You are on page 1of 5

Regulamento Oficial

1) Manter em sua vida particular ou espiritual, conduta irrepreensível, de modo a não citar
críticas, pois qualquer deslize reflete diretamente em seu desenvolvimento mediúnico e
denigre o nome da casa onde você exerce suas funções espirituais.
2) Procurar se instruir dos assuntos espirituais elevados, lendo o Evangelho de Jesus
Cristo e outros livros indicados pela direção da casa.
3) Conservar sua saúde psíquica, vigiando constantemente o aspecto moral.
4) Não alimentar vibrações de ódio, rancores, inveja, ciúme, vaidade ou qualquer
pensamento negativo, lembre-se o seu crescimento mediúnico depende de muito amor,
resignação e humildade.
5) Não julgar que o seu protetor é mais forte, mais sabido, “muito mais tudo” que o do seu
irmão médium.
6) Não viva querendo impor seus dons mediúnicos, contando com insistência, os feitos de
seu guia protetor.
7) Dê paz a seu protetor no plano astral, deixando de falar tanto o seu nome, cantando
seus pontos, isto é vibrando constantemente nele. Assim você está se fanatizando, e
ocupando a entidade com coisas sem importância. Fique certo que se ele tiver ordens e
direitos de trabalho sobre você, poderá até discipliná-lo, cassando-lhe as vibrações
mediúnicas e mesmo infringindo-lhe castigos materiais, orgânicos, financeiros e etc.
8) Não vá para os encontros espirituais (reuniões, estudos e sessões) aborrecido, e quando
lá chegar, não procure conversas fúteis. Recolha-se a seus pensamentos de fé, paz e
caridade.
9) Não se preocupe em saber o nome de sua entidade, antes que ela julgue necessário e
por seu intermédio. É de toda conveniência também, que não tente reproduzir qualquer
ponto riscado que tenha te impressionado, como sendo o de sua entidade, o ponto riscado é
uma chave de ligação da falange de seu guia com você, quando ele tiver confiança em
você, ele lhe dará essa chave.
10) Não tenha convivência com pessoas más, viçosas, maldizentes, etc. Isto é importante
para o equilíbrio de sua aura e dos seus próprios pensamentos, tolerar a ignorância não é
compartilhar dela.
11) Acostume-se a fazer todo o bem que puder, sem visar recompensas.
12) Tenha ânimo forte através de qualquer prova ou sofrimento. Aprenda a confiar e
esperar.
13) Faça recolhimentos diários, a fim de meditar sobre ações e outras coisas importantes de
sua vida.
14) Lembre-se que todos nós erramos, pois o erro é da condição humana e, portanto ligado
a dor, a sofrimentos, e consequentemente as lições.
15) Zele por sua saúde física, com alimentação racional e equilibrada.
16) Não abuse de carnes, álcool e fumo.
17) Tenha sempre em mente a importância da humildade e simplicidade, lembre-se que
o orgulho, a vaidade e o egoísmo, cavam o túmulo do médium.

Reflexão:
Acima, você recebeu algumas recomendações que se você seguir, lhe tomarão melhores
seres humanos e por conseqüência, bons médiuns. São sugestões comportamentais, éticas
e morais, ninguém irá vigiar sua vida social e pessoal, porém é de grande importância que
reflita sobre isso, pois o médium que comete tais falhas vive em constante processo de
obsessão, pondo em risco sua mediunidade e atrapalhando a segurança dos trabalhos de
luz da Casa. Nesse caso, após ser advertido, ele será excluído do corpo mediúnico do
Templo de Xangô.
Rony Vilanova.

