Resposta em Frequência de

Amplificador a Transistor
Bipolar de Junção

.........................................8 Simulações ....................................................................................................................................................................................3 Resultados e Discussões..............................................................................................................9 Referências bibliográficas......................................................9 Conclusão........................................................................ 10 .....................................................................Sumário Sumário ............................................................................................................................................................................................................................................................................3 Introdução....2 Objetivos.........................

ou seja. e que também permita o circuito trabalhar com máxima tensão em uma alta variação de frequência. de valores independentes e controlados. para uma resistência onde elimine os ruídos. ou seja. os valores de Ib. introduzidos pelos capacitores nas baixas e altas frequências. simulações e experimentos em bancada.Ic e Ie (correntes na base. nosso objetivo foi analisar um circuito amplificador com um transistor bipolar de junção (TBJ) e a partir dessas análises montar o circuito em bancada para colhimento de dados e comparações teóricas. Metodologia Aplicada Primeiramente. Introdução Para a utilização de um amplificador. através de cálculos teóricos. também será preciso reajustar a resistência da fonte que inicialmente é de 820Ω. coletor e emissor) e respectivamente os valores de tensão nesses mesmos pontos. Sendo assim o grupo efetuou a montagem do circuito e teve como resultado a seguinte ilustração a baixo: .Objetivos Nosso objetivo neste experimento é obter as respostas em frequência do circuito amplificador. e a partir desse experimento obter os valores de tensão e corrente no transistor (TBJ). O primeiro passo foi realizar a simulação do circuito proposto pelo roteiro no PSpice. é possível utilizar uma frequência que permita ignorar os efeitos dos elementos capacitivos. reduzindo a análise somente aos elementos resistivos e fontes. Além disso. Investigaremos agora os efeitos da frequência no circuito. analisar os cortes (tanto alto quanto baixo) em que a frequência não opera com a tensão máxima.

7 uA). Depois da coleta dos dados o grupo realizou os ajustes para obtermos a forma de onda.8V). (-9.820KΩ para 17KΩ.1V) e (1.19 nA) e (5.Figura 1 Notamos em um primeiro momento que os valores de corrente no coletor. juntamente com os valores de tensão de corte () e tensão máxima (Vmáx).13 nA).7V). (1. e para isso ajustamos o transiente com as seguintes configurações: Figura 2 . a qual resultaria nos valores de frequência baixa (Flow) e frequência alta (Fhigh) de funcionamento. visto quem em bancada o grupo buscou utilizar um potenciômetro de 100KΩ como resistência máxima. visando o melhor ajuste em comparação a simulação. Para o circuito a ser simulado o grupo teve que ajustas as configurações para que pudéssemos obter uma forma de onda mais simples de ser analisada. Após o término da montagem o grupo optou por alterar o valor do resistor da base (Rb) para que os valores obtidos em simulação fossem mais próximos possíveis do resultados em bancada. emissor e base foram respectivamente: (9. e os valores de tensão de: (8. e para isso alteramos o valor da resistência de 0.

R.5KHz respectivamente. Nesse livro contém as fórmulas as quais foram utilizadas para obter os valores teóricos de frequência. de 1.3Hz e 195. o grupo ajustou o gerador de funções. e a partir do dimensionamento da resistência que foi substituída em Rb para os cálculos.L. NASHELSKY. Pearson Education do Brasil. na simulação representado por Vsin com as mesma configurações do que será utilizado em bancada. o qual tivemos como resultado a seguinte ilustração abaixo: Figura 3 De acordo com o resultado obtido o grupo pode colher os dados relacionados as frequências (Flow e Fhigh) sendo esses valores 156.12V e uma tensão de corte de aproximadamente 0. Metodologia de Bancada Em prática o grupo teve que aproximar os valores dos componentes por valores comerciais. Dispositivos Eletrônicos e Teoria de Circuitos. Cálculos relacionados a esse circuito foram realizados para serem comparados no tópico de resultados e discussões desse relatório. no entanto pelo fato de que já foi alterado esses valores na simulação não . VAMPL = Menor valor que o gerador de funções permite. com FREQ = 1kHz. em uma tensão máx. 2013. L. A Fonte VSIN. Simulamos o circuito.Depois de configurado a forma de onda. foi possível achar os valores cabíveis de frequência uma vez que os valores de corrente e tensão já eram conhecidos. o grupo optou por usar o livro: BOYLESTAD.8V. VOFF = 0V. corrente e tensão: A resistência utilizada foi de 17kΩ. tudo isso de acordo com as especificações do roteiro. AC = Menor valor que o gerador de funções permite.. 11a Edição. com o intuito de manter os resultados obtidos mais próximos possíveis da teoria.

2kΩ. Para isso primeiramente buscamos achar um valor de resistência no potenciômetro próximos ao valor que adotamos na simulação. posicionamos o multímetro na escala de resistência e suas duas ponteiras nos terminais do componente. • Fonte DC. 3. O objetivo de bancada foi montar o circuito amplificador com TBJ (Transistor bipolar de junção) de maneira que os resultados de tensão corrente e frequência de corte (Flow e Fhigh) batessem com os resultados obtidos em teoria. aproximadamente 17kΩ. 20uF. 5. • Potenciômetro. • Gerador de Funções. • Capacitores: 0.47uF. por tanto segue abaixo a lista de materiais que foram utilizados: Materiais: • Resistores de valores diversos: 68kΩ. 1. até que o valor mostrado atingisse um número próximo a 17k. • Transistor q2n2222. • Osciloscópio. a ilustração abaixo demonstra claramente o resultado da montagem que foi realizado: Figura 4 . ou seja.3kΩ.10kΩ.tivemos dificuldade no dimensionamento dos componentes para a montagem.6kΩ. Depois de dimensionado a resistência da base com o potenciômetro iniciamos a montagem do circuito na proto-board. • Proto-Board.

