You are on page 1of 44

AULA 13

RELÉS DIRECIONAIS (67)

Polarização dos Relés Direcionais

ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima

1

RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO
Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase
 Na proteção direcional, existem praticamente três tipos

de ligação convencional quando são utilizados relés
direcionais polarizados por tensão-corrente.
 Cada uma dessas ligações corresponde a um relé

direcional específico, com ângulo máximo de torque
diferente. Nos relés digitais, pode-se ajustar o ângulo

conforme a necessidade do projeto.
 Esses três tipos de ligação convencional são:
ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima

2

RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO
Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase
a) Conexão 30°

Nesse caso, a corrente de operação 𝐼𝑎 está adiantada da
tensão de polarização 𝑉𝑎𝑐 de um ângulo de 30° elétricos.

ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima

3

RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO
Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase
b) Conexão 60°

A corrente de operação 𝐼𝑎 está adiantada da tensão de
polarização 𝑉𝑏𝑐 + 𝑉𝑎𝑐 de um ângulo de 60° elétricos.

ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima

4

a corrente de operação 𝐼𝑎 está adiantada da tensão de polarização 𝑉𝑏𝑐 de um ângulo de 90° elétricos. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase c) Conexão 90° Nesse caso. Luís Henrique Lopes Lima 5 .

explicaremos em mais detalhes a sua aplicação.  Se o elo estiver aberto. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.  O relé contém um circuito de tensão polarizada equipado com um elo que permite o ângulo máximo de torque que pode ser fixado em 45° ou 70°. o relé responde com 45°. Luís Henrique Lopes Lima 6 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Como a conexão em quadratura é a mais empregada em projetos de proteção de sobrecorrente direcional.

RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Na figura operam dois relés direcionais (quadratura) ajustados para atuar somente para correntes de defeito que circulem nos sentidos ACB ou BCA. Luís Henrique Lopes Lima 7 . Sentido da Corrente ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima 8 .

RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima 9 .

Luís Henrique Lopes Lima 10 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  O relé da fase A − Tensão de polarização: 𝑉𝑝𝑜𝑙 = 𝑉𝑐𝑏 − Corrente de operação: 𝐼𝑜𝑝 = 𝐼𝑎  O relé da fase B − Tensão de polarização: 𝑉𝑝𝑜𝑙 = 𝑉𝑎𝑐 − Corrente de operação: 𝐼𝑜𝑝 = 𝐼𝑏  O relé da fase C − Tensão de polarização: 𝑉𝑝𝑜𝑙 = 𝑉𝑏𝑎 − Corrente de operação: 𝐼𝑜𝑝 = 𝐼𝑐 ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais Torque Negativo Torque Positivo Bloqueio do relé Atuação do relé Conexão de um relé direcional para condição em quadratura ENE053 – Proteção de Sistemas Elétricos – Prof. Luís Henrique Lopes Lima 11 .

 Na prática.  Pode ser alterado pela simples aplicação de resistores e capacitores no circuito das bobinas do relé. defasada 45° em relação a 𝑉𝑎𝑐 . está compreendido entre −45° e −70°. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. desenvolverá seu conjugado máximo para uma corrente 𝐼𝑏 .  Para um relé ajustado de fábrica com um ângulo 𝛽 = −45°. sendo formado entre a grandeza de operação (corrente) e a grandeza de polarização (tensão).RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Denomina-se ângulo de projeto (β) aquele que se ajusta no aparelho. Luís Henrique Lopes Lima 12 .

Luís Henrique Lopes Lima 13 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais A corrente 𝐼𝑏 estará atrasada 45° em relação à sua posição para fator de potência igual a 1. Torque Negativo Torque Positivo Bloqueio do relé Atuação do relé ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

Torque Negativo Torque Positivo Bloqueio do relé Atuação do relé ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Já para um relé ajustado com um ângulo 𝛽 = −70°. A corrente 𝐼𝑏 fica em atraso de um ângulo de 70° em relação à sua posição para fator de potência unitário. Luís Henrique Lopes Lima 14 .