CONSIDERAÇÕES GERAIS
As reuniões espirituais oferecem enormes vantagens, por permitirem aos que fazem parte
se esclareçam, mediante permuta de idéias, pelas questões e observações que se façam,
dos quais todos aproveitam.Mas, para que produzam todos os frutos desejáveis requerem
condições especiais em relação às normas da casa.
A inscrição e início do médium novato, sem exceção, será efetivada, após o mesmo
comunicar o desejo de fazer parte do corpo mediúnico, e se aceito, freqüentar na condição
de consulente por sete semanas, tempo suficiente para que analise as propostas de
trabalho e de conduta que a Casa exige.
O verdadeiro desenvolvimento mediúnico se processa quando o médium está preparado
para que os guias a ele possam confiar missões. É bom saber que deve haver preparo
íntimo para uma tarefa de tal relevância, como nos trabalhos mediúnicos realizados no
Templo de Xangô, e que sendo assim, para que o mesmo não se torne incipiente, vazio e
desnecessário, deve possuir conhecimentos, disciplina, disposição e ideal rígido, qualidades
essas que determinarão seu crescimento e os tornarão confiáveis, perante as orientações
espirituais e pelo dirigente da Casa.
Para a realização dos nossos trabalhos espirituais, preparamos o médium com doutrina,
evangelização, técnica e disciplina. Esses conhecimentos são colhidos através de literatura
confiável e especializados.
Nossa Casa tem um programa de trabalho mediúnico e forma de ação diferente de outras
congêneres Cristã-espírita, por isso, é exigido aos médiuns antigos e novatos que se
entrosem aos rigores de nossa organização para melhor entrosamento e coesão nos
trabalhos.

Quanto aos fins e formação da Casa:
18) A casa tem por objetivo, o atendimento totalmente gratuito as pessoas nas questões
espirituais e aos estudos das leis de Umbanda e dos fenômenos espirituais, além de
promover aos seus membros o crescimento moral e espiritual, sem que haja nenhum
preconceito, social, racial, etc.
19) A estrutura funcional da Casa é constituída, por seu dirigente espiritual, e assistido
pelos membros por ele designado ao cumprimento das demais funções:
A) Financeira
B) Marcação de Consultas
C) Amanci
D) Defumador
E) Fiscalização
F) Ogãn
G) Comissão de eventos
H) Biblioteca
I) Cambonos (nos dias de consultas)

20) A Casa realiza em seus trabalhos a Umbanda tradicional, não se utilizando de comidas,
oferendas, matanças, recolhimentos, oráculos com finalidades adivinhatórios, confecções de
quartinhas e outros procedimentos Candomblecistas ou de Umbanda Africanizada. O
material pessoal dos médiuns e de suas entidades deverá ser levado para suas residências.
21) Na casa são realizados os seguintes trabalhos:

De consultas de Pretos Velhos as quintas feiras, de 15 em 15 dias, ás 18:30.
Somente trabalham, médiuns escolhidos para essa função.

As giras serão todos os domingos, a partir das 18:30 aberta a todos.
 As reuniões de Estudos que serão realizadas, em domingos intercalados aos
de gira, obrigatória a todos os médiuns e aberta a convidados.

