MUNICÍPIO DE FEIRA GRANDE - AL

CONCURSO PÚBLICO 2014

Cargo (Nível Superior – NS):

Código: 06

PROVA TIPO

FONOAUDIÓLOGO

1

Prova de Português, Raciocínio Lógico e
Conhecimentos Específicos

MUNI CÍ PI O DE
FEI RA GR AND E

2014

CADERNO DE QUESTÕES
INSTRUÇÕES GERAIS
1.
2.
3.

4.
5.
6.
7.
8.

9.

10.
11.
12.
13.
14.
15.

Este Caderno de Questões somente deverá ser aberto quando for autorizado pelo Fiscal.
Antes de iniciar a prova, confira se o tipo da prova do Caderno de Questões é o mesmo da etiqueta da banca
e da Folha de Respostas de questões objetivas.
Ao ser autorizado o início da prova, verifique se a numeração das questões e a paginação estão corretas.
Verifique também se contém 40 (quarenta) questões objetivas com 5 (cinco) alternativas cada. Caso contrário,
comunique imediatamente ao Fiscal.
O tempo disponível para esta prova é de 2 horas e 30 minutos. Faça-a com tranquilidade, mas controle seu
tempo. Esse tempo inclui a marcação da Folha de Respostas de questões objetivas.
Você somente poderá sair em definitivo do Local de Prova depois de decorridas 2 horas do início da aplicação.
Na Folha de Respostas de questões objetivas, confira seu nome, número do seu documento de identificação,
tipo de prova e cargo escolhido.
Em hipótese alguma lhe será concedida outra Folha de Respostas de questões objetivas.
Preencha a Folha de Respostas de questões objetivas utilizando caneta esferográfica de tinta azul ou preta.
Na Folha de Respostas de questões objetivas, preencha completamente o círculo correspondente à alternativa
escolhida, conforme modelo:

Será atribuído o valor ZERO à questão que contenha na Folha de Respostas de questões objetivas: dupla
marcação, marcação rasurada, emendada ou com “X”, não preenchida totalmente ou que não tenha sido
transcrita.
A correção da prova objetiva será efetuada de forma eletrônica, considerando-se apenas o conteúdo da Folha
de Respostas de questões objetivas.
Caso a Comissão julgue uma questão como sendo nula, os pontos serão atribuídos a todos os candidatos.
Não será permitida qualquer espécie de consulta.
Ao terminar a prova, devolva ao Fiscal de Sala este Caderno de Questões, juntamente com a Folha de
Respostas de questões objetivas, e assine a Lista de Presença.
Na sala que apresentar apenas 1 (um) Fiscal, os 3 (três) últimos candidatos somente poderão ausentar-se da
sala juntos, após a assinatura da Ata de Encerramento de provas.
Assine neste Caderno de Questões e coloque o número do seu documento de identificação (RG, CNH etc.).
Boa Prova!

N. do doc. de identificação (RG, CNH etc.):

Feira Grande/AL, 17 de agosto de 2014.

Assinatura do(a) candidato(a):

Você confia no resultado!

.