5°. (valor máximo do conjugado).30. cerca de 0. durante ocorrências de curtos-circuitos.RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Muitas vezes é conveniente ajustar o relé para o seu conjugado máximo relativo a uma corrente em atraso da tensão de um ângulo de 70° em virtude de sua atuação se dar. em geral.  Isso corresponde a uma corrente em atraso da tensão de um ângulo de 72. quando o fator de potência é muito baixo. Luís Henrique Lopes Lima 15 . ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

de acordo com a ligação das bobinas de corrente e de potencial (tensão é tomada como polarização). em um relé direcional (conceito de funcionamento de um wattímetro) o torque máximo ocorre quando a tensão está em fase com a corrente (fp = 1). ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima 16 . o sistema de indicação da corrente ou potência poderia ser substituído por contatos elétricos que acionariam a bobina de abertura do disjuntor de comando.RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  A direcionalidade pode ser demonstrada aplicando os diagramas vetoriais.  Como se sabe.  Assim.

série IBC. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.7° A (fator de potência indutivo igual a 0. cujo ângulo de conjugado máximo é de ∅ = 45°. pode-se analisar a condição de operação e bloqueio do elemento de proteção.85). operando num circuito cuja corrente de carga vale 𝐼𝑐 = 𝐼65 ∠ − 31. Luís Henrique Lopes Lima 17 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Para o relé de sobrecorrente direcional da General Electric.

Luís Henrique Lopes Lima 18 . ou seja. definindo a reta de torque máximo e. logo.  Nesse tipo de conexão. definindo as regiões de operação e bloqueio. 𝐼1 está adiantado em relação a 𝑉𝑓23 de 90°. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Assim. a corrente da fase 1 está polarizada pela tensão 𝑉𝑓23 . 𝑉𝑓2 e 𝑉𝑓3 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Inicia-se o processo traçando o diagrama vetorial básico. compondo as tensões de fase 𝑉𝑓1 . traça-se a reta de torque máximo para ∅ = 45° a partir do vetor 𝑉𝑓23 .

Luís Henrique Lopes Lima 19 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

Luís Henrique Lopes Lima 20 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

Luís Henrique Lopes Lima 21 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

Luís Henrique Lopes Lima 22 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais Torque Negativo Torque Positivo Bloqueio do relé Atuação do relé ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

Luís Henrique Lopes Lima 23 . com o ângulo cotado a partir da condição de fator de potência unitário.RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais  Insere-se. 𝐼𝑐𝑐 = 𝐼65 ∠ − 72. agora.  Depois. atendendo a condição de proteção. traça-se o vetor da corrente de defeito. Como podemos ver. Como podemos ver. a corrente de carga situa-se na região de torque negativo (bloqueio). a corrente de curto-circuito situa-se na região de torque positivo.5°𝐴. O relé não opera. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. a corrente de carga 𝐼𝑐 = 𝐼65 ∠ − 31.7°𝐴 para avaliar o comportamento operacional do relé.

7⁰ A Torque Negativo Torque Positivo Bloqueio do relé Atuação do relé ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima 24 .RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais I65 ∟-31.

RELÉ DIRECIONAL (67) Polarização dos Relés Direcionais I65 ∟72.7⁰ A Torque Negativo Torque Positivo Bloqueio do relé Atuação do relé ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.5⁰ A I65 ∟-31. Luís Henrique Lopes Lima 25 .

RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase  Situação normal de carga Contato da unidade de sobrecorrente: aberto Contato da unidade de sobrecorrente: aberto Contato da unidade direcional: aberto Contato da unidade direcional: aberto ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima 26 .

 O mesmo ocorre com o contato da unidade não direcional do relé de sobrecorrente. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase  Disjuntores D1 e D2 (relé de sobrecorrente): o contato da unidade de sobrecorrente do relé de sobrecorrente não direcional (51) está aberto.  Disjuntores D3 e D4: o contato da unidade de sobrecorrente do relé direcional (51) está aberto e o contato da unidade direcional (67) está aberto. Luís Henrique Lopes Lima 27 .

ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.30 s. Luís Henrique Lopes Lima 28 .  Disjuntores D3 e D4: os tempos da unidade 51 dos relés não direcionais estão ajustados para T = 0.0 s.RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase  Disjuntores D1 e D2: os tempos da unidade 51 dos relés não direcionais estão ajustados para T = 0.  Disjuntores D3 e D4: os tempos das unidades 51/67 dos relés direcionais estão ajustados para T = 0.60 s.

Luís Henrique Lopes Lima 29 .RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase  Situação de falta no ponto indicado Contato da unidade de sobrecorrente: fechado Contato da unidade de sobrecorrente: aberto Contato da unidade direcional: fechado Contato da unidade direcional: aberto ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

Luís Henrique Lopes Lima 30 . num tempo T = 0.  Disjuntor D2: o contato da unidade de sobrecorrente do relé de sobrecorrente não direcional (51) não se fecha por estar temporizado para T = 0. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. tempo superior a abertura do disjuntor D3.6 s. após a abertura do disjuntor D3 (unidades 51/67).RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase  Disjuntor D1: o contato da unidade de sobrecorrente do relé de sobrecorrente não direcional (51) se fecha por sobrecorrente.6 s.

fazendo atuar o disjuntor num tempo 0. Luís Henrique Lopes Lima 31 . Já o contato da unidade 51 não atua pois o defeito foi removido em 0. inibindo a atuação do disjuntor.0 s.RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Torque do Relé de Sobrecorrente de Fase  Disjuntor D3: o contato da unidade de sobrecorrente do relé direcional (51) se fecha por sobrecorrente e o contato da unidade direcional (67) se fecha por inversão de corrente. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.  Disjuntor D4: o contato da unidade de sobrecorrente do relé de sobrecorrente direcional (51) se fecha por sobrecorrente e o contato da unidade direcional (67) mantém-se aberto.30 s.0 s e este está temporizado para 0.

ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. assim. Luís Henrique Lopes Lima 32 .RELÉ DE SOBRECORRENTE DE INDUÇÃO Nessa condição a barra B continua em operação. com redução de carga. porém com redução do montante de geração e.

Luís Henrique Lopes Lima 33 . Utilizar a curva de temporização inversa. O gerador e a rede operam em paralelo.8 + 𝑗2.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  Determinar os ajustes de um relé direcional de sobrecorrente de fase e neutro (unidade temporizada) do esquema mostrado a seguir. A impedância equivalente do sistema é igual a 𝑍 = 1. instalado no lado de média tensão do transformador. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.4 𝑝𝑢 na base de 100 MVA.

Luís Henrique Lopes Lima 34 .ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.

9 𝐴 Valor inicial: RTC: 600 – 5: 120 ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.8 = 522. Luís Henrique Lopes Lima 35 .0 A.500 3 × 13. 𝐼𝑛 = 𝑘𝑉𝐴 3 × 𝑘𝑉 = 12.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  Relação de Transformação do TC (RTC) Relação de Transformação do Transformador de Corrente: 100 – 200 – 300 – 400 – 500 – 600 – 700 – 800 – 900 / 5.

𝐼𝑐𝑠 11.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  Relação de Transformação do TC (RTC) Relação de Transformação do Transformador de Corrente: 100 – 200 – 300 – 400 – 500 – 600 – 700 – 800 – 900 / 5. Luís Henrique Lopes Lima 36 .000 𝐼𝑡𝑐 = = = 550 𝐴 𝐹𝑠 20 Valor inicial: RTC: 600 – 5: 120 ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.0 A.

RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  A proteção da carga vale: 𝐼𝑐 = 𝐼𝑛 = 𝑘𝑉𝐴 3 × 𝑘𝑉 = 12.50 × 522.50 ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.9 𝐴  O tape da unidade temporizada vale: 𝐼𝑡𝑓 𝐾𝑓 × 𝐼𝑐 𝐾𝑓 × 𝐼𝑐 1.5 𝐴 𝑅𝑇𝐶 𝑅𝑇𝐶 120 Sendo o valor da sobrecarga admissível: 𝐾𝑓 = 1.500 3 × 13.8 = 522.9 = = = = 6. Luís Henrique Lopes Lima 37 .

Luís Henrique Lopes Lima 38 .8.5 𝐴 ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.5 .0.5.0 .0 . será selecionado o tape que vale: 𝐼𝑡𝑓 = 6.5 .4.5 .0 .3.4.2 .6.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação 𝐼𝑡𝑓 = 6.9.1.0 . Assim.3.0 .0 .0 .6.7.2.0 .5 𝐴 (valor calculado) Tapes da unidade de sobrecorrente do relé direcional (A): 1.

Luís Henrique Lopes Lima 39 .5 × 120 = 780 𝐴  Tempo de operação do relé para condição de “falta” 𝑇𝑚𝑠 − curva ajustada: 0.3 segundos Valor adotado em função do tempo de coordenação com os demais elementos de proteção não considerados neste exercício ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  A corrente de acionamento vale: 𝐼𝑎𝑡𝑓 = 𝐼𝑡𝑓 × 𝑅𝑇𝐶 = 6.

02 −1 0.3 = 1. Luís Henrique Lopes Lima 40 .14 𝐼𝑚á𝑥 𝐼𝑠 × 𝑇𝑚𝑠 0.14 = × 0.02 3. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.6 𝑠 0.5 −1 Corrente de contribuição do gerador para defeito tripolar no secundário do transformador: circulação de corrente inversa.5 𝐼𝑠 780 𝑇= 0.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  Tempo de operação do relé para condição de “falta” 𝐼𝑚á𝑥 2750 𝑀= = = 3.

4 𝑎𝑟𝑐𝑡𝑔 = 𝑎𝑟𝑐𝑡𝑔 = 53° 𝑅 1. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. Luís Henrique Lopes Lima 41 .33 𝑅 1.8 𝑋 2.8 O relé direcional de sobrecorrente deve ser ajustado em um ângulo característico de 53° (faixa de ajuste entre 15° e 85°).4 = = 1.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  Ajuste do ângulo característico do relé 𝑋 2.

5 0.0 Assim. será selecionado o tape que vale: 𝐼𝑡𝑛 = 1.8 .9 .1. de neutro) vale: 𝐼𝑡𝑛 𝐾𝑛 × 𝐼𝑛 0.0.2.1.0.1.1.1.9 = = = 1.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  O tape da unidade temporizada (unid.3 .6 .4 . Luís Henrique Lopes Lima 42 .1.30 Tapes da unidade de sobrecorrente do relé direcional (A): 0.1.1.8 .3 𝐴 ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.2 .3 𝐴 𝑅𝑇𝐶 120 Sendo o valor da sobrecarga admissível: 𝐾𝑛 = 0.5 .1.30 × 522.7 .7 .6 .0 .

Luís Henrique Lopes Lima 43 .3 𝐴 (valor tabelado)  Logo.1 segundos Valor adotado em função do estudo de seletividade com os demais elementos de proteção não considerados neste exercício ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof. a corrente de acionamento vale: 𝐼𝑎𝑡𝑛 = 𝐼𝑡𝑛 × 𝑅𝑇𝐶 = 1.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação 𝐼𝑡𝑛 = 1.3 × 120 = 156 𝐴  Tempo de operação do relé para condição de “falta” 𝑇𝑚𝑠 − curva ajustada: 0.

18 −1 Corrente de contribuição do gerador para defeito monopolar no secundário do transformador: circulação de corrente inversa.1 = 0. ENE095 – Proteção de Sistemas Elétricos de Potência – Prof.RELÉ DIRECIONAL (67) Exemplo de Aplicação  Tempo de operação do relé para condição de “falta” 𝐼𝑚á𝑥 340 𝑀= = = 2.02 2. Luís Henrique Lopes Lima 44 .89 𝑠 0.18 𝐼𝑠 156 𝑇= 0.02 −1 0.14 = × 0.14 𝐼𝑚á𝑥 𝐼𝑠 × 𝑇𝑚𝑠 0.