilizar a fiscalização deferida às Câmaras Municipais, mediante controle externo, a exemplo do que ocorre nos planos Federal e Estaduais. d) A Constituição da República faculta a intervenção da União Federal, em hipóteses que menciona, nos Estados, no Distrito Federal e nos Municípios dos Estados. e) princípio da responsabilidade objetiva do Estado se aplica aos atos do Poder Judiciário no exercício das atividades administrativas. Questão -2a) É competente o Supremo Tribunal Federal para processar e julgar, originariamente, a ação direta de inconstitucionalidade de lei ou ato normativo federal ou estadual e a ação declaratória de constitucionalidade de lei ou ato normativo federal ou estadual. b) Cabe aos Estados a instituição de representação de inconstitucionalidade de leis ou atos normativos estaduais ou municipais em face da Constituição Estadual, vedada a atribuição da legitimação para agir a um único órgão. c) Quando o Supremo Tribunal Federal apreciar a constitucionalidade, em tese, de norma legal ou ato normativo, citará, previamente, o Advogado-Geral da União, que defenderá o ato ou texto impugnado. d) Declarada a inconstitucionalidade por omissão de medida para tornar efetiva norma constitucional, o Supremo Tribunal Federal expedirá, desde logo, provimento normativo ou regulamentar, com o objetivo de suprir a omissão verberada. e) As normas internacionais que estendam a eficácia de preceitos fundamentais da Constituição da República adquirem estatura constitucional. Questão -3a) A Câmara dos Deputados compõem-se de representantes do povo, eleitos pelo sistema majoritário, em cada Estado, em cada Território e no Distrito Federal, enquanto o Senado Federal se compõe de representantes dos Estados e do Distrito Federal, eleitos segundo o princípio proporcional. b) Admitida a acusação contra o Ministro de Estado, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento perante o Supremo Tribunal Federal, em todas as infrações penais comuns e todos os crimes de responsabilidade. c) Substituirão o Presidente da República, no caso de impedimento, e suceder-lhe-ão, no de vaga, além do Vice-Presidente da República, o Presidente do Congresso Nacional, o Presidente da Câmara dos Deputados, o do Senado Federal, e o do Supremo Tribunal Federal. d) Compete ao Supremo Tribunal Federal julgar, em recurso especial, as causas decididas, em única ou última instância, pelos Tribunais Regionais Federais ou pelos tribunais dos Estados, do Distrito Federal e Territórios, quando a decisão recorrida, dentre outras hipóteses, contrariar tratado ou lei federal, ou negarlhes vigência. e) O Senado Federal é competente para julgar os crimes de responsabilidade praticados pelo Presidente da República. Questão -4a) A discussão e votação dos projetos de lei de iniciativa do Presidente da República, do Supremo Tribunal Federal e dos Tribunais Superiores terão início no Senado Federal.