Quanto às atitudes individuais e coletivas:
22) É obrigação dos médiuns ao chegarem no centro um tempo antes do horário
estabelecido, dirigir-se ao vestiário para trocar de roupa, providenciar os objetos de uso de
trabalho de seus guias e após ficarem recolhidos em silêncio e concentração.É
expressamente proibido trocar de roupa fora do local apropriado (vestiário).
23) O vestiário não é local para discussões ou comentários diversos, tão pouco local de
fumantes e etc.
24) Por ser considerado um local sagrado e um hospital espiritual, em nenhuma
dependência do centro é permitido fumar.
25) Os médiuns em dias de sessão devem abster-se do uso de qualquer bebida alcoólica,
cigarro,
bem como ingerir gorduras e carnes vermelhas.
26) A assinatura no Livro de Presenças, em todas as sessões, é obrigatória.
27) O silêncio, concentração, recolhimento e respeito são rigorosamente exigido durante as
reuniões.
28) Será chamada a ordem de todo aquele que se afaste das conveniências ou perturbar as
reuniões, de qualquer maneira.
29) A reincidência acarretará no desligamento do médium da Casa.
30) Nenhuma comunicação espírita poderá ser transmitida, antes de submetida, pelo
dirigente espiritual, que poderá admitir ou não a comunicação.
31) A Casa, considerando que sua responsabilidade pode achar-se moralmente
comprometida pelas publicações particulares, prescreve que ninguém poderá, de forma
escrita ou verbal, usar o nome da mesma sem que seja por ela autorizada, inclusive por
escrito em papel timbrado, assinada por seu dirigente.
32) Querendo manter em seu meio a unidade de princípios e o espírito de recíproca
tolerância, a Casa poderá resolver pela exclusão, de qualquer médium que constitua causa
de perturbação ou lhe tome abertamente hostil, com opiniões subversivas, manifestações
políticas, ou por um modo de proceder que ela não aprove.
33) O médium deve evitar fazer qualquer comentário de enaltecimento ou de menosprezo
dos protetores, seja seus ou de outros, evitando assim vaidades ou rancores.
34) O médium que faltar a três sessões consecutivas, sem justificativa, será afastado da
corrente mediúnica, tendo inclusive que passar novamente pelas sete sessões de limpeza e
reflexão, na condição de consulente.
35) Todo aquele que se torne motivo de escândalos, provocarem intrigas e promover atritos
e desuniões entre os irmãos e consulentes, será sumariamente excluído do corpo
mediúnico, pense bem sobre isso!
36) O estudo é fundamental, para formação moral, técnica, doutrinária e mediúnica, é
proibido faltar nesses dias. Caso isso ocorra, o médium só poderá retornar ao corpo
mediúnico, no próximo estudo, fazendo um resumo dos temas abordados no estudo
anterior, e deverá explaná-lo para os demais em forma de pesquisa.
37) O médium que chegar após o ritual de defumação nos dias de gira, permanecerá
sentado na assistência, esperando o consentimento de entrar ou não no terreiro. Caso não

seja autorizado, deverá permanecer ali até o final da sessão, de maneira educada e
resignada, é considerado ato de indisciplina tecer comentários menores ou se retirar da
sessão. Lembre-se que, quem errou foi você!
38) Para auxiliar na formação dos médiuns, o Templo possui uma biblioteca com normas
próprias e acervos variados de bons livros. Informe-se, se associe e instrua-se.
39) Haverá periodicamente um sorteio, onde o médium contemplado deverá fazer uma
breve explanação sobre temas referentes ao estudo da Mediunidade ou da Umbanda. Evite
ser pego de surpresa. Estude sempre!
40) É proibido: formação de grupos, politiquice, paquera, roupas indecentes, intromissão na
vida privada dos companheiros e do dirigente e recrutar médiuns para outras organizações.
41) Lembre-se sempre que você foi admitido na Casa para ajudar e edificar-se nos trabalhos
de caridade, nada, portanto de ser “renovador” e palpiteiro. A Casa está alicerçada em
fundamentos adquiridos em anos de experiência e sob orientação espiritual de seus
mentores. Se você não se adapta por incompatibilidade, o melhor é se afastar-se, assim não
haverá aborrecimento.
42) A posição e o lugar onde os médiuns se encontram são estabelecidos pelo dirigente, não
mude de lugar sem autorização. Os médiuns que ficam próximos e ao lado do dirigente, são
os mais antigos e com funções determinadas. Lembre-se você que ocupa esse lugar
deve ser o primeiro a dar o exemplo de disciplina e principalmente de humildade.
43) Só poderão realizar o desenvolvimento dos médiuns novatos, as entidades ou membros
da casa autorizados pelo dirigente.
44) É proibido entidades ou médiuns, colocarem as mãos na cabeça de outros médiuns e de
consulentes.
45) A Casa não tem por finalidade desenvolver consulentes, por isso não estimule a
incorporação do mesmo, e quando algum fenômeno mediúnico na assistência, e não sendo
espíritos perturbadores e relutantes, levar ao Altar e pedir que suba caso contrário fazer
subir na própria assistência.
46) Somente os médiuns autorizados poderão fazer uso de bebidas, charutos, cigarros e
outros objetos em seus trabalhos, porém de forma discreta e sem exageros, pois o abuso
levará a proibição.
47) Os médiuns autorizados a usar bebidas, charutos, cigarros e outros objetos em seus
trabalhos, deverão trazer estes objetos etiquetados com os nomes das entidades e
entregarem aos responsáveis pela distribuição dos mesmos e aguardar serem servidos.
48) O altar, a casa das almas, a casa dos exus e a casa dos pretos velhos são considerados
locais sagrados, não coloquem velas, pedidos, rosa, copo com água, bebidas e outros
objetos sem a autorização do dirigente.
49) Fica proibido qualquer médium ou entidade se posicionar á frente do altar ou dos
atabaques, interferirem na direção dos trabalhos é considerado falta grave.
50) É terminantemente proibido, qualquer pedido ou realização de trabalhos para o mal.
51) Fica expressamente proibida qualquer remuneração nos trabalhos no interior da Casa ou
em nome da mesma.
52) É considerada falta Gravíssima qualquer atitude de desordem como: bebedeira, gritos,
gestos ou insinuações sensuais ou obscenas, feitas por médiuns, consulentes ou entidades.
O infrator será sumariamente excluído da Casa.
53) Você também é responsável pelos atos de seus guias, não serão toleradas de forma
nenhuma atitudes arrogantes, ameaçadoras e aconselhamentos irresponsáveis.
54) A assinatura do livro de presença é obrigatória.
55) É cobrada uma mensalidade de valor pequeno a todos os médiuns: r$ 25 reais para os
adultos e r$ 15 reais para menores, para despesas de manutenção (valores cobrados para o
ano de 2015); o que não torna sócio da Casa e sim um contribuinte mantenedor.