com/> Acesso em 19 jun. No entanto. que é transmitido desde a infância. C) Os versos afirmam que o “lixo” (“preconceito”) somente existe porque as pessoas não sabem a razão dele. pandorga. Assinale a alternativa que explica os versos: “Precisamos da lavagem cerebral pra acabar / Com esse lixo que é uma herança cultural”. A) pronome reflexivo e pronome reflexivo. B) pronome reflexivo e partícula de realce. 06) 1 Você confia no resultado! . São Paulo: Contexto.] Disponível em: <http://administer33. D) pronome recíproco e partícula de realce.wordpress. Precisamos da lavagem cerebral pra acabar B) advertência e conclusão.br/gabriel-pensador/66182/>. tinta e detritos. retrato da ignorância.] Disponível em: <http://letras. não fazendo assim uma “lavagem cerebral”.. Como eu já disse racismo é burrice ILARI. quando seguro por um barbante. C) antonímia. cola e algumas varetas. E) hiperonímia. 4. D) meronímia. Acesso em 10 maio 2014. opondo resistência ao ar. Esse brinquedo recebe vários nomes: papagaio. a palavra administração sofreu uma radical transformação em seu significado original. II. os “se” em destaque nos enunciados exercem. organização.. O atual diretor da estatal se permitiu outra façanha impensável: que chefes e subalternos virassem amigos. as expressões “no entanto” e “assim” exprimem. E) Os versos afirmam que é necessário uma mudança de mentalidade (“lavagem cerebral”) para dar fim ao preconceito (“lixo”) que é transmitido de geração a geração. 1. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. Seja do povão ou da “elite” Não participe A questão 2 refere-se ao texto abaixo. respectivamente.. Os termos destacados no texto evidenciam uma relação de A) anomalia.. a função de [. Lavagem cerebral A questão 1 refere-se ao texto abaixo.. as ideias de [. Dados os enunciados. Assim a Administração é o processo de planejar. 2014. D) Os versos defendem a herança cultural através da conscientização (“lavagem cerebral”) para amenizar as atitudes preconceituosas (“lixo”). 2002. No texto. dirigir e controlar o uso de recursos a fim de alcançar objetivos. Rodolfo. [. isto é.] O racismo é burrice mas o mais burro não é o racista É o que pensa que o racismo não existe O pior cego é o que não quer ver E o racismo está dentro de você Porque o racista na verdade é um tremendo babaca Que assimila os preconceitos porque tem cabeça fraca E desde sempre não para pra pensar Nos conceitos que a sociedade insiste em lhe ensinar E de pai pra filho o racismo passa Em forma de piadas que teriam bem mais graça Se não fossem o retrato da nossa ignorância Transmitindo a discriminação desde a infância E o que as crianças aprendem brincando É nada mais nada menos do que a estupidez se propagando Qualquer tipo de racismo não se justifica Ninguém explica A) oposição e conclusão. Com esse lixo que é uma herança cultural C) contrariedade e conclusão. tendência para) e minister (subordinação ou obediência) e significa aquele que realiza uma função abaixo do comando de outrem. direção e controle de todos os esforços realizados em todas as áreas e em todos os níveis da organização. respectivamente. O QUE É ADMINISTRAÇÃO? O que é? (Conceito e processo) A palavra administração vem do latim ad (direção. quadrado. Pois como eu já disse racismo é burrice Com papel. C) pronome recíproco e pronome reflexivo. I. As pessoas festejavam pelas ruas da cidade e sujavam-se com lama. pipa etc. a fim de alcançar tais objetivos da maneira mais adequada a situação. B) Os versos retratam todo processo de miscigenação (“herança cultural”). considerando que não se pode fugir do preconceito (“lixo”). A) Os versos retratam o preconceito. 3. 2. A tarefa da Administração é de interpretar os objetivos propostos pela organização e transformá-los em ação organizacional por meio do planejamento. Todo mundo é racista mas não sabe a razão D) contrariedade e comparação. organizar. B) sinonímia. Introdução ao Estudo do Léxico: brincando com as palavras. E) partícula de realce e conjunção integrante. as crianças constroem pelo Brasil afora um brinquedo que voa.mus. aquele que presta um serviço a outro. Então eu digo meu irmão E) continuidade e comparação..Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 PORTUGUÊS 17 – AGO – 2014 A questão 4 refere-se ao texto abaixo.