b) O veto parcial aposto pelo Presidente da República a projeto aprovado pelo Congresso Nacional pode incidir sobre expressões constantes de artigo, de caput, de parágrafo, de inciso ou de alínea. c) Não será objeto de deliberação a proposta de emenda tendente a abolir a forma federativa de Estado, a forma republicana, o voto direto, secreto, universal e periódico, a separação dos Poderes e os direitos e garantias individuais. d) As Comissões Parlamentares de Inquérito têm poderes de investigação vinculados à produção de elementos probatórios para apurar fatos certos e, portanto, não podem decretar medidas assecuratórias para garantir a eficácia de eventual sentença condenatória. e) A Constituição da República conferiu poder normativo ao Senado Federal que o legitimasse a adotar estatuto próprio, veiculado por meio de resolução, para disciplinar o regime jurídico de seus servidores, podendo redefinir o prazo da estabilidade. Questão -5a) Uma vez revogados os preceitos legais, cumpre ao Supremo Tribunal Federal continuar o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade com o fito de dar eficácia ex tunc a decisão. b) O Supremo Tribunal Federal não tem admitido a prisão civil de depositário infiel, em alienação fiduciária em garantia. c) O alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de dezoito anos e facultativo para os analfabetos, os maiores de setenta anos, os estrangeiros residentes do País, os conscritos, durante o período de serviço militar obrigatório, e os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos. d) É livre a criação, fusão, incorporação e extinção de partidos políticos, resguardados a soberania nacional, o regime democrático, o pluripartidarismo, os direitos fundamentais da pessoa humana e observados, dentre outros preceitos, o caráter nacional e o funcionamento parlamentar de acordo com a lei. e) O art. 19 do ADCT ("Os servidores públicos civis da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, da administração direta, autárquica e das fundações públicas, em exercício na data da promulgação da Constituição, há pelo menos cinco anos continuados, e que não tenham sido admitidos na forma regulada no art. 37 da Constituição, são considerados estáveis no serviço público.") abrange a situação dos servidores cujo vínculo jurídico com qualquer das pessoas jurídicas nele relacionadas haja sofrido interrupção nos cinco anos a que alude o dispositivo. Questão -6a) Os impostos extraordinários poderão ser instituídos pela União, através de medida provisória, na iminência ou no caso de guerra externa, observando-se os princípios da irretroatividade e da anualidade. b) Compete privativamente aos Tribunais de Justiça julgar os juízes estaduais e do Distrito Federal e Territórios, bem como os membros do Ministério Público estadual, nos crimes comuns e de responsabilidade, ressalvada a competência da Justiça Militar. c) A proibição de acumulação remunerada de cargos, empregos e funções públicas, exceto nas hipóteses previstas na Constituição, e quando houver compatibilidade de horários, abrange autarquias, empresas públicas, sociedades de economia mista e fundações mantidas pelo Poder Público, mas não as subsidiárias, por não integrarem a Administração Pública Indireta. d) Somente pelo voto da maioria de seus membros ou dos membros do respectivo órgão fracionário, poderão os tribunais declarar a constitucionalidade de lei ou ato normativo do Poder Público. e) A improbidade administrativa, o não cumprimento de obrigação a todos imposta e a condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos, são casos de suspensão dos direitos políticos. Questão -7a) De acordo com o ordenamento constitucional vigente, é possível a propriedade de empresa jornalística e de radiodifusão sonora e de sons e imagens pertencer à estrangeiro com residência permanente no Brasil por no mínimo dez anos. b) Os decretos presidenciais ditos como autônomos editados antes da atual Carta Constitucional podem ser revogados por simples decretos.

c) Proposta a ação declaratória, admitir-se-á desistência, desde que faça até o despacho saneador realizado pelo relator. d) O Supremo Tribunal Federal, por decisão de dois terços de seus membros, poderá deferir pedido de medida cautelar na ação declaratória de constitucionalidade, consistente na determinação de que os juízes e os Tribunais suspendam o julgamento dos processos que envolvam a aplicação da lei ou do ato normativo objeto da ação até seu julgamento definitivo. e) A técnica de interpretação conforme a Constituição é admitida no atual ordenamento jurídico brasileiro. Questão -8a) A transferência de domínio do bem expropriado somente ocorre mediante pagamento da indenização ou depósito judicial do preço, sendo materializada no momento da publicação da sentença judicial transitada em julgado. b) Não pode o Poder Judiciário declarar nulo o decreto declaratório de desapropriação, por ter natureza discricionária. c) Segundo o entendimento doutrinário dominante, pode o Município desapropriar bens imóveis de autarquias federais. d) Quando as limitações administrativas configuram a ocupação ou apossamento permanente, vedando o uso, gozo e livre disposição da propriedade, materializam verdadeiras desapropriações, dependendo de indenização. e) Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, a função social da propriedade é princípio aplicável apenas aos bens públicos. Questão -9a) Segundo o entendimento jurisprudencial dominante, é possível a criação de Município por norma constitucional estadual. b) A criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios preservarão a continuidade e a unidade histórico-cultural do ambiente urbano, far-se-ão por lei estadual, obedecidos os requisitos previstos em lei complementar estadual, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações diretamente interessadas. c) Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, é constitucional lei municipal garantidora de estabilidade aos empregados públicos municipais, regidos pelo regime trabalhista. d) Pode a Carta Estadual caracterizar como fato típico para fins de crime de responsabilidade determinada conduta do Governador de Estado. e) Pode a Carta Estadual fixar a estabilidade de seus servidores em quatro anos. Questão -10a) Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, o art. 5º, LVII, da CF ("ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória") desqualifica, como índice de maus antecedentes do acusado, o fato de o mesmo haver sido processado e absolvido, noutra ação penal, pelo reconhecimento da prescrição da pretensão punitiva. b) Tratando-se da anulação de ato administrativo cuja formalização haja repercutido no campo de interesses individuais, a anulação prescinde da observância do contraditório, por tratar-se de um procedimento meramente administrativo. c) Segundo a jurisprudência dominante do Supremo tribunal Federal, o art. 594 do Código de Processo Penal - "o réu não poderá apelar sem recolher-se à prisão,(...)" - continua em vigor, não tendo sido revogada pela presunção de inocência do art. 5º, LVII, da Constituição da República. d) Ninguém poderá ser compelido a associar-se ou a permanecer associado, salvo nas entidades sindicais. e) Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, não se pode cogitar, em qualquer hipótese, de renúncia de direito fundamental no ordenamento constitucional brasileiro. GABARITO 1. E 2. B 3. E

