CONTRATO DE LOCAÇÃO

LOCADOR: GILBERTO FERREIRA CAETANO, brasileiro, maior, portador do RG
05.187.952-25-BA e CPF 586.641.575-53, residente e domiciliado na Fazenda Bom
Sossego, localidade de Flechas, Zona Rural, nesta cidade de Catu-Bahia, CEP
4810-000.
LOCATÁRIA: ROSA TELES SÁ BARRETO, brasileira, maior, portadora do RG
00.523.478-69-BA e CPF 077.939.445-34, residente e domiciliada nesta cidade de
Catu-Bahia, CEP 4810-000.
Objeto do presente contrato: é um imóvel residencial situado na Rua Augusto Góes,
n°184, Bairro Santo André, nesta cidade.
1. O prazo do presente contrato é de 06 (seis) meses, a começar em 10 de
setembro de 2015 e término 10 de março de 2016.
Parágrafo Único: No término do prazo estabelecido nesta cláusula, fica o presente
contrato rescindido de pleno direito, independente de Aviso Prévio, Interpelação,
Notificação Judicial ou Extra Judicial, Exceto se o LOCADOR manifesta por escrito a
intenção de prorrogá-lo por novo período.
2. O aluguel mensal convencionado é de R$500,00(quinhentos reais). A pena de
reincidi-lo caso ocorra atraso por dois meses consecutivos. O locatário se
compromete a pagar pontualmente no dia 10 (dez) de cada mês. O locatário
pagou fiança.
Parágrafo Único: não efetivando o locatário os pagamentos nas datas previstas na
cláusula terceira, incidirão sobre os mesmo multa de 10% (dez por cento), juros
moratórios de 1% ( um por cento) ao mês e mais correção monetária “pró-ratatêmpore”, se houver , a contar da data do seu vencimento.
Parágrafo Segundo: fica estabelecido que as sansões mencionadas no parágrafo
anterior não impedem o LOCARDOR de mover a imediata e competente ação de
desejo por falta de pagamento, com o que concorda de pronto o locatário.
Parágrafo Terceiro: fica estabelecido á periodicidade de reajuste em 6 (meses) pelo
I.G.P.M.

Parágrafo Quarto: fica desde já pactuado que a periodicidade de reajuste citada no
parágrafo anterior, poderá ser modificada, sempre que o governo venha permitir
reajuste de aluguel, em menor período.
3. Os pagamentos de quaisquer tributos municipais relativos ao imóvel locado
correrão por conta do LOCÁTARIO que efetuará o ressarcimento ao
LOCADOR.
Parágrafo único: não efetuando o LOCATÁRIO os pagamentos nas datas previstas
nas cláusulas, incidirão sobre os mesmo multa de 10% (dez por cento), juros
moratórios de 1% ( um por cento) ao mês e mais correção monetária “pró-ratatêmpore”, se houver , a contar da data do seu vencimento.
4. Fica que o LOCATÁRIO quando da devolução do imóvel, obriga-se a entregar
à LOCARDOR declaração negativa da COELBA e SAAE relativas
respectivamente ao consumo de energia e água durante o período de
vigência deste contrato.
5. O LOCÁTARIO não poderá ceder, mesmo gratuitamente, transferir ou
sublocar o imóvel locando sem o prévio e expresso consentimento por escrito
6.

de LOCADOR.
O LOCATÁRIO declara receber o imóvel em perfeito estado de asseio e
conservação inclusive no que se refere a pintura, louça, ferragens,
revestimento de paredes e pisos, com todos os seus pertences em
funcionamento obrigando-se e assim conservá-la até a efetiva entrega das
chaves, fazendo por sua conta, os reparos, e consertos que se tornarem
necessários, comprometendo-se a não fazer obras ou quaisquer modificação
sem anuência por escrito do LOCADOR ,desde que tais obras não alterem o
estado

do

imóvel

obrigando-se

modo

a

que

possa

ser

regulado

imediatamente sem despesas para o LOCADOR, ficando ainda estipulado
que o LOCATÁRIO, quando da devolução do imóvel, providenciará a pintura
geral nas paredes e tetos e também revestimentos nos pisos e portas iguais
aos existentes.
Parágrafo Único: ocorrendo infiltração de água ou esgoto proveniente de imóvel
vizinho ao ora locado, devera o LOCATÁRIO de imediato tornar as providencias
cabíveis junto ao provocador do dano, no sentido de sanar o fato.

7. Qualquer benfeitoria no imóvel pelo LOCATÁRIO, com autorização do
LOCADOR, ficara incorporada ao imóvel locado, seja voluntario útil ou
necessária, podendo o mesmo exigir indenização alguma ou direito de
retenção.
8. A violação de qualquer cláusula deste contrato provocara sua imediata
rescisão, independente de notificações previstas na cláusula sete, pagando
ainda o titulo de multa a importância correspondente a 03(três) alugueis
vigente na época, honorários advocativos na base de 20(vinte por cento),
além das sansões contratuais legais aplicáveis.
9. Fica eleito o Foro de Catu-Bahia para dirimir quaisquer duvidas futuras
decorrente deste contrato, renunciado as partes deste logo a qualquer outro,
por mais privilegiado e especial que seja.
E por assim estarem de comum acordo as condições aqui estipuladas, assinam este
contrato em 02(duas) vias igual teor e validade jurídica.

Catu-BA, 10 de setembro de 2015.

Gilberto Ferreira Caetano (Locador)

Rosa Teles Sá Barreto (Locadora)

Testemunha

Testemunha