D) causalidade. não pode ir a grande velocidade. mas construir um muro onde a bola chutada pelo adversário repique e retorne: uma nova modalidade da pelota basca com frontão. B) I e III.wordpress. II. 06) 2 Você confia no resultado! . C) justificação. após cada jogo. o médico. o técnico.. amarrado. A relação semântica estabelecida entre as duas orações justapostas é de A) finalidade. p. o tesoureiro. O gol é necessário. D) III e IV. 8. nega a mercadoria pela qual este paga. Quer continuar a respirar? Comece a preservar. o plano da alimentação popular sem alimento. os vice-presidentes. ou perdeu de 1 a 0 ou o resultado ficou num zero a zero oco. C) I e III. 2007. porque é novo.. E) I. Dadas as frases. E) I. e nem é aconselhável. I. B) complemento nominal. no qual os jogadores não devem jogar propriamente. os conselheiros. Mata Atlântica. pois. todos eles se batem com unhas. Vai-se tornando avaro esse esporte.S. Em: “Não sabemos o que é isso. III e IV.Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 17 – AGO – 2014 A questão 8 refere-se ao texto abaixo. Os jogadores. o gol é “alimento” do povo. apenas. o roupeiro. apenas. sequioso de tentos de seu clube. Quando dava gol em nossos campos. porque se constitui em uma das alegrias do futebol. E assim. O homem da arquibancada. II. O narrador considera o público o único que ainda sente saudades dos tempos em que o gol era indispensável ao futebol. I.com/2011/page/13/> Acesso em 23 jun. o véu da noiva virginalmente alvo. já que todos os demais envolvidos no universo do futebol o apoiam na defesa. Porque o automóvel é novo. não pode ir a grande velocidade.. reduzidos à condição de tijolos e reboco. apenas. e nem é aconselhável. o diretor de futebol e seus parentes. o gol é o pão do povo. vivendo à custa do consumidor. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód.] CAMPOS. Paulo Mendes. C) adjunto adnominal. entender de futebol: preferível que seja um duro mestre pedreiro. pois o presidente do clube. demonstrando que o futebol moderninho atingiu o máximo da perfeição negativa: o marcador em branco. entender de futebol [. 2014. à base de contra-ataques. O torcedor não mudou. ed. a palavra em destaque deve ser sintaticamente classificada como A) adjunto adverbial de modo. mas nas brochuras parece excelente”. Fundação S. apenas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. dentes e risquinhos no quadro negro pelo futebol das trincheiras. B) conclusão. 4.. IV. E) predicativo. O técnico não precisa. apenas. 6. [. limitando com abundância de espaço material as possibilidades de penetração da bola. A questão 6 refere-se ao texto abaixo. de acordo com as ideias contidas no texto. O narrador expõe o seu pensamento sobre o futebol e faz uma analogia entre o gol e o pão. II. Disponível em: <http://qualidadeonline. os beneméritos. A questão 5 refere-se à tira abaixo. Para o narrador. é ainda o único homem-gol. verifica-se que estão corretas verifica-se que há oração subordinada causal em A) I e II. B) II e III. capaz de construir em campo o muro que impeça a bola de passar. 21-22. D) II. II e III. O gol é necessário No futebol. apenas. III. D) objeto direto. apenas. quanto à análise sintática dos períodos. o torcedor pegava o seu pão no estádio aos gritos de contentamento e ficava a saboreá-lo com os amigos durante uma semana. não à vista. O automóvel não pode ir a grande velocidade. babam-se de vaidade ao microfone os generais dessa batalha sem tiros: o time que eles comandam ganhou de 1 a 0. o jardim sem plantas.O. o viveiro sem passarinhos. Dadas as afirmações que seguem. III. 5.]”. uma vez que se afirma algo querendo apontar para o inverso do que se afirma. há presença de ironia. continuando como sempre com sede de gol: mudou o futebol. o massagista. por isso. O automóvel é novo. C) II e IV. Em: “O técnico não precisa. mas antes de ver gols. apenas. E) concessividade. aferrolhado. A) I. 7. não precisam ter habilidade: preferível que sejam uns manguarões quadrados. o futebol sem a mácula do gol. A gestação do gol era tão séria que os jornais publicavam nos dias seguintes o seu diagrama.