Quanto aos Rituais da Casa:
56) Em sessões de gira ou desenvolvimentos, primeiro é feito o defumador, seguido do
ritual de saudação do altar “bater a cabeça”, depois as orações de abertura.
57) Sempre que saudar o altar é feito na seguinte ordem: primeiro médiuns ao lado do Pai
de Santo onde serão abençoadas e colocadas as guias, retornando ao local de origem.
58) A ordem de chegada dos guias ou orixás é sempre em primeiro lugar a entidade do

dirigente ou de quem ele determinar que chegue primeiro, após, as chegadas dos médiuns
ao lado do dirigente. Por último as entidades dos demais médiuns.
59) No momento da subida das entidades ou dos orixás, deve todos interromper
imediatamente os trabalhos e obedecerem a ordem de subida. Quando a entidade ou Orixá
do dirigente estiver em terra, na hora da subida, esta será a última a subir não podendo
haver mais nenhuma outra incorporada no terreiro.
60) Para o encerramento, será feito a oração final quando os médiuns louvarão o altar, e
novamente serão abençoados pelo dirigente e suas guias serão retiradas.

Quanto à roupa:
61) O uniforme da Casa é predominantemente de cor branca, podendo em ocasiões
comemorativas, usarem de forma discreta blusas, saias ou sombras, nas cores dos
Orixás homenageados.
62) As roupas coloridas e os objetos usados pelos Exus, como: pandeiros, ferramentas,
coroas, chapéus, bengalas e etc., só poderão ser usadas pelas entidades autorizadas pelo
dirigente, e isso não lhe dá o direito de transferir para outros estes objetos.
63) É privado ao Pai de Santo o uso de qualquer tipo de ferramentas cortantes ou
perfurantes, como: punhal, faca, garfo, arco e flecha, machada e outros.
64) Fica proibido o uso de colares ou guias de qualquer natureza sem a autorização do
dirigente.
65) É vetado o uso de roupas decotadas, saias curtas, shorts, blusas de alças e
transparentes e outras que não condizem com as normas de decência da Casa, tanto por
médiuns como pela assistência.
66) As guias simbolizam objeto sagrado para os Umbandistas, não são meros adereços ou
enfeites, portanto devem ser tratadas com respeito.
Nota Final:
Agora você já conhece as normas para fazer parte do corpo mediúnico do Templo de Xangô;
seja Bem Vindo e saiba que terá ORGULHO de pertencer a essa irmandade.
Que oxalá lhe abençoe, sempre!