4. D 5. D 6. B 7. E 8. D 9. B 10. C Direito Constitucional - Simulado 2 1a. "Todos os julgamentos dos órgãos do Poder Judiciário serão públicos, e fundamentadas todas as decisões", diz a Carta de 1988. O princípio da fundamentação, entretanto, não se aplica às decisões votadas pelo Supremo Tribunal Federal nas ações diretas de inconstitucionalidade. b. A Constituição de 1988 estabeleceu, como notável inovação, medida cautelar voltada à paralisação de eficácia do ato normativo cuja incostitucionalidade se argüi quer por ação direta, quer incidentur tantum. Por se tratar de exceção à regra geral de constitucionalidade presumida dos atos normativos regulares, deve mercer interpretação restrita. Por essa razão, não pode essa cautelar ser brandida perante Juízos de Primeiro Grau, mas apenas junto aos Tribunais Regionais e Superiores. c. Não admitirá ações relativas à disciplina e às competições desportivas quando, definitivamente, decididas nas instâncias da Justiça desportiva. d. O Poder Normativo da Justiça do Trabalho é exercido por todos os órgãos do Judiciário Trabalhista. e. Compete à Justiça do Trabalho conciliar e julgar os dissídios individuais e coletivos entre trabalhadores e empregadores, abrangidos os entes de direito público externo e da administração pública direta e indireta dos Municípios, do Distrito Federal, dos Estados e da União. 2a. Na competência concorrente, o estabelecimento de normas gerais é privativo da União, vedada aos Estados produção legislativa sobre normas gerais. b. Sendo omisso o legislador federal na elaboração de leis complementares, os Estados exercerão competência legislativa plena, para atendimento de suas peculariedades. c. A competência legislativa concorrente será necessariamente exercida através de leis complementares. d. A competência concorrente legislativa da União limita-se ao estabelecimento de normas gerais, não excluindo a competência suplementar dos Estados. e. Na competência concorrente, a superveniência de norma geral federal revoga a eficácia da norma estadual, naquilo que for contrária. 3a. O art. 7º, XVIII, da CF, que assegura a licença à gestante, sem prejuízo do emprego e do salário, com a duração de 120 dias, é inaplicável, por analogia, às mães adotivas. b. O salário-família será pago em razão do dependente do trabalhador de baixa ou média renda nos termos da lei c. A Constituição da República prevê a proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de quatorze anos, salvo como aprendiz. d. Nas empresas de mais de cem empregados, é assegurada a eleição de um representante destes com a finalidade exclusiva de promover-lhes o entendimento direto com os empregadores. e. Segundo a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, a contribuição sindical definida em lei é de natureza facultativa. 4a. A garantia constitucional da estabilidade dos servidores civis da União, dos Estados e dos Municípios, das autarquias e das fundações públicas é outorgada a todos aqueles admitidos

b.

c. d. e. 5-

mediante concurso público, após dois anos de efetivo exercício, bem como a todos aqueles que, à data da promulgação da Constituição, contavam pelo menos 5 anos de serviços continuados e foram admitidos sem concurso. Uma vez comprovado o cumprimento das obrigações trabalhistas pelo empregador rural perante a Justiça do Trabalho, o que somente poderá ser feito de cinco em cinco anos, o empregado ficará impedido de postular qualquer direito do período, se assistido, no ato, pelo seu representante sindical. O trabalhador rural tem direito ao adicional noturno. Os empregados domésticos possuem todos os direitos do trabalhador urbano ordinário. O trabalhador avulso é equiparado pelo texto constitucional ao trabalhador autônomo.