as seguintes relações temporais: D) subordinada adjetiva explicativa. a mais velha. seu silêncio à mesa na hora do jantar. C) posterioridade. O Pedro leu o jornal enquanto o Rui estava escrevendo uma carta. De que muito pouco sei É. os travessões foram utilizados para C) metáfora. A Hora da Estrela. seu constrangimento quando o ex-marido vinha buscar a filha do casal para um passeio. O professor ofereceu-lhe um livro de Gabriel García Marquez. o Rui já tinha escrito uma carta. Os críticos consideraram o filme um desastre. 1998. D) objeto indireto. Ando devagar 13. A questão 13 refere-se ao fragmento de conto abaixo.mus. Quando vejo o meu cavalo livre e solto no prado – tenho vontade de encostar meu rosto no seu vigoroso pescoço e contar-lhe a minha vida. modos verbais. Acesso em: 12 maio 2014. o vocábulo “que” introduz uma oração II. D) hipérbato. TEIXEIRA. p. Disponível em: <http://letras. Por Deus! Eu me dou melhor com os bichos do que com gente. E) adjunto adnominal. anterioridade e posterioridade. predicativo do sujeito e objeto direto. ele não disse nada. I. quanto ao emprego de tempos e Disponível em: <http://vidadeprogramador. E) coordenada sindética explicativa. 14. 11. C) subordinada adjetiva restritiva. A) subordinada adverbial. II. 2014.] SATER. Mas era visível sua reprovação. Hoje me sinto mais forte E) presença de um posicionamento diante de um tema. I. 10.”. Em “Eu já fiz tudo o que vocês pediram e a internet não volta. Tocando em frente. Ou nada sei [. as funções sintáticas de A) sujeito. Almir . predicativo do objeto e objeto indireto. D) simultaneidade. C) isolar enunciados intercalados em outros enunciados. No fragmento de conto.br/>.” E) simultaneidade. Acesso em: 22 jun. “A família no espelho da sala. E quando acaricio a cabeça de meu cão – sei que ele não exige que eu faça sentido ou me explique. B) intercalar observações ou comentários acessórios. 12. percebe–se que há Porque já tive pressa A) características de um discurso direto.. D) demonstração de criticidade acerca de um tema. simultaneidade e posterioridade. Quando Pedro chegou. III. nos diálogos. A) indicar. respectivamente. a mudança de interlocutor. Dadas as frases. 17 – AGO – 2014 A questão 12 refere-se ao quadrinho abaixo. E) personificação.br/almir-sater/>. D) indicar uma hesitação ou suspensão de um pensamento. Tocando em frente São Paulo: Cosac & Naify. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. No texto narrativo de Clarice Lispector. A) anterioridade. respectivamente. C) objeto direto. anterioridade e simultaneidade. AQUINO. O Rui comprou a passagem às dez horas. M.com. posterioridade e anterioridade. quem sabe Só levo a certeza A questão 14 refere-se ao texto abaixo. B) objeto indireto. E levo esse sorriso B) mais elementos narrativos que descritivos. predicativo do objeto e sujeito. 06) 3 Você confia no resultado! . E) intercalar uma enumeração a respeito de algo mencionado. predicativo do sujeito e objeto direto. A figura de linguagem que aparece na primeira estrofe da letra LISPECTOR. 2003. Clarice. “Quando Helena. B) subordinada substantiva. 2006..Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 9. Mais feliz. Porque já chorei demais C) mais elementos descritivos que narrativos. São Paulo: Rocco. separou-se do marido e voltou a morar conosco trazendo a filha pequena. Dados os enunciados. 38. da música é o/a A) ironia. Aconteceram grandes modificações no Senado Federal. III. os constituintes em destaque exercem. Eu me acostumo mas não me amanso. A questão 11 refere-se ao texto abaixo.. objeto indireto e sujeito. In: Famílias terrivelmente felizes.. anterioridade e simultaneidade. Renato. B) anterioridade. o ônibus partiria uma hora depois. B) antítese. assinalam-se.

verifica-se que está(ão) correta(s) apenas A) I. IV. dadas as proposições a seguir. C) II e IV. tem valor de adversidade.br/>. Acesso em: 19 jun. do que são “relações públicas”. E) III. No segmento: “Isso se chama interesse!” (3º quadrinho). III e IV. D) IV. O tipo de conexão sintático-semântica entre o 2º e o 3º quadrinho tem valor temporal. entre o 3º e o 4º. III. I. II. 06) 4 Você confia no resultado! .blogspot. Com base na tirinha. II e III. 15. No segmento do 3º quadrinho. o pronome demonstrativo “isso” faz alusão a “relações públicas”. 2014.Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 17 – AGO – 2014 A questão 15 refere-se à tirinha abaixo. a expressão “linguagem poético-comercial” sugere uma apresentação conceitual. B) I. dada pela personagem Mafalda. No 4º quadrinho. Disponível em: <http://rederp.com. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. existe um exemplo de pronome pessoal oblíquo na posição enclítica.

então é atleta”. B={{}} e C={{2}. 18. Carlos não nada. D) ∃x∃y(F(x)→G(y)). D) suas cardinalidades são diferentes entre si. conjunção. Cláudio não estuda”. o valor de x é A) 343. D) verdadeira apenas no caso do valor-verdade de B ser falso. C) 515. 125. Cláudio estuda. D) 617. “Antônio corre somente se Carlos nada” e “Se Antônio não corre. B) ∃x∃y(~F(x)→~G(y)). D) se Cláudio estuda. x. A afirmação “Atletas são profissionais” é equivalente a A) “Profissionais são atletas”. E) ∀x∀y(F(x)^~G(y)). 20. B) as cardinalidades de A e C são iguais.4}}. B) 373. ^. respectivamente. então não é atleta”. C) se Antônio corre. B) se Gilberto dorme. E) “Se não for profissional. a fórmula ((A → B) ^ A) → B é A) falsa no caso do valor-verdade de A ser falso. D) “Se não for profissional. então é atleta”.{3. 19. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. Dados os conjuntos A={}. é correto afirmar que A) as cardinalidades de A e B são iguais. v e → representam negação. B) falsa no caso do valor-verdade de B ser falso. E) verdadeira independentemente dos valores-verdade de A e B. Gilberto dorme. pode-se inferir que: A) se Carlos nada. E) 618. 17. C) as cardinalidades de B e C são iguais. E) a cardinalidade de C é superior a de B em 2 elementos.Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 17 – AGO – 2014 RASCUNHOS RACIOCÍNIO LÓGICO 16. Considerando que os símbolos lógicos ~. então não é atleta”. 06) 5 Você confia no resultado! . Uma negação da fórmula da lógica de primeira ordem ∀x∀y(F(x)→G(y)) é A) ∀x∀y(~F(x)→~G(y)). C) “Se for profissional. C) verdadeira apenas no caso do valor-verdade de A ser falso. Carlos nada. 27. disjunção e implicação. Antônio corre. Se existe um padrão para a obtenção dos elementos da sequência 1. E) se Gilberto não dorme. 729. B) “Se for profissional. 21. C) ∃x∃y(F(x)^~G(y)). Das premissas “Gilberto dorme somente se Cláudio estuda”.

E) 5 040. Ele constatou que apenas dois eventos. além desta matéria. qual foi a probabilidade de e2 ocorrer? A) 80% B) 75% C) 70% D) 50% E) 25% 25. e1 e e2. B) 24. C) 32. 23. Quantas pirâmides com altura H e base quadrada de lado L são necessárias para se obter o mesmo volume de um prisma cuja altura é 2H e cujas bases são triângulos retângulos com catetos medindo L? A) 1. apenas de Matemática. Nessas condições. B) 240. 24. 20 alunos gostam de 17 – AGO – 2014 RASCUNHOS Matemática. E) 9. Sabe-se também que todos os 12 alunos que gostam de Química gostam. eram observáveis e que sempre apenas um deles era visto por vez. B) 3. C) 360. D) 34. Periodicamente. qual o número exato de alunos dessa sala? A) 20. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. D) 6. 06) 6 Você confia no resultado! . Quantos anagramas da palavra escolas começam com a letra c? A) 120. E) 36. dos quais 4 também gostam de Português e não gostam de Química. numa sala de aula.Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 22. D) 720. Outra constatação foi que a probabilidade de e1 ocorrer foi 25% da probabilidade de e2 ocorrer. C) 4. um cientista observou o resultado de um determinado experimento. Com base nessas informações. Sabe-se que.

Para otimizar a sua atuação e assessorar estes encaminhamentos pelas escolas com essa demanda em diversas áreas da fonoaudiologia. verifica-se que estão corretos apenas C) Em geral a disfonia é a primeira causa de afastamento do professor de sala de aula. exigem um cuidado maior do fonoaudiólogo no processo de avaliação auditiva e no Programa de Conservação Auditiva (PCA). C) I. disortografia. D) II. porém. E) II. o PCA ainda é muito pouco divulgado nas organizações. por isso. II e IV. III e IV. Realizar atendimentos em grupos. E) Professores devem retornar à sala de aula após um período de seis meses de tratamento fonoaudiológico com exercícios diários de cinco minutos. utilizando. mas permanece com sequelas. O foco da sua abordagem são os atendimentos clínicos individuais de 120 usuários/mês. De acordo com o PCA. III e V. D) Cobrar valor adicional do cliente. Solicitar mais profissionais na área por meio de contratação ou concurso público. 28. em siderúrgicas e em metalúrgicas. A) I. Em relação ao quadro de disfonia em professores. o aparelho portátil de emissões otoacústicas. B) Pólipos bilaterais são retirados cirurgicamente e em 50% dos casos há reincidivas. este é um procedimento necessário. B) Disfagia orofaríngea. movimentos orofaciais e aquisição de linguagem. por meio de palestras informativas sobre a prevenção de alterações de linguagem e voz. dificuldade de aprendizagem. A) Ênfase nas habilidades auditivas. C) Encaminhamento para terapia ocupacional. De acordo com esta síndrome. desvio fonético-fonológico. E) Realizar estudos e pesquisas em determinadas áreas da fonoaudiologia. Após este período. IV. B) Ênfase na estimulação com medicação. De acordo com o Código de Ética Profissional em Fonoaudiologia. D) Pólipos nas cordas vocais. 17 – AGO – 2014 30. assinale a alternativa correta sobre a intervenção fonoaudiológica. IV e V. Realizar assessoria às escolas. 29. E) Ênfase na deglutição. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. as quais serão tratadas em domicílio por um fonoaudiólogo. minimizando possíveis efeitos do elevado nível de pressão sonora e outros agentes de risco. As perdas auditivas que ocorrem com profissionais que atuam no trânsito. Realizar intervenções de triagem na escola na companhia dos professores para despertar nos educadores estratégias de atuação na área da leitura e escrita. E) Diagnosticar precocemente a perda de audição dos funcionários da empresa conduz a muitos problemas trabalhistas. A) É comum que a disfonia seja psicogênica. D) Ênfase na estimulação elétrica de exercícios musculares faciais. Criança com 02 anos de idade comparece para atendimento fonoaudiológico apresentando como laudo a síndrome de Möebius. B) Fornecer informações ao cliente do seu prontuário. A) Presbiacusia.Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 26. C) O fonoaudiólogo deve realizar in locu a avaliação audiológica completa. A) O PCA é da responsabilidade do fonoaudiólogo. 31. Dados os procedimentos para amenizar o acúmulo de pacientes em lista de espera. C) Atender concomitantemente com outro fonoaudiólogo. preferencialmente. V. que deve solicitar ao empregador o tratamento possível para o seu funcionário. C) Retardo de linguagem. o que resulta em uma lista de espera enorme de crianças com suspeita de dislexia. Paciente com 72 anos sofre Acidente Vascular Encefálico D) O PCA melhora a qualidade de vida do trabalhador. B) Ainda não existe uma legislação eficaz nesta questão da saúde auditiva. três vezes ao dia. I. assinale a alternativa correta em relação aos seus objetivos. quando o fonoaudiólogo não é especialista no tema da pesquisa. E) Disfluência de desenvolvimento. Joana é a única fonoaudióloga da prefeitura de uma cidade do interior de Alagoas. assinale fonoaudiólogo é vetado. 27. a profissional vai rever sua atuação e realizar mudanças. para cada nódulo. B) I. discalculia. III e V. 06) 7 Você confia no resultado! . III. Isquêmico (AVEI) e fica hospitalizado por 46 dias. a alternativa em que o A) Apontar falhas na instituição em que atua. conforme a patologia e a faixa etária dos participantes. que se caracteriza por paralisia congênita e não progressiva do VI e VII nervos cranianos e estrabismo convergente (fácies de máscara). assinale a alternativa correta. D) A síndrome de Burnout não está associada aos nódulos nas cordas vocais apresentados por professores. apresenta recuperação adequada com alta hospitalar. distúrbios do processamento auditivo e professores com alterações vocais encaminhados pelas escolas. Assinale a alternativa com a sequela do AVEI. na construção civil. Participar da equipe escolar (pré-escola e ensino fundamental I) na formação e capacitação dos educadores na área de linguagem. II. quando o convênio reembolsa de maneira insuficiente. disgrafia.

De acordo com este caso.t. figurafundo e fechamento auditivo. D) Teste de índex-índex – paciente deve caminhar para os lados direito e esquerdo sem perder o equilíbrio. V. alterações emocionais típicas de adolescente. A) As alterações são somente semânticas. De acordo com este caso. desvio fonológico. de olhos fechados deve levar o indicador até o nariz. onicofagia. apenas. desvio fonológico.n. C) Teste de Unterberger – paciente deve realizar marcha sem sair do lugar. espaço e memória auditiva. E) As alterações envolvem principalmente o tamanho do enunciado nas frases. Em relação a esta alteração. movimentação de cabeça para facilitar a deglutição. respiração oral. grau leve a moderado bilateral. sintático-semântico e pragmático-discursivo. IV e V. E) Teste de Romberg – paciente sentado. alteração dos fonemas /l. dores miofaciais. atraso de linguagem. Menino de 09 anos apresentou perda auditiva condutiva de alteração na aprendizagem da leitura e da escrita. A) Disfunção temporomandibular.Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 17 – AGO – 2014 32. cursa o 9º ano do ensino fundamental II. e medicado com ritalina. os seus limiares auditivos estão dentro dos padrões de normalidade mas ele continua desatento. deslocamento de disco articular. B) Testes monóticos e dicóticos. apenas. Independentemente da concepção de linguagem escrita e da abordagem linguística adotadas. C) II e III. E) Testes de localização da fonte sonora e monóticos. com teste de nistagmo C) Reabilitação vestibular e a reabilitação auditiva por meio de dispositivos eletrônicos. medicação que o deixou muito sonolento e com mais falta de atenção. Assinale a alternativa correta em relação à avaliação otoneurológica. D) Testes de localização da fonte sonora e dióticos. Conhecer a performance da criança na linguagem escrita e compará-la com a esperada para crianças da mesma idade cronológica. B) Teste de Unterberger – paciente deve caminhar em uma linha reta sem perder o equilíbrio. respiração oral e distúrbio do processamento auditivo. apenas. sempre apresentou rendimento escolar regular. existem alguns procedimentos que são fundamentais para o diagnóstico desse tipo de alteração. assinale a alternativa que apresenta a hipótese diagnóstica fonoaudiológica. estuda em escola particular. respiração oral e distúrbio do processamento auditivo. 37. E) Reabilitação do processamento auditivo com ênfase em exercícios de memória para sons verbais e não verbais. II. devido à otite crônica na primeira infância. Realizar exames complementares para diagnóstico diferencial de perda auditiva ou deficiência mental. assinale a alternativa na qual os subtestes do processamento auditivo devem estar alterados. D) I. maus hábitos orais como a sucção do digital. B) As alterações causam somente desvio fonológico. hipertrofia de tonsilas. S. D) Disfunção temporomandibular. Menino adotivo com 11 anos de idade apresenta baixo rendimento escolar. o qual foi alterado. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. já repetiu o 3º ano do ensino fundamental I. verifica-se que está(ão) correto(s) apenas 36. Há muitas controvérsias sobre a avaliação de crianças com 35. III. Realizar somente testes objetivos com protocolos validados na língua portuguesa. Definir o diagnóstico a partir do protocolo de Emília Ferreiro (1986) com as quatro palavras e uma frase. A) Teste de índex-óndex – paciente deve caminhar cruzando as pernas de braços abertos. De acordo com este caso. C) Testes dióticos.s. C) As alterações são somente de ordens pragmáticas. respiração oral e deficiência intelectual. apresenta perda do equilíbrio. deglutição atípica. desvio fonológico. D) Reabilitação do processamento auditivo com exercícios gnósicos e de habilidades auditivas. I. A) IV. desvio fonológico. apenas.r/. A prematuridade gera alterações na linguagem. IV. alteração auditiva flutuante unilateral. alteração nas noções de lateralidade. II. 33. II e V. A) Testes dióticos e dicóticos. assinale a alternativa que apresenta o(s) objetivo(s) da intervenção fonoaudiológica. miosite. que se estendem até o período escolar.d. monóticos e dicóticos. Contemplar na avaliação de linguagem os aspectos fonéticofonológico. C) Disfunção temporomandibular. analise as afirmativas abaixo e assinale a correta. deglutição atípica. Ele realizou a avaliação do Processamento auditivo. B) V. de mesmo nível socioeconômico e escolaridade. com olhos fechados. Para esse caso. Além disso. que apresenta respiração oral. 34. distúrbio do processamento auditivo e dificuldade de aprendizagem. má-formação facial. inclusive já foi avaliado por psicopedagogo que suspeitou de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). localização de fonte sonora com ruído competitivo. Atualmente. respiração oral e distúrbio do processamento auditivo. D) As alterações causam distúrbios do processamento auditivo. A) Reabilitação vestibular e a reabilitação do processamento auditivo. é uma menina de 14 anos. intercalando os braços direito e esquerdo. desatenção. verificando o seu histórico escolar. B) Disfunção temporomandibular. E) Deglutição atípica. B) Reabilitação vestibular semiespontâneo. III. 06) 8 Você confia no resultado! .z. E) I. dadas as afirmativas abaixo quanto aos procedimentos.

