You are on page 1of 3

AUTO-CUIDADO E QUALIDADE DE VIDA

A estratégia de auto cuidado fundamenta-se na concepção do
homem como um ser capaz de refletir sobre si mesmo e seus
ambientes, simbolizar aquilo que experimenta desenvolver e manter,
a motivação essencial para cuidar de si mesmo e de seus familiares
dependentes, visando à melhoria da qualidade de vida.
O autocuidado é um propósito apreendido pelo indivíduo
orientado para um objetivo. É uma ação desenvolvida em situações
concretas da vida, e que o indivíduo dirige para si mesmo ou para
regular os fatores que afetam seu próprio desenvolvimento,
atividades em benefício da vida, saúde e bem estar1.
Auto cuidado (AC) é cuidar de si mesmo, buscar quais são as
necessidades do corpo e da mente, melhorar o estilo de vida, evitar
hábitos nocivos, desenvolver uma alimentação sadia, conhecer e
controlar os fatores de risco que levam às doenças, adotar medidas
de prevenção de doenças.
Uma dieta saudável significa a ingestão de alimentos que
possam ser digeridos com facilidade e que não produzam o depósito
de gorduras e açúcares, de preferência usando pouco sal e com boa
quantidade de líquidos, verduras, legumes e frutas.
Os exercícios físicos favorecem o sono, o apetite, promove o
bom funcionamento dos intestinos, a concentração, ajudam a manter
o equilíbrio e a coordenação motora, evitam e reduzem o sobrepeso,
aumentam a quantidade cerebral das endorfinas que combatem a
depressão, mas não devem ser extenuantes. Alongamentos e
caminhadas diárias são os mais recomendadas.
AC não significa estar bem o tempo todo, mas sim acolher os
confortos e desconfortos para que seja possível tratá-los de uma
melhor forma. O objetivo da educação para o AC vem da tradição de
Dorothea Orem e sua teoria apresentada no início dos anos 1970 é
permitir a provisão da pessoa de Poder de AC, ou seja, capacidade
para cuidar de si2.
Lidar com o sofrimento implica, muitas vezes, reviver momentos
pessoais de sofrimento. Implica também se identificar com a pessoa
que sofre e sofrer junto com ela. Ou seja, conviver com o sofrimento
gera sofrimento3.
Assim precisamos gerenciar nossas emoções desenvolvendo a
habilidade de transformar padrões negativos em positivos,
reservando parte do nosso tempo para fazer algo que amamos além
de colocar em prática estratégias de auto cuidado físico, emocional,
espiritual visando a melhoria da nossa qualidade de vida.
1
Texto organizado pelas profs Matilde Baracat e Elza Duarte para a disciplina de Práticas
Integrativas e Complementares no Cuidar em Saúde.

depressão. se não conseguir sozinho.Converse com um guia religioso para falar sobre seus sentimentos. . É fundamental que você identifique seus sentimentos. mas qualquer pessoa. Previna-se: . . . Pelo contrário. . Pode incluir fé ou algo que promova o sentido pessoal da vida (ou da morte). pois.Procure ajuda profissional. Porém. para estar atingir o estado de saúde integral. física e social. . luto. raiva ou estresse.Mantenha pelo menos 3 refeições balanceadas por dia. podem tornar-se incontroláveis e deixar você emocionalmente estressado e incapaz de manejar a situação sozinho. depressão. auxílio na deambulação. mesmo que não pertença a alguma religião. com boa ingestão de legumes verduras e frutas. atividades físicas regulares pode ajudar você a manter o equilíbrio físico e emocional. alimentação. cada vez mais pessoas tomam conta de familiares em suas casas desempenhando funções como administrar medicamentos. espiritual. . Devido à sobrevida com doenças crônicas ser maior e a longevidade ser um fato. Necessidades emocionais: ser cuidador é ver alguém sofrer e você poderá sentir as mais diversas emoções como ansiedade. .Converse com amigos íntimos ou familiares sobre seus sintomas. não apenas os profissionais de saúde. cuidados com higiene corporal.Durma de 6 a 8 horas contínuas por noite.O CUIDADOR PRECISA SER CUIDADO Quem é o cuidador? Cuidador é a pessoa que provê as necessidades físicas e emocionais de uma pessoa. . Necessidades Físicas: estar atento aos hábitos alimentares. todo cuidador necessita de cuidados nas esferas emocional.Tente manejar apropriadamente os sintomas.Pratique exercícios corporais diariamente.Observe sinais de ansiedade.Explore sua religiosidade.Reserve tempo para rezar. . entre outros.Descanse quando for possível. . frustração. Necessidades Espirituais: espiritualidade tem um significado diferente para diferentes pessoas. geralmente. isso não os faz desaparecer. Ignorá-los pode ser muito perigoso. 2 Texto organizado pelas profs Matilde Baracat e Elza Duarte para a disciplina de Práticas Integrativas e Complementares no Cuidar em Saúde. culpa. . qualidade do sono. meditar relaxar.

MELHOR CUIDADOR SERÁ. Portanto: . “QUANTO MAIS VOCÊ SE CUIDAR.. enferm. 907-913. 2 Foster PC. USP [online].Baracat) REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1 Silva IJ. Dorothea EO.) pelo menos uma vez por semana. Teorias de enfermagem: Os fundamenos à pratica profissional [tradução de Ana Maria A. 2009. ISSN 00806234. você estará garantindo ao paciente/cliente melhor cuidados. Rev.” (M.Tente manter as atividades que são importantes para você (trabalho. autocuidado e cuidado de si: uma compreensão paradigmática para o cuidado de enfermagem.3. Pensamentos geram emoções. George JB. ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL: qualidade dos pensamentos. . praia. Benett AM. Cuidado.Não descuide da sua saúde. 2008. 2000. et al. esporte. Rev.Vasconcellos Thorell]. RS: ARTMED. teatro.. .Não se afaste dos amigos e faça novos amigos. Emoções positivas = saúde e bem-estar. vol. LEMBRE-SE SEMPRE: você também tem necessidades e vontades e.. ISSN 0034-8910.43. . n. Porto Alegre. Campos RTO. pp.5. n. 3 Miranda L. Emoções negativas = desequilíbrio da saúde (doença). Epub 28-Ago-2008.42. pp. 697-703. lazer). 3 Texto organizado pelas profs Matilde Baracat e Elza Duarte para a disciplina de Práticas Integrativas e Complementares no Cuidar em Saúde. Análise do trabalho de referência em Centros de Atenção Psicossocial. esc. vol.Saia de casa para atividades sociais (visitas. 4 ed. Saúde Pública [online]. satisfazendo-as. Necessidades sociais: você também precisa do amor e da atenção de seus amigos e familiares para sentir-se menos solitário e lidar melhor com os desafios que um cuidador tem de enfrentar. cinema.