Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Número do

1.0110.11.000962-5/001

Relator:

Des.(a) Alberto Henrique

Relator do Acordão:

Des.(a) Alberto Henrique

Númeração

0548445-

Data do Julgamento: 19/07/2012
Data da Publicação:

26/07/2012

EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO. IMPUGNAÇÃO AO VALOR DA
CAUSA. AÇÃO DE EXTINÇÃO DE CONDOMÍNIO. CORRESPONDÊNCIA
AO VALOR ECONÔMICO DA DEMANDA. POSSIBILIDADE. O valor da
causa na ação ordinária de obrigação de fazer deve ser o mesmo da
pretensão almejada pela parte, correspondendo, assim, ao valor econômico
almejado na demanda.
AGRAVO DE INSTRUMENTO CV Nº 1.0110.11.000962-5/001 - COMARCA
DE CAMPESTRE - AGRAVANTE(S): ANTÔNIO PAULA SALOMÃO E SUA
MULHER, GENILDE NASCIMENTO SALOMÃO - AGRAVADO(A)(S):
CARLOS ALBERTO MAZZI, PAULO CELSO MARTIMBIANCO, PATRÍCIA
BUFARAH ZOGBI MAZZI, JANNETTE BUFARAH ZOGBI E OUTRO(A)(S),
LUCIANA ZOGBI MARTIMBIANCO
ACÓRDÃO
Vistos etc., acorda, em Turma, a 13ª CÂMARA CÍVEL do Tribunal
de Justiça do Estado de Minas Gerais, na conformidade da ata dos
julgamentos, à unanimidade, em NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO.
Belo Horizonte, 19 de julho de 2012.
DES. ALBERTO HENRIQUE
RELATOR.
DES. ALBERTO HENRIQUE (RELATOR)

1

Buscam os agravante a reforma da r.000. pela qual o MM. 2 .00. 56. Requerem a fixação do valor da causa no valor venal do imóvel. 74. Aduzem não foi utilizado critério para a fixação do valor da causa em R$ 115. Informações prestadas à fl. afirmando a necessidade de se saber o valor venal do imóvel. mantendo-se o valor atribuído à causa (ação de extinção de condomínio) pelos autores. Juiz rejeitou o incidente. Efeito suspensivo indeferido às fls. proferida nos autos do incidente de impugnação ao valor da causa que interpuseram contra JANNETTE BUFARAH ZOGBI E OUTROS. contra a decisão de fl.Tribunal de Justiça de Minas Gerais RELATÓRIO Trata-se de agravo de instrumento com pedido de efeito suspensivo interposto por ANTÕNIO PAULA SALOMÃO E SUA MULHER. aqui agravados. 68/69. decisão.

o pedido diz respeito à possibilidade. deve corresponder ao pedido. No presente caso. como parâmetro geral. certo é que o valor atribuído à causa deve corresponder à pretensão almejada como o fez. pugnando a parte autora pela extinção do condomínio. Embora o referido artigo estabeleça critérios específicos para diversas ações.00. conforme se deduz do comando do artigo 259.00. Na espécie. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO. tendo por base a avaliação do oficial de justiça. Superior Tribunal de Justiça não destoa: "PROCESSUAL CIVIL. IMPUGNAÇÃO AO VALOR DA CAUSA.Tribunal de Justiça de Minas Gerais VOTO Presentes os seus pressupostos de admissibilidade. valor atribuído à causa pelos agravados. conheço do recurso. juiz singular.425. Por simples cálculos. de ser atribuído à ação de extinção de condomínio o valor atribuído ao imóvl pelo oficial de justiça. tenho que o valor da causa atribuído à ação de extinção de condomínio deve ser o correspondente à pretensão requerida pelo autor. A posição do eg. pelo que não há o que questionar".. CONTEÚDO 3 . do Código de Processo Civil. ou não. o valor atribuído à causa. Como é cediço. tal como decidido pelo d. o valor de 100% do bem corresponderia a R$ 115. pode-se fixar. o parâmetro utilizado pelos requerentes está embasado em avaliação feita por Oficial de Justiça quando da penhora de uma parte ideal.000. Portanto. como regra geral. Todavia.5% equivaleria a R$ 45. in verbis: ".. Ora. que o valor da causa deve sempre corresponder ao proveito econômico esperado pelo autor na demanda. o oficial de justiça estabeleceu que 39.

2005 p. tais importâncias devem compor o valor da causa. relatora Ministra Nancy Andrighi.IMPUGNAÇÃO AO VALOR DA CAUSA . Custas.09. AGRAVO regimental a que se nega provimento". 322) "AGRAVO REGIMENTAL . AgRg no Ag 671740 / SP. ou seja.2. afastar a incidência das contribuições sociais destinadas ao SESC e ao SENAC. se pleiteia a contribuinte.Tribunal de Justiça de Minas Gerais ECONÔMICO DA DEMANDA. DES. (AgRg no Ag 582460 / SP . AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO 2004/0003384-8 Ministro FRANCIULLI NETTO (1117) DJ 25. 436.NECESSÁRIA CORRESPONDÊNCIA AO CONTEÚDO ECONÔMICO DA DEMANDA. NEGO PROVIMENTO AO RECURSO. 1. mas lhe negar provimento". Precedentes: REsp n.04. ao êxito material perseguido pelo autor da ação. PRECEDENTES.258 DO CPC. É consabido que o VALOR da CAUSA deve corresponder ao conteúdo ECONÔMICO da demanda. Agravo regimental provido para conhecer do agravo de instrumento. conforme o art. ART. DJ de 10/5/2004.2005 p. 288) Mediante tais considerações.AGRAVO DE INSTRUMENTO COMPROVAÇÃO DA PRESENÇA DE PEÇA OBRIGATÓRIA CONHECIMENTO DO AGRAVO DE INSTRUMENTO -PROCESSO CIVIL AÇÃO DECLARATÓRIA CUMULADA COM PEDIDO DE REPETIÇÃODE INDÉBITO . 2.De acordo com o(a) Relator(a). e REsp n. 4 . pelo agravante.466/SE. relator Ministro Barros Monteiro. mantendo incólume a decisão recorrida. Dessa forma. por meio da ação ordinária. O STJ pacificou o entendimento de que o VALOR da CAUSA deve ser fixado de acordo com o conteúdo ECONÔMICO a ser obtido no feito. 258 do CPC.203/RJ. 557. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO 2005/0056553-7 Ministro JOÃO OTÁVIO DE NORONHA (1123) DJ 26. JOSÉ DE CARVALHO BARBOSA . DJ de 17/2/2003.

CLÁUDIA MAIA ." 5 .Tribunal de Justiça de Minas Gerais DES. SÚMULA: "NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO.De acordo com o(a) Relator(a).