E. Não foi possível realizar o exame completo. Os resultados dos exames audiológicos de E. avaliação das emissões otoacústicas. Crianças com síndrome de Down podem manifestar várias alterações orofaciais e outras alterações que irão prejudicar a aquisição e o desenvolvimento de linguagem. bonecos e miniaturas de animais e intenção comunicativa por meio de gestos e onomatopeias. vocabulário. masculino. E) Falta de membros. monitoramento audiológico. Eles moram em uma fazenda. A síndrome de Cockayne pode gerar várias alterações orgânicas e sensoriais. C) Deglutição adaptada. apresentaram limiares auditivos rebaixados em algumas frequências – indicando perda condutiva de grau moderado. B) Conto e reconto de histórias infantis. orientação aos pais para o ingresso do filho na escola e início da terapia para disfluência. D) Alteração na orofaringe. D) Encaminhamento para psicólogo. como mãos e pés. atividade simbólica com os carrinhos. 40. assinale a alternativa correta. Em três sessões de avaliação vídeo-gravadas com a aplicação do protocolo PROC (Zorzi. reavaliação audiológica. psiquiatra e psicólogo e reavaliação fonoaudiológica a cada 06 meses. primogênito de um casal com dois filhos. C) Escalas de desenvolvimento infantil. terapia com uso de fones de ouvido e ênfase nas habilidades auditivas e de comunicação oral. Assinale a alternativa correta para o teste adequado no processo de avaliação de linguagem de uma criança com síndrome de Down com três anos de idade. no interior do estado de Alagoas. o menino apresentou compreensão das ordens verbais e não verbais. fala somente palavras com duplicidade de sílabas (C-V).. D) WISC – III. voz nasal. fluência e pragmática. B) Encaminhamento para neurologista. 39. orientação aos pais quanto à disfluência. Assinale a alternativa que indica a conduta e a abordagem da terapia fonoaudiológica possível de ser realizada pelo fonoaudiólogo.Município de Feira Grande – Alagoas Concurso Público 2014 Prova tipo 1 17 – AGO – 2014 38. NS – FONOAUDIÓLOGO (Cód. 2006). A) Surdocegueira. A) ABFW – provas de fonologia. E) Encaminhamento para avaliação otorrinolaringolócia. C) Encaminhamento para avaliação neurológica. A) Encaminhamento para geneticista e terapia fonoaudiológica para a fala e a voz. E) CONFIAS. repete várias vezes os mesmos sons com mímica facial e prolongamento de vogal e se mantém muito disperso e agressivo. timpanometria curva do tipo B e ausência de alguns reflexos. B) Prematuridade. orientação para os pais sobre a intenção comunicativa e o início das palavras mais complexas CCV e reavaliação fonoaudiológica a cada 03 meses. De acordo com estas alterações. Os pais são primos e não estão alfabetizados e vivem para trabalhar no corte da cana. devido à falta de condicionamento da criança. Os pais também demoraram para falar e apresentam um vocabulário pobre e restrito. 3 anos e 6 meses de idade. 06) 9 Você confia no resultado! .