a. Na "área indígena", estabelecida a dominialidade, a União é nua proprietária, e os índios situam-se como usufrutuários. b. É inconstitucional a legislação que permite a interceptação telefônica, uma vez que a Constituição classifica como inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, telefônicas e de dados, sendo, em conseqüência, também inconstitucionais os atos de persecução criminal que se baseiem na quebra ilícita desse sigilo. c. Os Estados-membros estão impedidos de adotar ao medida provisória. d. A reedição de medida provisória, em qualquer caso, afeta o princípio da divisão dos poderes, sendo, por isso, inconstitucional. e. À medida provisória aplicam-se apenas as limitações estabelecidas ao Poder Constituinte Originário. 6a. A matéria constante de projeto de lei rejeitado somente poderá constituir objeto de novo projeto, na mesma Sessão Legislativa, mediante proposta da maioria absoluta dos membros de ambas as casas do Congresso Nacional. b. As leis delegadas serão elaboradas pelo Presidente da República, que deverá solicitar a delegação ao Senado Federal. c. Se o Presidente da República solicitar urgência para apreciação de projeto de sua iniciativa, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal terão o prazo conjunto de até quarenta e cinco dias para se manifestarem sobre a proposição, será ela incluída na ordem do dia, considerando-se aprovada se excedido esse limite. d. São de iniciativa privativa do Presidente República as leis que disponham sobre organização administrativa e judiciária, matéria tributária e orçamentária, serviços públicos e pessoal da administração do Distrito Federal. e. A jurisprudência do Supremo Tribunal Federal é no sentido da observância compulsória pelos Estados-Membros das regras básicas do processo legislativo federal. 7a. O alistamento eleitoral e o voto são facultativos para os analfabetos e para os maiores de dezesseis anos. b. O alistamento eleitoral e o voto são facultativos para os estrangeiros e para os conscritos durante o período do serviço militar obrigatório. c. São condições de elegibilidade, na forma da lei, a nacionalidade brasileira, o pleno exercício dos direitos políticos, o alistamento eleitoral na circunscrição, a filiação partidária e a idade mínima discriminada na Constituição. d. Os partidos políticos são de âmbito regional, tendo acesso gratuito ao radio e à televisão na área de sua influência, nos termos da lei. e. Admite-se a cassação de direitos políticos nos casos de incapacidade civil absoluta, condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos, recusa de cumprir obrigação a todos imposta, como o serviço militar, e de improbidade administrativa.

8a. As causas e os conflitos entre a União e os Estados, a União e Distrito Federal, ou entre uns e outros, inclusive as respectivas entidades da administração indireta, serão processadas e julgadas originariamente pelo Superior Tribunal de Justiça. b. Os mandados de segurança decididos em única instância pelos Tribunais Regionais Federais ou pelos tribunais dos Estados, do Distrito Federal e Territórios, quando denegatória a decisão, serão julgados em recurso ordinário pelo Supremo Tribunal Federal. c. Os Tribunais de Justiça designarão Juízes de entrância especial, com competência exclusiva para questões agrárias, para dirimir conflitos fundiários. d. As causas entre Estado estrangeiro ou organismo internacional e Município ou pessoa domiciliada ou residente no País serão processadas e julgadas originariamente pelo Tribunal Regional Federal da jurisdição. e. Os crimes contra a organização do trabalho serão processados e julgados perante a Justiça do Trabalho. 9a. Os direitos fundamentais de primeira geração estão associados à liberdade; os de segunda, à igualdade; os de terceira, à fraternidade. b. A possibilidade de indenização do dano moral, que a Constituição eleva à categoria de direito fundamental, assiste apenas às pessoas naturais. c. As normas constitucionais garantidoras dos direitos individuais são sempre classificadas como normas constitucionais de eficácia plena. d. A Nacionalidade derivada, também denominada primária ou de origem, resulta do nascimento, por meio de critérios sangüíneos e/ou territoriais. e. De acordo com a doutrina dominante, são brasileiros naturalizados os nascidos no Brasil, de pais estrangeiros, que estejam a serviço de seu país. 10- Segundo Maria Helena Diniz, as normas com eficácia plena são "as normas constitucionais que forem idôneas, desde sua entrada em vigor, para disciplinarem as relações jurídicas ou o processo de sua efetivação (...) Podem ser imediatamente aplicadas". Constitui exemplo desta classificação: a. as normas programáticas. b. os preceitos que contenham proibições estabelecidas em normas ordinárias. c. as normas de eficácia limitada. d. o texto constitucional que ampara o direito à vida. e. o direito de greve do servidor. Gabarito 1. E 2. D 3. A 4. C 5. A 6. E 7. C 8. C 9. A 10. D

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful