Circuitos Elétricos

2 – Leis Fundamentais de Circuitos.......... 2.1 – Lei de Ohm.................................... 2.2 – Leis de Kirchhoff............................ 2.2.1 – Lei das correntes de Kirchhoff 2.2.2 – Lei das tensões de Kirchhoff...

João Carneiro Netto
Engenheiro Eletricista, MSc.

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Lei de Ohm
A diferença de potencial entre dois pontos de um resistor é proporcional à corrente elétrica que o percorre.

e(t ) = Ri (t )

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Leis de Kirchhoff
Formuladas em 1845, estas leis são baseadas no Princípio da Conservação da Energia, no Princípio de Conservação da Carga Elétrica e no fato de que o potencial elétrico tem o valor original após qualquer percurso em uma trajetória fechada (sistema não-dissipativo). São duas:
Lei de Kirchhoff das Correntes Lei de Kirchhoff das Tensões

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Ramos, nós e malhas
Um ramo representa um elemento de circuito de dois terminais. Um nó é um ponto de conexão entre um ou mais ramos. Se um curto-circuito (um condutor) conecta dois nós, os dois nós constituem um único nó. Uma malha é qualquer caminho fechado em um circuito. Um circuito com r ramos, n nós e m malhas independentes irá satisfazer ao teorema fundamental da topologia de circuitos:

r = m + n −1

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Leis de Kirchhoff das Correntes
Também conhecida como Lei dos Nós. Esta lei diz que em um nó, a soma das correntes elétricas que entram é igual à soma das correntes que saem, ou seja, um nó não acumula carga.

∑ i(t ) = 0
Isto é devido ao Princípio da Conservação da Carga Elétrica, o qual estabelece que num ponto qualquer a quantidade de carga elétrica que chega deve que ser exatamente igual à quantidade que sai.

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Leis de Kirchhoff das Correntes

i2(t) i1(t) i3(t) i4(t) -i1(t)

i2(t)

i3(t) -i4(t)

i1 (t ) + i4 (t ) = i2 (t ) + i3 (t )

− i1 (t ) + i2 (t ) + i3 (t ) + i4 (t ) = 0

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Leis de Kirchhoff das Correntes
i1(t)

C i5(t)

i6(t)

D i4(t)

i2(t)

A i3(t)

− i1 (t ) − i2 (t ) + i3 (t ) = 0 − i3 (t ) − i4 (t ) + i5 (t ) = 0 + i1 (t ) − i5 (t ) − i6 (t ) = 0 + i2 (t ) + i4 (t ) + i6 (t ) = 0

B

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Leis de Kirchhoff das Correntes
Também conhecida como Lei das malhas. A soma algébrica das tensões em um percurso fechado é nula. Ou seja, a soma de todas as tensões geradas menos a soma de todas as tensões consumidas numa malha é igual a zero.

∑ e(t ) = 0

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Leis de Kirchhoff das tensões
e1(t) C e6(t) e5(t) e4(t) D e2(t) e3(t)

A

e3 (t ) + e2 (t ) − e4 (t ) = 0( BADB) e4 (t ) − e6 (t ) + e5 (t ) = 0( BDCB) e1 (t ) + e6 (t ) − e2 (t ) = 0( ACDA) e4 (t ) − e2 (t ) + e1 (t ) + e5 (t ) = 0( BDACB)

B

Circuitos Elétricos Netto

Profº. João Carneiro

Exemplos
Determine a corrente i1(t) no circuito abaixo:

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful