You are on page 1of 5

NOS PASSOS DE MAGALHÃES

Sábados, às 22h30, a partir de 10 de Maio na RTP2

Sinopse geral

Ao longo de sete meses, percorrendo 15 países e atravessando três oceanos,
Gonçalo Cadilhe seguiu a vida e as viagens de Fernão de Magalhães, o maior
navegador português da História da Humanidade.

Da luminosidade equatorial das ilhas Molucas ao vento gelado da Patagónia,
dos caminhos medievais de Espanha aos monumentos coloniais das Filipinas,
da Lisboa de D. Manuel I ao Marrocos português de quinhentos, seguimos
Gonçalo Cadilhe numa moderna e trepidante volta ao mundo.

Com a imprescindível mochila às costas e o polegar estendido, apertado nos
autocarros precários do terceiro mundo ou sentado em tascas onde o prato do
dia é cão esquartejado com molho de malaguetas, Gonçalo Cadilhe propõe-nos
um documentário algures entre um programa de viagens e um programa de
História universal, com uma abordagem divertida, despretensiosa e informada.

A versão televisiva “Nos Passos de Magalhães” resultou de uma ideia de
Daniel Deusdado e Nuno Artur Silva, a partir da viagem desenhada por
Gonçalo Cadilhe. A adesão desde o primeiro momento ao projecto por parte da
do director da RTP2, Jorge Wemans, tornou esta expedição numa singular
série televisiva de oito episódios nunca antes realizada.

Cinco séculos depois, o feito de Magalhães continua – apesar de considerado
um dos mais notáveis de toda a história da navegação – relativamente pouco
explorado. Gonçalo Cadilhe segue a rota do navegador, mostra as terras e as
gentes que ele terá visto e revela-nos quem era o homem que realizou a
primeira viagem de circum-navegação.

080505
PROGRAMAS

Programa 1: Fernão de Magalhães descobriu a metade desconhecida do
mundo. Siga Gonçalo Cadilhe numa moderna volta ao mundo, nos passos da
primeira realizada. Da Lisboa manuelina às Ilhas das Especiarias, os factos, as
lendas e os mistérios da vida de um dos maiores navegadores da História.

Programa 2: Em 1505, o jovem anónimo soldado Fernão de Magalhães
embarca na armada que inaugura a pretensão de erguer um império português
no Índico. O nome de Magalhães sai do anonimato na conquista e colonização
de algumas cidades da costa oriental africana. E nós vamos conhecê-las.

Programa 3: Durante sete anos, Magalhães vive no Oriente ao serviço de D.
Francisco de Almeida e de Afonso de Albuquerque. Participa na batalha de Diu,
no reconhecimento de Malaca, na fundação de Goa. Visitamos estas
geografias encantadas e perceber o que resta hoje desse império português.

Programa 4: Depois de vários anos no Oriente, Magalhães combate em
Marrocos, desentende-se com D. Manuel, abandona Portugal e exila-se em
Espanha. Siga Gonçalo Cadilhe por algumas das cidades mais bonitas de
Marrocos e de Espanha na decisão que mudou a História dos Descobrimentos.

Programa 5: Onde se encontravam as míticas Ilhas das Especiarias? O que
continham as cartas de Francisco Serrão em Ternate? Que argumentos usou
Magalhães para convencer o rei de Espanha a financiar uma expedição aos
confins do planeta? As respostas com GC numa viagem desde Tordesilhas às
Ilhas Molucas, a meio mundo de distância.

Programa 6: Magalhães parte pelo Atlântico à procura de uma passagem para
o Pacifico. Com Gonçalo Cadilhe na América do Sul, do calor carioca ao
Inverno na Patagónia, conheça as etapas, os motins, os dramas da primeira
circum-navegação do Globo.

Programa 7: Encontrado o estreito que liga o Atlântico ao Pacífico, Magalhães
atira-se para uma dramática travessia por um oceano desconhecido. Quanto
demora atravessá-lo? Magalhães pensa num par de semanas, afinal são
necessários 4 meses. A Micronésia salva a tripulação de morrer de fome. E
neste episódio vamos conhecer o Pacífico desde o estreito da Patagónia às
ilhas da Micronésia.

Programa 8: Quando Magalhães chega às Filipinas constata a verdadeira
dimensão da Terra. E descobre uma verdade terrível. Será que Magalhães não
pode regressar à Europa? Será que procura a morte na batalha de Mactan?
Das Filipinas a Sevilha, Gonçalo Cadilhe regressa ao ponto de partida.

080505
BIOGRAFIA DO AUTOR E REALIZADOR DO PROGRAMA

Gonçalo Cadilhe nasceu na Figueira da Foz em 1968. Licenciou-se em Gestão
de Empresas na Universidade Católica do Porto, em Setembro de 1992,
fazendo parte da primeira “fornada” de licenciados deste curso. Durante os
anos da Universidade frequentou também a Escola de Jazz do Porto. Depois
de uma breve passagem pelo mundo da Gestão de Empresas, em Abril de
1993 começou a viajar e a escrever sobre viagens de forma profissional.

Nos primeiros anos da sua carreira de “viajante profissional”, para além de
esporádicas colaborações em algumas revistas portuguesas, extremamente
mal pagas como seria de esperar, exerceu também as seguintes actividades:
músico da banda de Claudia Pastorino no night-club "Sapore di Mare", Rapallo,
Riviera Italiana (Primavera Verão 93); Vindimador no Médoc (chateau Lynch-
Bages) e em Sauternes (Chateau Suduiraut) (outono 93); Operário não
qualificado no estaleiro de iates Saint-Germain, em Lavagna, Itália (Inverno 94);
Responsável pelas reservas hoteleiras na estância de ski de Madonna de
Campiglio, Alpes Dolomites, Inverno 94-95; Empregado de mesa no famoso
restaurante “Puny”, em Portofino, Itália (Primavera-Verão 95)

A partir de 1996 dedica-se exclusivamente à escrita e publicação de
reportagens de viagem. Ao longo destes anos colaborou com a extinta “Grande
Reportagem”, ainda sob a direcção de Miguel Sousa Tavares, com o
“Independente”, com a “Elle” e com a “Epicur”. Actualmente centra a sua
relação com o “Blitz”, a “SurfPortugal” e sobretudo com o “Expresso”.

Em Dezembro de 2002 inicia uma viagem à volta do mundo sem transporte
aéreo que irá durar 19 meses, percorrerá 38 países e irá sendo publicada
semanalmente, “em directo”, no Expresso. Desse périplo resulta o livro
“Planisfério Pessoal”, editado em Maio 2005 pela Oficina do Livro, actualmente
na sexta edição.

Seguem “No principio Estava o Mar”, recolha de crónicas sobre surf editadas
na revista Surf Portugal (Dez. 2005, Prime Books, 3ª Edição); contos de
viagens em “A Lua Pode Esperar” (Junho 2006, Oficina do Livro, 4ª edição); e
“África Acima” (Maio 2007, Oficina do Livro, 5ª edição), que recolhe as
reportagens de uma travessia terrestre de 8 meses desde o extremo sul ao
extremo norte do continente africano. Este livro encontra-se inserido no Plano
Nacional de Leitura.

080505
PRODUÇÃO “O ESTADO DO SÍTIO”
A ESTADO DO SÍTIO é uma nova produtora com sede em Lisboa, que resulta
da fusão de ideias entre Nuno Artur Silva e Daniel Deusdado, que tem como
director-geral Luís Pedro Nunes, sub-direcção de Rute Gil e controlo financeiro
de Teresa Schmidt.
A ESTADO DO SÍTIO produz, entre outros, o programa de televisão KULTO,
dedicado aos ‘sub-adolescentes’, o suplemento humorístico INIMIGO PÚBLICO
e conteúdos para rádio, telemóveis e Internet.
Neste projecto, a principal tarefa de produção esteve a cargo da Farol de Ideias

FAROL DE IDEIAS
A Farol de Ideias produz conceitos para media através de programas de
televisão, projectos editoriais de imprensa e rubricas de rádio.
A empresa nasceu em 2000 e especializou-se no tratamento de informação
económica, ambiental e desportiva. Tem também uma larga experiência na
cobertura informativa de “directos” e de debates.
Do portfolio da Farol de Ideias destacam-se sobretudo quatro programas que
constituem o foco principal da empresa: Liga dos Últimos (RTP N), Biosfera
(RTP 2), Radar de Negócios (RTP N) e Football Ideas (divisão de análise
estatística de jogos de futebol, actualmente com presença assídua no
programa Trio de Ataque na RTP N e em breve no Jornal Público e publico.pt).
A Liga dos Últimos é talvez a marca mais conhecida que conquistou uma
grande popularidade no público e conseguiu este ano ser “promovida” à
primeira liga da televisão nacional. Neste momento está no ar na RTP 1, todas
as sextas-feiras , logo após o Telejornal.
Para além destes títulos, a Farol de Ideias tem desenvolvido outros trabalhos
que ultrapassam as fronteiras da televisão. Na imprensa é responsável pela
publicação mensal do barómetro “Conselho dos Doze”, no suplemento de
economia do jornal Expresso
Em televisão, destaca-se ainda a produção dos programas “Os Spa’s da
Marisa” (2005, RTP N), “Grandes Músicas” (2006, RTP N), “A Europa Aqui Tão
Perto” (2007, RTP 2) e “Tudo o que você não viu no Diz que é uma espécie de
Reveillón” (6 de Janeiro – Noite de Reis, 2008, RTP 1)
Daniel Deusdado lidera a Farol de Ideias e assumiu n'”Os Passos de
Magalhães” a co-realização do projecto.

PRODUÇÕES FICTÍCIAS
As PRODUÇÕES FICTÍCIAS nasceram em 1993. Desde então a sua influência
no mercado audiovisual e do entretenimento português tem vindo a aumentar
e, o que em tempos era um grupo de autores de humor é agora uma agência
criativa multifacetada. Nas PRODUÇÕES FICTÍCIAS foram criados e
desenvolvidos centenas de conteúdos originais, ideias, argumentos e guiões
para multiplataformas, tornando-a na empresa que mais marcas tem deixado
na cultura popular portuguesa dos últimos anos.

080505
As PRODUÇÕES FICTÍCIAS dividem-se hoje em diferentes áreas - da Escrita
ao Agenciamento, da Produção à Formação; e em diversos departamentos:
dos meios convencionais (Televisão, Cinema, Rádio, Imprensa, Teatro, etc) até
aos New Media, do Júnior, aos Eventos para Empresas e Publicidade,
alargando cada vez mais o seu raio de acção e a sua oferta de ideias e
serviços criativos. É costume dizer que em Portugal não há argumentistas. Nas
Produções Fictícias costuma-se responder: “contra factos, criamos
argumentos”.

FICHA TÉCNICA de “NOS PASSOS DE MAGALHÂES”

Produtora Delegada RTP2:
Maria João Rolão Preto
Um programa de:
Gonçalo Cadilhe
Locução:
Gonçalo Cadilhe Rute Marinho
Operadores de Imagem Viajantes:
Paulo Couto Tiago Mendes
Operadores de Imagem na Índia:
Malesh Nambialil Suraj Kurade
Edição de Vídeo/Áudio e Pós-Produção de Vídeo:
Joana Deusdado
Edição de Vídeo/Áudio Pgm2 e Pgm3:
Luís Bernardo
Grafismo e Concepção Gráfica:
José Lemos
Produção:
Carlos Rodrigues Inês Marques Joana Guedes Pinto
Controlo Financeiro:
Anabela Ventura Martins
Direcção de Projecto:
Arminda Sousa Deusdado Teresa Schmidt
Realização:
Daniel Deusdado Gonçalo Cadilhe
Produção: Farol de Ideias e Produções Fictícias, unidas em "O Estado do Sítio"

080505

Related Interests