Depois de ligado ajustamos o osciloscópio de maneira a mostrar no canal um a forma de onda gerada pela saída do circuito amplificador. para que pudéssemos observar a forma de onda de saída. para ver se não ocorreu nenhum problema na montagem.Após a montagem o grupo tomo todos os cuidados possíveis para que o transistor não estivesse com a parte metálica tocando em nenhum outro componente. sendo assim posicionamos as ponteiras do osciloscópio na saída de Cc (capacitor do Coletor). realocamos os capacitores e ligamos o circuito de acordo com o apresentando no roteiro e com a figura 1 desse relatório. e para isso o resultado obtido foi o ilustrado a seguir: Figura 5 . o teste DC (sem capacitores). visto que o circuito n apresentou nenhum problema com o transistor ou curto. No entanto antes mesmo de ligar o circuito o grupo realizou um teste no mesmo.

e frequências de corte no domínio do tempo.16 1. uma vez que os resultados bateram tanto os teóricos quanto os práticos. bancada e dos cálculos realizados.962 875. notamos que os valores. o grupo aumentou a frequência de entrada de V1 (Vsin) de maneira com que pudéssemos notar a frequência de corte na forma de onda mostrada.64 . em vista do dimensionamento inicial da resistência da base feita pelo potenciômetro.67 9.14V com isso para obtermos o valor da tensão de corte dividimos esse valor por raiz de 2. que por sua vez resultou em um valor de 0. da mesma forma os valores comparados de simulação. sendo assim aumentamos esse valor até a tensão chegar em seu ponto máximo. Finalizando portanto o roteiro proposto pelo professor do circuito amplificador com transistor bipolar de junção. que foi de 1.812V. que por sua vez seria o nosso valor de tensão máxima (Vmáx). Da mesma forma variando a frequência também obtivemos os valores de Flow e Fhigh como mostra o esboço realizado pelo grupo com os valores de bancada: Figura 6 Os valores de Tensão e resistência serão apresentados na tabela proposta pelo roteiro do professor. foram bem próximos o que facilitou muito a compreensão do circuito. Resultados e Discussões Tabela 1 Análise DC Bancada Vb(V) Vc(V)’ Ve(V) Ib(uA) Ic(uA) 1. Finalizamos o experimento com uma breve comparação das duas forma de onda.Depois de analisarmos a forma de onda demonstrada pelo osciloscópio. a realizada em simulação e a esboçada a mão com os valores de bancada.054 5.

14V. chegando ao seu valor de pico em 1. Quanto à análise DC.Simulação 1. Conclusão Concluímos que a frequência em que acontece os ciclos de um circuito amplificador com transistor bipolar de junção influência intensamente no ganho. Nosso circuito de bancada pôde operar com uma tensão maior que 814mV entre as frequências de 120Hz e 180kHz.19 120 fH(Hz) 195. Isto pode ter ocorrido devido ao uso do potenciômetro no circuito que gerou um pouco de ruído ao analisar a onda que o osciloscópio mostrava. mas usamos um potenciômetro regulado em 17kΩ.Resposta em frequência do sinal de saída Simulação Teoria Bancada fL(Hz) 156.742 913.70 9.812 1. e no período em .94 Teoria 1.5 180. O circuito original mostra uma resistência de 820Ω.569 187. as margens de erro foram baixas.745 8.104 5. podese dizer que os valores não fugiram muito um do outro.02 1.12 0.000 Simulações Comparando a curva gerada pelo gráfico de simulação com o gráfico de bancada.882 1.14 Tabela 3 .387 138.85 895 % de Erro -4% 3% -5% 4% -4% Tabela 2 . Essa mudança gerou diferenças no cálculo de tensão máxima e frequências de corte. onde a tensão e corrente que circulavam o transistor foram coerentes com os valores mostrado no circuito de simulação. porém a margem de erro está um pouco elevada. Uma alteração que foi necessária e significante em nosso circuito foi a troca da resistência da fonte.07 5.Tensão Máxima e Tensão de Corte na Saída Simulação Bancada Vmáx(V) Vcorte(V) Vmáx(V) 1.

NASHELSKY. 2013. Pearson Education do Brasil. .que a tensão de saída na carga pode chegar ao seu valor máximo. L. 11a Edição.. Dispositivos Eletrônicos e Teoria de Circuitos. Usamos o menor valor possível que o gerador de funções pôde trabalhar. o qual já foi suficiente para compreender e analisar a grande diferença entre a tensão de entrada e saída. Essa frequência pode ser manipulada dependendo dos valores atribuídos aos resistores e capacitores. Outros fatores importantes que influenciam os resultados é a amplitude da onda senoidal. R. e com isso conseguimos uma faixa maior em que a frequência trabalha gerando uma tensão de pico. No nosso caso.L. aumentamos o valor da resistência que acompanha a fonte. Referências bibliográficas BOYLESTAD.